Turma de um dígito disputa espólio de Temer rejeitado por 90%

Turma de um dígito disputa espólio de Temer rejeitado por 90%

O principal fato político da última semana foi a disputa aberta deflagrada entre os quatro pré-candidatos do chamado “centro” – não seria melhor chamar logo de “centrão”? – pelo apoio do governo Temer nas eleições.

Quem lê o noticiário deve imaginar que o presidente vai ser o grande eleitor em 2018, dono de um caminhão de votos, pelo bem que está fazendo ao país, como não se cansa de mostrar a milionária propaganda oficial.

Dá para acreditar? Em que país vivem Meirelles, Maia, Alckmin e Doria?

Do alto dos seus 1% nas pesquisas, Meirelles e Maia se estranharam e trocaram cotoveladas para serem os candidatos do governo.

O tucano Geraldo Alckmin faz o possível para tomar o lugar de João Doria, ambos empacados em índices de um dígito, como candidato preferencial de Temer.

Seria bom que todos eles lessem a pesquisa do Ibope publicada neste domingo no blog de Lauro Jardim.

Nada menos do que 90% dos entrevistados pelo instituto entre os dias 9 e 17 de dezembro em dez capitais responderam que não votariam de jeito nenhum num candidato apoiado por Michel Temer. Apenas 5% poderiam votar.

Para entender esta rejeição a Temer basta olhar outro dado da pesquisa: entre 42 e 44% dos entrevistados consideram o atual governo mais corrupto do que seus antecessores e somente 8% acham que a roubalheira agora é menor.

A pouco mais de nove meses das eleições, não conseguindo apoio engajado nem dentro dos seus próprios partidos, os pré-candidatos governistas vão acabar disputando não o título mas o rebaixamento para a segunda divisão.

Para mudar este cenário surrealista, só se mudarem o regime de governo no tapetão ou tirarem da disputa os dois outros candidatos que lideram a disputa, Lula e Bolsonaro.

Numa semana em que se falou tanto em fake news, temos agora também os fake candidatos governistas.

Vida que segue.

 

7 thoughts on “Turma de um dígito disputa espólio de Temer rejeitado por 90%

  1. Temer tá doente (não desejo o pior) e talvez nem compareça para votar. Se apoiar alguém (coitado da vítima), não pode garantir nem o voto de sua de sua mulher. Temer, com sua reforma da previdência(traição impichada no meio)… já era. Em não havendo golpe branco, Lula fatura no primeiro turno. Metade da população acha o governo do traidor bem mais corrupto que seus antecessores.

    1. Apesar de não ter votado no Temer (e novamente não votaria), ainda o considero, uma espécie de “presidiário da cozinha”…. Tido como aquele de mais confiança dentre os que se avizinha…
      Mas concordo que é inexplicável que ele banque o ônus de fazer o “serviço sujo” sozinho, para limpar a sujeira deixada pelo petismo, que inchou o Estado brasileiro, e motivou que as estatais, Estados da Federação e Municípios se endividassem acima de suas capacidades, principalmente com aumentos desenfreados, planos de carreira, e mantendo privilégio da “casta da elite” dos servidores públicos… e mesmo Dona Dilma sentindo a necessidade de reformar a previdência, deixou-se ser engolidas por estas corporações….
      Em tempo, a mini reforma tentada agora pelo Temer é mamão com açúcar, que ainda que se aprovada, não será suficiente. Mesmo assim, seria uma “mão na roda” para os próximos administradores, sejam eles de direita, de esquerda, do centro, de cima ou de baixo!
      Só estranho ele bancar esse ônus para favorecer os próximos administradores!

  2. Calma, gente,
    a campanha nem começou, ou melhor começou somente para o lula.
    Quando começar e todos apontarem o “guru” lula como sendo o tutor da gerentona que levou a país a desgraça total, as pesquisas vão mudar e muito, principalmente quando lula for questionado “porque elle sendo o salvador não ajudou sua pupila?”………e mais o horário eleitoral (tempo) vai influenciar e muito….será que o “salvador da pátria” lula vai fazer dobradinha com o MDB de temer, para ganhar minutos preciosos na tv e rádio?…..vamos ver até onde vai o mais honesto do Brasil.
    Mas tudo isso se o “perseguido” não for condenado antes.

  3. Caro e prezado grande repórter RK, faço minhas as suas palavras como também faço minhas as palavras do CesarT e do Dom Hernesto.
    Aliás, acho interessante a expressão “faço minhas as suas palavras”. Coisas do idioma, é isso RK?

  4. Acho que esqueceram muito cedo a surra tomada na prefeitura de São Paulo, exatamente por um de “um digito” e ainda pior, ja no primeiro turno.
    Tem muita água para rolar por baixo desta ponte…o eleitor não está nenhum pouco satisfeito com estes que se apressaram em se antecipar no jogo da politica. Pode-se notar, que quem lidera na intenção de votos, também lidera na rejeição… e isto pouco se fala.. É esperar para ver

  5. Delirantes, “em que atmosfera vivem, do que se alimentam“? Este quarteto patético (Alckmin, Dória, Maia e Meirelles) vivem no planeta do “Ego pessoal“, embriagados pela utopia do poder, enganados por bajuladores de plantão e condicionados por seus patrões a encadeirarem o próximo prestador de serviços destes, enfim para que o consciente coletivo da massa continue sendo controlado e o coitado do brasileiro simples subjugado aos seus caprichos. Esses donos do Brasil estão em desespero com as consequências que a usurpação do poder, o qual protagonizaram poderá ter nas urnas! O povo, na sua avassaladora maioria não aguenta mais olhar para a cara desses políticos, quanto mais ser convencido a votar em qualquer um ligado a esse governo. Mercado financeiro, megaempresários, grandes corporações, imprensa privada estão sentindo a suave brisa das urnas soprar as suas nucas e estão com medo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *