Brasil 2018: só os loucos e suicidas torcem contra o piloto. Mas só torcer a favor não basta

Brasil 2018: só os loucos e suicidas torcem contra o piloto. Mas só torcer a favor não basta

“Não se deve torcer contra o piloto do avião no qual se viaja” (Nizan Guanaes em sua coluna “União e superação”, na Folha).

“O Brasil ficou louco” (Sebastião Salgado, em entrevista à rádio francesa France Inter e na Carta Capital).

***

São duas formas diferentes de ver as mesmas coisas, analisadas por dois respeitáveis e admirados brasileiros.

No que me toca, eu não torço contra, não sou nenhuma Regina Duarte, mas estou com medo do que pode acontecer.

Só os loucos e suicidas torcem contra o piloto do avião em que estão viajando.

Sempre tive medo de avião, principalmente quando o tempo está fechado e a cara da tripulação não é boa.

O medo aumenta quando vejo o currículo do comandante, que nunca pilotou nem um carrinho de pipoca, e vai assumir o controle do Sucatão, aquele velho Boeing presidencial aposentado, em que já viajei, e tão bem simboliza este louco Brasil de 2018.

E aumenta ainda mais quando vejo entrevistas deprimentes como a que o piloto Bolsonaro concedeu segunda-feira ao Datena, na TV Bandeirantes, com comentários escatológicos de conversas na cantina da caserna ou na lanchonete da emissora.

Se é isso que nos espera, não adianta a gente querer se enganar, não basta torcer para dar certo.

Pois se torcida resolvesse tudo, o Corinthians do Washington Olivetto seria eterno campeão brasileiro e, no entanto, está caindo pelas tabelas, ameaçado de rebaixamento.

Vamos todos embarcar compulsoriamente neste Sucatão no dia 1º de janeiro de 2019, sem saber a rota nem o destino, com passagem só de ida, sem ideia de quando e como voltaremos.

Tendo a concordar com o genial fotógrafo Sebastião Salgado, para quem “o Brasil já está dando sinais de insanidade mental” desde o impeachment de Dilma Rousseff, em 2016, e de lá para cá só vem piorando, como mostraram os resultados da última eleição.

Nem se trata de discussão ideológica, esse negócio de direita e esquerda de antigamente, e do fato do presidente eleito ser um ex-capitão do Exército, que defende torturas e assassinatos da ditadura militar, mas sinais de loucura mesmo, evidenciados nos dias seguintes à eleição, que deixaram o mundo perplexo.

Acho que não só eu, mas o mundo inteiro está amedrontado com as primeiras manifestações da nova ordem implantada aqui, com um plano de voo assustador, que vai sendo revelado no varejão de entrevistas caóticas no bunker da Barra da Tijuca.

Para quem acha que estou exagerando, recomendo procurar a entrevista do Bolsonaro a Datena na internet.

Fico com inveja do Nizan Guanaes, que conta em sua coluna ter corrido os 42 quilômetros na Maratona de Nova York, apenas 40 dias depois de ter passado por um sério problema de saúde.

O amigo é somente dez anos mais novo do que eu, mas a diferença parece muito maior, pois acordo todo dia com o esqueleto inteiro dolorido, como se tivesse jogado futebol a noite toda.

Na próxima coluna, Nizan poderia indicar as vitaminas que toma pra ter esse pique, porque as minhas já não estão fazendo efeito.

Ou então ele já desistiu de ler o noticiário sobre o Brasil publicado nos principais jornais do mundo, para não se aborrecer, nem perder seu eterno otimismo.

Bem que eu gostaria de ser assim, mas o ofício de repórter me impede de brigar com os fatos e ficar só na torcida.

Vida que segue.

 

53 comentários em “Brasil 2018: só os loucos e suicidas torcem contra o piloto. Mas só torcer a favor não basta

  1. São quatro as revoluções sócio-econômicas que revolucionaram o mundo:
    – o arado na agricultura.
    – o motor nas indústrias.
    – o computador nas comunicações.
    – nós mesmos (ainda falta). Para a nova mudança do novo governo ser implementada neste país tem que contar com a ajuda de corpo e de alma do grande povão: porque senão a bandidagem toma conta. Dois anos pra botar a casa em ordem. Mais dois pra bloquear a entrada de drogas e armas clandestinas pelas fronteiras. Acabar com as favelas construindo apartamentos e casas decentes, liberar verbas para melhorar o Transporte, Saúde, Segurança e Educação. Os bilhões que foram gastos na Copa e Olimpíada, no governo do PT, daria pra iniciar essas tarefas. Se tem políticos presos foi graças ao cruzamento de informações (tecnologia). A 5G nem chegou nos nossos automóveis. A dupla Moro/Mourão vieram somente para trabalhar.

        1. O Dimas tá pensando que fui recrutado pelo governo para derrotar uma entidade “enigmática, insuperável e insuportável”. (Afinal, nem mesmo o mais maluco dos condenados gostará de ser descartado tão facilmente.)

    1. A mediocridade sem o filtro da modéstia é impensável ao ‘equilíbrio ecológico das espécies em convívio’.
      E difícil pensar-se que sem ‘traulitadas’ e ‘grossuras’, apenas por si, retornam ao crivo da modéstia e consequentemente à rotina na caixinha, ainda mais agora ‘empoderados’.
      De uma mirada onde se encontra ‘Tião Medonho’ apensando pensares ‘soltos no ar’.
      Imagine-o então, imodesto, em momento ‘Américo Pisca-Pisca’, à sombra da jabuticabeira, ao lado de plantação de melancias e sem sonhar.

    2. Os comentários do “Tião Aranha”, “Tião Galinha” ou “José Anísio” me força a crer que, na verdade, a estupidez é uma ciência exata.

      1. Por falar em equilíbrio ecológico o peixinho do aquário virou prum riacho e falou: “se esse rio fosse meu, não deixava poluir”. – Será que vale pra política? Haja boffe.

    3. Os bilhoes , Tiao ”bom de eco”foram 28 (na Russia-18 ao redor de 37).
      Dos 28 somente sete referem-se a estádios.
      O restante a obras em aeroportos, acessos e obras de infra normal e permanente.
      De repente um povo amante do futebol, passou a “rejeitar”o evento máximo desse esporte em sua casa.
      É como se um campeonato mundial de tenis de mesa na China e um bilhão de chinos…
      empurrados pela MIDIA vendida zurrarem em unissono: Nao vai ter ping pongue” Nao vai etc
      Milagre imbecil de uma midia imbecilizante.

  2. Prezado Kotscho: Pelos “comentários escatológicos de conversas na cantina da caserna ou na lanchonete da emissora” que você citou, já deu para perceber o nível da imbecilidade que vem por aí. “Os loucos às vezes se curam, os imbecis nunca.” (Oscar Wilde).

    1. Prezado Kotscho: Já estão dizendo pelas quebradas de nosso triste país que o que vai pautar o novo governo é o IBIS – Índice Bolsonaro de Imbecilidade Social. Estamos lascados.

  3. eu votei no 13 e nao escondo estou torcendo muito para as coisas ja comessarem a aparecer em janeiro pq errado ja deu quando elegemos esse debil ,falei sabado para um amigo ,que me perguntou se estava torcendo contra ora que importancia tem minha torcida falei mais nao deixei passar a oportunidade torco contra mesmo sou pt e dai,nao sou hipocrita.

    1. Votei e apoiei o excelentíssimo Luiz Inácio Lula da Silva desde o primeiro momento da redemocratização, apostei na sua causa que era tirar a população de um campo que estavam submersos havia séculos; a época fiz propaganda, votei e ajudei a alege-lo. Qual foi minha decepção com o mensalão, envolto em mentiras, propinas, esquemas palacianos. Achei que era obra de José Dirceu. Mais uma vez fui enganado pela insistente frase “eu não sabia, eu não vi, eu não autorizei”. Aí veio o petrolão, mas o Zé já estava preso juntamente com outros políticos e dirigentes do partidão. Não tinha mais em quem por a culpa e toda verdade veio a tona. Nosso paladino da moralidade, Érica e justiça era o grande vilão das maracutaias engendradas desde sua posse e até além de o seu governo, pois a presidente Dilma era uma marionete que tentou pensar fora da casinha e foi dentro da lei impeachada de onde nunca deveria ter estado. Nós, o povo brasileiro, pagadores, geradores de impostos e empregos, que fazemos a roda da economia girar ficamos com uma conta extratosferica, milhões de desempregados, pequenas e médias empresas fechando as portas. Pra completar a ópera deixaram um rabo pra trás no governo. Menos mal pois não afundou a e economia mais do que estava. Vem tbem não fez. Torço para que nosso país se reencontre, alinhe os interesses de toda as regiões num só norte. Sem nós e eles, sem branco e preto, hetero ou homo, mas um povo que consiga superar as mazelas da falta de segurança, do desemprego, das ideologias baratas e erotizantes
      que só queuturam as famílias. Toeco, não para um Salvador, mas pelo meu país que amo e onde vivo. Por minha filha e netos.

      1. Edson, não cheguei pelo texto a entender direito se a crise e recessão economicas -e na tua ótica, de ordem moral- teria sido devida aos governos do PT ou a outros fatores.
        De qualquer modo nossos parabens por essa pronta e linear aceitaçao da versão do inimigo e consequente auto flagelação

  4. Temos nas mãos um cheque em branco que me parece sem fundos . O prejuízo não será nunca do banco, mas de quem alegremente achou o cheque..
    A assinatura também é falsa !

  5. Caro Kotscho,tento na medida do possível ser otimista, mas a cada entrevista do bozo,mais preocupado fico,pois vejo que o perigo maior não é ele em si, mas quem está por tras dele!
    Pelas entrevistas a gente vê que o sujeito é burraldo,preconceituoso,mal educado e mal informado , que não passa de um jagunço de militares superiores a quem deve obediência !
    Na grande fazenda Brasil,o jagunço(bozo) será responsável pelo serviço sujo( perseguir opositores e imprensa livre), e os fazendeiros (ministros generais ,mouro,paulo guedes etc) serão responsáveis por facilitar a volta do Brasil colônia ,só que desta vez ,colônia dos EUA!
    Tento ser otimista mas tá dificil!
    Força Amigo! estamos juntos na resistência!

    1. O que está em crise é a representatividade dos políticos. Querer culpar a Lavajato e o Judiciário tb é precipitado. A única bancada que teve expressivo crescimento foi a do bozo. Apesar de ter feito a maior bancada, o seu partido, PT, perdendo a representação presidencial tiveram queda de 45% na redução total no país cf última eleição e terão dificuldade para aderir a uma grande frente de esquerda no Congresso-, talvez condenado no futuro a uma redução ainda maior. Culpar o mandatário eleito ser da direita e que só trabalha pra elite, também não será argumento satisfatório.

  6. Calma RK…. para quem foi passageiro do sucatão, pilotado por Dilma durante 6 anos e que caiu no fundo do poço e ainda assim sobrevivemos, o que nos espera pode não ser um ceu de brigadeiro, mas algumas turbulencias durante o voo que no maximo vai dar algum enjoo. Mas ainda assim, temos as mascaras de oxigenio.

  7. Penso que Sebastião Salgado exagerou ao afirmar que “o Brasil ficou louco”. É apenas uma maioria relativa. Vejamos:
    Eleitores: 147,2 milhões (100%)
    Bolsonaro: 57,8 milhões (39%)
    Haddad: 47 milhões (32%)
    Alienados: 42,4 milhões (29%)
    Portanto, Frente Ampla Já, porque juntos somos muito mais fortes do aparenta.

  8. Nizan Guanaes vive em outra dimensão, não é a primeira vez que fala besteira. Em 1975, Emerson e o irmão Wilsinho Fittipaldi criaram a equipe Copersucar de automobilismo, ninguém torceu contra, mas não deu certo. Depois, Luciano do Valle, que era um grande sujeito, inventou de levar Maguila para lutar contra George Foreman e Evander Hollyfield, ninguém torceu contra, mas não deu certo. Emerson Fittipaldi e Maguila eram duas figuras simpatícissimas, queridas dos brasileiros e vencedores nas suas categorias, mas os projetos em que ambos acreditaram se revelaram, no mínimo, temerosos, com pouquíssimas chances de sucesso. Detalhe: os prejuízos, se houve, foram apenas deles e de quem investiu neles, o que não é o caso do Sucatão.

  9. De volta aos anos 80. Vão tentar de novo fazer downsizing e reengenharia com a administração pública federal e vão quebrar a cara novamente. Já vimos isso com Collor. A população paga a conta dessas aventuras, os servidores do executivo federal se lascam e os poderes legislativo e judiciário federal e estaduais continuam numa boa. Ou seja, economia pouca diante da bomba que existe e prejuízo grande em políticas públicas para a população que depende das ações nacionais. Se o objetivo é sucatear tudo, Bolsonaro está no rumo certo.

  10. Caro Kotscho, não se trata de “torcer contra” mas sim de combater o fascismo seja ele praticado aqui ou em qualquer outro país do mundo. É o que farei ainda que sabendo o tamanho do meu sapato. É o que levarei como dever cumprido quando eu for para o meu túnel !!!
    “O fascista fala o tempo todo em corrupção. Fez isso na Itália em 1922, na Alemanha em 1933 e no Brasil em 1964. Ele acusa, insulta, agride, como se fosse puro e honesto. Mas o fascista é apenas um criminoso comum, um SOCIOPATA que faz carreira na política. No poder, essa direita não hesita em torturar, estuprar e roubar sua carteira, sua liberdade e seus direitos. Mais do que a corrupção, o fascista pratica a MALDADE.” (Norberto Bobbio (Turim, 18 de outubro de 1909 — Turim, 9 de janeiro de 2004) foi um filósofo político, jurista, historiador do pensamento político, escritor e senador vitalício italiano. Conhecido por sua ampla capacidade de produzir escritos concisos, lógicos e, ainda assim, densos. Defensor da democracia social-liberal e um severo crítico de Marx, do fascismo italiano e do Bolchevismo)

    1. Caro Enio, você é uma prova de que nem só de Fla-Flu vive o homem, mas também de cultura.
      Quem não conhece a história corre sempre o risco de repeti-la como farsa ou tragédia, na maioria das vezes sem saber o que está fazendo.

      1. Caro Kotscho, não exagere, na vida sou um eteno aluno. Ainda que eu não possa mais andar, creio na certeza de que a primeira coisa que um cidadão consciente e decente deva saber com precisão é do número do seu sapato !!! Não se pode calçar um par de sapatos menor que seus pés que lhe cause apertos e dores e nem tampouco um maior que lhe faça um palhaço prestes a tropeçar o tempo todo. O certo é sentir-se sempre confortável consigo mesmo e isso eu sei que estou. Mas meu muito obrigado assim mesmo. Ser elogiado pelo mestre é um prazer e tanto e mais do que isso, um incentivo para continuar caminhando (ou voando, no meu caso).

        1. Caro amigo Enio, também estou cada vez com mais “dificuldades de locomoção”, como se diz nos aeroportos.
          Semana passada,levei outra queda. Já me chamavam de coxo, acabei ficando…
          Mas não tem problema: pra ler, pensar e escrever, a gente não precisa mesmo de pernas, bastam as mãos, a cabeça e o coração.
          E o compromisso que nos move. Vida que segue. Abração.

  11. Da série, “Quando Torcer pra dar Errado é o Certo”.
    O Enguanaes de sempre, Mestre, que de certo vive disso, errado na analogia, pois no momento, do avião, funciona a distinção de classes, sabendo-o no chão, aterrizado, ou melhor, atolado no brejo, desde 2015, sem manche, sem leme, com os instrumentos de navegação interrompidos, com asas partidas, energia cortada, sem turbina, com péssimo serviço de bordo, a comida fria e água e sucos quentes, mais aéreo que moças, mais bunda(s) que poltrona(s) e na fuselagem escrito em verde-amarelo, BRASIL.
    Sem essa de não poder torcer contra o piloto, se a primeira classe pode se mandar a qualquer momento e se mandam, pra Miami ou onde puderem ficar longe do piloto e a outra classe, não apenas tem obrigação de torcer contra o piloto, como o dever, pois perto, se der certo, errado e pior será, sem ter como e pra onde, ir e correr.

  12. Evanildo, você acertou na mosca. Parabéns! De fato, não se trata de torcer, pois nem time de futebol é. Seria razoável se pudéssemos acreditar, mas o filme que está sendo montado tem um enredo muito desfavorável aos interesses do país e e os atores são os piores possíveis. Então, torcer para esse governo acertar é o mesmo que torcer para o Paraná Clube continuar na primeira divisão do campeonato brasileiro. E acreditar que será um bom governo é o mesmo que acreditar em Cegonha e Papai Noel. Nem torço, nem acredito, pois as tragédias humanas são construídas pelos próprios homens e a que se avizinha, têm suas fundações sendo preparadas. Tragédia à vista. Que assim seja! Que assim seja!

  13. Se você vivesse na República de Weimar, o que faria no exato momento em que o ex-cabo austríaco assumisse o governo?
    Faria como um Nizan Guanaes? Recomendaria como Nizan o fez, ao “MT”, que fizesse todo o mal de uma vez só? Por que Nizan não recomendou ao “MT” que renunciasse convocando eleições gerais, em face do estado de indigência moral da autoridade presidencial degenerada em estado continuado de putrefação da cúpula do governo?
    Nizan é o mesmo cara que concebeu a propaganda da moeda do real, em outubro de 1998, à imagem do euro, quando todo mundo que estava bem informado como ele, já sabia do estelionato a caminho, uma vez que o real seria desvalorizado após a eleição, logo em janeiro de 1999, em razão da paridade com o dólar esgotada.
    O real, em outubro de 98, já era uma “moeda fictícia”, ancorada falsamente no dólar.
    O que estou vendo no momento é todo mundo vestindo o papel de Polyanna.
    A maioria das instituições agachadas de cócoras perante o ex-capitão, aquele personagem “grotesco e medíocre que virou herói” (na definição clássica da ciência política no 18 de Brumário) na condição de presidente “youtuber”.
    Nizan, sempre oferecido aos donos do poder, com suas patuscadas mercadológicas, ao feitio e gosto dos gestores de turno, certamente argumentaria em favor do ex-cabo alemão.
    O melhor que resta a fazer é juntarem-se as forças verdadeiramente democráticas de oposição – não a turma da bufunfa do lulopetismo e a corriola da boquinha da burocracia partidária -, para impedir que o país vá de cambulhada para a casa do Carapeba no bairro da Ponte que Caiu.

  14. Mino Carta respondeu à indagação da postagem melhor do que qualquer um poderia fazê-lo. E não foi – claro que não -, na linha do publicitário do tucanato da octaéride fernandista. Senão vejamos: “Não tememos o bolsonarismo: veio movido pelo propósito de impor a ORDEM, aquilo que supões ser a ordem para reduzir o País a escombros com o uso crescente da violência. Aí está a semente do seu fracasso. Inescapável, a curto ou médio prazo”. Folgo em saber que antes da publicação do editorial já comentei aqui que o prometido não seria entregue pelo governo eleito, que irá cometer, como o segundo governo Dilma, um estelionato eleitoral na economia e nos direitos sociais: falar uma coisa e fazer outra, nem que as vacas tussam. As vacas sempre tossem. Em uma frase: as vacas vão tossir outra vez. O editorial de Mino está disponível em Carta Capital mesmo para não assinantes sob o título sugestivo de “Entre o Horror e a Demência”. Entre o horror e a demência, Nizan Guanaes fica com os dois, mais a direita festiva e a milícia de vigaristas.

  15. -Os indios nao precisam de terras.
    -a Embraer é otima desde q engolida pela Boeing.
    -Os professores deviam se orgulhar de serem gravados e filmados.
    -A capital de Israel é so e unicamente Jerusalem.
    -Mercosul é coisa pra pobre.
    -quinze ministerios tá bom demais.
    -Armas na mao do povo é um direito de cada um.
    -Ustra é um heroi nacional.
    -Vamos fazer uma limpeza no nosso país.
    -Enem só pode dissertar sobre perfumarias.
    -Ministerio do Meio Ambiente fica melhor como um apêndice do Ministerio da Moto Serra.


  16. Com toda a sanha da privatarização, porque diabos o Guedes e a bancada do Agroétudotóxico, não LUTAM, preconizam e defendem a privatização da Embrapa?
    Estou esperando!..
    Lembra quando ruiu a Urss e nossas universidades falharam em atrair por uma pechincha, os cientistas russos? Ora, com tanto cérebro e técnico que vai fugir do país, sugiro – tem embaixador lendo o blog?-aos governos de Moçambique, angola e outros que nao percam tempo: atrair uns caras da Embrapa por uns 3 anos ja seria um excelente negocio.

  17. O piloto é um sem-noção. É um vai e vem danado. Antes de assumir já fez um estrago danado, chutando as canelas de parceiros comerciais importantes, como a China, a Europa, o Mercosul -sim, o Mercosul é o nosso terceiro melhor parceiro comercial – e os árabes. Agride a Venezuela, com quem temos superávit na balança comercial, para atender aos muxoxos do Trumpetudo, que quer que façamos o serviço sujo na Venezuela para depois virem tomar conta do petróleo daquele país. Quer dizer: o Brasil briga com um vizinho para atender aos interesses do valentão da zona norte. Nem é preciso torcer contra. Esse time boçalnariano se enrola sozinho. A bola toma conta deles.

  18. Já estava na aeronave Brasil, e saiu uma lista contendo 13 candidatos a comandante do do vôo….Avaliei as horas de vôo, a performance, e escolhi os mais qualificados. Entretanto, observo que 75% dos passageiros já tinham seus dois pilotos preferidos…Tentei em vão alertá-los, mas quanto mais os poucos sensatos tentavam argumentar, mas os gritos dos preferidos aumentavam….
    Logo, os 11 outros candidatos foram dispensados… Tentei descer, mas fui informado que não era possível…
    Agora só me resta apertar os cintos para o vôo longo de 4 anos…
    Minha torcida é que este vôo seja menos turbulento do ques a última viagem que começou em 2014 e está terminando!
    Não quero sentir saudades da última dupla formada por uma ComandantA atabalhoada e um copiloto Temeroso!

  19. Imagine um avião em que o piloto diz assim: Olha eu não sei pilotar direito não, mas o chefe do comissário de bordo sabe, ele é meu conselheiro, entende muito, apesar dele já ter pilotado somente helicóptero, ele nunca pilotou avião, mas ele especialista em pilotagem
    O voo nem começou e vem o aviso: Vamos viajar sem escalas – Alguns passageiros reclamam- Mas esse voo é muito longo, não dá para viajar sem escalas – E o piloto responde – Eu quero fazer um voo sem ideologia, por isso não teremos escala, e o kit distribuido no avião será substituido, o outro estava muito gay- O chefe de bordo, guru do piloto diz- Não, teremos escala sim, vai ser em Pequim – O copiloto rebate – Não, Pequim não, A China é um país dominado por comunistas – Um passageiro com um olhar desesperado diz – Mas na passagem está escrito que teríamos escala em Pequim! O Chefe de bordo então diz: Vamos parar então em Hong Kong, apesar de ser na China, mas já foi protetorado Inglês – O comissário de bordo diz: Melhor pararmos em Tóquio ou Seul. O passageiro em pânico pergunta ao piloto – Confirme por favor qual o destino desse voo – E o piloto responde – Faremos um voo sem ideologia com a graça de Deus…

  20. Posso mudar rapidamente de assunto?
    Obrigado!
    Vamos falar um pouquinho sobre nossa nova ministra da agricultura.
    Porque teve que existir uma indicação da bancada ruralista?
    O elemento, nosso presidente, não disse que não existiria o toma lá dá cá?
    Ah, ela deve ser conhecida dele de há muito, talvez fosse uma engajada em nossas gloriosas forças armadas!

    1. Engenheira agrônoma, ministra de perfil técnico, cf prometido pelo presidente em Campanha. Competência é que não falta. Pesquise antes de falar suas baboseiras; prática cotidiana de muitos incautos daqui. Tião passou por 4 ( quatro) faculdades, mas tá sempre procurando aprender. Procure se adaptar às novas mudanças! O maior desafio do Bolso, a meu ver será não ceder aos caprichos dos lá da Câmara. (Não sei até quando ele vai resistir). O Kotscho deve saber como está o clima lá na casa. Eu conversava sobre esse clima ontem com um amigo médico. Existe muito jogo de interesses entre os partidos, até se alinharem. Imagino que neste primeiro ano, 2019, o Bolso terá que ter muito jogo de cintura pra só depois do apaziguamento, tentar aprovar as reformas que este país tanto precisa. Existe muita rebeldia por parte dos que perderam. Esta revolta a gente observa até aqui. Deputado brasileiro já ganha muito pelo pouco que faz. Desculpe-me pela franqueza; como pessoa humilde que sou , e não tão exibicionista que quer sempre ser e saber mais que os outros – não é minha intenção querer ofender ninguém aqui no Balaio! Mas, tem hora que extrapola a paciência. Desculpe-me se delonguei!

  21. No minha modesta maneira de pensar-Acredito que a esquerda brasileira e principalmente os PETISTAS,desconfiaram que o Lula pensa primeiro no próprio Lula,para em seguida,e se sobrar ESPAÇO e TEMPO pensar no partido e evidentemente nos “cumpanheiros”!.O Fernando Haddad tinha tudo para ser o novo líder,óbvio,agora sendo ele mesmo.O Lula não quer!!!!.

  22. Ricardo Kotscho, eu gostaria de sugerir uma pauta para comentário: O aumento aprovado pelo Senado para o STF. Você não acha que isto é um tremendo tapa na cara do povo brasileiro? eu proi exemplo, tive que aceitar uma redução de 50% no meu salário para não perder meu emprego. Porque eu posso passar por isto, e eles não podem esperar a situação do país melhorar para aumentarem seus proventos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *