BBC Brasil: 7 em cada 10 brasileiros acham que país está em declínio e vai piorar

BBC Brasil: 7 em cada 10 brasileiros acham que país está em declínio e vai piorar

Aos leitores que estão me achando muito pessimista, trago hoje más notícias.

Não sou o único, como mostra a pesquisa inédita feita em 24 países pelo instituto francês Ipsos, divulgada hoje pela BBC News Brasil, e ignorada pela grande mídia nativa até o momento em que comecei a escrever.

“Para praticamente sete em cada dez brasileiros (67%), o país está em declínio, isto é, tende a se tornar um lugar pior no futuro. Os brasileiros são os mais pessimistas dentre os 24 países consultados pela pesquisa de opinião Beyond Populism? Revisited (Além do populismo? Revisto, em tradução livre)”, informa a agência britânica.

Depois do Brasil, os mais pessimistas são os sul-africanos (64%) e os argentinos (58%).

Mais otimistas são os chilenos, seguidos pelos alemães e canadenses.

Nosso pessimismo está bem acima da média global (44%).

Para chegar a estes números, a pesquisa Ipsos ouviu 17.203 pessoas entre os dias 26 de junho e 9 de julho _ antes, portanto, das eleições no Brasil.

Em entrevista à BBC News Brasil, Danilo Cersosimo, diretor da empresa de pesquisas Ipsos, disse que esse pessimismo pode explicar a chegada ao poder de Jair Bolsonaro, o candidato que melhor soube trabalhar o descontentamento dos brasileiros, apontado também em outros números da pesquisa.

  • 64% dos brasileiros concordam com a afirmação “políticos tradicionais e seus partidos não se importam com pessoas como eu”.
  • 81% dos brasileiros não confiam em partidos políticos.
  • 67% dos entrevistados brasileiros disseram “não confiar” ou “confiar pouco” no sistema de Justiça do país, incluindo os tribunais.
  • 67% também não confiam na mídia.

É curioso notar que o ex-juiz Sergio Moro, símbolo maior do Judiciário brasileiro, um dos responsáveis pela definição do cenário eleitoral de 2018, será agora ministro da Justiça e Segurança do novo governo, que foi eleito justamente pelo descontentamento dos brasileiros com as instituições.

Outra curiosidade: eleito como candidato “antissistema” contra “tudo isso que está aí”, Jair Bolsonaro é parlamentar há 28 anos, tendo passado por vários dos partidos tradicionais investigados por Moro na Lava Jato.

Esse resultado da nova pesquisa, que mostrou um declínio na média da taxa global de pessimismo (de 57%, em 2016, para 44% agora), também pode estar atrelado ao fato de que vários dos países pesquisados elegeram governos de direita, extrema direita ou autoritários.

“São dois anos de Trump, que perdeu apoio nas eleições legislativas deste ano; são dois anos de negociações travadas no Brexit(…). É mais prudente esperar um ano ou dois para ver se essa tendência vai se manter ou não”, disse Danilo Carsosimo em entrevista à BBC.

Está aí uma boa pauta para os institutos brasileiros de pesquisas de opinião, às vésperas da posse do novo governo, para poder fazer comparações posteriores.

Como já escrevi várias vezes aqui, não se trata de ser otimista ou pessimista, torcer a favor ou contra.

Aos jornalistas cabe analisar fatos concretos do dia a dia e tentar mostrar para onde apontam os ventos, que podem sempre mudar de direção.

Boa semana a todos.

Vida que segue.

 

37 thoughts on “BBC Brasil: 7 em cada 10 brasileiros acham que país está em declínio e vai piorar

  1. Caro amigo Kotscho, o referido levantamento lamentavelmente não demostra um pessímismo sem fundamentos de outrora,demostra sim um senso de realidade muito grande diante de fatos e pessoas que ensistem em fazer deste país um grande estado de fundamentalistas ,elitistas que não se preocupam com o bem estar da população!
    Até o bolsonetes que elegeram o bozo já começaram a perceber a loucura que fizeram por ódio e não por querer um país melhor!!
    Isto que da votar com o figado e não o celebro, sempre sendo amargos em suas decisões!!
    A realidade é dura mas pode e deve piorar,e não é ser pessimista e simplesmente se ater ao fatos presentes e projetar o futuro que esta nas mãos destes tresloucados!!
    Mas contra tudo e contra todos resistiremos!!!
    Força Amigo ,estamos juntos na resistência!!

  2. Só para ver o tamanho da desconexao: o lema do pt era ” você feliz de novo” tipo “Good times”! Se tivessem me perguntado, teria engrossado a maioria. Nunca foi essa cocada toda. Agora e ladeira abaixo.

  3. Vai piorar, sem dúvida.
    Não existem recursos para avanços, e independente de quem seja Governo, as finanças já estão programadas, assim entendido o sistema financeiro.
    Juros da dívida Kotscho, esse é o problema, que já converteram-se em despesas correntes como as demais despesas governamentais.
    O sistema financeiro quer estabilidade política para garantia dos seus juros e continuar emprestando e re-emprestando.
    Um círculo vicioso sem fim. E o Brasil segue na esteira da tendência mundial. Os países dia-a-dia se afundando mais e mais.
    Mas e o povão, os brasileiros, o que é que tem a ver com isso.
    Tudo, claro.
    Primeiro não há recursos para investimentos públicos. Depois, o sistema financeiro já está enxugando os recursos financeiros com a retirada de dinheiro em circulação para empréstimos ao tesouro.
    Então vêm aí – devido ao novo Governo já estar babando em busca de dinheiro – arrocho incontido.

  4. Há uma frase que li aqui no Balaio em comentários do Netho que se aplica à postagem da BBC: “Amanhã será pior”. Segundo o Netho, a frase seria do romano Sêneca.

  5. Que o pais está em declinio, não precisa nem pesquisa internacional feita pela Ipsos francesa e divulgada pela BBC. Todos que acompanham os fatos sabem.
    Depois da trágedia do governo Dilma, fechando de vez o ciclo do PT no poder, até mesmo o famigerado governo tampão de Michel Temer foi mais alentoso para o publico, embora este tenha a maior rejeição ja vista à um governo.
    13 milhões de desempregados, economia no fundo do poço, roubalheira a não poder mais, a justiça fazendo lambanças para salvar gatunos de dinheiro publico, ex-presidente e toda a sua cupula de partido e governo presos…. o que mais esperar? que todos estivessem alegres?
    O proximo governo nem começou e ja estão querendo creditar a ele o mal humor da população, como se o passado ja ficou no passado e nada contribui para esta situação.
    É esperar para ver o que vai acontecer… querer antecipar os fatos é no minimo muito temeroso.

      1. Jose antonio, desde o fim da ditadura tivemos 6 presidentes de 5 partidos diferentes,e todos fizeram coisas boas e ruins,tiveram acertos e erros, e você com esse olhar miope e maldoso só critica os governos do PT,varrendo para debaixo do tapete todos os erros dos outros partidos e governos!
        Seja mais honesto e correto nas suas criticas!
        Só assim terá suas opiniões levadas a sério neste blog!!

      2. Que mais poderemos fazer, senão esperar o pior? O eleitorado votou num candidato despreparado para a vida pública, sem qualquer formação intelectual, que não apresentou plano de governo, nenhum projeto, se limitando a proferir palavras de ordem entremeadas com os tais de fêique níus, calúnias, mentiras das mais deslavadas.
        Fora isso, os factóides, tais como “fazer o Lula apodrecer na cadeia”, ou “liberar a polícia para matar”, e quejando.
        fora isso, nem bem teve sua vitória proclamada, já comprou briga com a China, nossa parceira maior de comércio exterior, com os países islâmicos, igualmente clientes dos mais significativos de nossa carteira de exportações, com todo o Mercosul, destino final de boa parte de nossa produção industrial. Fora a encrenca com Cuba, que não teve como não colocar ponto final na cooperação do programa Mais Médicos, com prejuízo para toda a população carente.
        E tudo isso, se somando aos dois anos de retrocesso representado pelo nefando Michel Temer.
        Diante disso, prever desastres futuros – e para bem próximos – nada tem de “querer o quanto pior, melhor”, ou “má vontade para com o Mito” pois o desastre já está anunciado. Só não o vê quem for extremamente estúpido.

  6. É muita choradeira…

    Tem analistas que dizem completamente o contrário. Basta pesquisarem só um pouco sites e jornais para não ficarem só com as informações que mais lhes agradam.

    1. Pode ser, José Roberto, ou não, quem sabe dizer? Teria que fazer outra pesquisa…
      Mas se você ler direito o que a pesquisa diz, vai ver que falou besteira: não tem nada a ver com quem ganhou a eleição.
      Ao contrário, a candidatura do Bolsonaro foi impulsionada justamente pelo descontentamento anterior da população com as instituições.

      1. Se nem pesquisa nacional é confiável, que dirá estrangeira e, certamente, de fonte de esquerda. O articulista tenta fugir do foco de notícias mais interessantes. Saudades do Joelmir Betting.

    1. Prezado Kotscho: Depois que li que “O Brasil deve retirar sua candidatura para sede da COP-25, a conferência anual da ONU para negociar a implementação do Acordo de Paris”, na Folha de 27/11/2019, não sei por que me veio na cabeça esse trecho da música de Baden Powell & Paulo César Pinheiro “Vou deitar e rolar”, cantada pela Elis Regina: “Pois é, quem te viu e quem te vê. Quaquaraquaquá, quem riu? Quaquaraquaquá, fui eu.” Será uma piada de mau gosto a não participação na COP-25? Ou só para tentar entender, com essa história do meio ambiente que só atrapalha o esquema boçalnarista, tem a ver com o novo ministro da pasta? O novo ministro da pasta deve ser um notável da direita ou da extrema direita, certo? Ai de ti de Brasil, varonil, que desse jeito está indo mesmo para a desgraça da mão no fuzil, para não fazer uma rima bem pior.

  7. Pesquisa de antes da eleição, como colocado no artigo. Acho que mudou, pelo menos é o que se percebe nas ruas, empresas, clubes, bodegas, igrejas e botecos, ou seja, onde o povão está (lugares que eu frequento, com exceção da igreja que não é muito minha praia, pra desgosto de meu irmão, que é padre e esquerdista, ehehe). Vai dar certo? sei lá, nunca deu, quem sabe um dia acertamos. E se não der certo, derrubamos ele, oras. De impeachment a impeachment, ainda viramos uma Dinamarca.

  8. Mestre !!

    Triste realidade a nossa. Depois da “brilhante” entrevista do novo chanceler do Brasil, Sr. Ernesto Araujo, acredito que esse número irá aumentar mais.
    Não pode ser normal um cidadão conseguir falar tantas besteiras de uma só vez….

    Abraço

      1. Caro Clovis, a Democracia se faz no embate de idéias, e aceitar(não é concordar) quem pensa diferente e sinal de civilidade democratica!
        Não podemos criticar a intolerância praticando-a!
        O nosso melhor “chega para lá” tem que ser de conteudo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *