Só pode ser deboche: Temer torra R$ 2,7 milhões para ter celular no avião

Só pode ser deboche: Temer torra R$ 2,7 milhões para ter celular no avião

Acabo de ler no portal do Globo, em matéria de Juliana Braga, uma notícia inacreditável.

É isso mesmo que está no título: o governo abriu licitação para contratar uma empresa que permita o uso de celulares pelo presidente Michel Temer quando ele estiver voando nas asas da FAB.

Pelo contrato de um ano, Temer vai torrar R$ 2,7 milhões do nosso dinheiro de impostos para ficar conectado no ar.

Para quê? Se quando está em terra, o presidente não consegue fazer nada para tirar o Brasil do buraco em que se encontra, o que vai fazer dentro do avião?

Qual poderia ser a urgência deste governo devagar, quase parando, para conversas urgentes em pleno voo?

Os nobres passageiros dos aviões presidenciais poderão gastar 120 mil megabytes por minuto em um ano, o que dará para falar 4,5 mil minutos.

Onde é que vão arrumar tanto assunto? Vão passar as viagens todas falando no celular?

A cada dia mais me convenço de que nossos governantes vivem em outro planeta.

Vida que segue.

 

 

 

 

 

 

 

 

27 comentários em “Só pode ser deboche: Temer torra R$ 2,7 milhões para ter celular no avião

  1. São decisões como esta q afasta o povo dos políticos, li tbm no globo sobre uma lei q o SUS arca com a remoção de tatuagens para pessoas arrependidas, é um escracho com nosso dinheiro.
    Li agora esmo, tbm no o globo, q um representante comercial foi convidado a se retirar de uma padaria pois usava um broche do PT, é inadmissível q um cidadão não possa usar um objecto com sua ideologia. Sou anti-PT, mas não concordo com estas atitudes e tenho receio do q vem por aí nas campanhas eleitorais.

    1. “Votei no Aécio, bati panela, vesti camisa do Cun ha e da CBF, gritei FORA DILMA, apoiei o golpe, “sou anti-PT, mas não concordo com estas atitudes e tenho receio do que vem por aí nas campanhas eleitorais.” Depois dessa, melhor fechar o Balaio pra balanço.

        1. Os números do governo lula são incontestáveis, tanto q saiu com 89% de aprovação.
          Os números do governo dilma são terríveis, tanto q saiu com desaprovação de 71%.
          Lula do alto dos seus 89%, hj vê 30% de intenções de votos, estou nestes 59% q mudaram de opinião e o vê como responsável pelo assalto aos cofres públicos realizado por PT/PMDB/PP….

      1. 1º Sim, votei no Aécio, com pesar, foi falta de opção.
        2º Sim, bati panela.
        3º Nunca vi camisa do Cunha e nenhuma manifestação que exigia a saída da Dilma teve apoio a algum politico. A camisa ñ era da CBF e sim da seleção brasileira de futebol, de vôlei, basquete, camisas piratas, importante era ser das cores da bandira.
        4º sim, gritei Fora Dilma e confesso q fiquei surpreso com tamanha facilidade q ela caiu, esperava alguma resistência da parte de vc´s.
        5º Não teve golpe.
        6º Não concordo com violência e restrição de manifestação, de nenhum dos lados, abomino o q fizeram nesta padaria no caso q citei, como abomino a agressão na frente do instituto lula, onde um opositor ao PT quase perdeu a vida. Moro em Resende-RJ e nas eleições municipais, a candidata petista absteve de fazer campanha nas ruas devido ao clima de insegurança, pois seus correligionários eram ofendidos e ameçados.
        Fechar o Balaio para balanço ou bloquear comentários de quem não de “salve ao rei” ao condenado?

        1. Paulo, nem uma coisa, nem outra: este Balaio continuará sendo um espaço aberto a debates sobre a vida brasileira, desde que haja respeito a opiniões divergentes.
          É assim que funciona há quase 10 anos, a serem completados em setembro, e pretendo que assim continue, como um dos mais democráticos da blogosfera.
          Não abro mão do meu papel de moderador. Aqui não há reis nem rainhas, mas apenas cidadãos livres com direito a dizer o que pensam.

          1. Parabéns pela sua atitude, muito incomum em qualquer blog que fale de política.
            Quem falou sobre fechar ñ foi eu.

    2. E nenhum coxinha típico (Alexandre Frota, Paulo Skaf, etc….) vai reclamar no face? Engraçado como o “nacionalismo” e a “seriedade” dessas pessoas sumiu…… Bem feito coxinhada, vão pastar por um bom tempo.

  2. Deve ter sido para poder sobrevoar permanentemente o país, porque o presidente não pode andar nas ruas. Também pode ter sido para telefonar ao Meireles no Roda Viva, ontem, para cobrar a “defesa” do governo que o Meireles insistem em não reconhecer como seu. Aquele tempo de vaca desconhecer bezerro chegou, Kotscho.

    1. Penso diferente: quem tá apanhando, tb tá brigando, pois assombração sabe pra quem aparece. Quando eu era criança, eu tinha uma turma só pra brigar na hora do recreio. Era só cismar. Era normal chegar em casa com o nariz quebrado e minha mãe tinha ojeriza de sangue. Quando eu apanhava, chegava em casa e o coro era dobrado! Veja os nomes dos meus colegas: Zé da Cruz, Zé Capeta, Mazarope, Caneco, o Pantaleão era chamado de Espantaleão. Muitos morreram matados.

      1. Ô Anísio, em toda a minha vida já sexagenária, eu jamais saí na mão com ninguém !!! Ainda mais agora que minhas forças musculares são próximas de zero. Tu é o cara que mais enche e emporcalha o Balaio com seus comentários sem noção, mas dessa vez tu te superou !!! Quando tu pensares “diferente”, como afirmastes, evite contaminar os demais leitores com tuas doideiras. Uma hora tu te faz de pastor e em seguida trás pra cá teus “Zé Capetas”. Procure um tratamento logo, tá precisando.

    2. Em 2014 acompanhei pelo noticiário, pois morava fora do país, mas era diário os casos de violência verbal e até física. Acompanhava muito o 247, na época podíamos todos comentar lá e não acreditava muito no q lia. Em 2016 já estava no Brasil, em Resende-RJ e fiquei pasmo ao ver pessoalmente pelas ruas as provocações, vi pessoas com banquinha do PCdoB serem obrigadas a se retirar do Parque das Águas, vi a candidata do PT (Ana Lúcia) serm impedida de discursar e quem estava com a camisa ter q se proteger dentro de lojas no calçadão do centro. Para ter uma ideia, ela teve 1.700 votos. Teve vereador com a mesma quantidade de votos. Depois vimos as agressões a caravana do lula, inclusive com tiro. Não concordo e deveriam ser presos quem participa, sou pai de um tesouro q tem 7 anos, altista e portador da síndrome de down, não quero q ele viva em um país onde não se pode posicionar sob risco de agressão. Não voto bolsonaro justamente pela sua radicalidade e de seus apoiadores.
      Preocupo tbm qdo vejo um lado ou outro comemorando “escrachos” q políticos sofrem na rua/aeroportos/restaurantes… é como jogo de futebol, a torcida se agride e os jogadores dos 2 times saem juntos e abraçados após o jogo.

      1. Caro Paulo, tirando o fato de nos posicionarmos em lados opostos na política, pensamos igual no que se refere a liberdades democráticas. Gostei muito desse teu comentário. Isso prova que não devemos generalizar nada e ninguém, somos “tudo igual, mas muito diferente” como diz a música do meu amigo Celso Viáfora que te dedico particularmente mas que serve para reflexão de todos os demais participantes deste Balaio —> https://www.youtube.com/watch?v=kFdKjPV_7t4

  3. A agressão aos adversários e a intolerância foi potencializada entre os militantes petistas, incensada que foram pela marquetagem da campanha eleitoral, da qual, o adversário era mostrado como um inimigo perigos cuja herança, MALDITA, teria que ser combatida. Os milicianos elevaram o tom a nível de criminalidade. O recente episódio da covarde agressão do Tal Maninho de Diadema contra um cidadão que gritava palavras de ordem no dia da prisão do chefão. O nós contra eles foi um sinal para para dar início da batalha campal, a qual, os adversários, outrora ponderados, resolveram reagir e mostrar que, se é para ir para o pau, a gente vai também. A reação chegou ao clímax no Rio Grande do Sul contra a tal caravana que já era, por si só, afrontosa e impulsionadora da guerrilha. Foi no Sul que os petralhas tiveram uma lição inesquecível de um estancieiro, quando este, repelindo o argumento da militância de que ”o PT não inventou a corrupção” respondeu: Bah tchê, Pelé não inventou a bola e nem o Senna inventou o automóvel ,mas foram campeões nestas modalidades. Hoje, por exemplo, foi a leilão várias propriedades do Zé Dirceu, —o POBRE—, que ultrapassam aos 8 milhões de reais e o Juiz teve que dar uma lição de moral no Fenando de Moraes que teve o desplante e a cara de pau de
    tentar fazer proselitismo petralha na audiência. Ou seja, um celular a mais a bordo do AÉRO LULA,moralmente não significa muito.
    Sr. Kotscho, por favor ,ensina alguns dos seus leitores que Temer chegou ao poder via Constituição, portanto, chamá-lo de golpista é uma ofensa inominável e mostra, além de tudo, a boçalidade e a estupidez de que assim diz.

      1. É verdade Sr.Koscho, sinto que extrapolo. Mas temos que convir que, como se dizia antigamente, pau que dá em Chico dá em Francisco. O crescimento da esquerda beligerante e intolerante se deu, exatamente, pelo excesso de delicadeza dos adversários. Daí porque os cuidados com os excessos , infelizmente, foi entendido como fraqueza. Tenho, contudo, a consciência do excesso, ou seja, por educação e princípio. Por isso, insisto, não que ensine Sr.Kotscho, mas repita o fato de que um procedimento executado dentro da lei, como o caso da posse do Temer, não é e jamais poderia ser golpe.

  4. Como assim, “só pode ser deboche”, Mestre?
    O que é então, deporem a presidente Dilma por ‘pedaladas’, de uso amplo por todos e atolarem o Brasil na crise?
    O que é então, o Jogral do TRF-4 acelerado para condenar Lula e ora freado na finalização, não permitindo que recorra em outra instância?
    O que é então, Lula condenado sem provas, preso ao negarem-lhe HC e ‘Aécios fora’, Paulo Preto com milhões na Suíça, solto com dois monocráticos HC, para não denunciar tucanos graúdos?
    O que é então, Lula processado e preso, por ‘ato de ofício indeterminado’ e ‘atribuição’ de imóvel e FHC nem sequer repercutido na mídia, quanto mais investigado, com prova ‘batom na cueca’ em e-mail solicitando ao dono da construtora, ‘o de sempre’, com conta para depósito?
    Como “só pode ser deboche”, se de deboche, em deboche, ‘vivemos’ desde que resolveram retomar o poder através de golpe, onde fingem que, temos democracia, que sabemos não termos, temos mídia isenta, que sabemos não termos, temos instituições, entre elas a justiça, funcionando normalmente, que sabemos não funcionarem normalmente?
    Afinal, que faz de conta é esse com a vida de milhões de brasileiros, quando se trata da única vida que teremos?
    Pelo jeito, a maioria dos brasileiros é que vive em outro planeta, o da Sublimação.

  5. Prezado Kotscho: “Qual poderia ser a urgência deste governo devagar, quase parando, para conversas urgentes em pleno voo?”. Talvez a urgência para ouvir “É uma dor canalha / Que te dilacera / É um grito que se espalha / Também pudera / Não tarda nem falha / Apenas te espera / Num campo de batalha / É um grito que se espalha / É uma dor / Canalha”, letra da música “Canalha” de Walter Franco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *