Lula Livre! empolga o Rio e a rede social, mas a Globo perde de novo o bonde da história

Lula Livre! empolga o Rio e a rede social, mas a Globo perde de novo o bonde da história

Já havia mais de 50 mil pessoas na maior empolgação na praça em frente aos Arcos da Lapa, no Rio, quando o Jornal Nacional resolveu dar um breve registro do maior fato político das últimas semanas, em defesa da libertação de Lula.

Foi apenas uma “nota coberta” de 40 segundos, que é como, no jargão da televisão, os profissionais se referem às matérias que precisam ser exibidas, mas sem destaque.

Lembrou muito o que fizeram no primeiro grande comício das Diretas Já, na praça da Sé, em São Paulo, em 25 de janeiro de 1984, quando o JN deu a notícia como se fizesse parte das comemorações do aniversário da cidade.

Hoje, era o dia de Alexandre Garcia, o William Bonner dos sábados, ex-assessor de João Figueiredo, o último general da ditadura militar, que estava visivelmente constrangido e contrariado com a grande festa pela libertação de Lula que aconteceu ali perto de onde ele estava nos estúdios da Globo.

Capaz até de ter ouvido os cantos e gritos pela libertação de Lula, mas reagiu como se aquilo estivesse acontecendo no Afeganistão.

A esta altura, eu já havia publicado três notas no Facebook mostrando o contraste entre o que acontecia na vida real do país, no Rio da Globo, e o que estava sendo exibido nas emissoras abertas e nos canais de notícias, solenemente ignorando a manifestação nos Arcos da Lapa, a mais bela festa democrática a que assistimos nos últimos tempos no Brasil do Centrão de Temer, agora de Alckmin.

Mas, ao vivo, só vimos estas imagens nas redes sociais, nos blogs e canais alternativos.

A Globo, mais uma vez, tão presente nas manifestações pelo impeachment de Dilma, perdeu o bonde da história e, daqui a mais 30 anos, é capaz de admitir o erro.

O Brasil velho e caquético, que fez do anti-lulismo e do anti-petismo seu ideal de vida, arrastando chinelos pelas casas do seu passado anônimo e sombrio, até vibrou com a “nota coberta” do JN, como se aquilo fosse uma demonstração de jornalismo isento.

Pois ficou pior a emenda do que o soneto.

Teria sido melhor fingir que não viram aquela multidão na Lapa cantando e gritando horas seguidas pela libertação do ex-presidente Lula, com a participação de muitos artistas globais.

O passado sempre volta: lembrou aquele JN, às vésperas da eleição de 2006, em que caiu um avião na Amazônia, e preferiram dar imagens de montes de dinheiro dos aloprados petistas, o que levou a reeleição de Lula para o segundo turno.

Não esquecem, não perdoam e não aprendem. No Brasil, o tempo passa, o mundo dá muitas voltas, e voltamos sempre ao ponto de partida, para criar narrativas paralelas à realidade.

Parece que o Brasil está condenado a viver eternamente no passado, com medo do futuro.

Vida que segue.

 

34 comentários em “Lula Livre! empolga o Rio e a rede social, mas a Globo perde de novo o bonde da história

  1. Que feio! É só pegar as fotos dos próprios blogs petistas para ver a área ocupada e calculá-la no Google Maps. Com boa vontade, dá pouco mais de 6 mil metros quadrados. Como você quer botar 50 mil pessoas aí? Reduza para 20 mil que ainda é exagerado, mas fica melhor. É um público até pequeno para um show grátis naquele horário e região. E imagina se a Globo começa a noticiar todos os show que acontecem nos sábados à noite. Não faria outra coisa.

    1. Caro Ernesto, o que o Ricardinho colocou, não foi a qtd de presentes ao ato, que se hipoteticamente foram 50.000 ou os seus “abalizados” 20.000, não vem ao caso. O que vem ao caso, é o descaso de uma emissora, que se quer formadora de opiniões, deixar de dar o devido destaque, a um fato notório, que ocorria alí próximo, suas implicações políticas, e que ao contrário da sua penúltima frase, foi um show muitíssimo maior e de mais importância histórica, dado o momento histórico, que os showzinhos, que ocorrem nos sábados à noite.

      1. Raí, esqueça o ora alcunhado ‘Ernesto’. Mais que manjado, faz parte do esquema de guerra híbrida que o Brasil sofre, reservado a missão de flutuar na mídia alternativa da blogosfera, tentando desconstruir a resistência, sobretudo contraditando a importância dos eventos realizados, quer no comparecimento, quer no valor político.
        Deixe-o falando sozinho que os fatos bastam para que jogue a nosso favor, com suas desinformações, pelo contraste.

        1. Dias, a questão numérica é matemática e pode ser conferida por qualquer um no mapa. Faça isso para não falar bobagem. Quanto à motivação do público, convoque uma manifestação no domingo de manhã sem show e veja quantas pessoas aparecem.

  2. Prezado Kotscho: Você disse tudo: “Não esquecem, não perdoam e não aprendem.” “Se grandes são as trevas que se abatem sobre nossos espíritos, maiores ainda são as nossas ânsias por luz.” (Leonardo Boff).

  3. “No Brasil, o tempo passa, o mundo dá muitas voltas, e voltamos sempre ao ponto de partida, para criar narrativas paralelas à realidade. Parece que o Brasil está condenado a viver eternamente no passado, com medo do futuro.”

    O Brasil é uma Macondo de “Cem Anos de Solidão”.

    1. Só que lá chovia flor amarela e tinha “invasão” de borboletas igualmente amarelas, enquanto que no Brasil está chovendo mesmo é enxofre e tendo invasão de gafanhotos estadunidenses. Macondo ainda é melhor.

  4. O PiG não brinca em serviço, reportagem do UOL fala em “centenas’ de apoiadores, a dá mais importância ao fato de fiscais apreenderem panfletos e bandeiras do PT.

  5. Foi uma festa linda e energizante, em que também anunciaram agendas de mobilizações, manifestos internacionais e união de forças com outros (as) líderes pelo planeta. Oxalá siga adiante e tenhamos força para deter o fascismo cada vez mais declarado, instalado pelo golpe!

  6. Parece-me interessante o inconformismo do lulo-petismo com a presença inegável da midia adversária. Isso faz parte da guerra pelo poder, não faz ? Getulio criou a Ultima Hora para combater a Tribuna da Imprensa, não foi ? E o Lula criou a EBCT para que ? Acho que o lulo-petismo deveria parar de choramingar e usar as mesmas armas, isso faz parte do jogo. Não é o que Trump faz ?

  7. LULA LIVRE !!! Maravilhoso !!! Comovente !!! Espetacular !!! Valeu a pena ficar pregado por mais de 6 horas na tela do meu computador pois vi um dos mais belos shows da minha vida me certificando definitivamente que mais uma vez eu estou do lado certo da História.
    Foi um espetáculo belíssimo de pluralidade cultural poucas vezes visto no Brasil e que contou com um pouco de tudo da alma brasileira. Matei as saudades de Sergio Ricardo, Jards Macalé e Fátima Guedes e ainda pude ver de Odair José a Renegado, de Noca da Portela a Chico Cesar, de MC Carol a Beth Carvalho culminando com o Chico Buarque e com o Gilberto Gil além das emocionantes participações das filhas do Taiguara e do Gonzaguinha que representaram lindamente os seus pais direto do além.
    Chorei várias vezes diante da tela mas o ponto máximo foi a leitura pelo ator Herson Capri da carta de Lula a todos que estavam ali, que ficará para a História e que todo mundo deveria decorar e ler pros filhos para todo o sempre.
    Ei-la:
    “Queridos artistas, estudantes, trabalhadores, meus queridos amigos reunidos nesse sábado. Eu só posso agradecer a solidariedade de vocês.

    Quantas vezes, quando a sociedade calou diante de barbaridades, foram os nossos músicos, escritores, cineastas, atores, dramaturgos, dançarinos, artistas plásticos, cantores e poetas que vieram lembrar que amanhã há de ser outro dia?

    Que ousaram acreditar em esperanças equilibristas e em flores vencendo canhões. Que se rebelaram contra o “Cale-se!” imposto pela censura, gritando que era proibido proibir.

    Que disseram que o povo da favela só quer ser feliz e andar com tranquilidade e consciência. Que denunciaram o sofrimento de quem sai do nordeste expulso não pela seca, mas pela miséria e ganância dos coronéis.

    Ou que era expulso de sua casa e vê ela ser demolida para passar “o progresso” que não inclui o trabalhador, como cantou Adoniran. Os que sempre estiveram onde o povo está, e que agora, nesta que é mais uma página infeliz da nossa história, se juntam novamente ao povo brasileiro para soltar a voz em nome da liberdade.

    Onde querem silêncio, seguiremos cantando.

    Vocês não sabem quantas vezes a música, os livros, a arte, tem me ajudado a atravessar essa provação, que não é maior que a de tantos pais e mães de família brasileiros que hoje não sabem como irão trazer comida para casa. É em nome deles que não podemos desanimar jamais

    Porque a gente ainda vai festejar, e muito. A alegria, a liberdade e a justiça de um povo que não tem medo e que não se entrega não.

    Muito obrigado pelo carinho de vocês.

    Luiz Inácio Lula da Silva”
    Caro Kotscho, estou de alma lavada, ensaboada, enxaguada e purificada !!! Segue a luta !!!

    1. Grande amigo Enio Barroso,
      pioneiro e fiel leitor deste blog.
      Nunca como hoje fiquei tão feliz de te encontrar por aqui.
      Eu não consegui ouvir direito a leitura da carta do Lula feita pelo Herson Capri no sábado, o som estava ruim.
      Graças a você pude ter agora a exata noção da importância deste depoimento do maior presidente da história do Brasil, encarcerado em Curitiba, que falou o que milhões de brasileiros gostariam de dizer neste momento.
      Como sou amigo dos dois, fico muito feliz por este Balaio proporcionar a todos um pouco de esperança e fé num destino melhor para o nosso país. Muito obrigado, Enio!
      Ricardo Kotscho

      1. Sim caro Kotscho, nós dois temos o privilégio e a honra de sermos amigos do maior líder político da América Latina, de um dos cidadãos mais importantes do planeta !!!
        As pessoas pensam que me ofendem quando me acham fanático, pensam que me agridem quando me chamam passional. Sou porque ESTOU VIVO !!! Fosse pedra eu seria racional, fosse podre destilaria ódio. Mas não, prefiro seguir ao lado de poetas como Vladimir Maiakóvski que escreveu assim:
        “Nos demais,
        todo mundo sabe,
        o coração tem moradia certa,
        fica bem aqui no meio do peito,
        mas comigo a anatomia ficou louca,
        e eu sou TODO coração.”
        Obrigado Ricardo Kotscho por permitir e me acolher ser teu amigo também e contigo em mesmo plano temporal partilhar, compartilhar e aspirar da VIDA, que segue sendo o nosso bem supremo.
        LULA LIVRE !!!
        VIVA A VIDA !!!

    2. Meu caro irmão..me comovi tanto com este seu comentario quanto com o show, chorei também agora, não tanto quanto no show, mas…chorei.
      Esta é a diferença entre nós e eles…nós temos almas.

  8. Nada de novo com a Vênus Platinada. O padrão é clássico e não deveria surpreender ninguém, menos ainda o jornalismo experimentado nas vicissitudes do país tropical. Cá entre nós, a dramaticidade da situação do ex-metalúrgico exigiria muito mais gente mobilizada em torno da festa-manifestação. O próprio lulo-petismo tem consciência de que os níveis de mobilização em torno da libertação do ex-metalúrgico estão longe do necessário para produzir a pressão social suficiente e necessária para alterar a correlação de forças indispensável para arrancá-lo do cárcere. O lulo-petismo vem errando desde que rifou o Dirceu no grito do picareta do PTB, sem a menor consideração pelo general, entregando-o aos leões como cristão novo. Não é hora de festa, porque camburão não dá samba.

  9. Mestre, só pra confirmar, segue testemunho de Juliano Santos, no GGN:
    “Tô na maior ressaca. Sou cinquentão, meus amigos não aguentaram e foram indo embora um a um. Mas eu resisti, tudo para ver Chico e Gil cantando Cálice.
    Ver apenas não, que isso se fazia pela internet. Sentir de dentro do olho do furacão. Revi agora no youtube, posso garantir que foram duas coisas totalmente diferentes. Lindo também, mas lá na hora pareceu algo de outro mundo.
    Fiquei que nem um drone levitando acima da multidão colorida de negros, brancos velhos jovens e crianças. E Lula o ausente mais presente de todos os tempos. Impressionante esse cara.
    E impressionante os setentões Chico e Gil. Alias três setentões, contando com o Lula. São imortais na minha opinião.”
    Quanto a Globo, é vital à democracia, a imediata transferência do comando para Fundação que represente os reais interesses de todos os brasileiros, transformando-a na nossa BBC.

    1. Caro Dias, esses Marinho deveriam se naturalizarem brasileiros o quanto antes. Assim, quem sabe, passassem a amar o Brasil e parassem de jogar contra.

      1. Grande, Enio, como diria ‘nosso’ imbatível balaieiro contador de causos, num fia nessa não, cumpadi, pau que nasce torto morre torto.
        E com “Viva a Vida”, junto-me a vocês e a memória de Unamuno, enquanto a Morte, deixamos para o fantasma de Milán-Astray e o ‘armado’ Bolsonaro, darem vivas, junto a fascistas que arrastam das tumbas onde ‘jaziam esquecidos’.

    2. Mano Dias, o Brasil com Lula e sem Rede Globo torna-se potência mundial em uma década. Mesmo sabotado diuturna e criminosamente pela mafia midiática, o governo Lula avançou muito em apenas dois mandatos. //// Em tempo: espero que tenham reparado na indisfarçável irritação do Netho com o sucesso da manifestação pró Lula. Netho, saia do armário e assuma sua afinidade com os tucanos e seu amor pelo “Centrão” do Alckmin. É direito seu, que saberemos respeitar, desde que não minta descaradamente como o Luis Carlos Velho e demais coxinhas desprezíveis do Balaio. Ótima noite e melhor semana a todos.

      1. Mano Victor Hugo, nesse ‘novo mundo’, a Globo, uma das maiores e melhores, redes de comunicação e produtoras de conteúdos, é ativo mais que importante, essencial, à soberania desejada, junto com a Defesa de Dissuasão, Petrobras, Amazônias Azul e Verde, Embraer e Reinserção do Brasil como ‘player’ no cenário internacional: Sim, com a Globo, sem ‘Osmarinho’.
        E tenho me divertido, Victor, e bota bastante nisso, principalmente com ‘apropriação heterodoxa’ e ‘chutes’ de curta, média e longa, distância. Não que também entre nosotros não há quem ‘chute’, mas não com tamanha intensidade e frequência, né, professor Adenor?

  10. Achei uma surpresa a globo noticiar, fiquei sabendo pelo seu texto, pois não assisto a globo, no máximo vejo a F1 aos domingos.
    Se foram 50mil pessoas é pq a capacidade máxima é esta, se coubesse 150mil, teria lotado tbm. Para ver Chico, Gil e Caetano, até eu q quero lula preso, iria assistir. Nos momentos dos discursos sem sentido, do tipo q Moro é um alienígena treinado pelo CIA para entregar o Brasil para os EUA….. colocaria o fone aguardando o show dos gigantes da MPB.

  11. Como diria Regina Duarte: tenho medo…

    A TV Golpe tem medo de mostrar o povo nas ruas, e com isso a cada dia perde mais credibilidade.

    Como Regina, passou de queridinha do Brasil a motivo de piada.

  12. Ótimo ! Nunca me esqueço de Alexandre Garcia enfaticamente apontando para uma janela iluminada e dizendo que o Presidente ainda estava trabalhando. Muitos de nós estávamos. E daí ? O presidente era Collor e, desde então, criei ojeriza a este jornalista. Parabéns para você e um grande abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *