Pesquisa Ipsos mostra aumento da rejeição a Moro e Bolsonaro

Pesquisa Ipsos mostra aumento da rejeição a Moro e Bolsonaro

Pesquisa Ipsos-Estadão divulgada neste sábado mostra o aumento da desaprovação ao juiz Sergio Moro, que subiu 8 pontos, passando de 47% para 55%.

A aprovação ao trabalho do juiz caiu de 44% para 37%.

Com 45% de aprovação, o ex-presidente Lula apresentou o mais alto índice entre os 19 nomes listados, enquanto 54% o desaprovam, o mais baixo entre os principais presidenciáveis.

O campeão de desaprovação é o presidenciável tucano Geraldo Alckmin, que chegou a 70%. Apenas 18% o aprovam

A desaprovação a Jair Bolsonaro, candidato da extrema-direita, que lidera as pesquisas presidenciais sem Lula, subiu de 60% para 64% e a aprovação caiu de 23% para 20%.

A pesquisa não mede intenção de votos mas o prestígio dos nomes relacionados.

Vida que segue.

 

33 thoughts on “Pesquisa Ipsos mostra aumento da rejeição a Moro e Bolsonaro

  1. Ué,Moro é candidato também().Assim sendo,deveria estender-se as pesquisas incluindo outros personagens famosos.Ex,F. Beira Mar(o mesmo disse certa feita que o bom é ser político),o PETISTA não filiado -Nem da Rocinha.etc,.

    1. Rafael, se você tivesse lido o texto até o final, veria que a pesquisa Ipsos-Estadão não é sobre intenção de votos, mas aferição de aprovação e desaprovação de pessoas públicas.
      Não é justo você comparar o Moro ao Beira Mar.
      A opinião é livre, desde que respeite os fatos apresentados. A pesquisa completa está no Estadão deste sábado. Se não gostou, escreva para a redação. Eu só reproduzi os números.

  2. Eu não estou comparando o juiz Sérgio Moro com o F.Beira Mar – Também ,não estou culpando você por ter postado esta pesquisa.A mensagem é direta para quem a fez!.Mas,pensando bem,como se trata de intenção de votos -Não resta dúvida que se o F.Beira Mar fosse candidato(como um certo preso pré-candidato).Seria eleito a deputado federal ou até mesmo senador.Reza a Constituição;”…TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI..”.

    1. Tá certo Rafael, tudo é gente boa! Só estão atrás das grades. Nada que os desabone. Até ontem Deus não havia julgado ninguém. Deus é amor. Estou vendo no seu comentário o jeitinho brasileiro de deixar tudo pra última hora, que nem os gols da seleção da última partida, tb devem sonhar com o Hexa. Deixa os caras sonharem que o ‘salvador da pátria deles’ será o próximo presidente!

  3. Isto mostra como os valores morais neste pais estão de ponta cabeça. Presidiário e condenado tem mais valor do que aquele que praticou a justiça, no exato tamanho do texto legal, já que, quase a totalidade de seus atos foram referendados por um tribunal superior.
    Como neste pais a quantidade de bandidos ja deve estar superando a dos ilibados (como já dizia Rui Barbosa) podemos dizer que é muito natural aparecer estes resultados.
    Deus salve a patria, porque seu povo está muito dificil. É lamentável….

  4. Estou começando a acostumar com deboches. Se um preso condenado pode ser candidato á presidente, então os outros 726 mil presos tb podem se candidatar. A lei é igual pra todos. Se 44% dos brasileiros não têm o hábito da leitura, – todos vão confiar em pesquisas – apesar dos fake news. Logo, 88% aprovam verdadeiramente o ex-capitão. E todas as pesquisas estão falsas: pois nenhuma pesquisa até agora lhe apontou na frente de todos!!!

  5. O negócio é tão sem vergonha que o que deveria estar no título são os dois extremos, ou seja, o índice negativo do Alckimin como o de maior rejeição e os positivos do Lula tanto em aprovação ou até mesmo o menor índice de rejeição.

    Todos nós fazemos essa análise involuntariamente e concluímos instintivamente que não é possível acreditar numa informação mal elaborada como essa.Senhoras e senhores o monopólio da informação ,a ditadura da mídia já acabou e isso destruiu as reputações construídas sobre alicerces de barro.

    A última eleição dos EUA passaram uma lição e os habitantes da Banânia ainda não entenderam.

    1. Indice negativo de Alckmin e positivo de Lula não são novidades. Isso se lê em todas as pesquisas.
      O fato novo dessa pesquisa Ipsos é o aumento da rejeição de Bolsonaro e Sergio Moro, que o senhor admira tanto.

      1. Pois é ,acontece que eu li a pesquisa.

        Bolsonaro subiu 4% na rejeição e Lula subiu 2% também na rejeição.Pois bem ,para um candidato que apresenta 20% de aprovação como é caso do primeiro em comparação a um que apresenta 45% de aprovação,como é o caso do ex presidente e levando-se em conta o índice de 3% de erro que hj os institutos de pesquisa acolhem os dois praticamente empataram na evolução do quesito rejeição ,porém tendo em vista a diferença mais que o dobro na aceitação,isso remete a situação do ex presidente Lula como a de maior importância no evento e como qualquer redação de concurso,de escola ou em um vestibular o título deve refletir o conteúdo.

        As conclusões são óbvias,ou quem escreve não acredita no conteúdo ou então as informações do conteúdo não refletem a verdade,portanto só resta mascarar o objeto.

  6. O painel eleitoral está definido. A “candidatura militar” está no segundo turno, mesmo com mais rejeição. Deve-se acreditar que a rejeição da “candidatura militar” aumente, sobretudo a partir do fiasco da intervenção na terra de Cabral. O “x” da questão reside na “candidatura política”, uma vez que a “candidatura judicial” (Barbosa, Moro, Bretas e quejandos) fez ‘forfait’ ou ‘forfé’, ao retirar seus cavalos do páreo. Não há dúvida de que o ex-metalúrgico tem se mostrado invencível, quando seu nome é apresentado aos pesquisadores. O grande problema é dimensionar o percentual efetivo de sua própria votação que o ex-presidente consegue transferir efetivamente à urna do seu “alter ego”. Como o PT já decidiu pela candidatura própria, sem terceirização no primeiro turno, o calcanhar de Aquiles dessa estratégia eleitoral repousa no indicado pelo líder inconteste das pesquisas eleitorais. O problema fica mais complicado, caso a alcaguetagem bonificada do “Italiano” de Ribeirão Preto demonstre-se crível e sustentável no âmbito judiciário, porque o MP sempre considerou as alcaguetagens de Palocci não mais que “cinematográficas” (na expressão de Lula). Segundo o noticiário, gente graúda, de dentro e de fora do PT, passou pela língua afiada do ex-ministro de Lula e Dilma. Ninguém sabe se há algum anexo, entre os mais de 50, relativo a Dilma, que foram confirmados pelo Grande Dedo-Duro ministerial do lulo-petismo, nem se algum dos preferidos de Lula para o papel de poste foi iluminado por algum anexo de alcaguetagem.

    1. Desqualificar o acusador, antes de tentar desmenti-lo com fatos, é uma tática que potencializa a suspeita sobre o acusado. Atenção; a delação premiada não é alcaguetagem ,que é uma linguagem rampeira muito usada pelos difamadoras da honra alheia. Ninguém ,mas ninguém mesmo do stafe de Lula detêm mais informações confidenciais do período do PT do que Palloci. Infelizmente, embora homologadas estão sob sigilo.

  7. Com uma rapidez incomum o ministro Fachin arquivou o julgamento do pedido de suspensão da condenação de Lula, o qual diante do histórico dos componentes da 2ª turma, estava sendo considerado ”favas contadas”. Lula tem um esquadrão de advogados que jamais alguém teve no Brasil e, quiçá no mundo e, 2 dias antes da decisão de mandar o processo para a 2ª turma, Fachin recebeu, nada mais nada menos do que ex-ministro Sepúlveda Pertence, um dos defensores do Lula, uma atitude pouco recomendável nos Tribunais. Sepúlveda dava como absolutamente certa a conversão da prisão fechada em prisão domiciliar do seu ilustre cliente ,pois entende que sua argumentação é infalível e inquestionável , uma vez que, ele insiste, não há razão alguma para mantê-lo preso. E não é só o Sepúlveda que insiste nisso não, pelo menos 5 ministros do STF também acolhem tal propositura que, se levada ao pé da letra poderia soltar os 700 mil encarcerados do Brasil. Oremos ,pois, e com muita fé!

    1. Quer dizer que corremos o risco de que 700 mil encarcerados podem ser soltos, Luiz Carlos, o velho?
      De onde você tirou isso? Eu também sou velho, mas não sou velhaco. É preciso ter mais responsabilidade com o que a gente escreve.
      Blog não é porta de banheiro. Mais respeito, por favor.Pense um pouco antes de enviar comentários.

      1. CF de 1988. Art. 5º- LVII – ”ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória;”
        O senhor definitivamente não me entendeu. O que eu escrevi é que, se o STF acatar o motivo central da petição, que é este acima, repito para seu entendimento, os 750 mil presos do Brasil poderiam ser soltos, uma vez que estes estão presos por sentenças de 1º grau. Os demais motivos da petição são os mesmos dos HCs diários solicitados para Lula, ou seja; insiste-se da ladainha tediosa da militância que é a incompetência e imparcialidade do magistrado. Tanto é que a presidente do STF não admite mais HCs de terceiros para Lula. Sou velho, velhaco não! Leia e reflita.

        1. Esse tal de Luis Carlos velho e um velhaco mesmo sujeitinho desonesto tenta a toda hora desvirtuar manipular distorcer os fatos Velho para de ser velhaco toma vergonha nessa cara de vei não e atoa que tu admira tipos como Sergio Moro Geraldo Alckmin Aécio Neves Jair Bolsonaro Michael Temer já que tu chafurdam na Lama igual eles tenho nojo desse tipo de gente

          1. Conteste os meus argumentos antes de me ofender. Faça isso! Seja civilizado. Informe-se e aprenda ,no mínimo, ser respeitoso com quem sabe mais que você. Diga aonde está a desonestidade, diga, explique, se é que vc sabe o que isso? Eu não admiro ninguém, por isso mesmo não tenho bandido de estimação.

          2. Silva, o contumaz não se emenda e além de ‘ilusionista do erro’, para esconder a real prática, ultimamente deu para ameaçar com seu supremo conhecimento, que revela desconhecer que ‘trânsito em julgado’ pode ocorrer em qualquer instância do processo: “Uma decisão monocrática do juiz de primeiro grau PODE transitar em julgado, se não for interposto no prazo, um embargo ou outro recurso.” (Conjur)
            Como sabemos, grande parte da população carcerária não tendo recursos para bancar os recursos jurídicos, encontra-se presa com sentenças com trânsito em julgado, inclusive uma minoria que recursou até as últimas instâncias sem sucesso.
            Portanto é pura falácia, cinismo ou ignorância de fato, afirmar levianamente que toda a atual população carcerária seria solta.
            Ainda mais sabendo-se que em torno de, 20% são prisões domiciliares e 35% são as chamadas ‘prisões provisórias’, outro horror ‘jurídico’ do ‘Gulag Tropical’, destinado a depositar ‘no limbo’ os herdeiros da desigualdade brasileira, essa doutrina do Estado Patrimonialista erigido e mantido pela classe dominante, que o contumaz cinicamente, com desinformações, defende.

  8. Esse “presidiário e condenado” por coincidência chama-se Lula, é disparado o preferido pelo povo, contra quem foi dado o golpe, e tem recebido apoio dos mais expressivos nomes internacionais, como Chomsky, Luigi Ferrajoli e o Papa Francisco que, até onde eu saiba, não andam por aí apoiando corruptos (este 3 não são do PT). A propósito, estou procurando pessoas que tenham informações sobre provas contra Lula. Se você tiver, pago bem (mas, por favor, sem repetir chavões que vc lê na internet)

  9. Ultimamente, o que tem de melhor nos comentários é as respostas que o Mestre RK, tem dado a alguns comentários “desonestos” por assim dizer…

  10. Nas TVs de pouco alcance, e isso não é privilégio nosso, brasileiros, vez que outra aparece uma informação valiosa na forma de um lapso ou uma guarda baixa por descuido-de-contexto. No carro chefe do aniversário da Rede Vida, lá estava uma entrevista com o atual governador de São Paulo, Márcio França. Empurrado para um limbo eleitoral, e meio sem se dar conta, ele se permite (talvez sem perceber que hoje em dia dá na mesma falar para o grande público ou para o pequeno) especular com as eleições de Outubro. Se ele não tem informação de dentro, ninguém mais o tem. Não vou contar o filme, mas é alguém dizendo, fora da formatação usual, o que pensa e, ao que consta, o que sabe. É a fala inintencional de um raro meio de campo, ainda que um meio de campo bastante interessado, entre Alckmin e a esquerda.
    Todos os poucos que me seguem aqui sabem que, diante da inelegibilidade iminente de Lula e contra o risco civilizacional Bolsonaro, propús uma aliança entre, no mais encorpado do arco democrático, PT e PSDB, isso nos termos do bem sucedido estado social petista e dos êxitos setoriais da longa administração regional tucana. Era para levar chumbo e levei, mas o próprio Hadadd e Paulo Sérgio Pinheiro andaram tocando no mesmo ponto, de forma diferente.
    Ia esquecendo, o que ele, Márcio, diz não reforça meu argumento.

  11. Poderia também comentar sobre essa pesquisa. “O nome do deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) ultrapassou pela primeira vez o do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na pesquisa espontânea do instituto Datafolha divulgada neste domingo. 11/06/20188”. Sei que o blog é seu mas também pode dar notícias ruins para variar a esquerda ou não. Afinal você é independente. Preparado para as ofensas. Vida que segue

  12. E de se perguntar, ao final desse processo, o que vai acontecer com os imbecis que proliferaram aos borbotões na esteira desse “moro”lismo de fancaria. Nao desista Kotscho, escreva sempre, jogue luz nessa mediocridade que se abateu sobre “contra” aqui no balaio.

  13. Meu comentário não tem a ver com o texto da pesquisa e sim, COM O QUE NÃO ESTÁ NO TEXTO. É extremamente engraçado como em todas as pesquisas, está o nome do LULA, mas em nenhuma aparece o nome do Aécio. O que aconteceu? Aquele homem honesto, salvador da pátria morreu? Ninguém fala dele? Que injustiça…. Era tão honrado, não roubava, não usava drogas, não batia em mulher.

    1. Caro Élcio, é bem provável que os ELEITORES do homem honesto, salvador da pátria e tão honrado Aécio Neves migraram para o bolsonaro….kkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *