Gilmar promove em Lisboa pajelança pró-impeachment

Gilmar promove em Lisboa pajelança pró-impeachment

O ministro Gilmar Mendes

Em tempo: a assessoria de Michel Temer informou agora há pouco o cancelamento da viagem que o vice-presidente faria a Portugal. 

***

É dura a vida de quem corre atrás de notícias para ganhar a vida nestes tempos tempestuosos. Você cerca uma, e já vem outra mais gorda, entrando no galinheiro a ponta-pés, derrubando as anteriores.

Os principais atores político-jurídicos ou jurídico-políticos, todos eles midiáticos, nem fazem mais questão de disfarçar, deixaram de lado qualquer recato. É o vale tudo, o tudo ou nada, o matar ou morrer, e que se danem os escrúpulos. Entre tantas outras novidades explosivas da terça-feira, o fato que mais chamou mais me chamou a atenção é o que comento abaixo.

A pretexto de promover um seminário em parceria com a Universidade de Lisboa, o Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP) convidou alguns dos mais proeminentes líderes do movimento pró-impeachment para uma grande pajelança no exterior. Entre eles, o vice-presidente Michel Temer, o presidente do PSDB, Aécio Neves, o senador tucano José Serra e o presidente do Tribunal de Contas da União, Aroldo Cedraz. Ficaram de fora da lista outros notáveis como FHC, Eduardo Cunha e Paulinho da Fôrça.

Detalhe: o sócio-fundador do IDP é o notório ministro Gilmar Mendes, líder da oposição no STF, que convidou também para o evento por ele comandado o ministro Dias Toffoli, seu parceiro de tribunal.

O evento em Lisboa foi marcado para começar no próximo dia 29, terça-feira, mesmo dia da data marcada para o anunciado desembarque do PMDB da base aliada do governo. Como não tem mesmo nada de importante acontecendo no Brasil, o seminário se prolongará até o dia 31. No dia 30, no plenário do STF, está previsto o julgamento no mérito da liminar concedida por Gilmar Mendes proibindo o ex-presidente Lula de assumir a Casa Civil. No dia seguinte, a programação prevê palestras dos brasileiros.

Para eles, é como se o governo Dilma já tivesse data para acabar em breve. As negociações para a formação de um possível governo Temer seguem em ritmo acelerado e à luz do dia. Antes de seguir para o STF no dia da liminar, Gilmar Mendes foi fotografado num almoço com José Serra num badalado restaurante de Brasília.

No final de semana, José Serra deu longa entrevista ao Estadão anunciando as linhas centrais do novo governo e quem deve integrá-lo. Derrotado duas vezes em eleições presidenciais, Serra já se apresentava como futuro primeiro-ministro, mas acabou desmentido e desautorizado por Temer, causando a primeira crise no gabinete que ainda não existe.

Michel Temer, que se recusou a encontrar Lula nos últimos dias, recebeu na terça-feira, em seu bunker montado em São Paulo, o principal líder da oposição, Aécio Neves. Menos afoito do que Serra, Aécio falou na saída da reunião: “Não fugiremos à nossa responsabilidade. Estaremos prontos para ajudar a construir uma agenda emergencial.” Mais mineiro, impossível. Em Lisboa, todos eles terão mais tempo para conversar sobre o pós-Dilma sob os auspícios de Gilmar Mendes.

Num duro discurso pronunciado pouco antes, no Palácio do Planalto, em que recebeu o apoio de juristas, advogados, promotores e defensores públicos contra o impeachment, Dilma acusou os adversários de golpistas, voltou a dizer que não vai renunciar de jeito nenhum, e lançou um repto: “Não importa se a arma do golpe é um fuzil, uma vingança ou a vontade política de alguns de chegar mais rápido ao poder (…)  Sei que há uma ruptura institucional sendo forjada nos baixos porões da baixa política, que precisa ser combatida”.

À noite, Gilmar sofreria sua primeira derrota na atual queda de braço com seus colegas na batalha do STF: o ministro Teori Zavascki, relator da Lava-Jato, que não foi convidado para ir a Lisboa, determinou que o juiz Sergio Moro encaminhe todas as investigações envolvendo o ex-presidente Lula de volta para o STF. Em sua liminar da semana passada, Gilmar tinha mandado tudo para Curitiba.

Como eu também não fui convidado para esta caravana acadêmica que vai a Lisboa, só me resta desejar a todos boa viagem.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

37 thoughts on “Gilmar promove em Lisboa pajelança pró-impeachment

  1. Prezado Kotscho: Não é interessante isso? “A pretexto de promover um seminário em parceria com a Universidade de Lisboa, o Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP) convidou alguns dos mais proeminentes líderes do movimento pró-impeachment para uma grande pajelança no exterior.” Quer dizer, então, que “o sócio-fundador do IDP” pode ter um pé em cada canoa, IDP e STF, que não existe conflito algum nesse tipo de situação? Me parece conversa pra boi dormir.

  2. Nossa presidenta já havia feito algo pior em Portugal para barrar a lava-jato. Felizmente tentou de todas as formas (ainda tenta) e não conseguiu. Com a delação de Marcelo Odebrecht, fica mais que provado que a eleição foi comprada e fraudulenta. Espero poder vê-la um dia na cadeia.

  3. A derrubada de Dilma II continua em andamento.
    Trata-se de mais um passo na marcha batida da tomada do poder.
    A presidenta perdeu o meio de campo de tenta contra-atacar na base do “vamos lá que ainda dá”.
    Para o bem ou para o mal, que logo poderá ser aferido concretamente, não daria mais, segundo 9 entre dez analistas, sejam suspeitos ou insuspeitos.
    Exceto se a denúncia do presidente da maior empreiteira da América Latina apontar o dedo premiado para a testa do vice e de alguns próceres tucanos excitados com a perspectiva cada vez mais próxima da tomado do poder.
    No máximo, não só não se resolve a questão da credibilidade política indispensável à saída para a crise econômica, como se pode produzir uma crise, talvez, ainda mais grave, pela falta de lideranças habilitadas e consistentes para lidar com o frenético ritmo dos acontecimentos.

  4. Sem o importante e LEGAL impedimento da presidente Dilma o Brasil continuará no” fundo do poço”.Para começar a sair é legalmente obrigatória a saída da presidente Dilma e do seu colega presidente INFORMAL -lula!..Em seguida o impedimento Do presidente da Câmara de Deputados Eduardo Cunha,e do presidente do Senado Renam Calheiros!.Será um verdadeiro GRITO DE INDEPENDÊNCIA DA NAÇÃO BRASILEIRA.

    1. Vote na eleição de 2018, se ainda estiver vivo até lá, e faça essa sua pretensa faxina! Mas, até a referida data, vale o resultado da votação realizada em 26/10/2014. Entendeu?

  5. Grupo insuspeitosíssimo !!!! Ao menos no brasil, né?. Não bastasse o quanto ofendem os brasileiros vão agora ofender os portugueses: olha só a ‘turma’: Acho que falarão sobre os sofistas na filosofia do Direito. De qualquer forma esquisito isso.
    Será que têm coragem de chamar para debater um dos maiores pensadores vivos do mundo, o prof. português Boaventura Souza Santos que, inclusive, ontem, mandou recado de apoio (está em muitos jornais ‘sujos’) aos brasileiros de bem: ‘Se vocês não ganharem essa luta (contra o impeachment), o mundo todo ficará mais pobre”.

  6. E volta ao que ja falamos: “”””Se o SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL (STF), NÃO TOMAR PROVIDENCIAS contra o min. Gilmar Mendes, que vem ha muito tempo fazendo declarações contra o PT, na maioria das vezes CALUNIOSAS visto que não apresenta provas do que fala; numa atitude anti-etica para um min. do STF; bem como se o mesmo supremo tribunal Federal, não tomar também uma atitude em relação ao juiz Sergio Moro, que igualmente ao min. Gilmar Mendes, vem tendo posturas anti-eticas para um juiz de direito, ao investigar o PT até se baseando em Suposições, e ao mesmo tempo, não investigando as denuncias contra o PSDB, que são muito mais importantes do que as situações hipoteticas contra o PT; o Supremo Tribunal Federal (STF) , VAI ACABAR DANDO RAZÃO ao que o Lula disse, de que O STF e o STJ são um bando de COVARDES. “””””” Alguém poderá falar que desaprovar as condutas do min. Gilmar Mendes e do juiz Sergio Moro, é coisa de petista, como o PSDB costuma fazer com quem pede explicações dos atos dos governos peessedebistas; mas as pessoas têm que observar e entender que, é um erro apoiar os erros da justiça, pois amanhã as vitimas poderão ser estas mesmas pessoas que hoje apoiam estas atitudes parciais de alguns representante da nossa justiça””””””. Não é atribuição de representantes da justiça, com incumbência de julgar e com poderes para prender e condenar; participar de encontros com opositores de inqueridos, como o Gilmar Mendes fez agora e ja fez em outras oportunidades; assim como o Juiz Sergio Moro fez ao participar de palestras na LIDE, do promotor de eventos João Doria, candidato à prefeito de São Paulo pelo PSDB. O juiz Sergio Moro, nessa liberação para midia das gravações da PF contra o Lula, ele atuou mais como um reporter corresponde da globo diretamente da Lava-jato, pois ele divulgou conversas que nada tinham a ver com corrupção ou com a lava-jato, como foi o caso da conversa entre o Lula e o prefeito do Rio, onde a divulgação da conversa era de foro intimo, e só serviram para constranger o prefeito do Rio Eduardo Paes, com os eleitores de outra cidade, a cidade de Maricá. “”””O juiz Sergio Moro, tem o direito legal de acesso ao conteudo de gravações, que ele mesmo autoriza, mas ele não tem o direito de expor publicamente essas gravações”””””. O juiz Moro deveria ter ouvido as gravações e tomado as providencias que achasse que deveria tomar, no caso dessas gravações, seria nenhuma providencia, visto que “”””Mesmo com a exposição publica dessas gravações, o juiz Moro não reuniu elementos legais, NÃO REUNIU PROVAS para tomar alguma providencia contra o Lula ou contra qualquer um dos envolvido nas conversas””””. As gravações que o juiz Sergio Moro divulgou, serviram apenas pra materias de colunistas sociais.

  7. Tive a honra pessoal de uma vez na vida apertar sua mão.Li seus livros com profundo interesse e admiração mas me permita uma pequena consideração: o ex governador do Pará e senador da República Jorge Vianna, filiado do partido do governo, também participara de uma mesa desse seminário promovido pelo IDP em Lisboa. Pelo que sei ele dificilmente entraria uma pajelança pró-impeachment.Abraço.

  8. Todos desta lista recebem e muito para melhorar a vida dos contribuintes que pagam seus salários, Porem estão viajando ao exterior, Provavelmente ainda recebendo diárias gordas, Para tramar a saída de uma presidenta que mandou investigar e prender corruptos, Contra ela não existe nada.

    Em 2018, As urnas dirão quem tem razão.
    Abraço Kotscho

  9. perfeito seu comentario. amigo koscho sera que eles coseguiram combinar com os russos. amigo ricardo k. se voce concorda comigo, o caminho mais digno para o pt. seria abdicar de 2018 apoiando o pmdb, ajustando o governo com dilma ate la. abraço.

  10. Peço desculpas para usar aqui um termo um tanto pejorativo. Diz o ditado, que na zona não tem virgem, assim como no Supremo não tem Santo. Somente fazendo um retrospecto dos tempos do Mensalão pra cá, vimos um Toffoli participar de um julgamento de mensalão, quando deveria se declarar impedido por seus notorios vinculos com a ala Petista dos reus. Um revisor de processo que fez todos os truques possiveis para salvar os Petralhas. Depois de julgado o Mensalão, eis que nomeiam o ministro Barroso e este inventa lá um novo caminho e altera os julgamentos já efetuados, para livrar figuras notorias do crime de quadrilha e com isto safar-se da prisão fechada. Vimos mais recentemente um presidente do STF encontrando-se com a Presidente em Portugal, para acertar pendencias nada republicanas. Após a condenãção do Mensalão, agora os réus ganham indulto de Natal e até o notorio acusador Roberto Jefferson está saindo livre de fininho. So sobrou mesmo para os empresários que venderam a alma para as traficancias do PT e pegaram cana da pesada. Dá para enxergar agora porque da delação premiada aos montes?
    Ahh.. também um certo dia o Lula usando de auxiliar um ex-ministro do STF tentaram corromper o notorio Gilmar para aliviar no mensalão; o tiro saiu pela culatra.
    Como se ve, lá não é um territorio privativo da direita ou da esquerda, tem para todos e a chiadeira é sempre de quem está na pior, como é o presente caso… É$ vida que segue meu caro, hoje está por cima, amanha está por baixo.

  11. Kotscho,e a tentativa da Dilma e JECardoso de melar a lava jato junto com Lewandowiski em Portugal,esqueceu?Vc é engraçado Kotscho,cada hora vc encabula com alguem,uma hora é Joaquim Barbosa,outra Lobão,Outra Sergio Moro e agora o Gilmar Mendes.Preste atenção,no STF tem 8 dos 11 juizes indicados pelo PT,não é atoa que o Lula,homem mais honesto do Brasil quer ser julgado lá,né não?

  12. Meu bom Kotscho, a premonição de que a Presidenta deu corda para que os próprios golpistas se enforcassem vem se realizando. O “bombástico” vazamento da lista dos 200 da Odebrecht saiu pela culatra. Perdido no tempo, ao ver o tamanho do estrago junto a oposição o juiz de Curitiba “resgatou” o sigilo do material (como se tal ação fosse possível na Era Digital).
    Para desapontamento de muitos, o nome de Lula não foi citado. Muito menos Dilma. Na verdade, há registro de políticos dos dois “lados”, porém a revelação dos nomes de oposicionistas é muito mais numerosa e significativa.
    E a maior prova deste revés foi a forma como a Rede Globo (não) noticiou este acontecimento.
    Será que assistimos outra reviravolta neste jogo?

  13. Sem comentários. O país desabando, a economia dissolvendo, o desemprego aumentando dramaticamente e os grandes FDPs dos 3 poderes da República se degladiando pra ver quem fica ou assume o poder. Tudo isso é muito podre. Nessas horas dá uma tremenda vontade de ir embora desse país de corruptos e nojentos. desculpe me pelo desabafo Kotscho.

    1. “na tela da urna eletrônica em 2018″… o queridinho do Kotscho do balaio pode me explicar como se audita uma urna eletrônica? ou vc confia plemanente na apuracao das mesmas? pessoas como vc apenas atrasam em muito o desenvolvimento da nossa nacao, apesar de admitir que vc parece uma pessoa bem intencionada com o nosso povo.

    2. Caro Johnny perdão por me valer do teu espaço (do teu comentário) mas tenho que responder ao agressor e atrasado no tempo Jorge Meira que se pendurou aqui. Não nasci pra ser QUERIDINHO de ninguém nessa vida !!! Sou amigo do Kotscho SIM !!! Amizade essa que eu conquistei aqui no Balaio e da qual tenho imenso orgulho !!! E asseguro que não foi escrevendo merda como a que escreveu agora o tal do Jorge Meira. Tu sabia, Jorge Meira, como era feita a apuração de votos quando não havia urna eletrônica e os votos eram escritos em cédulas de papel ??? Não faz idéia da quantidade de votos que eram VIRADOS na frente do juiz eleitoral apenas por conta da má caligrafia do eleitor !!! Os votos em dúvida (a maioria deles) eram confirmados ou não pelo juiz a depender do fiscal (desse ou daquele partido) que gritasse mais alto. Eu fui delegado do meu partido (o PT) em inúmeras dessas antigas apurações de eleições ( o delegado do partido era a pessoa que comandava os seus fiscais nas mesas de apuração em cada zona eleitoral). POR EXEMPLO: Se no voto aparecia uma “cobrinha”, a gente dizia que era um “S” com intenção de voto no Suplicy e o voto nos era computado porque petista sempre grita mais alto !!! Da mesma forma aparecia muitas vezes votos que deveriam ser anulados em que se lia “W.C.” mas os fiscais malufistas gritavam que aquele “W” era um “M” de ponta cabeça e com intenção de voto no Maluf. E também acabavam levando. SE ERA ASSIM com os majoritários, imagine a doideira que era com os votos para proporcionais !!! Aproveito para contar um história engraçada mas que quase acabou em tragédia que se passou em 1992 na apuração de votos da eleição que elegeu o Maluf prefeito de São Paulo, derrotando o Suplicy em segundo turno. Fui designado para ser Delegado do PT na apuração que ocorreu na 279 zona eleitoral (Zona Norte de São Paulo) e que se deu no Clube Tietê. Todas as pesquisas já apontavam que o Maluf houvera vencido mas mesmo assim fomos para lá com a mesma garra que nos é peculiar para contar os votos. De fato os votos no Maluf eram uma enxurrada comparados aos votos dados ao PT. Daí que apareceu lá um voto em que o sujeito desenhou uma “rola” bem grande e com bolas e tudo. EU, chamei o juiz e pedi a ele que computasse aquele voto como intenção de voto NO MALUF !!! (Já haviamos perdido mesmo e um voto a mais ou a menos não faria diferença) PRA QUE !!! Os fiscais do Maluf ficaram enfurecidos mesmo eu pedindo que o voto fosse dado a eles !!! Seguiu-se um quebra pau sem precedentes e o juíz teve que interromper a apuração naquele noite para que fosse continuada no dia seguinte. Tentaram me prender mas não conseguiram. O comandante da PM naquele dia, “Coronel Não Lembro o Nome” me conhecia e me levou para a sua própria viatura e fomos tomar um café em um bar longe dali até que os ânimos se acalmassem. Quando voltei ao Clube Tietê (na carona do Coronel) os malufistas já tinham ido embora e foi então que junto dos meus companheiros fomos tomar umas (e todas) em outro bar comemorando e rindo muito de tudo aquilo. PORTANTO SR. JORGE MEIRA, se está ruim para o Sr. te digo que já foi muito pior !!! lembrando que na mesma urna que cabe Lula, Dilma e o PT também cabe o Alckmin, o Serra, o Aécio, o Maluf e a porra toda !!! E SIM, sou favorável que se imprima o comprovante do voto, o “papelzinho” moderno mas não os “papelões” do passado. VIVA O AVANÇO DA CIÊNCIA E DA TECNOLOGIA !!!

    3. Caros, são 01:33 da matina e eu acabei de chegar de um compromisso social (uma ótima cerveja com amigos queridos) e fui dar uma checada no Balaio. Estou rindo direto. Sem entrar no mérito da discussão do Enio com o Meira. A história do Enio é impagável. Alguém desenhar uma rola com bolas e tudo numa cédula de votação é o máximo da ironia ou da ignorância de um eleitor. KKKKKK. Kotscho você precisa reeditar os encontros no boteco. Prometo que, da minha parte, não vai ter briga e nem discussões, apenas escutar essas histórias já vale o encontro e a cerveja. Abs a todos. KKKKKKKKK.

    4. Caro Johnny, tenho muitas histórias dessas e outras pra contar. Afinal são mais de 40 anos de militância política ininterrupta. Já me disseram que daria um livro “grosso”. Acho que passou da hora da gente ir pra um boteco. Tenho pra mim que a cachaça é a salvação da humanidade. No dia que abrirem uma garrafa dela em uma reunião da ONU, nunca mais haverá guerra no mundo !!! Se Jesus já fez isso com um vinho ruim (derivado da água) imagine a cachaça !!!

  14. Caro Kotscho, uma coisa é falar ou escrever sobre Justiça, Direito e Poder judiciário feito um idiota e outra coisa é falar ou escrever sobre Gilmar Mendes. Gilmar Mendes é uma aberração jurídica e política que além de usar o STF para promover e captar patrocínio (leia-se DINHEIRO) para o seu Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP ??? Pode isso Arnaldo ???), dá habbeas corpus e liberdade para a fuga do medico-monstro Roger Abdelmassih, condenado a 278 anos de prisão por ESTUPRAR 52 MULHERES, mas nega e luta contra a posse do ministro Lula, o responsável direto pela chegada da PRIMEIRA MULHER à Presidencia da República do Brasil. Aproveito também para aqui provar o quanto a direita fascista, golpista e parasitária do nosso país É BURRA. Hoje, em plena quarta-feira, um grupo de “pessoas de bem”, “que trabalham e pagam impostos” passou a madrugada inteira batucando e fazendo barulho na porta da residência do Ministro Teori Zavascki. Isso certamente terá consequências na hora do voto dos demais ministros do STF em todos os processos que lhes caíram aos olhos daqui para frente no que se refere ao andamento do golpe de estado que estamos vivendo nesses tenebrosos dias (e noites) (e madrugadas). ESSA GENTE SERÁ DERROTADA FRAGOROSAMENTE PELA SUA PRÓPRIA ESTUPIDEZ !!! Alguém aqui já viu algum militante “vermelho” na porta da casa do Gilmar Mendes ??? E mais ainda no correr da madrugada ??? IMBECIS !!!

  15. Em tempo, o Michel Temer já anunciou que não irá ao evento, pois quer cuidar pessoalmente da reunião do dia 29, que tratará do desembarque do PMDB do governo!

  16. Meus olhos, diferentemente de quem gosta de homens para idolatrar, venerar ou sei lá o que…bom isso talvez Freud explicaria melhor essa “apegação”………….. Não posso deixar de concordar, com alguns colegas que aqui postam, Gilmar Mendes é mesmo uma aberração……enquanto uns babacas gritam “guerreiros do povo brasileiro” para meia dúzia de delirantes, vou caminhando na busca incansável por um país melhor, mas claro sem essa doidice na mente.

  17. …EEEEita!!! A Odebrecht, nem bem entrou na dança, e já endoidou a maioria dos forrozeiros. Tem neguim dançando xote em rítmo de baião….kkkk….adeeeuuus golpe….adeuuuuss…

  18. A caravana de “notáveis juristas” até o Planalto para o ato de apoio do “não vai ter golpe” não teria sido também uma “pajelança midiática”?

    As conversas do Lula e sua turma com juristas, advogados, artistas, intelectuais, etc…, que são contra o impedimento da presidente não se equivalem, desse lado da disputa, às conversas que Gilmar, Serra, Aécio et caterva mantêm entre si?? Em Lisboa ou na Barra do Xorroxó (BA)????!!

    “Ficaram de fora da lista outros notáveis como FHC, Eduardo Cunha e Paulinho da Fôrça” – essa ironia bobinha não seria melhor ter ficado de fora de seu texto?
    Briga com a qualidade e elegância com que você sempre escreveu e se comportou.
    Sou seu fão e acredito em sua honestidade de propósitos (claro, você não me pediu isso; só estou dizendo porque decidí dizer em homenagem a um grande amigo seu, que também era amigo meu e que, infortuna das infortunas, tomou o barco prematuramente).
    No mais, um abraço.
    NOTA: A receita de goulash de sua avó faz um sucesso danado toda vez que a faço aqui em casa. A velha sabia o mato em que cortava lenha…

  19. Não entendo muito bem da situação politica vigente, mas, vi e ouvi por diversas vezes os mais antigos dizer que ”roupa suja se lava em casa”, ou ainda somos colônia?

  20. …na minha terra quando a situação chega neste ponto, o caba diz: Eita!!! Puseram fogo no cabaré.!!!
    Eu fico pensando como é que uma pessoa que se diz, de bem, honesta, séria, pode defender este golpe ??? Por mais que tenha motivo para ser contra este governo, tenho certeza, que alguma sombra de lucidez ainda lhe resta à consciência. Deus tenha piedade.

  21. Não sei qual vai ser o final de tudo isso, se haverá ou não o golpe indo à presidência o Temer e se será ”desqualificado” por forças ocultas para que o Cunha assuma o comando do país, ou se permanecerá a Dilma (o que na minha singela opinião, acho que seria o razoável, diante das baixarias demonstradas), mas, seja qual for o resultado, nosso povo deve analisar de maneira correta e aí sim, se necessário, manifestar-se não só na Paulista, mas, em todo território nacional, que não merecem ”representantes” tão desonestos que sequer podem sair do país para não serem presos lá fora, afinal ”que diabo de política é essa” que tolera condenados participar do destino do nosso povo? Estamos sendo usados para a desestabilização da ordem em todos os setores, usando apenas um boi de piranha, como se matando-o se resolverá todos os problemas. Raciocinar é um dever de todos os brasileiros. É isso.

  22. O titulo do post já diz a realidade: Impeachment. Garantem o cumprimento da constituição: Carmem Lúcia, Toffoli (Até ele), Gilmar mendes, Celso de Mello, e outros virão. Já era, Aceitem que doí menos. O lado ‘positivo, o desemprego vai aumentar, serão 100 mil petistas que perderão as boquinhas, desnorteados procurando onde se encostar.

  23. É assustadora a atuação livre, leve e solta deste senhor Gilmar Mendes contra um governo legitimamente eleito. Como é que ele pode agir assim? O governo não tem nenhuma autoridade contra ele? E contra o juizinho do Paraná que escondeu a lista da Odebrecht porque ela contém muitos nomes de emplumados tucanos e outros apadrinhados? Está certo isso? E o cantorzinho lobão, divulgando endereço do filho de um ministro do STF e incitando arruaças? Quem deve iniciar um processo contra ele?
    A Presidente Dilma começou a se rebelar contra o golpe, mas apenas com palavras não basta. Tem que partir para a ação. Processe pessoas, feche redações de jornais e revistas golpistas, enquadre juízes parciais, etc., etc.
    Nós que temos moral ilibada, que jamais seremos coxinhas revoltados com o resultado de uma legítima eleição, também exigimos sermos ouvidos: não vai ter golpe, mas tem que ter punições contínuas aos golpistas.

  24. Nem é preciso que o ministro tucano mais vistoso do STF atue ostensivamente para remover as condições de sustentação presidencial. A declaração de Dias Toffoli, ex-advogado do PT, logo depois da declaração presidencial de que há um golpe institucional em andamento no país, contrariando a presidenta de forma ostensiva, já dá a verdadeira medida do que representaria o julgamento da constitucionalidade do processo de impedimento da mandatária do país.
    O processo de destituição presidencial nunca andou tão rápido quanto se vê agora. Não há quem dê um prazo de validade maior de sessenta dias para a presidente estar afastada, por pelo menos seis meses, do seu cargo.
    Quem poderia salvar a presidente do impedimento? Apenas Lula, na undécima hora. Todavia, como se diz, a boiada disparou antes do grito do ex-presidente. Quem imaginaria o vice Temer esnobar Lula recusando-lhe uma conversa e um simplório adiamento de seis dias úteis para conversar minimamente em torno de uma solução de encaminhamento de uma saída para crise.
    Quem apostaria, hoje, na permanência da presidente do país?
    Pouca gente; talvez, nem o próprio entorno presidencial.
    Como disse o principal homem de confiança pessoal de Dilma, faz uma semana, Gilles Azevedo: “estamos perdidos”.

  25. “Como eu também não fui convidado para esta caravana acadêmica que vai a Lisboa, só me resta desejar a todos boa viagem”… brilhante, Kotscho, como sempre!!

    E que prazer tê-lo reencontrado anteontem no estúdio do jornal do Heródoto e ter assistido presencialmente às suas análises de nossa conjuntura política maluca!

    Forte abraço!

  26. li uns poucos comentários. portanto não sei se alguém levantou uma coisa óbvia. quem é o financiador ou financiadores dessa pajelança. lógico que hotéis de luxo e restaurantes idem.
    o Gilmar Mendes, ao falar pelos cotovelos, tenho certeza de que está falando por alguém. beijos., Vanda.

  27. Com toda minha imparcialidade de um jornalista: só quero “Ordem e Progresso” no país que amo!
    Fico aqui na platéia esperando o desfecho dessa “briga”. Seja qual for o final, que resulte num Brasil melhor para todos nós!

    Márcio Cotta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *