Lava Jato volta com tudo, sem prazo para acabar

Lava Jato volta com tudo, sem prazo para acabar

O empresário Eike Batista

Logo na primeira semana útil após o recesso de fim de ano, a Operação Lava Jato voltou com tudo nesta quarta-feira ao decidir pela prisão preventiva do empresário Eike Batista e mais oito investigados acusados de pertencer a uma organização criminosa, que envolve políticos do PT, do PSDB e do PMDB.

O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Criminal da Justiça Federal do Rio, argumentou que havia a “necessidade de estancar imediatamente a atividade criminosa”.

A nova operação, chamada de Eficiência, constitui a segunda fase da Operação Calicute, desmembramento da Lava Jato, que já levou para a cadeia o ex-governador Sergio Cabral e membros do seu governo.

Ao mesmo tempo, em novos depoimentos prestados por delatores da Odebrecht, foram citados os nomes de acionistas e altos executivos de empresas concorrentes, como a Andrade Gutierrez e a Camargo Corrêa.

O leque de investigados e denunciados vai-se abrindo em progressão geométrica, multiplicando o número de processos.

Novas operações levam a novas delações, e assim sucessivamente, com a abertura de mais inquéritos em Curitiba, Rio de Janeiro e nos tribunais superiores de Brasília.

Como até hoje o Supremo Tribunal Federal não levou a julgamento nenhum dos políticos com foro privilegiado já denunciados, alguns deles presos em Curitiba e no Rio, o círculo nunca se fecha, só aumenta.

Em consequência, mais empresas fecham todos os dias, aumenta o desemprego e os possíveis investidores se retraem, esperando uma definição do cenário político para saber quem sobrará vivo ao final da história, se é que um dia isso vai acontecer.

O grande problema é que esta história não tem prazo para acabar. Não há limites para as prisões provisórias nem para que as investigações da Polícia Federal e do Ministério Público Federal sejam concluídas, e a Justiça Federal encerre os processos, condenando ou absolvendo os acusados.

Tem cada vez mais gente se perguntando: “Quando isso vai acabar? Até onde o país aguenta?

Em março, a força-tarefa da Operação Lava Jato vai completar três anos.

Enquanto o país aguarda em suspense as indicações do substituto de Teori Zawaski no Supremo Tribunal Federal e do novo relator da Lava Jato, os políticos gastam seu tempo com a disputa de cadeiras nas eleições para o novo comando da Câmara e do Senado.

E o Executivo, às voltas com as intermináveis rebeliões em presídios, consegue criar nova polêmica em torno da escolha da foto oficial do presidente da República.

Nas redes sociais, os eleitores-internautas se divertem com piadas e memes sobre esta “versão preliminar do retrato oficial”, segundo a assessoria de imprensa do governo.

É mesmo importante não perder o bom humor, como fez o respeitado jornalista Luis Costa Pinto, de Brasília, que comentou em seu Facebook:

“Camaradas, no Brasil desses tempos, até foto oficial recebe desmentido. Louvados sejam os que diziam que uma imagem vale mais do que mil palavras. E uma foto desmentida revoga quantas mentiras soltas ao vento? Ou, por outra, dir-se-ia empregando a mesóclise: é tão inseguro que até a foto oficial é interina”.

De fato, há meses, espera-se pela nomeação dos titulares do Ministério do Planejamento e da Secretaria de Governo, que continuam sendo ocupados por interinos.

A gente até se esquece deles, mas não faltam candidatos. Para a vaga de Teori, por exemplo, já apareceram os nomes de 15 juristas e se criou até uma bolsa de apostas nos jornais.

Vida que segue.

24 thoughts on “Lava Jato volta com tudo, sem prazo para acabar

  1. Kotscho, estou tão feliz por não ter 27 bilhões de reais. Prende, solta, prende outros, não solta todos… até quando? Não percamos o foco. O que o povo mais quer é…… JULGAMENTO mais rapidinho. Zavaski merece isso. O fraco governo de Temer não pode sair do foco. E tome prisão, e tome tragédia, e tome desemprego, e tome previdência…………e tomem vergonha na cara. O povo não é mais bobo. Alô médico sanitarista Doutor Alckmin, e suas fronteiras? A febre amarela chegou e já matou, infelizmente, três irmãos.

  2. Tivéssemos no STF juízes da estatura moral e intelectual destes juízes de primeiro grau, o Brasil daria um salto e avançaria 300 anos. Imaginem toda a cúpula da política nacional – hoje protegida pelo famigerado foro privilegiado – sendo mandada atrás das grades por corrupção e rapinagem se tivéssemos um STF decente. Só a operação de hoje envolve 100 milhões de dólares de propina ao Cabral, já tendo sido bloqueados 80 milhões de dólares no exterior. Nada aconteceria se tivesse ele foro junto ao STF. Por isso repito sempre: vida longa à Lava jato, dure quanto precisar, nem que seja 50 anos; vida longa à estes juízes honrados e briosos, que contra tudo e contra todos vem fazendo uma verdadeira revolução nestes tristes trópicos.

    1. Perfeito Paulo. Seus comentários são precisos. Somente aqueles que tem ou tiveram seus bandidos favoritos envolvidos e comandando o maior roubo da história brasileira aos cofres públicos com a consequência destruição da Petrobrás e do nosso futuro, estão torcendo e amaldiçoando pelo fim da lava-jato. Todo cidadão honesto não se importa com o tempo e a quem atinge as investigações. Hoje estamos vivenciando grandes empresários e políticos, com ex-governador inclusive atrás das grades. Viva o grande Sérgio Moro e aos Juízes da Primeira Instância Federal, não podendo deixar de parabenizar aos Procuradores Federais e Policiais Federais que estão limpando uma boa parte da nossa nação desses canalhas vagabundos que são responsáveis pelas mortes de milhares de brasileiros nos hospitais pela falta do dinheiro que desviaram para o exterior. Vida longa à Operação Lava-Jato. Lembrando que a prisão do Eike que se fartou com bilhões do BNDES, pois era tratado como Rei pelo ex e a afastada, pode também abrir uma enorme caixa preta de toda roubalheira que ali existiu. Abraços

  3. Marcelo Bretas, é aquele juiz, que condenou o almirante cientista, Othon Luiz Pinheiro da Silva, ex-presidente da Eletronuclear, a 43 anos, numa grotesca imitação de Sergio Moro. Tivessem os alemães o mesmo ” rigor”,do judiciário tupiniquim, a VolksWagen,teria encerrado sua portas,mundialmente.Mas como a intenção é essa mesmo, quebrar as grandes empresas nacionais e levar o país de volta aos anos 1950,então, está tudo, absolutamente dentro do palnejado….

    1. Isso, o certo é condenar o juiz que meteu em cana o ladrão do dinheiro público. Bloquearem 80 milhões de dólares do Cabral no exterior e você resolve atacar o “juiz Bretas” porque deu uma cana pesada em outro corrupto. Então tá.

    2. OI Durvaldisko,seu nome é “exótico” assim mesmo,ou é apelido? vamos aos fatos: o “grande” almirante “cientista” Othon Luiz Pinheiro da Silva,ex presidente da Eletronuclear,foi condenado por CORRUPÇÃO BRABA,ROUBALHEIRA!!
      e desde quando q a justiça condenar corruptos quebra empresas? as empresas se fazem com empresários honestos,competentes e empreendedores.Nada a ver com a sua estapafúrdia comparação.E se escreve planejado tá? não palnejado.

    1. Resposta dos responsáveis da Lava Jato:
      Está ok! Entendido…
      Fiquem calmos!
      A Lava Jato vai negociar com vocês…
      O objetivo da Lava Jato é lavar a corrupção, onde ela estiver, ninguém será ferido…
      Todos terão direito a bons advogados…e se condenados, terão suas penas justas…
      Só pedimos que vocês não aumentem tanto as exigências, pois alertamos, que mesmo feridos, muitos em estado grave, todos reféns (Presidência do poder central, ministérios, Petrobrás, Todas Estatais, os Fundos de pensão dos funcionários públicos, a Economia do País (esta com várias escoriações e muitas sequelas), etc, já foram libertadas, e estão fora do alcance de vocês, sendo os últimos reféns, foram liberados em 31/08/2016.
      Pedimos calma a vocês!
      Mas alertamos que estão todos cercados! Pedimos que mantenham a calma!

  4. O PT ,PSDB com o apoio do PMDB arruinar o pais com a corrupção e o populismo desenfreado, e agora a culpa é do Bretas e do Moro.eles têm que cumprir suas missões.Que se instaure a moralidade.

  5. Enquanto a Lava Jato agir sob supervisão do PSDB, que orienta seus juízes pau-mandados a livrar a cara de qualquer tucano, nada de bom vai acontecer. A podridão e corrupção continuarão a correr livremente pelas terras tupiniquins!

    1. Conversa mole de esquerdista agora é posar de perseguidos e jogar a culpa nos outros.
      Faz parecer o meliante que após mais um de seus maus feitos, chega na delegacia, dizendo: “Seu dotô, só fiz isso porque não tive oportunidade..E outra, tem ladrão pior do que eu solto…
      Geralmente o delegado responde…
      “Certo, mas você já pegamos”!

    2. Xará Cesar, nao adianta desenhar para penduricalhos, é pedir demais, ele nao tem capacidade de entender. Se perguntarem a ele o nome e partido do senador paraibano dono do dinheiro voador, ele respondera que é o Lula.

  6. A alcaguetagem de Eike somada à alcaguetagem de Marcelo – aquele que jurava não apontar o dedo indicador da mão direita em direção a ninguém -, devem duplicar os alcaguetes e processos. Eike não gostou de ver o príncipe das empreiteiras atrás das grades há mais de um ano. O relator da Lava Jato vai ter mais poderes nas mãos, que todos os outros presidentes de poderes, somados.

  7. “Vida longa a lava jato…”, afinal, “jogar a criança fora com a água da bacia” é apenas artifício de retórica, certo Mestre? Quem sabe se uma das netas passar a ilustrar o texto, ao menos desconfiem e moderem as nadegas ao vento da mediocridade.

  8. Acabar com a lava jato?, a lava jato nao “produziu” 12 milhoes de desempregados, quem fez isso foram justamente os corrputos de carteirinha deste país. AVANTE lava jato, sem pressa do final.

  9. O jornalista Luis Costa Pinto, meteu sua mesóclise na foto oficial, e o fez com propriedade. Dir-se-ia, ” mesoclisou ” ele. Diz o Costa Pinto em seu genial orgasmo sarcástico: “Ou, por outra, dir-se-ia empregando a mesóclise, é tão inseguro que até a foto oficial é interina”. Para desfocar o péssimo governo Temer, abriram o diafragma da máquina impichada do Planalto e decretaram a interinidade da foto. Boa, Pinto, você penetrou bem nesse inseguro Brasil, cujos ventos mentirosos da incompetência sopram nos três poderes. Para a “tão esperada” Arte oficial, permitindo o Rkotscho, que tal uma sugestão, senhor Costa Pinto? Pronome vem no lugar do nome. Esqueçamos o nome, importa a imagem, com, ou sem interinidade. Minha sugestão: meter a mesóclise na foto oficial…… primeiro plano: a linha curva do palácio; segundo plano: a primeira dama à beira da piscina; terceiro plano: Sua Excelência, o Presidente Temer, sorrindo e na sua interinidade…… desmentindo o esforço de subir a rampa do Planalto e se aninhando nas curvas do genial Niemeyer.

  10. Caro Kotscho, ma mudança extraordinariamente benéfica para o País seria o fim do foro privilegiado. Vale lembrar que se Sérgio Cabral fosse Governador ainda no exercício da função, provavelmente não estaria preso, pelo menos não agora, se Eike Batista tivesse ele enveredado para o caminho dos cargos eletivos, o qual fossem eles “agraciados” pelo foro privilegiado, também estaria “sossegado” neste momento. Existem inúmeros figurões políticos atolados até o pescoço, em citações de delatores envolvendo situações escabrosas. Parabéns a Lava Jato, “Eike Batista e mais oito investigados acusados de pertencer a uma organização criminosa, que envolve políticos do PT, do PSDB e do PMDB”. Fica cada vez mais claro que os partidos tratam-se de meras siglas, formados por políticos que defendem tão e somente seus próprios e “segundos” interesses, que não necessariamente representam os anseios do povo. Pelo menos na minha modesta opinião, o Judiciário transformou-se na última esperança…

  11. João ‘Goebbels’ Santana, o marqueteiro que picaretou o segundo-turno para ‘garantir’ o segundo mandato de Dilma, com a propaganda eleitoral de que a presidenta não daria “nenhum passo atrás” (frase disparada por Stalin ao general Kruchov para defender Stalingrado, na mais sangrenta batalha da II Guerra Mundial, onde Hitler foi derrotado pela primeira vez e, a partir daí, jamais se recuperaria), dá notícia de que endureceu o dedo indicador na direção da presidenta deposta e vai testemunhar que Dilma interferiu na Lava Jato ao avisá-lo de que seria preso, com recomendações de não retornar ao Brasil. Ao que tudo indica, no tocante às repercussões no plano político, os efeitos da alcaguetagem estão só começando. Ao mesmo tempo, o príncipe dos alcaguetes da Odebrechet entregou uma prova definitiva contra a chapa Dilma-Temer, que certamente será requisitada pelo ministro relator do TSE. No caso, o TSE não depende de mais nenhum indício ou prova para cassar o ‘vice de Dilma’. Claro que em qualquer tribunal presidido por Mendes, tudo pode acontecer, inclusive nada. Porém, o chamado ‘conjunto probatório’ e a ‘materialidade fática’, a partir de agora disponíveis, já preencheram as condições necessárias e suficientes para passar a lâmina no ‘vice-presidente eleito’ na chapa Dilma-Temer.

  12. Sinceramente, o que aconteceu, acontece e acontecerá no STF no supremo não me surpreende. Com tudo isso que ocorre e ocorreu por décadas como o supremo em décadas ter condenado meia-dúzia, somente, de políticos. Para mim é claro que o supremo está mais para uma reunião de amigos que um Supremo Tribunal. Quando a duração da Lava Jato é claro que demora, e demorará mais. Quanto a quantidade de investigados, é claro que só aumenta. Alguém acredita que era só Lula, Aécio, Temer, Renan e amigos? Claro que não! São de dezenas de milhares de envolvidos, bandidos. O que quebrou o Brasil e sempre nos impediu de crescer foi a conhecida = corrupção. Sempre anômima. Agora estamos descobrindo os nomes. Precisa de mais tempo? Que a Lava Jato leve mais dez anos. Empresas vão quebrar e fechar? Melhor, empresas éticas surgiram, elas sempre estiveram aí, nasciam e morriam sufocadas pelas empresas membros da gangue. O Brasil aguenta? Se aguentou a corrupção por décadas, não aguentará uma faxina por 3, 5 ou 10 anos. Aguenta sim! Aguenta e sabe que é necessário!

  13. Parece que está só começando e vai esquentar. Nas alcaguetagens ora no forno, a proximidade da empreiteira com os centros de decisão e núcleos de poder vai subir, como nunca, de relevo. A semana entrante promete, quem sabe, trazer algumas surpresas paulistas para o Careca e o Santo, e talvez chegar às praias cariocas, onde o Angorá costuma visitar o Botafogo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *