Boa notícia: Lula dará ao velho amigo 1ª entrevista fora da prisão

Boa notícia: Lula dará ao velho amigo 1ª entrevista fora da prisão

Em meio a tanta desgraça, recebi nesta quinta-feira uma emocionante carta do meu velho amigo Lula, que me deixou mais animado com a vida.

“Em breve estaremos juntos para fazer a sua entrevista”, escreveu ele no manuscrito que um amigo comum me mandou pelo zap-zap.

Neste ano e meio que ele está preso, não tive condições de viajar a Curitiba e fiquei esperando o amigo sair da prisão para poder falar com ele, certo de que esse dia chegaria.

Por meio do Frei Chico, seu irmão mais velho, pedi para fazer a primeira entrevista exclusiva com Lula em liberdade.

Após as trocentas entrevistas que ele concedeu a jornalistas do mundo todo, tinha certeza que chegaria minha vez

Depois escrevi uma carta contando como estavam as coisas aqui fora e reiterei o pedido, que ele me respondeu agora, justamente no dia em que seu destino está em julgamento no Supremo Tribunal Federal.

“Ricardo, não sabia se ria ou chorava com sua sua carta. De qualquer forma, torço para que você dê a volta por cima (…) Para que isso aconteça, precisa ficar bonito como eu e, ao mesmo tempo, ter pela vida, o tesão que eu tenho(…) Abraço desse seu amigo de sempre. Que Deus dê muita força para você nesse momento difícil. A luta continua até a vitória final! Lula. Sem medo de ser feliz”, termina a carta.

Lula é um caso raro do cara que de, dentro da prisão, procura dar esperança a quem está livre.

Amigos que foram visitá-lo me contaram a mesma coisa: em lugar de dar uma força para ele, saíam da sua cela fortalecidos para segurar a barra e seguir em frente.

Devo a Lula algumas das melhores matérias que já escrevi, desde que ficamos amigos, faz mais de 40 anos, na época das grandes greves dos metalúrgicos do ABC.

Certa vez, em meio a um feriado de Páscoa, sem ter nada para fazer na redação, fui provar seu coelho a caçadora, que ele preparou no fogão a lenha da velha chácara, à beira da represa Billings, chamada “Los Fubangos”, que não quer dizer nada.

Lula ainda resistia a anunciar que partiria para uma nova campanha presidencial, após três derrotas.

Cutuca daqui, cutuca de lá, acabei arrancando dele a confirmação da candidatura, um belo furo. Na matéria, dei até a receita do coelho a la Lula.

João Bittar, meu amigo fotógrafo, já falecido, ficou tão empolgado que deixou cair uma lente na represa. O amigo candidato pulou na água e a achou. Para ele, não tem jogo perdido.

Em 2010, Dilma Rousseff também demorava para falar como candidata e não queria me dar entrevista de jeito nenhum.

Quem a convenceu foi Lula e ela abriu o coração comigo numa conversa na Base Aérea de Cumbica, antes de embarcar para uma viagem ao exterior.

Na noite da vitória, quando os dois se encontraram e se abraçaram no cinema do Palácio da Alvorada, eu era o único jornalista que viu a cena.

Dilma ainda parecia assustada. Lula perguntou:

“Ainda não caiu a ficha, Dilma?”

“Não caiu, acho que vai demorar…”.

Acompanhei Lula como assessor de imprensa em três campanhas, trabalhei com ele no Planalto e viajamos pelo mundo nos dois primeiros anos de governo.

Nem sempre concordamos, já brigamos muito, mas sempre nos respeitamos, cada um no seu quadrado.

No dia da minha despedida, choramos os dois e cada um seguiu seu caminho sem poder imaginar a tragédia que estamos vivendo 15 anos depois.

Mas os ventos estão virando outra vez e boto fé que logo teremos Lula de volta ao nosso convívio sem ter mais que escrever cartas.

Obrigado, Nego Véio, forte abraço.

Vida que segue.

 

28 thoughts on “Boa notícia: Lula dará ao velho amigo 1ª entrevista fora da prisão

  1. Caro Kotscho,

    Você é amigo próximo do Presidente Lula, eu sou apenas um admirador do homem que não foge à luta, que me fez gostar de política, que me inspirou a sempre olhar com carinho pelo povo sofrido de nosso Brasil. Não sou amigo próximo mas, assim como você, tenho uma enorme gratidão e respeito por essa figura que me dá orgulho de ser brasileiro. Quando você tiver oportunidade, por favor, transmita a ela este meu recado. LULA, LIVRE E REELEITO, PARA O BEM DE TODOS E TODAS.

  2. A conferir!
    Quem e qual será o Lula livre?
    Dificílimo dizer.
    Impossível imaginar.
    Sempre vêm à tona as palavras do então presidente, proferidas no documentário “Entreatos” de João Moreira Salles, sobre a política do poder: “É como um violino! A gente segura com a esquerda. Mas toca com a direita”.
    A olhar e ver se o ex-presidente e seus colaboradores, conforme Talleyrand, entenderam o tamanho da lição e a moral da história, ou “não aprenderam nada, nem esqueceram nada”.

  3. Que delícia de história, caro Kotscho. Um privilégio poder conviver tão proximamente, e por tanto tempo, com um ser humano extraordinário como Lula.
    Mas quero te pedir uma coisa: não deixe de publicar aqui a receita do Coelho a la Lula, por favor.

  4. Fico imaginando, Mestre, tristes figuras a vagarem nesse Balaio, lendo texto mágico ‘tão estranho’ a lógica rasa e granítica, de ladrarem “não terem corrupto de estimação”, sendo contumazes eleitores adestrados e de estimação, de corruptos.
    Obrigado por participar a boa nova e à espera do encontro marcado com a entrevista, afinal, “a vida [definitivamente] é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida”.

  5. Pô, Ricardo, mosca branca. Que coisa maravilhosa, fico aguardando. Tenho escutado todas as entrevistas do Lula e tô achando que a do Edu Guimarães, que ainda não vi toda, tá sendo a melhor. Essa sua matéria me leva aos anos 80, quando eu morava na Suécia e entrevistei o Lula para a Radio Sweden Internacional, ele era ainda o metalúrgico procurando espaço. Uma pergunta pra ele: a Suécia deu a maior força pra ele no início do processo, porém sumiu geral, sequer veio alguém de lá visitá-lo em Curitiba. O que houve?

    1. Prezado Paulo Teixeira, assisti – e ouvi com atenção redobrada – a entrevista que o Lula concedeu ao Edu.
      Também acho que foi a melhor concedida até agora pelo ex-presidente.
      Fiquei emocionado com o humanismo do Lula.
      Muito legal mesmo.
      Ele é iluminado.
      Aliás, somos todos iluminados.
      Basta deixar o mal de lado e imitar Cristo, Buda, Gandhi e outros iluminados.
      Abs, sv

  6. A maioria dos pecadores vão para o inferno, não pelos pecados que cometeramm, mas, por não terem junto de Deus, um amigo que interceda por ele.
    Pelo visto, no teu caso, tú pode pecar a vontade, pro inferno tú não vai.

      1. …verdade meu caro veinho, pois tú é daqueles que, ao chegar no céu, em vez de ir desfrutar dos prazeres do paraíso, pega um tamborete e fica sentado na entrada, vendo se algum amigo esta na fila pro inferno, para pedir a Deus que o salve.
        Por outro lado Ricardo, o meu avô me dizia:- Meu fi, pior do que ir pro inferno é ficar em sua porta implorando pra entrar e o capeta chefe lhe dizendo: -Aqui não negão, aqui não.
        Com certeza, entre estes, estão o Bozo e seus seguidores.

  7. Todos os dias visito o balaio. Meu sonho um dia é prosear com Kotscho para ouvir suas narrativas da caravana da cidadania acompanhando o Lula…

  8. 6×5,,o primeiro grande dia depois da tragédia de Outubro de 2018 , depois da terrível eleição do Bolsonaro e dos dias que se seguiram com o país mergulhado nas trevas.

  9. Sou assídua do balaio, gosto muito do jeito que vc escreve mas qdo o assunto são suas estórias com o presidente Lula vc se supera. Tomara mesmo que sua liberdade seja em breve, estou otimista e ansiosa pela sua entrevista.

  10. Ricardo, aqui em contagem depois da decisão do STF a ameaça contra o Lula e terrivel .Voce que amigo dele o previne ate te ameaça de morte, os fanaticos estao soltos,ele
    nao pode andar como andava antigamente.

  11. Prezado Kotscho: “Lula é um caso raro do cara que de, dentro da prisão, procura dar esperança a quem está livre.” É disso que estamos precisando: esperança. E com Lula livre a esperança se multiplica.

  12. Caro mestre, entendo perfeitamente sua fidelidade ao amigo Lula e a respeito. O que, por mais que me esforce não consigo entender, é sua fidelidade, eu diria quase canina, ao político Lula…

  13. -Obrigado, Glenn. Voce nao precisava ter passado por todo esse corredor polones. Mas fez.
    -Dá-lhe então. O momento de acender o pavio da proxima bomba é agora, não permita aos inimigos comuns o beneficio de respirar em sossego.

  14. A verdadeira Justiça, assim como a Divina, tarda, mais não falha. Ela vai se fazendo valer para trazer de volta a esperança, a alegria e o valor do povo brasileiro.!

  15. Ricardinho,
    Finalmente um vento bom sopra ….
    Estamos mais do que nunca necessitados dele.
    Que ele leve com ele esses tempos tão obscuros e nos deixe com a claridade e a temperança, do tempo e da alma, que merecemos.
    E como sempre você vai realizar a sua mágica com essas letrinhas e palavras, e fazer uma baita entrevista.
    Bjs e bom fim de semana.

  16. Bons ventos nos acompanhem a todes, já ansiosa para ler/assistir a primeira entrevista de Lula livre! Com Ricardo Kotcho então… aguenta coração!!!

  17. Querido Kotscho, quanta sensibilidade. Emocionei ao ler.
    Estou na torcida pelo encontro, certamente em breve, de vocês meu admirados 🙂

    Forte abraço!

  18. Belo texto, certamente inspirado pela boa notícia do dia.
    Lula livre, finalmente. Ainda falta fazer justiça com os responsáveis pela prisão ilegal mas hoje -e dia de comemoração.

  19. Vamos q vamos. Firmes nos remos e sin perder la ternura Por favor pergunte ao presidente se ele vai apoiar o movimento indigena? Pois com Belo Monte e tanto apoio ao agro e a mineracao, durante seus mandatos, ajudou a aumentar a Vulnerabilidade dos povos indigenas. Ele disse q leu bons livros sobre escravidao. Espero q tenha estudado tambem sobre a historia do colonialismo e do neovelho desenvolvimentismo extrativista q avanca sobre as Terras Indigenas no brasilis. Abs e boa entrevista, profe Kotscho. Att

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *