Já apareceu um PC Farias dos Bolsonaro? Coaf investiga R$ 1,2 milhão

Já apareceu um PC Farias dos Bolsonaro? Coaf investiga R$ 1,2 milhão

Reportagem de Fábio Serapião, publicada no Estadão desta quinta-feira, informa: “Coaf relata movimentação atípica de ex-assessor de Flávio Bolsonaro”.

Relatório do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) apontou movimentação atípica de R$1,2 milhão, no período de 12 meses, na conta do PM Fabrício José Carlos de Queiroz, assessor parlamentar, motorista e segurança do deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro, que foi exonerado entre o primeiro e o segundo turno da eleição de outubro, quando a eleição já parecia decidida a favor do capitão reformado.

O documento foi anexado pelo Ministério Público Federal à investigação que deu origem à Operação Furna da Onça, que levou à prisão dez deputados estaduais no Rio.

“O Coaf informou que foi comunicado das movimentações de Queiroz pelo banco porque são incompatíveis com o patrimônio, a atividade econômica ou ocupação profissional e a capacidade financeira do ex-assessor parlamentar”, segundo a reportagem do Estadão.

Foram encontradas na conta do ex-assessor parlamentar transações envolvendo dinheiro em espécie, embora Queiroz exercesse uma atividade cuja “característica é a utilização de outros instrumentos de transferência de recurso”.

Queiroz ganhava R$ 8.517 como assessor parlamentar e mais R$ 12,6 mil da Polícia Militar. Como poderia movimentar R$ 1,2 milhão em sua conta bancária em um ano?

Uma das transações na conta de Queiroz citadas no relatório da Coaf é um cheque de R$ 24 mil destinado à futura primeira-dama Michelle Bolsonaro.

A compensação do cheque em favor da mulher do presidente eleito Jair Bolsonaro aparece na lista sobre valores pagos pelo PM.

“Dentre eles constam como favorecidos a ex-secretária parlamentar e atual esposa de pessoa com prerrogativa de função _ Michelle de Pàula Firmo Reinaldo Bolsonaro, no valor de R$ 24 mil”, diz o documento do Coaf.

No período de um ano pesquisado pelo órgão de controle também foram encontrados cerca de R$ 320 mil em saque na conta mantida pelo motorista do filho de Bolsonaro.

Desse total, R$ 159 mil foram sacados numa agência bancária no prédio da assembléia Legislativa.

Nos dias seguintes à sua vitória, causou estranheza o fato do presidente eleito ir pessoalmente em dias seguidos a uma agência bancária da Barra da Tijuca, onde mora, acompanhado de forte esquema de segurança.

Vida que segue.

 

 

 

 

 

 

 

22 comentários em “Já apareceu um PC Farias dos Bolsonaro? Coaf investiga R$ 1,2 milhão

    1. Caro mauricio,continuo rezando,para que verdade apareça,continuo rezando para que justiça seja enérgica com todos sem discriminação,continuo rezando que para condenar seja usadas provas e não delações dirijidas para A ou B ,continuo rezando para que politicos de todos os partido sejam investigados da mesma forma,continuo rezando para que juizes e promotores se expressem nos autos do processo e não na imprensa,continuo rezando para que a grande mídia de o mesmo tratamento a todos os acusados independente do partido!!! continuo rezando!!!

  1. Caro amigo Kotscho,todo discurso moralista desta turma não passa de balela ,se houver investicação séria tudo cai por terra, o bozo nomeou a dupla caipira mourão e mourinho(general e juizeco)como primeira missão se proteger e engavetar toda e qualquer denuncia contra si e seus filhotes,como nos bons tempos do engavetador geral da republica do psdb.
    Cabe a imprensa independente investigar e denunciar todas as falcatruas desta turma,já que sabemos que a grande mídia fara vistas grossas a este tipo de denuncia,sempre pensando nas verbas de publicidade do governo!!!!
    O proprio bozo ja disse que quem criticar ele,seus filhos e os menbros de seu governo, não tera nem 1 centavo de publicidade!!!
    Força Amigo! Estamos juntos na resitência e nas denuncias!!!

  2. Vamos ver do que se trata. Podem ser mil coisas. Ele pode, por exemplo, ter realizado uma consultoria esportiva e dado desconto de 2 milhões (sim, ele não entende nada de esportes, mas bastaria copiar da Wikipedia).

    Se for algo ilegal e ligado ao Bolsonaro, é só seguir o caminho: o presidente da Câmara abre o processo, 2/3 dos deputados e senadores votam a favor… É demorado e necessita de pressão popular, da última vez tivemos que juntar 7 milhões de pessoas e gastamos mais de um ano. Mas não é impossível. E aí é só torcer para o Mourão realizar um bom governo.

    1. Ernesto, cinismos à parte, o fato é que não se trata da mesma coisa.
      Derrubar a Dilma, como já escrevi, foi uma brincadeira de criança, um peteleco.
      Pega teus 7 milhões e vai derrubar os militares que assumiram o governo. É diferente.

      1. Todos os jornalistas mais antigos descrevem o que pensam dos fatos atuais, ou ambientes onde se encontram estão sempre presos aos acontecimentos lá da época do regime militar, portanto, estão sempre muito ultrapassados (embora sejam muito estudiosos, e nesta linha, nem o Josias que admiro, escapa) precisam estar mais bem atualizados aos acontecimentos digitais. Conhecimento técnico não possuem nenhum. Dizem que entendem ‘de qualquer assunto’. Outra mentira que ouço: dizer que o Bolsonaro usou de fake news pra ganhar a eleição. Bolsonaro somente soube usar as ferramentas do mundo digital. Copiou as regras do Trump. Mas não teve contato direto com a equipe do mesmo. E quando a turma do Hadade acordou, já era tarde demais. Antes de ser jornalista tem que ser repórter ao buscar a notícia pessoalmente, lá na fonte do acontecimento. Descrever as etapas de cada acontecimento somente segundo a sua visão. Nada que a ex-presidenta citada pelo blogueiro fala tem nexo, aliás, em nenhuma de suas falas. Começa por aí. E o que é pior: a maioria dos jornalistas da antiguidades de serem sempre partidários. Tenho a certeza que o presidente eleito fará algo de bom para mudar o destino deste país. A maioria dos jornalistas ainda pensa que são formadores de opinião. Com todo respeito, mas discordo!

  3. Sr . Ricardo, será que maturidade lhe abençoou ou o Sr. Continua defendendo coisas indefensável. Ainda assim, o Sr. É um profissional do bem e pelo que pesquisei muito respeitado no seu meio. Sou mais joquem o Sr. não me atrevo lhe far conselhos

  4. Caro Kotscho, e nem é delação em que o sujeito fala qualquer coisa pra se safar sem a necessidade de provar. São dados bancários como provas incontestáveis e com cheque nominal para a primeira dama e tudo!!!
    Vou usar uma expressão em “cearês” (idioma falado no Ceará) dirigida a todos que votaram no Bozo na certeza de que ele fosse honesto :
    – AÍ DENTO !!!

  5. O “caba” serve a família por anos e anos no período das vacas magras. Daí quando chega a hora de mamar na vaca gorda e ele é preterido ou esquecido, começa a dar dicas e pistas do dinheiro da ração que engordou a vaca. É assim que é.
    Se vasculharem os amigos, assessores e puxa sacos no entorno dos filhos vão encontrar muito mais.
    A não ser que o superministro Moro os declare também como padrão de confiança “Onix”, a Polícia Federal bem que deveria deflagrar já a operação “Filhos do Cão”.

  6. “Michelle recebeu cheque de R$ 24 mil de ex-motorista de Flávio Bolsonaro”.
    “Segurança de Flávio Bolsonaro é pego em “transação suspeita” de R$ 1,2 milhão”. 

    Calma, calma pessoal. Não nos precipitemos. Aguardemos os desdobramentos, as investigações que certamente serão imparciais e conduzidas por pessoas gabaritadas, autoridades acima de qualquer suspeita. Se houver alguma autoridade abaixo de qualquer suspeita, terá sido uma “fraquejada”. O juiz Moro, que já se arvorou em ser o capataz moral do governo bolsonariano – “esse pode, esse não pode” – certamente fará questão de examinar tudo com cuidado e sabemos de sua imparcialidade e isenção, somadas à sua ojeriza em misturar seus atos com política. Ele odeia tal comportamento. Não foi isso que ele aprendeu com seu pai, juiz em Maringá, que perseguia pessoas e famílias não porque votassem no PT mas porque torciam para um time de lá que ele, juizeco pai, detestava. Afinal, ainda vigora no Brasil a presunção de inocência, a necessidade de provas robustas. Delações? só com provas irrefutáveis. O Brasil da ministra Weber – “provas não são necessárias, basta a acusação” – ficou pra trás. Cumpriu seu papel sujo. Não é mais necessário. Vai para o lixo.  
    Portanto, recomendo calma, prudência, pouco falatório e muita sisudez. Afinal, a história envolve um dos filhos do presidente honestíssimo e a primeira-dama, igualmente “bela, recatada e do lar”.

  7. Kotscho,
    Eu sou honesto.
    Cristão.
    Patriota.
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    Sou bosominto ! Mais conhecido como rainha da Inglaterra ! Viva o centro de governo ! Mourão.
    Falta descobrirem que tem juiz por aí que não tem registro na oab !

  8. Tomara que aconteça uma investigação e seja tudo esclarecido, tenho minhas dúvidas, pra mim vai tudo debaixo do tapete, como nosso amigo José Carlos continuo rezando.

  9. Kotscho, os filhos do Bozo vão ter que fazer muito esforço pra superar os Silva. O Silva 1, o Ronaldinho, dono de empresas de games e canal de TV patrocinadas por concessionárias de telefonia. Silva 2, executivo de empresa de marketing esportivo especializa em futebol americano, nosso segundo esporte mais popular, com projeto catado no Google e patrocinado por beneficiária de MP. A ironia? O maior ícone do futebol americano no Brasil é o Frota, aquele bolsonazi. Silva 3, de vidraceiro ME a empreiteiro internacional parceiro da Odebrecht… Aquela. Só pra começar. Que deus de força aos Bozos para que superem os Silva, E que superem logo, pra irem também para o lixo da história.

  10. Prezado José Carlos,
    Você está repetindo o mantra do Bolsonaro, ou seja, não confiar na grande imprensa.
    Isto é muito grave: a imprensa livre é um dos pilares da democracia. Idem o jornalismo investigativo, que merece nosso respeito.
    Releia a 1a frase do texto do Kotscho: “Reportagem de Fábio Serapião, publicada no Estadão desta quinta-feira, informa: …”
    Infelizmente o mantra está “grudando” cada vez mais. É preciso estarmos atentos e cuidadosos ao julgar um órgão livre, independente e democrático.

  11. kakaka… pegaram o quê. Mais fácil o Lula ser solto do que acontecer alguma iniciativa da justiça contra o clã bolsonaro. Tem general no STF. Mas é absurda a situação. A cada dia os futuros superministros falam besteiras absurdas e, pior, não se envergnham delas, até acham donos da verdade, de originalidade. Maduro se encontrou com Putin: um recadinho singelo.

  12. Prezado Kotscho: “Já apareceu um PC Farias dos Bolsonaro?” Se apareceu mesmo, como fica o fim dessa história? Ou fica por isso mesmo? Olha, do jeito que a coisa tá indo o primeiro ato do “novo” governo pode ser a edição de um decreto do tipo “Proibido batucar na mesa”, como dizia uma placa dos anos 70, em plena ditadura, numa pizzaria na Moóca. É de se esperar algo mais interessante dessa turma?

    1. Prezado Kotscho: Fico mesmo impressionado com a naturalidade com que essa turma movimenta as altas cifras de dinheiro nebuloso. Essa vai ser a prática do “novo” governo?

  13. srs leitores, sra Gleisi, cidadãos preocupados com o ex capitão e todos nautas desta e outras barcas:
    De uma vez por todas, estamos em quase janeiro, parem de atacar o novo governo , por ‘ nao tá como eu quero’ , por tudo e por nada , por fazer e nao fazer. Oras. O filho a, o filho b falaram, deixa eles!!!!
    Deixem de pensar que podemos agora alguma coisa!!!!!!! nao podemos.
    Ou melhor, podemos sim adotar á risca a seguinte pauta: Fiquemos quietos, renunciamos a toda a critica ou maledicência, e ainda por cima incensamos tudo o que sonham e fazem, o filhoa, b, o filho c e o pastor (a) x e y, com entusiasticos clap claps. Sim disciplinadamente assim ate o proximo Carnaval, Kotscho.
    Com esta fórmula simplissima – deixa que eles fazem o resto do trabalho por si proprios!
    E a um desprezivel custo para nosotros.
    o Zizek tem razao: os direitosinhos da Europa e Usa tem CONTRA eles o establishment local. Aqui o temos a favor.

  14. No país do fascinismo, Mestre, o que não consigo entender é a demora em informarem ao distinto público de bem, pais de família e outros interessados, incomodados com as maledicências espalhadas pelo ‘inimigo interno’, que tanto o ex-funcionário ‘caixa forte’, quanto os membros da família imperial do Reino de Deus, Malafaia & Macedo, envolvidos nesse mais que ‘evidenciado mal entendido’, já pediram desculpas e portanto ‘perdoados’ estão, com parecer e chancela do ‘modo moro de conduta seletiva’, para não deixar dúvidas, no caso, quanto ao interesse e empenho da justiça e da PGR, a pronta eficiência das polícias, a extensa e profunda cobertura da mídia de família e, sobretudo, a probidade dos atingidos por esse ‘mimimi’ vermelho comunista.
    ‘Vida que segue’: “O Brasil acima de tudo e Deus acima de todos, né?”
    Mas fica a dúvida, se Deus é único, por que os diferentes que dizem representa-lo são tantos?
    Pense nisso, acima de tudo, havendo muitos vivendo bem abaixo de todos ‘que contam’.

  15. É sempre bom lembrar que PC Farias jamais deu um pio que comprometesse Collor de Mello, tanto é que foi eliminado, mais tarde, quando houve a suposição de que poderia causar mais e maiores estragos com suas memórias acumuladas nas asas do seu Morcego Negro.
    A chave que virou o ex-presidente Collor de Mello de pernas para o ar, não saiu do molho de PC Farias, mas do bolso de um modesto motorista chamado Heriberto.
    A questão é saber qual o comportamento que o miliciano de confiança adotará de ora em diante.
    E se as auras de integridade e moralidade proclamadas pelos Bolsonaros são aquelas de uma família temente mesmo a Deus ou igual àquelas das Famiglias que abundam os clãs políticos nacionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *