Eles são todos malucos e sociopatas: agora perseguem até estátua

Eles são todos malucos e sociopatas: agora perseguem até estátua

Num governo de Bolsonaros, Damares, Moros, Mourões, Weintraubs, Araújos, Helenos, Villas Bôas e outras espécies do gênero, fica difícil dizer qual deles é mais maluco.

A característica comum é a sociopatia, a falta de compaixão, o descaso com os mais pobres, o espírito de vingança e de ódio, a perseguição à cultura, à ciência, às minorias, ao meio ambiente, aos adversários e aos diferentes.

Em sua guerra contra o mundo, nem as estátuas escapam.

A última do chanceler terraplanista do nazismo de esquerda foi mandar tirar do Itamaraty a estátua de San Tiago Dantas, um dos maiores nomes da diplomacia brasileira, como relata Lauro Jardim em sua coluna no Globo deste domingo.

O crime do qual o grande diplomata é acusado pelo inacreditável e inverosímel Ernesto Araújo: Dantas reatou as relações do Brasil com a União Soviética.

Alguém precisa avisar urgentemente o lunático chanceler bolsonariano que a União Soviética já acabou faz tempo e o Muro de Berlim foi derrubado em 1989, há exatamente 30 anos.

Pode parecer apenas mais uma bobagem, como a conspiração internacional liderada pela Venezuela que, segundo o capitão Bolsonaro, inundou o nordeste de óleo para derrubar os leilões do pré-sal.

Ao ler essas coisas, qualquer psiquiatra em início de careira mandaria recolher doidos como esses e a ministra Damares, que vê crucifixos na vagina de crianças.

O general Villas Bôas, assessor especial do general Augusto Heleno, mesmo numa UTI, está vendo o perigo de “convulsões sociais” por toda parte.

Poderia passar o resto do dia aqui listando todos os absurdos, as sandices, as agressões gratuitas, as ameaças, a troca de gentilezas entre membros do PSL, o presidente e seus filhos, mas não quero estragar o domingo de ninguém com essa resenha macabra.

Daqui a pouco vão mandar derrubar estátuas de Tiradentes porque ousou desafiar a Côrte para libertar o Brasil _ um revolucionário disfarçado de dentista.

Tiradentes só não pode ser acusado de comunista por Araújo porque o comunismo ainda não tinha sido inventado na época dele.

Mas na realidade virtual e delirante em que vive essa gente, no vale tudo das fake news oficiais, tudo agora é possível.

O grande problema desse desgoverno não é político, ideológico nem econômico. É psiquiátrico.

Vai começar o futebol. É melhor mudar um pouco de assunto. Boa sorte.

Vida que segue.

 

14 thoughts on “Eles são todos malucos e sociopatas: agora perseguem até estátua

  1. De um lado a perseguição. De outro, algo, ou alguém sendo protegido, certamente. Por demais estranho que o governo não consiga encontrar – ou deixa de divulgar – a causa do desastre do óleo que chega do oceano emporcalhando nossas praias e mangues.

  2. Faltou mencionar que essa loucura não é aleatória, mas tem métodos e rotinas bem objetivas. Basta ver o que foi feito com as “escolas policiadas”. Os governadores de 17 estados, incluso um lulo-petista, aderiram a um programa condicionado ao emprego de oficiais como gestores e professores. Uma nova modalidade de sinecuras aos policiais militares com uma remuneração 50% acima da média paga ao professorado, de acordo com o inacreditável Weintraub. Quem sabe a bibliografia recomendada aos alunos inclua “A verdade sufocada” e alguma conferência ou monografia relacionadas ao DOI-Codi e à militarização da política e das polícias.

  3. Enquanto esses malucos brincam de governar, milhões não tem o que comer, estão pouco preocupados, o povão que se dane, cada um por si, deveriam ter vergonha.

  4. Sr. Jornalista, Ricardo Kotscho!
    Boa Noite!
    Não gostaria de ser pessimista, mas está difícil,
    realmente muito difícil pensar o Brasil com estes celerados no poder.
    Imagine se, por mal dos pecados, um representante dessa raça de ogros se instala na embaixada em Washington?
    Esse ogro não sossegaria até destruir, à picareta, o busto em bronze do ex-presidente Lula instalado nos jardins da sede da OEA!
    Alias é um orgulho e uma alegria a homenagem do escultor chines, grandes vultos da história épica das Américas.
    Todo o cuidado é pouco já que a inveja dessa horda é imensa.
    Pobre de nós, pobre do Brasil!
    Parabéns pelos teu trabalho, vida longa!

  5. A última pesquisa pode ser traduzida da seguinte maneira: só uma entre cada quatro pessoas sente-se representada pelo ex-capitão. Para qualquer país da América Latina para onde se olhe há governos acossados por protestos populares.
    Vá lá que o Brasil não demonstra, exceto excepcionalmente, a marra dos nossos vizinhos de colonização espanhola.
    Argentina, Chile, Equador, Haiti, Honduras, Nicarágua, Venezuela, Peru dão sinais de que os limites de pressão social na região atingiram um nível elevado.
    Uma pressão que precisará das forças de repressão para ser contida. Nesse sentido o projeto de poder militar-policialesco busca consolidar-se e antecipar-se ao tsunami social que a queda dos salários reais médios, o desemprego em massa e a falta de expectativa de melhoria de condições de vida fatalmente desencadeará, como se viu em junho de 2013.
    O Brasil não é tão distante nem distinto dos seus vizinhos latino-americanos.

  6. Prezado Kotscho: Maluquice por maluquice, será que também não poderíamos achar que quem “inundou o nordeste de óleo para derrubar os leilões do pré-sal” poderia também querer prejudicar os governos “paraíbas” do nordeste que, digamos, não são muito afinados com o governo federal?

  7. Parabéns por tua coragem, Senhor jornalista. Impecável leitura do atual desgoverno. Sei não, mas esta noite sonhei que o Chile estava “em guerra”. Sonhei até que o aumento nas passagens do metrô chegou a escandalosos $ 0,20 centavos. Acordei em sobressalto. Tudo sonho, imagine se o povo dos Andes, banhado pelo Pacífico, tem tempo de enfrentar o governo. Lá, o povo não sai às ruas e engoli tudo. No Chile, o povo é meio fanático por futebol, mulher pelada e cerveja. O Governo de Santiago faz o que quer, dizem que agora, vai derrubar a Cordilheira dos Andes e trazer a Ilha da Páscoa para mais perto do litoral. Aquelas estátuas gigantescas, os moais, frequentarão as praias do continente. O povo ficará mais feliz. Pra felicidade brasileira, o povo do Chile bem que poderia visitar o Brasil. Ensinar alguma coisa, pelo menos. Será que eles já ouviram falar em Bolsonaro? Humm, isso afrouxaria os chilenos. Que pena!

  8. Tirar a lembrança de Santhiago Dantas, modificar os livros de Monteiro Lobato, negar a Chico Buarque o recebimento daquilo que legitimamente ganhou, exilar de novo a Paulo Freire, mudar este planeta para plano, recusar-se a fazer reles cocô todos os dias, incentivar a destruiçao da Amazonia, batizar o petróleo intruso de bolivariano.
    Manter o chefe e varios quadrilheiros a frente de uma força tarefa, em que a força foi algo externo e a tarefa de eliminar adversários politicos ja foi cumprida…

  9. É mesmo psiquiátrico, Mestre, porém…
    Milhões e milhões de brasileiros submetidos a mediocridade da desqualificada trupe mambembe de ‘espirocados’, a atropelar e destruir tudo que se construiu para manter vigente e melhorar a sanidade civilizatória nas relações entre diferentes e contrários, vivendo juntos, substituindo-a pela barbárie, à falta de qualquer condição de conceberem algo, seja lá o que for, que possa ser chamado de objetivo ou projeto, para alicerçar uma nação, sem que ninguém assuma que ‘deu merda’, organize a reação, o basta, o desapeamento dos esquizofrênicos do poder e o humanitário encaminhamento ao devido tratamento psiquiátrico, para protege-los de possível recaída futura dessa ora doentia sociedade que através do ato insano de neles votarem, permitiu-os assumirem o poder.
    A coisa é tão insana que insistem esconder o ‘já deu merda’, como a ‘mídia’ que, entre os principais responsáveis pelo mau cheiro, ainda tasca manchetes como a do UOL, em 14/09/19, sobre matéria do Estadão, “Varejo TEM alta de 4% e deve abrir 91 mil vagas temporárias de fim de ano”, em matéria que informa: “O varejo DEVE abrir 91 mil vagas temporárias de fim de ano, alta de 4% sobre 2018. (…) um avanço de 4% ante os 87,5 mil postos de trabalho temporários criados no mesmo período do ano passado”.
    Para ‘desinformados’ postarem por aí e até no Balaio via adestrado contumaz, que ‘agora vai’.

  10. Parabéns Kotscho, ainda bem que restam jornalistas lúcidos como você.
    O que temos hoje é um conjunto de desvairados que entregaram o comando da economia a especuladores sem limites.
    Vale lembrar a lição do mestre San Tiago Dantas:
    “Não é desejável que o ter te leve ao poder. Mas é inadmissível que o poder te leve ao ter”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *