Quem já perdeu e quem tem medo de perder o emprego

Quem já perdeu e quem tem medo de perder o emprego

A cada dia se multiplicam assustadoramente nas ruas as placas de “vende-se”, “aluga-se”, “passa-se o ponto”. Ao lado delas, enfileiram-se imóveis que simplesmente baixaram as portas, fazendo a festa dos vândalos pichadores, única atividade que não para de crescer. Nos comércios que ainda estão abertos, anunciam-se descontos de 70, 80 ou até 90%. Parece que o país todo está em liquidação.

À medida em que as portas se fecham, mais trabalhadores são colocados na rua, sem esperanças de encontrar outro emprego tão cedo. Em consequência, mais gente vai sendo demitida nas indústrias, que diminuem a produção, até chegar às padarias da esquina, com menos fregueses e, portanto, empregados. É uma bola de neve que vai crescendo morro abaixo, em todas as regiões e atividades econômicas do país, com exceção da agricultura.

A dimensão desta tragédia que assola desde o início do ano o mundo do trabalho foi dada nesta terça-feira, com a divulgação da nova Pesquisa Nacional da Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua pelo IBGE.

A taxa de desemprego chegou a 8,3% no segundo trimestre, a maior da série histórica da pesquisa, o que elevou o contingente total da população desocupada a 8,3 milhões de trabalhadores. Por trás destes números, convivem em cada casa brasileira o drama de quem já perdeu o emprego e o medo dos que ainda estão trabalhando, mas não sabem até quando.

Na comparação com o mesmo período de 2014, o aumento do desemprego foi de 23,5%. Em relação a julho desse ano, subiu 5,3% _ neste período, segundo o Ministério do Trabalho, foram fechados 158 mil postos de trabalho formal.  Em São Paulo, o desemprego ficou acima da média nacional, chegando a 9%. As maiores taxas de desemprego são registradas entre jovens e mulheres.

Ao admitir pela primeira vez, em conversa com jornalistas na segunda-feira, que subestimou a gravidade da crise econômica, a presidente Dilma Rousseff falou dos dois maiores problemas enfrentados pelo governo neste momento: “Nos preocupamos imensamente com duas coisas. Primeiro, é a queda no emprego. Segundo, é a inflação”.

A inflação começou a ceder em agosto, como mostra a pesquisa IPC-S (Índice de Preços ao Consumidor _ Semanal ) da Fundação Getúlio Vargas, também divulgada hoje, que registrou uma queda de 0,36% para 0,27% entre a segunda e a terceira semanas desse mês, mas o desemprego não para de crescer.

Evitar o fechamento de novos postos de trabalho, portanto, deveria ser o principal desafio a ser enfrentado não só pelo governo, mas por toda a sociedade brasileira, incluindo a oposição, uma vez que, com a diminuição da demanda e a queda do consumo provocadas pelo crescimento do desemprego, a inflação deve naturalmente cair. Deveria ser o tema central de todas as discussões políticas em Brasília e das propostas para fazer a economia voltar a crescer, mas não é isso que acontece.

Diante de tantos problemas e da luta pela sobrevivência a qualquer preço, acaba-se perdendo o foco do que é mais importante. E não há nada mais importante na vida do que ter trabalho para poder sustentar a família.

Vida que segue.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

60 thoughts on “Quem já perdeu e quem tem medo de perder o emprego

  1. RK, é assustador e não há um horizonte positivo que nos conforte neste momento. Pelo andar da carruagem o desemprego deve aumentar, podendo chegar a 2 dígitos.

    Para se pensar: #1 O Brasil não cabe mais dentro do estado, não cabe mais dentro do PIB; #2 Não seria hora de pensar uma nova constituição, para rever o papel do estado, sua participação na economia, etc. #3 A forma de governos, presidencialista ou parlamentarista? o papel dos 3 poderes?

    Só sei de uma coisa, do jeito que esta não da mais para suportar. O que ganho o governos (3 esferas) ficam com 1/3, mesmo assim tenho que terceirizar, educação, saúde, segurança, etc.

  2. RK, me esqueci. Sou micro empresário, não perdi o emprego por seu eu o dono, mas já não tenho mais clientes que suportam meus gastos mensais. Tenho vários amigos que já perderam o emprego ou estão pessimista em perder no curto prazo. Felizmente ou infelizmente os únicos que estão garantidos e protegidos pelo emprego publico.

    1. Tentamos avisar, que o que parecia progresso era enganação. O que parecia ser medidas para defesa dos mais pobres, era na verdade defesa dos banqueiros e empreiteiros, para em coluio se manterem no poder e dividindo a maior parte dos lucros (relatório do TCU deu conta, que a UTC venceu licitações na Petrobrás, com preço 795% maior que o auditado) . Tentamos também avisar, que o melhor a fazer quando um político faz “caca” é trocá-lo. Se 49% teve consciência e tentou trocar, 51% preferiu este caminho. O pior que todos colherão os frutos da colheita, esta sim, verdadeiramente maldita, que é o petismo no poder.
      Hoje a turma dos 49% até dizem, que a culpa não é nossa, que de fato não é, pois tentamos mudar o rumo do País, mas esses 49% pagam também pela ação/omissão dos outros 51%. Sei que no contingente dos 51%, muitos estão se sentindo enganados, traídos, etc. Eu pergunto, traídos por quem “caras pálidas”? A Dilma, o Lula e o Petismo não mudou de janeiro para cá, apenas a conta da corrupção e das políticas “pão e circo” chegou! Vocês do 51%, quer sejam metalúrgicos, cozinheiros, motoristas, trabalhadores de terceirizadas da Petrobrás, etc, e tantos outros que já perderam o emprego, se sentem com caras de palhaço? Pois é…Talvez seja até mais confortante para vocês, pois ao menos foi pelas próprias e livres escolhas que fizeram. E nós da turma dos 49%? Que tentamos te mostrar que o rumo do petismo estava levando o País para o abismo e vocês preferiram acreditar ou defender as mentiras do PT?
      Com a palavra os Ministros do TCU, e a Câmara dos Deputados!
      Deixar este desgoverno aí, viraremos uma Venezuela, com inflação de 200%, e acreditem, traficante de drogas mudando de profissão para traficar comida, que está dando mais lucro, segundo reportagem da BBC. E aí, “caras pálidas”, estão amando do (des)governo Dilma?

  3. Os ”mágicos”economistas levaram o país a esse buraco recessivo:os ditos desenvolvimentistas assentados no governo e no partido.
    E Dilmalienada não acordou ainda do sonho do país maravilha vendido por João Santana.

  4. O texto esta quase perfeito, só acrescentaria …..a governAnta fez um governo pautado na reeleição, subsidiou energia, combustível e crédito fácil..claro que a conta não iria bater em 2015, estamos pagando muito caro pela ganância e incompetência.
    Agora uma pergunta que fica no ar…….O que Lula faria sendo oposição hoje?, estaria ele disposto a contribuir com esses malfeitos?..

  5. No Brasil é proibido trabalhar ! Diminuir a carga tributária… nem pensar !!!! Se a arrecadação diminuí… simples…o governo ou cria novos tributos ou aumenta a porcentagem dos já existentes! E vamos importando da China! A população chinesa agradece!

    1. Com todos os custos de importação, saí mais barato comprar da China em vez de fabricar no Brasil aonde os impostos são exorbitantes, processo trabalhistas intermináveis e furtos constantes sem precedentes na história do Brasil com argumentos do governo Petista de que devemos nivelar a injustiça social dando dos trabalhadores dinheiro para os que NÃO querem trabalhar e manter os bandidos na rua, assim dá emprego para todos na cadeia (im)produtiva da justiça brasileira (se não tiver bandido, não precisaria de policial, advogado, juiz, delegado, etc). Assim caminha o Brasil rumo a falência ao sistema perverso da do Socialismo aonde tudo pára, pois tira do empreendedor a vontade de trabalhar e espanta os investidores nacionais e internacionais, veja exemplo da Venezuela.

  6. Se você liga a TV ou compra um jornal, e lá você vê a noticia, que “não corresponde a verdade”, do tipo, que: “O Brasil está em crise; A hiperinflação está voltando; roubaram mais de 88 Bilhões da Petrobras e etc;” você trocaria de carro, faria uma viagem ou você “deixaria suas economias no banco, à espera da chegada desses dias piores tão decantados pela grande midia?” – Claro que os mais concientes ou simplesmente os mais acostumados a lidar com dinheiro, deixariam o dinheiro no banco. E assim, o terrorismo criado pela midia, acaba atingindo “””o consumo”””. E aí: “”””Sem consumo, não ha comercio; sem comercio, não ha produção: sem produção na ha emprego; e sem emprego começa a se instalar uma crise””””. No entanto, ao que parece, “””A falta de credibilidade prejudicou muito mais a grande midia, do que a crise no Brasil, afetou o governo Dilma”””; e assim, devido a falta de audiencia, pela falta de credibilidade, “”a grande midia ja começa a falar a verdade, mostrando que a crise é uma crise mundial””. -Mas será que a grande midia brasileira tem condições de provocar crise no mundo? -Não, mas tem capacidade de provocar a crise aqui, e assim as milhares de empresas importadoras, “mais ligadas diretamente ao mercado mundial”, acabam importando menos, porque o consumidor ao acreditar no que diz a grande midia, acaba não consumido o seu Bacalhau, o seu presunto de barranco, o seu vinho verde, o seu carro importado, e etc; e assim essas empresas brasileiras de importação, também acabam não comprando porque não têm pra quem vender; e desta forma acaba demitindo também. -Mas meu caro kotscho, não se preocupe, pois o pior ja passou. “””A falta de credibilidade da grande midia, está fazendo com que ela perca a cada dia mais poder de inventar crises e jogar contra o Brasil”””. -O desemprego no Brasil, subiu, e isso foi puxado pelo desemprego em São Paulo governado pelo Alckmin do PSDB do Aecio Neves, onde enquanto a média nacional de desemprego é de 7,5%, aqui em Sâo Paulo o desemprego é de 13,5%. E grande parte desse desemprego em São Paulo, se deve ao fato de “faltar profissionais qualificados para ocuparem as vagas disponíveis”, pois enquanto o governo Dilma, faz programas de qualificação profissional, como o PRONATEC, o governo Alckmin “destrói o ensino publico paulista”, produzindo com a aprovação automatica, uma fabrica de ignorantes que sequer sabem preencher um curriculum, quanto mais pessoas capazes de ocuparem um cargo especializado. – A Dilma, ja venceu o Aecio Neves por duas vezes; venceu a revolução dos ignorantes que reduziu-se a 1/3 do que era em março; venceu o PSDB que não conseguiu qualquer argumento que pudesse abrir um processo de cassação da presidente; Venceu o Eduardo Cunha, que não conseguiu atrapalhar nenhuma votação do ajuste economico; e agora começa a vencer a grande midia, que por falta de audiencia, gerada pela falta de credibilidade que criou pra si, quando inventou noticias que nunca se confirmaram; ja está fazendo um jornalismo mais honesto, falando por exemplo que “Ha uma crise mundial”. Vale lembrar que os indices de inflação mensais, que servem apenas para curiosidade, pois o que define inflação é a media da inflação anual; ja começou a cair, o que deve deixar o ano de 2015 com uma inflação entre 6 e 9%; que é muito abaixo da hiperinflação que a midia tinha anunciado que seria ja no ano passado. Uma inflação de 2015, é muito abaixo da inflação de 12% da epoca do FHC do PSDB, quando o desemprego era de 17% e o Salario minimo era menos de 70 dollares (245 reais), muito abaixo dos 780 reais de hoje, e com muito menos poder de compra, visto que naquela epoca o salario minimo se comprava no maximo 1 cesta basica e hoje dá pra se comprar quase 3. -Com a volta do consumo, naturalmente os empregos voltarão. A midia não precisa jogar a favor da presidente Dilma, e pode até jogar contra; Mas o que não se pode mais admitir é uma midia desonesta, que trapaceie apresentando situações que não existe e não existirá.

    1. Numa dessa você se acorda e percebe que o problema não estava no “plim-plim’, e sim na sanha do seu partido por mais “pixulecos”. Tenta puxar o cobertor para voltar ao sono profundo, mas é atrapalhado por alguém de sua família dizendo..”Olha, o “Aroldo”, seu primo foi mandado embora da Mercedes…Ah.. a “Cinthia”, esposa dele também foi dispensada daquele supermercado…

    2. É isso aí, Gesiel! Agora que a mídia percebeu que está sendo vítima da “guerra” da desinformação que ela pregou, começou a mudar seu discurso. Agora ela começa a divulgar que existe sim uma crise mundial, tal qual Dilma falava desde o ano passado, crise essa que cedo ou tarde atingiria o Brasil. É o que estamos vendo agora. Portanto, não adianta ficarem culpando Dilma pelo que está acontecendo. E vamos insistir sim no aumento dos impostos, a começar pela tributação dos jatinhos e iates dos afortunados, visto que desses bens não são cobrados nenhum imposto anual como ocorre com os carros e motos. Pra cima deles, Dilma!

      1. Helena você tem tudo pra substituir a governAnta, taxar impostos em meia dúzia que tem iate e aviaozinho..,.vai salvar nosso pais …..genial

    3. Sua professora é a maluca da Marilena Chauí ou a economista Dilma, que não viu a crise chegar??? Vai comer pão com mortadela e receber suas 30 moedas lá na CUT ou no MST…

    4. Sr. ou sra. Meia Verdade, taxar jatinhos e iates, tenho certeza, não vai “salvar” o país, como vc diz mas é uma medida nada mais justa, pois um carro popular hoje chega a pagar mais de R$ 1.000,00 de IPVA, enquanto que um iate de luxo que vale mais de R$ 1 milhão de reais não paga nenhum imposto anual. É muita diferença de tratamento vc não acha?

    5. Helena, talvez você não saiba que o IPVA tem como objetivo manter as vias minimamente transitáveis. Seria (de fato não é ), mas digamos, para consertar as estradas e vias em geral, e construir novas. Criar um “IPVA” para os Iates, o governo justificaria investindo nas “estradas no mar”?

    6. Sr. Gilvan, não estou falando de cobrar IPVA de um iate mas só mencionei a título de comparação que de um carro é cobrado um imposto anual, o IPVA, mas de um iate não se cobra nenhum imposto anual. Defendo que se cobre desses itens um imposto semelhante ao IPVA. Essa cobrança de impostos sobre iates e jatinhos já é defendida pelo senador Lindberg Farias. Nada mais justo, pois acho uma injustiça cobrar IPVA de um fusquinha/1996 (baseado na tabela de isenção de pagamento de IPVA de SP onde só carros com 20 de fabricação é que não pagam IPVA) e os ricos não pagarem nenhum imposto sobre o seu iate que vale mais de R$ 1 milhão de reais.

  7. Nós brasileiros, perdemos o rumo realmente, ao colocarmos no comando do pais, sindicalistas, que me perdoem se tem algum lendo, mas este tipo de cidadão não é chegado ao trabalho, e deviam ter no maximo,o direito de arrumar aquela gritaria, de vez em quando, pois na direçào de em pais precisamos de pessoas mais serias, trabalhadoras, comprometidas com o bem estar de todos, e não apenas de um seguimento ou pessoal.

  8. A governAnta nos brinda com seus discursos, o último é que não sabia da gravidade da situação e que a economia no mundo é que nos levou a isso, para mim fica claro a ignorância dela, para não dizer “estelionatária de votos”.
    A governAnta esta entre a cruz e a espada…..se achar que deve voltar a ser “benevolente” as agências de risco, no dia seguinte, baixam a nota do Brasil, se achar que tem que continuar com os ajustes, os empregos continuarão a aumentar…..que maravilha!!!!, o titanic da governAnta esta a pic.
    Mas pelo “sangramento” de empregos que temos e vai aumentar, com povo endividado, pelo menos uma boa notícia………….por muito tempo eles esquecerão do PT…..que maravilha!!!

  9. Caro RK e balaieros. Eu como pequeno empresário, só tenho más notícias a dar. Nosso país parece sempre virado de ponta cabeça. As ajudas só chegam aos amigos da corte, ou setores onde rolam pixulecos para nossos governantes. Os pequenos que se danem! 70% dos empregos deste país vem das micro e pequenas empresas. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Mas o governos insiste em pisar no nosso pescoço, quando já estamos literalmente arriados. Estão falando em aumento dos impostos. Qualquer nação em crise abaixa os juros, mas aqui… fazem o contrário. Meu desânimo com este país chegou ao limite. Ou troca-se este modelo de desenvolvimento ou vou levar minha energia empreendedora para outra nação. Nem precisam me dizer as frases típicas, como “já vai tarde”, “traídor da pátria”, “vai achando que é fácil”… cada um que siga seu destino.

  10. Enquanto desinformados uivam o final dos tempos no Brasil, no Balaio, sem saberem sequer o introito da missa da realidade econômica que não passa pelo JN destinado a eles, expondo-se continuadamente hilários pela ignorância voluntária, já que continuada, resta-nos anunciar a boa nova. Volta, Mantega! Bastou a China espirrar e consequentemente no EUA as bolsas balançarem, para Mestre balaieiro, Steinbruch e mais um VLT de famosos observadores, analistas e pensadores, do Brasil, lembrarem que a crise econômica mundial persiste e recrudesce, e descobrirem o teu real valor e o efetivo significado do ativo das políticas anticíclicas empregadas, hoje tão esculachadas apenas pelo passivo: seis anos e meio, juntos e misturados, no meio do olho do furacão da crise econômica mundial, gerada pelo mercado financeiro americano em 2008, sem que o povo brasileiro, em especial os mais desprotegidos, pela primeira vez na história do capitalismo globalizado, tenha pago primeiro a conta, com a perda do emprego e desajuste à família (Quanto vale isso?). Descobrem que temos ainda margem para poupar o povo de pagar, inutilmente ( gregos, italianos, irlandeses, portugueses, espanhóis, etc., que o digam), pelo recrudescimento da crise pelas “travessuras” do aprendiz dragão descabelado, olho puxado e com fogo nas ventas, que anunciam por aí. Basta aquela que imagina possível pensar e governar o Brasil tendo o “general Oliva” e o “pianista Zé Cardozo”, por estrategistas principais, investir na sabedoria e aplicar a política do Mantega. Volta Mantega, volta! Pelo menos para indicar a equipe econômica o caminho das pedras menores para o povo de carne, sonhos, osso e emoções. Prometemos um ato de desagravo por semana, em cada restaurante e outros locais, em que foste ofendido em companhia da esposa, invariavelmente por pares de casais coxinhas, travestidos de “Torquemadas de Uatizapi”, ligeiros, os mesmos que, quando flagrados em ilícitos, logo se esquivam, “não fui eu” e em seguida perguntam, quanto é? PS: Ia esquecendo, o primeiro desagravo será no Alvorada, com direito à entrada, “genuflexão no milho a trois”, e sorvete com calda de açúcar queimado, de sobremesa, e o último, na Casa dos Graças, o bunker econômico trucano, a estufa onde gesta-se há anos o “Partido Novo”, com direito a Armínio (o que dizia que a crise mundial terminara em 2009), pilotando o fogão, explicar por que a Gávea está a investir agora na área de recuperação de ativos?

    1. Volta Mantega, volta!!!!, rsrsrs no dia seguinte, as agências de risco darão a canetada que falta ao petismo…..volta Mantega, volta!!!……faltam só 3 anos e 4 anos, enquanto isso, nós coxinhas, vamos nos “deliciando” com 7.31% de juros a/a + IPCA……….volta Mantega volta, quero mais juros pra minha continha.

  11. E a presidenta, falando em javanês, diz que não sabia da gravidade da crise. Isso é uma brincadeira? Como o Lula, não sabe de nada. Seus correligionários apropriaram-se da Petrobras para fins de corrupção, ela era presidente do conselho da estatal, e também não sabia de nada. Essa mulher precisa ser afastada com urgência, ela e seus correligionários são a nuvem negra que nos tira a vista do horizonte.

  12. Uai?Cadê o país maravilhoso da campanha do João Santana?Tudo o que ele apresentou na campanha dizendo que aconteceria se o Aécio e a Marina fossem eleitos está acontecendo agora.Quanto a Dilma,auto crítica zero.Tudo

  13. Caro Kotscho, bastante oportuno o seu post de hoje. Eu destacaria o seguinte trecho: “À medida em que as portas se fecham, mais trabalhadores são colocados na rua, sem esperanças de encontrar outro emprego tão cedo.” Essa é a triste realidade humana que os números apenas sugerem. Para as famílias que conseguiram, graças ao emprego, matricular os filhos em uma escola privada para fugir da péssima qualidade do ensino público, ou que tiveram acesso a um plano de saúde (mesmo que eles deixem a desejar em termos de qualidade) para escapar do horror do SUS, o desemprego significa retroceder a parâmetros inferiores na escala da qualidade de vida. A própria presidente admitiu que a situação do país “não será maravilhosa” em 2016. “Não será maravilhosa” é eufemismo para mascarar o que está por vir, como sempre acontece com o discurso oficial, independentemente de quem sejam os mandatários da vez. O próximo ano, sem dúvida, será pior que este, porque a atividade econômica está desacelerando a partir de um patamar que já foi zero em 2014. O que vivemos hoje é a herança que a política econômica de Dilma e Mantega nos legou. E como se não bastasse, agora temos no radar o nebuloso cenário chinês. Ainda é cedo para saber em que medida as notícias que vêm da China afetarão o Brasil. O que temos de certo, no momento, é apenas a incerteza e a falta de perspectiva para quem está sendo afetado, de forma cruel, pelo desemprego, em consequência dessa crise toda.

    1. Já li discurso mais PiGuento que esse: “SUS é um horror, mesmo que o plano de saude particular deixe a desejar”, quer dizer, o que é publico, é “um horror” o que é particular, “deixa a desejar”, vai entender.

    2. Caro cesarT, não há necessidade de invocar a PIG a cada comentário do qual você discorda.. Que os serviços públicos de saúde e educação são péssimos não é novidade para ninguém. Tanto é assim, que todo político em campanha eleitoral promete dar um jeito neles. E tanto é assim, que todo usuário deles reclama. Já os serviços de saúde oferecidos pelos planos privados são irregulares: há bons, ótimos, ruins e péssimos. Por isso eu disse que deixam a desejar. Não foi por nenhuma inspiração ideológica nem “PIGuenta”, para usar a sua expressão.

  14. O desemprego é uma ótima notícia para um país que foi cúmplice do PT por 12 anos. Às vezes, a Justiça é feita neste mundo mesmo. E se preparem que as demissões apenas estão começando! Quero ver o PT dar conta de pagar o Bolsa Família, comprando votos, com as Finanças Públicas quebradas…
    Como se diz na rede: Chola Mais!

  15. Sr. Ricardo, vimos o maior estelionato eleitoral da história! O PT mentiu e enganou seus eleitores. O PT seria cômico se não fosse trágico. E apertem os cintos, pois a crise está só começando. Mas viva a mandioca, pessoal!! Eita…

  16. Sr.Kotsho.
    Está claro, agora, que os urubulinos,cachorros loucos e quetais outros, como eu, estávamos certos à época que o governo PT ”TORRAVA” as reservas cambiais e os investimentos que inundavam a economia quando. Dizíamos então que aquela orgia era insustentável. Alertávamos também que o comando do PT programou uma rota de colisão e que, dependendo da velocidade, muito cedo colidiríamos frontalmente com a realidade.
    Sempre torci contra o sucesso do PT. Torci e continuo torcendo, mas não por ódio ou por paixão política, Nada disso! Torço, e não me canso de dizer isso, por programas e não por pessoas e candidatos ,os quais podem eventualmente estar no partido ”A” ou ”B”. Torço contra o PT porque se trata de um partido FASCISTA que luta pela censura à imprensa e tenta desmoralizar adversários impingindo-lhes acusações de crimes sem provas ,induzindo milhares de seguidores militantes papagaios falantes na propagação destas suas infâmias.A economia crescente favorece estes demagogos instiladores do ódio . Sr.Kotscho, esteja certo,quando Sr. vê alguém torcendo e vibrando por um candidato ,desconfie, pois, de alguma forma ele está entre os felizardos escolhidos na partilha do quinhão. Candidato não é time de futebol para ter torcida. Nossa única obrigação é fiscaliza-los!. A presidente Dilma promete acabar com 10 ministérios. É pouco, muito pouco! Nós ainda não sabemos aonde ela vai colocar os 26 500 apaniguados que enchem a folha da União.

    Tristeza A Schrader, multinacional com mais de 60 anos no Brasil que produz válvulas para pneus e controles e pneumáticos para automações enviou uma nota para seus 180 funcionários comunicando-os que deixará o Brasil e fechará sua Fábrica de Jacareí em outubro. É triste ver uma fábrica tão antiga na cidade, fechar suas portas.

  17. Ditado usado no governo: “Enquanto os cães ladram; (que somos nós) a caravana ( ou quadrilha?) passa…” Com total liberdade e nem ligam para os cães!

  18. A mais cruel forma de exclusão de um cidadão, é deixa-lo sem a capacidade de produzir e priva-lo de um futuro.
    Lembro que no ano passado saiu um informe do banco Santander dizendo que a economia estava bastante desorganizada.
    Todos protestaram.
    Hoje tal relatório soaria como canção de ninar.
    O que também preocupa é já no começo do semestre a chefe do executivo aparecer dizendo que o próximo ano não será maravilhoso.
    Para quem não foi criado no carpete, deve ser difícil entender que para quem tem o salário como única fonte de renda, este fim de ano e principalmente o começo do próximo será torturante.
    Para quem foi demitido agora ainda será possível fazer um malabarismo com as parcelas do seguro desemprego ou algum dinheiro vindo de acordo conseguido pelo sindicato.
    Como não ficar pendurado em um programa de assistência?
    É uma bomba relógio, como conseguir recolocação se o estouro da boiada é no sentido inverso?
    E as empresas?
    Como traçar uma meta de crescimento a médio prazo se nem a Presidenta garante?
    Se perdermos o emprego o que faremos? E agora Dilma? Só a economista do Santander sabia?
    Nada está ao nosso alcance e parece que o tempo conspira contra.
    Continuaremos sendo o país das festas e da bananas ?

  19. Enquanto o povo vai perdendo o emprego, os membros do MP vão aumentando suas mordomias. A pedido da AGU, a juíza Sra. Célia Regina Bernardes, da 21a. Vara Federal de Brasilia concedeu liminar para suspender os efeitos de uma portaria que garantia ‘direito’ a passagens na classe executiva a todos – todos, mesmo – os promotores (e eventuais acompanhantes) em viagens internacionais com duração superior a 8 horas. E olha o que a juiza afirma em sua decisão: “é realmente inexplicável, em um ambiente institucional republicano, a afirmação segundo a qual, para se ter dignidade na função exercida, é necessário viajar em classe executiva, pois se trata de benefício com dinheiro público, cuja essencialidade para o desempenho funcional está longe de ser evidente”. E ela acrescenta: “se o agente público/servidor público viajar a trabalho e quiser desfrutar da comodidade e do luxo disponíveis na classe executiva ou na primeira classe, pode, se assim o quiser, custear a mordomia, desde que o faça com seus próprios recursos – jamais com dinheiro público”. Para se ter uma idéia dos custos que essa farra dos membros do MP vai provocar aos cofres públicos é só ver que uma passagem na classe executiva de Brasília a Nova York custa R$ 12.628,00, enquanto que na classe econômica o valor é de R$ 2.497,00. E aí vem o desembargador federal, sr. Antonio de Souza Prudente, do TRF da 1a. Região e cassa essa liminar e suspende os efeitos do ato da juiza Célia Bernardes até o pronunciamento definitivo da Quinta Turma do TRF-1. É contra essas mordomias de nossas “excelências” é que nós temos que reagir. Reagirmos contra a indecência de um juiz receber um auxílio moradia no valor de mais de R$ 4.000,00 e tantos outros penduricalhos que chegam a elevar o salário de um juiz de 1a. instância, como o do sr. sergio moro, ao exorbitante valor de R$ 77 mil reais por mês, conforme denunciou o deputado federal, sr. Wadih Damous. Portanto, reforma no judiciário já!

      1. No capitalismo o que vale e o custo x benefício, pena que o senhor DOUTOR Sérgio Moro, e alguns promotores, não recebam a mais por sua “produtividade”, afinal trazer de volta ao erario Bilhões de reais surrupiados pela corrupção, chego a conclusão que esses recebem diretamente ou indiretamente pouco pelo que estão fazendo.

    1. Olha, sr. ou sra. Meia Verdade, eu não concordo com vc, pois pra mim o juiz moro está só fazendo o seu trabalho. Nada mais que isso. Eu não concordo como ele está realizando esse trabalho como muitos advogados que, inclusive, boicotaram o 21o. seminário anual do Instituto Brasileiro de Ciências Criminais (IBCCrim) ao saberem que o juiz moro seria um dos palestrantes. Agora, juiz moro só vai ter alguma complacência de minha parte o dia que ele tiver a coragem de reabrir o caso do Banestado e repatriar os R$ 150 bilhões que foram desviados na tramóia, e mandar prender todos os envolvidos no caso. Além disso, tem o caso dos R$ 100 bilhões que foram desviados na privataria tucana, e que estão em algum paraíso fiscal. Quero ver se ele tem peito para repatriar esse dinheiro e denunciar os culpados. Será que juiz moro teria coragem para isso? Pra mim, definitivamente, ele não tem.

  20. Eu só sei é que eu quero o país que o João Sant’anna me prometeu!!!
    Tirem a Dilmãe e botem o João no lugar dela, antes que esse país se afunde de vez na m….!!!

  21. O Edmar é um mestre de obras que conheço, de 1999 a 2002 vivia de bicos, ficava feliz quando trabalhava seis meses com carteira assinada, tinha um barracão no fundo do seu lote, hoje o Edmar tem uma casa construida na frente, uma filha estudando psicologia numa universidade particular, três carrinhos na garagem, um dele, outro da mulher e outro da filha para ir para a universidade, tv a cabo, internet banda larga, cada membro da familia um celular, e outros luxos que há doze anos nem sonhava em ter. Realmente o PT não fez nada pelo povo brasileiro…né não Vitor Hugo ???

  22. embora nao resolva o problema, que ja foi até maior no passado, ao menos agora existe as redes de proteçao social como o seguro desemprego, o sus, o bolsa familia, etc; é certo que nao se trata de uma jabuticaba ja que diversos outros paises enfrentam atualmente o mesmo problema com intensidade muito maior em muitos cas8os; espanha e grécia, por exemplo, estariam comemorando uma taxa de desemprego de 8,3%.

  23. Caro Kotscho
    O Brasil e particularmente a sua minoria anti-petista (vide as urnas) querem é a volta do padrão Lula de país. Um país onde os que mais choram são os que mais tem. Não se aflijam !!! O cara volta em 2018 !!!
    EM TEMPO: Dilma admitiu em entrevista aos jornais que a atacam (por que ela insiste nessa sua Síndrome de Estocolmo ???) “que demorou para perceber o tamanho da crise… INTERNACIONAL” e apenas o jornal El País, não interessado em arrasar Dilma, sublinhou esse fato essencial para compreender a tal admissão. Mas a nossa mídia (ah !!! A nossa mídia” !!!) tratou logo de subtrair a palavra INTERNACIONAL do contexto para como sempre ATACAR A DILMA e com isso ajudar ainda mais a “iluminar” as mentes do ódio. Fazer o que ??? Seguir a vida !!!

  24. O Houdini, anabolizado pelo artigo do Mestre, sente-se a um pé da porta da Bastilha, já o Abílio Diniz e o Benjamim Steinbruch, não, pois, certamente petistas fanáticos, acham a crise econômica inferior as muitas já enfrentadas e o que preocupa mesmo é acabar com a crise política, para que o país possa avançar. Mas o Houdini, que em toda sua existência jamais viveu um período tão longo de paz econômica, como nos últimos doze anos, certamente febril, diz que “o PT torrava as reservas cambiais e os investimentos recebidos, sem ao menos tirar a bunda do sofá, onde aposentou seu antigo bom senso e saber, para consultar o site do BC e informar-se que ontem, 24/08/15, montavam em US$ 372,725 milhões ou arredondados, 373 bilhões de dólares, e assim deixar de vir ao Balaio com seus truques ilusionistas, como esse da Schrader, onde conta apenas parte da estória, escondendo que continuarão atuando no mercado automobilístico brasileiro, apenas que importando de sua fábrica da China, pois, por motivos óbvios, é mais lucrativo, fazendo-me lembrar o quanto Lula foi malhado pela política da Petrobrás de encomendar aos nossos estaleiros, mesmo que mais caro, para manter os empregos aqui e não na Ásia. Agora faz a do Serra elétrico, cortando a Petrobrás ao meio, o grande objetivo dos entreguistas. Vamos lá, Houdini, capricha!

  25. Uma placa para quem perdeu o emprego ou fechou seu comércio: ”PAUSA PARA MEDITAÇÃO”. Por hoje é só, boa noite meu amigo RK e a todos os comentaristas.

  26. Engraçado, voce Kotscho comentou coisa parecida em 1º de junho. Tinha petista dizendo que não havia crise e tudo estava bem.

    ”estes lugares que tu andou por aí ficam em São Paulo, né não ??? Porque no resto do Brasil não tá esta desgraceira toda não. Há mais empresas procurando pessoas qualificadas do que pessoas procurando trabalho”

    Certamente foi um admirador do sr lula que escreveu isso, que não via crise em lugar algum. Mas a verdade sempre aparece e ela dói. Os petistas já não enganam mais como antes. Mudaram a metodologia para avaliar o numero de desempregados e os numeros ”despencaram”. Se estão aumentando agora imagina então na metodologia anterior. Estaria disparado! Não adianta botar culpa em Dilma, ela pegou tudo do lula, que a enganou; e lula vai querer voltar. Se voltar vai ser dificil manipular tudo como era antes. O povo mesmo ja desconfia dele. O sonho petista acabou!!

  27. Para que mais empregos não sejam perdidos, quem tem que perder o emprego é a Dilma. Pior presidente da história do Brasil e incompetente autoconfessa após admitir essa semana que 1)deveria ter começado a ajustar as contas públicas em SETEMBRO DE 2014 (ou seja, um ano atras) e 2)o governo tem DEZ Ministérios a mais (não um ou dois: dez), Dilma não tem mais o que fazer. Sangrar todos os setores da economia por mais 3 anos e meio seria grotesco e perigoso. C/ Dilma no Planalto, nem a base dela vota as medidas do ajuste, e a dor econômica se prolongaria no bolso de todos, pobres, classe média, ricos, e vc que está lendo esse comentário.

  28. Conversa vai, conversa vem, e ate agora nenhum dos comentaristas esta desempregado, ou perdeu o emprego. Dou razão ao Abilio Diniz, quando diz que a “crise” é mais politica que economica.

    1. Cesar, os coxinhas que aqui comentam, como eu, são empresários, os carcaças de frango são sindicalistas……..não pode mesmo ter desemprego.

    2. Desempregado está procurando emprego, na fila ou em site de classificado. Só porque vc nunca viu uma coisa não quer dizer que ela não exista em enormes quantidades. Só em 2015, o desgoverno Dilma acarretou na perda de OITO MILHÕES DE EMPREGOS.

    3. “O Globo

      21/08/2015 15h01 – Atualizado em 21/08/2015 21h42

      Brasil fecha 157 mil vagas em julho, pior resultado para o mês desde 1992.

      Julho foi o quarto mês seguido em que demissões superaram contratações.”

      1. Paraibano,
        esta informação consta do post que você comenta. Basta ler o texto até o fim antes de escrever como se estivesse contando alguma novidade.
        Ricardo Kotscho
        Ricardo Kotscho

    4. Caríssimo Kotscho, vc tem que dizer isso não a mim, mas ao leitor cesar T, a quem ressaltei a gravidade dos números porque ele acha que 1)pelo fato de ninguem comentar que perdeu o emprego no blog, não há desemprego no Brasil… e 2)o Abilio Diniz, bilionário, tem condições de falar que a crise é mais “politica” que economica qd milhões de brasileiros assalariados sofrem as consequencias economicas dela.

  29. E vc Kotscho, por mais que tente ser imparcial, não evita de se revelar um petista fundamentalista, vendo nos crimes petistas apenas céu de brigadeiro. Lamentável.
    Reconheço sua amizade fiel ao Lula, mas isso não significa vc ter que tolerar o mal que ele e seu partido estão fazendo ao Brasil. Corrija-se ou corrija-os.

  30. Kotscho, já que o tema é emprego ou a falta dele, vai aqui uma frase desse “anta sem alça”, na verdade uma adaptação/plágio de outra, talvez do genial Darcy Ribeiro, não lembro bem: “Não existe “Sem teto”, existe “Sem emprego”. Nossa presidente Dilma sabe muito bem disso e não poupará esforços pra impedir que esse flagelo desgrace tantas famílias como aconteceu nas eras FHC e anteriores. Dilma é honrada e honesta e não está envolvida em corrupção, como reconheceu o ídolo do Oromar, Meia Coxa, Gilvanildo, etc…/// Enio B Filho, maravilhado com tua momumental resposta ao outro bom velhinho do Balaio, aquele da tropa de teimosos e obtusos anti-Petistas, digo-lhe que tenho três irmãos, todos anti-Petistas virulentos e irrecuperáveis, a quem amo incondicionalmente (sem importar-me, portanto, se o sentimento é recíproco) e dirijo-me a voce nos seguintes termos: quero-te como a um irmão e não descarto a possibilidade de, inspirando-me na epopéia (ou odisséia, se preferir) do Robson de Oliveira, sair pelas ruas da Zona Sul (Santana e adjacências) procurando por sua casa pra dizer-lhe tudo isso pessoalmente e se for na companhia do Everaldo, Dias, Gesiel, Cesar T, Pardalzinho, etc…será, sem sombra de dúvidas, um dia memorável. Pois se o Zé Eduardo levanta numa segunda feira “braba” e as 7 da matina já está no Balaio procurando por minhas baboseiras, o mesmo faço com os teus momumentais comentários. Enio, como faço pra entrar em contato contigo, pois já enviei mensagem pro email informado no teu blog “PTrem das 13”, mas não obtive resposta ?

    1. Vitor Hugo
      Não recebi nenhum e-mail teu e Santana é na zona norte. Poderíamos sim tentar marcar um encontro (desde que regado na cachaça) como sempre fazíamos todo ano no aniversário do Balaio (10 de setembro) Que tal Kotscho ???

      1. Caro Enio,
        gostaria muito de retomar os nossos encontros anuais com a turma do Balaio para a gente colocar as conversas em dia, mas sinceramente não vejo clima pra isso no momento.
        Eu mesmo não estou com espírito para festa.
        Ando triste com tudo o que está acontecendo no nosso país e que se reflete aqui na nossa área de comentários.
        É muita intolerância, pouca reflexão e nenhuma vontade de ler e ouvir o que o outro tem a dizer, com as honrosas exceções de sempre.
        Vamos ter que dar um tempo, mas se você conseguir juntar uma turma legal me avisa que eu vou.
        Abração,
        Ricardo Kotscho

  31. Lembrando que a pesquisa mensura apenas aquelas pessoas que estão procurando emprego. Os quase 20% de jovens que não estudam nem trabalham (provavelmente são bancados por um parente em situação mais confortável, ou apenas recebem uma bolsa) nem entram nessa conta. Mas acho que já, já eles vão ter que procurar emprego e esse número vai subir.
    Outra coisa: a inflação começou a ceder, respondendo a diminuição da atividade econômica imposta pelo aumento dos juros. Mas com o aumento do dólar, o remédio amargo pode tornar-se inócuo. A Grande Muralha da China Comunista começa a se esfacelar. O Brasil pode perder o grau de investimento em breve… e aí?
    Será que o Pessimildo tinha razão? Bom, ele enxergou a crise e viu seu tamanho bem antes da Dilma…

  32. Sr. Kotscho.
    Venho aqui apenas para lembrar o fato de que na última eleição a presidente Dilma Rousseff teve 51,64% dos votos e o candidato da oposição ficou com 48,36%. Ou seja .apenas 6% de vantagem da vencedora. Essa foi Sr.Ktscho a menor diferença de votos na história do Brasil. O que desmente a afirmação muito difundida de que : Apenas uma minoria é anti-petistas”
    O Vitor Hugo Goellbels ,outrora conhecido como Tavares (sou, mas quem não é?)como se pode ver ,ainda apregoa a máxima de que ” a mentira vira verdade sim, desde que repetida insistentemente”
    Pelas urnas, eu, assim como 51,041,055 de brasileiros somos anti-petistas. Já não conseguem nos alojar numa Kombi.

  33. Ricardo Kotscho, o repórter, certamente poderia ter escrito a matéria, com premiação jornalística. O mote foi a prisão de um pai premido pela necessidade de alimentar o filho. O episódio foi registrado em 15 de maio passado: “Tinha três meses que eu não tinha gás, então a nossa comida aqui era tudo coisa rápida, pois não dava para cozinhar tudo lá fora [no fogão à lenha]. Então, eu comprava sanduíches baratinhos, de R$ 0,60, ou comprava duas ou três linguiças e colocava dentro do pão. Aí a gente estava vivendo assim”, relatou. Mário diz que a todo o momento se preocupou com o filho. “Quando ele [delegado] me disse que eu estava detido, fiquei preocupado, pois estava com o alimento que iria levar para o meu menino, que ainda não tinha almoçado. Ele mandou me algemar para que eu não saísse correndo, mas eu disse que não iria fazer isso, pois já estava lá no fundo do poço e iria para onde? Aí ele disse que talvez dali a um mês o juiz poderia me chamar para a audiência. Aí eu entrei em desespero”, diz. Sensibilizados com o caso, a agente de polícia Kelen Lemos pagou a fiança do eletricista e se uniu a outros policiais, que fizeram compras para ajudá-lo. “Ele estava sem se alimentar e não tem como a gente não se sensibilizar. Não fizemos isso de maneira alguma para estimular esse tipo de situação”, afirmou a policial.
    Vê-se que o mundo para a “classe-que-vive-do-trabalho”, para copiar a expressão consagrada pelo sociólogo Ricardo Antunes da Unicamp, bem próximo do inferno se assemelha para “os sem-trabalho”. E na esteira do poeta do agreste Fagner, o homem sem trabalho tempera o caldo de cultura onde “se morre, se mata”.
    Kotscho, há uma maldição que vai marcar na testa a Era Dilma, por ter cometido o pecado mortal de desarmar a rede do seguro-desemprego na ante-sala de uma regressão econômica que vai atirar no mundo da amargura dos homens decentes sem-trabalho, pelo menos mais de dois milhões de brasileiros nos próximos dois anos. Isto se, efetivamente, a economia voltar a crescer em 2017. Caso contrário, o número alcançará pelo menos 4 milhões ao final de 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *