Acabou o governo dos Bolsonaros. Começa o dos generais da “turma do Haiti”

Acabou o governo dos Bolsonaros. Começa o dos generais da “turma do Haiti”

A lambança na demissão do ministro dos laranjais foi a gota d´água.

Nenhuma surpresa. Acabou precocemente o governo do clã dos Bolsonaros, aos 50 dias de vida, na primeira crise que enfrentou.

A deprimente imagem do vídeo improvisado em que o presidente Jair Bolsonaro se rende à chantagem de Bebianno, e o cobre de elogios, deve ter arrepiado o brio até dos militares mais insensíveis.

Começa agora para valer o governo da junta militar comandada pelo general Augusto Heleno, o chefe da “turma do Haiti”.

Com a nomeação do general Floriano Peixoto para o lugar do defenestrado Gustavo Bebianno na Secretaria-Geral da Presidência, completa-se o quadro dos militares que estiveram nos últimos anos no Haiti liderando a tropa de paz da ONU.

Faz parte do grupo também o general da ativa Otávio do Rêgo Barros, o porta-voz sempre assustado.

O Haiti está em guerra civil outra vez, com o país em frangalhos e morrendo de fome, mas os generais se deram bem.

Ganharam para comandar, com a vitória eleitoral de Jair Bolsonaro, um país bem maior, o Brasil.

Nem na época dos generais presidentes da ditadura eles tiveram tanto protagonismo no Palácio do Planalto.

Afinal, o presidente capitão e o vice general também são militares.

Já são quatro generais no centro do poder, além de Mourão, oito militares no ministério e ao todo 46 fardados ou ex-fardados no primeiro e segundo escalões do governo.

Até os militares que ainda não estão no governo já se sentem  incomodados com esta escalada de generais no governo Bolsonaro, como mostra a reportagem “Ala militar comemora poder, mas se preocupa com o destaque excessivo”, de Igor Gielow, publicada na Folha desta terça-feira.

Relata a abertura da matéria:

“Se por um lado está sendo comemorada pelo núcleo militar como a consolidação do seu poder no centro do governo Jair Bolsonaro, a chegada do oitavo ministro egresso das Forças Armadas já começa a despertar algumas preocupações.

A principal, ouvida pela Folha de diversos oficiais generais ao longo da agônica demissão de Gustavo Bebianno da Secretaria-Geral, diz respeito ao óbvio: os filhos de Bolsonaro continuarão a ser instrumentos de interferência no governo?”

Como não dá para demitir os filhos nem o vice, inimigo deles, tudo indica que sim.

Bebianno e os filhos 01, 02 e 03 sumiram de cena de um dia para outro, mas a crise de autoridade deflagrada pelos próprios Bolsonaros está longe de acabar.

Mais do que nunca, a sobrevivência do capitão está nas mãos dos generais da “turma do Haiti” liderados pelo conselheiro Heleno Fragoso, chefe do GSI.

“Hoje, a ala militar tem um Estado-Maior em formação na administração, com secretarias, estatais e cargos diversos. Só que esse tipo de órgão assessora e aconselha um líder, e o episódio Bebianno jogou dúvidas entre vários oficiais sobre a capacidade de comando do presidente logo na sua primeira crise política”, escreve Gielow.

O clima de desconfiança entre os diferentes atores desta pantomina institucional é tão grave que até nas reuniões entre eles os celulares estão sendo deixados do lado de fora da sala.

É nesse cenário que o governo entrega esta semana à Câmara seus dois mais importantes e, ao que tudo indica, únicos projetos de governo: o pacote anticrime de Moro e a reforma da Previdência de Guedes, os únicos civis que se sobressaem em meio ao batalhão de generais.

A reforma da Previdência é tratada como a salvação da lavoura, a bala de prata do governo para agradar o mercado e a mídia.

E se o tiro sair pela culatra, com esta base aliada mambembe, o que a junta militar poderá fazer?

Cercar o Congresso com tanques, como os militares já fizeram em outros tristes tempos? Ou mandar um soldado e um cabo ocupar o STF, como sugeriu o filho 03?

Em seu 50ª dia de governo, Bolsonaro já virou um 00 à esquerda, que nem sabe o que ainda está fazendo no governo.

A distinta platéia que o elegeu a tudo assiste bestificada.

Foi para isso, devem pensar, que batemos panelas, marchamos contra a corrupção, derrubamos a Dilma, prendemos o Lula e engordamos os patos amarelos na avenida Paulista?

Vida que segue.

 

37 thoughts on “Acabou o governo dos Bolsonaros. Começa o dos generais da “turma do Haiti”

  1. Caro Kotscho, bom texto, como sempre.
    Só discordo do final:
    “A distinta platéia que o elegeu a tudo assiste bestificada. Foi para isso, devem pensar, que batemos panelas, marchamos contra a corrupção, derrubamos a Dilma, prendemos o Lula e engordamos os patos amarelos na avenida Paulista?”.
    Acho que os coxinhas e bolsominions não estão assistindo a tudo bestificados, nem se questionam sobre seus atos políticos que levaram a esse estado de coisas.
    Pelo menos aqui em São Paulo, todos os que tenho o desprazer de conhecer não se arrependem ão. Acham que tudo valeu a pena para anular Lula e o PT. Eles não se questionam, são muito boçais, arrogantes e truculentos para fazer isto.

    1. No fundamental, o Claudio tem razão: o pessoal considera que não há nada pior que o PT. Aliás é curiosa essa fantasia petista. No governo Temer já foi assim, bastava surgir um problema para você ler que os coxinhas deviam ter se arrependido de ter chutado a Dilma. Não sei de onde tiram isso.

      Mas não é só o alívio de se livrar do PT. Se você viver falando com empresários e diretores de empresas (entre os quais, por sinal, o petismo é raridade absoluta) verá que em geral os negócios estão melhores e o otimismo está alto. Pode ser até algo mais psicológico, mas é real.

      E o terceiro motivo é que, para mim e para muitos, o Bolsonaro era alguém sem histórico, sem um partido forte, etc. Nesse sentido, foi tranquilizadora a sua ligação aos militares. Se estes precisarem assumir mais poderes, como o Kotscho suspeita, estará tudo bem. A possibilidade sempre fez parte do pacote.

    2. No fundamental o Claudio tem mesmo razão: “Eles não se questionam, são muito boçais, arrogantes e truculentos para fazer isto.”
      No fundamental Ernesto também tem razão: “Se você viver falando com empresários e diretores de empresas (entre os quais, por sinal, o petismo é raridade absoluta), o pessoal considera que não há nada pior que o PT [como risco aos interesses patrimonialistas dependentes da desigualdade campeã].
      Sem esquecer do ‘fascísnio’ pelo militar a garantir-lhe a desigualdade necessária: “Se estes precisarem assumir mais poderes, como o Kotscho suspeita, estará tudo bem. A possibilidade sempre fez parte do pacote.”

  2. Caro Kotscho, o mais grave é que um em cada três eleitores do Bozo é tão idiota quanto aos outros dois e daí que continuarão não vendo nada, não sentindo nada e apoiando tudo o que está aí. Os milicos desta vez deram um golpe de mestre. Mas mais cedo ou mais tarde vão cair como sempre caem os governos tiranos, autoritários e brutais .

  3. Eu um simples cidadão de “bem”sempre soube disso esse governo não chegava nem ao meio do ano,e agora q acabou o estoque de petista para ser preso o q eles vão fazer prender alguém do psdb não vale pq eles e que deram início a essa bagunça se perder o temer ai o centrão abandona o governo,o negócio tá feio o ciro esperava q o bolssonaro desse serto ficou na sombra agora pois a cara no sol de novo,bolssonaro e teu presidente babaca

  4. Depois de 20 anos de terra arrasada, acho mesmo que somente a volta dos generais é possivel recolocar este pais nos trilhos e acabar com esta lambança toda de ladroeira. Além de toda a corja do petrolão que ja está presa, embora tardiamente, está chegando a hora de engaiolar novamente o passaro preto e os tucanos de alta plumagem, bem como os grandes figurões do baronato da industria, como ocorreu hoje com a cúpula da CNI e suas federações. Espero que ainda chega a hora dos intocáveis ministros do STF de plantão para soltar bandidos. Está ai o sistema “S” no centro do problema. Ainda acredito que este Brasil vai se reencontrar, apesar dos contrários

  5. Caro amigo Kotscho,como já havia comentado no seu texto no domingo, o bozo não passa de uma figura decorativa no planalto,uma rainha da inglaterra tupiniquim,que não manda nada e em ninguém!
    Haja visto que ontem enquanto o bozo decidia se demitia ou não o bebiano,o general mourão ao ser questionado sobre o assunto foi curto e grosso com os reporteres “a demissão sai hoje”.
    Isto mostra que o Brasil já está sendo governado pelo mourao e sua junta militar,que tomam as decisões e informam ao bozo que tem como função só divulgar!
    O “mito” hoje não passa de um débil que não é respeitado por ninguém e que na primeira oportunidade será descartado pelos militares para não atrapalhar o governo militar implantado no brasil!
    Os bolsonetes que elegeram este débil, sumiram todos,hoje ta mais facil achar cabeça de bacalhau do que eleitor do bozo!
    Mas não vou criticar eles por isto,pois se eu tivesse feito a “merda” que eles fizeram também estaria sumido e com muita vergonha!
    Força amigo! Estamos juntos na resistência!!

  6. Chegamos no ponto que era pra chegar, pois agora será desmoralizada a última flor do lácio dos imbecís que fizeram o que fizeram com o Brasil, os nossos inúteis milicos. Em menos de um ano estarão uns farrapos…e o país mais do que f* dido.

  7. O mundo assiste perplexo à decomposição do Brasil. Longe estão os tempos em que, em uma visita à Costa Rica, a moça da alfândega, vendo meu passaporte, sorriu feliz: ‘Usted es de la tierra de Pelé?’

  8. Acho que quem manda mesmo são os filhos do Bozo,a que ponto chegamos,não existe um projeto para estimular a economia, criar empregos e esta crise que não tem fim. Não temos governo e como parte da população brasileira vota mal, meu Deus.

  9. Faz sentido, Mestre. Pra que gastar tempo com bolsonaro se aprendemos com Caetano a entender o Brasil que somos, sendo premonitório em 1993: “O Haiti é aqui”.

    “Quando você for convidado pra subir no adro
    Da fundação casa de Jorge Amado
    Pra ver do alto a fila de soldados, quase todos pretos
    Dando porrada na nuca de malandros pretos
    De ladrões mulatos e outros quase brancos
    Tratados como pretos
    Só pra mostrar aos outros quase pretos
    (E são quase todos pretos)
    E aos quase brancos pobres como pretos
    Como é que pretos, pobres e mulatos
    E quase brancos quase pretos de tão pobres são tratados
    E não importa se os olhos do mundo inteiro
    Possam estar por um momento voltados para o largo
    Onde os escravos eram castigados (…)
    Ninguém, ninguém é cidadão
    Se você for a festa do pelô, e se você não for
    Pense no Haiti, reze pelo Haiti
    O Haiti é aqui (…)”

  10. …e…no escurinho do cinema, enquanto o Eduardinho Pit Bull atraí para si os holofotes, o Flavinho Mão de Seda junto com seu operador Queiroz, montam um escritório para administrar os mais de mil “servidores fantasmas” que agora contratarão…né não Dias ???
    ÊÊÊ mundão véi discuncertado !!!
    Por falar em, mundão véi discuncertado, por onde anda aquele povo do bem(kkk) que vivia dizendo que era só tirar o PT, para o Brasil entrar nos eixos ???

  11. …se, não fôssemos sensíveis ao grande sofrimento pelo qual está passando o nosso povo, todo este circo seria motivo para umas boas risadas.
    E o pior está por vir Ricardo, o pior será quando os Haitianos assumirem de vez o poder, aí sim, quando a incontinência urinária assumir as rédeas da nação..kkk…haja fraldões para servirem de lenços, para enxugarem as lágrimas do nosso povo do bem…
    Desgraça pouca é besteira…mas…
    “Acalmai irmãos…na glória tudo cessará.”…Aleluia ???

    1. O sofrimento ainda não chegou todos (por enquanto só ao Clésio Andrade/cni/) homens de bem, eles ainda se refugiam em suas varandas gourmet e shoppings. Logo logo, quem colocou o collor2 la, vai pedir sua cabeça.

  12. Caro Kotscho, e a Lei de Murphy mais uma vez se comprova (Quando tudo concorre para dar errado, mais cedo ou mais tarde errado dará).
    A rapidez não é surpresa para quem acompanha de há muito esse clã, mas fiquemos apenas com os fatos mais recentes:
    O filho 01 emprega a mãe e a esposa de um miliciano foragido por suspeita de ser o assassino da Marielle Franco além de surrupiar os salários de seus funcionários.
    O filho 02 é um atormentado por teorias de conspiração além de se achar com poder para decidir assuntos nacionais quando não passa de um simples e reles vereador.
    O filho 03 anuncia que agora é o líder mundial de uma seita de extrema direita que está sendo montada para assombrar o planeta.
    Já o pai dos patetas…
    Quem nasce com cascos ao invés de mãos não pode mesmo ter tato pessoal nem político pra lidar com nada e muito menos dirigir qualquer tipo de máquina especialmente a máquina do Estado.
    Eu se fosse crente estaria agora mesmo é preparando a maior sessão de descarrego jamais vista pra exorcizar para sempre essas 4 bestas do Apocalipse antes que elas nos arrastem de vez e a todos para o meio e pro fundo do inferno!!!
    Se o sangue de Jesus tem poder que opere já!!! Glória!!!

  13. Prezado Kotscho: Como a divulgação dos áudios revela que o presidente faltou com a verdade e falou três vezes com o então ministro, só por esse fato, presidente que mente para a nação não seria alvo de processo de impeachment?

      1. Prezado Kotscho: Então, aqui como se gosta de copiar as coisas dos Estados Unidos, esse caminho do processo de impeachment nãos seria viável? O duro é depois, se concretizado, passar o comando para o vice general, certo?

  14. A distinta plateia que o elegeu, está achando isso o supra sumo da glória. O Brasil tem uma tradição de endeusamento de políticos, mesmo fazendo coisas erradas. A distinta plateia está aplaudindo de pé todas as trapalhadas de Bolsonaro

  15. “A lambança na demissão do ministro dos laranjais foi a gota d´água.

    Nenhuma surpresa. Acabou precocemente o governo do clã dos Bolsonaros, aos 50 dias de vida, na primeira crise que enfrentou.”
    ———————————————————
    A não demissão do Bebianno tbm traria grande desgaste, a oposição diria q Bolsonaro estava protegendo o ministro do caso da deputada laranja, fazendo a velha política.
    Espero muito q tenha acabado o poder do clã (filhos) Bolsonaro, para o bem do país.

    1. Chato, ainda bem que tu trabalha no setor, no dia em que tu deu um furo e uma furada sobre o crescimento e recuperação da indústria automotiva, a Ford fecha uma fabrica e demite 2800 funcionários, Ho boca santa. Não toca mais nesse assunto, senão a GM fecha no dia seguinte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *