Sem oposição e sem povo na rua, Temer vai ficando

Sem oposição e sem povo na rua, Temer vai ficando

Manifestantes fazem protesto na avenida Paulista neste domingo (Foto: Futura Press/Folhapress)

Em tempo (atualizado às 12h30): 

Pesquisa Ibope divulgada agora há pouco revela que 81% dos brasileiros são a favor da abertura de processo contra o presidente Michel Temer no Supremo Tribunal Federal.

Por encomenda da ONG Avaaz, que se apresenta como “movimento cívico global contra a corrupção”, a pesquisa foi a campo entre os dias 24 e 26 de julho e ouviu mil pessoas de todas as regiões do país.

Para 79% dos entrevistados, “deputado que votar contra a denúncia é cúmplice da corrupção”.

***

Era o  último protesto antes da votação da denúncia contra o presidente Michel Temer na Câmara, prevista para esta quarta-feira.

Pelas imagens que vi, não havia mais de 100 elegantes manifestantes na avenida Paulista, um público de missa de domingo nos Jardins, no ato convocado pelo “Movimento Quero um Brasil Ético”.

Entre as lideranças que subiram no enorme carro de som, estavam os advogados Hélio Bicudo, um dos autores do pedido de impeachment de Dilma Rousseff, e Modesto Carvalhosa, que se lançou como candidato independente numa possível sucessão indireta de Temer, se a denúncia for aprovada _ o que no momento parece tão improvável como ganhar sozinho na mega-sena.

Por aí se pode ter uma ideia do tamanho da oposição ao governo que restou nas ruas desde que veio a público a delação da JBS.

Com a bancada oficial da oposição na Câmara reduzida a 93 dos 513 deputados, Temer só precisa de 172 votos para enterrar de vez a denúncia.

Para aprová-la, e levar o presidente a um julgamento por corrupção passiva no Supremo Tribunal Federal, a oposição precisaria contar com o apoio de 342 deputados.

À primeira vista, pode parecer que será um passeio para o presidente, mas ainda há sérias dúvidas se haverá quórum para que o julgamento aconteça mesmo na quarta-feira.

A fragilizada oposição começa a semana dividida, sem saber se vai obstruir ou comparecer à sessão.

Para que a votação comece, é necessária a presença de pelo menos 342 deputados, e aí começam os problemas dos articuladores políticos do governo e sua insaciável base aliada.

No placar do Estadão desta segunda-feira, apenas 110 parlamentares declararam voto a favor de Temer contra a denúncia, bem menos do que os 188 que se declararam a favor da abertura do processo do STF _ quase o dobro do que a oposição tem oficialmente.

Ou seja, a traição dos aliados é o grande temor dos governistas, não a oposição.

Pior do que isso: 159 se recusaram a responder à enquete e 54 se declararam indecisos.

Entre os indecisos, estão 21 dos 29 deputados do aliado DEM, 72,4% da bancada do partido do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, o primeiro na linha sucessória.

Alguém pode acreditar que, a esta altura do campeonato, ainda tenha quem não saiba como votar sobre a denúncia que veio a público em maio?

Ou a turma do Centrão ampliado, formado por Eduardo Cunha e que ainda domina o plenário, está apenas querendo valorizar o passe para arrancar mais alguma coisa do governo antes da votação?

Eles já levaram mais de R$ 4 bilhões em emendas parlamentares nos últimos dois meses, mas querem mais.

Na bancada do PSDB, os que defendem o desembarque do governo anunciam ter 30 dos 47 deputados. Os tucanos governistas calculam ter 23 votos, a metade da bancada rachada.

Para completar a encrenca, os principais operadores governistas estão disputando um campeonato de tiro no pé, em que se destaca o chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha.

No domingo, ele deu uma entrevista para desdenhar dos tucanos, ao afirmar que “é perfeitamente possível governar sem o PSDB”.

Aprovado por apenas 5% da população, Michel Temer joga tudo esta semana para mostrar que continua com uma ampla base parlamentar capaz de tocar as reformas.

Passou as últimas semanas em frenéticas reuniões, almoços, jantares e conversas ao pé do ouvido para garantir votos, mas chega aos momentos decisivos sem saber se conseguirá quórum, e assim vai ficando.

Fora de Brasília, a população assustada a tudo apenas assiste.

Vida que segue.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.

 

 

 

27 thoughts on “Sem oposição e sem povo na rua, Temer vai ficando

  1. O golpe foi o atalho que o PSDB de Alckmin encontrou para chegar ao Poder, Temer de capacho. Até agora, parece estar dando certo. Sem povo, é mais fácil subir a rampa do Planalto. O Brasil está mudando pra pior. Pior, o povo não pediu isso. Mas, GOLPE É GOLPE. Falta pouco para o PSDB deixar o governo e dizer: “ESTAMOS COM O POVO”. Vem cá, são uns fdp, esses “pulíticus” golpistas. Deleta não, caro jornalista Ricardo Kotscho. É um “DO POVO” se manifestando… pós golpe do PSDB, PMDB, nanicos e DEM. Há, esses nanicos e teleguiados, que esperem.

    1. Errata. Na última frase, leia: Ah! Mas, que há nanicos, há e muitos, todos teleguiados. Ah! nanicos, esperem 2018. Pensando que o povo não os acompanha?

  2. Temer foi o vice da Dilma, por duas vezes, e colocado ao poder pelos petistas. Quando você fala que em outros países agem diferente, tudo funciona, você é chamado de vira lata( cf. o discurso do Lula em Criciúma, Sta Catarina). Eis um trecho de um dos meus livros, ainda a ser publicado: “AQUI, nunca se consegue implantar uma Educação Verdadeira á exemplo de outras nações do mundo civilizado. Mas de quem é a culpa? Alguém tem de assumir o erro. Logo: a culpa é de todos! Estamos todos, nós, caros internautas, buscando a razão comunicativa que se baseia numa petitio principii (tese de racionalização processual) que leva à tentativa in tremis de salvar a razão através da crítica da própria razão no quesito acima mencionado. Pobre gosta é de luxo. Ninguém precisa ter vergonha da miséria que temos!
    Igualmente, só nos resta a vertigem de um racionalismo aporético; ou, a superficialidade de um positivismo míope nesta Encruzilhada de um Racionalismo Suicida, tendo como uso a argumentação [que não existe aporia de Conhecimento algum sem passar primeiro pelo mundo vivido universal] colocando, sempre, em segundo plano, a situação do pessoal, do particular, como erradamente se faz”.

  3. Não costumo ler o blog do Leonardo Sakamoto mas embora tudo (quase) o que ele escreva seja uma grande tolice, ontem ele acertou na mosca. O título da matéria é “Silêncio da rua contra Temer não é condescendência, mas perda de fé no país”.

    1. O silêncio se faz porque tudo pode piorar, ou seja, ruim com ele ,pior sem ele. O que se pode fazer d’agora em diante é, se possível, algum mecanismo de redução de danos. Ao que parece, o titular daqueles 500 mil por mês do JBS durante 20 anos já não os terão mais e nem mesmo o Lula poderá bater no peito e dizer que ainda é um retirante Nordestino, depois daqueles 10 milhões em previdência e outros 28 em palestras. Acho que haverá uma espécie de ”clareamanto” dos fatos até outubro de 18. Que assim seja!

  4. Essa denúncia será abafada com apoio do PSDB, DEM, e demais partidos de balcão. O próximo passo da direita será acabar com a lava jato para em seguida levarem a níveis próximo a zero em investimentos em segurança, educação, saúde, infraestrutura entre outros. Isso tudo em nome do progresso da nação……kkkkkkk

  5. Os deputados já levaram mais de 4 bilhões de reais em emendas parlamentares nos últimos dois meses. Se bobear, esse criminoso do Jaburu, vai “PRORROGAR” seu mandato até 2022. Idiotice? Quem imaginaria que ele trairia 54 milhões de eleitores? Idiotice? Uma coisa é certíssima, não são idiotas, esses 15 milhões de desempregados. São parte do povo correndo 25 horas por dia atrás de um biquinho de trampo, unzinho só, pelo menos uma vez por semana. A fome e o desespero doem muito. Os patos amarelados pelo desencanto poderiam encher suas panelas e distribuir alimento para esses desempregados. E para votar a continuidade de Temer com menos 5% de aprovação, esses deputados querem mais de 4 bilhões de reais? Insaciáveis! Espertalhões, poderosos e golpistas. É o mínimo que se pode dizer. AMIGO, É MAIS GRAVE DO QUE PARECE! A Venezuela deve estar “pensando”: Vai rindo de nós, vai…

  6. Deixando de lado o, ‘é sexo quase explícito’, manifesto pelo ex-chanceler Celso Amorim sobre o que anda proporcionando essa gente golpista em Brasília, interessante, Mestre, é que se observar a foto que enquadra Modestos e Bicudos, orando para não mais que 100 ‘missioneiros da ética e dos bons costumes’, verás, não ‘que o filho seu não foge à luta’, mas sim que descoloridos do verde-amarelo, resolveram comparecer ao ato com roupa de missa, bem provável devido a incômoda vergonha pelo que andaram aprontando contra o país nos últimos anos. Por isso não é bem, ‘fora de Brasília, a população assustada a tudo apenas assiste’, mas sim a população envergonhada a tudo apenas assiste, metade, por responsabilidade em colocar o Brasil, através do golpe, no buraco negro econômico e político, em que se encontra, de novo dependente, a outra metade, salvo exceções, por não terem feito nada para impedir.

  7. Vai ficando e, pelas regras Constitucionais, ficará até 1 de janeiro de 2019. Me parece que ,no momento, ainda que o Congresso autorize, o STF por votação colegiada não autorizará sua cassação .A partir de então, outubro de 18, que se manifeste o eleitorado, o qual, segundo creem os petistas, poderá ser o Lula novamente. Lula, aliás, já deu sinais às tropas de choque para que não destruam pontes, ou seja ,deem início às negociações do velho e querido toma lá da cá. E como se sabe, nestas negociações entram, forçosamente, o PMDB velho de guerra, com Renam, Romero, Padilha, Moreira e coisas e tais do mesmo naipe . Só não vai sobrar para petistas, exceto o 3º escalão, onde serão vigiados dia e noite com, lanternas de alta potência, dado o potencial a avidez e a voracidade em enfiar a mão nas coisas públicas. Petistas entendem que, ao ganhar as eleições, ganham também o direito de levarem tudo para casa, eles confundem público e o privado.
    E que Deus nos proteja!

    1. Velho, não entendi sua mensagem. O assunto é um e você comentou outro? Ainda bem que o Kotscho é bonzinho com pessoas que só tentam semear ódio. Leia melhor antes de participar!

    2. Luiz Carlos,
      ainda bem que são só os petistas que fazem esta confusão…
      A propósito, recomendo a leitura da revista Carta Capital desta semana.
      Deixe Deus em paz. Ele não tem nada com isso.
      Ricardo Kotscho

    3. Segundo entendimento do ministério público, Sr.Kotscho a corrupção e a acorrida aos bens públicos se acentuaram de forma espantosa no advento do petismo ,muito embora não seja uma exclusividade do PT. De se lembrar aqui que a ex-primeira dama tentou fazer uma bandeira do PT no gramado do Alvorada e Lula viajou para os EUA numa visita ao ex-presidente Busch ostentando uma bandeira do PT ,chegando a ser reprimido por Busch, que o lembrou que ele era presidente de uma nação, é não de um partido. Assim, às vezes ,temos sim, que nos recorrermos a Deus par que ilumine alguma almas na escuridão.

  8. Vai ficando e, pelas regras Constitucionais, ficará até 1 de janeiro de 2019. Me parece que ,no momento, ainda que o Congresso autorize, o STF por votação colegiada não autorizará sua cassação .A partir de então, outubro de 18, que se manifeste o eleitorado, o qual, segundo creem os petistas, poderá ser o Lula novamente. Lula, aliás, já deu sinais às tropas de choque para que não destruam pontes, ou seja ,deem início às negociações do velho e querido toma lá da cá. E como se sabe, nestas negociações entram, forçosamente, o PMDB velho de guerra, com Renam, Romero, Padilha, Moreira e coisas e tais do mesmo naipe . Só não vai sobrar para petistas, exceto o 3º escalão, onde serão vigiados dia e noite com, lanternas de alta potência, dado o potencial a avidez e a voracidade em enfiar a mão nas coisas públicas. Petistas entendem que, ao ganhar as eleições, ganham também o direito de levarem tudo para casa, eles confundem público e o privado.
    E que Deus nos proteja!

    1. Segundo entendimento do ministério público, Sr.Kotscho a corrupção e a acorrida aos bens públicos se acentuaram de forma espantosa no advento do petismo ,muito embora não seja uma exclusividade do PT. De se lembrar aqui que a ex-primeira dama tentou fazer uma bandeira do PT no gramado do Alvorada e Lula viajou para os EUA numa visita ao ex-presidente Busch ostentando uma bandeira do PT ,chegando a ser reprimido por Busch, que o lembrou que ele era presidente de uma nação, é não de um partido. Assim, às vezes ,temos sim, que nos recorrermos a Deus par que ilumine alguma almas na escuridão.

  9. Kotscho, eu tenho o privilégio de ter nascido neto duma mulher, de família tradicional de Itabira-Mg, Amantina Victor da Costa, que foi colega de classe do poeta maior Drumond de Andrade quando ele iniciou na escola, desta cidade, com os seus primeiros manuscritos. Numa de suas cartas dirigidas à Mário de Andrade, o mesmo tinha receio de dizer que era totalmente brasileiro-, segundo ele: “O Brasil não tem atmosfera mental, não tem literatura, não tem arte. Tem apenas políticos muito vagabundos e razoavelmente imbecis e velhacos”. Já a minha avó, certa vez, quando eu lhe perguntei sobre a solução pro nosso país, – ela resumiu dizendo assim: “os políticos deveriam trabalhar mais e falar menos”. Enquanto o Legislativo ao invés de discutir leis pra acabar com o desemprego, gerar mais rendas e empregos, ficam aí só discutindo quem deve ou não ficar no Poder.

  10. Onde estão aqueles 55 milhões que votaram no Temer em duas oportunidades e agora vivem chamando-o de GOLPISTA? Ficam ai fustigando e terceirizando a culpa nas costas dos coxinhas e paneleiros, que não votaram no Temer. Meireles está sendo atacado e bombardeado a todo momento pela ala esquerda, principalmente a mais radical. Mas oras bolas… quantas vezes o Lula forçou a Dilma substituir o Mantega pelo Meireles. Ai valia?: Precisamos nós todos ter mais amor no Brasil e menos em nossos bandidos de estimação, que na midia vivem guerreando, mas em 4 paredes – situação e oposição /esquerda e direita – tramam para botar em pé uma nova lei eleitoral com assalto explicito aos cofres publicos. Façamos todos como aquele momento da missa…. reconheço minha culpa, minha maxima culpa…..ai sim estaremos todos perdoados

  11. A atualização do Rkotscho: Hum… 81% são a favor de mandar “bala” no impichado e traidor Temer, diz pesquisa Ibope de hoje. Eu não disse? A coisa é mais feia do que parece! Sem bem que minha pesquisa particular, ouvidas as 5 pessoas que aqui estão, os números são outros. Apenas 40% são contra Temer e 60% a favor do Presidente. (São meus 3 vizinhos que vieram tomar o cafezinho da tarde aqui em casa). Eu e minha esposa perdemos, eles riram muito ao se despedirem. ( é gente finíssima, abastada e acabam de chegar de Miami, onde compraram uma bela casa na Flórida ) Caro Rkotscho, permita-me agradecer ao Paulo e a Neide, o belíssimo pisante tênis número 41. Uma luva! (eu disse a eles que o agradecimento seria através do Balaio do escritor Ricardo Kotscho, comentarista político da Record News).

  12. Pra alguma coisa o golpe serviu, hoje, quando entro num restaurante, sou recebido na porta pelo garcon e o proprietario vem ate a mesa agradecer a preferencia.

  13. Realmente o povo não acredita em nenhum político. Os que hoje são situação eram base dos que hoje são oposição. Lembrando que o chefe da atual oposição fez uma pequena fortuna de 9 milhões, mas dizia que nunca tinha feito fortuna com a política. Nada como o Grande Sérgio Moro para acabar com as mentiras. Bom! O brasileiro honesto vai vendo seu futuro nas mãos de políticos desonestos e torcendo para isso tudo passar o mais rápido possível. Em 2018 teremos uma mudança radical no comando do Brasil. Não existe outro jeito de mudar o que hoje nós dá nojo. Então fazendo uma assepsia nas urnas e colocando um nacionalista como presidente podemos sim ver o fim de todas as quadrilhas que se dizem partido político. Pode espernear, mas o povo quer mudança e hoje honestidade é o que procuram não com a hipocrisia dos que se dizem pobres, mas bebem, comem, andam, vivem e se fartam no que a burguesia mais aprecia. Apesar de odiarem o que escrevo não podem negar. Então é melhor já ir se acostumando. Vida que segue

  14. Prezado Kotscho: Para esse fato de que “Eles já levaram mais de R$ 4 bilhões em emendas parlamentares nos últimos dois meses”, só me vem uma palavra: marmelada.

  15. Então, Sr Kotscho, achou ofensivo a minha metáfora, sobre os motivos que faz o brasileiro não ir para as ruas? Eu continuo achando perfeitamente compatível com o momento….Abraços!

    1. Que metáfora, Gilvan? Explique melhor, não me lembro desse comentário.
      Só te peço para se ater ao tema do blog e não ficar repetindo sempre o mesmo disco riscado.
      Ricardo Kotscho

  16. De acordo com Mauro Paulino, diretor do Instituto Data Folha, a queda na aprovação e o aumento da desaprovação do governo central só não são ainda maiores – ‘MT’ bateu todos os recordes de impopularidade e desaprovação (que anteriormente pertenciam a Dilma e Sarney) -, dada a inexistência de “margem estatística”. Paulino afirmou que, segundo as pesquisas, a população nunca sentiu tanta ‘vergonha’ e ‘desalento’ quanto atualmente (as pesquisas foram realizadas no mês de julho). O fato de não existir o ‘povo nas ruas’ tem a ver, simplesmente, com o fato de que ao lulo-petismo interessa o sangramento do ‘MT’, tanto que o partido da estrela fará o jogo que satisfaz a vontade do ‘cartel do PMDB’ de permanecer no poder, ao comparecer para formalizar o quórum necessário ao Parlamento, de sorte a facilitar a rejeição à denúncia do Procurador-geral. Como o PT é o partido dotado de maior base assentada nos movimentos sindicais e sociais, não se vê mais o vermelho tingindo as principais avenidas das maiores capitais do país. Não há dúvida alguma de que – a preços de hoje e de acordo com a cotação da base alugada ao ‘cartel do PMDB’ -, o ‘MT e o ‘Botafogo’ continuam a ditar o ‘padrão FIFA’ do governo central. Não se espere que o centro e a direita verde-amarelos ressurjam nas ruas, isto porque já se deram por satisfeitos em afastar a presidenta que divide o pódio com Sarney e ‘MT’, como os três presidentes mais impopulares e desaprovados após a ditadura, segundo os registros do Data Folha.

  17. Segundo nova rodada da pesquisa CUT/Vox Populi, 93% dos brasileiros acham que os parlamentares deveriam acatar o prosseguimento da investigação contra Michel Temer. A pesquisa foi realizada entre 29 e 31 de julho, portanto, no último fim de semana. Os indicadores de todos os institutos de pesquisa recolhem a mesma constatação, com quase nenhuma margem de discrepância estatística.

  18. O professor Wagner Romão da UNICAMP, em entrevista na Carta Capital, neste sábado, 5 de agosto. bem resumiu a questão. Por que Temer vai ficando?: “Do lado da direita, uma parte entende que a queda do Temer pode ensejar a volta do ex-presidente Lula. E, por uma aversão à figura do Lula e ao PT, não querem se arriscar a ir às ruas para derrubar o Temer. Aqueles mais à esquerda entendem que a queda do Temer não traria, necessariamente, a possibilidade de eleições diretas e que esse aparato institucional, que está cada vez mais distante da sociedade, colocaria uma figura como o Rodrigo Maia à frente da Presidência da República.
    Assim como o Congresso vai mirar 2018 e se posicionar em relação às medidas do governo Temer a partir dessa expectativa, os grupos e as pessoas que foram às ruas também estão pensando mais em 2018. Estão pensando mais em como se posicionar para 2018 do que como devem se posicionar agora”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *