No vazio, Gilmar assume o lugar da oposição perdida

No vazio, Gilmar assume o lugar da oposição perdida

Gilmar Mendes conseguiu. No vazio deixado pela oposição oficial, mais perdida do que nunca, o ministro do STF indicado por FHC assumiu o papel de principal adversário do governo petista, que já foi do todo poderoso Eduardo Cunha, presidente da Câmara, antes deste ser denunciado por corrupção pela Operação Lava Jato.

Os dois costumam atuar em sintonia, como no caso do financiamento privado de campanhas eleitorais, mas agora o magistrado assumiu o protagonismo e nem disfarça mais seu objetivo: anular o resultado das eleições presidenciais do ano passado.

Na tarde desta terça-feira, na mesma hora em que lideres do PSDB e do DEM cancelavam, “por falta de base legal”, a reunião marcada com juristas para discutir um possível pedido de impeachment da presidente, Gilmar conseguia o apoio da maioria no plenário do Tribunal Superior Eleitoral para reabrir as investigações destinadas a cassar a chapa Dilma Rousseff-Michel Temer, o que permitiria a convocação de novas eleições, como quer Aécio Neves.

Enquanto o Tribunal de Contas da União não julga as contas do governo federal de 2014, outro front da oposição contra o governo, que poderia servir de base para o pedido de impeachment na Câmara, os tucanos chegaram à conclusão que não dependem só dos fatores políticos e jurídicos para embasar o pedido, mas matemáticos. Nas contas do próprio Aécio Neves, a oposição conta hoje com apenas 200 dos 342 votos necessários para atingir seu objetivo e, por isso, desistiu de liderar o movimento.

No TSE, as contas da chapa vitoriosa já tinham sido aprovadas por unanimidade, em dezembro do ano passado, mas o PSDB entrou com recurso, agora aprovado, que serviu de base para a manobra de Gilmar Mendes. Inconformados até hoje com a derrota de outubro, os tucanos já haviam pedido a recontagem dos votos e, depois, entraram com quatro ações no tribunal, denunciando abuso do poder econômico e o uso de recursos do petrolão para financiar a campanha da reeleição.

Antes da reunião do TSE, incansável na sua cruzada contra o PT, que já chamou de “sindicato de ladrões”, Gilmar Mendes já havia pedido ao Ministério Público de São Paulo para abrir nova investigação sobre uma microempresa, que recebeu 29 transferências da campanha petista, e não teria comprovado a prestação dos serviços. O novo inquérito foi baseado num relatório encaminhado ao TSE pela Fazenda Estadual de São Paulo. A empresa teria sido criada apenas dois meses antes da campanha e não foi localizada no endereço indicado no registro.

No momento em que o palco principal da crise se desloca do parlamento para os tribunais, num ponto todos parecem estar de acordo: estamos vivendo o fim do ciclo político iniciado com a Nova República, como já escrevi aqui mesmo no dia 15 de março.

Só o que ninguém sabe é o que virá após o esgotamento deste moribundo sistema político-partidário do presidencialismo de coalização. Os dois partidos que dominaram este processo nas últimas duas décadas, o PT e o PSDB, estão cada vez mais rachados e enfraquecidos e, mais do que nunca, dependem do PMDB para formar maiorias. E o PMDB de Temer, Cunha e Renan ninguém sabe dizer para onde vai. É neste cenário nebuloso que cresce a figura de Gilmar Mendes, único que sabe aonde quer chegar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

30 thoughts on “No vazio, Gilmar assume o lugar da oposição perdida

  1. As ruas sepultaram o golpe

    Publicado no Brasil 247

    As manifestações contrárias ao impeachment surpreenderam a oposição. Nem tanto pelo que de fato realizaram, mas paradoxalmente pelos resultados que poderiam ter atingido em outras circunstâncias. Ou melhor, que poderão atingir com um pouco mais de organização e esperteza.

    Apesar das tentativas públicas de menosprezar os atos, nas redações e nos gabinetes o tom das conversas é parecido: o governismo ainda possui capacidade mobilizadora e conta com penetração social que seus adversários não conquistaram. Enquanto as passeatas da direita flertam com a repetição, a caricatura e certo esgotamento de propósitos, as da esquerda mal começaram e têm potencial para crescer.

    As multidões com bandeiras vermelhas completaram o tripé sobre o qual assentará a permanência do governo Dilma Rousseff. O primeiro pilar é a fragilidade política da oposição, enroscada na decadência de Eduardo Cunha e nas capivaras da Lava Jato. O segundo veio com o manifesto de juristas notórios contra o golpe, atitude pouco divulgada pela mídia, mas que repercutiu nos meios jurídico e acadêmico.

    As manobras golpistas precisariam dominar pelo menos um desses flancos. A frente partidária coesa, o respaldo técnico do legalismo e a unanimidade popular, mesmo atuando isolados, suplantariam as demais lacunas. Mostrando-se competitivo nas três frentes, o governo afugenta os pragmáticos do mundo político-empresarial, isolando os aventureiros numa posição incendiária que ninguém ousará bancar.

    Mas o golpe foi riscado da agenda antipetista principalmente porque os atos da esquerda criaram um novo cenário hipotético para o futuro próximo. É fácil imaginá-lo: uma onda de reações cada vez mais unidas, representativas e abertamente governistas contra o impeachment. E se os desfiles reacionários suscitarem equivalentes progressistas sempre maiores, fomentando a combalida militância para as eleições de 2018?

    Esse prognóstico sombrio domina os bastidores oposicionistas em todos os âmbitos. Por trás das verborragias ameaçadoras, seus líderes na verdade preparam uma despedida honrosa do monstro, que de tão feroz terminou rosnando para os próprios donos. A súbita transferência dos ataques, de Dilma para Lula, sinaliza a estratégia alternativa que o golpismo começa a articular.

    http://www.guilhermescalzilli.blogspot.com.br/

    1. É isso aí, sr. Guilherme! Além disso esse ministro do STF, sr. gilmar mendes não tem moral nenhuma para julgar ilicitude de ninguém. Já deveria ter sido “impitimado” do STF há muito tempo.

  2. RK, No texto proposto, induz seu leitor a achar que esta tudo correto, que nada deve ser feito e apurado, mesmo sabendo que novas informações estão aparecendo com a Lava-Jato. Se houver crime, prescreveu?

    O que importa é se há ou não crimes a serem apurados, somente apuração neste momento, não da mais nos dias de hoje, haver suspeitas e não ter apuração, o que se pede no momento

    Partindo da premissa que não há independência da justiça, indago:

    O Ministro Gilmar Mendes defende os interesses do PSDB (indicado por FHC), e a ministra Luciana Lóssio indicada por Dilma, defende quem?

    Basta de impunidade, doa a quem doer.

  3. Ué, Kotscho, você condena a atitude do Ministro Gilmar Mendes, e nem cita a Ministra, ex advogada da Campanha de Dilma em 2010, a Sra Luciana Lóssio? Pois então, a dita ministra pediu vista do processo quando o placar já apontava maioria pró as investigações. Não criticaram o Gilmar mendes, quando este fez isso no caso do financiamento de campanhas?
    Ah, apesar do Presidente do TSE ser também um ex petista, o Gilmar Mendes não decide sozinho! Afinal ele tem só um voto, e o placar está 4 x 1, de um total de 7 ministros!
    E as pedaladas? Será que funcionou o acordão para “passar a mão” na cabeça da Dilma?
    E o Temer, será mesmo que fica abraçado ao PT até o mesmo afundar de vez?
    Como já disse o Collor, hoje aliado, a Dilma. “Eu também venci as eleições nas urnas”!

  4. E diante de cenas como essa, as pessoas voltam a se perguntar: se falta muito para o ministro Gilmar Mendes se aposentar. Meu está mais do que claro, que o Gilmar Mendes “perdeu o bonde da historia”, pois ele é o ultimo representante daquele velho supremo tribunal Federal, que as pessoas sequer sabiam que existia. -O que fica dessa atitude do ministro Gilmar Mendes, é que está cada vez mais dificil pro PSDB tirar a Dilma do poder de forma indireta, visto que nas urnas parece que os peessedebistas ja jogaram a toalha. Meu, as empreiteiras que doaram para a campanha da Dilma do PT, são as mesmas que doaram para a campanha do Aecio do PSDB. Portanto, se for irregular as doações no caso da Dilma, foi também irregular no caso do Aecio; porém “”isso não é motivo para se cassar a Dilma ou o Aecio””; pois “”eles não estão envolvidos diretamente com verba de campanha””. Falar de impeachment da Dilma e citar o impeachment do Collor, é ignorar os fatos: O Collor recebeu da sua campanha uma perua Fiat Elba, enquanto que a Dilma não recebeu dinheiro e nada de sua campanha. O dinheiro da campanha da Dilma “”Não passou pelas mãos dela, nem em especie e nem em forma de presentes, como uma perua Elba””. Mas Kotscho, se me permite, apenas pra ilustrar esse assunto impeachment da Dilma, é que ontem houve a acareação entre os delatores da Lava-jato: Alberto Youssef e o Paulo Roberto Costa; na famigerada CPI da Petrobras. “””E como sempre tem acontecido, os membros da CPI se prestaram a mais um Papelão, onde foi gasto muito dinheiro publico, para os inqueridos não dizerem nada de relevante”””. Pra não dizer que não ficou no Zero a Zero, o PSDB e o Aecio Neves acabaram mais uma vez saindo com as imagens arranhadas, pois “Os delatores Alberto Yousseff e o Paulo Roberto Costa, adotaram uma especie de Padrão Globo de jornalismo, ao falarem de situações hipoteticas e achismos, onde disseram que achavam que o presidente Lula e a presidente Dilma, sabiam do esquema de corrupção na Petrobras”; sem apresentarem provas como a revista Veja também não apresentou até agora, afinal ninguém acreditaria que “se a Veja tivesse falado a verdade, ela não teria conseguido a gravação do depoimento do delator que teria afirmado, segundo ela, o envolvimento da Dilma noesquema; pois afinal o juiz Sergio Moro, só não deixa vazar os depoimentos que comprometem o PSDB. No entanto, o que parecia flores para os peessedebistas, começou a virar deserto, “quando o Yousseff desmentiu o Paulo Roberto Costa, e disse que nunca tinha determinado pagamento ao ex. ministro Palocci, e muito menos tido pago pessoalmente, pois simplesmente não conhece e nunca falou com o ex.ministro Antonio Palacci do PT”. E pra piorar ainda mais para o Aecio e pro PSDB, o Yusseff dos achismos em relação a Dilma e ao PT, “Foi bem claro ao dizer que presenciou uma conversa onde falaram em pagar proprina para o senador Aecio Neves do PSDB, referente as obras de FURNAS”. -Assim sendo, fica cada vez mais claro de que além de “Mais motivos para se pedir o impeachment do Alckmin do PSDB; começa a aparecer também mais motivos para se cassar o Aecio Neves do PSDB do que para se cassar a Dilma do PT”.””” -O que é mais comprometedor: O Youssef dizer que acha que a Dilma sabia da corrupção na Petrobras ou o mesmo Youssef Afirmar que presenciou uma conversa onde falaram em pagamento de propina ao Aecio Neves?””” -O senhor ministro Gilmar Mendes, poderia sair sem mais essa passagem desagradavel aos olhos dos brasileiros, visto que até o Padrão globo de jornalismo,de forma muito discreta, mostrou esse fato do depoimento do Youssef.

  5. Por não ter crachá nenhum de qualquer partido e muito menos ser “apadrinhado” de qualquer político, minha isenção possibilita ir de encontro ao seu post. Esse seu belo comentário vai “levantar” a torcida dos carcaças de frango, que por aqui passam kkkkkkkkk….só não entendi porque em comentários meus, anteriores a esse post, não passou pelo crivo, deveria eu fazer como o Lula, falar de receitas?

  6. Mestre, em tempo que explicitar é preciso, apenas noticiar é impreciso, faltou escancarar que isso é tri-ilegal, pois a justiça não pode selecionar adversário e mobilizar forças institucionais, por principio republicanas e consequentemente isentas, para escarafunchar e provar culpada a vítima selecionada, para atender objetivos escusos e não republicanos, o juiz não pode falar fora dos autos e o pior, o juiz não pode praticar política partidária escancarada, mais culposa ainda, sabendo-se das origens do dito “supremo juiz”, também “famoso” por dois HC expressos concedidos, para livrar manjado banqueiro do xilindró, ao ser pego com a mão na botija do ilícito, em mais que explícito flagrante, além de ator principal, coadjuvado pelo Catão Demóstenes Torres e com a colaboração essencial do então presidente Lula, no fantástico pastelão “Grampo sem Áudio”. Faltou fundamentalmente ainda, comentar sobre a barbárie que estão a perpetrar contra a história da imprensa no Brasil, através do “atenstado islâmico” praticado pela mídia monopólio, ao limar de forma sincronizada, sob a batuta do millenium, tal qual o “jornalismo” da Coréia do Norte, que com propriedade tanto esculacham, a denúncia sobre as andanças e lambanças “cívicas” praticadas pelos Neves em “território” de Furnas, ontem repisada, ao vivo, na CPI da Petrobrás pelo doleiro bandido e delator premiado, Youssef, que revelou-se também porta-voz da operação Vaza Jato (acredite se quiser!). Mestre, não trata-se de mais uma vergonha ao que resta de legítimo e honesto à classe a qual pertence e em pouca companhia honra, mas de inaceitável atentado maior a democracia, ao negarem ao cidadão brasileiro de forma quase absoluta (resta a internet), pelo monopólio, o acesso a informação e à realidade que lhe afeta a vida. Simplesmente abominável, como o homem dos Neves, o ponto a que chegaram, nessa loucura fora de época, a Casa Grande e sua trupe do atraso, como meio de vida e garantias hereditárias. Do jeito que a suruba do atraso avança, daqui a pouco só nos restará o Papa, com seu exorcista mais tarimbado em sacanagens patrimonialistas anacrônicas, para despacharmos à cripta da história, os extemporâneos demônios do atraso, ainda aboletados no cangote do Brasil, desde que Cabral por aqui deitou âncoras em porto seguro a maus costumes.

  7. Essa é um visão bastante simplista e partidária. Essencialmente, o que existe hoje na sociedade é: 7 de cada 10 brasileiros são oposição à Dilma. As humilhantes tentativas dela de se aproximar de FHC e de fazer tudo p/ segurar o Temer na articulação política demonstram que esse Governo não tem base legislativa: a oposição, no Congresso e na sociedade, são todos exceto figuras insignes feito o notório Sibá.

  8. O que mais impressionam é a frouxidão dos demais ministros do STF, que mais parecem vassalos de Gilmar Mendes. Quanto à possível (ainda que improvável) cassação de Dilma na esfera jurídica, é bom lembrar que, em caso de vitória dos tucanos, em especial de Aécio, os menos favorecidos estarão na oposição. Lugar que, como se sabe, é muito mais fácil fazer barulho. E, convenhamos, isso os partidos de esquerda liderados por Lula sabem muito bem como fazer. Ainda mais que, se ocorrer a eleição de Aécio nas urnas, a população poderá ter depositado muita esperança no mineiro, que certamente não conseguirá cumprir o prometido com tanta ênfase. Vejo um horizonte sombrio, portanto.

  9. Quer dizer que no Brasil não existe TR’S,STJ,TSE, STF, nada disso conta,além figura sinistra de Gilmar Mendes,Dantas para Noblat,o mesmo jornalista que recomendou a Presidenta Dilma se suicidar,e esqueceu-se de olhar dentro de casa.Ninguem,uma única autoridade desse País faz absolutamente nada,contra esse energúmeno.Assim como você meu caro Ricardo,estou cansado,paro por aqui.

  10. O duro será ver ela julgada e se for culpada, sofrer uma condenação. Agora, a maioria dos Ministros foram por ‘sorte ou azar’, nomeados na administração do PT.
    Só falta ela ser impedida de continuar na Presidência e os petistas saírem com essa: “Viram? nós somos Republicanos,mesmo com o STF a nossa favor, somos contra a corrupção. Nunca nesse País, nos últimos quinhentos anos….e blá, blá blá….
    Sou capaz de até virar petista!!!

  11. O desabafo de um empresário brasileiro…

    Quer me chamar de coxinha, paneleiro, elite branca, bebedor de Black Label (parabéns pra esse último! Sensacional!)…
    Ok. Acho até divertido…
    Mas faz um favor para o seu país antes!
    Emprega alguém!!!
    Na CLT! Paga tudo direitinho!
    Pega TODA a sua grana e coloca na sua ideia…No seu negócio.
    Pega um financiamento, com a MAIOR TAXA DE JUROS do mundo, e arrisca seu pescoço na sua iniciativa…
    Aluga um escritório ou uma loja! Compra um estoque! Corra o risco de verdade!
    Se o governo tirar o incentivo para o consumo, não desanima…
    Pega outro empréstimo, com a MAIOR TAXA DE JUROS que o mundo moderno já viu!
    Paga os juros do primeiro empréstimo com outro empréstimo!
    E vai com fé na sua ideia!
    Paga o décimo terceiro e as férias do teu funcionário!
    Sem vender m.e.r.d.a. nenhuma em Dezembro… Janeiro… Fevereiro…
    Nem no mais lindo Carnaval do mundo, quando todo mundo para de trabalhar…
    Ou na Copa das Copas que te deu 12 dias úteis num mês corrente…
    Paga mais para os teus fornecedores, já que os seus CUSTOS também AUMENTAM devido à ENERGIA, ÀGUA, DOLAR…
    Mas, diminui o seu preço, pra tentar ser competitivo numa economia recessiva…
    Então, tenta fazer com que uma estrutura enxuta seja perene. Acaba com sua eficiência!
    Vai ser difícil, já que o seu cliente está quebrado e não pode te pagar mais…
    E corre o risco de quebrar de vez, perdendo todo capital que você investiu…

    FEZ TUDO ISSO??? ENTÃO BELEZA!!!
    Me chama do que quiser… Você é um herói e não me interessa qual partido apoia!
    Tem o meu respeito!!!

    NÃO FEZ NADA DISSO???
    É político de carreira?
    Está encostado em alguma bolsa?
    Mama na t.e.t.a do governo?
    É vagabundo?
    … E pensa que pode falar sobre patrão e empregado, classes sociais, oportunidades e exploração da cadeia produtiva…
    Desculpa, mas…
    “CALA A SUA BOCA!!!”

    Este foi o desabafo do empresário paulistano, Alberto Saraiva, dono da cadeia de restaurantes “Habibs”.

    1. Gosto muito das esfirras do Habbi,e respeito o senhor Alberto Saraiva, mas ha varios pontos equivocados nesse comentario atribuido a ele. Primeiro que uma pessoa como ele, não pode ser considerada um coxinha, e sim um trabalhador. O PT é o “partido dos trabalhadores” e não o partido dos operarios; pois foi fundado por operarios, jornalistas, padres, advogados,engenheiros, economistas, medicos e microempresarios. “Pessoas que acordam cedo trabalham o dia inteiro e muitas vezes dormem tarde, são trabalhadores, independente se são donos ou funcionarios de empresas. A crise é mundial, essas Tarifas apresentadas são de responsabilidade dos governos Federal, estadual e municipal; e a portabilidade faz parte do jogo dos bancos; os mesmos bancos privados que “Receberam de presente o PROER”, o bolsa banqueiro que o FHC do PSDB criou tirando dinheiro dos cofres publicos que nunca mais voltaram; cujo nada tem a ver com o Bolsa Familia um programa de “inclusão Social”, onde as pessoas de maneira decente e honesta, “abrem mão depois que se estabilizam”. -A parte do fazer estoque, isso quase não se usa mais, até porque trigo materia prima das esfirras é produto perecivel. Reclamar é legitimo, é sinal de cultura e maturidade politica; e isso não foi deixado de lado pelos manifestantes a favor da Democracia, que se colocaram contra o golpe, mas sem deixar de fazer cobranças a Dilma. Jogar tudo de ruim, e ainda tarifas municipais e estaduais, na conta da presidente Dilma, sabendo das dificuldades que se tem para fazer ajustes, como aconteceu nesse embate entre o governo Dilma e o congresso, não é certo. Se assemelha a atitude preconceituosa da revolução dos ignorantes, que cobram dos governos do PT, pregando até metodos nazistas; e ao mesmo tempo fazem vistas grossas para os desmandos historicos e os atuais dos governos pessedebistas. O senhor Alberto Saraiva é um Lider, que sabe das dificuldades e do comprometimento em se montar um negocio; e não um LIDE, que vive de aparições em colunas sociais; sem compromisso com empresas ou país. Por isso o senhor Alberto Saraiva, precisa entender que ele também faz parte dos que precisam ter responsabilidade de formar politicos mais decentes; pois ninguém é ignorante por apoiar o PT e culto por apoiar o PSDB; visto que cultura de fato, é cobrar de todos os governos: Boa administração e combate a corrupção. Agua e Luz: O que é pior? Pagar luz mais cara mais pelo menos te-la como garantiu a Dilma; ou pagar agua mais cara sem tê-la, como não garantiu o Alckmin?

  12. Confesso que li o texto contrariado,pensando em como escrever algo para tentar anular (que pretenção a minha!) as idéias do Kotscho,mas depois de ler que o TSE determinou a retirada da página da rádio CBN na Internet, e das páginas de todas as suas afiliadas, do comentário do colunista Arnaldo Jabor feito no último dia 10 de outubro,bato palmas efusivas ao nobre jornalista que conseguiu antever o quão pernóstico é esse Tribunal.Onde já se viu, a censura acabou neste país há muito,solidariedade ao Jabor e à imprensa livre,não é mesmo Kotscho?

  13. Caro Kotscho. Só discordo de você num ponto!! Não se saber para onde vai o PMDB. O PMDB vai, como de costume, para o Governo não importando de que maneira seja. Apoiando o PT, o PSDB ou o PGN do Jose Simão! Ou qualquer outro partido que venha a existir!!

  14. Kotscho, Quero dizer, quando deixo aqui algum comentários, faço com respeito a você e a quem pensa diferente. Também,devo dizer que na juventude já fui militante de esquerda, e como simples militante, eu e os demais sabíamos que o objetivo dos movimentos, a,b ou c, era para construir uma ditadura do chamado “proletariado” Ou não?

    Existe uma decepção no meio petista por não ter conseguido implantar um regime bolivariana no Brasil, mas , ainda existe no PT, muita gente comprometida com a democracia. Não é mesmo?

    Portanto, por que tanta ira e tanta visibilidade para as decisões do Gilmar Mendes, que está no exercício de suas prerrogativas?

    Outrossim, Kotscho, eu não me lembro de uma linha sequer,no seu blog, condenando nada, quando o Ricardo Lewandovisck e o Dias Tofóllis, atuavam praticamente com defensores dos réus do “MENSALÃO”. José Dirceu e Cia.

    Todavia, Kotscho, o que queremos, não só eu, mais a grande maioria deste País, é a volta da decência, da verdade, da honradez no Brasil e não a mentira, o cinismo e a desfaçatez. Concorda comigo?

    Contudo, digo, que este seu artigo só tem base ideológica, pois tudo que os partidos de oposição solicitaram do TSE e que o Ministro Gilmar, junto com a maioria vai sentenciar, constam na legalidade constitucional. Ou Não?

    O mais, Kotscho, é uma questão de não querer ver a realidade. Ou então me diga, quem foi mais esquerdista do que Fernando Gabeira, neste País? Como ex-petista, discorda frontalmente do que defendia na DITADURA MILITAR, leia os seus artigos no Globo e repercutidos em vários jornais e blogs

  15. Bom, RK… Talvez o TSE esteja deixando de ser apenas o “guarda livro” dos partidos. Pode ser que esteja indo um pouco além de conferir as colunas de mais e menos do dinheiro gasto nas campanhas eleitorais, e tenha decidido observar também a origem da grana na coluna do mais. Você, como jornalista, esclarecido, não vê nada de estranho no fato de uma pobre doméstica, remunerada a 2 mil por mês, ter recebido da campanha petista 1,6 milhões? Foras as gráficas e empresas de comunicação que receberam dezenas de milhões funcionando em garagem ou micro salas comerciais. Nesse mantra do Edinho Silva que todo dinheiro que entrou na campanha da Dilma é lícito, só ele acredita. Quanto a parcialidade do Gilmar, melhor isso do que nada para se contrapor ao aparelhamento feito pelo PT nos tribunais.

  16. O governo Dilma é política e economicamente péssimo. Consegue deixar espaço para gente da desqualidade de Aércio, Caiado, Paulinho, Cunha, Renan… Fragilizado, solta a pérola de que vai propor a volta da CPMF. É inacreditável. Por que faz isso? Porque tem uma equipe pífia e incompetente. Politicamente insensível à sociedade. Vai cortar ministérios? Tem que cortar ministros e acabar com esses tais cargos de confiança, mas onde iria empregar os correligionários? Os servidores querem reajustes salariais porque incharam o Estado e mandam a conta pra nós contribuintes. Bizarro: sai Dilma e fica Temer: PMDB de sempre, repeteco de Sarney em 1985.

    1. Sr. Dalvo, eu sou a favor da CPMF pois é o imposto que pega todo mundo, até os sonegadores. Mas, por favor, não deixem as empresas da mídia fora da cobrança como fez FHC, visto que todos se lembram porque ele concedeu essa regalia a essas empresas. A Globo exigiu e foi atendida por FHC, mas todos sabem o motivo.

  17. É isso Kotscho, alguém tem que barrar o Bolivarianismo, por isso aumentaram para 75 anos para os ministros do supremo se aposentarem. Temos medo do aparelhamento petista. PT nunca mais, passei a vida todo votando no partido que se dizia o guardião da ética e da lisura.

  18. Nada contra investigar contas de campanha, isso é obrigação do TSE, o que salta aos olhos é a seletividade, se rejeitadas as contas de Dilma, e num cenario hipotetico Aécio, segundo colocado (sonho dele) assume, Gilmar seria obrigado a investigar as contas do PSDB, ……Aécio cai no dia seguinte.

    1. Ah ta! A triste decadência petista chega ao fundo do poço. Quando estava na oposição: “Somos diferentes a tudo que aí existe, pois somos o partido da ética, da moral, da cidadania”.
      Hoje no governo: “Somos o partido da corrupção, mas quem não é?”
      “Somos o partido da propina, mas todos recebem propinas também”…. A pouco tempo (pouquíssimo mesmo), “estamos numa crise, mas os Yanques estão falidos, e nó agora temos parceria é com o Dragão Chinês, que vai investir em aeroportos, ferrovias, emprestar dinheiro para tirar a Petrobrás da crise”. Hoje, com a economia americana revisando seu crescimento de 2,5 para 3,7%, e a chinesa começando a cansar, eis a pérola… “Tá tudo em crise… tá tudo em crise”!
      NÃO ESTÁ. “caras pálidas”! Quem está na crise é o Brasil com esse governo corrupto, incompetente e desagregador. Hoje, até nas famílias se criaram divisões. Os petistas estão sempre do outro lado… São defensores do ensino gay nas escolas.. defensores da impunidade para assassinos, estupradores, latrocinas maiores de 16 anos…Defensores que um pai não pode dá um puxão de orelhas nos filhos… Enfim, esse partido não é só uma calamidade na economia, é sim também um retrocesso social, que busca criar divisões até que se gere uma guerra entre brasileiros de “verde e amarelos e brasileiros de vermelho”! Por tudo isso é que 70% reprovam esse mal à nação brasileira, que nem é a Dilma, e sim o “petismo”.
      Por exemplo, como é penosa a situação da Venezuela, onde o povo está traficando comida, “caras pálidas” para sobreviverem. E quando a Dilma, Presidente do País mais rico da América do Sul condenou isso? Nunca! Pois é também o objetivo deles, rigorosamente. E ainda vem com o famigerado papo de “todos são ladrões”… E se a justiça apear a Dilma, isso é Golpe! Golpe é querer transformar o Brasil num País dividido entre “nós contra eles”, esse sim é o verdadeiro golpe!

  19. Qual a novidade comportamental da atitude ministerial? O ministro bancado faz o que sempre fez, desde os tempos em que cuidava do contencioso da Era FHC. O que se deveria estranhar, sim, e muito, foi o comportamento de Dias Tofoli, que abriu mão do papel que lhe incumbiria. Há notícia farta na imprensa a respeito. O fato concreto é que o Ministério Público e a Polícia Federal, a partir de agora, não podem deixar de atuar, porque receberam a ordem judicial para responder, com base em conjunto probatório, aos questionamentos específicos do TSE. Não é pouca coisa, nem de somenos importância. Um complicador e tanto!

  20. Seu texto vem a calhar prezado Ricardo. A sorte é que a ministra Luciana Lóssio em boa hora, pediu vistas no processo. Mas a coisa está feia, até no âmbito da magistratura. Noutros então, nem se fale. De nada adianta os senhores Luiz Carlos Trabuco (do Bradesco), Benjamin Steinbruch, da CSN, Cledorvino Belinii, da Fiat, Joesley Batista, do grupo JBS. Edson Bueno, da Dasa, Josué Gomes da Silva, da Coteminas, Rubens Ometto. jantarem “de graça” com Dilma no Palácio sustentado pelo contribuinte brasileiro. De nada adianta, Roberto Setúbal, do Itaú, Abílio Diniz da BRF, fazerem coro à afirmação de que o Brasil sofre hoje o rescaldo da crise externa, especialmente o da China. É ridículo para dizer o mínimo, a afirmação da presidente Dilma de que foi apanhada de surpresa. Ela não é formada em Economia? Ela não sabe analisar os números que a cada mês do ano anterior (2014) vinham piorando? Na campanha daquele ano, ainda em agosto, seus competentes assessores já estavam assimilando e alertando-a quanto as dificuldades detectadas no horizonte. Teimosa, continuava a mentir e afirmando que “faria o diabo” para ser reeleita. Hoje, a maioria dos brasileiros constatam que na verdade ela foi protagonista de um estelionato eleitoral. Seu descrédito abriga todos os níveis da sociedade brasileira. Basta notar o crescente pedido de seu impeachement previsto na Constituição.

  21. Nota-se que o ministro está correto, mas dificil o julgamento no congresso e nos tribunais superiores, com advocacia de ministros indicados pelo PT, como é explícito a posreccioaçção do Tóffuli.

  22. Quando que Dilma vai demitir o boquirroto zé cardoso ( tucano até no nome ) e o modorrento Mercadante ( mais vaidoso que as mulheres ricas )….a vá..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *