Caro amigo Ciro Gomes: ainda dá tempo de você ajudar a evitar o pior

Caro amigo Ciro Gomes: ainda dá tempo de você ajudar a evitar o pior

Caro Ciro,

sei que o amigo só vai chegar de viagem depois das oito da noite em Fortaleza, mas ainda dará tempo de ajudar a virar este jogo e evitar que o pior aconteça para o nosso Brasil.

A virada da civilização contra a barbárie já começou.

Falta só o fato novo e decisivo para impedir a vitória do “Mito” que nos ameaça a todos.

E esse fato novo, que pode decidir a parada para um lado ou outro é você, caro Ciro Gomes, meu companheiro no governo Lula e nas lutas todas em defesa da democracia.

Minha família toda votou em você no primeiro turno. Não deu, mas agora não tem outra escolha: é democracia ou ditadura, está nas nossas mãos.

Muita coisa mudou nos últimos dias por aqui, o povo está caindo na real e descobrindo que o capitão alucinado não é candidato a presidente da República, mas a ditador.

As ultimas pesquisas Datafolha e Ibope já estão mostrando que temos jogo pela frente para fechar a boca do jacaré e chegar pau a pau na boca da urna.

Ao contrário do que os analistas apontavam, a eleição não está decidida e, agora, só depende de nós decidir para onde queremos levar nosso país.

Como você é bom de briga, boto muita fé que a tua posição neste momento pode influenciar os 14% de eleitores que ainda não sabem em quem votar ou não pretendem votar em ninguém, segundo o Datafolha.

Você já deve ter visto o vídeo dos artistas que votaram no Ciro no primeiro turno e estão fazendo um apelo para você tomar uma posição firme a favor do Fernando Haddad.

Tem uma frase da jovem atriz Samara Felippo, que resume bem o que todos pensam: “A gente está ou não está junto pela democracia?”

Sei qual é a tua resposta, como você mesmo falou, logo após o anuncio do resultado no dia 7, ao sair de casa para falar com os repórteres, naquela noite mal assombrada que quase nos levou para o inferno de vez.

Enquanto escrevo, me lembrei de outra carta de muitos anos atrás, publicada pelo “Jornal da República” do Mino Carta, no dia em que outro cearense guerreiro voltava do exílio ao Brasil.

Era Miguel Arraes, que voou num aviãozinho direto do Rio para o Crato, onde sua mãe e toda a família o esperavam. Você pode imaginar a emocionante festa que fizeram.

Isso faz agora exatos 40 anos. Claro que a situação e as circunstâncias são completamente diferente. São outros os tempos.

No vôo para o Crato, Arraes leu a minha carta no jornal em que contava como estavam vivendo seus parentes e amigos.

Logo ao chegar, ele quis saber quem tinha escrito aquela carta. Por sorte, eu estava no quarto da mãe dele e acabei fazendo uma entrevista exclusiva com um dos maiores líderes políticos que o nordeste já conheceu.

Arraes seria eleito e reeleito governador de Pernambuco, teve importante papel na campanha das Diretas Já e na primeira campanha de Lula, em 1989.

Por falar em Pernambuco, você precisava ver que maravilha foi o comício do Haddad ontem à noite no Recife, o centro velho todo tomado por uma multidão em festa, que me lembrou outras campanhas presidenciais.

Gostaria muito que você lesse esta carta antes de chegar de volta à tua terra, agora que estamos todos interligados nas nuvens da internet, e algum amigo comum poderia nos fazer esta gentileza.

Quem sabe o velho Egídio Serpa, teu assessor e de Tasso, que estava naquele almoço com o Lula, na cantina do Mario, perto do escritório dele, no Ipiranga, no final de 1993, na busca de um entendimento entre PT e PSDB, que acabou não sendo possível .

Agora é hora do coração falar mais alto, deixando as querelas da política de lado, para depois de evitarmos juntos a catástrofe que ainda nos ameaça, mas já sem tanta força.

O importante agora é que a nossa democracia sobreviva. Estamos juntos!

Boa viagem.

Forte abraço.

Vida que segue.

 

39 thoughts on “Caro amigo Ciro Gomes: ainda dá tempo de você ajudar a evitar o pior

  1. Caro Kotscho,acredito na virada mas não acredito no papel relevante do ciro(com “c” minusculo mesmo) a menos de 48 horas da eleição,pois quando o Brasil e não o Haddad, mais precisou dele,preferiu abandonar o país a sua própria sorte e ir passear na europa , já pensando na próxima eleição em 2022 como disse o presidente do PDT!
    Um político pensa na próxima eleição. Um estadista, na próxima geração.” James Freeman Clarke
    O sr. ciro gomes (com”c” minusculo mesmo) sai desta eleição muito menor do que entrou !
    E se acontecer o pior e a turma verde oliva assumir o poder e botar o terror que está promentendo,a história não vai se esquecer dos “COVARDES” que por ação ou omissão contribuiram para isso acontecer!!
    Força Amigo! Resistir Sempre,Desistir Nunca!

  2. Ele volta justamente no última dia de campanha em TV e rádios, chegando às 20h, não tem tempo de gravar para passar ainda hj a noite. Comícios e passeatas o última dia foi ontem.
    Não vejo como este apoio de última hora possa ajudar.

  3. Aos familiares, amigos, conhecidos e desconhecidos.
    São poucos os que ainda precisam de esclarecimento acerca da eleição que se avizinha. Agora, é muito mais uma questão de escolha mesmo, de reflexão. Refletir qual dos candidatos melhor nos representa.
    De um lado, Bolsonaro, cuja proposta nao passa de virulência: mais armas, repressão aos que merecem todo o nosso respeito (negros, pobres, mulheres, homossexuais, nordestinos etc). São incontáveis suas declarações de apoio a ditadura, a tortura e a falta de respeito com a democracia.
    Na outra esteira, há a proposta de Haddad. Confesso que me surpreendi com seu envolvimento na campanha. Altivo, educado, sereno, amante da liberdade. Não se furtou um único segundo a debater os graves problemas do Brasil. Suas propostas são claras e refletem o que todo e qualquer brasileiro sonha: educação que liberta e trabalho que dignifica o homem.
    São candidatos absolutamente incomparáveis!
    A liberdade defendida por Haddad é a antítese da tirania bravejada por Bolsonaro, que se furta ao debate e apenas bate nas pessoas.
    O voto é expressão máxima deste direito libertário conquistado à duras penas. Soa normal nos dias atuais podermos dizer e escolher o candidato que nos representa. Nem sempre foi assim. Basta citar que entre as décadas de 1960 e 1980 tínhamos líderes que não eram expressão de nossa vontade livre, o que era reflexo e razão para o açoite, a tortura e mortes, tão decantadas pelo candidado extremista.
    Por amar tanto a liberdade, na exata medida em que o homem nasce e deve morrer de forma livre, rogo aos familiares, amigos, conhecidos e desconhecidos que depositem na urna sua livre escolha, certamente regada com os valores que lhe são natos (bondade, desarme, amor, esperança, destemor e respeito ao próximo)
    É um pedido sincero.
    Um apelo valente pela democracia!
    Outubro de 2018.
    Brasil (democrático ainda).
    Por Hallyson Jucá.
    #elenão #democraciasim #haddadsim

  4. Essa vitória abalará o mundo. Brexit, Trump, Governo Italiano, são sinais do fim do dominio do Império Financeiro. E um novo paradigma com a Iniciativa Belt on Road da China.

  5. Infelizmente vejo um Ciro rancoroso pro nao ter sido eleito ou mesmo por nao ter ido para o 2°turno, e como citado num texto aqui mais acima nao vejo no que ele poderia ajudar na campanha do PT agora. É lamentável. Desejo.sorte a todos os
    brasileiros. De esquerda e direita.

  6. Há já algum tempo, digo que o Ciro é um coronel repaginado, comparando-o a Horácio de Matos, que imperou no sul da Bahia nas primeiras décadas do século passado. Faço uma correção: Horácio de Mattos era leal a seus correligionários e, a seu modo, lutou por sua região. O Ciro? Deixo a cada um defini-lo pois não gosto de falar palavrão

  7. Caro Kotscho, infelizmente essa carta deveria ser enviada por Lula a Ciro, primeiro pedindo desculpas por ter tirado o apoio do PSB para Ciro no primeiro turno , mesmo que para isso tenha dado de bandeja a cabeça de Marília Arraes que na época foi exaltado como grande jogada do Lula. Tá me parecendo o abraço final dos afogados. Ou seja: aqui se faz aqui se paga e hoje está manobra de Lula de sufocar Ciro possa ser o principal motivo da derrota da esquerda. É melhor Jair se acostumando

  8. Pô, Kotscho, não faça do proselitismo uma profissão de fé: Ciro não tem, nem nunca teve, a grandeza de um Brizola… O momento é tenebroso, mas a contribuição de Ciro, se vier, já vem tarde, e tende a ser nula, na exata proporção do homem ambíguo e egocêntrico que ele é e sempre foi. Melhor perder sem esse cabresto farsesco.

  9. Não há a menor dúvida de que Ciro repetirá o gesto de Brizola.
    Não há dúvida de que o fará no melhor estilo: “Filhotes da ditadura, não”.
    O jogo está jogado e já consumado.
    Eleições não são templos de milagres.
    Brizola deixou a ribalta, como Getúlio, sob o pálio da grandeza e da coragem impregnada de honradez.
    Ciro manifestar-se-á como líder da oposição contra os “filhotes da ditadura”, conforme a proclamação imorredoura de Leonel de Moura Brizola nos idos de 1989.

    1. Caro Netho, Ciro fez exatamente o contrário de Brizola.
      Ciro ficou em cima do muro como um tucano, dando uma de “neutro” na eleição, enquanto Brizola foi o principal cabo eleitoral de Lula no segundo turno de 1989.
      Muito mais do que cabo eleitoral, Brizola foi o grande líder daquela jornada, que quase derrotou outro “filhote da ditadura”, como agora é esse capitão.
      A diferença entre Brizola e Ciro mostra a enorme degradação da política no Brasil, independentemente do resultado da eleição de amanhã.
      Mais do que política, é uma questão de caráter.

      1. Ciro e Haddad tardaram demasiado em fustigar implacavelmente o filhote da ditadura. O milico vigarista sempre foi a candidatura mais fácil de ser desconstruída. Ciro e Haddad agiram muito mal assessorados. Basta ver a dura crítica em Editorial de Carta Capital que Mino Carta (de caráter insuspeito) faz a Haddad e ao PT disponível hoje. Até estranhei esse Editorial em uma hora dessas.
        Mino deveria ter deixado para utilizar a expressão “velhaco” – associada ao PT – para outra hora.
        O acesso ao Editorial é livre e pode ser acessado por Você, se já não o fez.
        Não atacaria o caráter nem de Mino, nem de Ciro. Vê-se como as emoções estão turvando os olhares de quem, mesmo experimentados em longas canoagens, não poderiam embaçar suas vistas nessas horas mais turbulentas. Ciro, simplesmente, deveria ter aproveitado o momento para homenagear a memória de Brizola, o grande líder trabalhista do Brasil depois de Getúlio Vargas. Simultaneamente, Ciro deveria ter escarrado abrasivamente(o que faltou inclusive na propaganda eleitoral do PT dado o farto material que até disponibilizei aqui em uma lista de bestialidades) o exemplar mais emblemático dos “filhotes da ditadura”. Lamentei muito que a última propaganda eleitoral 28 não tenha sido encerrado convocando a população para confrontar a “candidatura civil” e a “candidatura militar”. Para que a população decidisse: Democracia ou ditadura. Chegamos onde chegamos porque não faltaram erros políticos e estratégicos grotescos, muito além das questões de caráter, acumulados nos últimos seis meses por todo o espectro do centro democrático à esquerda.

  10. Ricardo, vc com 70 anos e 50 de estrada no jornalismo e na política, ainda acreditando no Ciro. Aqui em Lisboa são 15.35 de sábado, e nada dele se manifestar.
    Se essa era a tal de bala de prata, estamos conversados. O cara não conseguiu superar sua frustação, apesar de seu histórico apelo. Um bundão esse Ciro.

  11. Eu comentei,depois de encerrado o primeiro turno.Nem o Ciro,nem a pequenina Marina apoiariam o Fernando Haddad.O Ciro por motivo óbvio; gostaria de ter sido escolhido candidato do Lula.Depois,ouviu a presidenta do PT,a grande líder Gleisi Hoffman; “…nem com reza braba..”.

  12. O escorpião picou o elefante antes de completar a travessia do rio. Uma vez o elefante abatido, levou junto o escorpião que estava em suas costas.
    Vendo o eminente naufragio e sua morte, agora o escorpião suplica para que o elefante o ajude completar a travessia.
    Este é o PT, sem o minimo de escrupulos de querer que aquele que foi espinafrado por ele, agora seja seu salvador.

      1. Besteira por que, Kotscho?

        Releia seus próprios textos. Você já tinha antecipados a estratégia equivocada de Lula e seus assessores e depois se deixou enganar pela modesta transferência de votos que Haddad recebeu.

        Se a vitória de Bozo se confirmar amanhã, terá como maiores responsáveis Lula e o PT. O erro de leitura do cenário e a subestimação da força do antipetismo que topa eleger um aloprado como Bozo foram centrais para o que estamos vivendo hoje.

        Ciro era um nome que não sofria com o antipetismo e por isso mais viável na batalha contra Bozo. O apoio dele não fortaleceria Haddad, porque o PT é eleitoralmente inviável nessa eleição. Ciro não é santo para fazer milagres.

        E se o PT ganhar amanhã? Vou enfiar o rabo entre as pernas como você arrogantemente sugeriu a outro leitor?

        Claro que não. Se a virada milagrosa vier, será apesar do PT, e não por ele. Não caiam nessa asneira de colocar o Lula no pedestal como se fosse um grande estrategista. Ele só fez besteira do início ao fim. E mesmo com a vitória, o governo será fraco e de governabilidade complicada. Precisará do apoio de todos para sobreviver.

        Sugestão para segunda: independente do resultado, enfiem vocês o rabo entre as pernas, desçam do pedestal e comecem a trabalhar a democracia interna para formar novas lideranças e desenvolver capacidade de negociação para compor e entender que nem sempre poderão ser os protagonistas. Se a batalha é pelo Brasil e pela Democracia, é o mínimo que vocês precisam aprender, ao invés de ficar o tempo inteiro fazendo chantagens e procurando bodes expiatórios para as cagadas que fazem.

        Sorte a todos nós! Abraço!

  13. Sugestão para segunda: independente do resultado, não é preciso enfiar você, o rabo entre as pernas, já enfiado há muito, e nem descer do pedestal, pois pra tanto há de te-lo alcançado.
    Cobrar do PT democracia é cobrar da Suíça paz e dos Estados Unidos guerra, não faz sentido, e protagonismo não é rodízio, é realidade política reservado a quem pode, quem de fato tem povo na razão de existir, representando-os e tendo votos, não quem pretende te-los e não os tem, senão, como reza a lenda sobre Yalta e o Vaticano, terá-se alguém a perguntar: “Quantas divisões tem o Papa?”
    Quanto a chantagens e bodes expiatórios às cagadas, fica a pergunta e a resposta a qual não furtará-se: “Que partido na história, sofre perseguição tamanha, desde antes da fundação, reforçada nos últimos quatro anos por operação seletiva intensa, contando com instituições jurídicas, policiais e políticas, em parceria com a ‘mídia’, para apeá-lo do poder obtido pelo voto, criminaliza-lo e a seus líderes e extingui-lo, e ao final, do que deveria ter sido isso, acaba nas eleições de 2018, sendo o partido que mais elege parlamentares e governadores e com Lula, politicamente sequestrado, ‘impedindo’ que homologuem o representante ungido, presidente, para legalizar o golpe, tirar o país do atoleiro onde meteram-no com o dito, e torná-lo novamente colônia para melhor dilapida-lo?

  14. Relaxa Kotscho a gente sente na boca o gosto amargo da derrota com Lula e tudo e na qual você já deve estar sentindo. Alternância de poder faz bem a democracia, e o povo é soberano, quando precisou ele alijou o PT e Lula do poder. E viva Sérgio Moro talvez o maior vendedor desta eleição junto com Bolsonaro que soube ouvir as manifestações de 2013 coisa que o PT não fez, quem falou isso foi mano Brown .

  15. Foi uma decepção muito grande o posicionamento meia-boca de Ciro. Logo ele, que conclamava ser um democrata, acima de qualquer coisa. Ele é e continuará sendo. Desde que seus interesses pessoais não entrem em conflito com os da nossa nação, cujo destino já estava traçado desde o primeiro turno (convenhamos). Aliás, não sei quem foi pior: Ciro e seu vídeo protocolar, ou FHC e sua infeliz declaração de que Haddad “demorou a procurá-lo”. Duas raposas da velha política que se manifestam quando lhes convém. Triste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *