STF de Cármen Lúcia e Fachin: era tudo só para tirar Lula da eleição

STF de Cármen Lúcia e Fachin: era tudo só para tirar Lula da eleição

Esta semana, para não deixar nenhuma dúvida, o Supremo Tribunal Federal, comandado por Cármen Lúcia, rasgou a fantasia para decretar que Lula não poderá ser candidato a presidente, em nenhuma hipótese.

Foi exatamente para isso que a presidente do STF colocou o ministro Edson Fachin, a pedido dele, na relatoria da Lava Jato, após a morte de Teori Zawaski.

Fachin tornou-se ali o operador de ponta da Operação Lava Jato, que já se arrasta há mais de quatro anos.

É tudo jogo combinado, funciona como um relógio.

Sergio Moro condena, o TRF-4 confirma e Fachin arquiva os recursos do ex-presidente no tribunal.

Derrotado seguidas vezes na Segunda Turma, este ex-advogado do Paraná, que defendia direitos humanos e movimentos sociais, e fez campanha para Dilma em 2014, já pensando em ganhar uma vaga no STF, nem esconde mais seu jogo, sem olhar para as câmeras da TV Justiça.

Ao perceber que a maioria dos ministros acataria o pedido de libertação de Lula, usou como álibi uma súbita decisão do TRF-4 para tirar da pauta o julgamento do recurso do ex-presidente, que estava marcado para terça-feira, mesmo dia em que a Segunda Turma, por coincidência, mandou soltar-ex-ministro José Dirceu, exatamente pelos mesmos motivos.

E o que ele fez? Claro, Fachin remeteu o processo para o plenário, aos cuidados de Cármen Lúcia, sabendo que ela não vai pautar o assunto antes das eleições, da mesma forma como nem pensa em julgar os recursos contra a prisão após condenação em segunda instância.

Para resumir: a Segunda Turma pode mandar soltar todo mundo, menos Lula. A Primeira Turma só não pode mandar prender tucanos e seus aliados.

Sob o comando de Cármen Lúcia, o STF virou uma grande loteria, dividido entre os que mandam prender ou soltar, cada ministro fazendo suas próprias leis.

Os supremos ministros não precisam mais prestar contas a ninguém, cada um faz o que quer e adapta a Constituição de acordo com os seus interesses e do nome dos réus.

A pergunta que não quer calar e vale muitos milhões: a serviço de quem estarão Cármen e Fachin, coadjuvados pelo onipresente ministro midiático Luiz Roberto Barroso?

O roteiro do chamado establishment golpista está sendo cumprido à risca para manter isso que está aí, como diria o Michel Temer.

Só falta agora, sem Lula para atrapalhar, encontrar um candidato com votos.

É o que temos para o momento.

Vida que segue.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

45 thoughts on “STF de Cármen Lúcia e Fachin: era tudo só para tirar Lula da eleição

  1. Não fique remoendo as coisas do passado. Ficar preso ao passado não dá futuro. Não se deixe prender por mágoas e ressentimentos. Não se atormente com o que passou, mesmo que reconheça seu erro. Levante-se e siga em frente, o mais rapidamente que puder. Faça as pazes com seus adversários, envie pensamentos de simpatia e amor, e todas as mágoas se afastarão e você viverá feliz e risonho.

  2. Este é o grande problema deles :achar um candidato que tenha votos.Estou com o Mino Carta,se não der pra Lula,Celso Amorim pra prsidente.

  3. Que vergonha este post…. uma total inversão de valores…. como sempre, a minoria exaltada pelos seus mal feitos e a maioria sacrificada pelos seus acertos… O trio paradura – Toffoli/Lewandoski e Gilmar – não estão nem ai para com o pais e muito menos com a população. Estão lá , sob encomenda para fazer o serviço sujo a mando do PT, que foi quem os colocou lá. Nunca foram maioria dentro do Supremo – quando muito, foram perdedores por 6 x 5 .
    Agora querer expor os 8 ministros com maus e os 3 patetas como agentes do bem, é menosprezar a inteligencia alheia.
    Lula é um cidadão que já tem uma condenação, cujo processo tramitou por todas as instancias policiais e judiciais. Tem mais outros 6 processos em andamento pelos seus mal feitos. Tem uma condenação na esfera civil que lhe custou 15 milhões. De quebra, escapou ileso do mensalão, por onde ja deveria ter sido condenado.
    Com esta ampla ficha corrida, está querendo o que? sair da cadeia? Culpa dos juizes? Complô?
    Querer ser presidente da Nação? Vai dar expediente durante o dia no Palacio do Planalto, de tornozeleira e dormir na Papuda?
    Ora.. Ora… coloquemos limites nestas coisas

    1. O Brasil acredita tanto nesse conto de fadas seu que já escolheu seu candidato. Infelizmente, apesar do poder de derrubar uma presidente por nada, enfiar uma quadrilha na presidência, com malas e gravações, voces estão perdendo a batalha da opinião pública.

    2. É impressionante o fascismo dos manipulados, o LULA foi condenado pelo conluio jurídico/politico/midiático do Sul, é obvio que o Sergio Moro não iria assumir esta tarefa de tirar o LULA das eleições de 2018, sem combinar o resultado da segunda instancia, estes se quer leram o processo porque já tinham assumido o compromisso de confirmar a condenação, e o Fachin foi escolhido para relatoria da lava jato no STF, porque também saiu da mesma trincheira da justiça do sul, aonde o presidente do TRF4 disse que a condenação do Sergio Moro era incontestável mesmo não tendo lido como ele mesmo disse, alguém achar que não existe um complô nisso, ou é muito ingênuo ou muito ignorante.

    3. Faz só uma coisinha: mostra prá gente uma prova, umazinha só contra o Lula. Pago bem. Vc acha que figuras da estatura de Chomsky, Ferrajoli, Papa Francisco, Esquivel, entre centenas de outros, saem por aí defendendo corruptos? Vc leu a sentença do Moro? Ouviu, pelo menos a primeira hora do voto do relator no TRF 4? A propósito, ser preso pode não significar grande coisa: Mandela, Tiradentes, Ghandi, Martin Luther King, Jesus Cristo, os Irmãos Naves e centenas de outros. Acorda, traste!

      1. Ari, se me permite, inclua na sua pergunta: alguém que defende Lula preso consegue demonstrar, com lógica e inteligência, porquê o STF deixa Lula preso (num processo cheio de irregularidades) e tranca o processo contra Fernando Capez (PSDB), solta Paulo Preto (113 milhões na Suiça), sem esquecer que “devolveu o processo” do Aécio (o honesto), para o Senado? Se as pessoas que tem ódio do PT/Lula tivessem 1/10 desse sentimento com relação aos que verdadeiramente roubam o país (Aécio e Temer, com suas malas e gravações), o Brasil não estaria descendo a ladeira.

      2. Ari, os trastes também amam. Esse ao qual você se refere entra em alguns sites defendendo seu fascistozismo(êpa, êpa) em troca de uma marmitex. Mas eles precisam se alimentar, não é? Tenhamos pena deles.

    4. Mas quem promove isso também nao pode ficar com o poder. De qualquer forma a parada é tensa. Para onde o Lula apontar em materia de substituto ja sai com muito voto na frente de qualquer escolha desses caras.

  4. Mesmo que o enésimo recurso de seus advogados multimilionários fosse julgado na turma de amiguinhos e esta o libertasse, Lula não poderia concorrer porque é ficha suja.

    Quanto às perguntas que não querem calar, a Carmita e o Fachin estão a serviço da Justiça e do Brasil. Agora nos diga a serviço de quem estão o ex-advogado do PT e o filho da amiga que decidiu só aplicar um pedaço da lei no último impeachment.

  5. Podem fazer tabelinha, lancamentos, chicanas, piruetas, cambalhotas, espezinhar, rasgar, queimar a constituicao, o POVO quer Lula Livre, candidatissimo, e futuro presidente, com estrategista Ze Dirceu fazendo o meio de campo. De resto o choro e livre.

  6. Quem diria o SINISTRO Gilmar Mendes até outro dia era pró PSDB -Agora, deve ser petista de carteirinha.E esses encapetados brincando com o sentimento e a VIDA do povo brasileiro.Se fosse possível mandaria todos para a democrática Venezuela.Resta agora,ao povo brasileiro o último recurso;A JUSTIÇA MILITAR!.

  7. Gosto de acompanhar esta página de política e pouco me manifesto,neste formato é a primeira vez.Minha percepção é que as conclusões dos parágrafos andam muito desconectados com a realidade dos fatos,nitidamente se busca desqualificar a justiça por meio de meras conjecturas,nem nunca ao menos apresentar-se fatos minimamente materializados,tais como acusam pela falta de prova contundente nesse episódio gravíssimo da condenação de um presidente da república.

          1. Essas ’22 provas no processo’ são ‘tão contundentes’, em especial a do ex-zelador, afirmando que ‘todos no prédio sabiam que a cobertura era do Lula’, que na sentença, baseada em delação premiada sem provas, expresso está que o crime de ofício é “indeterminado”, o bem (o tal triplex) é “atribuído”, essa nova jabuticaba jurídica gerada especialmente à falta de provas reconhecidas juridicamente atestando a propriedade de bem imóvel, e o pior, não há como relaciona-lo com contratos da Petrobras, colidindo com a denúncia do MPF, afirmando que os recursos que resultaram no ‘tríplex’ derivaram de três contratos mantidos por consórcios integrados pela OAS com a Petrobras, conforme expresso na sentença de Moro: “Este juízo jamais afirmou, na sentença ou em lugar algum, que os valores obtidos pela Construtora OAS nos contratos com a Petrobras foram usados para pagamento da vantagem indevida para o ex-Presidente”.
            Farsa que segue (não mais tão a jato), menos para golpistas e desinformados ‘compradores de bonde’.

  8. A justiça está fazendo o que se espera…
    Segundo os membros financeiro da quadrilha, formada por empreiteiros, diretores da Petrobrás, Ministros de Lula (como Palocci, Gedel, Henrique Alves, entre outros), ele era o chefe…E chefe de quadrilha não pode sair impune, posar de vítima, receber o perdão do povo e continuar impune!
    Lula está onde deveria!!!

  9. Kotscho e amigos, se Lula indicar Celso Amorim, o PT vence no primeiro turno. Um debate entre Amorim e Bolsonaro seria como um debate Enio, Dias, CesarT x Oromal, Velhaco, Paulo Bó etc…

    1. Pois é, Ênio, Dias , César T e vc e o Everaldo me devem uma resposta de postagens passadas sobre as consequências da Colômbia não ter enfrentado o terrorismo como deviam . Podemos começar o debate, honrem suas dívidas.

        1. Vcs se transformaram em zumbis,perderam a vida,são incapazes de conviver com o contraditório,seus sonhos se transformaram em pesadelos cercados por grades,não tiveram competência para vencer uma marola política e agora a culpa é do vizinho,a esquerda junto com quem a defende é cada vez mais asquerosa ,só ver o padrão da candidata a governadora do RJ pelo PT,um lixo,como a maioria dos correligionários.Já estão saindo da situação de despertar raiva para a situação de ter pena de vocês.

  10. Houve aqui quem por muito tempo e com muita ênfase sugerisse, diante das fases sucessivas da ineligibilidade forjada de Lula, Celso Amorim como o candidato de convergência de todas as esquerdas com e sem candidato. Embora depois, diante da escalada assustadora da extrema-direita e da farsa institucional da prisão de Lula, viesse a propor uma aliança ampla, que cobrisse todo o arco da democratização, de FHC à Dilma.
    Trump fornece a evidência quase diária do que seria um governo Bolsonaro, o resultado está lá para quem quiser ver. Retrocesso brutal em todos aspectos de uma forma de vida liberal, o mais visível deles é o impulso indireto para decis?es judiciais que afetam aspectos cruciais dos nossos direitos, mulheres, sobre o próprio corpo. Imaginava-se uma rebelião de gênero contra Trump, que tornaria inevitável a vitória de Hillary. Não veio, como se sabe. Receio que entre nós tal coisa, o gênero, possa ser um dos únicos trunfos, e por isso de extrema valia, hoje na mão dos democratas, em sentido, mais uma vez, amplo. A substância da democracia está em risco, não é possível chegar no segundo turno sem ter costurado antes uma vasta frente contra a barbárie.
    O entredevoramento regional de PSDB e PT no estado mais importante da federação tem sua lógica e seus motivos, coisa que temos alguma ciência do outro lado (combalido) da Dutra, mas ele não pode ser maior que uma avaliação, desculpem, serena dos riscos gigantescos que corremos. Uma América com Trump no norte e Bolsonaro no sul? Destratado Atlântico Sul.

      1. CORAGEM DA FÉ
        1 – Guarda a coragem da própria fé.

        2 – A existência na Terra é bendita oportunidade de evoluir.

        3 – Se a provação te visita, recebe-a com paciência.

        4 – A dor, seja qual seja, é sempre um aviso salutar.

        5 – Não te marginalizes, caminha adiante.

        6 – Não existem espinhos e pedras insuperáveis.

        7 – Quanto possível, auxilia aos “companheiros” na travessia dos entraves do que os teus.

        8 – Se agora é o teu momento de auxiliar, é possível que, em breve, venha a surgir o teu momento de receber o socorro alheio.

        9 – Não te entregues à impaciência; reclamação e azedume são processos de perder aquilo de que mais necessites.

        10 – Trabalha sempre.

        11 – Ainda que as circunstâncias te obriguem a trabalhar pouco, mantêm-te nesse pouco, de vez que servir espontaneamente é ato dos mais significativos da Criação.

        12 – Se te ofendem, perdoa; os agressores não sabem o número das tribulações que os esperam.

        13 – Haja o que houver, confia na Providencia Divina, porque o Senhor que nos sustentou e dirigiu até hoje, nos sustentará igualmente agora, a fim de prosseguirmos colaborando na edificação da Terra Melhor de Amanhã.
        *** Coincidência ou não foram (13) quesitos, logo, findou com o número treze; neste caso, não é azar. É sorte! Brincadeira, Serena. Curto muito os seus textos, apesar de longos.

  11. Para chegar ao STF a pessoa não deveria ter tido vinculo ou atividade partidaria ou ter participado de escritório de advocacia por pelo menos 15 anos.
    E quando aposentasse deveria viver o resto da vida dos proventos da aposentadora, e mais nada.
    Ou se tem vocação para decidir com imparcialidade ou vai-se procurar outra profissão.

  12. Prezado Kotscho: Se “Só falta agora, sem Lula para atrapalhar, encontrar um candidato com votos.”, pode ter certeza que até as portas das eleições vão encontrar a versão da verdadeira “obra de deus” para colocar na presidência da república. “Os donos do poder não apoiam partidos ou políticos específicos. Sua tática é apoiar quem lhes convém e destruir quem lhes estorva. Isso muda de acordo com a conjuntura. O exercício real do poder não tem partido e sua única ideologia é a supremacia do mercado e do lucro.”, conforme consta no texto “A situação brasileira em breves tópicos de fácil entendimento”, de Maurício Abdalla, publicado no Le Monde Diplomatique.

  13. Após “a morte “de Teori Zawaski o STF começou a pensar mais com os pés no chão e menos no avião.
    E olhe que a visita do vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence traz um recado direto a todos sobre a nova ordem geopolítica econômica do tio Sam, além de relembrar a importância do cumprimento do acordão citado por Caju.
    E para entender tabuleiro geopolítico econômico temos que ter uma visão sobre: BRIC’s, petro-dólar e América Latina.

  14. Entristece-me ver que as discussões continuam na base do ”nós e eles” ou de arquibancadas de torcedores de futebol. O TCU acaba de divulgar documento dando conta que, caso não seja feito as reformas estruturais, o Brasil em 2020, não conseguirá honrar nem mesmo a pesada folha de pagamento de pessoal, algo como 65%, em média, de tudo o que se arrecada, como já ocorre com os Estados do Rio de Janeiro ,Minas, R.G do Sul, do Norte e centenas de municípios. Parece-me que o documento foi ”recolhido” por ser alarmista. Vale lembrar aqui que, com alta de 200% no petróleo, o Estado do Rio se entulhou de dólares, mas, infelizmente, não adiantou nada para a população, uma vez que tudo foi para pagar a folha de pessoal ,ativos e inativos que levam 2.5 bilhões por mês. O Brasil, conforme agências internacionais, faz a maior transferência de rendas do Planeta ,só que inversa, ou seja, dos pobres para os ricos ,através das hiper aposentadorias e vantagens do serviço público.

  15. Sei que o blog é seu mas queria entender os critérios da moderação.
    Palavrões? Nenhum no texto. Ofensas? Nenhuma no texto. Incoerência em relação ao posto? Nenhuma.
    Será que levanta as incoerências dos posts anteriores com os atuais e por isso censurado? Será Vida que segue

  16. Passando só para lembrar a pesquisa realizada entre 21 e 24 de junho com 2 mil eleitores em 128 municípios. A margem de erro é de 2 pontos percentuais. Sem Lula no cenário ofertado aos eleitores, as eleições tornam-se uma fraude: brancos e nulos ganham com os mesmos 33% do ex-presidente.
    Veja os cenários da pesquisa estimulada (quando são apresentados os nomes dos candidatos):

    Cenário com Lula:

    Luiz Inácio Lula da Silva (PT): 33%
    Jair Bolsonaro (PSL): 15%
    Marina Silva (Rede): 7%
    Ciro Gomes (PDT): 4%
    Geraldo Alckmin (PSDB): 4%
    Álvaro Dias (Podemos): 2%
    Manuela D’Ávila (PC do B): 1%
    Fernando Collor de Mello (PTC): 1%
    Flávio Rocha (PRB): 1%
    Levy Fidelix (PRTB): 1%
    João Goulart Filho: 0
    Outro com menos de 1%: 2%
    Branco/nulo: 22%
    Não sabe/não respondeu: 6%

    Cenário sem Luiz Inácio Lula da Silva:

    Jair Bolsonaro (PSL): 17%
    Marina Silva (Rede): 13%
    Ciro Gomes (PDT): 8%
    Geraldo Alckmin (PSDB): 6%
    Álvaro Dias (Podemos): 3%
    Fernando Collor de Mello (PTC): 2%
    Fernando Haddad (PT): 2%
    Flávio Rocha (PRB): 1%
    Guilherme Boulos (PSOL): 1%
    Henrique Meirelles (MDB): 1%
    Levy Fidelix (PRTB): 1%
    Manuela D’ Ávila (PC do B): 1%
    Rodrigo Maia (DEM): 1%
    João Goulart Filho: 1%
    Outro com menos de 1%: 1%
    Branco/nulo: 33%
    Não sabe/não respondeu: 8%

  17. Kotscho
    Os criminosos do Judiciário e da mídia gângster estão preocupados com o Bolsonaro porque sabem que dificilmente vão para o segundo turno o ignóbil carioca e Chuchu que dará continuidade ao (des)governo Temer.

  18. É inacreditável a defesa do lulo-petismo. Imaginar que a mesma estratégia, cujo resultado sempre foi negativo, de tantas vezes repetida haveria de ter um desfecho diferente. Não há possibilidade de que Lula seja solto ou venha a gozar de prisão domiciliar sem o cumprimento de pelo menos vinte por cento da pena, o que implicaria dois anos de cárcere, no mínimo. A estratégia do lulo-petismo tomou o rumo errado quando decidiu por acatar o ordem prisional “ilegal e injusta”. Não caberia aceitar a referida ordem malsinada pela “sua natureza política”. A estratégia seria, necessariamente, o “asilo político”, a partir do qual, o mundo saberia que o “ex-presidente” não estaria encarcerado, mas asilado, aí sim, como “preso político”. Que o STF é um puxadinho do Senado Federal, isto se sabe desde a Constituição do Império de 1832. Que a queda de Dilma (facilitada pela sua inaptidão para a governança e pela sua política econômica “levyana”) foi o primeiro ato da operação varredura do lulo-petismo, também se sabe. Que o fato do “General Dirceu” haver sido rifado na primeira hora pelo grande picareta do PTB, abriu a porteira para empurrar ministros petistas para o xilindró, não é mais desconhecido de ninguém. Só as mais cândidas polianas ainda acreditam que haveria um sentimento sebastianista prestes a impregnar os sentidos do STF para permitir ao ex-metalúrgico voltar para salvar a pátria. A maioria ministerial do STF jamais irá relaxar a prisão do ex-contramestre júnior da Equipamentos Villares. O lulo-petismo esqueceu que a Casa Grande não dá viagem perdida e ponto sem nó. Enquanto isso a “candidatura militar” firma-se como polo aglutinador da insatisfação crescente e finca a direita no topo do segundo turno. Ainda estão sem respostas meridianas duas perguntas fundamentais: qual é mesmo o percentual efetivo de transferência de votos de que Lula é capaz? Tal percentual de efetividade depende de quem seja o indicado por Lula ou não? Enquanto as respectivas respostas não estiverem disponíveis para serem convalidadas, o lulo-petismo não tem como escolher o candidato tampão de Lula. A escolha de Dilma atesta que Lula erra. E feio! O momento não permite a Lula errar outra vez. Isto significaria o fim do PT e dele mesmo. A presente eleição presidencial é eleição de vida e morte para Lula e o PT. Um clássico mata-mata no linguajar futebolístico.

  19. Caro Kotscho,
    Entendo que só o Lula pode resolver esta questão (sua liberdade e o direito de concorrer ao pleito de 2018). Esqueçamos a saída institucional, via justiça. Este caminho está fechado desde o início, quando do golpe. Além disso, tem-se a mobilização social, mas já vimos que este caminho também apresentou-se, até o momento, enfraquecido. Não há nenhum indício de que exista movimento organizado capaz de mobilizar a sociedade às ruas, de maneira solidaria, espontânea. Quem esperava um levante popular com a sua prisão, decepcionou-se. Até agora o que se viu foram atos isolados, (como o movimento Lula Livre e o acampamento em Curitiba, que insiste em resistir lá) sem força motriz para acionar o tal “levante” popular às ruas. Então o que resta é a solidão do Lula. Encarcerado pela Casa Grande e seus instrumentos “legais” na “justiça” e sem a força do povo nas ruas. Por outro lado, pessoalmente, tem uma grande força: as intenções de voto. Todos os institutos de pesquisa o colocam com pelo menos um terço do eleitorado disposto a dar o seu voto a ele. Sem a sua participação há um grande vazio, pelo menos um terço de votos nulo e branco, sem contar as abstenções, que devem atingir outro terço. Isso não é pouco. Neste cenário resta a ele decidir como seguir. Entregar-se a sanha da Casa Grande e desistir de sua candidatura ou seguir o caminho de lutar pelo seu direito a liberdade e a concorrer ao pleito de outubro. Então, se decidir (como parece estar decidido) pra seguir a sua luta, deve levar em conta este cenário. Agora, está nas suas mãos. Entregar-se a sanha da direita e desistir de sua candidatura ou seguir o caminho de lutar pelo seu direito a liberdade e a concorrer ao pleito de outubro. Pra seguir a sua luta, deve levar em conta este cenário. Esta nas suas mãos. Não espere que a solução do problema venha dos instrumentos jurídicos e nem da espontaneidade do povo. Lula tem inteligência e é um grande estrategista. Saberá usar a sua FORÇA interior, forjada na luta que o transformou no maior líder popular brasileiro e num estadista reconhecido no mundo todo. Ele tem que usar esta sua Força para chamar a atenção do brasil e do mundo. Aceitando pacificamente o encarceramento foi boa estratégia de início. Chamou a atenção da sociedade de sua condição de vitima da elite e o fez mais forte perante o eleitorado. Mas, entendo, esta estrategia, esgotou. Agora é hora de ações mais radicais, que coloque a população em estado de comoção, que atice o emocional da população e crie condições objetivas para o tal “levante” popular, que não virá “espontaneamente”, sem comoção. Ações essas que, por outro, sejam também capazes de tirar os senhores da justiça e da casa grande de suas “zonas de conforto”. Só o Lula e a sua força interior, de Estadista, pode dar o “start”. Está em suas mãos os meios pra isso. Ele saberá a hora e como usá-los.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *