Com o caminho livre, aprendiz de ditador atropela as leis, e ninguém fala nada

Com o caminho livre, aprendiz de ditador atropela as leis, e ninguém fala nada

Agora é assim: quem contrariar os interesses e ousar fiscalizar a família imperial vai levar chumbo, está com os dias contados.

Pode ser militar ou civil, general ou fiscal, apenas cumprir a lei, não importa: o capitão não perdoa.

Governando o país como se fosse o síndico de um condomínio privado na Barra da Tijuca, ou comandante de um batalhão, o presidente em exercício não aceita ser confrontado e atropela quem se coloca à sua frente.

Com o Congresso e o Supremo comendo na sua mão, o aprendiz de ditador, sem limite e sem controle, vai enfeixando cada vez mais poderes e dá uma banana para o mundo.

Como ainda não conseguiu implantar a censura prévia, liga para os patrões amigos e tira jornalistas do ar, apenas com um peteleco.

A última vítima foi meu amigo Juca Kfouri, um dos jornalistas mais respeitados do país, que foi sumariamente ejetado da ESPN.

Logo nos primeiros dias após a posse, mostrando a que veio, o ex-capitão mandou demitir um fiscal do Ibama que o multou, quando ainda era deputado, por pescar em área de preservação ambiental.

Ninguém falou nada.

Inconformado com as multas que ele e a família receberam na estrada que leva à sua casa de veraneio, no Rio, mudou as regras de transito e agora mandou retirar os radares comunistas.

Ninguém falou nada.

Nas últimas semanas, sua ira voltou-se contra as chefias da Receita Federal e do Coaf, que encontraram “movimentações atípicas” nas contas de Flávio, o filho 01.

Primeiro, colocou o Coaf sob a guarda confiável de Sergio Moro, na Justiça.

E não se falou mais no Queiroz, o motorista da família que sabe “fazer dinheiro”.

Derrotado na Câmara, que mandou o órgão de controle de atividades financeiras de volta para o ministério da Economia, deu um cavalo de pau e agora quer abrigá-lo no Banco Central para blindar a família e os amigos.

Ninguém falou nada.

Revoltado com a Receita Federal, denunciou que sua família está sofrendo uma “devassa”, depois que o órgão “tentou derrubá-lo na campanha eleitoral do ano passado”, segundo reportagem publicada no Globo, nesta quinta-feira.

Sem mandar recado, na semana passada, interpelou pessoalmente o chefe da Receita, Marcos Cintra, que está com o cargo a prêmio.

Ninguém falou nada.

Nas horas vagas, já afrontou a Argentina, a Alemanha, a França e a Noruega, certamente todos países comunistas, em seus delírios de perseguição.

Ninguém falou nada.

Na quarta-feira, no Piauí, ao se referir aos governadores do Nordeste, voltou a falar um fezes, sua mais recente obsessão, e prometeu “varrer a turma de vermelho” nas próximas eleições.

“Vamos acabar com o cocô no Brasil. O cocô é essa raça de corrupto e comunista”.

E ninguém falou nada.

Com o caminho livre, sem oposição que lhe faça frente, caça inimigos por toda parte para mostrar quem manda no país.

Misteriosamente, os generais que o cercam de repente ficaram mudos, respeitando um obsequioso silêncio, diante da ofensiva alucinada do ex-capitão em sua cruzada para se vingar de tudo e de todos, gargalhando com as próprias bobagens que diz.

Antes da quarta-feira acabar, demitiu o quarto secretário de Imprensa em sete meses de governo, e resolveu, simplesmente, fechar a repartição.

Pelo menos, não nomearam mais um general para o lugar.

Espera-se que não faça o mesmo com o Ministério da Economia, quando a recessão se aprofundar e o povo perder a paciência solicitada pelo frentista do Posto Ipiranga.

Vida que segue.

 

26 thoughts on “Com o caminho livre, aprendiz de ditador atropela as leis, e ninguém fala nada

  1. Tem muito pobre otario alem de nascer pobre ainda e otario eu não vejo defeito em ser pobre eu nasci e continuo mais pobre , mais tem uns q envergonha a raça pobre de direita e ridiculo e como um negro defendendo a escravidão ou um judeu defendo o nazismo

  2. Gostaria de saber qual o interesse da grande imprensa em proteger tanto esse arremedo de presidente. Convenhamos, o presidente Lua e a presidente Dilma, mesmo com políticas elogiáveis, inclusive no estrangeiro, mesmo com todo espírito democrático de ambos, mesmo com um governo republicano, mesmo com a economia bombando, especialmente no governo Lula, mesmo com as políticas sociais elogiáveis e com resultados inquestionáveis, eram alvos de críticas diárias dessa mesma imprensa, eram alvos de chacota e menosprezo… Qual foi a mudança merecedora de tanto amor da mídia e de alguns desinformados?

  3. Ricardo, voce está coberto de razão quando diz que as falas e atitudes pessoais do presidente está – há muito – ultrapassando os limites que o cargo lhe impõe.. E está mais do que na hora de colocar um basta nisso.
    Agora , sobre a questão dos vazamentos do COAF e da RECEITA, este xororô é recorrente em todas as facções politicas, seja ela de direita ou de esquerda, porque em se tratando de assalto à cofres públicos, por incrível que parece eles até se unem…. e todos , indistintamente, querem ver estas duas instituições para lá de Bagdá.. O choro de agora, é o mesmo de antes.

  4. Os bolsonaristas são filhotes da ditadura. Eles buscam a felicidade por caminhos enganosos. Caíram na armadilha da direita dominante. Bolsonaro, que zebra! Essa zerda da reforma da previdência será o contra veneno que afastará esses malditos de 2022. Oito meses de governo e só se fala em penico, peniquinho, penicão. O Presidente das águas sujas! Bingo.

  5. Ao contrário. Kotscho.
    O frentista do Posto Ipiranga já deveria ter sido exonerado há muito tempo.
    Já em relação aos demais exemplos, imagine o que não aconteceria – diante do impulso exterminador para garantir o efeito demonstração aos que aparentem ser um empecilho à “candidatura militar” -, a quem ensaiar o papel de alcagueta do atual presidente, a exemplo do que o “Italiano” fez com o lulopetismo.
    Antes de que sejam pedidos esclarecimentos, “Italiano” é o codinome do ex-ministro da
    Fazenda de Lula e ex-ministro da Casa Civil de Dilma, conforme o DOE (departamento de operações estruturadas) da Odebrecht.
    Se o Italiano Palocci permanecesse filiado à corrente Liberdade e Lula – a Libelu do Movimento Estudantil de perfil trotskista – e vivesse na Rússia revolucionária dos anos 20 do século passado, já teria sido despachado desta para melhor.
    Vejamos como Trotski tratava os informantes, conhecidos pelas milícias como ‘X-9’, porém atualmente denominados “delatores premiados”.
    Não passam de alcaguetas, os personagens considerados mais desprezíveis dentre os criminosos, rivalizando em depreciação com estupradores de vulneráveis e parricidas.
    A passagem é extraída da biografia de Trotski, à página 97, de Robert Service, Editora Record, 2017: “O pior de todos os delitos era prestar qualquer ajuda à polícia. Não era raro os informantes serem levados perante um tribunal de camaradas e executados com qualquer arma de que se pudesse dispor”.
    Não por acaso, quando iniciou seu alpinismo partidário cabotino e arrivista, o “Italiano” desde logo tirou o time da Libelu.
    Atualmente, o “Italiano” tem sido cevado no cárcere faraônico em apartamento de sete milhões de reais. Costuma ser usado quando há sinais tênues de que se pode rediscutir a prisão sem trânsito em julgado de sentença penal condenatória.

  6. Prezado Kotscho: Só não acho que o capitão é “aprendiz de ditador”. Ele é o próprio ditador, porque quem apoia milicianos, especuladores, torturadores e predadores é o que? E só se passaram oito meses nessa ditadura. Vamos aguentar até quando?

  7. E o anunciado circo de horrores (ninguém que ajudou a erguer a lona dessa esbórnia prometida pode alegar equívoco ou ter sido enganado) vai espalhando-se mundão afora, Mestre.
    Depois do austríaco ‘Die Presse’ dar manchete com direito a foto do personagem, “O Brasil Elegeu um Idiota”, agora é a França, com o ‘Charlie Hebdo’, a ilustrar o inominável.
    https://cdn.msnoticias.com.br/img/c/300/225/dn_noticia/2019/08/hebdo-bolsonaro.jpg

  8. Será o fim da imagem de nosso pais, o fim da capacidade de barganha diplomática se as amazônias peruana, boliviana, colombiana e venezuelana estiveram preservadas e a nossa, que é a maior parte, no chão. Não haverá para nós qualquer perdão ou indulgencia. Quando acaso viajarmos á velha Europa, por pura auto defesa, onde quer que pudermos nos declararemos portugueses…
    E dizem que no futuro nem choverá mais no Sudeste e sul se o insano capitao prosseguir sua tarefa.
    E podem ver que as criticas da midia a essa ”politica ambiental de agressao” são tímidas e pontuais. O nome disso é cumplicidade.

  9. Esse ser é um insano Kotscho,a maneira irônica como se dirige a tudo é lamentável. Mas a culpa deve ser do PT, é impressionante como o ódio aos petistas ficou impregnado nas pessoas, um governo voltado para todos independente da classe social. Não sei até qdo a população vai aguentar com caras de paisagem.

  10. O escatológico PR é uma caricatura indecorosa que afronta , envergonha e denigre o nosso próprio país . Até quando a manada vai ficar calada ?

  11. Errata: o valor do apartamento do “Italiano”, onde se encontra em alcaguetagem premiada domiciliar, não é de 7 milhões de reais, conforme anotado anteriormente.
    O valor é quase o dobro: R$ 12.000.000,00.
    Doze milhões de reais. Uma enormidade acumulada, segundo o “Italiano”, em consultorias garantidas por “cláusulas de confidencialidade”.
    O link para constatar o luxo faraônico segue abaixo indicado:
    https://www.buzzfeed.com/br/tatianafarah/prisao-palocci-apartamento-luxo

  12. Vale a pena conferir a entrevista ao El País sobre o governo Mateo Salvini da ultradireitista Liga, que agora reivindica plenos poderes iguais aos garantidos a Mussolini.
    Salvini não tem poderes, na Italia, para nomear superintendentes de Polícia Federal. O que significa que no Brasil, os poderes presidenciais já são tão concentrados e centralizados, que se poderia qualificá-los como imperiais.
    Segue o link do El País, que merece atenciosa leitura:
    “” O ex-primeiro-ministro italiano Matteo Renzi faz um chamado para que se evite a todo custo um Governo de Salvini.
    Pergunta: Desde que deixou de ser primeiro-ministro, a Itália se voltou para um partido de matizes ultradireitistas e xenófobos. O que aconteceu?
    Resposta: Acho que a Itália, depois de ter visto como Salvini trabalha, quer e precisa de um momento de união nacional daqueles que não acreditam na direita extremista, que não incitam ao ódio, porque Salvini faz isso, induz ao ódio, e nós devemos educar na esperança
    Pergunta: A Itália se tornou um país racista?
    Resposta: Fiquei comovido com a carta de uma mãe adotiva de um menino negro que denunciou episódios de racismo. Salvini induz ao ódio usando as mesmas palavras que Trump usa nos Estados Unidos, fala de invasão. É verdade que uma parte dos italianos deu confiança a Salvini, mas há outra parte, que na minha opinião é a maioria, que está cansada dos pregadores do ódio.
    Pergunta: O M5S(Movimento 5 Estrelas) é cúmplice da política de Salvini?
    Resposta: Veremos nas próximas semanas. Se quiserem seguir em frente, aceitarão a cultura de Salvini, que decidiu quando se deve ir votar, e como e por quê, e que quer decidir tudo sozinho. Se o M5S fizer prevalecer a ala mais razoável, vai parar Salvini e haverá um Governo que eu espero seja guiado por uma personalidade confiável e autorizada que saberá levar a Itália à posição que merece no mundo.
    Pergunta: Está ciente de que seu novo movimento projeta uma esquerda mais dividida?
    Resposta: A divisão é secundária para mim neste momento em que estou disposto a criar um Governo de unidade nacional. O PD, todas as esquerdas, devem a todo custo evitar abrir o caminho para um Governo Salvini””.

  13. Kotscho, se me permite, vou discordar, ainda que parcialmente de você.
    Quando vc repete “que ninguém falou nada”, não é bem verdade.
    As pessoas “realmente de bem”, que respeitam as outras, que pensam, que não querem matar seus semelhantes, falam e combatem esse energúmeno que está sentado na cadeira de Presidente.
    O problema é que grande parte da população, votou naquele que melhor espelhava o que realmente ela é: hipócrita, corrupta, racista, ignorante, etc…..
    E grande parte desses idiotas bolsonaristas já percebeu que fez bobagem, que deu “tiro no pé”. Só que a pouco moral da maioria deles não permite que eles se arrependam abertamente e venham a público para criticar o Bozo. Poucos bateram no peito e falaram: ERREI
    (quantas pessoas vocês conhecem que fizeram campanha pro Aécio, bateram penelas e depois ficaram quietinhos quando as malas do Aécio apareceram na TV?).
    Agora, grande parte dos arrependidos em votar no Bozo, repetem a piada do marido corno que descobre sua mulher com o amante no sofá da sala:
    JOGA O SOFÁ NA RUA, mas continua com a mulher, continua corno, manso e quieto…….

  14. Caro Kotscho, concordo plenamente com suas reiteradas chamadas de atenção sobre o acúmulo de atos de toda sorte, arbitrários e autoritários cometidos e opiniões antidemocráticas, sem a mínima civilidade que se pode esperar de um presidente da república, emitidas sem a menor cerimônia e o mínimo respeito que merecem a cidadania, as instituições democráticas e republicanas brasileiras.
    Esta já passando da hora dos brasileiros nos unirmos.
    O mínimo que as circunstâncias nos impõem é a férrea unidade em defesa da democracia e de suas instituições.

  15. A extrema loucura da direita ou a loucura da direita extrema? Difícil dizer: o Brasil profundo, seria bom não perder de vista, está gostando muito desta combinação de violência com ridículo, de intolerância religiosa com sentimento sexualmente suspeito de superioridade moral. Nunca estiveram tão em casa. Bolsonaro é o melhor espelho que já possuíram na sala de jantar.
    Preocupante a indiferença desta gente com seus desfalques sucessivos, crescentes: já sabem que estão perdendo aliados chaves (ver o Roda Viva na Cultura com o general Carlos Alberto Santos Cruz, reconhecido internacionalmente, uma referência dentro das Forças Armadas e que, mesmo assim, foi rifado sem mais e humilhado de público) Já começaram também a perceber o afastamento de pessoas próximas. Nada disso, porém, impede o mergulho viciante em sempre mais uma rodada de ódio à civilização. Ódio, aliás, distribuído regionalmente de maneira muito desigual.

  16. A unica coisa que sei é que não votei nesse monstro e que desse pecado não serei cobrada, graças a Deus. E que estamos já numa era de trevas: pestes, matanças, fome, desesperança, revolta, miséria, escravidão e uma ou duas castas sendo privilegiadas.
    Eu sempre antevi isso, era até fácil. Não entendo como esse cara pôde ser eleito, devem ser pessoas surdas ou com alguma deficiência de cognição profunda as que nele votaram! Mas espere… Vai sobrar para gregos e troianos, escreva aí! Esses fanáticos, esses eleitores minions alienados, também vão receber no derrière, ah vão. Pode escrever.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *