O que muda no pós-Dilma? Pelo jeito, nem as moscas

O que muda no pós-Dilma? Pelo jeito, nem as moscas

Vem aí mais do mesmo. É o que se pode concluir do perfil de um possível governo Michel Temer, que vem sendo especulado na imprensa, se o afastamento da presidente Dilma Rousseff for aprovado pelo Senado dentro de duas semanas.

Na montagem do novo ministério, até agora, encontramos a mesma sopa de letrinhas da “base aliada” que serviu aos governos FHC, depois a Lula e Dilma: PMDB, PP, PSD, PTB, PSB, DEM, PPS… Afinal, é o que temos. Nem as moscas mudam.

Vejam os nomes: Romero Jucá, que foi líder dos governos do PSDB e do PT e é o principal articulador político de Temer; Henrique Eduardo Alves, até outro dia ministro de Turismo de Dilma, que deve voltar para o mesmo posto, e Eliseu Padilha e Moreira Franco, que foram ministros da Aviação Civil; Ricardo Barros, do PP, que chegou a ser convidado para assumir a Saúde antes da votação do impeachment e votou com a oposição. E por aí vai.

E os nomes de “notáveis” que chegaram a ser anunciados para integrar o time? De notável mesmo, a única novidade até agora é o nome do banqueiro Henrique Meirelles, por oito anos presidente do Banco Central nos governos Lula, que se encontrou com Temer no final de semana e ainda está discutindo as condições para aceitar o cargo de ministro da Fazenda. Meirelles quer comandar toda a área econômica com uma equipe da sua confiança.

Dos partidos que se uniram no processo de impeachment, sob o comando de Eduardo Cunha, só o PSDB ainda não decidiu o que fazer da vida, dividido entre os que querem entrar já no eventual novo governo e os que preferem esperar para ver o que vai dar.

De um lado, estão o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o senador José Serra, que defendem a indicação de nomes do partido para um governo Temer.

Disse FHC: “O PSDB tem responsabilidade política pelo que está acontecendo, porque apoiou o impeachment. Então não pode simplesmente dizer não entro. Eu sou propenso a entrar desde que as condições sejam explicitadas. Entrar como partido, indicando nomes, porque a situação do Brasil é mais grave do que parece”.

Apoiador de Temer desde o primeiro momento, o nome do presidenciável José Serra está sendo cogitado tanto para a Fazenda (se Meirellles não aceitar) como para o ministério da Educação.

De outro lado, o governador Geraldo Alckmin e o senador Aécio Neves, os outros dois presidenciáveis tucanos, são contrários à participação do PSDB num governo comandado pelo PMDB, de olho nas eleições de 2018.

Na reta oposta, já se preparando para comandar a oposição, o ex-presidente Lula usou palavras duras em discurso durante encontro da Aliança Progressista, em São Paulo, que reuniu 20 partidos de 17 países nesta segunda-feira: “Aqui no Brasil vai ter muita luta. Esperem que viveremos momentos de combate democrático. Houve um pelotão de fuzilamento comandado pelo que há de mais repugnante no universo da política”.

Na última pesquisa Ibope, 62% dos eleitores declararam que querem novas eleições presidenciais este ano. Como vemos, esta guerra política, que começou na campanha eleitoral de 2014, não tem data para acabar. Parece o carnaval baiano.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

23 thoughts on “O que muda no pós-Dilma? Pelo jeito, nem as moscas

  1. Oh! Kotscho, ontem você nos brindou com palavras de esperança e hoje esta nesse descrédito total?, não fica assim não, o empresariado esta vendo com bons olhos o governo Temer e isso é altamente positivo, isso sem falar nos investidores externos.
    Esquece Kotscho, essa coisa de novas eleições, quem teríamos de melhor para presidente…o Aécio?, o Lula?, a Marina? ou Bolsonaro?……como vê não temos nada demais, ou que possa encher nossos olhos.
    O povo quer emprego e inflação baixa, o Temer tem “uma bala” e tem que acertar, as alianças serão fundamentais nesse momento para aprovar tudo que deve ser aprovado….o resto meu caro Kotscho é balela……..deixa o Lula como oposição, é o que ele sabe fazer, deixa a Marina com seus “pragmáticos, é o que ela só sabe falar, deixa o Aécio, filhote de Lula querer o poder, e por último deixa o Bolsonaro querer a volta dos militares.
    SEGUINDO SEUS CONSELHOS de ontem……..VAMOS ACREDITAR NO TEMER !!!

    1. E o que o Temer sabe fazer? Conchavos e conspirações?
      Você parece até que está escrevendo sobre o que imagina um torcedor palpiteiro diante de uma partida de futebol.
      O Temer não tem cacife político nem moral para ir a lugar algum.
      Vai conhecer o que é um verdadeiro inferno político, econômico e social!
      Será totalmente desmascarado e desmoralizado!
      Será sempre um traidor!

    2. Zé Lima e Edna………o Lula sabe bem o que estou falando….a “paura” do pt esta nesse governo dar certo, e lá vai meu palpite…..VAI DAR CERTO.
      Agora entre nós vocês acham mesmo o Lula / Dilma seriam capazes de sair dessa enroscada toda que eles se meteram?,,,DUVIDO !!!………convenhamos a Dilma foi eleita junto com o Temer, então ele tem os 54 milhões de votos também, se fosse diferente o presidente escolheria o vice apos as eleições, e não durante a campanha para eleições……RESUMINDO: ele puxou e muito os votos dessa governAnta.
      Quanto a essa baboseira do Lula em dizer que vai atormentar a vida de Temer, ontem ele respondeu com um cruzado de direita……..”vou fazer uma auditoria no BB, Caixa, Tesouro, BNDES”…durmam com esse barulho, é mais em baixo Lula.

  2. Os que dizem que o Temer não teve voto, admite que a Dilma também não teve! Afinal, o vice é votado junto, e tem como principal função constitucional, assumir o lugar do Presidente em caso de sua ausência, morte ou outro qualquer impedimento, como no caso de doença ou acidente que incapacite, bem como, quando o(a) Presidente seja impedido pela lei de continuar na Presidência (que é o caso do Impeachment). Em nenhum dos casos acima se prever outra alternativa senão o vice assumindo. E o principal, qualquer um petista sabe, que se não é a força do PMDB, que indicou o vice, o Temer (gostando dele ou não), a Dilma sequer iria para o segundo turno. Se o Temer com o seu PMDB, tivesse sido o vice de Aécio, o Aécio seria o Presidente, se fosse o vice da Marina, idem…Acabou sendo o vice da Dilma (a pior disparada, das três opções), ainda assim, a Dilma, (apesar dela), “venceu” a eleição. Então, bom senso e simancol também é prova de inteligência!
    Em tempo, ainda (co)movido com o post anterior do Kotscho, transcrevo uma mensagem que recebi..”Não vale a pena se indispor com amigos, familiares por política… mas vai ter Impeachment”!

  3. Já foi deixado claro por aqui que apenas as eleições diretas conferiria a legitimidade indispensável a um governo dito como democrático, o que não quer dizer que a unção de Temer não seria constitucional. Do constitucional ao legítimo vai uma distância galáctica. Deng Xiao Ping dizia que não importava a cor do gato, desde que este comesse o rato. Pelo visto, não há gato nessa tuba, onde imperam ratazanas de maior ou menor calibragem. O PT tornar-se-á conhecido como o partido responsável pela Era Frustrada, da mesma forma que o PSDB resultou conhecido na história do país como suserano da Era Maldita. Muito mais parecido tende a ficar Temer, não com Itamar, mas com o final do governo Sarney. De certo modo, a receita do que fazer com a economia seria igualmente aplicada, seja pelo Nelson Barbosa, seja pelo Meireles, seja pelo Serra, seja pelo Fraga, seja pelo Rabelo, seja pelo Portugal, seja pelo Canuto. Um pouco mais, um pouco menos de ortodoxia ou heterodoxia econômica, aqui e ali. Seria uma surpresa caso Serra aparecesse no comando da Economia. Isto, certamente, seria uma aposta de alto risco, mas que se desse certo, não teria um outro desfecho que não fosse a união dos tucanos e do PMDB, com o protagonismo paulista, que defenestraria o mineirinho de BH, em 2018. O país não teria mais como piorar, caso seja confirmada um PIB menor em 2016 do que em 2015. Dilma logrou deixar uma obra inimaginável: fazer com que as moscas não mudem, nem seu objeto, mas ainda sim, deixar na conjuntura a impressão de que com ela seria pior.
    Diretas, é verdade, não resolvem. Já o vimos com Collor como as urnas, por si só, não bastam. A questão é que do jeito que a coisa vai, não seria prudente fazer sentar no trono quem pode sair direto para a Papuda. Bom que se diga: isso vale para Temer, mas, também, para Lula. A Lava Jato parece haver deixado claro como o dia de que todos os gatos, se gatos há, e não apenas ratazanas, são pardacentos.

    1. Caro Netho, respeito seu comentário mas o legado do PT não está na ” Era Frustrada ” e não está na construção dos Portos, Aeroportos, Rodovias, Casas populares, Universidades, Escolas técnicas, creches, Upas. Na geração de empregos. Na criação Bolsa família. No aumento real do salário mínimo, No aumento em 50% na agropecuária, No aparelhamento da PF e MP. Vou te dizer agora o maior legado do PT, A REDUÇÃO DA DESIGUALDADE SOCIAL E INCLUSÃO DAS CLASSES SOFRIDAS, retirando da linha da pobreza 40 milhões de brasileiros. Espero que outros partidos consigam superá-lo e que esse recorde seja batido o mais rápido possível. Sabemos que não será fácil.

  4. Caro Kotscho, a diferença dos carnavais é que o baiano exala alegria e mostra ótima qualidade, enquanto no congresso nacional temos um carnaval de traição, arrogância, ódio, vingança, traquinagem, incerteza, ambição e num futuro próximo teremos o carnaval da nostalgia, do descontentamento e do arrependimento. Por enquanto os abadás se apresentam com as mesmas cores a mesma grafia e os mesmos blocos. O ruim de tudo é que grande parte dos foliões que foram as ruas, começam a perceber que não teremos mudanças, e sim, apenas ajustes e que o carnaval continuará o mesmo de sempre. Já encomendei a minha fantasia, claro! só podia ser do Cunha. Podemos saber qual será a sua Kotscho? Desculpas, é apenas para descontrair.

  5. Foi feito um barulho danado amassando panelas, criando patos na Av. Paulista, inflando bonecos e tudo mais. Porém, vendo as notícias de um possível programa com Michel Temer e Cunha no poder, não vejo uma mudança para melhor, uma vez que já prometem privatizações, restrições drásticas na previdência social, cortes significativos (não na renda de políticos), nas contas públicas, diminuindo o já tão ausente serviço de saúde, segurança, educação (aqui em São Paulo já houve promessas de fechamento de escolas, repudiado pelos estudantes, que sofreram violência da polícia, que cumpre ordens cegamente, mesmo tendo os policiais filhos nas escolas), que resultou o fiasco da desistência do governo; diminuirá também a manutenção tão ausente no serviço de transporte público (metro que para no percurso, até em area subterrânea, ficando seus usuários andando nos trilhos, pois, a falta de ar fechado dentro de um vagão não tem quem aguente) havendo a repressão da segurança tão mal preparada que maneira irracional não entende isso. Há quem diga que o IPMF tão criticado ira voltar com sigla diferente (roupa nova), mas, que no final vamos chegar a conclusão que a escravatura não foi abolida, ao contrário, atinge toda população não levando em conta, idade, credo, cor ou religião. Infelizmente não enxergo um caminho melhor para o nosso povo que admite tantos corruptos ganhando em suas custas, (de todos os partidos, sim, partidos que tomam cada vez maior a sua parte, para apenas discutir agremiações, no sentido de salvarseus bolsos e vamos descendo a ladeira até atingir o fundo do poço, daí para frente, ser um pais das bananas, será até vantajoso, um elogio.

  6. Esses nomes,francamente… Mesmos os “desiludidos”,devem estar perplexos. São nomes ,pelo seu conjunto,comando e intenções, julgava-se enterrados lá atrás.Há quatorze anos. Um pesadelo.
    Alegria mesmo só do Merval,Miriam Leitão e Sardenberg. O João Roberto Marinho, está dividido.Foi tratado como reles leitor pelo de “Guardian”,na sua queixosa missiva. Apostam na apatia do nosso povo. E na eficácia do PIG. Concordo. Mas, há exceções e este momento poder ser uma delas. A cereja do bolo certamente será a prisão de Lula. Difícil será explicar as razões. As consequências, já são outros quinhentos…

  7. Lula disse que houve um pelotão de fuzilamento com o que há de mais repugnante na politica?Esse mesmo pelotão que ele tentou comprar de dentro do golden tulip em brasilia e não conseguiu?Se o impeachment não tivesse passado na camara o posição dos petistas em relação aos deputados seria essa?O PT é o partido mais repugnante,corrupto e fisiologista da historia desse país,Carmen Lucia tem razão,o escárnio venceu o sinismo,mas irão todos para a cadeia após a queda da Dilma,Lula é o medo em pessoa.

    1. Meu caro Jeferson, você pode continuar destilando seu ódio, sua indignação mas não pode negar que o impeachment só teve continuidade porque o PT não se ajoelhou aos pés do Cunha. Este crápula que deveria está na cadeia e hoje se vive idolatrado por você e pelos partidos traidores. Os partidos que estiveram na posição merecem respeito e os traíras nada mais que o desprezo.

  8. Não entendo essa fase como um “governo Temer”. Entendo como um governo de transição até novas eleições em 2018. Só não podia ficar como está. Com a economia derretendo a cada dia e nenhuma providencia tomada. Deverá haver algum regate da credibilidade internacional apenas se o Meirelles aceitar assumir a economia com todos os ministérios da área econômica a ele vinculados (fazenda, planejamento e BC). O investimento externo deve começar a retornar. Na área política espera-se alguma calmaria em Brasilia pois a base política seria recomposta. Como a Lavajato deve continuar a todo vapor teremos grandes novidades com o afastamento e prisão de vários parlamentares e isso com certeza vai causar abalos na base desse governo de transição. Na rua, os movimentos sociais vão endurecer e vai ter muita porrada inclusive envolvendo o exército (o que eu espero que não aconteça pois a função constitucional do exército é proteger a nação de inimigos externos e não baixar a porrada em civis). Eu entendo que só o fato de essa equipe incompetente ser afastada da administração pública já é muito positivo. Espero que a nova equipe seja mais objetiva, efetiva e preparada do que os “brincalhões” que passaram por ali nos últimos anos. Por fim é bom lembrar que os corruptos tipo Eduardo Cunha só tem contas na Suiça porque recebiam suas mesadas do petrolão e de outros esquemas no BB, Caixa, BNDES e Fundos de Pensão, criados pelos governos do PT para saquear a nação e garantir embasamento no parlamento para seu projeto de poder. Então dona Dilma não tem nada que reclamar pois os mesmos corruptos que a estão afastando e que a julgarão são aqueles que até há pouco tempo faziam parte de sua base aliada. Se ela podia governar com os corruptos então ela pode ser afastada e julgada pelos mesmos. E o Lula deve começar a se preocupar seriamente com sua situação jurídica processual pois os tribunais que ele chamou de acovardados vão cair matando em cima dele. Vamos torcer para não haver radicalizações e que nenhum sangue brasileiro seja derramado.

  9. …realmente Ricardo, tenho andado por aí e não tenho visto nenhum entusiasmo. Não sei porque,afinal, bastaria o PT ser expulso do governo pra tudo mudar para melhor…né não ???Ministros notáveis, iria haver uma chuva de dólares em nossa economia, a bolsa iria explodir, o congresso não iria negociar cargos, etc…etc.A única festinha que ainda se vê, é que poderemos ter uma primeira dama, bela, recatada e do lar….kkkkkk…..

  10. Um governo golpista e recheado de bandidos.
    Mas é bom, esse governo é o que parte dos brasileiros queriam, agora podem soltar fogos, vamos ter oficialmente e constitucionalmente um governo de bandidos.
    Viva Temer e Cunha!!

  11. Creio que se tem de fazer as primeiras coisas antes das segundas coisas.
    Nao se deve pensar que os próximos serao melhores do que os antecessores.
    Mas, existe sim o alívio inicial pela saída daqueles já condenados/votados para fora. Já é uma forma de progresso/conquista.
    Feito isto, há sim de se seguir investigando até que se encontre qualquer outro.
    Nesse contexto, o pior seria continuar como está.
    Vamos passo à passo, um por um, caso haja mais.
    Mas quem decide é a lei e votos majoritários.
    Nada de cheque, em branco, para ninguém.
    Tudo tem de ser investigado exaustivamente, nos conformes da lei.
    Chegando-se ao resultado, aí sim é só cumprir a lei.

  12. “Estou abestado, o mundo se volta contra o impeachment da governAnta………países do primeiro mundo como; EUA, França, Itália, Alemanha, Inglaterra, Japão……….e dos brics: India, China, Africa do Sul e Russia…já disseram que não vão reconhecer esse governo Temer.”………………..Quanta inocência dos petebas em acharem que o mundo abraçaria a sua causa. Só rindo kkkkkkkkkkkkkkkk……
    A essa altura do campeonato é mais fácil eles se revoltarem se o impeachment der pra trás, afinal tem muito din..din.. deles aportados por aqui, nas mãos desse desgoverno.

  13. Temer “governará” de dentro do palácio. Não poderá comparecer a nenhum lugar público. Imaginem aquele indivíduo na abertura das olimpíadas. Na entrega de casas do minha casa minha vida, na inauguração da transposição do São Francisco. Ele só vai poder ir sossegado à FIESP e outros ambientes onde esteja cercado de golpistas.

  14. “Houve um pelotão de fuzilamento comandado pelo que há de mais repugnante no universo da política”.

    Repugnantes que já fizeram parte dos governos dele e dos governos de Dilma. Mas um colunista resumiu muito bem essa situação: durante muito tempo, o Lula agiu como o sujeito que, desabituado a olhar-se no espelho, demorou muito até perceber que a esposa só se casou com ele por causa do dinheiro. Sem a grana na conta gorda, acabou o casamento.

  15. Toda mudança por miníma que seja – Renova o pouco de esperança que ainda resta(concordas R.Kotscho) !.O povo e o Congresso passa a sentir o desejo de contribuir com a retomada do crescimento.Agora é indispensável o avanço da Lava Jato na questão da Corrupção em todas instituições e partidos envolvidos.Disso depende a CREDIBILIDADE E O APOIO POPULAR = DEMOCRACIA!.

    1. Quando o Kotscho e demais que comungam com a tese, de que não adianta mudar, pois os que entrarem serão iguais ou piores. Vem na minha mente a lembrança de nossas mães. Elas quando nos flagrava (corriqueiramente) sujos (desde quando usávamos fraldas), ela nos lavava, trocava nossa roupa, e qdo éramos bebês, além de uma fralda nova (ou ao menos limpa), ela ainda nos colocava talco. Detalhe, ela tinha certeza que nós sujaríamos novamente, mas ela jamais nos deixava sujos, sabendo que não tínhamos como nos limpar sozinhos. É sabido que o Brasil está atualmente muito sujo, da mesma forma que também se sabe, que com a fralda atual (PT) o Brasil não se limpa. Por isso que é imperativo que se troque de governo, e torcemos que ao contrário de nós que sempre sujávamos a nova fralda, o Brasil possa ter uma administração mais saudável, e que nós estejamos atentos aos menores sinais de maus cheiros. Um exemplo já aconteceu… Um certo advogado estava cotado para assumir o Ministério da Justiça. Soube-se que o mesmo era crítico da Lava Jato, já foi descartado. Diferente do governo atual, que mantém vários de seus ministros denunciados no Petrolão ou por obstrução à justiça, como no caso do Edinho Silva, Mercadante, sem contar a insistência de trazer para um Ministério um certo político, que é tido como o líder do esquema, onde todas apurações apontam para ele como o principal responsável. É por essas razões e inúmeras outras que vale sim a pena trocar de governo!
      Em tempo, (ainda (co)movido pelo post zem do Kotscho), transcrevo uma mensagem que recebi…”Não vale a pena que por política, nos indispor com os amigos, familiares, colegas de trabalho, nem mesmo com comentaristas do balaio…
      …Mas vai ter Impeachment”!

  16. Os petistas estão com dor de cotovelo e com a boca já ressequida pela sede do poder que agora – finalmente – vai sair das mãos desses corruptos e incompetentes que jogaram sozinhos o Brasil na maior crise de sua história.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *