Consórcio Nordeste busca R$ 30 bi em investimentos na Europa

Consórcio Nordeste busca R$ 30 bi em investimentos na Europa

Cansados de esperar pela boa vontade do governo federal, que se nega a liberar recursos aos “estados paraíbas”, sete governadores e um vice-governador do nordeste foram à luta e começaram nesta segunda feira uma viagem pela Europa para vender projetos que somam R$ 30 bilhões, incrementar o comercio e atrair investimentos.

O périplo começou pela França, onde eles foram recebidos por um grupo de 30 grandes empresários e pelo Ministro do Comércio.

“Para atrair empresas, estados do nordeste querem minirreforma tributária”, informa o Globo, único jornal onde encontrei noticiário sobre a viagem.

Em reportagem de Henrique Gomes Batista, foi ouvido Rui Costa, governador da Bahia e presidente do Consórcio Nordeste.

“Estamos aproximando o marco regulatório, ambiental e a legislação tributária dos nove estados do nordeste. Se você unifica alíquotas, pode viabilizar vários investimentos”, explicou o governador.

Sob o lema “o Brasil que cresce unido”, os governadores apresentaram aos empresários projetos de Parcerias Publico Privadas e concessões na área de saneamento.

Para atrair investimentos, os governadores mostram que “o nordeste é a região que mais cresce no país, onde se respeita a diversidade, há inclusão social e respeito ambiental”, segundo o Globo.

Ou seja, é exatamente o oposto do que acontece no resto do Brasil, onde o desmatamento bate recordes na Amazônia e no Pantanal, direitos trabalhistas são estrangulados e minorias perseguidas.

Há muito tempo venho escrevendo que a esperança de futuro do Brasil está nesta região, que pela primeira vez se une para retomar o desenvolvimento registrado desde o início do milênio com os investimentos feitos pelo governo Lula.

Parece até que o nordeste é um outro país.

Vida que segue.

 

 

 

 

2 thoughts on “Consórcio Nordeste busca R$ 30 bi em investimentos na Europa

  1. Faz três décadas que o Nordeste pratica uma guerra fiscal agressiva, sobretudo após sucessivos governos federais terem desarticulado uma engenhosa construção federativa idealizada po Celso Furtado, o principal pensador econômico do Brasil e o fundador da Sudene, onde a cooperação para o desenvolvimento regional foi originariamente configurada.

  2. Prezado Kotscho: Os “sete governadores e um vice-governador do nordeste foram à luta” estão certíssimos na busca de investimentos e devem ficar de olhos bem abertos na apuração do derramamento de óleo ocorrido, que pode ter sido muito bem um ato de sabotagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *