Roda Viva massacra Manuela D´Ávila: isso é jornalismo?

Roda Viva massacra Manuela D´Ávila: isso é jornalismo?

Confesso que não consegui ver o programa até o fim, tamanha a minha revolta com o que estava assistindo.

Na noite de segunda-feira, o novo Roda Viva, que tinha começado tão bem, desceu ao grau mais baixo do jornalismo de sarjeta, ao literalmente massacrar uma entrevistada.

A vítima foi a valente Manuela D´Ávila, jovem política gaúcha, que teve a ousadia de se candidatar a presidente da República pelo Partido Comunista do Brasil.

Tratada como se fosse uma criminosa de guerra no tribunal de Nüremberg, Manuela foi interrogada por uma bancada de fuzilamento, acusada de todos os crimes praticados por regimes comunistas ao longo da história.

Nem os interrogatórios do juiz Sérgio Moro e seus procuradores em Curitiba tratam desta forma os réus da Lava Jato.

Raridade no mundo político, sem ter nenhuma denúncia de corrupção contra ela, queriam simplesmente negar a Manuela o direito de se candidatar e defender suas propostas para o país na série de entrevistas com os presidenciáveis.

Só para se ter uma ideia da arapuca que armaram, convidaram como entrevistador um dos coordenadores da campanha de Jair Bolsonaro, Frederico D´Ávila, líder radical dos setores mais retrógrados do agronegócio, que só estava interessado em atacá-la por motivos ideológicos e não em lhe fazer perguntas que interessassem aos telespectadores.

O principal responsável pelo pior Roda Viva da história do mais antigo programa de entrevistas da TV brasileira foi o apresentador Ricardo Lessa, que eu já elogiei aqui, por não querer aparecer mais do que os entrevistados.

O que aconteceu? De um momento para outro, o discreto Lessa, não contente com as barbaridades cometidas por seus convidados, resolveu ele próprio confrontar a candidata, não a deixando responder às suas inquirições.

Parecia visivelmente alterado. Como explicar este comportamento diante de uma candidata desarmada, sempre sorridente, que só queria defender suas teses de desenvolvimento para o país, não tem espaço na mídia e não disputa os primeiros lugares nas pesquisas?

Lessa só queria saber opinião dela sobre Stálin, Mao e outros líderes comunistas do século passado, na mesma linha dos demais inquisidores, como se tivessem ensaiado o bombardeio.

Perguntaram-lhe mais sobre a crise da Venezuela do que sobre o Brasil, como se aqui também não tivéssemos gravíssimos problemas econômicos e de legitimidade das instituições para serem discutidos numa campanha eleitoral.

Como havia na bancada também jornalistas, fiquei envergonhado com o que estão fazendo da nossa profissão, sem o menor respeito ao público que assistia ao programa e queria ser melhor informado sobre a candidata, que está há vinte anos na vida pública e não é uma paraquedista como tantos outros.

Em nenhum outro programa da série se viu isso, nem com Guilherme Boulos, outro candidato considerado maldito pela grande mídia. Pelo menos, o deixaram falar.

Manuela teve que ser muito forte para suportar tudo aquilo e se impor falando mais alto, mas sem perder o controle em nenhum momento.

Fosse um homem o entrevistado, duvido que agiriam da mesma forma.

A ela rendo minhas homenagens por ter resistido bravamente ao massacre desenhado já na formação da bancada, que fugiu ao padrão de equilíbrio ideológico dos programas anteriores.

Só quero ver quem vão convidar para entrevistar o tucano Geraldo Alckmin na entrevista marcada para o dia 30. E como vão se comportar Ricardo Lessa e seus entrevistadores.

Vida que segue.

 

76 thoughts on “Roda Viva massacra Manuela D´Ávila: isso é jornalismo?

  1. A menina é espetacular, extraordinária e elegantíssima no trato de todas as escaramuças. Foi o melhor desempenho dentre todos os candidatos já entrevistados pelo Roda Viva. Desde que Paulo Markun deixou a TVC, o nível desceu ao rés-do-chão. No caso, vi, sim, até o fim. A gaucha saltou todos os sarrafos e chegou impoluta e sobranceira ao final. Sem exceção, todos os entrevistadores não lograram êxito em encurralar a jovial candidata.

    1. Vimos programas diferentes Netho.
      Ela fugia das respostas, quando respondia era evasiva, criticou trump, mas não aceitou falar sobre maduro… ao ser questionada sobre a prisão do lula, não foi capaz de citar um artigo, de contrapor uma decisão do Moro ou TRF-4, não mostrou entendimento sobre a denúncia, apenas ficou repetindo q lula esta preso pq é líder na pesquisa.
      Questionada sobre castração química para estrupadores, ficou de blá blá blá e no final não respondeu nada.
      Sobre economia, falou q é preciso gerar riquezas (quase pedi um nobel p/ ela) e questionada como, ficou no mais do mesmo… “investir nas indústrias” (mais isenções?!).
      Ao falar sobre machismo deu espaço para um jornalista q questionou comentários do lula, ela olhou prum lado, pra outro, fingia q não tinha entendido direito, pediu água, olhou pra porta de saída… até não ter como fugir e responder q sim, lula agiu como machista.

      1. Parece mesmo que dois programas diferentes foram transmitidos. Vi uma Manuela responder de forma simples e direta a todas as perguntas. Em alguns casos ela foi clara em dizer que não tinha uma conclusão elaborada sobre o tema perguntado.
        Pode-se não concordar com ela mas afirmar que ela não respondeu é apenas um tipo de cegueira ideológica.

    2. Parabéns. Eu ia falar algo parecido, Netho, mas você e o Kotscho disseram muito melhor. A extrema-direita está seduzida pelo contingente crescente de eleitores que lhe dá ouvidos, com isso não pensa duas vezes em usar o espaço público com uma agressividade inaudita. Há um lado bom: escancara todo o despreparo e põe em relevo novas lideranças de um amplo arco de esquerda.

    3. Vimos o mesmo programa, mas o que assisti foi que quem entrevistou foi grosseiro, agressivo e chegou ao cúmulo de ficar defendendo um candidato opositor que não tem coragem de vir pro debate. Ela, diferente do que vc disse, perguntada sobre como melhorar a economia, falou da taxação sobre grandes fortunas, tributação progressiva, taxação sobre heranças. Ou vc não ouviu isso? Mostrou conhecimento em diversas áreas, do sentido weberiano de burocracia até valorização da indústria nacional, da agricultura familiar. E, sim, disse que Lula teve uma atitude machista, por fazer parte de uma cultura machista, não por ser isoladamente um machista. Criticou abertamente setores do judiciário, que fazem ativismo judicial, poupando Temer e prendendo Lula sem provas. E quem diz que não há provas não é só ela, mas milhares de juristas mundo afora e milhões de pessoas. Defendeu abertamente que aborto não é questão de gosto ou prazer por fazer, mas, sim, questão de saúde. E que baixaria foi a “tv cultura” chamar um defensor do fascismo pra entrevistar!

  2. Manuella quem?
    Bem, se ela é do Partido Comunista, que se comporta como pregadora do comunismo, que apóia governantes congêneres, como Maduro, Chaves, Castros, etc…
    Creio que pagou o preço por seus conceitos.
    Quanto ao Alkimin, devem cobrar dele, de forma impiedosa, de como ele pretende reduzir os assassinatos no Brasil, para os padrões de São Paulo, que é de aproximadamente de 25% em relação ao resto do País.
    Ele também deve explicações de como pretende equacionar o sistema previdenciário brasileiro, principalmente no serviço público, como ele conseguiu fazer em São Paulo.
    Ah, não deve esses jornalistas esquecerem de perguntar ao Alkinin como ele conseguiu fazer que São Paulo, apesar da maior frota de veículos do País, ficasse entre as três primeiras do Brasil com menor índice de mortes no trânsito em relação ao número de habitantes. (só não é melhor que o Amazonas e Amapá, por razões óbvias, de que esses estados possuem uma frota muito pequena e poucas rodovias).
    Mas principalmente, deve cobrar de Alkinim explicações, sobre as questões de desvios e superfaturamentos em obras de São Paulo, por empresas da quadrilha petistas, porque ele invés de processar estas empresas para ressarcir o Estado, não fez como os petistas, de negarem a existência dos desvios destas empresas, e ao contrário, jogar a culpa no MPF, na Justiça, na Globo e no ex aliado do petismo, Romero Jucá, que tudo não se trata de um golpe com o Supremo e tudo? Pq não fez como os petistas?
    Vai ter que explicar isso Sr Alkinim!!

    1. Você é um pândego. E a merenda, rouboanel, CPTM, saúde, educação etc etc etc? Não há uma obra do governo estadual onde não haja roubos. É tudo superfaturado. Eu sou professor. Estou ha quase 30 anos no magistério. Todas as obras realizadas em minha escola foram superfaturadas. A compra de materiais e serviços é tudo direcionado. A secretaria sabe. A diretoria de ensino sabe. Foram confrontados em reuniões e sempre se calam. Os tribunais aprovam tudo. Vergonha.

      1. Pândego com certeza deve ser você… Que vive das tetas do Governo, (o famoso carrapatinho de Estado) que é sustentado pelos paulistanos, e que certamente deve ser militante da Apeoesp, que não faz jus ao salário que recebe!!
        Coitados de vossos alunos!

    2. O “caba” mora na Paraíba e de lá se acha especialista em São Paulo e em Geraldo Alckmin. Vem viver aqui “pa tu vê”, “disleriado”da bixiga !!!

      1. Meu caro Ênio, morei entre 93 a 2004 em São Paulo! De 2005 a 2010 visitei ao menos 5 vezes por ano. (famoso lá e cá).
        Desde 2011 diminuir minhas visitas a SP…mas ainda assim vou entre uma a duas vezes/ano.
        Não sou tão ausente de São Paulo assim!

  3. Caro kotscho. Da mesma forma que há muito deixei de ler veja, isto é e assistir jornal nacional e similares, o roda viva desde Mario Sergio conti e Augusto Nunes deixou de ser um programa minimamente voltado ao jornalismo. Apesar do interesse pela entrevistada, confesso que não tenho estômago mais para esse tipo de lixo.

  4. Você tocou no x da questão, Kotscho: “Fosse um homem o entrevistado, duvido que agiriam da mesma forma.” Mulher, jovem, bonita e inteligente desconcerta qualquer machão de plantão. Se ainda for de esquerda, a situação se agrava. Como você bem lembrou, Boulos foi respeitado. É muito mais radical que Manuela, mas é homem.

  5. Ah Ricardo! Eu também não aguentei e deixei de ver a partir do segundo bloco. Senti tanta saudade do Paulo Markun. Mas aprendi! Vou assistir somente o voz ativa. Meus alunos e alunas dizem que Roda Viva está morta faz tempo!
    Abraços!

  6. Foi um show de horrores, machismo, falta de educação, sarcasmo e agressividade se revesaram no ataque. Manuela, do alto de sua sabedoria e carisma, soube driblar as e os revoltadxs offline sem perder a dignidade. Me representa!
    Abraços

  7. Nossa.. o jornalista cobra dos entrevistadores o que ele nao prática: a República nao pertence a vossa senhoria nem a tua grei.
    Saudações..

  8. Coitada…. não dela… de nós brasileiros que tem uma candidata deste nivel. Não conseguiu sequer definir que tipo de comunismo prega o seu partido. O mais importante para ela é não ter mais estupros no Brasil e que a mulher e o publico do LGBT & cia. vivam em paz.. Se conseguir isto, estarao resolvidos todos os problemas da nação.
    Está a 14 anos mamando nas tetas gordas do congresso nacional e não foi capaz sequer de apontar um unico projeto em que foi autora ou teve participação ativa… Assim não dá….

  9. Ela pode ter pegado o bonde errado da história. Porque a “Roda Viva” quando começa a rodar para a esquerda, não pára nunca. E a vida? segue o seu trajeto normal: com o sem marxismo.

  10. Acho quando for o Alckmin podem abordar três pontos: metrô, Furnas e Paulo Preto. Aí o apresentador pode gritar: – Próximo!
    Quando for ex-expulso militar (sic) basta falar no tripé econômico, caso tenha coragem de aparecer!
    Se for o Lula? Melhor colocarem entrevistadores mais qualificados!

  11. A Manuela é uma mulher muito inteligente e também bonita, o que ali[as, a direita, no mundo inteiro, não vê isso dentre os seus ditos “quadros.
    Pessoalmente posso atestar que é muito mais já que tive oportunidades de conversar com ela por várias vezes. Ela fascina qualquer um e ainda mais esses cachorros machistas, pondo-os completamente loucos mesmo antes do mês de Agosto .
    PARABÉNS à Manuela por sua inteligência e por saber se safar com altivez desses cafajestes do “Roda Morta” !!!

  12. Kotscho, sugiro ao coxinhas de plantão aqui no balaio leiam: A menina que roubava Livros, antes de postar falácias aqui, parabéns a grande Manoela, e a você por está bela e justa defesa dela, e viva a Manoela!

  13. Mas como exatamente os comunas de plantão viram a fraca Manu se sair bem no Roda Viva? O que eu vi foram, como em todos os esquerdopatas, respostas evasivas e a típica conduta furtiva quando da ausência de argumentos plausíveis. E, para fechar de vez o caixão da já fétida pré-candidata, ainda vêm o blogueiro e seus leitores na tentativa de “lacrar” com velha e engessada estorinha do feminismo. Tenham dó… O Brasil nunca mais aceitará a esquerda suja no poder.

    1. Ah sim, vc não entendeu o que ela disse, já q o vocabulário coxinha se resume kkkkk e Lula na cadeia, como Lula já está na cadeia, seu vocabulário está mais reduzido ainda, que pena. Da próxima vez aperta a tecla SAP.

  14. Interessante ler aqui q ela foi massacrada, pois em todos blog´s “progressistas” afirma q ela destruiu os jornalistas, não deixou pergunta sem resposta, colocou todos em seus devidos lugares….
    Por isto venho diariamente ao seu blog, mesmo com forte viés, consegue ser centrado e honesto em seus textos.
    Vi o programa e realmente foram pesados, pois miraram na “comunista” e não na “candidata”.
    Ela estava perplexa e parecia não acreditar, mas será assim toda a sua campanha, pois o partido q representa, defende ideias absurdas.
    O grande erro dela e q mostra seu despreparo para o cargo q almeja foi após criticar tanto a política de trump, se negou a falar sobre a política de maduro, dizendo q deveríamos falar sobre Brasil e não outro país… mas oras bolas, fez um discurso longo sobre EUA, mas uma linha sobre a Venezuela não pode?!
    Ontem ela me fez lembrar o caso da marcia tiburi, escreveu um livro com título “como conversar com um fascista” e qdo esteve em um programa e apareceu o katiguiri, se levantou e disse q não participaria de um debate com um “fascista”….
    Vai entender….

  15. Que pena que eu não vi. Parei de assistir desde o meio daquela primeira “entrevista” pós Nunes, em que um monte de amiguinhos esquerdistas levantava a bola para o Boulos cortar. Imaginei que eles tinham voltado ao velho padrão esquerdista dominante na imprensa brasileira. E entendo que quem se acostumou a esse padrão se espante ao ver algo diferente. Onde já se viu, chamar uma comunista defensora de regimes assassinos de comunista defensora de regimes assassinos?

  16. E qual a diferença para a Manuela e o Bolsonaro? Dois radicais em disputa em um pleito que deverá se desenvolver dentro de um ambiente democrático e que defendem um passado político não democrático.

    Lógico que vc Ricardo Kotscho está esquisito nesse retorno do balaio,dá para resgatar aquela matéria que dois dinossauros que aqui frequentam(aliás o Enio e o everaldo estão sumidos) o criticaram e romperam contigo por posicionamento exatamente inverso ao que vc escreve hj.

    Tranquilamente que essa não é sua opinião a respeito da Manuela D`Avila,pois ela é o Bolsonaro de saia e vc ,que não é burro,muito pelo contrário é experiente e inteligente trata os iguais de maneira oposta,não é vc .Quem garante que esse espaço não está sendo usado por outro?

    1. Oromar, larga de escrever tanta besteira pra depois dizer que foi censurado.
      Aqui nunca mudou nada quando mudei de endereço e Enio e Everaldo nunca romperam comigo. São meus velhos amigos, pioneiros deste blog. Acho que você é que está no lugar errado.
      Não tem nenhum blog do candidato da extrema direita defensor de torturadores pra você publicar teus esquisitos comentários sempre falando a mesma coisa?

    2. Oromar, eu te conheço desde muito pela internet e sei que tu não pode ser considerado uma pessoa do mal. Já conversamos via e-mail fora do Balaio em que tu me contastes das tuas boas ações. Porém, todavia, contudo e mesmo assim te digo como sempre te disse que para mim tu és um péssimo paraquedista já que cai sempre no lugar errado (nas urnas e blogues).
      Como assim “rompi com o Kotscho” ???
      Ricardo Kotscho é uma das principais referências de minha vida como pessoa exemplar que é, como grande amigo e como extraordinário jornalista que ainda me influencia e influenciou sim desde a minha juventude quando eu lia diariamente as suas reportagens em jornais que trazia sempre comigo nos ônibus e nos trens a caminho da escola e do trabalho. Sou devedor dele !!! Serei sempre grato a ele !!!
      Em tempo: Tu é que é o tiranossauro de lá (do Exército) e daqui !!!

      1. E tem mais… Eu leio diariamente todos os posts do Balaio incluindo a maioria dos comentários (só tem um sujeito aqui que me recuso a ler por se tratar de um idiota e para cumprir promessa feita).
        Eu não tenho que escrever sobre tudo e sobre até assuntos que eu não domino como muitos daqui o fazem. Só comento quando acho que posso acrescentar algo ou quando fico indignado com barbaridades perturbadoras aqui postadas. É isso. Pronto, acabei.

    3. Orô, por acaso a Manuela defende gulags, fuzilamentos, “bandido bom é bandido morto”, a tal de cura guêi, acha que as mulheres devem ganhar menos porque engravidam, despreza os negros, quer extinguir as terras dos índios, acha que os pobres deveriam ser capados, puxa o saco dos Estados Unidos? Tenha paciência! Ela é Manuela e você é mané!

  17. Mulher, política, de esquerda, humanista, sem preconceitos, bem informada, articulada, capaz, inteligente e bonita, sai de baixo, Mestre, pois desata o complexo de igualdade não garantidora nos ‘dominantes’, fazendo-os flexionarem os músculos do cérebro e descerem o porrete da convicção na ‘ameaça’, com tamanha mediocridade e violência, de corar até primatas, dos quais descendemos, quando famintos.
    Coisas do Brasil, como fachim…!

  18. No mesmo dia que a Petrobras é condenada a pagar 3 bilhões de dólares nos EUA por conta da roubalheira e que a justiça condena a turma que comandava a Transpetro por desvios de outros tantos bilhões a moça vai a um programa de TV insistir na tese da inocência do Lula. Aí é demais Kotscho! A Petroroubalheira, fica, pois, combinado com a lindinha do PCdoB, não existiu! Foi apenas um pesadelo.
    Refrescando a cabecinha da lindinha: Em março de 2010, Lula levou sua candidata Dilma Rousseff para vistoriar as obras da Refinaria de Araucária . Num discurso ao seu estilo (nós contra eles)aproveitou para atacar o TCU: — ”Se tem que fazer investigação, que façam, se tem que apurar, que apurem, mas não vamos fazer com que um trabalhador, um brasileiro que está levando o pão para sua casa, fique desempregado porque alguém está desconfiando de alguma coisa.” Ou seja, para Lula, se havia desvios e corrupção, isso era o de menos. O TCU mostrava então apenas a ponta do iceberg. Nos três primeiros anos do governo Dilma a Petrobras assinaria R$ 90 bilhões em contratos sem licitação. Deu no que deu. Daí porque há um pelotão de honestos presos.

        1. O que, como disse, dá no mesmo. Ou seria pior sem o acordo, dado a gravidade do crime. Portanto, mantenho o que disse; condenada! E no Brasil, a justiça do trabalho, em última instância condenou a Petroroubalheira pagar um esqueletão do petismo de 17 bilhões.

      1. O acordo foi para evitar uma condenação liquida e certa, uma vez que a petralhada deixou ,como sempre, rastros visíveis de tramoias. Você se apegou a um detalhe que é apenas semântica.

  19. O Maranhão é governado por um comunista, na visão desses pobres diabos, la devem comer criancinhas no café da manha. Kitscho, nem o rola bosta aguentou o baixo QI dos bolsonazi e os expulsou do seu blog, que infelicidade a nossa eles terem aportado aqui.

  20. O assunto não é o Alkcmin que ,sem dúvida, se comprovada as acusações que lhes são imputadas, terá que pagar, É por isso que torcemos! Mas, o que o leitor proclamou aqui sobre São Paulo, tem, e deve ser trombeteado sim. O Brasil, como é sabido, chegou ao terceiro lugar em violência no mundo, sendo que uma cidade do Rio, Queimados, com tx de 140 homicídios por grupo de 100 mil habitante foi recentemente nomeada com a cidade mais violenta do mundo. Neste período ,São Paulo atingiu índices de violência europeizados, com a taxa ,aceita pela ONU, de 10.5/100 mil, algo muito próximo aos países desenvolvidos: Japão 8/100 mil. EUA 8.5/100 mil. Se a PM paulista apertar mais um pouco, com certeza os habitantes de S.Paulo ,em breve, viverão num mundo bem melhor no quesito violência. Cuidado paulistas com o voto. Vcs poderão levar um ex-trotskista admirador de Herbert Marcuse ao comando do Estado. No Rio o PT já escalou como candidata ao governo do Estado uma moça que escancarou sua posição em prol dos bandidos assaltantes.Uma tal Márcia Tiburi. Poderia ser enquadrada no crime de apologia ao crime, mas a doutrina estabelece que ”não há o crime, se alguém procura defender publicamente pessoa acusada de crime.Também não haverá se houver apenas manifestação de solidariedade.

  21. Como que o Kotscho aguenta tanto comentário idiota de direitista, que aInda acham que comunístas comem criancinhas.Realmente tem que ter muita paciência.

    1. Acusar qualquer posição política contrária como ”de direita” significa tão somente que o debate é quase impossível, uma vez que se trata de diálogo entre surdo e mudo. Ladrões há em vários segmentos sociais, porém, insisto, tentar negar roubos escrachados é uma ofensa ao bom senso e à civilização.

  22. Não é apenas o fato dela ser mulher. É ser mulher e permissiva. Há homens permissivos, mais raros, a mulher, porém, no uso de seus atributos se deixa persuadir e não percebe o engodo. Que eu saiba, isto já aconteceu com Manoella no programa da Band de domingo, embora em outro contexto. Foi tão desrespeitada que cheguei a me intimidar pelo fato de ser mulher, só de assistir. Senti nojo de Boechat e dos outros que se julgam superiores e não sabem respeitar uma mulher. Nem sempre sorrir dá voto. Fora disso, são canalhas. Força, Manoela D’Ávila.

  23. Concordo com você Clóvis Pacheco,a direita tá assanhada nesse blog .Será porque nenhum candidato desse pessoal cresce nas pesquisas ?

  24. Kotscho: Oromar, Gilvanildo Costa, Mauricio Teixeira, Luis Carlos Velho, o tal de Paulo etc… não são dignos de comentar no Balaio. Como sou contra censura, sugiro criar a “Latrina do Balaio” pra receber os comentários desses analfabetos políticos. Caso um comentário meu (inclusive este) ou de qualquer outro participante faça pro merecer a honraria, que receba o mesmo tratamento. Acho a medida necessária pra que o Balaio continue a ser o melhor blog de seu gênero na Internet. Boa noite a todos.

    1. Uma sugestão tipicamente de comunista ditador que só debate com cumpinchas e compadres. Debate não, comunas participam de convescotes e tramoias. Verifique seu olfato viciado para sentir o odor de uma latrina.

        1. Latrina, Sr.Kotscho, normalmente não faz parte do meu vocabulário ,mas em se tratando de uma figura com ofensa contumazes e graves, infelizmente, baixo o nível mesmo. Até mesmo porque esse tipo não conhece outro tratamento.

          1. Não incomoda, não, Paulo, eu gosto do debate.
            Desde que esteja dentro das normas de civilidade do blog e se refira aos textos aqui publicados, a meu critério, publico todos os comentários.
            Este é um dos espaços mais democráticos dos blogs jornalísticos. Pode conferir.

  25. Sabatinar uma política de partido comunista com bobagens do tipo “que vc acha do Stalin?” Faz tanto sentido como numa entrevista cobrar o padre Fábio de Melo pelas fogueiras da Inquisição rsrs.

  26. Concordo com o artigo.
    O que tem me desanimado profundamente é que nem candidatos nem jornalistas tratam sequer de longe as graves questões ambientais que devem ser enfrentadas, em especial a crise hídrica do Sudeste, gravíssima. É um assunto ignorado e deixado de lado por todos. Somos governados por analfabetos ambientais, o que é duplamente lamentável dada a riqueza dos nossos biomas.

  27. Na minha opinião, a moça ainda não demonstra capacidade para o ocupar importante cargo ! Não terá meu voto, mas tem meu respeito pela sua coragem , atitude e seu não conformismo !
    Parabéns Manuela !!!

  28. Prezado Kotscho: A tática é essa mesmo. Destruir tudo e todos que tiverem ideias progressistas e que pensem e se preocupem com as causas sociais. Em outra emissora de televisão aberta, há algumas semanas, massacraram, em programas diferentes, o Guilherme Boulos (candidato a presidente pelo PSOL) e o Luiz Marinho (candidato a governador pelo PT).

  29. Marta Suplicy, Heloísa Helena, Marina Silva e até mesmo Dilma Rousseff não seriam interrompidas desse jeito. Isso para citar 4 quadros só da Esquerda. Poderia incluir na lista as Senadoras Ana Amélia e Simone Tebet. É questão de postura e não de gênero. Manuela D’Ávila é uma farsante. Comunista de boutique. Era quase como se ela pedisse para ser interrompida por não ter argumentos.

  30. “A Folha de S. Paulo se deu ao trabalho de contar quantas vezes Manuela D’Ávila foi interrompida durante o programa Roda Viva: foram 40 vezes.

    Em seguida, a reportagem diz que “movimentos feministas classificaram como machista o comportamento dos entrevistadores e um abaixo-assinado com mais de 15 mil assinaturas pedia que a TV Cultura marcasse uma nova entrevista com ela”.

    Marina Silva foi interrompida apenas 3 vezes no Roda Viva, menos do que Guilherme Boulos e Ciro Gomes. E também é mulher.”

  31. Se é algo que tenho que admitir é a honestidade intelectual do Kotscho. Aqui, ele que tem posição política clara, publica comentários que lhe são inteiramente adversos.

  32. DESCULPEM, MAS MANUELA NÃO FOI VÍTIMA DE MACHISMO.

    Nem de misoginia. Fosse a Janaína Paschoal ou a Cármen Lúcia , a TV Tucanultura não faria isso.

    Ela foi desacatada por ser de ESQUERDA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *