Temer resolveu correr o risco e paga o preço

Temer resolveu correr o risco e paga o preço

 

Era bola cantada. Ao nomear raposas para tomar conta do galinheiro, o presidente interino Michel Temer sabia os riscos que estava correndo e agora está pagando o preço, ao perder o segundo ministro em menos de três semanas de governo provisório.

O que pode surpreender é a rapidez do desmanche, mas não as causas das demissões precoces. Antes de atender aos clamores das multidões que foram às ruas para protestar contra a corrupção, Temer precisava cumprir os acordos feitos com líderes partidários durante o processo de impeachment, muitos deles alvejados pela Operação Lava Jato, para chegar ao poder e garantir maioria no Congresso. Quem esperava outra coisa ficou na ilusão, era impossível.

Vamos nos colocar no lugar dele: poderia ter sido de outro jeito, com a nomeação de notáveis de reconhecida competência técnica, acima dos partidos, como chegou a ser anunciado? Se a quantidade e a qualidade dos partidos é a mesma, o sistema político-partidário-eleitoral não mudou, e o Congresso Nacional continua dando as cartas, sob o comando de Renan Calheiros e Eduardo Cunha, como é possível alguém governar o Brasil de forma republicana, colocando o interesse nacional acima das tenebrosas transações reveladas nos áudios gravados pelo delator Sérgio Machado?

Desta vez, bem que Temer tentou resistir às pressões durante toda a segunda-feira, chegou a anunciar que daria um tempo para o ministro acusado se defender, mas antes do dia acabar, atacado por todos os lados, o até ontem desconhecido Fabiano Silveira, indicado por Renan e Romero Jucá para a pasta da Transparência, Fiscalização e Controle, se viu obrigado a pedir o boné. Pelos mesmos motivos e nas mesmas circunstâncias, Jucá tinha caído oito dias antes.

Parece piada pronta com coisa séria. Ainda se fosse qualquer outro, mas como manter justamente no Ministério da Transparência, encarregado de fiscalizar o próprio governo e combater a corrupção, alguém suspeito de tramar contra as investigações da Lava Jato no momento em que chegam ao coração do novo governo?

Ao olhar à sua volta no Palácio do Planalto, Temer deve estar se perguntando: qual será o próximo? Tem vários outros na linha de tiro.

 

 

 

 

 

 

 

 

20 thoughts on “Temer resolveu correr o risco e paga o preço

  1. A cada dia que passa, o imperativo de eleições gerais em novembro de 2016 para a presidência da República vai ficando mais claro do que água pura da fonte. A ‘base alugada’ que votou pelo impedimento presidencial não votaria a favor de Dilma; portanto a presidente está mesmo fora do jogo. Temer, ou Michel, como se queira, não tem protagonismo porque depende de seus ‘pares’ para manter viva a expectativa de poder. Suas fichas passam pela equipe econômica que…depende dos ‘achacadores’ e ‘picaretas’. Sem dúvida, para se manter na presidência, o “Lulia” (este o último nome de Michel Temer), faz o que lhe pedem aqueles que ainda conseguem mover os cordéis na Câmara e no Senado. Corre todos os riscos e também paga, como resultado, todos os preços, ainda acreditando que vai chegar lá. De certo modo, faz o mesmo que Dilma vinha fazendo, embora esta tenha feito uso da retórica do ‘nunca tive nada com isso’. A conferir se ambos chegam o fim da linha. O TSE tem a decisão que interessaria ao Brasil nas mãos.

  2. Esqueçam, por enquanto, essa coisa de eleições este ano. Primeiro temos que julgar e condenar TODOS os bandidos, para depois os que sobrarem (se é que sobram muitos), terem condições de candidatarem-se a um cargo.

    Fico imaginando as eleições hoje, para presidente, com os possíveis candidatos que temos….Lula coitado nem dorme a noite, a coisa está respingando até nos filhotes (esses meninos tem um tino comercial de dar inveja a qualquer empresário de sucesso)……..Aécio (a quem eu sempre chamei de filhote de Lula), deve estar vendo seu sonho naufragando……….a Mariana, coitada, não sei porque me lembra a Dilma…………..O Ciro Gomes, eheheh se mexer um pouco aparece alguma coisa…o Serra, o Alckmin sei não …É MELHOR ESPERARMOS, enquanto isso vamos torcer para o Temer, pelo menos para agir bem com a economia do país.
    A Dilma?, quase me esquecendo…… manda ela pra Caracas ajudar o Maduro.

    1. Pensam que me esqueci do antro?, não esqueci não, é que tenho que trabalhar, não posso ficar o dia todo digitando os parlamentares e senadores…………….se há Sorbonne fora da França é no Brasil…. é lá…no Congresso e no Senado, eita lugarzinho bom para “formar profissionais de sucesso”.

  3. TODA imprensa estrangeira caindo de pau em cima dos GOLPISTAS comparando o Brasil a um paria igual a Libia.
    Enquanto isso, nosso consorcio midiota que subornou os trouxinhas com camisas da cbf fazendo cara de paisagem.

  4. Algo obvio – ministros comprometidos com corruptos não devem assumir todo e qualquer cargo público!.que o Brasil tornou-se definitivamente refém desse sistema.Onde,a corrução vigente IMPERA()!

  5. Se nossa justiça não fosse omissa e manipulada pela grande mídia atendendo interesses esdrúxulos destes. Com certeza este governo marionete já estaria fora.

  6. Fato muito importante e que passou desapercebido pela imprensa neste caso, foi a decisiva participação dos funcionários do ministério atingido, fazendo uma pajelança de limpeza do local e peitando o Ministro sujo de entrar em seu lugar de trabalho.Foi a gota d’agua para ele jogar a toalha.
    É exatamente isto que a população e funcionários limpos precisam fazer para expurgar estes corruptos,não importa de que partido, seita, religião ou casta social a que pertence. O Temer está, assim como a Dilma, refem de corruptos que ainda detem poder e mando no congresso. É preciso expurga-los todos… Vem ai mais uma bomba… a homologação da delação premiada da Odebrechet

  7. Tem gente por aqui que acha que foi “GOLPE”, bem meu caro marinheiro de primeira viagem, se foi eu e milhões de brasileiros estamos dizendo amém, porque aquela coisa no “puder” é de tirar qualquer sono de empresários daqui e de fora……e claro dos desempregados brasileiros também

    1. Ótimo. Então guenta. Guenta, o outro Brasil que não coloca bandeira da CBF e tira self com a PM, mais o resto do mundo a gritar nas tuas orelhas que é golpe sim. Golpe de repúbica das bananas. Cafona, brega, homofóbico, corrupto, estrupador, machista, racista, e muito mais coisas ruins. Esqueça, meu filho, vocês não vão ter paz mais. Pois esse outro Brasil, que não é massa de manobra da Globo vão continuar a gritar que vocês deram um golpe. E não foi so na Dilma, foi na democracia, no trabalhador, no povo. E por falar no teu Brasil de camisa da impoluta CBF, onde estão?

  8. É isso mesmo Kotscho. Nada de raposas tomando conta do galinheiro. Interessante que alguns setores da mídia assim como certos apaniguados de alguns blogs estão em silêncio em relação as escutas telefônicas. Ninguém mais tem questionado se as escutas eram legais ou ilegais. Não importa se o próprio Machado se auto grampeou pra usar como material de chantagem contra os políticos. O que importa é que agora as escutas estão atingindo outros políticos além dos petistas e do “capo del tutti cappi”. Quem está mudando o Brasil é a Lava Jato. O Temer vai ter que escolher políticos sem suspeita de envolvimento nos esquemas investigados. Acho que só tem o Tiririca e mais meia dúzia.

  9. Pelo menos os ministerios do Temer são mais limpos que o da Dilma,ela não afastou nenhum da camarilha petista que era investigado na lava jato.

  10. Ele escolheu assim, ao tramar contra Dilma para ser presidente, ao invés de tentar com ela, juntos, alternativas para melhorar o Brasil. Ele quis assim e uma parte dos brasileiros também. Não me ponho no lugar dele não. São as consequências de brincar com a democracia.

  11. alô, alô, Paulino! Alo, Datafolha, alô Ibooooope!
    que pasa, pajarones?
    No hay pesquisa?
    PESQUISA, cadê pesquisa sobre confiança, sobre apoio, sobre intençao de voto, qualquer koisa.
    Precisando de pesquisadores?
    Meu curriculo tai, tenho e.x.p.e.r.i.e.n.c.i.a nesse negócio.

  12. RK, a tal intenção de se acompanhar de notáveis nos ministérios morreu no ninho. O primeiro notável a ser varrido da tal lista, Mariz, o foi por medo de se contrariar a ”lava jato”. Diz que não deu tempo nem de chamar ele. Pode isso? Quem vai mandar neste país ? A mídia? Mas, oras, estamos todos cientes desde há dois anos a ex oposição e atual governo sempre ser fizeram representar, em todas áreas imagináveis, por ”grandessíssimos” notáveis….

  13. Hoje reuniu a imprensa para dar a notícia que criou um órgão federal para atender mulheres vítimas de estupro (óbvio que nessa tipicidade de crime só pode ser mulher conforme estabelece o Art 213 do CPB), sendo que já existe nos estados a Delegacia da Mulher, que não resolve o problema. Mas, é o assunto do momento, com o fato ocorrido no RJ (coletivo). Todavia, o presidente e o seu novo ministro, se vangloriam por terem sido secretários de segurança pública no estado de São Paulo, do que deveriam se envergonhar, pois, deixaram-no em frangalhos, onde os profissionais de segurança têm de se deslocar de casa para o trabalho com seus uniformes, armamentos e documentos funcionais, condicionados em mochilas e bolsas, para não serem notados e mortos só por ocupar funções policiais (a própria polícia não em segurança e seus familiares menos ainda), um estado que tem inúmeros ônibus incendiados, policiais executados, o uso de explosivos transformados num trivial, assaltos à carros fortes usando armas de guerra (bem superior às da polícia), emprego de inteligência e principalmente unidos (a polícia dividida em duas divergindo em suas linhas de formação, uma civil e outra militar, com despesas duplas em todos os sentidos, em constante desarmonia, uma não sabe o que a outra faz.) Deveriam informar a verdadeira situação da segurança pública e não ficar tecendo blá-blá-blás para boi dormir. Se a polícia tivesse condição de dar cumprimento aos mandados de prisão existentes, não teria locais para condicionar tanto presos nesses presídios superlotados que não recupera ninguém e entender que o país não se resume à região sudeste. (urbana)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *