CNN e Record apresentam credenciais e Globo faz jornalismo sobre Bolsonaros

CNN e Record apresentam credenciais e Globo faz jornalismo sobre Bolsonaros

Como já era de se prever, os donos da CNN Brasil, anunciada no começo da semana, apresentaram nesta sexta-feira suas credenciais ao presidente Jair Bolsonaro, como fazem os novos embaixadores que chegam ao país. A audiência não constava da agenda presidencial.

Logo depois, também entrou no gabinete presidencial do terceiro andar do Planalto, em audiência agendada, a cúpula da Record, para apresentar seu novo diretor de jornalismo, indicado no lugar de Douglas Tavolaro, que vai comandar a CNN Brasil.

No mesmo dia, o Jornal Nacional deu um furo jornalístico denunciando as descobertas do Coaf sobre as movimentações financeiras suspeitas de Flávio Bolsonaro, senador eleito, que se escondeu no foro privilegiado do ministro Fux.

Estes três movimentos simultâneos têm muito a dizer sobre como será o relacionamento da nova ordem com a imprensa.

O capitão reformado já deixou bem claro, antes mesmo de tomar posse, que divide a mídia entre os amigos que lhe prestam vassalagem e aqueles que simplesmente fazem jornalismo.

No primeiro grupo, destacam-se a Record, de Edir Macedo, e o SBT, de Silvio Santos, que funcionam quase como emissoras oficiais do governo, ao lado de redes de emissoras de rádio.

Caso a CNN Brasil siga pelo mesmo caminho, a Globo terá que enfrentar sozinha a ira dos bolsonaristas adoradores do “Mito” ou mudar sua política editorial.

Com o Judiciário e o Congresso aparentemente sob controle até o momento, a oposição em frangalhos e a sociedade civil ainda de férias, restarão apenas alguns órgãos de imprensa para fiscalizar e denunciar os desmandos do governo, que se multiplicam em ritmo assustador a cada dia.

Por enquanto, o bolsonarismo apenas ameaça quem não lhe bater continência, com retaliações e cortes de verbas de publicidade oficiais, mas este pode ser apenas o primeiro passo para intimidar empresas e jornalistas.

Já circulam há tempos nas redes sociais listas de profissionais “malditos” das artes e da imprensa, genericamente tachados de “vermelhos”.

Como os aliados do governo na mídia se comportarão agora, diante da grave denúncia veiculada pela Globo no JN, de que Flávio Bolsonaro recebeu 48 depósitos em dinheiro, no valor de R$ 2 mil cada, em apenas cinco dias?

Segundo o relatório do Coaf, por terem sido feitos de forma fracionada, os depósitos levantaram a suspeita de ocultação da origem do dinheiro.

A defesa de Flávio Bolsonaro alega que os procuradores do Ministério Público agiram de forma ilegal e pedem, simplesmente, a anulação das provas e o fim das investigações.

Um dos muitos mistérios nesta história é quem está fazendo a defesa do filho do presidente porque até agora não apareceram os nomes dos advogados que conseguiram a liminar de Luiz Fux.

Para juristas e ministros dos tribunais superiores foi um tiro no pé porque, se o processo ficar no STF, terá que ser acionada a Procuradoria Geral da República.

Quer dizer, federalizaram o escândalo que estava localizado na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro, onde encontraram movimentações atípicas de R$ 1,2 milhão nas contas do PM motorista Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro.

O relator do processo no STF, ministro Marco Aurélio Mello, já avisou que vai jogar a liminar de Fux no lixo quando voltar ao trabalho, no dia 1º de fevereiro, devolvendo o processo à primeira instância.

Tudo faz lembrar o célebre caso do motorista Eriberto e da Fiat Elba que acabou levando ao impeachment de Fernando Collor, dois anos após a posse.

Agora, o rolo das contas suspeitas da família do presidente e seus assessores estourou logo no início do governo Bolsonaro, e ninguém sabe onde isso vai parar.

A diferença é que o Coaf agora está sob o comando do superministro Sergio Moro, aliado de primeira hora do bolsonarismo, que esta semana sumiu de cena e ainda não se manifestou sobre o imbroglio que une as famílias Bolsonaro e Queiroz.

Bom final de semana.

Vida que segue.

 

20 thoughts on “CNN e Record apresentam credenciais e Globo faz jornalismo sobre Bolsonaros

  1. O caso do filho do Bolsonaro é semelhante a uma infecção. Se não for combatida no tempo certo (isto significa jogar o “moleque” logo para os leões e que ele pague pelos malfeitos) pode virar uma infecção generalizada e evoluir para a septocemia e ai arrastar a familia toda para o imbrolio
    A ida o STF ja foi um verdadeiro tiro no pé, para quem sempre pregou o contrário do que fez.
    O próprio Lula cometeu este mesmo erro de partir para a negativa, não sei de nada , e por ai a fora… deu no que deu.
    A melhor coisa que ele deveria fazer é partir logo para a delação premiada e entregar toda a podridão da ALERG, que assim como ele, era (ou ainda é) pratica recorrente de desvio de dinheiro publico, cada qual com o seu “Queiroz”
    Pau neles

  2. Por falar em mudanças no perfil televisivo em relação à politica atual, estou estranhando neste Blog, que é reduto dos combatentes à GLOBOLIXO, e agora tem até propaganda do BBB.. com link para experimentar. Os tempos mudaram?

    1. Jose Antonio, você precisa se informar melhor sobre o funcionamento das redes sociais.
      As propagandas publicadas aqui são de inteira responsabilidade do Google, que me paga uma merreca para cada anúncio que entra no blog, mas sempre ajuda a pagar as despesas.
      Aqui não tem “combatentes” de nada, mas apenas comentaristas que exprimem livremente suas opiniões. Tome tenência.

      1. Que ótimo. Kotscho, depois da Casa do Porco, e sem pausa, tua pena continua alerta, de plantão e mais temperada. José Antônio, no Post anterior, o Balaio divulgou o endereço da Casa do Porco. O movimento deve ter aumentado, mas passe por lá, “desarme” o espírito, abandone a cartucheira e calibre a tenência. Muita paz, amigo.

  3. Tomara que não vire pizza, a hora é de mostrar que a justiça nesse país não tem dois pesos e duas medidas, e se as investigações realmente acontecer vão encontrar muitas outras falcatruas inclusive do pai de todos. Vamos aguardar.

  4. Claro que pela precocidade, surpreendem, Mestre, mas esses odores nauseabundos expelidos pelo governo eleito via oportunismo, engenharia e maquinaria, golpista da Classe Econômica Dominante, são apenas sinais do desastre que se anuncia em relação ao futuro do país, ocupado em nome de Deus e do patriotismo ‘refúgio dos canalhas’.
    Para quem não enxerga o futuro desastroso que nos destinam, se não resistirmos, basta ler, “A metamorfose da insignificância”, de Nilson Lage, no ‘Tijolaço’ e ‘GGN’ do Nassif, assim concluído: “(…) O único objetivo do regime em implantação é destruir o país que havia. O novo terá muitas farmácias, enormes lojas de quinquilharias, milícias e bangue-bangue: se imaginará branco, pertencerá à ganância e será gerido com base em interesses externos. Não pretende nada, não construirá nada, não quer ser nada – apenas um campo de combate enorme, onde lutaremos todos, do berço ao túmulo, uns contra os outros e pela sobrevivência de cada qual.
    Indefesos, apenas individualmente armados.”

  5. Prezado Kotscho: Se “Agora, o rolo das contas suspeitas da família do presidente e seus assessores estourou logo no início do governo Bolsonaro, e ninguém sabe onde isso vai parar.”, pergunto: será que não poderia parar no impeachment do presidente ou ainda não existe material para isso?

  6. Nossa, mari, isso mesmo voce apenas enxergava melhor entre a neblina.
    Como mencionou de passagem o GGN só falta que apareça uma conexão entre
    as contas do assessor Fabricio, que era PM, e algum fluxo de renda das milicias do RJ.
    Nao afirmo isso de modo algum, seria leviandade e irresponsabilidade. Apenas se sabe que se por acaso se verificasse, teriamos o fim rapido desta fase. Mas talvez não da tragédia infelizmente.

  7. Impicharam Dilma, tivemos que aguentar Temer por quase 3 anos. Tirar o Bozo, o Brasil não aguenta 4 anos de morao/mourinho. Com a liberação da posse e porte de armas, vai explodir. O dono da Havan vai ser o primeiro a fugir.

  8. O império dos Marinho surgiu com o patrocínio do Grupo Time Life em 64 na esteira do golpe militar.
    Coincidentemente, há um poderoso grupo estrangeiro disposto a apoiar a volta dos militares ao centro decisório do poder. Há também forte semelhança entre o Ipiranga Guedes e o Delfim; ambos superministros da economia. Sem falar o quanto Médici e seus métodos encantam o novo “messias” e seus discípulos do dízimo.

  9. Sempre acreditei e faz um tempo, na capacidade de Eder Militão, de ser um dos melhores defesas do mundo. Cego mesmo era o Tite e de pouca visão os cartolas do Morumbi.
    Esperto é o FC Porto, como ha anos vem provando.
    Há alguns meses ruge feroz a luta entre o City, United, Madrid e PSG para contrata-lo bem como entre alguns empresários, entre eles o voraz Bertolucci. A pechincha de 50 MI de euros que o Madrid ja costurou e apalavrou com clube e jogador antes que os ingleses subissem a ripa. O seu SPFC ficará, ainda bem, com 10 pct.

    1. Quem merece todos os elogios é o staff do Militão, ou seja, seus empresários e sua assessoria de imprensa. Nunca um jogador tão mediano esteve sob tantos holofotes. Não acredito que todas essas “notícias” sobre ele sejam espontâneas, assim com as “novidades” sobre Pato e Vinícius jr…E tem mais: o Porto deve estar envolvido em um esquema muito “sofisticado” de revenda de jogadores, pois só um ingênuo acreditaria que apenas o time português é “esperto” nessas transações e que todos os outros envolvidos, times europeus e empresários inclusos, sejam idiotas.! Desde a venda do grosso do Hulk para o Zenit que, pelo menos para mim, a máscara do Porto caiu…Nesta história, infelizmente, não há muito diferença dos clubes brasileiros para os índios que aqui estavam e foram esfolados pelos portugueses assim que o Brasil foi descoberto.

      1. Existe um bom lugar para o jovem cucaracha se adaptar e ele é o Porto. Por motivos variados, alguns dos quais tão na cara.
        Quanto a qualidade de Militão, tambem o Casemiro ‘não a tinha’ – no futuro veremos.

        1. Respeito sua opinião, mas a minha é completamente diferente…No que se refere à venda de jogadores está na cara que o Porto é “apenas” parte de um esquema muito mais abrangente e me arrisco a dizer que o clube português nem é o maior beneficiado pela falcatrua, ele é apenas uma “ponte”. O futebol de Portugal está no 3º escalão da Europa e o fato de algum jogador se destacar lá não quer dizer nada! Quanto ao Casemiro, depois da badalação marketeira ele já está de volta ao nível mediano que sempre ocupou e dentre poucos dias estará esquentando banco no Real…

  10. CNN, Globo e Record não estão preocupadas com o “jornalismo”. E qualquer uma delas, se estiverem garantidas no desgoverno Bolsonaro, querem mais é que o Brasil e os brasileiros se danem!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *