Browsed by
Mês: agosto 2016

Governo Dilma-2 acabou antes de começar

Governo Dilma-2 acabou antes de começar

Quarta-feira, 31 de agosto de 2016. Acabou. Às 13h34, por 61 votos a 20, o Senado afastou definitivamente Dilma Rousseff da presidência da República e assume o cargo daqui a pouco o seu vice Michel Temer . Era tudo absolutamente previsível desde a posse do governo Dilma-2, quando hibernou depois da vitória, montou um ministério muito fraco, não corrigiu os erros do primeiro governo e adotou a política econômica dos adversários que acabara de derrotar nas eleições. Ainda no começo…

Leia Mais Leia Mais

Defesa de Dilma: 14 horas de embate civilizado

Defesa de Dilma: 14 horas de embate civilizado

  Das dez da manhã à meia noite, com breves intervalos, Dilma Rousseff permaneceu firme na disposição de se defender até o fim das acusações que a levaram ao processo de impeachment. A votação final está prevista para a madrugada desta terça para quarta-feira. Foram 14 horas de um embate civilizado entre acusação e defesa, ao contrário das baixarias da semana passada, que levaram Renan Calheiros a comparar o Senado a um hospício. Uma sensação de alívio, tristeza e de…

Leia Mais Leia Mais

O "Dia D" de Dilma lembra debate eleitoral

O "Dia D" de Dilma lembra debate eleitoral

Como se estivessem se preparando para um debate eleitoral e não para o julgamento do impeachment, os dois lados passaram o domingo discutindo táticas e estratégias para enfrentar o adversário e decidir quem vai presidir o Brasil até 2018. Começa daqui a pouco, às 9 da manhã desta segunda-feira, o “Dia D” de Dilma, a presidente afastada, que terá 30 minutos para fazer sua defesa no Senado, às vésperas da votação final marcada para amanhã. Reunida no Palácio do Alvorada…

Leia Mais Leia Mais

No hospício do Senado, a volta da "Guerra Fria"

No hospício do Senado, a volta da "Guerra Fria"

Ali ninguém rasga dinheiro, mas Renan Calheiros não deixa de ter razão ao comparar o Senado a um hospício nestes primeiros dias de julgamento do impeachment. Hospício político, circo mambembe, teatro do absurdo, cinema barato, seja lá o que for, lembra tudo menos um tribunal de juri que está decidindo os destinos da República, sob o comando do presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski. Entre outras peculariedades, vamos dizer assim, o Brasil deve ser um dos poucos lugares do…

Leia Mais Leia Mais

O "fogo amigo", de Vargas a FHC até Lula/Dilma

O "fogo amigo", de Vargas a FHC até Lula/Dilma

O que há em comum entre os personagens do título? É o tal do “fogo amigo”: a raiz das muitas crises dos seus governos pode ser encontrada mais dentro do que fora dos palácios. Foram as intrigas palacianas, as disputas do poder pelo poder dentro do poder e as traições de aliados que mais infernizaram a vida destes presidentes, mais até do que os adversários políticos, como pudemos ver ainda agora na agonia do governo de Dilma Rousseff, o segundo…

Leia Mais Leia Mais

País parado há 105 dias à espera da decisão

País parado há 105 dias à espera da decisão

Chegou o dia. Às nove da manhã, horário marcado para o início do julgamento, sentei-me diante da TV, papel e caneta sobre a mesa. No plenário ainda semi-deserto, senadores formam rodinhas em animadas conversas, tiram fotos, dão tapinhas nas costas. Só 13 deles haviam registrado presença. Ricardo Lewandowski, o presidente do STF que vai comandar os trabalhos, chega dez minutos depois, mas ninguém lhe dá bola. Sorridente como um pai de noiva antes da cerimonia, o presidente do Senado, Renan…

Leia Mais Leia Mais