Desconstrução do Brasil a galope: menos médicos, menos empregos, menos casas, mais miseráveis

Desconstrução do Brasil a galope: menos médicos, menos empregos, menos casas, mais miseráveis

Jair Bolsonaro está cumprindo o que prometeu: a desconstrução do Brasil segue em ritmo desembestado.

Parece que o país foi invadido por um exército de extermínio para não deixar pedra sobre pedra.

Num dos seus primeiros gestos de insanidade, o capitão alucinado expulsou do país os médicos cubanos porque eram comunistas (de direita ou de esquerda?).

Manchete da Folha desta quinta-feira conta o que aconteceu depois da invasão dos vândalos em Brasília:

“Em três meses, Mais Médicos tem 1.052 desistências após saída de cubanos”.

O programa Mais Médicos do governo de Lula agora virou o Menos Médicos de Bolsonaro, que está implantando também o Menos Empregos, Menos Casas, Menos Radares, Menos Comida e Menos Vergonha na Cara.

Sem nenhum plano de governo ao tomar posse, a não ser acabar com a Previdência pública, o comandante do bolsonarismo em marcha resolveu detonar todos os programas sociais dos governos petistas, um a um.

As obras do Minha Casa Minha Vida estão todas sendo paralisadas por falta de pagamento, e multidões de miseráveis dormem nas calçadas das cidades.

A violência grassa por toda parte dentro do programa Mais Mortes, com as polícias liberadas para matar. E o plano Moro ainda nem entrou em vigor.

Sem radares e lombadas, que o capitão mandou tirar das estradas, muito mais gente vai morrer, mas estamos livres das multas.

Se algum guarda multar, será demitido, como aconteceu com o fiscal do Ibama que pegou Bolsonaro em flagrante pescando onde era proibido.

Só quem está com o emprego garantido é aquele inacreditável ministro da Educação, o colombiano que não sabe falar português, mas vai mudar os livros didáticos, para defender o Golpe de 64.

Para onde se olha, é só terra arrasada.

Em nome da “nova política”, Bolsonaro vai receber hoje os presidentes dos partidos que ele detonou na campanha: Jucá, Kassab, Alckmin e companhia bela.

Assim segue o baile de mascarados, ao som dos latidos nas redes sociais, que agora querem comprar briga com o Hamas e expulsar russos e chineses da Venezuela.

Com o Itamaraty em chamas e o chanceler caçando inimigos por toda parte, o próximo alvo é o IBGE dominado por comunistas que não entendem de estatísticas.

Daqui a pouco, vai faltar general para controlar tudo, de acordo com os gostos do capitão afastado do Exército aos 33 anos, por indisciplina e problemas de saúde mental.

Quem está se divertindo muito em Brasília é só o velho Centrão de Eduardo Cunha, assistindo de camarote ao massacre de Paulo Guedes e as trombadas dos indigentes “articuladores políticos” do governo, comandados por majores, coronéis, generais e delegados, e um sujeito muito esquisito chamado Onyx Lorenzoni.

Mercado, mídia, bancadas do boi, da bíblia e da bala, e todas as guildas que bancaram e levaram Jair Bolsonaro ao Palácio do Planalto, já estão todos perdendo a paciência.

Assim também já é demais!, devem estar todos pensando, depois que a nova ordem decretou que o nazismo é invenção da esquerda e a terra é plana.

Só falta o chanceler acusar o Papa Francisco de ser ateu, além de comunista, é claro.

E ainda nem chegamos aos 100 dias da lua de mel, até aqui uma eternidade de pesadelos.

Como tenho escrito, isso tem tudo para não acabar bem.

De que forma e quando vai acabar, ninguém sabe.

Façam suas apostas.

Vida que segue.

 

19 thoughts on “Desconstrução do Brasil a galope: menos médicos, menos empregos, menos casas, mais miseráveis

  1. “MENOS MÉDICOS MAIS MILICOS!”
    Eu não disse? A caricatura vem sendo superada pela realidade, essa é a verdade…
    Abraço abraçado nesse Balaio

  2. Achei muito pertinente sua comparação de Bolsonaro com os Vândalos, tribo germânica de bárbaros, que jogou a pá de cal no Império Romano.

  3. Caro amigo Kotscho,quando o bozo disse após a eleição que o brasil precisava ser desconstruido( destruido na verdade) para depois ser recosntruido por ele, não estava brincando não, nestes 3 primeiros meses deste desgoverno,vimos que a incompetência dos ministros (sinistros),a insanidade do bozo e seu astrólogo boneco olafo, aliado a inercia da oposição,estão realmente destruindo o brasil!!
    É triste ver o brasil definhar nas mãos de pessoas insanas!
    É triste ver somente os blogs independentes fazer oposição de verdade contra este desgoverno!
    É triste ver o sinistro “chuchuca” querer que os pobres paguem o rombo da previdência!
    Tudo muito triste mas continuo na resitência!
    Força amigo! Estamos juntos na resistência!

    1. Dizem que numa tal “Lei de Murphy”, nada que pode estar tão ruim que não possa piorar.
      Os brasileiros levaram à risca: trocaram a dupla “Dilma/Temer pela dupla Bolsonaro/Mourão!
      Difícil opinar sobre a nocividade do “Quarteto Desastroso”!
      Antes que um desavisado questione, onde estava o povo que não impediu essa insanidade?
      Bem, estava insanamente agindo para elegê-los!
      De certo é para atender o ditado que diz que “Cada povo tem o governante que merece”
      Não tinha idade para lutar pelas “Diretas já”, mas diante da maioria das escolhas feitas desde então, posso imaginar uma certa decepção de quem o fez!

  4. Ponto final.
    (Ao Bispo de Roma e rebanho)
    I
    Volta a elite dominante,
    Direita vem à luz.
    Trincheira do silêncio,
    Democracia em perigo.
    II
    Professa o Papa,
    Bispo de Roma no confessionário.
    Governar para os pobres,
    O crime de Lula.
    III
    Veio à luz o rebento sucessor,
    Nada de preocupação.
    Ele não tirou a estrada de perto do radar!
    Ainda.
    III
    Este país tem povo.
    O rebento revela seu legado.
    Eis o perigo.
    História com mais de um ponto final.

  5. Mestre, sejamos mais justos com o estagiário a presidência, afinal também criou o mais armas, mais mortes, mais violência, mais ódio, mais milícia, mais laranjas, mais sabujice, mais entregas, mais desemprego, mais PNB dos pobres, mais os filhos, mais fake-news, mais estupidez, mais trump & bannon, mais moro & tchutchuca, mais militares, mais conflitos sociais e, a cereja do bolo de seu desgoverno, o mais menos, talquei?

  6. “Só falta o chanceler acusar o Papa Francisco de ser ateu, além de comunista, é claro.”
    Essa foi a melhor!!! ri muito. É possível ainda que o acuse de ser gay (já que usa batina).
    Me desculpem a forma de encarar, mas não dá pra ser sério com esse desgoverno. Fatalmente a razão nos mataria de desgosto. Acho que me resta o afastamento dessa triste realidade, até que melhore.

  7. É mais fácil ser autoritário com a população deixada no caos, deseperados a ralé vai pedir mais mili-cof-cof policia. E vão conseguir, cada vez mais e mais.
    Vai faltar água com tanta mão pra molhar, ainda bem que temos o rio amazonas.

  8. Prezado Kotscho: Sinceramente, não entendi direito porque o ministro da Economia cuspiu marimbondo por ser chamado de tchutchuca. Será que tem alguma mensagem subliminar que não estou entendendo? “É que a televisão me deixou burro, muito burro demais / E agora eu vivo dentro dessa jaula junto dos animais / Ô cride, fala pra mãe / Que tudo que a antena captar meu coração captura / Vê se me entende pelo menos uma vez, criatura!”(Televisão, Titãs).

  9. Tem que vir mesmo a Reforma para acabar de vez com esse ódio que tomou conta do país. Falam-se em esquerda e direita mais como cérebros despreparados, como se fosse discussão política fosse unicamente ideologia partidária. Precisaria de mais Platão, de 350 a.c., para discorrer sobre a República e a Política. Afinal, a maioria dos ditos “intelectuais” não sabe votar nem para vereador, que dirá presidente!

  10. Márcia, estamos atingindo em tres meses o perigeu da república e da glória da nação.
    Para onde quer que olhemos, a paisagem é de pasmo, asco, incredulidade e vergonha.
    Os historiadores do futuro vão ter problema: como eles adjetivarão, com o que hão de comparar, este período indescritível?
    Goiabeiro, ernestino, tchuthucófilo, moromessiânico, pre.colombiano ?

  11. Kotscho, conheci um haitiano, falava 4 idiomas e aqui trabalhava na coleta de lixo. Esta se mudando pro Chile, diz que conhece bem este ciclo vicioso, mais pobreza, mais repressão, mais revolta, mais mortes.

  12. A piada do mundo em 2019.
    Em neurônios: cerca de cento e dezesseis milhões escolheram Bolsonaro. Parece hoje que iriam com o Capitão contra qualquer outro candidato.
    A descrição do Kotscho é corajosa e precisa: é possível “perder” um país e foi o que deixamos acontecer.
    Intrigada: Moro é paradigma para os juízes em pesquisa recente da sua associação. Curioso: como seria possível defender em fóruns jurídicos internacionais a figura de um juiz tecnicamente habilitado emprestar sua reputação interna para salvar o prestígio, em declínio precoce e acelerado, de um governo da extrema direita? A extrema-direita da extrema-direita mundial juridicamente assistida. Tem algo estranho: lá fora, fulanos não podem dizer de peito aberto o que professam aqui dentro! Não pega bem endossar milícias e o sniper letal infiltrado sorrateiramente na mesma na sala global em que se respiram Direitos Humanos.
    O desfiguramento da promissora lava-jato inicial: a peça no espaço que se solta da engrenagem da democracia e de forma imprevista entra em rota de colisão com esta; um estado autoritário dentro-do-estado, antecipando ponto por ponto o encurralamento anti-democrático feito pelo governo atual, encontra hoje a melhor fotografia da sua gênese nesta proto-tirania errática e cambaleante, sustentada com créditos hipermorais emprestados.
    Nós deste amplo arco da esquerda democrática e do centro liberal (miopia impagável do zap-detratores: os “inimigos passivos” e comunistas da mídia junto com o nazismo“socialista” de esquerda) viramos os hereges impuros ; eles, cruzados da salvação, os erradicadores de todo o mal. Bem intencionados, os brasilianistas erraram quando disseram que o Brasil não era para iniciantes: este país se tornou auto-explicativo ao extremo. Fica quase sem sentido e redundante criticar o governo caricatural quando ele se encarrega da desmoralização de si mesmo. E o que pensam os apoiadores? O Congresso desafia o “nosso” mito, o STF quer colocar limites contra-majoritários, então mostrem músculos e fuzis para prender o Temer. Recadinho e timing como na delação do Palocci.
    Quem não enlouqueceu ainda que sente para conversar. O Brasil não é deles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *