Para combater “extremos”, querem salvar Alckmin, abandonado por aliados

Para combater “extremos”, querem salvar Alckmin, abandonado por aliados

Bateu o desespero. A disparada do petista Fernando Haddad nas pesquisas provocou uma revoada de tucanos, com penas para todo lado, em busca de culpados e de um ninho seguro. Convocaram até uma pajelança de emergência no quartel general de Geraldo Alckmin para segurar os aliados do Centrão, que já estão debandando para Bolsonaro ou Haddad. Em São Paulo, por exemplo, já apareceu a chapa “Bolsodoria” e, no Nordeste, Haddad avança como o apoio de velhos caciques que já foram…

Leia Mais Leia Mais

Disputa agora é entre “voto útil” e “voto inútil” para não acabar no 1º turno

Disputa agora é entre “voto útil” e “voto inútil” para não acabar no 1º turno

Com Bolsonaro e Haddad disparando nas pesquisas, e a possibilidade de tudo ser resolvido por um dos dois no primeiro turno, a turma do “voto útil” voltou com tudo. Mas “voto útil” em quem?, se os demais candidatos estão caindo ou estagnados? O argumento dos colunistas do establishment midiático-financeiro é que “precisamos evitar a vitória dos extremos”, mas falta um nome para encarnar a terceira via. No embate direto entre PT (Haddad) e anti-PT (Bolsonaro), não sobrou espaço para os…

Leia Mais Leia Mais

Desse jeito, vai dar de novo PT X anti-PT, como acontece desde 1989

Desse jeito, vai dar de novo PT X anti-PT, como acontece desde 1989

Depois que a campanha começou para valer, a julgar pela tendência mostrada em todas as últimas pesquisas, do Ibope ao Datafolha, do Vox Populi/CUT às do “mercado”, até chegar à mais recente, da CNT/MDA, divulgada nesta segunda-feira, a batalha final desta eleição vai repetir uma disputa que acontece desde a primeira eleição direta pós-ditadura: PT X anti-PT. O último levantamento mostrou que Jair Bolsonaro está com 28,1%, praticamente garantido no segundo turno como o candidato do anti-petismo. Em segundo lugar,…

Leia Mais Leia Mais

Na eleição movida a robôs, ódio e medo, direita boçalnariana sai do armário

Na eleição movida a robôs, ódio e medo, direita boçalnariana sai do armário

Como explicar a liderança de Jair Bolsonaro nas pesquisas, se o partido dele, esse tal PSL, praticamente não existe, seu discurso assusta as pessoas normais, o tempo de propaganda dele na televisão tem só oito segundos e o candidato continua fora de combate, recolhido a um leito de hospital? Contando, ninguém acredita. Nas ruas de São Paulo e do Rio, por onde passei este fim de semana, não vi nenhum sinal de campanha do ex-capitão, nem mesmo adesivos nos carros,…

Leia Mais Leia Mais

Escutar mais e falar menos: a receita do rabino Michel Schlesinger contra a intolerância

Escutar mais e falar menos: a receita do rabino Michel Schlesinger contra a intolerância

A apenas três semanas da eleição presidencial, na reta final de uma campanha eleitoral marcada pela intolerância, agressões e atentados, reservei um tempo para conversar com o rabino Michel Schlesinger, sucessor de Henry Sobel como representante da Confederação Israelita do Brasil para o Diálogo Inter-Religioso. Em apenas 26 minutos cravados no gravador, ele me deu uma receita simples sobre como podemos sobreviver a esta guerra:  “escutar mais e falar menos”, uma lição que aprendeu com o papa Francisco, com quem ele…

Leia Mais Leia Mais

Em apenas 4 dias de campanha, Haddad já empata com Ciro; Bolsonaro tem o dobro

Em apenas 4 dias de campanha, Haddad já empata com Ciro; Bolsonaro tem o dobro

Apenas quatro dias depois de ter seu nome oficializado como substituto de Lula, Fernando Haddad subiu quatro pontos e foi o que mais cresceu na nova pesquisa Datafolha, chegando a 13%, empatado com Ciro Gomes, que ficou estacionado. Os dois agora vão ter que correr contra o relógio porque Jair Bolsonaro, o líder nas pesquisas, que está há uma semana internado no Hospital Albert Einstein, tem o dobro de intenção de votos, ao passar de de 24% para 26%. Com…

Leia Mais Leia Mais