Bolsonaro soltou a direitona antipetista do armário e esfarelou o PSDB

Bolsonaro soltou a direitona antipetista do armário e esfarelou o PSDB

De onde vieram os votos que garantiram a liderança de Bolsonaro nas pesquisas com índices próximos a 30%?

Basta olhar para a posição do tucano Geraldo Alckmin nos mesmos levantamentos, empacado em torno de 8%, para saber o que aconteceu na campanha de 2018.

Em outras eleições, estes votos do capitão do Exército iriam naturalmente para o PSDB, principal adversário do PT nas últimas seis eleições presidenciais.

A radicalização política do país que se seguiu ao golpe de 2016 e a implosão dos partidos pela Lava Jato produziu esta anomalia chamada bolsonarismo, para se contrapor ao petismo.

Desde 1994, o segundo turno das eleições sempre foi disputado entre PT e PSDB, e não havia nenhum candidato assumido da direitona enrustida, que por falta de opção despejava seus votos nos tucanos.

Agora, Bolsonaro jogou a velha polarização entre os dois partidos para o ar, soltou a direitona do armário e se apresentou de cara como candidato da extrema-direita, tendo como sua principal arma o antipetismo ululante.

Por ironia do destino, o deputado do baixo clero e seus aliados de ocasião nos três poderes, no alto emrpesariado, na mídia e no mercado financeiro, não conseguiram tirar votos do PT, mas esfarelaram o PSDB, que ficou sem bandeira e sem discurso, deixando Alckmin a falar sozinho com um dígito nas pesquisas.

Uma boa pista para entender o que aconteceu é ler os comentários dos leitores do Estadão no online.

Porta-voz histórico dos tucanos e do antipetismo, o Estadão logo aderiu ao golpe para derrubar Dilma e apoiar Temer, mas viu sua freguesia pular sem escalas para os braços de Bolsonaro, com cometários cada vez mais ferozes contra qualquer colunista que critica o capitão.

“Ficamos sem um líder e com um adversário a nos ameaçar. A decisão lógica foi o Bolsonaro. Não por nossa culpa, mas dos nossos fracos líderes”, escreveu nesta quinta-feira o ex-tucano Lucelino Laranjeira, sintetizando um pensamento comum a nove entre dez dos velhos leitores do Estadão.

“Quanto mais o Alckmin bate no Bolsonaro, mais votos ele vai perder”, acrescenta Fernando Rezende.

Em consequência dessa reviravolta, o PSDB está correndo o risco de perder as eleições tanto para governador como para presidente em São Paulo (ver post anterior), o seu principal reduto, algo inédito nos últimos 25 anos de domínio absoluto do tucanato.

A 10 dias das eleições gerais, enquanto as milicias bolsonaristas já desfilam em Copocabana, sem camisa e com calças militares camufladas, como se pode ver na internet, gritando “Mito!, a velha elite paulistana se prepara para não só apoiar mas bancar Bolsonaro no segundo turno.

Até o chanceler Aloysio Nunes, último tucano no governo de Michel Temer, já saiu em defesa de Jair Bolsonaro, garantindo que uma possível vitória do capitão afastado pelo Exército aos 32 anos “não resultará em nenhum retrocesso” porque ele “joga de acordo com as regras da democracia”.

Para aumentar o vexame, Nunes disse isso e outras barbaridades em Nova York, durante entrevista à BBC News Brasil.

Neste fim de semana, além das manifestações das mulheres programadas para sábado por todo o país pelo movimento #EleNão, protestos contra a candidatura de Jair Bolsonaro estão previstas em 60 países ao redor do mundo.

Faltam agora apenas quatro programas de presidenciáveis na TV e os dois debates finais da Record e da Globo para fechar a campanha, com todas as pesquisas apontando para um segundo turno entre Jair Bolsonaro e Fernando Haddad.

Vida que segue

 

 

32 thoughts on “Bolsonaro soltou a direitona antipetista do armário e esfarelou o PSDB

  1. Com medo do PT a direita está armando o fanatismo religioso e fascista. Isso ja aconteceu em outras partes do mundo com enormes prejuízos para todos. Infelizmente o egoísmo imediatista pensa de forma curta e rasa. Esperamos que o estrago não seja ainda maior do que o ja feito desde o golpe de 2016.
    Abraços

  2. Meu caro, Kotscho,
    Vinha me perguntando exatamente por que a direita não se alinhava ao Alckmin? Creio que devemos ler o velho Freud para entender o desvario inconsequente de uma candidatura Bolsonaro e suas consequências para a democracia brasileira.
    Mulheres unidas dirão: #EleNão, #EleNunca, #EleJamais!
    Abraço

      1. Hj escutando Boechat, lembrei de vc.
        O grande jornalista Boechat afirmando q é uma estupidez ou má fé quem diz q Bolsonaro vencendo teremos ditadura militar, tanques nas ruas…. e o mesmo para quem diz q Haddad irá instalar uma ditadura bolivariana.
        A Ana Carolina com esta afirmação de “torcedora” e vc, se parecem muito, Boechat descreveu perfeitamente vc´s 2!

    1. Isso não acontecerá, no primeiro e menos ainda no segundo turno, felizmente, mas seria muito hilário poder aprecia-la bufando: “Mitomaram o décimo terceiro”.

      1. Muito boa essa do “mitomaram o décimo terceiro”, KKKK. Mas melhor ainda seria se ainda reduzissem as férias (para os trabalhadores, já que juízes e promotores tem 60 dias por ano). A pergunta acima (da Ubalda), sobre os motivos da direita não se alinhar ao Alckimin, pode ter várias respostas: rouboanel, merenda, pedágios, trensalão, etc…. Mas o principal são as malas de dinheiro do Aécio do Pó (o tão bonzinho, também conhecido como mata-primo). Mentira tem perna curta. Cadê as camisas do “eu não tenho culpa, votei no Aécio”? É capaz de não existir mais nenhuma, nem pra colocar em museu.

  3. Pois é Ricardo, os aloorad9s anti PT, deveriam mesmo ter ficado com o chchu, pois escolheram o porra louca errado para enfrentarem o petismo.
    Vou repetir o que ja disse.
    Um candidato que queira ganhar uma eleição, não. pode ter 3 coisas:
    1- Ter os gays como inimigos
    2- Ter as mulheres como adversárias
    3- Ter o Malafaia como cabo eleitoral.
    O maluco do Bozo, tem ad tres e além disto tem um jumento fardado, o Mourão, que cada vez que anre a boca o capitão tem uma disritimia.Hoje o Mourão 3sta gritando na net que vai acabar com o 13° salário e com o adicional de férias.
    Cá pra nós…tem alguma chance de o Bozo, ganhar a eleição ???

  4. Muito cuidado com o relatório final – será que é mesmo? ou teremos outros depois? – da PF sobre o atentado em J. de Fora, a ser apresentado no dia 5.10, sexta-feira, ante-véspera do 1. turno. A PF, depois de abrir outro inquérito para investigar o caso, pediu quinze dias.

  5. Haddad ganhando a eleicao, o que está praticamente certo, teremos de conviver, de novo, com os tucanos ,bolsonaros …. folhais ,globais, banderantais…. , a midia em geral, pegando do pé da democracia.
    Precisamos pensar uma forma de como este pessoal possa deixar o nosso país sossegado pois o nosso povo já nao suporta mais.
    Favor mandar sugestoes para o futuro presidente do Brasil, o Fernando Haddad.

  6. Kotscho e amigos, no link abaixo, assiste-se, estarrecido, a uma agressão traiçoeira, covarde e hedionda, provavelmente de algum simpatizante de Bolsonaro, a uma mulher, sem qualquer possibilidade defesa por parte da vítima. E ninguém poderá sugerir tratar-se de um doente mental, pois o agressor é bastante astuto pra esperar o momento certo e agredí-la por trás, violentamente, sem, repito, qualquer possibilidade de defesa. Baseado nisso, Kotscho, peço a voce que, oportunamente, use seu espaço na na Folha e escreva sobre a importância de tornarmos perene, a campanha #EleNÃO, por tudo que essa família representa de ameaça e risco a nossa Democracia, a nossa sociedade e civilização e Democracia. Peço ajuda, também, ao Enio B Filho, que integra o seleto grupo (ou associação) de “blogueiros sujos”, assim denominados, salvo melhor juizo, por José Serra, outro que vale tanto quanto Bolsonaro, seus filhos e seus fanáticos e lunáticos seguidores. Que esse facínora seja identificado, exemplarmente punido e que o castigo valha pra todos, sem distinção de raça, credo, ideologia etc… Pense nisso, Kotscho. Abração e ótima tarde, Balaieiros. https://www.facebook.com/adelarvargas.bolinha/videos/2336038863103087/?t=5

    1. Olha que absurdo de sua parte Victor Hugo, quanta irresponsabilidade; atribuir essa agressão (do vídeo) a um possível bolsonarista, como chegou a essa conclusão? Ao contrário de sua afirmação, loucos, doentes mentais, como psicopatas, esquizofrênicos, entre outros, mesmo quando dominados pelos impulsos de suas doenças podem ser bastante astutos, perspicazes e inteligentes sim no intento de realizar o que determinam seus delírios. A loucura não neutraliza a inteligência, em alguns casos, aguça. O que você afirma, além de passar uma ideia antiga e equivocada sobre pessoas com doença mental, não é diferente do que a direita está tentando fazer com o doente mental que esfaqueou o coiso, atribuir a um ato de um doente uma orquestração da esquerda, apenas por ele ter militado pelo PSOL em uma fase da vida. Loucos também militam em partidos, de todas as cores, a quantidade de psicopatas que nos governam confirma. Sugiro que leia alguma coisa da genial Dra. Nise da Silveira, que há algumas décadas lançou a semente da luta anti manicomial, onde uma das teses principais é justamente a afirmação de que o louco pode sim usar sua inteligência, astúcia perspicácia. Kotscho, considero este comentário de utilidade pública, agradeço se publicá-lo, com a minha compreensão pelo equívoco do nosso colega de comentários Victor Hugo.

  7. Caro Ricardo Kotscho, esse vice de Jair Bolsonaro de tanto falar besteira nas redes sociais, esta sendo taxado de vice melancia, ou seja, verde por fora e vermelho por dentro. Pense num anti-petista “bonzinho” e “generoso”. kkk…

  8. O blogueiro considera o Bolsonaro um risco à democracia sem nada de concreto que embase sua opinião. E esquecendo que do outro lado sim, temos um partido que, além de quebrar o país, faz uma defesa militante da mais longeva ditadura do continente e de seus filhotes bolivarianos, cujo caminho tentou seguir (com censura de imprensa, “conselhos populares”, etc), só não obtendo seu intento porque enfrentou mais resistência que seus irmãos da Venezuela e Nicarágua.

    1. Nao adianta ernesto. A mente petista nao consegue pensar de forma crítica, pois a doutrina ideológica provoca um estrago cerebral considerável. A minha hipótese é de que deve haver um mudanca nas sinapses em pessoas que sofrem este tipo de doutrinacao (similar ao IS e islamismo radical). Nao há como debater de forma racional e lógica. Veja alguns exemplos aqui como Enio, Dias, CesarT etc…

      1. Tu tens toda “razão”. Eu, no máximo, sou um “Racional Mc” e prefiro assim do que a lógica coxinha de que o PT é o mal do mundo e culpado de todas os teus fracassos pessoais e as tuas consequentes frustrações existenciais.
        Sou passional e emocional no último e daí porque sou tão feliz e plenamente realizado apesar de tudo.
        E de mim receba aí de graça e de minha graça um Maiakówiski pra te orientar:
        “…Nos demais,
        todo mundo sabe,
        o coração tem moradia certa,
        fica bem aqui no meio do peito,
        mas comigo a anatomia ficou louca,
        e eu sou todo, todo, todo coração.”

      2. “Arnesto” (Royalties para Adoniram Barbosa) e Geraaaaldo (Royalties não sei pra quem), vocês são do balacobaco. Que perspicácia, que visão de Mundo, que agudeza de raciocínio. Provocam em mim uma inveja saudável (inveja saudável existe, certo? Eu, por exemplo tenho inveja do Chico Buarque). Agora incluo vocês na lista. Obrigado pela luz que jogaram sobre mim. Serei eternamente grato a vocês. Humildemente, sugiro: esqueçam um pouco a Venezuela, Cuba… fará muito bem aos seus sistemas cardíacos. A raiva mata, dizia o Dr. Adib Jatene.

  9. Prezado Kotscho: Se “até o chanceler Aloysio Nunes, último tucano no governo de Michel Temer, já saiu em defesa de Jair Bolsonaro”, que posição teriam o seu antecessor José Serra e o próprio presidente?

  10. A narrativa criminosa construída contra as esquerdas, descritas como “vagabundas, parasitas, corruptas e populistas”, foi a cartilha final desta gente, criada desde muito no caldo do entretenimento berlusconizado tropical, do programa policial da TV, na formação hiperespecializada sem lastro humanista, com (nem mais disfarçado hoje) desejo de cordões sanitários contra a pobreza.
    Com as diferenças de praxe, deu nisso na Alemanha pós-Weimar, deu nisso por aqui. Ao judeu demonizado de lá corresponde o genérico xingo “vagabundo comunista” de cá, o “não saia do teu gueto” equivale ao “vai para Cuba”.
    Como os falangistas espanhóis e os camici neri italianos, os adeptos já vestem (em Copacabana!) uniformes de milícias de extermínio de dissidentes do pensamento e atacam na calada da noite mulheres indefesas na ilha do Governador, pelo simples fato de representarem o não-da-coisa.
    Não basta somente derrotar Bolsonaro, é preciso, no bojo da campanha eleitoral, mostrar que os “venezuelanos” golpistas e antidemocráticos são eles próprios. Quem defende afinal o autogolpe contra o presumido risco de anomia? Quem manipula a política desde casamatas de lawfare do estado paralelo de exceção jurídico-policial?

  11. RK,, a pergunta vem vindo insistente à cabeça: a PF tucana vai parir alguma coisa na véspera da eleição sobre o quase assassino do Bolsonáurio, certo?
    Depois ve-se que a PF tucana desanda justo nestes dias a cutucar e prender tukanos como Perillo, Richa auxiliares do proprio Chuchu. Este ultimo somente após se concluir que esta fora do páreo.
    O jabuti esta no alto da árvore.
    Esse angu de ultima hora esconderá exatamente o que?????????????

    1. É isso mesmo. Essa reportagem da sujíssima sobre a ex-esposa do Boçal me parece “fazer estoque de credibilidade” para atacar o PT, procurando demonstrar uma isenção que eles nunca tiveram. Por que abrir um segundo inquérito sobre o caso e divulgar o resultado a dois dias do 1. turno? Estranho…

  12. Com o perdão de escrever uma segunda vez, na mesma rodada.
    Inacreditável! Antipetista de carteirinha, minha vizinha não vinha me cumprimentando direito há bom tempo. Deixara claro: voto em qualquer um, menos em vocês. O “vocês” deve ser entendido em sentido mais do que partidário: ela não vota na esquerda. Pois acaba de me telefonar, sugerindo uma caminhada na praia para Sábado, com um enigmático, lacônico “Oslei”. Tu Oslas, você Osla, ela Osla, vocês Oslam, eles e elas Oslam. “Oslaram” pesado para tentar reverter o Haddad eleito quase que por antecipação. Vão fazer de tudo o imaginável para com enorme atraso ressuscitar alguém capaz de ressecar de vez o Bolsonaro em poucos dias, pois a desidratação natural falhou depois da facada criminosa cometida por ensandecido lobo solitário. E já começaram. Alguém tinha dito por aqui que o amarelo ilicitamente confiscado de Garrincha e tantos outros iria rachar. Querem alguém competitivo contra nós da esquerda no segundo turno. O que vocês acham? Dá praia amanhã? Há de ser outro dia! (Publico isso com o consentimento dela)

  13. Com a marcha da insensatez em curso, onde os dois primeiros líderes nas pesquisas de intenção de votos, que deveriam estar entre o 12º. e 13º. , independente da ordem entre os dois, deixa a turma dos sensatos cada mais fora da disputa. O Geraldo Alckmin continua “jogando pérolas aos porcos”, pois prega a sensatez, onde cada vez mais as pessoas o que menos querem é serenidade e sensatez. E quem pensa semelhante a ele (Alkmin) cada vez está em menor número. Se de um lado, os principais responsáveis *pelo que está aí” posam de inocentes que foram perseguidos, do outro surgem os que querem resolver de qualquer jeito, inclusive na bala, se for o caso. Assim, os mais sensatos não são mais ouvidos, pelo contrário, hoje quem se diz de Centro é bombardeado pelos dois lados…
    Resta pouco tempo para o cenário se reverter, que seria da entrada de um terceiro nome, subtraindo um dos favoritos…
    Vejo muita gente falando do Ciro, que não é primor de serenidade (muito pelo contrário), mas ainda seria, por exclusão dentre os favoritos, o mal menor …
    Vamos aguardar o desenrolar da campanha, e principalmente o último debate e as últimas pesquisas antes do pleito…
    Se nada mudar, muitos brasileiros, inclusive eu, ao se dá de frente com a urna no segundo turno, perguntará “onde está a tecla do “Deus no acuda”!

  14. Sobre o esfarelamento do PSDB, acredito que esse processo teve início em 2014 e não em 2016. Foi a atitude de moleque de Aébrio Neves, ao não aceitar a derrota nas urnas, que abriu as portas para o que se vê hoje. O golpe de 2016, outro tiro no pé do PSDB, a adesão ao (des)governo Temer e a farsa da gestão Dória anunciavam claramente o fechamento do caixão daquele que, um dia, se disse social-democrata e se tornou esse triste espetáculo que hoje assistimos diariamente na TV.
    Como você diz: vida que segue.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *