Browsed by
Mês: janeiro 2019

Até o porta-voz é general: militarização em marcha do governo Bolsonaro

Até o porta-voz é general: militarização em marcha do governo Bolsonaro

Nos governos militares, que não deixaram saudade para os democratas, os porta-vozes e secretários de imprensa costumavam ser civis. Eram escolhidos entre jornalistas ou diplomatas. Foi assim também nos governos pós-redemocratização. Para se ter uma ideia, o secretário de imprensa do general Costa e Silva, aquele do AI-5, era meu amigo Carlos Chagas, um jornalista do maior respeito, comentarista político dos principais jornais e TVs do país. É verdade que também tivemos Alexandre Garcia, aquele ex-Globo, como porta-voz do general…

Leia Mais Leia Mais

Com Maia, Renan e Toffoli, governo tem campo livre no Congresso e no STF

Com Maia, Renan e Toffoli, governo tem campo livre no Congresso e no STF

Jair Bolsonaro não terá de enfrentar as mesmas dificuldades de Dilma Rousseff no Congresso Nacional e no Supremo Tribunal federal. Tudo caminha para uma grande aliança entre os poderes, capaz de fazer aprovar tudo o que o governo quiser, ao contrário das pautas-bomba de Eduardo Cunha. O apoio declarado do PSL governista a Rodrigo Maia na Câmara; a aproximação de Paulo Guedes com Renan Calheiros no Senado e as declarações para lá de amistosas de Dias Toffoli sobre a liberação…

Leia Mais Leia Mais

Overdose de bolsonarismo em marcha: 11 dias que abalaram o Brasil

Overdose de bolsonarismo em marcha: 11 dias que abalaram o Brasil

Tudo o que podia acontecer de pior já aconteceu, como se podia prever, mas sempre dá para piorar. Foram só 11 dias até agora, e a rebordosa foi tão grande, que mais parece final do que início de governo. Nas redes sociais, multiplicam-se mensagens de gente que não consegue mais dormir com medo do amanhã. É até difícil catalogar todas as atrocidades e barbaridades já cometidas pelo novo governo, em marcha acelerada de insanidade. E ainda nem entraram em campo…

Leia Mais Leia Mais

O filho de Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

“Cada grupo de interesse pegou um pedaço, uma teta, sempre perguntando o que podia tirar. Nosso grupo tem outra mentalidade” (Paulo Guedes, ministro da Economia, ao dar posse a presidentes de bancos públicos no Palácio do Planalto). *** No mesmo dia, o presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, promoveu e triplicou o salário do funcionário Antônio Hamilton Rossell Mourão, que passou a ganhar R$ 36,3 mil por mês. Rossell Mourão vem a ser filho do general Hamilton Mourão, que tomou…

Leia Mais Leia Mais

O desafio de provar que está vivo para quem tem dificuldade de andar a pé

O desafio de provar que está vivo para quem tem dificuldade de andar a pé

A distância continua a mesma, apenas três quarteirões, mas a cada ano aumenta minha dificuldade de andar até a agência bancária para fazer “prova de vida”. Como ninguém pode fazer isso por mim, não tenho mais carro e fica chato pegar um táxi para percurso tão pequeno, encarei mais uma vez o desafio. Em vários acidentes de percurso na longa estrada da vida, já acumulo fraturas nos dois joelhos e nos dois braços, entre outras quebraduras, o que me deixou…

Leia Mais Leia Mais

Para esconder trombadas na economia, Bolsonaro vai ao Twitter chutar Haddad

Para esconder trombadas na economia, Bolsonaro vai ao Twitter chutar Haddad

A tática é manjada, mas assim é a “nova política” do bolsonarismo para engabelar sua galera de fanáticos No dia seguinte à monumental confusão que provocou no meio político, ao trombar com sua equipe econômica, em vez de se explicar e pedir desculpas, capitão Bolsonaro voltou ao ataque. Acompanhado dos filhos, foi ao Twitter e disparou uma mensagem atrás da outra sobre assuntos os mais diversos, sem tocar no principal: as mudanças nos impostos que anunciou, ao assinar  decretos sem…

Leia Mais Leia Mais