Lula continua imbatível: alguma coisa deu errado na Lava Jato

Lula continua imbatível: alguma coisa deu errado na Lava Jato

Foram quatro anos de fogo cerrado, sem limites e sem tréguas, para destruir a imagem de Lula e tirá-lo da disputa presidencial.

Era para acabar com ele e seu partido, valeu tudo na guerra de extermínio, mas o ex-presidente continua vivo, como revela a primeira pesquisa Datafolha após a condenação em segunda instância, divulgada nesta quarta-feira.

Alguma coisa deu muito errado na Operação Lava Jato, que tinha e tem Lula como seu principal alvo. Faltou apenas combinar com os eleitores.

Em meio à euforia dos comentaristas nativos dando o pós-Lula como um fato consumado, o Datafolha foi um verdadeiro caminhão-pipa de água gelada nas suas especulações.

E agora, o que acontece?

Pesquisa não muda sentença, eu sei, mas depois de ser encurralado pela Justiça de resultados, o candidato do PT se manteve incólume como líder absoluto e folgado em todos os cenários de primeiro e segundo turno.

No cenário mais provável antes do julgamento da Lava Jato, Lula mantém 37% das intenções de voto, bem mais do que o dobro de Jair Bolsonaro, o segundo colocado, com 16%.

A segunda condenação do ex-presidente em nada afetou a pesquisa anterior divulgada em dezembro.

O dado mais chocante do Datafolha deste final de janeiro, a nove meses das eleições, é este: se a Justiça no final conseguir tirar Lula da disputa, quem assume a liderança não é nenhum dos outros presidenciáveis, mas o candidato “brancos e nulos”, que chega a 36%.

Ou seja, mais de um terço dos eleitores não votaria em ninguém _ um índice inédito nas pesquisas do Datafolha.

De outro lado, os candidatos anti-Lula caíram ou não saíram do lugar.

No principal dos nove cenários, com Lula na parada, o tucano Geraldo Alckmin, candidato hoje preferido do campo governista, continua empacado com 7%, agora empatado com Ciro Gomes, do PDT.

Com Lula, as caras novas incluídas nas diferentes listas _ Luciano Huck, Joaquim Barbosa, João Doria, Henrique Meirelles e Cesar Maia _ disputam com os nanicos, não passam de um dígito. Oscilam entre 1% e 5%.

A tradicional disputa entre PT e PSDB no segundo turno, os dois partidos que se revezaram no poder nos últimos vinte anos, desta vez  nem teria graça.

Lula bateria o governador Alckmin de goleada, por 49% a 30%, uma diferença três vezes maior do que quando o petista derrotou o tucano na disputa de 2006.

É por isso que Lula não pode ser candidato. Se for, vai ser um passeio.

Sem Lula, qualquer  candidato indicado por ele teria o apoio de 27% dos eleitores, com certeza, e outros 17% talvez votassem nele, o que garantiria uma vaga no segundo turno.

Na nova pesquisa, aumentaria de 48% para 53% o número de eleitores que não votariam no candidato indicado por Lula, mas isso não ajudaria Alckmin porque 64% não votariam num candidato apoiado por Fernando Henrique Cardoso.

Único presidenciável investigado, processado, julgado e condenado duas vezes pela Lava Jato, Lula continua imbatível nas urnas.

Por enquanto, é isso. Daqui para a frente, tudo vai depender dos tribunais.

Vida que segue.

 

52 comentários em “Lula continua imbatível: alguma coisa deu errado na Lava Jato

  1. Olá Ricardo.
    Não dá para contar como favas contadas a eleição de Lula caso ele consiga concorrer. O ativo dele é bem alto, mas não é difícil imaginar que na campanha ele será atacado por uma boa parte dos adversários sem piedade. Esses 4 anos de lava-jato deixaram um material midiático imenso contra Lula e contra o PT.

    1. Guilherme, discordo. E explico – desde 2002 Lula é atacado dia e noite por internautas doentes e essa mídia que dispensa comentários. Este material ao qual você se refere tem até conversa íntima do crime praticado por Moro e seus parceiros TRF, Globo e o resto. Num horário eleitoral Lula receberia abordagem positiva no horário do seu partido e poderia olhar nos olhos dos adversários. Todos eles sabem que Lula não cometeu qualquer crime, mas será que poderia dizer o mesmo a respeito deles? Tirando Ciro, creio que todos os demais tem telhado de vidro fino, meu caro.

      1. “Desde 2002 Lula é atacado dia e noite por internautas doentes e essa mídia que dispensa comentários.”

        Quanta balela! Nunca um presidente e, de certa maneira, um partido político contou com tanto apoio popular e com o apoio, explícito e implícito, da grande mídia como Lula e o PT. A tal “mídia golpista”, dessa louca narrativa vitimísta da realidade paralela na qual quase todos os petistas e, infelizmente, grande parte da esquerda submissa a esse farsante embusteiro sem caráter chamado Lula insistem em viver, é a mesma mídia que o protege até hoje! Folha de SP, UOL, Terra e até mesmo as organizações Globo que poderiam bater muito mais forte se quisessem porque munição para isso não lhes faltam.

        Atualmente, somente o Estadão e a Veja são claramente oposição ao PT mas não as esquerdas de modo geral. Tanto O Estadão como as organizações Globo eram omissas até 2 anos atrás, sempre tomando muito cuidado ao publicar matérias relacionadas ao Partido dos Trabalhadores e, especialmente, ao Babalorixa dos progressistas do atraso.

        Lula foi a pior coisa que poderia ter acontecido com a esquerda e a social democracia brasileira. O estrago causado por esse office boy das grandes empreiteiras foi enorme, gigante. A reabilitação da esquerda nacional será longa e não terá início sem que antes passar por um processo de renovação e se curar de uma vez por todas desse mácula populista personificada na imagem do semi Deus petista.

  2. A Lava-Jato só deu errado pra quem acredita que o foco é Lula. Para quem quer um Brasil com menos bandidos e corruptos ela está dando muito certo. E calma, está longe de acabar.
    Não, o Lula não pode ser candidato porque é um condenado. É claro que não espero que todos entendam isso. Ainda hoje tem gente que o Al Capone um fofo. O bom é que a justiça está forte e não vai se abalar. Acontecerá igual outros criminosos. Quando prenderam Cabral, Eike, Cunha e amigos foi aquele reboliço. Depois nos acostumamos a vê-los de camisetas brancas.

    1. O Brasil com menos bandidos e corruptos: Michel Temer, Presidente, Aécio Neves (manda matar), Senador, uma Ministra do Trabalho que sequer consegue tomar posse, um juiz que acredita ter direito a dois auxílios-moradia junto com a esposa morando sob o mesmo teto, um procurador que tem imóvel conseguido através do Minha Casa Minha Vida, outro procurador, mentor da lavajato, que vai se aposentar e diz “que agora eu vou ganhar muito dinheiro”, um congresso com mais da metade dos eleitos envolvidos em corrupção. Sim, a lavajato deu certo mesmo. O Lula é mesmo só um detalhe menor.

    2. É mesmo, a justiça funciona? E em que prisão Eduardo Cunha foi visto com uniforme de presidiario? Conta vai, o Brasil inteiro quer saber.

  3. Vira o disco, não percebe que o lula acabou?……essa coisa de achar que o que era bom será bom para sempre, não funciona, não é assim. VEJAMOS:
    “Balanço bom, não é sinônimo de bons dividendos no futuro”….”A volta de Felipão a seleção em 2014 foi muito comemorada, logo lembraram dele quando foi campeão em 2002…deu no que deu 7×1”.
    Acorda gente !!!, votar em condenado é o fim da picada

  4. Depois ué o moro fez aquelas self com aecio ficou claro que a justiça brasileira só tem um lado o lado dela e psdb e o lado do povo e lulallllll ui aí papai quebraram a cara

  5. Mestre, esse comentário vai em homenagem a quem pelo Balaio vive a vilipendiar e acusar, sem qualquer embasamento factual e lógico, além da persecução jurídica-midiática baixa, vil e sem provas, também conhecida por ‘lawfare’, empreendida por aquilo que um dia chamou-se judiciário brasileiro, o Filho do Brasil, que, como Pelé e Cia no futebol, proporcionou ao povo brasileiro deixar de lado o complexo de vira-lata e sentir o gostinho da auto-estima, ao fazer o Brasil respeitado no mundo.
    Hoje acordei, vi a manchete do OFF, entendi, ri e lembrei do jogo de ida, no tapetão federal de POA, a vibração junto a multidão na Esquina Democrática, mesmo sabendo o placar adverso, 3 x 0, antes mesmo do ‘jogo’ iniciar, e ai veio à lembrança, o velho Maraca, o Cristo redentor abraçando-nos lá do alto, Rio 40°, Geraldinos vibrando como nunca no pela-porco ao som de: SUDERJ informa, no campo, Lula 7, Golpistas 1.
    E o povão sambando ganhou a avenida cantando o refrão, ‘eleição sem Lula é fraude’, enquanto a mesquinha, incompetente e medíocre, classe dominante, rangia dentes nos camarotes customizados pela Globo Marinho, ganindo: Manda prender… Só rindo!

  6. Continua do mesmo jeito!
    Lula muito mais próximo da cadeia do que para onde ele pretendia fugir para se esconder da prisão, o Palácio do Planalto. Pensei que agora, após a pose de vítima escancarada 24 horas, ele passaria de 50% de preferência!
    Continuo com a mensagem da Ministra Carmem Lucia:
    “Na história recente da nossa pátria, houve um momento em que a maioria de nós, brasileiros, acreditou no mote segundo o qual uma esperança tinha vencido o medo. Depois, nos deparamos com a Ação Penal 470 e descobrimos que o cinismo tinha vencido aquela esperança. Agora parece se constatar que o escárnio venceu o cinismo.”

    Nota: Ainda bem que o escárnio até conseguiu vencer o cinismo, mas ainda não atingiu a maioria dos eleitores, atingindo, segundo a pesquisa do Datafolha, o pico de 37% (muito alto ainda, diga-se de passagem).
    O bom é saber, que quando as duas partes não chegam a um consenso, é a Justiça quem define. E a justiça decidiu por 3 x 0 contra o escárnio.

    1. Qual Justiça decidiu o que, Gilvan?
      É esta da ministra Carmem Lúcia, que cria frases de efeito para atender à demanda dos editoriais da grande mídia e se submete a juízes de primeira instância?
      Sinto vergonha alheia ao ler estes comentários citando lições de moral de uma ministra suprema que não se dá ao respeito e ajudou a avacalhar o Supremo Tribunal Federal.
      Quem “apequenou” o Supremo foram os ministros do Supremo, em suas decisões seletivas e partidárias.
      Ricardo Kotscho

      1. Eu não acredito no que estou lendo na resposta do RK, um jornalista experienrte e conceituado, que não pode-se permitir um deslize a tal ponto de querer comprometer todo o judiciário por causa da condenação do Lula
        No link abaixo
        https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_pessoas_condenadas_na_Opera%C3%A7%C3%A3o_Lava_Jato
        está a lista de todos os condenados pela lava jato até o momento – são 72 pessoas, entre empresários, politicos de diversos partidos, operadores financeiros e outros, cujas penas somam mais de 1.000 anos. Somente a do Sr. Lula foi injusta?
        Podemos até que concordar que o judiciário está em boa parte combalido e tendencioso, como na monumentosa jabuticaba criada peloSr. Lewandoski no julgamento da Dilma,que manteve seus direitos politicos intactos. É também do conhecimento de todos os beneficios em causa propria criada pelos senhores juizes para aumentar seus rendimentos e ludibriar o limite do teto salarial.
        Mas dai dizer que toda a cadeia da justiça – Ministério Publico – Policia Federal – Juizes – estão perseguindo Lula, já está mais para paranóia do que realidade.

          1. Sr. Ricardo, o cargo que ele tem ou pretende ter, não é condicionanante para imunidade; pelo contrário, por ja ter sido um presidente da Republica, deveria ter mais cuidados em seus envolvimentos promiscuos. Politico ter foro previlegiado já é um escarnio, agora candidato ter imunidade é o fim da picada. Está ai o exemplo de uma nomeada a ministra, que foi impedida de de tomar posse por não ter cumprido corretamente suas obrigações trabalhistas (com muita razão) Agora presidente condenado pode? Sejamos sensatos

          2. Kotscho,

            o Brasil está progredindo, a puniçao por corrupçao está chegando aos poderosos. Vêm sendo presos ex-presidentes da Câmara, ministros, etc. Por que a lei nao valeria por Lula ?

  7. Lula tem 36% o que equivale a 1/3 do eleitorado. Vamos ver como vai ser a conversa dele com os outros 2/3, que ai já está contido aqueles que não votariam nele de forma alguma (indice de rejeição) É muito cedo para comemorar.
    OBS: Leiam a coluna do Josias de Souza, na Uol, que é um dos mais respeitados comentaristas politicos do jornalismo brasileiro. A analise dele não traz a pilula tão dourada assim

  8. Dias, minha impressao eh que vc tem muito tempo de sobra durante o dia. Sempre com posts longuissimos ( e geralmente chat’errimos). Vc estah desempregado oh eh funcion’ario p’ublico? Talvez aposentado!!!!sao as unicas potenciais explicacoes….

  9. Não Kotscho, nada disso. Não deu nada de errado. Ao contrário, as previsões pessimistas quanto ao voto direto se confirmam integralmente; voto direto num país que ostenta mais da metade da população de analfabetos e 20% dependentes de bolsas isso e bolsas aquilo só pode dar nisso. E isso não tem nada a ver com a lava a jato que, apenas faz o que lhe é permitido fazer; pegar corruptos privilegiados quando estes abrem uma janela em suas imunidades ,pois enquanto imunes, tudo é mais difícil Kotscho ,tudo! Se Lula, acusado de ser o Capo di tutti capi, tivesse um mandato eletivo ,pronto ,estava por aí, livre, leve e solto e os seus protetores em altas esferas do poder saberiam manejar as leis que o inocentariam, ou melhor ,sequer o indiciaria (vide Aécio e outros ). Uma canetada de um Toffoli ,por exemplo ,tem o poder de zerar a corrida. Mas ,parece que a grita foi muito longe e a prisão se faz, como nunca, real.
    Veja o que ocorre sem a imunidade: O juiz Moro colocou em leilão vários imóveis do ”guerreiro do povo” , o Zé Dirceu, não deixou de lado nem a casa da falecida mãe do 2º da hierarquia ,pois não tem mais a Testonni de ferro.

  10. Para constatar que esta pesquisa, é uma fotografia de um momento, que não sobrevive a uma análise mesmo singela, basta avaliar este dado:
    Caso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) realmente fique de fora da disputa presidencial de 2018, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) herdaria mais votos do petista do que o ex-governador da Bahia Jaques Wagner, do PT. Enquanto o deputado fluminense ficaria com 7% dos votos dos eleitores de Lula, o baiano herdaria 4%. A maior parte (31%), no entanto, ainda é formada pelos que respondem que não teriam candidato, que votariam nulo ou em branco caso Lula fosse impedido de disputar a eleição. Outros 5% disseram não saber quem escolheriam.

    Então: Se quase 30% dos eleitores dizem que “votariam com certeza” num candidato de Lula, o Jacques Wagner (ou Haddad) não deveriam aparecer com 30%, num cenário sem Lula?

  11. É, Mestre, nessa altura do dia, OFF está mais indigesto que no almoço em que Lula deixou-o engasgado (até hoje), o Clóvis de boca aberta (até hoje) e tu, ao lado de Zé, pensando: Pô! Tinha que insistir trazê-lo justo nessa gelada anunciada? Explico…
    Fiquei tão satisfeito com a pesquisa que não dei conta que o resultado é mais trágico para os golpistas que o deixado transparecer. Grita mais alto o ainda não informado (por motivos óbvios) que o informado, sabendo-se que a(s) manchete(s) esperada(s) era o grande prêmio desejado e buscado pela pesquisa DataFolha, para ajudar na aniquilação de Lula e assim afasta-lo de vez da campanha e do cenário político brasileiro, tanto que no questionário constam perguntas sobre o julgamento no TRF-4, abaixo sintetizadas:
    Lula deve ser preso ou não?
    Lula será preso ou não?
    Foi justa ou injusta a condenação de Lula a 12 anos e 1 mês de prisão?
    Lula sabia da corrupção no governo e deixou que ocorresse, sabia mas não poderia fazer nada para evita-la ou não sabia?
    Pensando em corrupção, Lula é tratado pela justiça da mesma maneira que são tratados os demais políticos, é tratado melhor ou é tratado pior?
    Idem a anterior, quanto a ‘rapidez do processo’. Lula disputará a eleição esse ano?
    Lula deveria poder disputar a eleição esse ano?
    É Mestre, pra desespero do OFF e outros, tens razão, ‘Lula continua imbatível: Alguma coisa deu errado na [Lavajateira]’.

  12. Vcs já se perguntaram se o Lula não continuaria imbatível por causa de gente como o editor desse jornal? Kotscho erigiu uma divindade, ie, um ex-presidente beneficiario do dogma de que nem que ex-diretores da Petrobras devolvam aos cofres públicos centenas de milhoes, e os grandes empreiteiros nacionais revelem pagamentos aos bolsos das lideranças do PT e PMDB, nos anos dos governos do PT, Lula não é culpado de nada.

  13. Ricardo
    De que adianta essa pesquisa? O Lula conquistou milhões de votos, inclusive o meu, e jogou tudo isso no lixo. Que massacre é esse? Depois de tudo que foi descoberto sobre ele e o PT, o que deveríamos esperar? Palmas? Que todo mundo ficasse quieto?
    A culpa não é da mídia nem da Lava jato. Um cidadão com esse perfil criminal não pode nem deve se candidatar, mesmo porque a quantidade de analfabetos politicos do país é grande, e você sabe muito bem disso
    abraço

  14. Acredito que o Lula errou em não fazer como os empresários que assumiram seus crimes e enfrentaram a justiça de peito aberto. Confessaram seus crimes. Delataram os envolvidos. Devolveram parte do dinheiro roubado. Foram presos sem reclamar. Ficaram muito pouco tempo presos. Acredito que já não tem mais nenhum empresários presos. O mal do Lula é que ele está rodeado de pessoas que fingem ser seus amigos mas na verdade empurram o lula cada vez mais fundo no buraco. Se o lula tivesse assumido que errou e se entregado a justiça quando os primeiros empresários foram presos, talvez ele tivesse pegado uns 9 ou 10 anos de prisão. Já teria cumprido dois anos e talvez já estivesse em casa, no máximo usando uma tornozeleira eletrônica

  15. Como podem ainda acreditar que esse farsante sem caráter chamado Lula é inocente? Um mero perseguido politico? A esquerda brasileira, ao escolher se agarrar com Lula se perdeu totalmente, está em frangalhos, sua reputação na vala comum. Vocês da igrejinha do PT não saem as ruas, não conversam com os não convertidos? Não percebem a realidade? Vocês estão desconexos da realidade, perderam o nexo da coisas, das relações de causa e efeito, senso do ridículo. Tudo isso para defender um embusteiro que há décadas pertence a mesma classe política e elite econômica que ele jura combater.

    Não consigo entender o que leva pessoas esclarecidas venerar uma figura tão macunaímica. Talvez Lula seja o verdadeiro dono oculto da esquerda brasileira, isso explicaria seu comportamento e a total subserviência daqueles ao redor, que insistem em lhe tratar tal como um Imperador Roman, meio homen, meio Deus. Talvez por uma simples questão de hábito, Lula um pessoa que não possui nada mas sempre se comporta como dono de tudo, optou por bem colocá-la no nome dos trabalhadores.

    1. Marcos Lacerda,
      Vocês quem, cara pálida? não encontrei nexo entre o teu comentário e o que escrevi sobre a pesquisa Datafolha.
      Ali não defendo nem ataco ninguém, apenas analiso números e fatos concretos.
      Ricardo Kotscho

  16. Caro Kotscho, essa mais recente pesquisa de opinião elaborada pela “Data da Folha” deveria servir de lição para aqueles obtusos que se apressam em lacrar o caixão com uma a placa de conclusão, de jogo jogado, fato consumado ou de “finalização” que tanto alegra e dá prazer aos amantes e praticantes de UFC. Só que não !!! Eles não aprendem nunca, se atrasam no caminhar e sofrem mais para subir a ladeira. A esses, Bobbio nos ensina a estender-lhes a mão. É o que farei :
    Não foram as guerras, as barbáries e as maldades dos poderosos ao longo da história que mais judiaram a humanidade e nos deprimiram aparentemente quase que para sempre mas sim três fatos incontestáveis revelados por três de nós, a saber :
    1- Copérnico provou que não somos o centro do universo.
    2- Darwin provou que descendemos dos macacos.
    3- Freud provou que o “eu” não existe. Acompanha em cada um, um tal de inconsciente que faz coisas que não queremos, que decide o que não concordamos e que nos cega vez em quando mesmo que o caminho para a luz seja óbvio.
    Aflitivo né não???
    Mas daí surge um tal de Nietzsche para nos complicar de vez afirmando que a verdade não existe e que por mais absoluta que pareça ela será sempre relativa.
    Esse tema da verdade que TODOS os filósofos da humanidade sempre buscaram resolver e que nunca chegaram a respostas definitivas só converge até hoje na verdade de que “a verdade é aquela que contempla A TODOS unanimemente, caso contrário é opinião!!!
    Mas ora. ora, ora, se mesmo essas verdades ou a verdade segundo Nietzsche, que por ser relativa, não é verdade, pergunto “eu” (que não existo segundo Freud) onde está ou não está a verdadeira verdade???
    Ainda estão aí??? Me acompanham??? Vou partir para a conclusão (a placa do caixão) :
    A VERDADE ESTÁ COM OS COXINHAS !!!
    Porque para eles é tudo mais fácil !!! Eles não pensam!!! Eles não analisam, não buscam saber o que está no entorno, nas entrelinhas ou na subjetividade. Eles não perdem tempo com REFLEXÃO e não gostam de ler textos longos que lhes são “cansativos” . Eles preferem lacrar, definir e passar a régua!!! A régua deles segundo as regras deles evidentemente.
    PRENDAM O LULA!!! Esfolem-
    no!!! Sacrifiquem-no!!! MATEM se assim for preciso para satisfazer seus instintos mais primitivos. É fácil prender ou matar um Lula!!! Difícil é prender ou matar um sonho, uma idéia ou consciências políticas derivadas disso.
    Mahatma Gandhi, um também político que foi preso várias vezes, dizia que “a alegria está na luta, na tentativa, no sofrimento envolvido e não na vitória propriamente dita”
    Na frase “Todo coxinha é um obtuso por natureza” eu diria que há uma verdade, já na outra “Todo coxinha come capim”, não passa de uma opinião.
    Y así quedamos.

    1. Vladimir Lênin (1870-1924) chamava de “idiota útil” o cidadão de uma democracia liberal que se deixava enganar pela propaganda do regime soviético. Comprando os argumentos do Kremlin, o idiota útil dava à Moscou um verniz de legitimidade.

      Em pleno século 21, o fenômeno do idiota útil continua vivo. No Brasil, sua expressão à direita é o “bolsominion”, cuja simpatia pelo deputado o faz ignorar o uso indevido do auxílio-moradia. No centro e à esquerda, é o cidadão impermeável às evidências sobre os abusos cometidos por PT e PSDB durante 20 anos no poder.

  17. Estimado Kotscho! Tenho procurado poupar-lhe o tutano para suportar os nossos comentários. Desde o dia 9, portanto há 3 semanas, não dava munição à sua paciência. Peço-lhe as vênias devidas, entretanto, para apoquentar-lhe novamente o juízo. Vamos lá. Tenho observado um analista insuspeito – nunca negou sua opção preferencial e unilateral pelo ex-metalúrgico que virou ex-presidente -, o jornalista e editorialista Mino Carta, em sua odisseia defensiva da legitimidade da candidatura Lula, por considerar o processo acusatório como sendo inquisitorial. Em pelo menos quatro dos últimos editoriais, Mino Carta menciona a ‘falta de sangue’ nas calçadas. O editorial do dia 29, anteontem, estranha o silêncio sepulcral das centrais sindicais, esquecidas do seu único instrumento real e efetivo de pressão social e política: a greve geral. Mino foi além e apontou o dedo em direção à presidente do PT para demonstrar o seu estranhamento ao contraditório discurso da petista no Brasil – o do enfrentamento -, enquanto acena, ao mesmo tempo, com máxima amistosidade e cordialismo aos vampiros de Wall Street. Mino tem, se me não engano demasiado, animado uma retórica direcionada ao aumento da pressão e temperatura nas ruas, bem acima das condições normais, como a única forma de deter o processo jurídico-policial orientado para remover a esquerda e o centro-esquerda da representação política institucional. A realidade objetiva – o que resta dela – mostra um quadro espinhoso e abrasivo a quaisquer candidaturas que flertem com o que sobrou da esquerda, após o desastre monumental provocado pela inépcia governamental praticada pela ex-‘presidenta’ (apresentada ao país como a “mãe do PAC”). Lula deve estar sentindo a falta da voz rouca das ruas bradando contra a sua condenação (o que se viu foram poucos militantes fazendo ecoar o seu grito de guerra), tanto quanto do tempo em que as centrais sindicais detinham poder e força suficientes de fazer as máquinas pararem de funcionar, quando queriam dizer não à plutocracia endinheirada. Desgraçadamente, Lula olvidou o ensinamento básico dos líderes trabalhistas e do trabalhismo. Nunca esquecer da classe originária, em nenhuma circunstância. Nem de que as mãos de um operário só podem estar sujas de uma única substância. A graxa dos tornos mecânicos, roldanas e polias, bem misturadas com o suor do seu macacão. Lula frequentou mais salões de punhos de renda do que revisitou o chão das fábricas durante o seu mandarinato. Triste desfecho para o PT ter de depender, exatamente, do maior picareta do STF de todos os tempos – disposto a inverter seu voto em busca de salvar tucanos e demos -, para não se tornar o primeiro ex-presidente encarcerado da história republicana. Não foi por acaso, que o Painel da Folha hoje mencionou um suposto diálogo entre Lula e Tarso Genro. “Que ministro da justiça você foi me arrumar, hein”, teria dito Lula a Tarso, a propósito de José Eduardo Dutra, um dos três porquinhos de Dilma. Ao que Tarso teria retrucado a Lula: “Que presidenta você foi me arrumar, hein”. Pode até não ser verdade, nesses tempos de “fake news”, mas que é verossímil, disso não há sombra de dúvidas. O fato político concreto e relevante é que uma eleição sem Lula não poderá ser considerada uma eleição a vera, se as pesquisas não estiverem enviesadas para favorecer Lula. O fato jurídico é que uma decisão que livre Lula do encarceramento, somente poderá sair do STF, caso o ministro mais picareta da história do STF mude o seu anunciado entendimento sobre a prisão incontornável após a decisão colegiada condenatória unânime em segunda instância. As pesquisas, sem exceção, ainda indicam que o ex-presidente é um candidato imbatível, seja no primeiro como no segundo turnos, mesmo que sua taxa de rejeição tenha atingido o segundo mais elevado patamar desde 1989.

  18. Se a pesquisa fosse de hoje, os números seriam bem maiores. Lula só perde na Justiça, ali, seu índice de rejeição é grande. Não vejo a hora de votar.

  19. Tá todo mundo quebrando, moço. Gente morrendo de fome e subnutrição. Estamos no Brasil de 14 milhões de desempregados. Que venha Lula com outro governo social. A coisa tá feia, meu avozinho diz que “tá”de arrancá pica-pau do oco.

  20. A Argentina quer reduzir em 1/3 o número de parlamentares. É primeira vez que aplaudo a nação de los hermanos. Taí, povão, uma aula dos argentinos. Aqui, o balcão do libanês não fecha nunca. Cerrará as portas em 31 de dezembro. Só para as duas denúncias, o libanês gastou 27 Bilhões do dinheiro do povo. Agora, nem vacina tem. Lula taí ! O povão tá vacinado contra o golpe. Infelizmente, falta vacina para a febre amarela.

  21. longos texto sempre dos petralhas…querendo justificar o injustificável. Está feito. Aceitem. O blogueiro está ficando mais radical…talvez a “mente revolucionária” esteja tomando conta….talvez esteja comecando a “relativizar a verdade” como disse o outro fanatico plagiando Nietzsche e querendo passar por intellectual…aceitem a derrota e nao hajam como um “Neymar” da vida…mimado, arrogante e egocentrico…

      1. “Se citei Nietzsche, como posso ter “plagiado???” Nessa vc tem razao. Troquei a palavra “plagiar” por “citar”. Talvez por nao praticar muito o Português. De qualquer forma, o meu erro nao diminui o seu fanatismo ideológico tacanho.

  22. Bom dia Kotscho,
    Primeiramente, senti a sua saída do programa do Heródoto, na Record. Não perdia os seus comentários.
    Sobre a condenação do Lula e o seu bom desempenho nas pesquisas acho que teremos que esperar um pouco mais. Apesar de achar que a Lava Jato investigou demais um só partido, não concordo, como estão dizendo alguns analistas, que a eleição sem Lula não será democrática. Infelizmente, o Lula não poderia ter sido fraco a ponto de aceitar favores, benesses, propinas, etc. Ele sabia, e até disse algo assim, que não poderia errar. Infelizmente, o Lula errou feio e rasgou a sua biografia e, portanto, deve ficar fora da eleição, por causa da Ficha Limpa. A carta do Palocci resumiu tudo e é uma peça bastante convincente.
    Se a candidatura do Lula for homologada, aí sim, teremos rasgada a Constituição e a democracia.
    Sim, o Caixa 2 foi e ainda deve continuar a ser o modus operandi de TODOS OS PARTIDOS grandes (vide a entrevista do Luiz Carlos Mendonça de Barros, à Folha de SP, vide a entrevista de Lula, no primeiro mandato, da França, quando estourou o Mensalão,…etc). Se a justiça QUISER muitos outros candidatos poderão ser impedidos pois CAIXA 2, 3 … , como vimos no caso do PT, P(MDB), PSDB? … é apenas uma porta de entrada para corrupções de todo tipo.
    Em tempo: em 2002, fui ao comício do candidato Luis Inácio Lula da Silva, em Florianópolis, sob chuva, já noite. Lula havia feito um comício em Campo Grande ou Cuiabá, durante o dia.

  23. Prezado Kotscho: Ao acompanhar ontem pela manhã o noticiário pela TV, tanto pelos canais abertos e pagos, ficou evidente que pouca pelota deram para a pesquisa Datafolha porque os comentaristas afobadinhos (e suas respectivas empresas de comunicação) estavam esperando o Lula despencar nas pesquisas e já anunciar que ele estaria fora do páreo. “A inquisição fortalece Lula”, bem lembrava o artigo de Mino Carta na CartaCapital de 29/01/2018, anterior à divulgação da pesquisa Datafolha.

  24. A Lava-jato foi projetada por técnicos e teóricos – do Direito, da Economia, das Relações Internacionais…
    Tivessem pedido conselho a alguém do campo das Artes, saberiam que o talento e a capacidade de tocar o coração e a alma das pessoas desabrocha com o sofrimento, com a dor da perda, com a revolta contra a injustiça.
    Tivessem ouvido o Estudo Revolucionário de Chopin, A Rapsódia Húngara de Liszt ou o Noturno da Clara Schumann, entenderiam como funciona o ser humano.
    Mas nem precisaria ir tão longe… bastava a canção de Luiz Gonzaga, aqui mesmo no Brasil: “furaro os óio do Assum Preto pra ele assim, ai, cantá mió”…

  25. A essas alturas da partida (disputa eleitoral), mesmo tendo um craque que desequilibra (Lula), é difícil, quase impossível ganhar, porque o árbitro, na realidade juízes e auxiliares (Ministérios Públicos, polícias), sem contar com torcida, portões fechados (só entra a mídia, que só mostra lances que favorecem o time que apoia, enaltecendo sempre essa equipe (Governo, na realidade o plano político e econômico), atacando o adversário e seus jogadores, com mentiras, escondendo o quê de fato acontece no jogo, e tentando forçar a expulsão de jogadores oponentes, não dá para continuar jogando, nesses termos. Quero dizer que as dispendiosas pesquisas, encomendadas pelos golpistas, com institutos muitos também golpistas servem para identificar quem está sendo ameaça à ditadura implantada com o Judiciário (todo) e os Ministérios Públicos à frente, que com interpretações enviesadas e sem provas, desrespeitando a presunção da inocência, impondo o cumprimento da pena antes da condenação do réu, através de prisões preventivas sem limite, impostas a réus primários, com endereço conhecido, no sentido de torturá-los para obter confissão para incriminar adversários do golpe. Estamos numa ditadura, e numa ditadura eleições só para trocar a guarda. Oposição não tem vez no “pleito”. Está claro que grande parte do povo brasileiro está tendo desrespeitados os seu direitos de cidadão, não podendo votar no candidato que melhor favorece seus interesses, direito de não apoiar o programa que a ditadura está impondo, modelo neoliberal na economia, com desemprego e arrocho salarial, com entrega das riquezas do país aos interesses dos golpistas e seus sócios (internos e externos), objetivando uma estrutura estatal mínima que deixa serviços essências, que atende a população pobre (segurança, saúde e educação), que está tirando direitos trabalhistas e previdenciários . É ingenuidade esperar que com as leis votadas no Parlamento golpista, interpretada por juízes golpistas, que presidem as eleições, com a mídia tentando conseguir um candidato que possa dar uma roupagem de legalidade ao pleito, com análises deturpadas, mentindo sobre fatos, quando não os esconde, fazendo propaganda dos inexistentes feitos do governo dos golpistas, possa a oposição chegar ao poder através de eleição, que é um direito na Democracia. Há que se procurar meios para pressionar os golpistas a jogar limpo dentro do que ainda resta de Democracia., porque está flagrante que a ditadura está desrespeitando o que prevê a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão (brasileiro no caso). Abaixo a ditadura! Fora juízes golpistas e corruptos! Acabo de ouvir a Presidente do Supremo, Carmem Lúcia, pedir respeito para com a Justiça e seus operadores. É difícil, porque quem não se dá a respeito são esses operadores, muitos golpistas, que deixam os autos de lado e vão para os jornais televisões e rádios defender tudo que por coincidência possa atingir os membros da oposição, principalmente o PT, Lula e Dilma; nesse objetivo, pautados pela mídia que apoiam os interesses que os golpistas defendem, deturpam Leis e a Constituição, que até um leigo, basta saber ler, percebe. Aí a pergunta: respeitar quem não respeita ninguém, e ainda sai por aí se vangloriando. Antes é preciso refletir, passar a atuar dentro do recato que deve ter como norma o Poder Judiciário, sem privilégios inadmissíveis (auxílio moradia sem justificativa, ganhos acima do teto, etc., principalmente estes que não são poucos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *