Ato do dia 15: Bolsonaro parte para o tudo ou nada nas redes

Ato do dia 15: Bolsonaro parte para o tudo ou nada nas redes

Parece que bateu o desespero. Desde sábado, quando Bolsonaro fez um discurso numa base militar em Roraima, convocando novamente seus apoiadores a irem às ruas no dia 15, todos os recursos, legais ou não, estão sendo utilizados nas redes sociais para garantir o sucesso da manifestação. Reportagem publicada na Folha nesta quarta-feira mostra os motivos da preocupação do presidente, ao partir para o tudo ou nada nas redes sociais para encher as ruas. “Mobilização por dia 15 encolhe na rede social,…

Leia Mais Leia Mais

Crise? Que crise? Bolsonaro finge que nada tem com isso

Crise? Que crise? Bolsonaro finge que nada tem com isso

Com o mundo de pernas para o ar na segunda-feira, o presidente Jair Bolsonaro encontrou tempo para visitar o estúdio do pintor Romero Brito em Miami, falar para empresários americanos que a eleição presidencial foi fraudada e criticar o médico Drauzio Varella por ter abraçado em reportagem no “Fantástico” uma transexual presa por estuprar e matar uma criança. Como se não tivesse nada a ver com a profunda crise política e econômica que assola o país, o presidente não havia se manifestado até o meio dia…

Leia Mais Leia Mais

Pânico na Bolsa e dólar vai a R$4,80: atos do dia 15 sobem no telhado

Pânico na Bolsa e dólar vai a R$4,80: atos do dia 15 sobem no telhado

Se ainda faltavam argumentos para os ministros militares que tentam convencer o presidente Jair Bolsonaro a desistir dos atos do dia 15 em defesa do governo, o derretimento do mercado financeiro nesta manhã de segunda-feira pode ser a gota d´água. Pela primeira vez em três anos, foi acionado o “circuit braker” na Bolsa de São Paulo quando a queda chegou a 10% e o dólar batia em R$ 4,80. Antes do meio-dia, os trabalhos foram reabertos, mas o pânico estava instalado. “Ministros aconselham…

Leia Mais Leia Mais

Coronel ao repórter: ?Não tenho que lhe dar satisfações?

Coronel ao repórter: ?Não tenho que lhe dar satisfações?

Posso imaginar o que sentiu minha colega Marina Dias, correspondente da Folha em Washington, ao ser barrada da cobertura do jantar de Trump com Bolsonaro em Miami, no sábado. No final de fevereiro de 1981, eu fui o único jornalista brasileiro vetado pelo então II Exército (hoje Comando Militar do Sudeste) para cobrir o julgamento dos líderes metalúrgicos do ABC na Auditoria Militar. As credenciais foram distribuídas no quartel-general, cada jornalista foi recebendo a sua. Sem maiores explicações, fui informado…

Leia Mais Leia Mais

Bolsonaro leva disputa política às ruas

Bolsonaro leva disputa política às ruas

Começa amanhã, Dia Internacional da Mulher, a temporada de protestos a favor e contra o governo marcados para o mês de março. O que podemos esperar dessa volta do povo às ruas, após um longo período de hibernação, em que a disputa política se limitou ao Fla-Flu das redes sociais? Num país em que até o passado é imprevisível, na perfeita definição de Pedro Malan, é temerário prever o que pode acontecer nas quatro manifestações programadas para os próximos dias….

Leia Mais Leia Mais

De onde brotam esses jovens nazistas no Recife?

De onde brotam esses jovens nazistas no Recife?

Fiquei intrigado com essa notícia que li no online da Folha quinta-feira, em meio ao derretimento do mercado (ver comentário sobre isso no final do texto): “Alunos de escola do Recife fazem saudação nazista em sala e postam imagem em rede social — Direção da escola diz que assim que tomou conhecimento dos fatos suspendeu estudantes”. Como filho de uma família que foi perseguida pelos nazistas durante a Segunda Guerra, ainda me assusto quando leio essas coisas, ainda mais acontecendo no…

Leia Mais Leia Mais