País continua dividido: sem Lula, candidato “Ninguém” assume a liderança

País continua dividido: sem Lula, candidato “Ninguém” assume a liderança

Espremendo-se todos os números do Datafolha, chega-se a esta conclusão: sem Lula na disputa, o que parece cada vez mais provável, quem assume a liderança na corrida presidencial é o voto no candidato “Ninguém”.

Com 18 nomes espalhados por nove cenários, na primeira pesquisa após a prisão do ex-presidente, o índice que mais cresceu foi o de brancos, nulos e nenhum, que chegou a 23%.

Nos três cenários em que seu nome aparece, Lula continua disparado em primeiro lugar, com 31%, apenas seis pontos a menos do que na pesquisa anterior. Apesar de preso numa cela solitária em Curitiba, ele mantém o dobro dos votos do segundo colocado, o capitão-deputado Jair Bolsonaro, que registra 15%. Marina Silva vem a seguir com 10%.

Os demais pré-candidatos, incluindo Geraldo Alckmin e Ciro Gomes, continuam empacados e não passam de um dígito no cenário principal.

Nos outros cenários, sem Lula, Bolsonaro vai a 17% e Marina chega a 15%, oscilações dentro da margem de erro.

Candidatos de partidos nanicos, sem alianças, recursos nem tempo de televisão, quando a campanha começar para valer os dois tendem a cair por inércia. São cavalos paraguaios.

No atacado, os números gerais da pesquisa demonstram que o país continua dividido em três blocos entre os pró-Lula, os anti-Lula e “Ninguém”, segundo a análise de Mauro Paulino e Alessandro Janoni, diretores do Datafolha:

  • Um terço dos eleitores (32%) votaria em Lula ou no candidato que ele apoiar em qualquer situação.
  • Outro terço (31%) rejeitaria completamente o petista e qualquer candidato apoiado por ele.
  • O terço restante (37%), constituído pelo “eleitor-pêndulo”, engrossa o contingente dos votos órfãos.

“O potencial do ex-presidente como cabo eleitoral oscila positivamente, e a rejeição à sua candidatura, ao invés de crescer com sua prisão, cai quatro pontos percentuais. A hipótese fica ainda mais clara quando se vê que, apesar de 62% acreditarem que o petista acabará fora da eleição, apenas metade dos eleitores quer que isso de fato aconteça. A outra metade da população gostaria que Lula fosse incluído na disputa”, constatam Paulino e Janoni.

Sem poder ter contatos com políticos, isolado do mundo por Sérgio Moro, só quando Lula anunciar seu apoio, caso seja impedido de concorrer pelo TSE, é que as próximas pesquisas poderão clarear o cenário com a definição do candidato da centro-esquerda.

Por enquanto, sem Lula, quem aparece na frente é Ciro Gomes, com 9%.

Possíveis substitutos de Lula no PT, Fernando Haddad e Jaques Wagner oscilam entre 1% a 2%, o mesmo índice alcançado por Manuela D´Ávila e Guilherme Boulos, embolados no contingente de nanicos.

Do outro lado, no campo da centro-direita, estão tecnicamente empatados Alckmin, com 6%, e Barbosa, que ainda não sabe se será candidato, com 8%. Sem Lula, eles crescem 1% cada.

Na mesma raia, corre um batalhão de nanicos: Collor, Flávio Rocha, Afif Domingos, Meirelles, Amoêdo, Rabello de Castro, Rodrigo Maia e Temer, todos com índices entre 0% e 2%.

Somados, eles não atingem o patamar de “Ninguém”, que fica entre 23% e 24% nos seis cenários sem Lula.

Apenas um ano atrás, quem é que poderia imaginar um quadro tão desalentador para a eleição mais importante desde a redemocratização do país?

Três décadas depois, faltando menos de seis meses para a eleição, 46% dos brasileiros ainda não sabem em quem votar, segundo o número mais assustador do Datafolha.

É o que aponta a pesquisa espontânea, sem o estímulo dos cartões com os nomes dos candidatos.

Entre eles, 21% já decidiram que votarão branco ou nulo, um índice inédito em eleições presidenciais.

Se não sabem nem em quem votar para presidente e “Ninguém” lidera a pesquisa sem Lula, pode-se imaginar que Congresso Nacional sairá das urnas.

Por incrível que pareça, sempre dá para piorar, como dizia o velho sábio Ulysses Guimarães. Na melhor das hipóteses, se tiver mesmo eleição, ficará tudo como está.

Vida que segue.

 

34 comentários em “País continua dividido: sem Lula, candidato “Ninguém” assume a liderança

  1. Olá, Ricardo,
    Estou procurando candidatos à Assembléia Legislativa, Câmara dos Deputados e Senado que tenham uma linha impecável de austeridade, de dignidade e de nobreza, não só no desempenho de suas atividades parlamentares, mas também em suas convivências na sociedade.
    Será que vou encontrar algum até as eleições? A alternativa será votar em branco.
    Bom domingo, amigo!

  2. Denis Diderot dizia que o dinheiro dos tolos é o patrimônio dos espertos. A punição vai resolver o problema da nação? Apenas 10% do surripiado é devolvido. Qualquer processo de conscientização é uma escalada bastante lenta num país que não tem tradição da Educação de qualidade como prioridade; visto que, mesmo preso o cara ainda tem a preferência de 31% de votos da opinião pública. Absurdo, mas tem explicação. Preso ou solto, pra mim o Brasil não muda nada. Pau que nasce torto até a cinza é torta. A impunidade existe, e ainda existe entre os brasileiros muito tabu ao prender político famoso. Este país não muda porque Dom João VI em 1808 enterrou aqui uma cabeça de boi. Com as atitudes de herói como o juiz Moro, a mudança só está começando.

    1. Correção: eu quis diz surrupiado. E mais: – sem reforma política e sem o fim do foro privilegiado não adiantará em nada prender políticos corruptos. Nascem que nem tiririca (planta); é só ver a luz do sol.

        1. De novo correção: eu ‘quis dizer’. Desculpa aí, Kotscho, é a consequência do sonífero que age sobre o meu cérebro causando essas falhas de grafia das palavras. Mas tá de boa / meu raciocínio é lógico / e as pessoas não só entendem – mas gostam do que eu escrevo. Talvez é por isso que você ainda me tolera aqui neste seu espaço!

  3. Agora o Lula não é mais o candidato dos pobres. 52% dos eleitores de baixa renda não acreditam que o lula seja candidato. (pesquisa Data Folha). Desta vez o Lula é candidato das elites.

      1. Mestre. 52% são eleitores de baixa renda que não acreditam que Lula seja candidato e os 48% restante são de eleitores de baixa renda que ainda acreditam que o Lula pode ser candidato a presidente.

    1. J Leite, já conseguiu convencer a equipe econômica de Temer a adotar o Salário Minimo do DIEESE ? Porque, se não me falha a memória, o governo Temer, que voce apoia (tudo documentado aqui no Balaio), diminuiu o Salário Minimo. Caiu a ficha, J Leite ? Quer que eu desenhe pra voce, tolo ?

      1. Vitor Hugo. Você é um troglodita mesmo. O presidente Temer foi eleito por você que votou na Dilma. Eu sempre defendi a impeachment da equipe completa. Se você não tem uma ideia nova para escrever não escreva nada. Não fique repetindo como papagaio.

        1. Sim, J Leite, mas foi eleito como vice decorativo. Voce é que o colocou na presidência, já que seu candidato, Aécio, perdeu. É tudo culpa dos petralhas !!! Seu bobalhão.

          1. Vitor Hugo. Por favor. Não cite mais meu nome em seus comentários. Seus comentários não são comentários. São ofensa pessoal. Digna de processo por ofensa moral. Já consultei meu advogado. Da próxima vez não tolero.

          2. Não precisa consultar advogado, J. Leite. Guarde sua poupança.
            Vou passar a deletar todos os comentários, inclusive os teus, que ficam apenas comentando os comentários de outros comentaristas.
            É pura perda de tempo e só enche o saco dos demais leitores deste blog.

  4. É muito simples o porque Lula continua líder nas pesquisas,o povo sabe que a sua condenação é injusta e politica.
    Quem Lula apoiar para presidente eu votarei.
    Quanto mais tentam crucificá-lo mais o povo fica ao seu lado.

  5. O que conforta nesta pesquisa é que a maioria dos brasileiros não tem a menor simpatia com político corrupto. A maioria concorda com o gande Sérgio Moro e os desembargadores do TRF4. O Brasil ainda mantém sua maioria intransigente a corrupção e roubalheira dos políticos. Não adotando nenhum bandido favorito. Quanto aos nanicos reafirmo o que já escrevi. Estão fazendo apenas barulho não aceitando a divisão dos seguidores das suas seitas. Vida que segue

      1. Já comprou sua passagem para Curitiba para peregrinação? Ou está se preparando psicologicamente para o grande levante da esquerda junto com o exército do MST, cut e todos os que gritam muito mas não passam disso? Não adianta brigar com os números e ficar indignado com a maioria dos cidadãos honestos que não adotaram nenhum bandido de estimação. Vida que segue

        1. E o que dizem os números, sr Peixeira ? Que Lula vence em primeiro turno. Então, pra que brigar contra a vontade do povo brasileiro, se até Aécio, ídolo seu e dos demais coxinhas do Balaio, poderá concorrer a presidência em 2018 ?

          1. Lula não venceu em 1° turno nem quando tinha popularidade alta. Em 1º turno para Presidente, só FHC e 2 vezes. Isso não ocorrerá nunca mais então deixe de ser tapado.

  6. Lula está em cana em Curitiba devido a sua relação promíscua com empreiteiros. Moro fez o que ganha pra fazer, ainda não acostumamos com funcionário público que faz cumpre com seu dever.

    1. E Alkmin está solto em São Paulo devido a relação promíscua de Sergio Moro com os tucanos ? Moro não fez o que ganha pra fazer pois está acostumado a “engabelar” bobalhões como voce que acreditou na balela do foro privilegiado.

        1. Kotscho, Moro usou gravações telefônicas de Lula com a “presidenta” em exercício e o condenou por um Triplex que nem em seu nome está. O STF rasgou a Constituição pra negar um Habeas Corpus a Lula. Se depender de nossa Justiça, principalmente do juiz Sergio Moro, Alckmin terá o mesmo tratamento dado a FHC, Azeredo e Aécio.

  7. Mestre, sabemos que pesquisa DataFolha a ser publicada na edição de domingo, da Folha, sempre foi divulgada e disponibilizada, no UOL, em torno das 18 horas do sábado, com exemplares do domingo disponíveis em bancas maiores, na cidade de São Paulo.
    Ontem passava das 20 horas e nada de pesquisa no UOL, até aparecer a informação que seria disponibilizada após às 24:01.
    Ás 24:08 apareceu, com manchetes e matérias confrontando-se como se mísseis e baterias anti-misseis, das notícias sobre a Síria.
    Hoje, por volta das 17 horas, as manchetes já estavam ‘escondidas’ e sumindo das plataformas virtuais, de forma que, amanhã, a depender da mídia familiar, restará a impressão que não aconteceu o DataFolha.
    Resumindo – Com essa pesquisa e as manchetes e matérias, brigando com os resultados da mesma, tentando provar a quadradura do círculo ‘lulático’, escancararam de vez que:
    1. O povo quer LULA candidato.
    2. Não há possibilidade de serem realizadas eleições representativas e legítimas, em 2018, sem LULA LIVRE e candidato.
    3. LULA é prisioneiro político, condenaram e prenderam-no para não participar das eleições em 2018, em qualquer hipótese e papel.
    4. O processo que condenou LULA é farsa jurídica que não resiste a qualquer julgamento minimamente imparcial e sem concurso da mídia.
    5. A Lava Jato é operação com objetivo único de destruir o PT, suas lideranças e sobretudo eliminar LULA do cenário político mundial.
    6. Estamos sob regime de exceção e o STF, além de não garantir a Constituição, avaliza os atos de quem a atropela, atropelando-a também.

  8. Esta esquisa solidifica a candiatura LULA, e mais que isto, se por algum motivo não venha ser candidato, vai eleger quem ele indicar…simples assim.

  9. Uma pergunta ao Kotscho, que acompanho aqui de Portugal: esse ‘vida que segue’ não é coisa do João Saldanha? Pelo menos assim eu conheci, na minha época de reporter esportivo. Aproveito pra mandar um abraço ao Jorginho Araújo, seu ilustrador de grandes batalhas quando a Folha era séria. E de acordo com a Zilda: ‘É muito simples o porque Lula continua líder nas pesquisas,o povo sabe que a sua condenação é injusta e politica’

    1. Sim, caro Paulo Teixeira, “vida que segue” é uma expressão criada pelo grande João Saldanha, a quem dei o crédito quando comecei a usá-la no meu blog, muitos anos atrás.
      Agora é de domínio publico, todo mundo está usando. Minha amiga Maria Silvia, a viúva do Saldanha deveria cobrar royalties…

  10. Algo esté estranho nos numeros desta pesquisa e os comentários aqui. Se não vejamos:
    SE
    Um terço dos eleitores (32%) votaria em Lula ou no candidato que ele apoiar em qualquer situação.
    porque:
    Possíveis substitutos de Lula no PT, Fernando Haddad e Jaques Wagner oscilam entre 1% a 2%, o mesmo índice alcançado por Manuela D´Ávila e Guilherme Boulos, embolados no contingente de nanicos.
    Ou é porque o Lula ainda não indicou ninguem?

  11. Nas pesquisas o país está dividido.No entanto,devido á operação Lava Jato e a divulgação na mídia,sobre os escândalos de corrupção,eu acredito que a maioria do eleitorado brasileiro não quer nenhum destes candidatos á presidência e ao Congresso Nacional no comando do Brasil!.Será a eleição com a maior abstenção de todos os tempos no Brasil.

  12. Lula tem 30% do eleitorado desde 1989. O DataFolha confirma a fidelidade canina do ex-metalúrgico apesar do bombardeio midiático. Agora, Lula não pode errar outra vez. Não dá mais para arriscar, como fez quando sacou Dilma da cartola. Se bobear escolhendo um novo poste, Lula não leva ninguém ao segundo turno com fôlego e “sprint” para quebrar o adversário no embate derradeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *