Quem se anima a sair às ruas neste domingo?

Quem se anima a sair às ruas neste domingo?

J. Duran Machfee/Futura Press/Folhapress

Em tempo (atualizado às 19h de 31.7):

conforme o previsto, as manifestações pró e contra o impeachment murcharam em todo o País. 

***

Hoje tem “Fora Dilma!”, na avenida Paulista, e “Fora Temer!”, no Largo da Batata, em São Paulo, e estão previstas manifestações de protesto em outras 200 cidades do País, segundo nos informa o R7.

Claro que posso estar redondamente enganado, e não seria a primeira vez, mas meu pressentimento é que vivemos neste momento um clima oposto ao dos grandes atos dos primeiros meses do ano, que culminaram na abertura do processo de impeachment, com o afastamento da presidente Dilma Rousseff e sua substituição pelo interino Michel Temer.

Esta semana não ouvi ninguém falar que vai às manifestações de um lado ou de outro. Também não vi o tradicional Fla-Flu nas redes sociais que antecedia estes protestos no primeiro semestre.

Como mostram todas as pesquisas divulgadas na semana passada, a maioria da população não quer Dilma nem Temer, é verdade. Prefere novas eleições. As últimas manifestações pró e contra Dilma que se seguiram ao seu afastamento já haviam mostrado um progressivo esvaziamento, e não vejo fato novo a justificar a volta das multidões às ruas neste domingo.

Os grupos anti-Dilma foram os primeiros a anunciar atos para este 31 de julho, mas seus líderes se dividiram no meio do caminho por temerem um fracasso de público.

“É final de férias escolares. Querendo ou não, o nosso público não é militante do MBL, a gente mobiliza a sociedade civil”, justificou Kim Kataguiri, do Movimento Brasil Livre, o primeiro a desistir de ir às ruas agora. A sociedade civil não parece mesmo muito interessada, o que levou o MBL a esperar por um momento mais oportuno. “Preferimos focar os nossos esforços em um ato mais próximo do dia ou no próprio dia da votação”.

Na contra-mão de Kataguiri, ficou Rogério Chequer, líder do Vem Pra Rua, que promete encher a avenida Paulista e espera levar 1,5 milhão às ruas em todo o Brasil. Sinceramente, acho difícil, mas no final cada um divulga os números que quiser, já que neste domingo não estão previstas transmissões ao vivo pela televisão. Em São Paulo, até sexta-feira, 109 mil pessoas haviam confirmado presença no Facebook do movimento.

Do outro lado da batalha das ruas, a Frente Povo Sem Medo, que reúne o MTST (Movimento dos Trabalhadores sem Teto), a CUT (Central Única dos Trabalhadores) e partidos como o PT e PCdoB, convocou às pressas manifestação para o mesmo dia e horário em São Paulo, mas não fez previsão de participantes no ato em defesa de Dilma Rousseff, marcado para o Largo da Batata, em Pinheiros.  Até as 18 horas de sexta-feira, havia apenas 8.400 confirmações no Facebook.

Repito que pode ser só impressão minha, mas me parece que o povo já se cansou de gritar nas ruas sem ser ouvido por seus representantes, de ambos os lados desta interminável  guerra política.

Vida que segue.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

12 thoughts on “Quem se anima a sair às ruas neste domingo?

  1. kkkk,agora que o PT não tem como roubar mais estatais e os empreiteiros estão em cana,onde vão conseguir grana pra pagar os pixulequeiros com pão com mortadela e cachaça pra eles “manifestarem”.

  2. Considero que o povo já fez muito bem sua parte… Identificando quem estava arruinando o País, e entregamos para o Congresso e a Justiça resolverem… Eles que desafiem o povo e não faça a justiça! Digo, eles que provoque o povo e devolva a Dilma para terminar de destruir o País, para ver o que acontece!

  3. Suas previsões Kotscho, foram confirmadas, parte do povo cansou e outra parte distanciou-se pela clareza das farsas montadas pelos golpistas e grande parte da mídia. Tenho certeza que no senado não teremos e nem ouviremos as aberrações pronunciadas pelos deputados federais, seria a desqualificação total da classe política. Ainda tenho esperanças de não aposentar o título. Veremos…

  4. Só esses números já identificam a porcentagem que quer dilma fora 109 mil e dilma dentro 8.400. Por mais que queira negar 80% da população quer dilma e pt fora de qualquer coisa, pois já destruíram o futuro de pelo menos uma geração. Mas vamos que vamos pois o Brasil é muito mais que essa esquerda que quer implementar cuba e Venezuela aqui. Pena que os 5 milhões de filiados amigos do caro Ênio estavam ocupados hoje.

    1. “…..Em São Paulo, até sexta-feira, 109 mil pessoas haviam confirmado presença no Facebook do movimento……mas não fez previsão de participantes no ato em defesa de Dilma Rousseff, marcado para o Largo da Batata, em Pinheiros. Até as 18 horas de sexta-feira, havia apenas 8.400 confirmações no Facebook…….”
      “Enio Barroso Filho – 14/07/16 – 21:22 Cite aí a “maioria” dos líderes petistas que se encontram condenados e presos. O PT tem 5 milhões de filiados e continua crescendo…..” Foram esses números, e de onde os tirei. Faço uma leitura consciente de seus textos e escrevo dentro da regra aqui imposta, não invento nada.

      1. Mauricio Teixeira,
        entre confirmar no Facebook e o número real dos participantes nas manifestações, vai uma uma grande diferença.
        Ricardo Kotscho

    2. Não entendo assim. Você é um jornalista que não pode negar a força das redes sociais. Hoje as redes sociais demonstram em tempo real o que nossos cidadãos pensam. Sendo assim, a maioria dos brasileiros não quer o pt de volta ao governo central. Se não tiveram força nem para ter uma adesão expressiva nas redes sociais, imagine nas ruas. O que podemos entender disso é que o dinheiro dos nossos impostos bancavam muitas dessas páginas que apoiavam o pt, como hoje não são mais irrigados com nossos dinheiros a adesão também mingou. Mesmo o Ênio afirmando que o pt hoje tem mais de cinco milhões de filiados. Imagino que devem ter ido fazer coisa melhor que defender a afastada.

    1. J. Leite,
      como você fez a conta para chegar a este número?
      Nem os organizadores da manifestação se animaram a fazer um cálculo de participantes.
      Ricardo Kotscho

  5. PT e fanáticos é coisa do passado. Que fique a podridao no passado e possamos sonhar com algo melhor para este sofrido país. Tenhamos esperanca….

  6. Caro Kotscho, lendo este seu post, lembro a estranha sensação que tive, em 10 de junho, numa manifestação contra o governo Temer, na avenida Paulista. Era um começo de noite bastante frio. O ex-presidente Lula iria participar do ato, como de fato participou. No dia seguinte, li nos jornais que cerca de 100 mil pessoas estavam presentes no momento de pico. Não faço a menor ideia de como esses números são calculados, por isso não os questiono. Sei que passei por lá, a caminho de casa, e percebi que aglomeração, mesmo, havia apenas no quarteirão em frente ao MASP. Nos demais, antes e depois desse trecho, e faltando pouco para o discurso de Lula, o que vi foram grupos esparsos de manifestantes. Mas o que me marcou de fato, com um sentimento triste que não consigo explicar muito bem, foi um cantor no carro de som puxando o “Caminhando e cantando, seguindo a canção” de outros tempos. Poucas vozes o acompanhavam. Fiquei pensando: será que essas pessoas são tão jovens que não conhecem a letra? Ou será que os tempos mudaram tanto, que novas canções e novos discursos precisam ser criados para traduzir os dias de hoje?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *