Brasil chega a uma encruzilhada: para onde vamos?

Brasil chega a uma encruzilhada: para onde vamos?

Em apenas três minutos, estava tudo acabado. Por aclamação, aos gritos de “Fora PT” e “Temer presidente”, o PMDB selava seu rompimento com o governo. A um canto da mesa diretora, de braços erguidos e mãos dadas com outros dirigentes, com um sorriso de vitória entre debochado e envergonhado, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, simbolizou o melhor retrato daquele momento emblemático da mais grave crise política do período pós-redemocratização. O governo Dilma entrou em colapso e o Brasil amanheceu numa encruzilhada nesta quarta-feira.

Réu por corrupção no Supremo Tribunal Federal, Cunha saiu dali direto para o plenário da Câmara, onde se dedicou a novas manobras para mudar a comissão de ética que julga seu processo de cassação. Atônito, sem saber o que dizer, o ministro Jaques Wagner anunciou para sexta-feira um “novo governo”, sem explicar o que isto significa, além da troca de nomes nos ministérios devolvidos pelo PMDB, em busca de votos em outros partidos para evitar o impeachment da presidente.

Quem poderia imaginar que, apenas 15 meses após a posse solene da dupla Dilma-Temer para um segundo mandato, os dois entrariam em guerra aberta pelo poder central? Tudo se resume agora em saber se Dilma conseguirá os 171 votos necessários para se manter na presidência ou se Temer terá condições de reunir 342 deputados para derrubar o governo do qual ele ainda faz parte.

Para onde vamos? Ganhe quem ganhar esta disputa insana, só uma coisa é certa: vamos viver dias ainda mais difíceis, sem nenhuma perspectiva de mudanças no curto prazo capazes de reanimar a economia esfacelada e dar uma trégua na guerra política movida pelo ódio e por interesses pessoais, sem nenhum compromisso com os destinos nacionais.

Com este sistema político apodrecido e este Congresso Nacional sub-judice, onde estão empoleirados parlamentares de 27 partidos, que mais nada representam, qualquer que seja o nome do presidente vamos continuar sendo governados pelo loteamento de cargos e verbas, na base do quem dá mais, meu pirão primeiro.

Ou alguém consegue ver hoje alguma diferença de métodos entre o PT que quer ficar no governo e o PMDB que quer entrar, agora aliado à oposição derrotada em 2014, se até ontem os dois partidos foram cúmplices dos malfeitos e das lambanças em série que nos levaram à atual situação?

Basta lembrar que, se Michel Temer entrar no lugar de Dilma Rousseff, seu vice será Eduardo Cunha, que continua livre, leve e solto, e passa a ser o primeiro na linha sucessória.

Vida que segue.

32 thoughts on “Brasil chega a uma encruzilhada: para onde vamos?

  1. Nos atuais moldes democráticos, onde os partidos políticos representam ainda menos que a poucas letras que abreviam suas legendas, onde o fisiologismo da corrupção esta impregnado antes mesmo do candidato ser empossado em seu cargo eleito ou outorgado pelo seu cacique, onde as prévias dentro dos partidos para formarem as chapas para participação das eleições, geram ainda mais comprometimento com determinados grupos, o povo cada vez mais se tente menos representado, nas assembleias ou mesmo nos cargos executivos. Fica a pergunta vamos zerar tudo, e recomeçar com que modo de governo, parlamentarismo, presidencialismo, o que será desta nossa jovem democracia?

  2. Qualquer caminho que for seguido nesta encruzilhada será melhor do que atual situação. O PT no levou à situação de ter que escolher entre o sujo e o mal lavado, paciência. Cunha é ruim? sim, é. E o Renan, Maluf e Collor são o que? Ah, e não nos esqueçamos que o Temer foi eleito!!! e pelos petistas.

  3. caro kotscho e triste agente saber que dr moro naum tenha mandado prender o cunha e sua quadrilha,ai sim o brasil se reergueria,mais essa guerra e contra o pt nao contra a corrupçao ,mais o temer nao assume a sociedade nao vai dexar,,,

    1. Triste mesmo é ler tamanha ignorância. O Cunha é tão sujo quanto a maioria dos Petista, claro que é. Contudo meu caro, o Cunha é deputado federal, e dispõe de prerrogativa de Foro. Quem tem que avaliar se ele pode (e na minha opinião deve) ser preso é o STF! Ah, essa prerrogativa vale para todos, inclusive a Dilma, Jacques Wagner, Paulo Maluf, Renan, Collor e similares…

  4. Caro Ricardo, como brasileiro e defensor do modelo de governo progressista (projeto com visão social) do Partido dos Trabalhadores, acho que a Dilma Vana Roussef, em apenas quatro minutinhos (vai entrar no livro dos recordes), conseguiu tirar um “ESCORPIÃO” (BANDA PODRE DO PMDB) das suas costas. Acho que com a ajuda do estrategista político Luiz Inácio Lula da Silva (o pesadelo de Gilmar Mendes), nos próximos dias haverá a repactuação (palavras do competente Wagner) e esses traidores do voto do brasileiro (Cunha/Temer e Achacadores) serão depositados com mala e cuia na lixeira política da história. . Não Vai Ter Golpe!. Viva o Povo Trabalhador Brasileiro!.

  5. VIVA O BRASIL!.VIVA A DEMOCRACIA!.Entretanto,falta muito para alcançarmos o patamar de outros países desenvolvidos.Na minha modesta opinião,quem deveria assumir a presidência – O presidente do STF,em seguida,convocação para eleições gerais.

  6. Nobre jornalista. Após o impedimento de Fernando Collor, o Congresso foi esfacelado com a revelação dos anãs. Então durante os anos que seguiram, estabeleceram novos métodos de corrupção e lavagem de dinheiro. Claro torna que o impedimento da atual presidente mais uma vez é realizado por um congresso Corrupto e imoral. Assim mais uma vez tentam salvar aqueles abutres que ali estão. Só recordando o Collor não era nenhum Santo.

  7. Creio que a saída seria o TSE abreviar o julgamento das ações que visam cassar os mandatos da dupla Dilma-Temer por crimes cometidos na campanha eleitoral. Nesse caso seria convocada nova eleição e devolvido ao povo a oportunidade de escolher novos governantes. Imagino que, após a experiência negativa dos últimos tempos, o eleitor brasileiro saiba votar com mais consciência e escolher melhor.

  8. Quem é mais bandido: O policial que usa o seu cargo para o obter e passar informações para os bandidos, ou o bandido assumidamente bandido e inimigo do bem? -A saida do PMDB do governo, traz transtornos no sentido de que o governo Dilma, perde um aliado com um grande poder de voto; PORÉM, no caso do golpe, as coisas continuam “Praticamente na mesma, pois os partidos aliados do governo reunem ainda mais de 230 votos, um numero bem acima do que a Dilma precisaria para barrar o golpe”. E ao observar o que o Renan Calheiros do PMDB disse ontem, quando disse “”Que não acredita que o processo de impeachment, chegue até o senado; mas se chegar, o ritual do impeachment seguirá a ordem normal das pautas””; mostra que o governo não tem com o que se desesperar, visto que, “””para que o pedido do golpe não chegue até o senado, como acredita o Renan Calheiros, o golpe não teria que passar nas duas etapas da camara””””. Isso mostra um PMDB ainda dividido, embora oficialmente fora do governo. -E’ incrivel o cinismo dos golpistas em dizer que, “A Dilma distribuirá cargos para manter sua base e apoio politico”. Ora se o PMDB, deixou o governo, é natural que as vagas que eram dele sejam ocupadas pelo PT ou por outros partidos da base, assim como “muitas vagas nos governos do PSDB aqui em São Paulo, são ocupadas por partidos da base do governo Alckimin, partidos IGUALMENTE envolvidos com corrupção como alguns aliados do governo Dilma.” -Mas a pergunta que tem que ser feita é: Quem vai assumir o ônus de tirar um governo democraticamente constituido, sem apresentar algo que poderia legitimar o pedido de impeachment? Então seria melhor que, estes deputados, DESDE JÁ, começassem a avaliar isso, e parar de entrar no oba-oba das ruas onde esses 65% dos manifestantes, é formado por mulheres e jovéns, como a eposa do vice presidente Michel Temer; que nunca se interessaram pela historia politica, e portanto não sabem avaliar o impacto de um embargo economico em um país. O PT e a Dilma deveriam também incentivar os ministros do PMDB, os lideres do PMDB no senado e na camara; a fundarem um novo partido, à partir dos parlamentares peemedebistas que são contra o rompimento com o governo; visto que eles representam a metade ou quase a metade do pmdb no senado e na camara. “Então que venham os dissidentes do PMDB para formarem o PDB”. E vida que segue meu caro Kotscho, com o PT mantendo 34% de apoio popular, demonstrado nas ruas, coisa que nenhum outro partido consegue ter sequer 1%, e muito menos candidato para a proxima eleição presidencial.

  9. Com o PMDB no governo a luta apenas continua pois temos de eliminar os criminosos RENAN, CUNHA, SARNEY, BARBALHOS, COLLOR etc …..
    Vamos ver se o plano do PMDB contempla cortar despesas no Executivo (ministérios,cargos comissionados, salários e aspones), no Judiciário e principalmente no Legislativo. Acabar com os privilégios imorais nos três poderes. Acabar com as mordomias nos três poderes.
    Vender ou privatizar empresas estatais ou fechar as empresas estatais totalmente deficitárias.
    Nossa luta continua para preservar a PUNIDADE aos corruptos.
    Reforma da previdência que se trate iguais como iguais e ninguém com privilégios.
    Mudança da legislação eleitoral que busque representatividade através do voto distrital. Mudança na lei fiscal, com diminuição de impostos (Será que vão pedir CPMF, antes dos cortes gerais de despesas) ….. Vamos ver como nossa luta continua, pois temos muito a fazer.

  10. E o governo tenta se mexer na lama, oferecendo o Ministério da Saúde ao PP.
    Alguns deputados do PP, que já se declararam apoio ao Impeachment, que o partido pode indicar o deputado Paulo Maluf para a vaga! (deve ser para constranger ainda mais o desgoverno).
    Se esse governo já foi taxado por uma Ministra do STF como um escárnio, a dúvida agora, é o que pode ser pior que um escárnio!

  11. Realmente meu amigo RK. Eu como mero espectador da situação, tenho uma opinião: Tamanha a rataria que não sobra espaço nem para armar a ratoeira. A coisa está ficando cada vez mais difícil, que só sobra espaço para ”aumentos de combustíveis e outras coisas mais”. Temo pelo final disso, não se faz mais nada, o país está estagnado e o povão, só pagando as contas, tomando no ”copo” por que o ”cálice” já foi surrupiado.

  12. Quem está na encruzilhada é o PMDB, pela primeira vez em muitos anos , não tem absolutamente nada a oferecer para a elite, para a mídia nativa, para empresários, se não tem nada a oferecer, então nada a ganhar, depois que ficou escancarado o modus operandi do bandido Cunha que constrange até o Renan, imaginem como ficará a tatuagem do PMDB com Cunha , mulher e filha presos, com o carimbo do PMDB nas costa, novas debandadas, novos escândalos, fracassos nas eleições e por aí vai.
    Se algum Petista que se preze nesse país, lamentar a saida do PMDB do governo, então que se desfilie do PT, chega de Dar Café Pra Bandido.

    Em última instância, se a coisa ficar escura mesmo, poderia a Dilma sacrificar um ano de seu governo e UNIFICAR ELEIÇÕES em 2017, prefeitos e vereadores ganhariam mais um ano e deputados e presidente perderiam um ano, seria uma grande contribuição ao país e a democracia, além de não tumultuar o país com eleições a cada dois anos.
    Que tal!

    1. Caro Kiko Uruguaiana,
      acho muito boa a tua ideia, concordo com você.
      Mas quem vai convocar estas eleições gerais?
      Com este Congresso Nacional, com estes partidos?
      Estamos todos de acordo quanto ao diagnóstico, mas qual é a receita para encontrarmos uma saída?
      Abraços,
      Ricardo Kotscho

  13. Kotscho, acho que um esclarecimento precisar ser feito: A corrida é só pelos 342 votos. Eventualmente, o pedido pode ser derrubado sem que os 171 (número cabalístico) sejam alcançados. É preciso, apenas, que m número suficiente de deputados se ausentem e não votem.
    Posto isso, acho que é triste o que aconteceu com a esquerda no Brasil: corre o risco de definhar porque se alinhou a um governo populista, incompetente e, ao que indica a lava-jato, foi o mais corrupto da história do país. Se isso é esquerda, então, talvez jogá-la na lata do lixo da história.

  14. Marco Aurélio,ministro do STF, acaba de declarar que impeachment nesses moldes propostos, é golpe. Talvez sua opinião pese ,talvez não. O que realmente impressiona é o cinismo e a desonestidade do juiz de subúrbio em sua declaração oficiada ao STF ,é um escárnio, um deboche.

    1. Pedido muito difícil de atender mas vou tentar. Impeachment não se faz, se pede !!! O PT (e não apenas o Lula) pediu o impeachment de FHC porque havia o CRIME —> Compra de votos para a reeleição. Desculpe mas mais do que isso eu não consigo desenhar.

      1. O PEDIDO de impeachment da bamDILMA tambem foi feito baseado em CRIMES cometidos por ela , previstos pela lei , constituicao e tb pelo tal famoso estado democratico de direito . porque as pedaladas fiscais e desvios de grana do petrolao sao CRIMES

    2. Vou tentar explicar “fazer” e ” pedir”. Para se pedir o impeachment, deve-se primeiramente FAZER (montar) o processo, juntar provas que levem ao pedido de impedimento. Espero ter desenhado para o entendimento.

    3. Exato Sr. Enio. Pedalada, caso nao seja de bicicleta, é crime sim e pode ser punida com impeachment como rege nossa constituicao. A TCU afirmou com clareza que a Dilma “pedalou” muito (e nao a sua bicicleta como faz nas manhas de sol…me lembra o Collor com suas famosas “corridinhas”…..precisará a presidente empunhar uma bazuca e explodir uns 50 coxinhas pra ser condenada??? o que faz a ignorância…

  15. Quem está na encruzilhada são o PT e o PC do B. O Brasil quer avançar, quer habilidade na gestão da economia e do Estado, quer criação de empregos. Dilma foi a pior presidente da história, e está saindo– de forma indigna, tentando prostituir o governo vendendo cargo a deputados sem qualificações– porque cometeu crimes de responsabilidades: pedaladas fiscais, tentativa de influir no Judiciário etc. Dilma e o PT são a crise.

  16. Para onde vamos? Já estamos chafurdados em lama pra não dizer outra coisa. R$ 23 bilhões de déficit só em Fevereiro. Lei de Responsabilidade Fiscal jogada no lixo por esse governo incapaz. E essa gastança toda visando unicamente se manter no cargo. Num Congresso que mais parece um prostíbulo sempre tem quem pague mais. E com nosso dinheiro.

  17. Mestre, retorno para responder que hoje vamos até a Sé, contra o Golpe paraguaio da Globo e pela preservação da Democracia no Brasil. “Não Vai Ter Golpe, Dilma Fica”, pois “atrás do trio democrático, só não vai quem já morreu”. Por que não aproveita e sai da estação Nostalgia para dar um pulinho até a estação Vida Que Sé gue, a partir das 16 horas.

    1. Atras desse trio eletrico que vc foi so vai que ganhou 50 reais e um pao com mortadela !!! Nos atos pro impeachment eu fui de graca, eu e 2 MILHOES de pessoas !!!

  18. …O PMDB deu um golpe em si mesmo, pelo visto só quem vai ficar fora do governo é o Cunha e o Temer. Não vai ter Golpe…tá difícil os perdedores aceitarem a realidade. Para hjá preparei as indumentárias pois a partir das 16:00 vou pra rua…vamú qui vamú.Para aqueles que acham que está ruim com DILMA…pior sem ELA.

  19. Calma, Kotscho….. vai dar tudo certo… Dilma cairá, e Temer fará um governo de união nacional, para o bem do Brasil , para sua recuperação, as coisas só vão melhorar, não se preocupe….. E talvez não haja diferença (será?) entre métodos do PT e do PMDB no Congresso, mas, a diferença de intenções em relação ao País é enorme…. Com o PT no poder o Brasil se direcionava silenciosamente para um caminho no mínimo semelhante ao da Venezuela bolivariana…. E não podemos esquecer que é o POVO brasileiro que em sua grande maioria QUER o impedimento de Dilma Rousseff, pois já está farto de suas mentiras, de seus erros, seus abusos no comando do País…. O POVO em sua grande maioria grita “Fora Dilma”, Fora PT”…. Portanto muito ridícula é essa apelação dos desesperados petistas e aliados, gritando “golpistas”. Numa democracia o povo JAMAIS pode ser golpista, mas, são os verdadeiros golpistas justamente os que NEGAM a vontade do POVO, que lutam CONTRA a vontade popular, da maioria…. E os políticos em Brasília que lutam pelo impeachment, só estão fazendo a vontade do POVO, da maioria, ainda que movidos por interesses pessoais, pensando em não perder votos em futuras eleições…..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *