Estupidez: derrotada por goleada, esquerda lincha deputada Tabata Amaral

Estupidez: derrotada por goleada, esquerda lincha deputada Tabata Amaral

379 a 131.

Este foi o placar da primeira votação da reforma da Previdência que aprovou o projeto do governo na Câmara, na noite de quarta-feira.

Foi uma acachapante derrota da esquerda, por margem muito maior do que o próprio governo esperava, com votos de deputados da oposição.

Costuma-se dizer que a vitória sempre tem muitos pais e a derrota é órfã.

Neste caso, a esquerda do Facebook e do zap-zap encontrou uma culpada pela acachapante goleada sofrida: a jovem Tabata Amaral, 24 anos, deputada federal de São Paulo pelo PDT de Ciro Gomes.

Antes mesmo de ser anunciado o resultado, começou o linchamento virtual da deputada nas redes sociais, depois que ela divulgou à tarde um vídeo em que disse:

“O sim que eu digo à reforma não é um sim ao governo. E também não é um não a decisões partidárias”.

Outros oito deputados do PDT também votaram a favor da reforma, mas só Tabata foi massacrada como a grande traidora da oposição.

Por que isso aconteceu? Alguém procurou conhecer a história desta moça, de origem humilde, formada em ciências políticas e astrofísica pela Universidade de Harvard?

Eu tive a sorte de conhecer Tabata, em junho do ano passado, quando estava fazendo uma série de reportagens para a Folha sobre as caras novas na eleição.

Por isso, ao ler a quantidade de besteiras e maldades que escreveram sobre ela nas redes sociais, tenho a obrigação de sair em sua defesa porque conheço a história.

Na época, pouco depois de voltar ao Brasil, ela ainda estava em dúvida sobre a sua candidatura, mas disposta a lutar em defesa do ensino público de qualidade para que outras pessoas tivessem as mesmas oportunidades que ela teve.

Paulistana de Vila Missionária, filha de uma vendedora de flores que foi diarista e de um cobrador de ônibus, que morreu dias depois de ela ganhar bolsa integral de Harvard, Tabata Amaral já tinha o discurso pronto:

“Meu maior sonho é transformar o Brasil através da educação e da gestão pública para que o país seja mais justo, inclusivo, desenvolvido e ético” (ver a reportagem completa na Folha Online de 25 de junho de 2018).

Com essa bandeira e poucos recursos para fazer a campanha, apesar da ajuda que recebeu do Acredito, um movimento de formação de novas lideranças políticas, Tabata desembarcou em Brasília disposta a transformar seu sonho em realidade.

Ao contrário de outros deputados que votaram a favor da reforma em troca de emendas parlamentares, fartamente distribuídas pelo governo, ela votou por convicção, por entender que era necessária, como disse no vídeo.

Foi acusada de estar a serviço do grande capital porque um dos empresários ligados ao Acredito é o bilionário Jorge Paulo Lemann, mas só quem não a conhece pode achar que Tabata se preste a isso.

De toda forma, é melhor que grandes empresários ajudem na formação de novas lideranças do que financiem torturadores nos porões do DOI-CODI, como faziam na ditadura militar.

Por que os partidos de esquerda também não fazem o mesmo, para renovar seus quadros e programas, em vez de perseguir quem não se enquadra nos velhos modelos?

Em lugar de dar força a novas lideranças, para recuperar sua imagem desgastada junto à opinião pública, a esquerda acaba jogando figuras independentes como Tabata no colo da direita.

É o que vão acabar conseguindo, se ela for expulsa do PDT, por ter desrespeitado decisão da direção do partido.

O Novo, que nada tem de novo, certamente a receberá de braços abertos.

Dona de forte personalidade, determinada a levar adiante seus projetos na área de Educação, Tabata não se rendeu às ameaças de Carlos Lupi, presidente do PDT, partido que fechou questão contra a reforma.

Assim que chegou a Brasília, Tabata, já tinha arrumado encrenca com um veterano deputado não reeleito, que se recusava a desocupar o apartamento funcional destinado a ela pela Câmara.

Logo ela começou a se destacar em todos os debates sobre educação, contra o projeto da Escola sem Partido e denunciando o desmantelo promovido no MEC pelo novo governo, sob a orientação de um guru da Califórnia que já nomeou dois ministros.

Como fundadora do movimento Mapa Educação, da qual é presidente, Tabata foge ao perfil clássico dos deputados de esquerda, que se limitam a empunhar placas e cartazes de protesto e fazer discursos ferozes contra as reformas em discussão no Congresso Nacional, sem apresentar alternativas, uma estratégia que não deu muito resultado até agora, como se viu na quarta-feira.

Culpar Tabata Amaral pela derrota fragorosa é mais do que um erro político, é uma estupidez.

Não vai mudar o resultado.

Vida que segue.

 

80 thoughts on “Estupidez: derrotada por goleada, esquerda lincha deputada Tabata Amaral

  1. Onde estavam todos os movimentos de esquerda, de resistência, UNE, CUT,MST, MTST, SINDICATOS, ETC,ETC E TAL, que não formaram caravanas para pressionarem, os deputados em Brasilia. Acredito muito no pessoal do Duplo Expresso, que você deve conhecer, que o golpe foi dado em 2015, o resto é jogo de tabeleas , para “fingir” oposição. Fizeram ACORDO ???

  2. Quando afirmo que o Brasil está saindo das trevas esquerdopatas aparecem exemplos claros. O PT tinha uma legião de partidos que lhe seguiam cegamente e assim eram obrigados também seus partidários. Com a lava jato expondo o que realmente o PT era, os grilhões se romperam. Partidos de tendência de esquerda começaram a se distanciar desse partido nefasto que nunca quis um Brasil livre. Exemplos de como votaram contra tudo: constituição, plano real, responsabilidade fiscal e/ou qualquer movimento que deixasse de escravizar o povo. Tábata será a nova Heloísa Helena. Será massacrada pelos esquerdopatas, idólatras e fanáticos do regimes autoritários socialista. Não poderá comparecer as reuniões dos sociopatas da esquerda. Agora entendo como se agarram a única esperança de sobrevivência no Lula livre. Precisamos de mais Tábatas, Heloísas Helenas que mostrem que apesar de serem de esquerda querem um Brasil livre verdadeiramente da miséria não cultivando legiões de seguidores através de bolsas famílias e/ou cargos e dinheiro público. Gostaria muito de voltar a ler seus textos quando da reeleição de 2014, quando saiu da caixinha da cegueira ideológica e escrevia o que estava realmente se passando. Como jornalista e politizado passe a mostrar as saídas da atual crise. Passe a escrever para todos, não somente para agradar a esquerda. Talvez hoje seja um marco dessa virada. Não estou dizendo que pare de criticar o atual governo, mais tente também dizer os possíveis caminhos. Não tenha o mesmo gesto do que agora crucificam Tábata. Sei que foi extremamente massacrado naquele tempo. Aguardo publicação do comentário escrito democraticamente em um blog democrático. Vida que segue

    1. O artigo só esquece de informar a fortuna em verbas que o Bolsonaro jogou pros picaretas aprovarem. Na verdade, falando corretamente, foi a vitória acachapante dos estelionatários da política.

  3. Sinceramente, considero corretíssimo condená-la. Diante das barbaridades que avançam com o objetivo de aprofundar desigualdades e promover um extermínio social, não sobra espaço para sermos compreensivos e abrirmos concessões onde elas não cabem. Estamos numa batalha em que os desertores são dispensáveis.

    1. concordo plenamente! Devia ter se filiado ao PSDB ou DEM e assim não teria enganado ninguém. E se cair no colo do NOVO estará no seu devido lugar.

  4. Respeitável Kotscho
    Compreendo sua posição pragmática, porém nefasta porque é falsamente conciliatória. Foi tirada mais uma lasca do couro do pobre. Leia Piketty hoje no Valor.
    Nessa legislatura, Tabata se projetou como um furacão Katrina. De repente estava em todos os blogs, canais de TV etc. Virou celebridade e, portanto, ficou em evidência.
    O voto dela é tão pernicioso quanto a da desconhecida Silvia Cristina do mesmo PDT. Mas tem o custo de ser celebridade. Se eu e Silvio Santos ficarmos pelados na Av. Paulista, eu vou pra cadeia por atentado ao pudor e Silvio Santos vai pras manchetes. Simples assim…
    O PDT, desde as eleições, era o único partido que tinha uma proposta concreta de Reforma da Previdência, justa para TODOS. Tabata conhecia a proposta, diz que estudou o assunto e apresentou justificativas FALSAS para o seu voto. Que porra é essa de que essa reforma vai reduzir a desigualdade ? Isso é falso. Como é falsa a afirmação dela de que o maior valor economizada NÃO cairá sobre quem ganha até 2 salários. Isso é outra mentira que ela difundiu e o PDT já demonstrara que é FALSA.
    Então, meu querido jornalista, o PDT tem mesmo que expulsar todos os 8 deputados que traíram o coletivo. Eles não podem alegar “eu não sabia”… Sabiam muito bem.

    1. O Erro foi aluguel da legenda a Cyro,pois Cyro é Tarso e tabata é da mesma linha,ela podia ter escolhido outra legemdA E SER ELEITA,ai defenderia o que ela pensa,mais PDT tem uma linha tem que ser seguida,mas não para por ai

    2. Sua comparação de duas pessoas nuas na avenida corrobora exatamente o que aconteceu com Tabata. Ela se tornou uma verdadeira celebridade. Ganhou muita visibilidade. Acaba sendo natural que se manifestem muito mais contra ela que contra os outros.

    3. Eu não poderia dizer melhor: penso exatamente como você. E fico pasma de ver como um jornalista experiente como o Kotscho passa batido pela menção ao patrocínio do Jorge Paulo Lemann, empresário que compôs com todos os outros para dar esse golpe na democracia brasileira. Tábata é de direita, e votará com a direita sempre, mesmo fazendo beicinho e discurso Faxinalzinho – Harvard dá ferramentas às mentes brilhantes. Mas não carimba espectro político, a pessoa escolhe, decide, ou segue seu patrono.

  5. Caro Kotscho,

    Desculpe-me, mas não concordo com você. Tabata obedece a uma agenda diferente da política do partido que ela escolheu, o PDT.

    Anos atrás, eu estava em viagem de férias em Portugal, num mês em que na Assembleia Legislativa do RS foi votado um projeto de lei que incluía um expressivo aumento no ICMS. O voto de desempate, favorável ao projeto, foi de um deputado cujo partido votou em bloco contra o referido projeto. Eu comentei sobre este assunto com alguns portugueses e todos foram unânimes em achar um absurdo um deputado votar de forma contrária à orientação da legenda e inclusive disseram que em Portugal isso seria caso certo para expulsão do partido.

    Na minha opinião, vereadores, deputados e senadores devem sempre votar segundo a orientação do seu partido. Do contrário, para quê ter partidos?

    Vide os dois artigos a seguir.

    https://www.brasil247.com/brasil/lupi-presidente-do-pdt-diz-que-tabata-obedece-ao-bilionario-lemann-e-nao-ao-partido

    https://brasil.elpais.com/brasil/2019/07/07/politica/1562500503_401572.html

    Um abraço,

  6. Mestre, penso que tenha perdido oportunidade de falar das flores, ao invés de Tabata.
    O tempo mostrará que a partir dessa década, a classe dominante, sobretudo a do templo do Santo Cash, pensou em como retomar o poder político central (já retomou) e mante-lo de forma pensada, planejada e hibridamente renovada.
    Não a toa gestaram o Novo em 2011, despertos pelo Podemos na Espanha, deixando-o na prateleira para no momento adequado, em 2015, limpo dos vestígios da origem banqueira, registra-lo para substituir o velho PSDB.
    Também não a toa selecionam potenciais e simpáticos jovens, dentro de determinados perfis e origens, para comple(men)tarem os estudos nas ‘Harvard’s’ americanas e há anos, gradualmente, tornarem-se conhecidos em programas da brasileira mídia parceira.
    Não por acaso esses jovens começam a surgirem eleitos em vários partidos, sobretudo o Novo, sabendo-se que em futuro próximo estarão todos juntos no dito, sem vestígios dos banqueiros de 2011 e da classe dominante.
    Tabata ‘está’ no PDT, nunca foi e nunca será de esquerda, pela simples razão de ter sido ‘preparada’ para defender o ‘mercado’ e não o povo, sem que perceba-se, inclusive ela.
    Em tempo de Big datas, algorítimos, semiótica, guerra híbrida e geopolítica, não basta ir atrás do trio elétrico para saber-se vivo, é preciso antes ‘crer no são Snowden’.
    PS: Também por ‘convicção’, à falta de provas, condenaram Lula.

    1. Esse texto do Kotscho é muito frágil como defesa. O Silvio Santos também veio de baixo. Origem humilde não é Omo. Sua conclusão é que a culpa é da vítima. Os assalariados e a esquerda, que não tiveram força de reação seriam os culpados pela coerência da direita e as vacinações do centro?! Puna-se os derrotados. Tábata faz um discurso bonito sobre educação e vota na negação de uma das condições básicas para o ensino de qualidade: a garantia de carreira, salário e aposentadoria dos professores. Da direita coerente e articulada, nada há que se cobrar. Da vacilação das Tábata, sim. A origem humilde, a juventude, a carinha bonitinha do assassino não o absolvem de minha morte.
      É, por mais errada ou equivocada ou débil que seja a oposição à “reforma” e à desconstrução do Estado, isso não faz de seus defensores os corretos.

  7. Para acusar gratuitamente a deputada Tabata, seus algozes deveriam antes de tudo, ter qualificação para lavar os banheiros da Universidade de Harvard.
    Quando o povo enfrenta os dominantes, sufragando Tabata, formada em Ciências Políticas e Astrofísica… os capachos sem ideologia, crucificam raríssima esperança de Educação melhor para a Pátria.

    1. Educação formal nunca foi sinônimo de pessoas melhores. Dos 21 primeiros comandantes dos Einsatzgruppen, 11 tinham doutorado, um deles, dois doutorados. Dos 15 nazistas que se reuniram em Berlim para discutir a solução final, 7 tinham doutorado. O nazismo foi apoiado por muitos membros da elite intelectual europeia, como Richard Wagner e Marconi. Isto para falar só de europeus. Nível de escolaridade nunca foi sinônimo de consciência política, muito pelo contrário, basta ver que Bolsonaro teve imenso apoio de pessoas com curso superior.

    2. Tenha a santa paciência.
      Harvard e formação em Ciências Políticas e Astrofísica não são condições para o surgimento de bons políticos. Fosse assim, todos os políticos da elite seriam excelentes.

  8. Conhecer a História de vida dela não a redime de sua votação, ela entrou, fez campanha se elegeu em um partido de esquerda, de oposição ao fascismo bolsonarista. Traiu sim seus eleitores que a consideravam coerente com os interesses dos mais pobres, querer justificar sua defesa chega a ser ridículo.

  9. Ricardo, parabéns por seu post de hoje. Fiquei emocionada ao ler. Votei na Tabata Amaral para deputada federal, depois de fazer uma longa pesquisa entre os candidatos. A história dela me encantou. Nos videos que ela postava nas redes sociais, percebi honestidade e sinceridade. Quando ela diz que quer fazer da educação uma bandeira e um instrumento de transformação social, percebe-se que não é discurso vazio, como o dos demais deputados, de direita, centro e esquerda. Nem vou me preocupar com a direita, porque todos sabemos o que é a direita brasileira. Mas, infelizmente, o discurso da esquerda virou chavão, palavra de ordem sem iniciativa, sem projetos, sem ação nem luta. A única trincheira são as redes sociais. Muito cômodo. Foi vergonhosa a reação da esquerda ao voto de Tabata Amaral ontem, na Câmara. Ela foi tratada como inimiga da pátria, inimiga da justiça social e outras coisas que, cada vez mais, são apenas palavras de ordem sem correspondência na ação política. Mais uma vez, Kotscho, parabéns pelo seu post de hoje. Vou comentar meu comentário na sua página do Facebook. Um abraço.

    1. Valeu, Thereza. Palavras felizes e concordo com você.
      Tabata esclareceu: “O sim que eu digo à reforma “NÃO é um sim ao governo e também não é um NÃO a decisões partidárias”.
      Tabata não trocou seu voto por emendas. Queria saber como estes “alfineteiros” de plantão reagem a à oposição que se tornou ridícula em tempos de boçalnaros. Massacrar Tabata, senhores plantonistas e surfar na onda dos sonhos de uma nova liderança? Façam a leitura correta do Congresso que devia legislar para o bem comum de todos. A bandeira de Tabata é também a Educação.
      Parabéns, Thereza.

  10. Procurei por Tabata Amaral nas máquinas de busca do Departamento de Astronomia e do Centro de Astrofísica da Universidade de Harvard e a resposta foi “not found”. Posso ter feito a busca de forma errada. Acontece. Mas a pulga atrás da orelha coça forte. Se a moça tem 24 anos agora, deve ter se formado em Ciência Política e Astrofísica em Harvard com uns 23 anos. Minha opinião como professor da melhor universidade do Brasil: improvável da forma como a narrativa expõe os fatos. Política e Astrofísica? O político se dedica a conseguir fundos para a Astrofísica. Não parece ser o caso. Sem desmerecer a linda Tabata, que pelo visto tem projetos particulares para a Educação no Brasil, acho que ela está errada. Os projetos para Educação no nosso País têm que ser públicos. Públicos. Públicos! Se o Estado se omite, não pode cobrar impostos. Há modelos de educação paga, controlados pelo Estado que funcionam. O exemplo maior está nos Estados Unidos. Na Educação superior. O número de Prêmios Nobel nas universidades particulares americanas . Não fiz as contas, mas somem-se os da Stanford University com os da John Hopkins University e o número será expressivo. A iniciativa privada sem controle do Estado é iniciativa da privada. Puxa a descarga porque fede. E votar na reforma da previdência como essa bela deputada votou, sugere que ela está mal informada ou que não está mal informada. Políticos jovens nunca foram garantia de bons propósitos.

    1. Nem dá para responder a um leitor que se apresenta com esse codinome esculachado, mas só para deixar claro: Tabata Amaral defende uma educação pública de qualidade, e não privada.

      Como “professor da melhor universidade do Brasil”, você tem obrigação de ler direito o que os outros escrevem antes de enviar teus comentários.

      Da próxima vez, apresente-se com seu próprio nome ou o comentário não será publicado.

      1. Quaquaquá, que horror. Criatura de Deus, perdeste apenas pelo grasnar. Você deve empunhar a bandeia do marreco de Maringá.
        E o teu chefe Moro, podes grasnar sobre sua sina? Quaquaquá, já que és partidário de emendas, acentue oxitonamente. QuáQuáQuá
        com três acentos é assassinar a onomatopeia. Que tal ficar como a Tabata, sem emendas? Quá Quá Quá ! Com respeito e na boa. É sempre bom reler o Post de hoje. E o Moro? Triste! E sem quaquaquá!

      2. Eu me apresento com o nome e não é publicado, mas já entendi como funciona: coloca 30 comentários lhe elogiando e meia boca para mostrar democracia e pluralidade.

  11. Antes de falar aqui de Tábata, quero cumprimentar o articulista RK pelo brilhante e lucido post, desnudado de suas convicções pessoais , para enaltecer a qualidade desta jovem deputada, que esta mostrando a que veio. Espero que assim continue e não se renda aos caciques de seu partido.
    Imagine só comparar a jovem biografia desta moça com a enlameada biografia do presidente de seu partido, sr. Carlos Lupi e também da estrela maior do partido, o Sr. Ciro Gomes.
    O melhor antidoto para estas retalhações, é incluir na reforma partidaria, a figura do CANDIDATO SEM PARTIDO, que vai abrir mão dos recursos do fundo partidário, mas por outro lado vai declarar sua independencia, alistando-se num partido chamado “BRASIL”.
    Quero agora ver a coragem destes caciques partidarios enlameados em quase todos escandalos financeiros de gatunagem de recursos publicos, ousar expulsar a jovem deputada. Serve também para todos os demais que contrariaram seus partidos que fecharam questão sobre a reforma. Embora devagar, o Brasil vai mudando sua cara, livrando-se de velhos caciques que não pensam na patria amada Brasil.

  12. Lamentável que a jovem e neófita tenha cometido tamanho erro, tanto político quanto eleitoral, para apoiar uma monumental trapaça previdenciária para levar mais água ao moinho dos mercados financeiros. Talvez a jovem astrofísica estivesse no mundo da Lua e tenha esquecido que vive no país da Casa Grande.

    1. A Casa Grande ainda ruirá. Simples, assim. Renovar com transparência! Tabatas e mais Tabatas sonhem pelo Brasil. Tabata precisa de apoio. Kotscho garimpou um diamante e reportou a história na Folha. Em lapidação o novo tesouro. Alto quilate. É preciso dar o primeiro passo, resgatando a oposição fracassada. Mudá-la, eis a questão, ou mandá-la para Harvard. Vai, Tabata. Entre os pobres e miseráveis excluídos pela Casa Grande, há outros tesouros.
      Educação para todos. Moro condenou sem provas e escolheu um lado do processo. Ele é fruto podre da educação da Casa Grande. Ninguém merece ser “julgado” pelo desequilíbrio de Moro, inclusive a elite dominante. Esta, treme ao pensar num “exército de Tabatas”.

  13. No Congresso tem as exceções.Nem todos são iguais em ideologia e quando tomam uma decisão individual ,assume.Se o lobo do PDT expulsar a Tabata do partido não faltará partidos interessados numa parlamentar promissora.

    1. Esse lobo não é bobo. O partido dele não joga ouro fora.
      Tabata em breve será a bandeira da moralidade, coragem e transparência.
      Será que o povo larga a ceva, o samba e a bola para lutar por Justiça e bem comum da Nação rica de natureza e ideias? O país parece um trem desembestado, sem freios e se aproximando da curva da morte. Piui, piui ,piuiiiii !

  14. Caro Kotscho,
    concordo que linchar a Tabata não vai alterar o resultado acachapante e que isso poderá jogá-la no colo da direita (muito provavelmente do velho Novo). Mas admitamos que não foi nada coerente da parte dela esse voto. Assim como não foi coerente o voto de outros 8 deputados do PSB. Fechar questão contra esse desmonte que é a reforma aprovada na câmara é uma posição, no meu entender, fundamental para a luta contra a destruição que está sendo proposta pelo governo (e que vem desde o Temer). Se ela for expulsa do PDT, será por um motivo bastante lógico.
    Acredito que algumas pessoas foram duras nas críticas a Tabata porque ela estilhaçou a imagem de esperança e renovação que representava para muitos. Os outros votos “de esquerda” a favor da reforma talvez não tivessem esse apelo jovem, bem articulado que ela tem. Não quero justificar a belicosidade de parte da esquerda (não é todo mundo que faz ou fez isso). Não gosto de linchar ninguém – não condiz com minha prática política -, mas acho que de fato ela se equivocou. Ainda que seja guerreira, forte, inteligente, deu um voto contra a maioria mais vulnerável do país. Foi péssimo. E a culpa, neste caso, não é da esquerda, mas dela mesma. Agora vai arcar com as consequências, que não dependerão das críticas mais ou menos duras que vai receber do “grande público” indignado.
    Grande abraço

    1. Moro julgou assim, pra quê esse massacre? Mire o Congresso dominante e inconsequente. Jogar nas costas da menina sonhadora. Ghandi sonhou, não deu um tiro, enfrentou uma potência política e libertou a Índia. Dar exemplo à oposição usando a jovem deputada, é no mínimo, desumano. Olhe o resultado dos votos. É o jogo democrático. Ela mexeu uma peça do xadrez. Deu recado à situação e oposição. Altivez e transparência de quem está começando entre profissionais da politicalha. Ainda acredito nela, não posso dizer o mesmo de 95% do nosso parlamento.

  15. Ótimo! Só uma correçãozinha: se o guru é um tal de Olavo, ele não está na California, mas sim na Virginia (muito para meu desgosto, pois é meu “estado adotivo”, e o maldito ainda mora na “minha” cidade).

  16. “De toda forma, é melhor que grandes empresários ajudem na formação de novas lideranças do que financiem torturadores nos porões do DOI-CODI, como faziam na ditadura militar.”
    Longe de mim acusar o jornalista de má fé, mas este é um sofisma da pior qualidade.
    Quanto à Tabata, a meu ver, mais uma “bonitinha mas ordinária”, no dizer de Nelson Rodrigues

  17. Uma coisa não tem a ver com outra. É o negócio de ninguém segura a mão de ninguém? Perder a votação não deu a ela o direito de apunhalar todos homens do país em troca de migalhas para as mulheres, na velha pauta sexista. Com seu ato ajudou a enterrar milhões de homens. Ela ta se lixando pra mim? Quero que ela se exploda. He for She é o escambau.

  18. Nada justifica o voto de deputados, que se dizem de esquerda, nesta reforma que só ferra os mais pobres .Quanto a Tábata vi algumas entrevistas dela e me pareceu discurso ensaiado,mais do mesmo .
    O tempo nos dirá se ela será apenas uma bolha passageira.

  19. O que você queria que fizéssemos. Tábata, que bonito que você exerceu o direito de ferrar o povo brasileiro. Desculpe, mas você viajou nessa… Queria que as pessoas a aplaudissem?

  20. Sr. Kotscho, a poetisa Cora Coralina ensinou assim: “O saber a gente aprende com os mestres e os livros. A sabedoria a gente aprende com a vida e os humildes. “. Acho que faltou isso. Custo acreditar que ninguém explicou a ela os reflexos possíveis do encadeamento de eventos recentes: PEC do teto, reforma trabalhista, desmonte da economia, entrega das riquezas e, agora, reforma da previdência. E se prepare pois esta chegando a MP da Liberdade Econômica com a extinção do fundo soberano do Brasil e o regime especial de contratação “anticrise”.

  21. A tabata se queimou pq quis ,defendeu uma bandeira na eleição e na prática rasgou na votação isso tem nome oportunismo midiático ,não faria a menor diferença o voto dela mais preferiu ficar do lado errado,como diz o João enganador ela e a cara do psdb de fhc serra alckimim Aluízio Nunes perillo Beto richa e Aécio,ela e uma espécie de Marina Silva do pdt ,

  22. Independente? IN-DE-PEN-DEN-TE? Independente de quem? Com certeza ela é independente. Não tem uma base para prestar contas de suas ações. A sua base é o próprio empresariado. Ela merece ser sim execrada publicamente. É uma inútil.

  23. Prezado Kotscho: É verdade: “Costuma-se dizer que a vitória sempre tem muitos pais e a derrota é órfã.” E a esquerda tem que avançar, aglutinar e articular para ganhar espaço político e não começar a perder mais gente do seu quadro com pouca renovação de gente com ideias novas.

  24. Kotscho, sua análise está em linha com a de que a salvação do Brasil é “Lula Livre”…a eleição do Bozo é a prova máxima do resultado da política de personalismos….Tabata abriu mão de discutir o tema da reforma da previdência dentro do PDT para traí-lo posando de independente…..como no afastamento da Dilma, o tempo mostrará a verdadeira questão por tras da reformanda previdência….

  25. É, Ricardo essa ‘predileçao’ pela tábata ainda mais assim, nâo se justifica não mas Partido existe tambem para disciplinar as coisas, ao menos no que importa.
    Mas ate se entende: ela era, era para ser e comportar-se com um perfil mais próximo do
    trabalhismo, da imperativa distribuiçao de renda entre nós… da resistência à tomada do Estado pela elite escravagista. Essa tomada está em curso e a tal Previ tem sido sua máxima expressão. Sua opção foi outra, junto com mais sete anões do partido, os quais nao possuem coisa alguma proxima do passado dela. [veja-se q não estamos fazendo analogia com a branka.de.neve]
    Isso mais ou menos acontece como os maquis e caras de cabeça quente da Resistência francesa. No dia seguinte á retomada de Paris, os que mais foram agredidos,pisoteados fisica e moralmente e ate mortos foram os que colaboraram. Último e nao menos importante nisto, foram as mulheres francesas que por esse tempo estiveram no papel de colaboratrizes – de cama, mesa e informação dos oficiais da ocupaçâo alemã.
    Acontece.
    Ali foi logo após a vitoria e aqui foi o contrário.
    Quanto ao tamanho da derrota, ela não está delineada no seu contorno total ainda mas nao pretendemos nós, da esquerda, competir com a burra de dois ou tres bilhoes aberta e escancarada aos srs parlamentares. Eles são nisso ai imbatíveis.

  26. Se ela não tivesse participado da reunião de seu partido, o PDT que por consenso definiu que votaria contra a reforma em curso e optado por outra que preservaria os mais pobres, aí sim, o seu voto a favor poderia ter uma justificativa. Mas não, ela e mais sete desrespeitaram um acordo. Por isso, ela e os outros sete devem ser expurgados da sigla.

  27. Contraditando, Fernando Brito passando a enceradeira com palha de aço:

    “Doria tem razão: Tábata é a sua cara.
    Deve-se admitir: pouca gente tem tanta “autoridade imoral” para falar em traição quanto o governador de São Paulo, João Doria Junior.
    É bom que se lhe dê ouvidos quando diz, como registra a Folha, que a deputada Tábata Amaral “é rosto, alma e coração do novo PSDB”.
    É mais que isso, é a cara dele, Doria, caso em que não cabe falar de “alma e coração”, pois seria uma discussão sobre o nada.
    Valeu-se do sucesso pessoal para ingressar num partido político, eleger-se e, ato contínuo, agir contra ele.
    Não me cabe opinar sobre o que deve o PDT fazer, embora seja pouco prudente criar víboras na própria casa.
    Elas podem ser encantadoras, mas são mortais.”

    Então, para o Brasil do “parece mas não é” chegar um dia a ficar limpinho e transparente: pano, palha de aço ou…?

  28. Então Ricardo.
    Não sei de onde você consegue tirar estes arroubos defensivos dirigidos a quem nos trai de forma tão vil. Se podemos ter acesso a este tipo de comunicação foi por conta de muitas lutas que gente compromissada e esquecida pela história um dia enfrentou. Pra mim é um absurdo o que esta moça fez. Procurasse ela um partido que atendesse seus anseios, mas não um ligado à esquerda pra depois nos trair com tamanha desfaçatez. Eu me sinto traído, como traído fui pelos corruptos que se aninharam no PT. Porém é preciso provar e punir com clareza.
    Acho que o seu texto reflete um pouco do cansaço que qualquer um que viveu tanto quanto você pode se dar o direito de ter. Mas os que enganaram seus eleitores abrigados no guarda chuva da esquerda nós não esqueceremos. E não é uma questão de ódio. É de justiça. Que ela vá procurar a sua turma.

  29. A esquerda é boa mas é burra. Porque elevar o nome desta deputada, como estão fazendo no momento ??? Que importância tinha se ela ia votar a favor ou contra??? Mas, agindo como agiram, solidificaram o seu nome no cenário político brasileiro. Só quem ganhou com isto foi ela.

  30. Caro Kotscho:
    neste jogo rasteiro da política, em que vale tudo contra o povo, o que talvez me chama mais a atenção é o total aparvalhamento do que hoje seria a oposição. Ela existe ou o que temos é apenas um conjunto de alguns bens intencionados e outros perdidos ou defendendo seus interesses particulares?
    Abraços do
    josé maria

  31. Sr. Ricardo Kotscho, discordo de seu post. O PDT é herdeiro do trabalhismo de Getúlio Vargas, não pode ter em seus quadros alguém que atua para desmontar a legislação trabalhista e previdenciária. E não sabia que essa moça é ‘cria’ de JP Lemann, uma das figuras mais sinistras e execráveis da espécie humana. Bem ou mal, iria acabar absorvendo os “valores” da figura

  32. So hora depois de meu comentário aqui, me dei conta da barbaridade que continha ou sugeria a analogia utilizada.
    Nao, nao há base alguma para comparar o affaire das francesas colaboracionistas na ocupaçao nazista desse pais com a deputada do PDT. E me penitencio por isso. A possibilidade de analogia com Tábata se refere somente ao sentimento irreprimivel dos resistentes de ‘ terem sido traidos’ por compatriotas francesas compactuando com o inimigo no triste periodo.

  33. Chega de masturbação ideológica que nos leva a lugar algum. Afinal , a reforma era mesmo necessária? será a panacéia para os nossos inúmeros males e carências? quais os números verdadeiros , bilhão, trilhão, quanto chute, quanta esculhambação. Ao menos agora o “governo” terá outros”pobremas “para solucionar e ter de mudar a pauta , e vamos ver se a manada mansa acorda.

  34. Permita-me discordar, caro Kotscho.
    O partido fechou questão. A pessoa deputado é menor que a instituição partido. O partido é eleito primeiro, a ordem em que a bancada será composta é votada depois, ou nem isto se voto de legenda.
    É norma do sistema democrático que indivíduo parlamentar só vota segundo sua opinião em questões abertas. Em questão fechada tem que seguir a decisão do partido, que deve tê-la tomado democraticamente. Na medida que o deputado não respeita a decisão da maioria de seu partido, não presta para representar nem o partido nem o eleitor. Deve ser expulso e o mandato restituído ao partido.

  35. Parabéns, Kotscho, por colocar o dedo na ferida: a esquerda brasileira tá uma vergonha. Eu fiquei triste com o voto da Tabata, a quem admiro a sua bandeira em prol da educação. Considero um enorme equívoco a decisão, e sobretudo um desrespeito com a posição do partido. O PDT que já foi muito mais combativo, o PDT do saudoso Leonel Brizola, não merecia que seus deputados votassem a favor de um projeto encaminhado por esse governo cuja pauta é destruir o Brasil. Mas o linchamento que você apontou realmente é uma maneira de a esquerda fugir à sua responsabilidade, terceirizar o seu fracasso retumbante. Ressalte-se: vários deputados (VÁRIOS!) postaram nas redes sociais que o governo não tinha nem sequer 300 votos! Ou são mentirosos ou são péssimos articuladores – é difícil apontar qual a alternativa é pior. Foi uma goleada vexatória, que sinaliza o quem vem de ruim para o campo progressista nas eleições municipais.

  36. Partido é partido.
    Tem seu ideário.
    Tem seus estatutos.
    Tem sua plataforma política.
    A pessoa, quando escolhe um Partido com seriedade, deve escolher o Partido com o qual se identifica e com o ideário no qual acredita.
    Questões trabalhistas estão na História e no cerne do PDT.
    Tábata Amaral deve ter escolhido o Partido errado para ela.
    O PDT tomou uma decisão em assembleia.
    Tabata contrariou esta decisão.
    Por tudo isto, acho que o PDT está correto.
    A gente acha estranho a posição do PDT frente aos 8 parlamentares que contrariaram a decisão da assembleia, porque, no Brasil, a maioria dos partidos é um ‘liberou geral’, age por conveniência e não segundo a ideologia que defende nos seus estatutos!
    Daí, quando um deles quer fazer valer o correto, nós assistimos tanta polêmica para o que não deveria espantar.
    Se Tábata não concorda com o PDT, Tábata está no Partido que não deveria ser o dela!

  37. “aah, mas a história de vida dela”
    E daí que ela veio da favela? O Fernandinho Beiramar também veio, uai! Que argumento é esse? Vamos defender o Beira-Mar também? Isso por acaso muda o fato de que 80% da “economia” com a reforma que ela aprovou será concentrada nos benefícios daqueles que ganham até 2.000 reais? O fato de que ela veio da favela muda o fato de que pessoas da favela serão as mais afetadas pela reforma que ela aprovou?

    “Ah, mas oito deputados do PDT também votaram a favor da reforma da previdência e não foram assim criticados” .

    É claro, não têm a visibilidade pública que a Tábata conquistou através do financiamento do Lemman e seus think tanks.

    “Aah, mas e quando ela falou aquelas coisas pro ministro da educação?”

    Uai, por acaso cobrar resultados de uma gestão faz de alguém mais ou menos louvável? Isso é obrigação. Até o Tiririca faz!
    E se o ministro tivesse mostrado metas de reduzir custos com os alunos do ensino superior até o fim de determinado prazo? Isso seria o suficiente para sanar todos os questionamentos que ela fez, tomando a educação simplesmente como números e metas, uma concepção tecnocrata da educação. O golpista do Cristóvão Buarque fez muito mais que isso, e ainda é um golpista. Muitas deputadas tiveram falas e posicionamentos muito mais contundentes e pertinentes e não tiveram a mesma projeção midiática que Tábata teve. Por que? Por que ela desperta apoio unânime entre a grande mídia?

    “Aah, mas ela fez curso em Harvard.”

    Fez um curso de verão que até o Dr. Ray já fez também! E mesmo que fosse um curso formal, e daí? Isso muda os efeitos da reforma que ela aprovou?

    A questão não é o que ela acredita ou deixa de acreditar, é óbvio que não foi por culpa do voto dela que a reforma foi aprovada, ninguém pensou ou defendeu isso, o texto é extremamente desonesto quando o insinua .

    A questão é que o voto de Tábata deixou claro, claríssimo, mais claro que as águas do rio preguiça, que ela representa uma tentativa perniciosa de domesticação e cooptação das forças políticas populares pelas grandes corporações.

    Quando o Bozo fala uma merda, todo mundo que é de esquerda sabe que isso é uma merda e rejeita esse discurso, porque sabe a quem ele serve. Quando alguém que se apresenta como renovação na esquerda defende a mesmíssima coisa, isso não desperta a mesma rejeição, e é por isso que é tão pernicioso.

    Querem fazer aqui no Brasil uma esquerda aos moldes estadunidenses, uma esquerda que não incomoda os donos do poder real sob o signo da novidade.

    Tábata se vendeu como uma “renovação”, e que renovação é essa que condena milhões de trabalhadores ao empobrecimento?

    Seu voto demonstrou cabalmente do que se trata esse ufanismo “renovador” que foi tão forte nas últimas eleições: ás vezes é preciso mudar tudo pra que as coisas fiquem iguais!

    Sem contar que o texto demoniza a coerência e fidelidade partidárias, como se votar contra os princípios fundamentais de um partido trabalhista (que ela livremente decidiu se filiar) fosse um ato libertário!!
    Uai, então porque ela entrou pro PDT? Fosse pro NOVO de uma vez!

    Olha, por essas e outras que não concordo com essa conversa de fogo amigo. Só seria fogo amigo se a crítica partisse do Luciano Huck.

  38. Caro Kotscho, desta vez não concordo com você. O partido fechou questão na convenção pelo voto contra a reforma da forma como está, em que os que ganham até $2.000,00 é que vai pagar o pato, enquanto não tira previlégio de quem realmente consome o dinheiro da previdência ( DRU, militares, juízes etc). Ela traio o seu eleitorado e a orientação do partido, portanto deve ser expulsa.

    1. Anaximandro, exatamente o que você escreveu sobre a reforma da Previdência eu venho repetindo há vários meses aqui no Balaio.
      Só discordo da forma como a esquerda reagiu ao voto da Tabata. Não é assim que vamos melhorar a imagem que a oposição tem hoje no eleitorado.

  39. “É normal e natural se falar muito de Tábata Amaral.
    Não venha com esse cinismo e ar de superior de dizer que não entende os motivos de se falar tanto do voto dela. Isso acontece por um motivo simples: ela é o principal símbolo de um projeto liberal de domesticação da esquerda a partir de fundações e institutos empresariais. É o modelo do século XXI da clássica relação corrupta e podre entre a esquerda da ordem, notadamente o PT, e as empreiteiras. Tem que falar muito mesmo !’

  40. Kotscho, admiro o seu trabalho e vou continuar a admirar, mas penso q a menina votou no q seu padrinho político mandou, e não o partido, o voto dela vai ajudar a milhões a não ter aposentadoria e ficar sem estudos, ela votou com os banqueiros e deixou os mais humildes chupando o dedo. Quanto a linchar também não concordo, mas dizer q ela tem algum amor pelos mais humildes, isso ela não tem!

  41. Esse 7 X 1 eu gostei. Foi uma goleada m cima de calhordas da politicalha nacional. Um exemplo. Afinal, ela representa seus eleitores, que certamente não se esquecerão dela. Valeu.

  42. Já tinha desistido das duas seitas, a do “mito” e a do “ídolo”, mas esse POST me deu alguma esperança!
    Mais Tábatas e menos Joices!

  43. Notei dua coisas.
    Uma que a harvardina ja escreveu um artigo na Folha de sampa falando de amarras ideológicas.
    Ela nao tinha ideologia alguma antes. Nunca disse se o Estado num pais medianamente pobre deve estar presente ou não na economia e proteger os mais fracos ou não usando o orçamento.
    Outra e notavel é que chamou o seu partido de “sigla”

  44. Eu não preciso apertar a mão da Tabata Amaral pra saber que ela traiu seus eleitores, ninguém vota em alguém que se diz de esquerda para votar a favor de uma reforma que preserva os privilégios de politicos e militares que se aposentam na chamada integralidade, e dificultam e reduzem os valores das aposentadorias daqueles Trabalhadores que acordam de madrugada e são abrigados a contribuir por 35 anos para previdência quando conseguem se aposentar muitas vezes mal dar para comprar comida e remedio, ai quando se faz uma reforma os principais prejudicados são exatamente estes que vão ter que contar moedas para não passar fome, ai alguém que se elege com o discurso de combater as desigualdades vem a publico falar que este modelo de reforma é justa! Pra min isso é uma ofensa aqueles que a elegeram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *