Como as crianças e os índios, Bolsonaro acha que é inimputável

Como as crianças e os índios, Bolsonaro acha que é inimputável

“Ser metódico não é sinônimo de estar correto. Especialmente quando se toma a decisão de dar uma banana para o resto do mundo” (Reinaldo Azevedo, na Folha).

***

Não é normal o que está acontecendo no Brasil, embora nossas autoridades façam de conta que é.

O mundo inteiro já se deu conta de que somos governados por um doido de pedra que não tem limites nos seus desatinos.

Desde os anos 30 na Alemanha, não aparece tamanho perigo para o futuro, e não só de um país. Nossa civilização corre risco.

Vocês já devem imaginar de quem estou falando, mas nem sei mais o que dizer.

Recuso-me até a escrever seu nome como presidente da República do Brasil. Tenho vergonha.

Esse cidadão, que saiu dos porões do Exército e da Câmara, pensa que é inimputável, assim como as crianças e os índios, e vai atropelando tudo o que encontra pela frente, as leis, as pessoas, o meio ambiente e as instituições.

Ignorando solenemente a Constituição, em pouco mais de sete meses de governo, o inominável  já deu um verdadeiro passeio pelo Código Penal, praticando crimes que poderiam levá-lo à prisão perpétua, mas nada lhe acontece.

Ou o povo brasileiro reage, e vai às ruas para dar um basta a essa ignomínia, ou iremos todos bovinamente para o matadouro.

O sujeito pensa que as urnas lhe deram um salvo-conduto e ele tem certeza de que pode tudo, sem prestar contas a ninguém, só porque, afinal, foi eleito.

Basta olhar para a cara assustadora dele e ouvir diariamente as barbaridades que fala, cada vez que encontra um microfone pela frente.

Em qualquer hospício, seria isolado dos demais pacientes. Aqui, desfila sua loucura por toda parte sempre cercado de um batalhão de seguranças e puxa-sacos, com os seus generais na retaguarda.

Até nos filmes do velho oeste, havia uma certa ordem no picadeiro. Juiz era juiz, xerife era xerife, bandoleiro era bandoleiro, os papéis não se misturavam.

De onde saiu, meu Deus, tanto ódio do capitão e seus fanáticos seguidores nas redes sociais contra uma população historicamente mansa?

Não contentes em deixar Lula preso, eles agora querem trucidá-lo e varrer do mapa quem ainda o defende, como o capitão prometeu durante a campanha eleitoral.

A cada dia, o grau de insanidade aumenta, a miséria e a violência se espalham e, em Brasília, os pais da pátria se abraçam e se beijam como se estivessem numa festa sem fim.

Já é tarde, mas ainda há tempo de lutarmos para salvar o que resta de soberania nacional e de cidadania.

As manifestações de protesto contra essa loucura, marcadas para a próxima terça-feira, em todo o país, podem ser um divisor de águas entre a civilização e a barbárie.

O capitão e seu desmoralizado xerife já convocaram a Força Nacional para a guerra contra os cidadãos desarmados, que querem apenas defender seus direitos e a democracia.

Ninguém mais pode se omitir diante desta tragédia em que o poder constituído se volta contra seu próprio povo.

Nossos filhos e netos não nos perdoarão se permanecermos em silêncio esperando a morte chegar.

Vamos todos defender a vida.

Vida que segue.

 

 

 

 

21 thoughts on “Como as crianças e os índios, Bolsonaro acha que é inimputável

  1. O primeiro passo não será dado porque depende do “Botafogo”.
    Ao “Botafogo” interessa o ‘status quo’.
    “Botafogo” surfa a onda demencial em cima da sua prancha apresentando-se como a “voz da razão” e alinhando-se para a raia sucessória em 2022.
    Não tem a menor noção de que o país encontra-se subjugado por um projeto de poder militar, policial e miliciano.

    1. Quem é Botafogo? Perdoem-me a ignorância. Quem é Botafogo, por favor. Ficar sem entender o texto, deixa-me amuada. Perguntei para amigos e nada. Grata.

      1. “Botafogo” é o apelido atribuído ao presidente da Câmara Rodrigo Maia, conforme consta da Planilha das Operações estruturadas da Odebrech, com a qual os partidos políticos e candidaturas foram financiadas , com base no Caixa 2 (sonegação de impostos por parte das empresas) e nas cotas-partes de propinas contabilizadas pelas Empreiteiras (Camargo Correa, Odebrecht, OAS).
        Eduardo Cunha, hoje preso, por exemplo, era conhecido como “Caranguejo”.

        1. Agradeço de coração a todos. Estou feliz. Vida que segue ensinando e aprendendo. Emocionada com tal fineza. Quer saber, estou com medo de B, Botafogo e Alcolumbre. Ninguém merece!

  2. Kotscho, se um indivíduo muda sete vezes de partido, acho que o COAF pode muito bem dar uma espiada na movimentação financeira do cabra. Isso porque, é algo totalmente anormal.

  3. Vamos lá, Kotscho.
    O cabo austríaco e pintor frustrado foi um soldado da Primeira Grande Guerra condecorado por duas vezes com a Cruz de Ferro, não a nazista, mas a prussiana.
    Nos anais históricos reconhecidos como válidos e comprovados, jamais foi considerado um “mau militar” (expressão atribuída a Geisel a respeito do ex-capitão apologista da tortura e dos torturadores que se tornou comandante-chefe das FFAA em 2019 ).
    Os presidentes da Câmara e do STF não estão à altura dos tempos sombrios e aziagos. Nunca estiveram nem poderiam estar, porque representam a pior safra do Parlamento e da Suprema Corte desde sempre.
    A desmoralização e fragmentação das forças supostamente oposicionistas e o desfalecimento dos sindicatos e centrais (evidentemente aqueles ainda não cooptados ou subordinados), simplesmente não oferecem a menor perspectiva de mobilização e enfrentamento da “nova ordem” calcada em um projeto de poder militar, policial, paramilitar e miliciano.
    A trapaça previdenciária apresentada como “redentora”, como o próprio “Botafogo” reconheceu expressamente, não retira um centavo dos bolsos dos endinheirados pertencentes às classes patronais dominantes.
    A realidade é que a “reforma da previdência” é uma arma de destruição em massa de aposentados e pensionistas, sobretudo aqueles 82% que recebem o mínimo existencial.
    Apenas para conferir: ontem, a taxa de juros LELIC argentina chegou a mais de 60%(sessenta por cento). A LELIC é a irmã portenha da nosssa SELIC. O desmantelo argentino seguiu-se, exatamente, após as mudanças previdenciárias e trabalhistas impostas por Macri.
    O projeto do Posto Ipiranga – apoiado integralmente pelo “Presidemente” – implicará uma crise econômica ainda maior do que a acumulada a partir da nomeação de Joaquim Levy no desastrado segundo mandato de Dilma, e piorada ainda mais pela passagem de Meireles como ministro do Cartel do “MT”.
    O estado de anomia social da população não dispõe de energia e liderança hábeis a produzir a oposição legítima, consequente e responsável ao delirante desgoverno demencial em curso, totalmente apoiado pelo empresariado e pela grande mídia associada.
    Ainda vai piorar, e muito, Kotscho.

  4. Grande Kotscho,

    Meu comentário tem pouco ou muito a ver com o que voce publicou. Mas aproveitando a oportunidade, me ocorreu uma ideia quanto essa perversidade moral… ,de colocar o filho do monstrengo, travestido de presidente ,no peito e na raca, como embaixador do Brasil nos EUA.
    É que, na sabatina a ser proferida pela comissao do senado, alguns dos questionadores, alem das varias perguntas pertinentes ao cargo, fizessem outras no idioma do pais pretendido pelo pai do filho, no caso em ingles.
    Creio que é uma coisa muito justa e compreensível!

    José Emílio Guedes Lages – Belo Horizonte

  5. A inenarrável XP junto com um certo Iamspe, descobriu em enquete recente que 38% dos brazucas acham o grotesco governo do capitão messias Ruim ou péssimo.
    A xispê é uma especie de itaú chama.trouxa. Nao vi as perguntas e nao vi ainda o que chegam a pensar os outros 62%. Voce acredita nesse numero?

  6. Mataram o conhecimento dos jovens, a aposentadoria dos idosos, os remédios distribuídos à população sem renda, somando com quase 20 milhões de desempregados e a devastação da natureza, só vai restar para viver: os políticos.

  7. Tbm me nego a mencionar o nome desse insano, tenho vergonha. Sinceramente achei que com o decorrer do tempo,pelo menos ele iria diminuir esses excessos, essa arrogância, essa truculência, essa grosseria,essa falta de educação, enfim a insanidade mas é o contrário, está ficando pior muito pior se isso fosse possível. O mais agravante é que o poder já está nas entranhas, isso não vai prestar.

  8. Quando o capitão do mato Messias quis fazer chacota com seu desafeto, o Meio Ambiente, falou do cocô mas esqueceu duas coisas:
    >>Nao falou, omitiu-se sobre o p*e i do.
    >>Menos mencionou as duas ou tres merdas que por dia saem de sua boca: reduzidas a uma só, será mensurávela contribuiçao à mesma finalidade.
    Agora um apelo a meritìssima dra. Dodge. Queria ser bem claro.
    Em vez de deixar morrer de morte natural a fraudulenta Orcrim de Curitiba dia 9 de setembro próximo, seja PATRIOTA uma vez, querida Raquel: anuncie isso com pompa no dia 7 de Setembro.
    Meritosíssima: dê ao fechar das cortinas um sentido à data e ao seu mandato!!

  9. cara jornalista, enquanto lia o texto me surgiu uma duvida cruel, a qual apenas o senhor poderá me ajudar, pois como disse, ja não conseguistes mais pronunciar o nome do inonimavel, logo, gostaria de saber: A quem se referia no texto? Pelo que li, me pareceu ser o “presidente” da Venezuela. É a ele que se referia?

  10. “Inimputavel” ? Ou “util” da estrategica mundial dos EEUU: 1. Expansion do control mundial da “parceiria para a seguranca” do Pentagono e da CIA. 2. Acabar con la exportacao agricola/pecuaria do Brasil (Vea: “Farms here forests there”) – especialmente para acabar de soja brasileira a China e para substituir soja de EUA, e carne de EUA a Europa. 3. Control do petroleo e minerais do Brasil desde Wallstreet. Bolsonaro nao e o “Trump” do Brasil, e somente um entreguista muito util.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *