Lula apequena o PT, arrosta a Justiça e humilha os velhos aliados

Lula apequena o PT, arrosta a Justiça e humilha os velhos aliados

Em tempo (atualizado às 18 horas):

Agora é oficial: aclamado pelos 600 delegados na convenção nacional do PT neste sábado, na Casa de Portugal, em São Paulo, Lula é candidato a um terceiro mandato na presidência da República, depois de deixar o cargo no final de 2010, com 87% de aprovação popular (o mesmo índice que o governo golpista de Michel Temer, que apoia Geraldo Alckmin, tem de rejeição).  

Mesmo preso há quatro meses numa cela solitária na PF em Curitiba, condenado num processo sem provas, o ex-presidente lidera todas as pesquisas presidenciais, com larga vantagem sobre todos os demais concorrentes, podendo vencer já no primeiro turno, mas enfrenta uma batalha na Justiça para registrar sua candidatura e ter seu nome na urna eletrônica no dia 7 de novembro. 

“Começa agora uma luta sem tréguas pela democracia”, escreveu Lula em mensagem enviada aos convencionais, lida pelo ator Sergio Mamberti. 

Só falta agora indicar o nome do vice e definir as alianças. Para o TSE, este prazo vence na segunda-feira, dia 6. Para o PT, a chapa completa poderá ser registrada até o dia 15. 

Os próximos dias prometem fortes emoções. Se a Justiça deixar, esta será a sexta campanha de Lula para presidente da República. 

***

O que está acontecendo com o ex-presidente Lula, o maior líder político do país após Getúlio Vargas?

Em poucas horas, no final da tarde de sexta-feira, ele conseguiu fazer strike contra ele mesmo e o partido que criou 30 anos atrás.

De uma só tacada, Lula apequenou o PT, a sua direção, os militantes reunidos na convenção nacional em São Paulo, humilhou possíveis aliados e advogados de defesa, e arrostou novamente a Justiça, onde tem perdido todas as paradas.

Preso há quatro meses numa cela solitária em Curitiba, Lula parece ter perdido contato com a realidade, lamento muito ter que dizer.

Apenas uma semana depois daquele belíssimo festival de música e democracia em defesa do Lula Livre!, no Rio, que reanimou a militância petista, já estavam todos comemorando a indicação de Manuela D´Ávila, do PCdoB, como vice de Lula, que seria anunciada na tarde deste sábado.

A notícia dada primeiro pela agência Reuters agitou as redes sociais e eu mesmo até me animei a bolar um slogan para a chapa Lula-Manu: “A esperança voltou”.

Durou pouco a alegria, como costuma acontecer. Voltou a tristeza.

Ao ser informado sobre o andamento da convenção, que estava fechando a chapa presidencial, Lula chamou às pressas a Curitiba a presidente do partido, Gleisi Hoffmann, e mandou dizer que não havia nada definido.

Decidiu sozinho que o partido não acataria o prazo da Justiça Eleitoral para a inscrição das chapas até segunda-feira, dia 6, o que pode até impedir a participação do PT nestas eleições.

No momento em que o PT parecia sair do isolamento para transformar a convenção nacional numa grande festa, voltou tudo à estaca zero.

Lula queria mais prazo para tentar ainda uma aliança com Ciro Gomes porque acredita que só haverá espaço para um candidato do campo da esquerda nesta eleição.

Mais ou menos na mesma hora, Ciro tinha divulgado uma carta aos brasileiros na rede social em que acenava para um possível diálogo com o PT, se Lula puder ser candidato.

Ao sair do presídio, falando em nome de Lula, Gleisi deu o primeiro sinal:

“Não tem nada fechado, é uma possibilidade (Manuela como vice). Nós temos o PDT como aliado. Acho que Ciro Gomes seria um bom vice para o presidente Lula”.

Pelo que conheço de Ciro, isso deve ter deixado o ex-ministro de Lula ainda mais irado com a direção do PT.

Como assim, vice de Lula, se a candidatura de Ciro já tinha sido oficialmente lançada pelo PDT esta semana?

E, ainda por cima, apresentada, assim de passagem, por Gleisi Hoffmann, a repórteres incrédulos que aguardavam a saída dela do prédio da Polícia Federal.

De mais a mais, a única pessoa que poderia conversar com Ciro sobre a formação desta chapa seria o próprio Lula.

Mas por que só agora, que está se esgotando o prazo legal para a formação de chapas?

Por que os dois não conversaram antes, se tantos líderes políticos já tinham estado na cela de Lula em Curitiba discutindo a formação de uma frente de esquerda?

Ciro não quis ir lá ou Lula não aceitou receber o antigo aliado? Quem vai saber…

A esta altura, quem ainda pode acreditar numa chapa Lula-Ciro disputando a eleição no dia 7 de outubro?

A única consequência prática de toda esta lambança, até o momento em que escrevo, foi humilhar o eterno aliado PCdoB e sua a presidenciável Manuela D´Ávila, que toparia retirar sua candidatura para ser vice de Lula.

Querem agora que ela espere no banco de reservas até o dia 15, quando Lula e o PT finalmente vão decidir o que pretendem fazer da vida?

Só falta agora Ciro conseguir trazer Manuela para ser vice dele, o que já se estava especulando na manhã deste sábado, em que o PCdoB também está fazendo a sua convenção.

No fim, vai acabar sobrando para o PT fazer uma chapa puro sangue, sem Lula, o que colocará em risco a própria sobrevivência do partido.

Para completar, nesse meio tempo, sem quase ninguém perceber, o diretório nacional do PT derrubou por 57 votos a 29 o recurso de Marília Arraes para manter sua candidatura a governadora de Pernambuco, que foi rifada pelo partido no acordo tabajara com o PSB, só para isolar Ciro Gomes.

Com isso, conseguiram apenas rachar o PT de Pernambuco, que homologou a candidatura de Marília, e o PSB de Minas, que deveria retirar a candidatura de Márcio Lacerda para apoiar o petista Fernando Pimentel, mas vai recorrer à Justiça

A semana chega ao fim com a convenção do PT esvaziada de sentido, sem a presença do candidato a presidente, que continua preso, e sem vice definido.

Para mim, que acompanho a longa história de Lula e do PT desde o início, é simplesmente inacreditável e inexplicável o que aconteceu nos últimos dias e horas.

Se não consigo entender, como poderia explicar?

Me lembrei de um artigo do português José Saramago, Nobel de Literatura, publicado no jornal espanhol El País, em que ele escreveu:

“Até aqui eu cheguei. De agora em diante, Cuba seguirá seu caminho, eu fico por aqui”.

Saramago considerou imperdoáveis as execuções de três dissidentes cubanos acusados de terrorismo e rompeu com Fidel, por achar que “discordar é um direito escrito com tinta invisível em toda declaração de direitos humanos”.

“Tem coisa que pode e tem coisa que não pode”, simplesmente, já filosofava o sábio Frederico Branco nos anos 60 do século passado, na velha redação do Estadão.

Desse jeito, Lula e o PT estão deixando sem argumentos até os mais fiéis militantes que ainda os defendiam após o golpe parlamentar que derrubou Dilma e levou o ex-presidente à prisão.

Em vez de voltar ao poder, correm agora o risco de assistir a uma disputa entre direita e extrema-direita no segundo turno.

Não era este o final que eu imaginava no começo desta história.

Vida que segue.

 

84 comentários em “Lula apequena o PT, arrosta a Justiça e humilha os velhos aliados

    1. Ontem, ao ser vaiado na convenção do PT em Pernambuco, Humberto Costa foi direto sobre Marília Arraes ser rifada da disputa pelo governo local:

      – “você acredita que exista alguma coisa que seja aprovada no PT que não tenha o apoio e conhecimento de Lula?”.

      Oh, Maria. Pobre inocente.

  1. Perdoe-me, meu caro jornalista: mais uma vez seu lado emotivo prevaleceu. O PT já disse que até o dia 5 indica o vice justamente para evitar problemas jurídicos. Quanto ao resto de sua análise…Tenho 73 anos e, com frequência sou tentado a achar que o mundo acabou porque “naqueles bons tempos é que as coisas eram boas”. Coisa de velho e tenho de lutar muito contras isso . Não faça uma tragédia, vamos ganhar as eleições, a menos que se mudem as regas do jogo contra isso.

        1. Ricardo, realmente o cenário está difícil de ser entendido. Mas falando de vento, lembrei daquela música do Bob Dylan cuja letra diz:”A resposta, meu amigo, está soprando com o vento…”. Quem sabe?
          Quanto ao Luiz Inácio, estará o confinamento a que está submetido cobrando a fatura?

          1. Com certeza, Celso Junqueira, esse confinamento a que o ex-presidente Lula está submetido é uma iniquidade que o impede de participar diretamente do debate político.
            Foi para isso que fizeram a Lava Jato, o condenaram e prenderam.
            Mas, diante do fato consumado, o que é possível fazer, se não há sinal de nenhuma mobilização popular em defesa da liberdade de Lula e da democracia??

  2. Para mim, a melhor solução para a esquerda seria, realmente, Ciro buscar o apoio de Manuela (mas não acredito nessa possibilidade) e desfazer o “acordo de cavalheiros” PT-PSB.
    Lula não vai abrir mão da posição de dono do PT. Mesmo que isso signifique o fim do partido e deixar o caminho livre para a direita mais assumida do que nunca chegar ao poder. Colocar Manuela no banco de reserva não é tão difícil para Lula. Mas com Ciro, no plano nacional, e com Marília Arraes no regional, a missão será impossível, felizmente. É o tal ditado popular: de tanto esticar a corda, uma hora ela rompe.

  3. Kotscho, esse é o Lula verdadeiro que pela proximidade da convivência e pela amizade você não conseguia enxergar, o político mais vaidoso da nossa história. Preso sozinho em uma cela por um privilégio indevido, pode até usar o espeço como diretório partidário. Nossas jabuticabas. Quanto ao Ciro, não duvide de nada, é bem possível que o boquirroto se submeta a qualquer papel, até de capacho do presidiário.

    1. O boquirroto já disse que não aceita ser vice do Tim Tones da esquerda. Sugiro que se abrace ao Lula e se afoguem no Tietê, junto com o partido. Coisa que está acontecendo a olhos vistos.

      1. Idiota, de que privilégio indevido vc está falando imbecil. já ficou provado que não houve reforma, se não houve reforma não tem como ter havido dinheiro da Petrobrás no apto de cohab do Guarujá. Se não houve dinheiro da Petrobrás, saber se o Lula devolveu ou não a quota da Bancoop não tem nenhuma improtância, pois a Bancoop não tinha nenhum contrato público e não é acusada de ter recebido dinheiro da Petrobrás, mesmo,pq neste caso todos os apartamentos teriam que ser confiscados.

  4. Suposições!
    Alguém aqui ouviu algum pronunciamento diretamente do Lula? Claro que não, o homem está impedido pela “justiça”!
    Gleise nos passa interpretações próprias do pensamento dele. Estamos assistindo a um jogo de xadrez (o do tabuleiro) em que o fim é determinado por um cheque mate ou abandono.
    Pelo que verifico não haverá mate e muito menos abandono. Então…! Aguardemos o próximo lance.

    1. Nessses momentos é que o José Dirceu faz muita falta. O Lula pela sua enorme vaidade e Ego atrapalha.
      Seria simplesmente deixar a convenção indicar a Manuela e o espaço político da semana estaria ocupado. Até para uma composição os Ciro, até o final do prazo estaria ótimo

  5. Não havia possibilidade alguma da direita e do centro-direita vencerem as eleições até pouquíssimo tempo atrás. Os resultados no fronte econômico removiam quaisquer expectativas favoráveis àqueles que aprofundaram a recessão inaugurada por Dilma,com sua política econômica levyana. O quadro sócio-econômico dos últimos dois anos é depressivo e anômico; portanto, incapaz de produzir uma opção política originária dos seus aliados e no seu próprio entorno. A ciclotimia e neurose lulo-petismo de estruturar toda a política eleitoral em torno da libertação de Lula (que não ocorrerá tão cedo, porque ainda não saiu do forno a alcaguetagem palocciana) impediu que o centro-esquerda construísse, em torno de um verdadeiro programa de governo centrado na solução do desemprego em massa, uma candidatura invencível, sem Lula na cabeça da chapa. Sem dúvida alguma, Lula e o PT tornaram-se os maiores cabos eleitorais da direita. Parece que Darcy Ribeiro tinha mesmo razão: o PT e o Lula são a esquerda da qual a direita mais gosta. Tudo aponta para um segundo-turno entre a “candidatura militar” e a “candidatura dos povos da floresta”.

  6. Bom dia Kotscho e demais balaieiros.
    Ao visualizar sua biografia profissional, percebe-se que o período que trabalhou para a presidência foi o mais curto de sua vida profissional. Sempre me perguntei o porque, já que é o sonho de consumo e de reconhecimento de todo jornalista. E a questão financeira relatada ao Bial não me convenceu, porém isso é achismo. Trago esse comentário a “baila” para dizer que eu tenho certeza que mesmo não querendo, lá no fundo você tem a respostas para todas essas questões que levantou no seu texto, mas por ainda acreditar nas pessoas, cria dúvidas para a sua própria razão. O mais difícil dessa análise, conhecendo o Lula de perto a mais de 30 anos, me parece que ainda é para você difícil de aceitar como o Poder e a desculpa de manipular o poder para um bem maior pode mudar uma pessoa. Ou mostrar sua verdadeira face.

  7. “O que está acontecendo com o ex-presidente Lula, o maior líder político do país depois de Getúlio Vargas?”

    Seria mais adequado dizer “após Getúlio Vargas”, ou seja, em ordem cronológica, de não “depois”, o que seria em ordem de importância, de magnitude.

      1. Acho que Francisco de Oliveira, que já foi do PT e trocou a legenda pelo PSOL, um dos maiores sociólogos no campo da esquerda brasileira, não modificaria o texto original. Senão vejamos o que diz em sua última entrevista à Carta Capital, em 29 de março de 2018: “Não tem revolução possível, pois as reformas estruturais foram feitas. Vargas não é à toa. É o grande reformista político no Brasil. O Juscelino era o “oba-oba” do desenvolvimentismo. O grande político da história do Brasil chama-se Getúlio Vargas. O que temos hoje é o que o Getúlio implantou. Não tem nada para trás e nada para a frente”. Vale a pena conferir a entrevista na íntegra.

  8. Caro amigo e a quem admiro,
    Tomo a liberdade de discordar praticamente de toda a sua argumentação. Se há uma coisa que o Pres. Lula entende é de política. Sinceramente achei o texto depreciativo, o que inclusive foge da maneira usual que escreve. A conjuntura nos impõe olharmos com mais parcimónia a quem esta resistindo ao desmonte do país. Sigo te admirando. Um abraço

    1. Caro Gilberto Pucca, é para isso que mantenho este Balaio no ar e o atualizo todos os dias: para que gente bem informada como você possa participar de um debate aberto e democrático, expondo as tuas opiniões, contrárias ao blogueiro. Muito bem_vindo, apareça sempre. Abraços, Ricardo Kotscho

  9. O “Lulismo” é a mais acabada expressão político ideológica da atuação do seu criador, o carismático Lula.
    É fato que o “lulismo”, capturou o PT, transformando-o em sua imagem e semelhança, ideologicamente confuso e um tanto complexo.
    Uma personalidade um tanto caudilhista.

  10. Kotscho, quem desde 1989 vota no Lula está perplexo com a essa estratégia – e uma parcela indignada com ações que têm como único objetivo manter a hegemonia do PT na esquerda. Esse acordo espúrio com um político que esteve ao lado de Aécio contra Dilma e apoiou o golpe parlamentar resultou na inacreditável rasteira na Marília Arraes, que tem ampla chance de vitória. A executiva nacional baixo o famoso “centralismo democrático” do Partidão, a quem sempre criticou, e impôs um acordo esdrúxulo (“neutralidade”, que troço é esse? não soma tempo de TV na propaganda eleitoral, nem tem palanque, ou seja, não agrega o maior ativo de uma aliança, a capilaridade partidária), que revoltou a militância. Só lulista fanático apoia essa estratégia. Esta eleição será divisor de águas para o PT: uma parcela de militantes e simpatizantes que há décadas apoiam o partido vão tomar rumos diferentes porque não aceitam esse protagonismo a forceps quando o País corre o risco de ver um segundo disputado entre a direita e a extrema direita por causa da divisão do campo progressista, e essa fragmentação tem as digitais do petismo.

  11. Mestre, a pressa e o açodamento, costumam não serem bons conselheiros em assuntos críticos, ainda mais quando se trata da política e no Brasil, onde a Justiça e a Mídia monopólio são partidos coligados da Classe Dominante. Imagine-se informando por ela.
    Isso posto, permita melhor contradita-lo com trechos de Fernando Brito, em “Heróis com o couro alheio”, de hoje:
    “Não estamos a 62 dias de uma eleição democrática, estamos a 62 dias de uma imensa crise institucional.
    Fossemos viver, dia 7 de outubro, um alegre domingo… de acordo que poderíamos estar discutindo personalidades, métodos partidários, renovação política e outras questões que têm seu mérito inegável.
    Parece óbvio, porém, que não estamos.
    Estamos a um passo de assistir um retrocesso como não se vê há 40 anos… uma corporação – a judicial – assumiu a tutela do país. À sua sombra, pretendem transformar a eleição presidencial em mera formalização de uma escolha de governantes que, de outra forma, jamais seriam os escolhidos pelo povo brasileiro… só podem vencer pela fraude judicial que o processo eleitoral se tornou. (SEGUE)

  12. (Parte 2) – (…) Esta não é uma disputa florida e intelectual entre candidatos a presidente, é uma guerra contra o mergulho definitivo na barbárie social e política, no saque colonial e na fragmentação da unidade nacional.
    (…) Fiquem os que quiserem com seus purismos algo religiosos. (…) A história é impiedosa com quem vacila nos momentos decisivos…
    (…) Felizmente, parece que estamos assistindo a uma confluência, ainda que aos trancos e barrancos, das forças democráticas do país.
    Lideranças com capacidade transformadora levam décadas para serem construídas…, só possível quando se tem uma ligação atávica com o povo brasileiro para servir de Norte, de bússola.
    (…) Temos uma – e que uma! Quem suportou e suporta o martírio de Curitiba, maior que o exílio de Vargas em São Borja, tem ombros para carregar o renascimento deste país.
    Os outros, que ainda não se testaram em combate, são importantíssimos e merecem todo o respeito. Mas numa guerra como esta em que estamos, desculpem-me, o comando não pode ser exercido em assembléia. Porque a batalha não pode ser perdida, a menos que queiramos lançar o Brasil e os brasileiros numa terra arrasada.”

    1. Caro Dias, muito grato pela tua participação com este contraponto ao que escrevi, ainda mais com a citação que faz do competente jornalista Fernando Brito, um comentarista político muito lúcido e bem informado.

      1. “Quem suportou e suporta o martírio de Curitiba, maior que o exílio de Vargas em São Borja, tem ombros para carregar o renascimento deste país.”

        Alguma dúvida sobre o mal que o culto à personalidade pode fazer?

        Que tristeza ver tanta gente submetida a esse personalismo…..

        Que tal mudar o nome do Lula para: Luis Inácio “Dom Sebastião” da Silva?

          1. Mestre, com antecipados, celestial perdão de Alphonsus de Guimaraens e terreno seu, só pra descontrair:
            Quando Rossi enlouqueceu,
            Pôs-se na Folha a sonhar…
            Viu um lula no céu,
            Viu outro lula no mar.
            No sonho em que se perdeu,
            Banhou-se todo em luar…
            Queria subir ao céu,
            Queria descer ao mar…
            E, no desvario seu,
            Na Folha pôs-se a cantar…
            Estava longe do céu…
            Estava longe do mar…
            E como um anjo pendeu
            As asas para voar…
            Queria Lula longe do céu…
            Queria Lula perto do mar…
            As asas que Deus lhe deu
            Ruflaram de par em par…
            Sua alma, subiu ao céu,
            Seu corpo desceu ao mar…
            PS: ‘Fato indeterminado e bem atribuído’. Só rindo!

        1. Se através de excerto do artigo de Fernando Brito, concluí pelo ‘culto à personalidade’ e magnânimo condói-se por tanta gente submetida a tamanho ‘mal’ topicamente identificado, como ser de praxe nesse tempo em que a …, permite-me dize-lo, também de forma rasa e sem condoer-me, analfabeto em Fernando Brito e culto à personalidade, ao menos.
          Aproveita e aprofunde-se, sobre o significado histórico e político do ‘exílio de Vargas em São Borja’ (na verdade a ‘Fazenda Itu’ fica em Itaqui), a relação com o ‘martírio de Curitiba’ e ‘tem ombros para carregar o renascimento deste país’. Se sobrar tempo, também sobre o taradíssimo em ‘culto à personalidade’, Fernando Brito.
          PS: Atenuante, a palavra ‘martírio’ é um anzol, vive fisgando apressados…

    2. Seu argumento me fortaleceu para resistir um pouco mais na ideia de manter Lula como candidato. O medo da bárbarie que está por vir nos atordoa.

  13. Meu Caro Ricardo Kotscho sei da sua preocupação com relação os passos do grupo progressista nestas eleições,talvez o exceso de preocupação tenha impedido se ver que até o presente momento Lula tem jogado certo,a respeito de toda perseguição tanto do judiciario quanto da midia ele ainda se mantém na dianteira de todas as pesquisas e mesmo que seja perpetrado outro golpe e o STE não permita sua candidatura Lula ainda conseguirá eleger seu indicado.Eu não tenho o don da profecia,mas quem viver verá.

  14. Sempre achei Kotscho meio ingênuo nas suas análises políticas. Sempre confiou cegamente na imprensaZona. Citar como fonte a Folha….quem acredita no que esse jornal publica qdo sebtrata de PT e Lula?
    Até duas semanas atrás Ciro estava empenhado em fazer aliança com o centrão- o que há de pior na política brasileira. Batia pra matar em Lula e PT. Se tivesse conseguido, poderia bancar a agenda que publicou hj na carta ao povo brasileiro? A oligarquia dos Gomes governa o Ceará há mais de 30 anos. Em que tinha mudado a vida do povão até Lula ser presidente: nada. Vítima da seca, da fome, da miséria. Dá pra confiar nesse boquirroto oportunista?

  15. Kotscho surpreende você não saber que Ciro pediu para visitar Lula e a juíza Lebbos negou. A direita teme a união de PDT PT PSB e PC do B mais do que o diabo a cruz…O golpe não deixaria Lula conversar com Ciro mas acredito que pode haver sim a possibilidade do PT oferecer a vice a Ciro e garantir que ele ocupe a cabeça de chapa caso Lula seja de fato retirado pelo golpe judiciário…Nessas condições penso que Ciro aceitaria a vice. Abraços progressitas. Nunca duvidemos da capacidade de leitura política de Lula.

    1. Lucas, essa opção foi anunciada ontem, por Gleisi, ao justificar a não definição ainda de Manuela como vice.
      Se Ciro aceitar ser vice, não seria Ciro, seria um novo Ciro e no qual daria até para acreditar e votar, se Lula impedido.
      Porém, ai porém…, Ciro sabe que assim que aceitar ser vice de Lula, os golpistas não terão mais condições de impedir que Lula seja candidato e aí restaria, a Ciro continuar vice, o que abomina, e aos golpistas a opção única de tentar aprofundar o golpe, levando o Brasil ao beco sem saída, de onde sabem que não sairão bem, em pleno século XXI.

  16. Caaaalma zifi…caaalma…a Manuela vai decidir esta parada. Você acha que ela deixaria de ser vice do LULA ou do Haddad pra ser vice do Ciro ??? O grande LULA já tem uma posição e está mais crack do que nunca nesta partida, pois sabe que é o dono da bola.

  17. Ricardo, concordo com você. Você foi paraninfo da minha turma de jornalismo na Universidade de Bauru. Estou bastante decepcionado com as decisões do PT. Afinal, temo muito pelo futuro do PT por tais decisões atabalhoadas. São decisões extremamente erradas e que não leva em conta o sofrimento do povo brasileiro. Penso que não sabem o que acontece no país atualmente.

  18. Menos, Kotscho, menos. Não sei porque vc e todos analistas do momento só nos dão essas visões como se estivéssemos num processo eleitoral normal. Nós estamos em guerra, é vida ou morte para nossa democracia. Por que vcs não analisam deste prisma?

  19. O Ciro é um grande sujeito, talvez o mais preparado técnicamente para governar neste momento, mas é como aquele belo rapaz que todas moças adoram, mas nenhuma o quer como namorado pois a qualquer momento ele pode a chamar de feia, O Ciro, numa campanha, é um perigo até como vice. O cara não tem controle sobre sua boca, sobre suas emoções.

  20. Ciro presidente, haddad vice. Isso é o óbvio desde 2016 para quem acompanha a política.

    Bastava o PT deixar o orgulho de lado, encarar a realidade e tudo estava resolvido.

    Nada disso precisaria estar acontecendo se o partido tivesse consciência que há um golpe para não deixar Lula ser candidato.

  21. Tirando o LULA, pra ganhar, o melhor é o Haddad, ele provou isto na campanha pra prefeito em São Paulo, se conseguiu ser eleito no ninho do atraso que é São Paulo, pode muito bem fazer isto no Brasil do LULA.Se estiver com a Manuela de vice, é só correr pro abraço.

  22. O problema do Ciro, é que ele sabe que é muito bom, conhecedor dos nossos problemas, honesto, etc e o escambau, mas ele não aceita que as pessoas tenham estes conceitos sobre ele naturalmente, ele quer e tem que fazer isto na marra…pra ele, o coitado do cara tem que aceitar que ele é o melhor, isto é o seu calcanhar de aqquiles…pode o derrotar no último debate, pois se p Bolsonaro o chamar pros tapas o besta vai.

  23. Na sua linha de argumentação está o El País na coluna do octogenário Juan Arias, publicada ontem. Senão vejamos, Kotscho: “É possível que Lula, com sua estratégia do Sansão bíblico de “morra eu com todos os filisteus”, consiga manter vivo o mito de que ele é não só a esquerda, toda a esquerda, mas também todo o país, mesmo que isso signifique colocá-lo à beira do precipício. O popular e carismático ex-sindicalista já deu provas em outros momentos históricos de entrega aos melhores valores deste país, merecendo a estima internacional. Talvez tenha chegado o momento de ele demonstrar grandeza de espírito colocando-se não como única e exclusiva salvaguarda do país, e sim se somando à caravana de todas as forças do progresso, que mais do que nunca precisam estar abraçadas e em uníssono para impedir que continue levantando-se o muro não só das desigualdades sociais, mas também do atraso cultural, da sangria da corrupção e das tentações autoritárias”. Lula e o lulo-petismo, no entanto, fazem ouvidos de mercador ao óbvio e ululante.

  24. Kotscho enloqueceu.
    Será que as esquerdas sabem jogar xadrez ? novo
    sab, 04/08/2018 – 16:26

    Como dar o xeque-mate nos golpistas ainda no 1º turno.

    A utopia tão perto de uma frente ampla de esquerda.

    Falta, apenas, um pouco de grandeza e generosidade com o povo brasileiro para que o país retome o empoderamento dos trabalhadores e as conquistas de direitos para as mulheres, pobres, negros, índios e estudantes, como consequência do retorno do crescimento econômico com distribuição de renda, uma marca indelével dos governos do PT

    Está me parecendo que, finalmente, o espectro político das esquerdas (centro-esquerda, esquerda, e extrema-esquerda) entendeu que a unidade das esquerdas em torno da candidatura Lula é a única saída viável para vencer o consórcio golpista formado pela frente política conservadora, partes expressivas do Poder Judiciário e do Ministério Público, orientadas pelo Departamento de Justiça norte-americano, partes expressivas das Polícias, pelas Forças Armadas, pela imprensa empresarial oligárquica e pela Operação Lava Jato, comandado pelas elites econômicas empresariais nacionais e estrangeiras.

    O sinal mais recente da formação dessa unidade é o convite a Ciro Gomes para que componha a chapa de Lula como candidato à Vice-Presidência da República,

    Mas esses sinais pela unidade já vem de longe, antes mesmo da prisão do ex-Presidente Lula, quando Boulos se filiou ao PSOL, lançou-se como candidato do partido à Presidência da República e passou a formar uma frente política informal de esquerda, ainda restrita perante a opinião pública, com o ex-Presidente e a candidata do PCdoB à Presidência, Manuela D’Ávila.

    Essa manifestação do PSOL para muitos pareceu estranha, dada a oposição pela esquerda do partido aos governos do PT. Era já o prenúncio de uma frente que ia do PCO, passando pelo PSOL e PCdoB e indo do PDT ao PT e PSB, formando uma frente ampla de esquerda.

    A inteligência do PCdoB, construindo a unidade para aceitar aderir à frente. exigiu ao PT a inclusão do PSB na frente ampla de esquerda, o que levou o PT a retirar a candidatura de Marília Arraes do PT ao Governo do Estado em Pernambuco em troca da retirada de Márcio Lacerda do PSB ao Governo do Estado em Minas Gerais. Isto, para facilitar a eleição de Paulo Câmara do PSB em Pernambuco e de Fernando Pimentel ao Governo de Minas Gerais, respectivamente. E, complementarmente, para neutralizar a composição do PSB com o PDT, o que, caso ocorresse, fragmentaria a frente.

    Atendido o PcdoB, a construção do caminho para a unidade das esquerdas passaria pela retirada de Manuela D’Ávila da chapa de Lula, como candidata à Vice-Presidência, e o convite de todos os Partidos ( PSB, PT e PCdoB) à Ciro Gomes para que este integrasse a chapa do ex-Presidente.

    Com isto, o Nordeste fecharia em sua totalidade com a chapa Lula/Ciro Gomes e os votos de Ciro Goes se somariam aos votos de Lula, matando a eleição no 1º turno.

    Se Lula fosse interditado pelo Poder Judiciário golpista, a formação da nova chapa teria duas alternativas:

    A indicação da cabeça de chapa de um nome do PT indicado pelo ex-Presidente Lula para compor com Ciro Gomes a chapa presidencial, comprometendo-se o PT a apoiar Ciro Gomes na eleição de 2026.
    A assunção de Ciro Gomes à cabeça de chapa com um nome indicado pelo PT para a Vice-Presidência.
    A aderência do PCO à frente ampla de esquerda se dá pela manifestação de seu Presidente que desenvolve em suas palestras, analisando a situação política nacional, uma das mais articuladas estratégias de composição da unidade em torno do ex-Presidente Lula e pela formação da frente ampla de esquerda.

    A aderência do PSOL à frente ampla de esquerda se dará pela desistência de Boulos à candidatura à Presidência no 1º turno ou, se mantida a candidatura de Boulos e se houver 2ª turno, pela manifestação antecipada de adesão à frente ampla de esquerda no 2º turno.

    Estão com a palavra Ciro Gomes e Guilherme Boulos.

    1. Excelente a sua analise , Jorge. Também entendo que uma união da esquerda e centro esquerda com estes partidos que voce citou seria uma coisa maravilhosa. Se estes partidos se unirem agora para o primeiro turno, com Lula na cabeça, seja Ciro ou Manuela na vice pode ter vitória no primeiro turno, mesmo que Lula tenha que ser substituido. Isto traria muita confiança nos eleitores, e os votos de tendencia Lula-Ciro-Manuela-Boulos se somariam. Além disso, seria um mandato de governo com respaldo parlamentar fiel a prova de golpe. Algo que precisamos muito, pois sabemos que os golpistas-parasitas vivem a espreita. Resta uma esperança de que esta aliança imbativel ainda possa acontecer. Vamos desejar e torcer.

  25. Prezado Jornalista,
    Queiram ou não o PT ressurgirá, pois, nos anos de sua governança não conheci reportagem da qual “não se deve pronunciar nome” mostrando nordestino comendo calango. Politica é o céu. Uma hora as nuvens estão assim; de repente tornam-se assim. Com devida licença do criador do dito.

  26. Ricardo,

    è um chavão, eu sei, mas vou repetir a frase de Caetano Veloso no Festival da Canção de 1968, fase paulista: vc não entendendo nada. Melhor voltar pra casa sim e cuidar do netinho. Isso é uma atitude pra lá de louvável.

    Perdão jornalista. Digo isso para não ficar com raiva de ti.

    Jair Antonio Alves – dramaturgo.

    1. Oh, Jair Alves,
      Quem podia ir prá casa cuidar dos netinhos não é o Kotscho, que já cuida dos netinhos e continua brava e honestamente se colocando no Balaio dele/nosso…
      Quem deveria ir cuidar dos netinhos é o Lula… mas agora já não dá mais!!!… Então ele cria essa pantomima toda…
      Passada as eleições, sabe qual será o próximo passo? Criar um governo paralelo a partir da cela em Curitiba!… e aí o mártir vai fornecer material para a dramaturgia tupiniquim!!!
      Surreal esse país e e maneira pueril como essa esquerda se divide… depois ficam culpando os golpistas… a direita não precisa fazer nada além de perpetrar o golpe, essa esquerda retrógrada e “estalinista” se afoga sozinha! Tristeza…

  27. Mais uma vez o escorpião, que acredita que o mundo gira em função dele, mordeu o P T que tentava ateavessa-lo para o outro lado do rio. Fazer o que. E o instinto dele. Sempre foi assim. Azar de quem ainda acredita nele. Está no lugar que merece

  28. Muita ingenuidade estranhar as atitudes de Lula. Ele quer que seja ele ou nada. Acha mais seguro eleger um poste do próprio PT, para manter o controle, usá-lo como fantoche, algo difícil com Ciro ou Manuela.
    Aposta no seu potencial de transferência de votos para o poste.
    Pode dar errado e dar Bolsonaro e Alckmin no segundo turno, mas antes isso pra Lula do que perder o controle do PT e das esquerdas e ser esquecido na prisão.

  29. Nossa política nunca esteve tão divertida e perigosa. Um capitão fascista truculento pode chegar a presidência pendurado em um guru ultraliberal. Feministas “progressistas” empoderadas desistindo de seus projetos por ordem de um homem preso. Hilária é situação da bela Manuela, com sua camiseta que manda lutar como uma garota, uma garota não desistiria de seu pirulito assim tão fácil como faz ela, que mau exemplo bela Manuela! Outra “progressista” no Nordeste lutando em vão para que, como dizem no interior, o homem barbudo não leve seu pirulito. É tragicômico.

  30. O que aconteceu contigo, isso sim. O Lula não tem que ficar a reboque de entusiasmados. Ele tem que pensar e até agora, ao que me parece, é o que melhor analisa cenários. A Manuela é fraca e há poucos anos estava junto com a Ana Amélia, aquela do relho, agora vice de Alckmin. Se for para tê-la na vice, que seja no último instante, prendendo a respiração do Brasil até lá. Aprende!

  31. Para entender o que está acontecendo com o PT recomendo o blog duplo expresso.com. lá vc encontrará análises quem vem se confirmando semanalmente desde o início deste fatídico ano.

  32. Ao final desse dia de hoje 4/8/18 e depois de ler esse post do Kotscho, me bate um desespero angustiante.
    Tomara que o “cheque mate” nos surpreenda positivamente.

  33. O que te surpreende nesse fato, caro Ricardo?
    Em 2012 o Sr. Lula fez o mesmo para impor a candidatura de Humberto Costa a prefeito de Recife, em detrimento da candidatura do prefeito a releição, passando por cima de uma decisao do diretorio municipal do partido. A historia se repete. Esse é o Lula, simples assim

  34. Eu também estou tentando entender o PT e não consigo. O Ciro está muito certo no que diz, e você põe o dedo na ferida ao dizer que parecem desconectados da realidade. Uma pena. Chapa Ciro e Hadad poderia funcionar, mas está na vez do Ciro agora

  35. OLHO NO LANCE!!!!!!!!!!
    “A decisão de hoje vai nos conduzir a uma luta sem tréguas pela democracia, pelo povo brasileiro e pelo Brasil.” Presidente Lula em carta endereçada aos participantes do Encontro Nacional do PT, ocorrido neste sábado (04/08).
    A que será que o Presidente se refere?
    Penso que ele esta indicando o ataque perverso do grande capital nacional e internacional, com o apoio da mídia oligopolizada e a parte da burguesia encrustada no judiciário.
    Passemos então a estratégia adotada pelo PT para o enfrentamento.
    Vejamos primeiro o que disse o ex-ministro do TSE Marcelo Ribeiro ao G1 “A legislação prevê que, enquanto a candidatura estiver “sub judice”, o candidato pode fazer campanha normalmente. Aqueles que defendem a candidatura do Lula afirmam que, mesmo que o TSE indefira a candidatura dele, ele pode fazer campanha até o STF decidir definitivamente o caso. Nessa análise, mesmo que o TSE indefira a candidatura, caberia um recurso extraordinário. Ele participaria da eleição com recurso pendente fazendo campanha e, para ser diplomado, teria que ter seu recurso acolhido pelo STF. Até tramitar tudo isso, já acabou a eleição”.
    Ou seja: se Lula ganhar no 1º Turno terão que ter coragem para cassar um Presidente vitorioso nas urnas.
    Mais: se tiverem coragem terá que haver nova eleição. “Os votos são considerados nulos e é necessário convocar uma nova eleição presidencial. A lei mudou e passou a dizer que, se houver cassação de mandato, em qualquer caso, é preciso fazer nova eleição, mesmo quando o candidato não obteve mais de 50% dos votos totais” disse o ex Ministro do TSE.
    Obviamente o candidato à vice na chapa de Lula tem que saber de tudo isto.
    E, havendo uma 2ª eleição, quem será que ganha?
    A luta será longa. Prefiro este caminho a um levante popular que, se ocorrer, não será por iniciativa de Lula!

  36. Prezado Kotscho: Pelo que você descreve nesse seu post de hoje, parece mesmo que estão querendo entregar a rapadura, de bandeja, para “uma disputa entre direita e extrema-direita no segundo turno.” Lamentável o que vem acontecendo com a Marília Arraes, do PT, candidata a governadora em Pernambuco e com a falta da definição da Manuela D´Ávila, do PCdoB, como vice de Lula. “A soberba gera divisão. A caridade, a comunhão.” (Santo Agostinho).

  37. Surtou, meu caro Ricardo Kotscho!!!!???? Muita calma nessa hora. Posso até achar que houve (e não é a primeira vez) erros de avaliação, erros políticos como a história da Marília em PE, mas daí a chutar o balde….. Estamos no meio de um gOOOOOOlpe, Kotscho, onde tudo (e nada) pode acontecer. Os golpistas mais que vibram quando você diz que o PT acabou, como esses dias, só por causa de uma decisão sobre uma eleição estadual. O buraco é, como bem sabes, homem de tantas vivências, inclusive na ditadura, e todos nós sabemos, que o buraco é muito, mas muuuuito mais embaixo. Como bem lembrou e escreveu a Eleonora de Lucena. Quem sabe o que vai acontecer (ou não vai) em outubro? Vamos lutando, vamos nos juntando uns aos outros, sem achar que a história termina ou está por terminar na primeira esquina. Calma, muita calma nessa hora, sem nos derrotar a nós mesmos, sem achar que esta ou qualquer eleição, por si só, vai mudar o mundo, com mais ou menos acertos. Ele está preso, Kotscho, injustamente, e é isso que interessa acima de tudo, e aí pode acertar e errar. A História está acontecendo. Abraços.

    1. Te agradeço muito, caro amigo Selvino Heck, por me dar este alerta.
      Acho que você tem toda razão. Posso mesmo ter surtado. Ando muito emotivo ultimamente, por razões pessoais, e por tudo o que está acontecendo no nosso país.
      Na pressa de escrever todo dia e atualizar a toda hora o blog, posso mesmo ter errado na minha avaliação e sido injusto com o PT e com o Lula.
      Torno pública tua crítica e minha resposta para que os demais leitores possam também avaliar o que aconteceu.
      Não sou dono da verdade, mas procuro ser fiel ao meu ofício de jornalista que é contar o que está acontecendo e dar a minha opinião.
      Certo ou errado, pode ter certeza de que procuro sempre ser o mais honesto possível com o público que me acompanha há muitos anos.
      Muitas vezes me vejo obrigado a escrever sobre assuntos que me dão muita tristeza, mas não posso me omitir diante dos fatos.
      Grato pela compreensão, um forte abraço,
      Ricardo Kotscho

  38. Lembrar que, com a fúria com que os corruptos do judiciário vêm perseguindo Lula e seus aliados, faz-se necessário que os planos não fiquem aparentes para eles: confundi-los fez-se parte necessária do processo político, e lamentavelmente nessa confusão nós, apoiadores externos, acabamos também confundidos.
    Conhecendo o histórico, resta-nos continuar tendo a confiança de que Lula conhece bem o jogo que está sendo jogado, a ponto de ter vencido as 4 últimas eleições presidenciais.

  39. Não vejo progressos na casta de concorrentes à presidência da república: Ví num canal de TV Bolsonaro dizer que participou da ”caçada” ao Capitão Lamarca…Bolsonaro nasceu em Campinas/ SP em 1955, Lamarca foi assassinado no Estado da Bahia em 1971, portanto, quando Bolsonaro tinha apenas 16 anos, já portava arma de fogo? Para caçar um terrorista não se armava com estilingues…à qual instituição Bolsonaro era filiado para essa ”caçada?” que permitia isso?

  40. depois de sofrer tanta persseguissao por parte da midia e da elite brasileira,so faltava essa o lula carregar essa bola e na hora defazer o gol dar um passe para traz e tocar a bola para ciro gomes que so tem voto no ceara,esse e o sonho da direita,,nao o nosso,lulalalalalalal

    1. A esquerda precisaria se unir sim. Mas o Lula não é o culpado por ela não se unir totalmente, já que pelo menos o PCO está coligado formalmente com o PT. O Lula, preso pelo golpe para não disputar a eleição, ainda é o grande favorito para vence-la e porque deveria ele sair de cena já, se pode ir levando e por mais impossivel que possa parecer , pode conseguir lá na frente sua absolvição.
      O Ciro, com menos votos que o Lula é quem deveria fazer o gesto e entrar de vice. O PT, mesmo sem Ciro, e mesmo sem Lula como candidato, tem muito mais chances de ir ao segundo turno com um candidato indicado por Lula. A estratégia de Lula e do PT, portanto está correta. Lula candidato e depois e se realmente necessario, alguém a substitui-lo levando o 13 na urna. Repito, Lula não prejudica as esquerdas, Lula ajuda as esquerdas. Ciro tem mais obrigação do que ele de contribuir com a vitória, talvez no primeiro turno, sendo o vice.

  41. A direita no Brasil nunca apareceu em nada. Nem na ditadura. Foi somente aparecer um “dito de direita” o resto dos políticos do Brasil, os intelectuais, jornalistas, artistas se por ai vai… estão g…….. de medo, estão morrendo de medo Pobre Brasil que não consegue sair do lugar, pois temos uma dita esquerda mais atrasada do que o passado. Este é um pais à esquerda do desenvolvimento. A China, mesmo sendo socialista, já deixou de lado isso há muito tempo e se quiser compra o Brasil inteiro e ainda deixa um troco para os esquerdistas daqui. Digo isso, por que já fui esquerdista um dia. Graças a Deus me libertei dessa praga! Bye , bye Brasil! O atraso anda junto com você.

  42. Ninguém com alguma sanidade mental pode continuar lendo esse texto após o autor afirmar que Lula tem 87% de aprovação popular. A loucura e o fanatismo jamais podem ser justificativa para a mentira deslavada. É muita safadeza.

    1. Carlos Catacrese, concordo com você: ninguém com sanidade mental pode ler uma coisa e entender outra como você fez em teu comentário.
      Leia de novo até aprender e entender: eu escrevi que o Lula deixou o governo, ao final do seu segundo mandato, em 2010, com 87% de aprovação.
      Não disse que ele tem este índice hoje. Loucura, fanatismo, mentira e safadeza é querer mudar o sentido do que os outros escreveram.
      Antes de voltar ao Balaio, acho melhor você voltar pra escola. Ou fazer um exame de sanidade mental.
      Sei que tem muita gente como você escrevendo nas redes sociais e por isso o nível dos debates está cada vez mais degradado.

  43. Chamar de golpe o remédio constitucional do impeachment só resiste se completar, chamando-o de “golpe de misericórdia contra a burrice arrogante” daquela senhora. Ou então, se for considerado golpe o impeachment de Collor também. O resto é só torcida, e não análise política.l

  44. Kotscho, caríssimo. Está acontecendo o que se temia. O Lula anda com a bola debaixo do braço e só terá jogo se ele definir todas as regras. Ahhmmm!!….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *