Supremo escárnio: no país em frangalhos, STF se dá aumento de 16%

Supremo escárnio: no país em frangalhos, STF se dá aumento de 16%

No país em que 13,2 milhões de trabalhadores estavam desempregados em junho, segundo o IBGE, e o salário mínimo fica abaixo de R$ 1 mil, empresas, hospitais e escolas fechando por falta de recursos, os supremos ministros do país decidiram, por 7 votos a 4, se conceder um aumento de 16,3%.

Com o aumento, o salário deles passa de R$ 33,8 mil, o teto do funcionalismo, para R$ 39, 3 mil, ou quase 40 salários mínimos, fora todos os penduricalhos.

Na verdade, é bem mais que isso: no ano passado, o Conselho Nacional de Justiça calculou o gasto médio com cada juiz em R$ 47, 7 mil por mês, antes do aumento aprovado na quarta-feira.

Só o Supremo Tribunal Federal prevê para 2019 um gasto de R$ 741 milhões com os 11 ministros, funcionários e mordomias, o que dá algo como R$ 70 milhões/ano por cabeça coroada.

Como o salário dos supremos é o teto do funcionalismo público, que serve de base para os demais, só o Judiciário vai gastar outros R$ 717,2 milhões por ano, arrombando ainda mais os cofres públicos.

E não para por aí: o efeito cascata deste aumento vai beneficiar os três níveis do funcionalismo, Ministério Público, Tribunais de Contas e, claro, os nobres parlamentares, chegando a um total de R$ 3 bilhões nos cálculos mais modestos.

Tudo isso num país quebrado, falido, com os cofres públicos e as instituições em frangalhos, mas isso não comoveu os ministros do Supremo, que chegaram às raias do mais puro cinismo ao justificar o aumento.

O ministro Ricardo Lewandowski, uma espécie de líder sindical dos magistrados, que incluiu a proposta do aumento de 16,3% na pauta do STF, qualificou o índice de “modestíssimo”.

“Quem vai decidir soberanamente é o Congresso Nacional, e ainda passará pelo crivo do presidente da República, que poderá vetá-lo ou não”, pontificou o ministro para as câmeras da TV Justiça, sem enrubescer.

Pergunto: o presidente Michel Temer, investigado num balaio de denúncias de corrupção no STF, vai ter coragem de vetar esse aumento, sabendo que em janeiro perde o foro privilegiado e pode cair nas mãos de qualquer juiz de primeira instância?

Qual é o deputado ou senador, entre as centenas com pendências na Justiça, que vai vetar um aumento para os juízes que poderão, eventualmente, mandá-los para a cadeia?

Ainda mais que eles próprios serão automaticamente beneficiados pelo aumento dos magistrados, já que se deram equiparação salarial com os supremos ministros.

Para eles, os donos do Brasil, tudo; para os restantes 200 milhões de brasileiros, as migalhas que sobrarem do orçamento que eles próprios fazem e aprovam.

Manda quem pode, obedece quem tem juízo e não quer ir em cana por desacato à autoridade.

Diante deste escárnio, bem disse ao Globo desta quinta-feira o economista Raul Vellosso, especialista em contas públicas:

“Quem manda nesse país são as grandes corporações de servidores públicos”.

Alguém ainda ousa duvidar disso?

Garantido o aumento, a próxima batalha da toda poderosa Associação dos Magistrados Brasileiros agora é não abrir mão do auxílio-moradia, outra excrecência, um penduricalho de mais de R$ 4 mil por mês, entre outros, que está para ser julgado no STF, mas o ministro Luiz Fux sentou em cima do processo e não pretende devolvê-lo tão cedo.

Pobre do próximo presidente a ser eleito no dia 7 de outubro, que não vai herdar um país, mas uma massa falida.

Que Brasil sobrará no dia da posse, a 1º de janeiro de 2019?, poderá agora perguntar a enquete da Globo.

Eles não vão deixar pedra sobre pedra depois da divisão do butim do golpe, “com Supremo, com tudo”.

Vida que segue.

 

25 comentários em “Supremo escárnio: no país em frangalhos, STF se dá aumento de 16%

      1. Sim meu Velho, ui eu quem disse, e digo mais, o grosso dofaturamento desta corja é com a venda de sentenças.Tenho um amigo advogado que era preposto de um magistrado aqui em nossa cidade, era ele que tratava do preços da sentença. SEgundo ele, este juiz, hoje aposentado, tem mais de cem imóveis de aluguel , provindo da sua prática comomarginal togado.
        Imagina quanto estão faturando, por fora, esta turma envolvida com esta farsa da lavajato ???

  1. Raimundo Faoro foi quem melhor emoldurou as linhas de força dentro das quais se podem identificar os mais variados arranjos dos ‘estamentos’, especialmente no Judiciário. Na clássica linguagem weberiana, Faoro descreveu a natureza do nosso patrimonialismo em “Os Donos do Poder” cuja origem deita raízes na Casa de Aviz. De lá para cá veio se aperfeiçoando e esculpiu sua obra prima para além do patronato, no Poder Judiciário: o verdadeiro poder estatal, em última instância, no status quo.

    1. Paulo, não posso fazer nada. Eu não sei desenhar. Tudo isso faz parte de um mesmo projeto de poder para garantir privilégios e vender o país, depois de destruí-lo.
      Leia o que disse Darcy Ribeiro muitos anos atrás, que compartilhei no Face.

      1. Tbm não sei desenhar Kotscho, porém veja q 4 ministros votaram contra o aumento, são eles: carmén, melo, weber & fachin.
        Estes são os q a militância chama de golpistas pq votam contra a liberdade do lula.
        Todos os 5 q votam pela liberdade do lula e são chamados por vc´s (apoiadores dele), de corajosos e seguidores da CF, votaram pelo aumento e venceram.
        Hj carmén disse em uma palestra q perdeu, mas não aceitaria estar do lados do vencedores nesta votação.

          1. Dimas, não citei a dilma, apenas disse q não entendi a ligação q o Kotdcho fez entre o aumento e o impeachment.

        1. Os quatro que votaram contra também serão beneficiados. Assim é fácil. Voto contra, fico bonito diante do meu “eleitorado”, sou elogiado por “não querer estar do lado dos que me derrotaram” – royalties para Darcy Ribeiro – mas no final ganho também.
          Ora… vá pro…

  2. Eloquente e chocante o brado do Kotscho. Nossa última linha de apelo na Justica brasileira segue na cultura da Civilização do Eu.

  3. “Ao longo de seus dois mandatos, o presidente Lula transformou os servidores públicos de mal remunerados a invejados pelo mercado. Em alguns casos, o reajuste chegou a 576%. É o caso de pesquisadores do Inep, que iniciaram 2003 com salário de R$ 1.959,00 e hoje ganham R$ 13.249,00” (Estadão de 2010, que nem menciona o inchaço da máquina pública).

    A gente dizia que a corrupção, o desperdício e a incompetência e o aparelhamento podiam ser disfarçados enquanto bastava seguir a receita de FHC e aproveitar o boom das commodities, mas deixariam uma bomba para o futuro. Demoramos demais a tirar o PT, agora temos essa herança maldita para carregar.

  4. O sindicalismo do STF só está faltando filiar-se à uma central sindical, porque lideres sindical é que não falta lá dentro… É o aparelhamento do PT que chegou nas ultimas instancias.

      1. Se depender da tropa de sindicalistas que está lá, eles ja estaria solto ha muito tempo. Vontade não falta. Talvez um pouco mais de coragem sim. Mas não nos surpreenderemos se na gestão Tofolli isto acontecer. Tentativas de todos os naipes não faltaram, bateu até na trave do 6 x 5 . Soltaram Dirceu e outros mais, para que vão se acostumando com o ataque final… É esperar para ver.

        1. Zé, o a CF diz que o Brasil tem QUATRO graus de jurisdição. O Luiz Inácio foi condenado na segunda. Ele tem direito a mais dois recursos. O STF errou ao votar, há uns dois anos, a segunda instância como definitiva. Os ministros querem corrigir isso mas a Bento Carmen Lúcia Carneiro não coloca a matéria em votação. Por quê? Por que a Globo não quer? Lembre-se que ela, Carmen Lúcia foi devidamente propinada pela Globo ao receber o prêmio “Faz a diferença”, ao vivo e a cores. Vai desagradar os Marinho? Ela, o Barbosão – cujo filho tem um empregão na Globo – e o juizeco de Curitiba também foram devidamente “propinados”.

          1. Globo, PIG, CIA, FBI, EUA, “as zelite”, o judiciário, PF, MPF, Moro, Bretas, Neteflix, as panelas…… q luta injusta a sua, todos contra vc´s.

  5. Prezado Kotscho: “Os ministros do Supremo, que chegaram às raias do mais puro cinismo ao justificar o aumento”, foram tão irresponsáveis quanto algumas decisões judiciais que andam tomando. “O juiz não é nomeado para fazer favores com a justiça, mas para julgar segundo as leis.” (Platão).

  6. Sim! Eu já disse isso; Só que não foi publicado!
    Eu estou assinando o que disse.
    Essa gente arrogante, atrevida, egoísta, desumana, irresponsável, incoerente, despreparada, velhaca, mau-caráter e maus brasileiros, responsável pelo acerto do cumprimento de nossas leis, precisa ser totalmente exonerada se quisermos um país minimamente sério. Não existe outra forma !
    Exploradores de um pobre povo miserável que, quando encontra trabalho, ganha um salário de fome, não têm um pingo de decência, são verdadeiros gigolôs de seus irmãos menos privilegiados.
    São tudo aquilo de mais desprezível que se possa imaginar num ser humano.
    Isso precisa acabar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *