O que esperar da greve geral, um século depois?

O que esperar da greve geral, um século depois?

Trabalhadores parados na greve geral de 1917 (Foto: Reprodução)

Julho de 1917.

Em meio à Primeira Grande Guerra Mundial, quase um século atrás, eclodia no Brasil a primeira greve geral de trabalhadores, que mereceu ampla cobertura do jornal O Estado de S. Paulo, hoje conhecido como Estadão, sob a rubrica “Agitações Operárias”. Começou nas indústrias têxteis de São Paulo e se alastrou por todo o país. Durou trinta dias.

Abril de 2017.

Solenemente ignorada até aqui no noticiário da grande imprensa, é impossível prever o tamanho da greve geral marcada para esta sexta-feira, dia 28, véspera do feriadão de 1º de Maio, organizada por movimentos sociais e centrais sindicais contra a reforma da Previdência.

Aqui em São Paulo, por via das dúvidas, sem saber o que pode acontecer, muita gente já está desmarcando compromissos e antecipando viagens, temendo a paralisação dos transportes públicos. Aeroviários também ameaçam entrar em greve. As escolas deverão permanecer fechadas, inclusive as particulares.

A maior greve geral de que se tem notícia aconteceu em 1989, quando o país era presidido por José Sarney, do mesmo PMDB do atual presidente Michel Temer (por coincidência, ou não, os dois eram vices que assumiram os cargos). A paralisação nacional atingiu 70% da população economicamente ativa, calculada na época em 59 milhões de trabalhadores.

Cem anos atrás, quando não havia redes sociais e toda a parafernália das modernas tecnologias de comunicação, os jornais eram a principal, muitas vezes única fonte de informação.

Hoje, o cidadão comum, que não é ligado a sindicatos nem movimentos sociais, continua com dificuldades para saber o que vai parar, onde haverá protestos, que ruas serão fechadas, e procuram jornalistas para descobrir o que pode afetar a sua vida daqui a três dias.

Até as dez horas da manhã desta terça-feira, eu também não tinha informações precisas para oferecer, além dos releases da CUT que falam em parar o país.

As reivindicações foram assim resumidas:

“A Direção Nacional, reunida em Brasília, no dia 29 de março, deliberou pela organização da greve geral como ação estratégica da CUT para derrotar a reforma da Previdência, a reforma trabalhista e a terceirização propostas pelo governo ilegítimo de Michel Temer. Nenhum direito a menos!”.

Na edição de 10 de julho de 1917, o Estadão informava desta forma o que os trabalhadores queriam (na grafia original):

“Desde ha dias a esta parte, alguns estabelecimentos fabris da capital têm paralisado o seu movimento, por que os operarios, acossados pela carestia da vida e pela miseria dos salarios, lançaram-se na greve como recurso que se lhes afigurou mais efficaz para o triumpho dos seus direitos”.  

Pelo jeito, nem tudo mudou um século depois.

Certo apenas é que esta será a primeira manifestação popular após o tsunami das delações da Odebrecht, que soterrou o mundo político-partidário nos escombros da corrupção. Até aqui, nem panelas foram ouvidas nas varandas.

Como no Brasil até o passado é imprevisível, segundo o ex-ministro Pedro Malan, melhor é aguardar o desenrolar dos acontecimentos, tomando emprestada a linguagem dos antigos locutores de rádio.

A depender das dimensões que esta greve geral tomar, poderá ser um divisor de águas no contestado governo de Michel Temer, que até agora não foi ameaçado pelo que mais teme (sem trocadilho): as ruas.

Vida que segue.

38 thoughts on “O que esperar da greve geral, um século depois?

  1. Mais um protesto, com arruaceiros do MST, que não trabalha, e dos Sindicalistas que fecharão ruas e garagens de transportes. Ou seja, será um protesto de grupelhos, que o cinismo impede de admitir, que foram os seus defendidos que causaram toda esta escolhambação na economia do País.
    Claro que ninguém aplaude reformas que afetem seus bolsos. Aplaudiriam, claro, se a proposta fosse para se aposentar aos 50 anos, com salário no mínimo 2x do que recebem…Como o governo não tem caixa pra isso, fica muito fácil atirar pedra em quem pré dispõe de ao menos tornar viável a previdência para os próximos poucos anos. Já disse aqui, ainda que tivessem aprovado a reforma da Previdência, como no texto original, ela em pouco tempo se tornaria inviável, imagina ja desfigurada. Vai ser só mais um remendo sobre os remendos anteriores. Detalhe, só faz reforma trabalhista e previdenciária quem nunca vai se candidatar, pois funciona como um pai endividado que chega em casa e diz.. Vou ser obrigado a cortar algumas despesas da casa: cancelar a TV por assinatura (a net flix tbm), a internet dos celulares, os lanches no McDonald’s, as aulas de inglês, natação, etc…
    Experimenta ele fazer “uma consulta de aprovação para a galera”!

    1. Concordo com insignificantes 0,24% do que escreveste. Kotscho, parabéns por ser tão democrático. A atual reforma da previdência, preço combinado com o Vice Traidor pela cadeira impichada no Palácio do Planalto, deixará a todos… imersos numa dor profunda e paralisante. O que o governo ilegítimo quer aprovar a toque de caixa é inadmissível. Por quê os milionários não pagam mais imposto de renda? Por quê um só Banco pode lucrar 22 BILHÕES em 2016? Um só, e os outros? GC, concordo com insignificantes 0,24% do que escreveste. Abraços respeitosos.

    2. Realmente os órfãos de nossos impostos estão desesperados para arrumar uns trocados. Lembrando a fala da Odebrecht: ” …mas o pessoal da CUT costumava cobrar de fato pedágios mensais para eles não apoiarem greve, atos de violência. Era preciso pagar a CUT para não fazer greve”. Isso nenhum adorador da esquerda fala. Quais motivos não fizeram em 2003 quando o ex fez a reforma da previdência e expulsou diversos inimigos do povo: Luciana Genro, Babá, Heloisa Helena por não votarem a favor da mudança da previdência? A resposta está no dinheiro que estava jorrando no bolso da maior organização criminosa que destruiu o futuro de milhões de brasileiros com muita corrupção e roubalheira nos últimos 13 anos. O que esperar de indivíduos que adoram ditadores assassinos como os Castros? Os brasileiros irão assistir na sexta-feira mais uma ação de bandidos queimando pneus nas avenidas e como exemplo da última aqui no Rio de Janeiro que queimaram ônibus, lojas. Não esquecendo é claro de saqueá-las. Vida que segue.

    3. esse governo que teve sua autoridade cancelada naO SABE Perder e a todo custo quer novamente voltar ao poder jogou o pais na lama e deixou milhoes de trabalhadores desempregados sera que o povo nao acordou eu tambem sou contra as leis trabalhista e contra essa reforma da aposentadoria mais infelizmente tem os aproveitadores que querem tranformar essa greve num palco de guerra e lamentavel que esses sindicatos nao estao ai para ajudar e sim para mostrar o seu lado do mal como ja e conhecido querem atear fogo depredar estabelecimentos traser trantornos a populaçao ,fazem barricadas nas vias e rodovias impedindo o direito de ir e vir quando se pensa em melhorar esse pais vem esses abutres para atrapalhar e claro que da pra saber de que lado estao e triste.

    1. Menos informados.Continuem pagando “bilhões” p/ manutenção dos partidos politicos e apoiando senadores que c/ “180 DIAS” na função ja se aposentam c/ todas as regalias do cargo.
      O proprio presidente que não pega no pesado e so faz politicagem vai se aposentar c/ 4 anos de mandato c/ todas as regalias e VOCE IGNORANTE vai e MERECE trabalhar até morre de velho se não morrer e ficar invalido poderá viver com “1/4 de salário mínimo” que a tua tão sonhada reforma da previdência Fernando, Aécio e Temer vai te dar.
      Voce ignorante, que só por prazer de pisar num homem comum que “posibilitou/espalhou universidade por vários cantos deste país, acabaram de pagar p/ o Temer e família a reforma da casa presidencial que ele acabou nem usando, desdenhou da reforma, mas a fatura quem pagou foi voce infeliz e não ele o pavão Temer.
      Ao invés de falar baboseiras sobre o que voce e ou algum correligionário seu se quer buscaram conhecer de fato deixa um pouco o celular pega a integra da reforma e LÊ e pensa em voce e colegas na “velhice física e mental que vai chegar p/ todos. Parabéns

  2. Mestre, não há palavras para descrever a insanidade intelectual de fissurados do “Coxinha Azul”, no dia em que escancara-se o continuo mais dos mesmos desse governo imposto pelos golpistas, com o escândalo da corrupção na licitação do Banco do Brasil, vociferando justamente contra o democrático direito de defesa dos trabalhadores, a greve, enquanto atropelados pelo desmonte da proteção e segurança social, em país entre as dez maiores economias mundiais e campeão mundial em desigualdade, pelo conjunto da grande obra da “Casa Nostra”, em pleno século XXI.

    1. o pauzinho que dá em chico nem sempre o faz em francisco.
      Flavio e theo: ali na av Paulista mesmo, no. 1313, tem um predio com trocentos andares e em cada andar há corredores extensos, cada um deles com duzias, duzias mesmo de portas. Em cada porta está escrito o nome de um sindicato.. patronal. Patronal e pelegado,é claro.
      Por ex. em um deles está assim: Sind.das empresas fabricantes de Vassouras do Estado de SP”
      Em uma porta proximas estará assim: “Sind das Empresas fabricantes de Vassouras de piaçaba do Estado de SP”.
      E pergunte a qualquer das empresas vassourentas a eles filiadas se quer parar de PAGAR seu imposto sindical ao skafedido sem fábrica (da vez).

      1. Augusto, certas pessoas escrevem o que lhes dá na telha desinformadas por vontade própria ou por culpa de quem deveria lhes informar por inteiro. Eu não tenho os números precisos mas sei que o imposto sindical que é descontado como um dia por ano do pagamento ao trabalhador, parte vai para o sindicato da categoria e parte para o sindicato patronal. O Sindicato dos Bancários de São Paulo e região por exemplo devolve a parte que lhe cabe ao trabalhador bancário mas não pode fazer nada com o que vai para o patrão, no caso os banqueiros.

        1. Eu o trabalhador não deveria ter o direito de escolher se quer ter 1 dia de trabalho descontado em prol de Sindicato?
          Quem é o opressor mesmo?

  3. Motivos para protestos não faltam -Mas,por outro lado faltam trabalhadores,cidadãos e cidadãs dispostos para tal.Com certeza a CUT,a CGT,o MST e demais aliados de Lula -Farão esta “greve.

  4. Quem são mesmos os arruaceiros? Os que lutam pelos seus direitos de trabalhador ou esse governo que quer tirar dos trabalhadores esses direitos? Reforma pra beneficiar o trabalhador que é bom, ninguém faz, né?

  5. Quem são mesmos os arruaceiros? Os que lutam pelos seus direitos de trabalhador ou esse governo que quer tirar dos trabalhadores esses direitos? Reforma pra beneficiar o trabalhador que é bom, ninguém faz, né?

  6. O PiG, so vai se dar conta e noticiar quando o camaramen do JN aderir a greve. No mais,
    me associo ao Dias sobre a indigencia mental e intelectual dos golpistas e seus apoiadores. O resumo da tragedia que se abateu sobre o Pais esta nesse comentario das 10,53.

  7. Ruas, ruas, ruas…………… greve, greve, greve…………… direito, direito, direito…………. um século depois, duas infames grandes guerras, injustiça social……………… trabalho, capital, ditadura e democracia……………..greve, greve, greve………………ruas, ruas, ruas……… corrupção, sonegação e propina……………. delação, pato amarelo e golpe……………. super salário, dominante e rentista……………. greve, greve, greve…………. desemprego, fome e miséria…………. salário mínimo, reforma da previdência e conquista social…………… saúde, educação, emprego……………… direito, direito, direito……………. ruas, ruas, ruas…………….greve, greve, greve! ……………… 28 de abril, 28 de abril, 28 de abril……………… foratemer, foratemer, foratemer…………. ( Se não criarmos o futuro, ele não existirá)……………….. o pobre não pode pagar essa conta! ……………………. Rua, Greve, Direito !!!!!!!!!!!!!!

  8. Caro Kotscho, os bispos e arcebispos “arruaceiros” da CNBB também estão chamando a greve geral. Tem mordido pelo jogo da “coxinha azul” aqui tentando confundir defesa de direitos com apoio a Lula. O que fazer ??? Essa gente acha que é patrão, acha que é elite. Ocorre que nunca serão aceitos pela “Casa Grande”, se o “caba” não é proprietário dos meios de produção ele não é nunca será da elite, será sempre proletário, será sempre trabalhador. Mas para esses serem definidos como trabalhador significa ofensa pois pensam que são o que não são e que nunca vão ser. A única arma de quem recebe por hollerit (e não pro-labore, retirada ou dividendos) é a greve !!!
    Não fazem greves, não gostam de greves e detestam quem as fazem mas nunca devolvem o dinheiro a mais no hollerit ao patrão !!! Usufruem ao invés de rechaçarem as conquistas advindas das lutas sindicais, das lutas das categorias organizadas da classe trabalhadora. São hipócritas, “e tem sido mal filho, mal marido e ainda puxa saco de patrão” como dizia naquela velha música. “A mo fio do jeito que suncê tá NEM o home lhe pode mais ajudar”. Os séculos passam mas os pelegos que nasceram pra serem montados se sobrepõem cada vez mais na sua tarefa de confortar e dar alivio às bundas de suas montarias. Acabam que sempre saem fedendo.

      1. Rodrigo, pra mim todo dia é sexta ou segunda feira, sábado, domingo ou feriado eis que sou aposentado. Mas como eu não penso só em mim mas sim nos outros, apoio a greve geral.

          1. Rodrigo e Flávio, trabalhar faz bem e dignifica mas quando perderem seus empregos não procurem seus sindicatos para reivindicarem a defesa dos seus direitos que estão sendo destruídos. Sejam coerentes. Não sejam hipócritas.

          2. À você, Enio, só tenho a dizer que enquanto alguns buscam emprego outros querem TRABALHO. Estou no segundo grupo e Sindicato algum pensa dessa forma. Passar bem.

  9. Trabalhador de verdade no dia 28 estará trabalhando. Greve em véspera de feriado é coisa de vagabundo (CNBB, CUT e outras porcarias esquerdistas).

  10. “O que esperar da greve geral, um século depois?” Nada. A voz da esquerda não espanta nem mosca. A esquerda gosta de gritar histericamente, doutrinar criancinhas indefesas dentro das salas de aula, mas não consegue manter um diálogo sem se apoiar na bandeira vermelha. Greve geral no Brasil nada mais é do que chantagem emocional de gente que nem sabe cantar o Hino Nacional.Greve geral não preocupa: o que preocupa é a ignorância geral, incluindo daqueles que se dizem professores, mas são tão politicados, que confundem Previdência com Providência. É só pensar um pouquinho e ver que guardar dinheiro debaixo do colchão dá mais futuro que o INSS. É bom que nesse marasmo econômico o povo aprende que nada é de graça: Bolsa Família, Minha Casa, Minha Vida… isso tudo tem um preço e normalmente a conta chega para ricos e para pobres, só não chega para quem fez a dívida.

  11. Vários grupos irão paralisar suas atividades no próximo dia 28:
    Sindicalistas, MST, Movimentos Estudantis e Sociais, “Indígenas” e Esquerdistas de plantão.
    Conclui-se então que tudo funcionará normalmente no dia 28.
    Boa tarde!

  12. Temer a única coisa que serve para você continuar nesse governo, seria a reforma da previdência e a trabalhista, se os políticos (que lutam pelo povo rsrsrs) não quiserem……RENUNCIE, faça de tudo para termos uma convocação para eleição este ano….assim os canalhas(ai vc infelizmente parece estar nessa), perdem logo o foro privilegiado e vou torcer pro Lula ser eleito (se a Justiça deixar) SEM NENHUMA REFORMA, vou rir muito do bom vivant administrar uma crise como essa.
    m Com certeza, com sua intelectualidade e junto com o cumpanheiro Maduro, eles resolve os problemas que a sua cria fez.
    Vida que segue com Lula e sua trupe.
    Dilminha “coração valente” já são mais de 20 mortes no lombo do seu cumpanheiro ditador, e ai minha fia?

  13. Hum….pelo comentários do Balaio podemos concluir duas coisas: ou os balaeiros estão afim de morrer sem se aposentarem ou fazem parte de uma minoria de privilegiados que não precisam de uma aposentadoria pra sobreviver…Como eu não quero isso pra minha vida, (essa reforma não é de Deus não, pessoal), eu não abro mão de uma aposentadoria com tudo que eu tenho direito sim! A questão da greve é o fato menos importante, você pode concordar ou discordar, é um direito seu. A questão principal é: qual a moral que esse governo imoral tem para promover reformas que vão prejudicar os trabalhadores? É justo eles obrigarem o trabalhador a se aposentar praticamente as portas da morte? É essa a recompensa depois de uma vida de trabalho? Querem reduzir essa questão a um embate de direita x esquerda , se vc é a favor de é de esquerda, é vagabundo, se vc é contra é gente do bem, que trabalha. E nessa o governo vai deitando e rolando, porque enquanto os trouxas aqui ficam brigando, eles vão ferrando cada vez mais com a vida do povo. Antes de sermos de esquerda, de direita, sem partido, coxinha ou mortadela, somos brasileiros e se quisermos um país mais justo, que seja bom pra todo mundo, precisamos olhar para a mesma direção.

    1. Concordo com cada palavra que Você escreveu. O que não aceito é a hipocrisia de alguns aqui. Onde estavam esses defensores dos aposentados em 2003? Onde estavam esses defensores dos aposentados quando deputados e senadora foram expulsos por não votarem a favor da reforma da previdência realizada pelo ex? Qualquer pesquisa na internet assistirá o ex, afastada e diversos ícones da esquerda defendendo reforma na previdência, inclusive afirmando que era inimaginável um trabalhador se aposentar apenas com 55 anos. Então isso não concordo e não aceito. Infelizmente é essa hipocrisia que os políticos jogam e se deleitam, pois quando são situação as mudanças devem ser urgentes, quando oposição às mudanças não podem acontecer. Coerência essa deve ser a palavra norte de todos. Abraços

    2. Elizabeth, permita-me palpitar sobre vosso comentário. A reforma da previdência não é desejado pelos trabalhadores, e isso é uma verdade cristalina. Mas no mundo inteiro vem sendo feitas reformas, no mínimo para se adequar o aumento da expectativa de vida. FHC, Lula, Dilma, tentaram fazer, mesmo qdo ambos tinham enorme apoio do Congresso, mas recuaram, e fizeram apenas remendos provisórios que já não são mais suportados. E só recuaram pq almejavam para si ou para seu partido, votos para eleições futuras. E é claro, que governante que pretende ter votos cede as pressões neste tema, pq naturalmente mexe com milhões. Tenha certeza, que seja de direita ou de esquerda, todos governantes estão torcendo que Temer faça este “trabalho sujo”, que ajudarão e muito os próximos governantes a dispor de mais recursos para outras áreas tão bem necessitadas, como saúde, educação, segurança e investimentos. Mesmo que esta reforma, já desfigurada seja aprovada, ela vai precisar em breve de novos ajustes. No mundo da economias ativas, ninguém se aposenta com menos de 60 anos e com salário integral. Pq o Brasil seria o único capaz de suportar? Creio que seus pais tiveram vários filhos, você certamente menos que eles, e seus filhos com certeza tem ou terão menos que você. E na previdência é a geração seguinte que faz caixa para a geração anterior. Por isso, que quem de fato pensa em ter aposentadoria, tem que ter consciência que as regras atuais precisam sim serem atualizadas. Tem sido assim em todo mundo…

  14. GREVE por direitos é legitima, com 96% de rejeicao, o golpista so é apoiado por alguns coxinhas e uma penca de fanaticos que nao querem perder a boquinha, a continuar nesse ritmo, ate a bela, recatada vai mudar de quarto.

  15. A reforma da Previdência é uma necessidade. Como sempre, a forma achada pra “cobrir” os rombos não é a mais adequada. Em primeiro lugar deveriam separar Previdência do Setor Público da Previdência do Setor Privado. Importante saber qual é participação de cada uma delas no “rombo” e buscar soluções separadas. O funcionário público concursado é imune a demissões a não ser “a bem do serviço público”. Portanto terá que se sujeitar a regras mais rígidas que lhe custe mais caro. Já o funcionário do setor privado que não tem a mesma “estabilidade” deveria ser contemplado com normas mais brandas, inclusive obrigando as empresas do setor privado a criarem fundos de pensão que complemente o valor das aposentadorias, com a devida compensação no recolhimento de tributos. Ou seja, as empresas que criarem os Fundos de Pensão (devidamente fiscalizados pelo BC) seriam contempladas com redução de impostos. Isso funciona em vários países do mundo. Talvez uma solução dessa natureza seja mais aplicável no caso brasileiro. Quanto a greve geral, é mais uma iniciativa babaca dos vagabundos de sempre (CUT corrupta, MST pau mandados, MTST vigaristas, Sindicatos corruptos etc.etc.etc.). Não pode ser levada a sério pois jamais representaram os verdadeiros trabalhadores brasileiros, não passando de “puxadinhos” de partidos políticos que se dizem “socialistas”, “trabalhistas”, esquerdistas e não passam de quadrilhas cujo único objetivo é botar a mão nos cofres da Nação devidamente locupletados com as empreiteiras. Da parte que me concerne, apesar de aposentado, vou trabalhar normalmente assim como todos os demais companheiros de jornada de trabalho. Abs

  16. Kotscho, esse movimento do dia 28 não se trata de greve, era uma tentativa de fazer um esquenta pré depoimento da alma mais honesta do mundo à justiça. Trabalhadores sendo usados por gente cínica e dissimulada que visa apenas defender a renda isenta de fiscalização do Imposto Sindical.

  17. Gilvan
    o citado comentário já tinha sido excluído por indicação de um outro leitor.
    Sempre que isso acontecer, por favor me avise.
    Grato,
    Ricardo Kotscho

  18. Alguns aqui enlouqueceram de vez chegando ao ponto de atirar fogo às próprias vestes só para manter e justificar seu ódio a Lula e ao PT

  19. “Essa greve do dia 28 é por motivos políticos”
    Ah sim !!! Porque essa reforma da previdência e a extinção dos direitos trabalhistas são por motivos futebolísticos !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *