Até aonde vai poder paralelo de Cunha e Gilmar?

Até aonde vai poder paralelo de Cunha e Gilmar?

Cada vez que acompanho pela televisão entrevistas do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, e do ministro Gilmar Mendes, do STF, custo a acreditar no que vejo e ouço. As palavras simplesmente não combinam com a expressão dos rostos, como se eles próprios não acreditassem no que falam e pensem que do outro lado da tela só existam idiotas.

O poder paralelo que os dois criaram e ampliam a cada dia _ diante do vazio político deixado pelo governo e pela oposição, pelo parlamento e pelos partidos _ é tamanho que Cunha e Gilmar não se vexam de partir para o deboche. Só pode ser. Fica até difícil identificar quem é um e quem é outro que está falando, de tal forma eles estão afinados numa parceria a serviço do conservadorismo mais retrógrado e arbitrário reinante no país, com o apoio entusiasmado dos conglomerados da grande mídia reunidos no Instituto Millenium.

A dupla está solidamente unida em torno da defesa do financiamento empresarial de campanhas eleitorais, pela terceirização e precarização do mercado de trabalho, a favor da “PEC da Bengala”, que prorroga a aposentadoria dos ministros do STF para 75 anos, e tudo o mais que possa impedir o avanço e promover o retrocesso institucional, político e social do país.

Mandam, simplesmente, no Congresso Nacional e no Supremo Tribunal Federal, as duas instituições que hoje decidem o destino dos brasileiros. Com o poder que acumulam, podem amanhã resolver revogar a Lei Áurea e aprovar a implantação da pena de morte.

Ao sentar em cima do processo que proíbe o financiamento privado de campanhas, depois de pedir vistas há mais de um ano, Gilmar Mendes faz questão de deixar claro que é ele quem determina a pauta do STF e o ritmo das votações, sem ser contestado pelos demais ministros, e que só vai devolvê-lo quando quiser. Quer dar tempo para que Eduardo Cunha aprove antes a reforma política da lavra dele que pretende impor ao país.

Basta ver o que Gilmar disse durante palestra feita em São Paulo na sexta-feira: “A ação voltará ao plenário, estamos examinando todos os aspectos. É uma matéria bastante complexa, talvez estejamos dando uma resposta muito simples. Nós temos que saber antes o que o Congresso está discutindo, qual é o modelo eleitoral, para saber qual é o modelo de financiamento adequado”.

Cinismo e hipocrisia à parte, o fato é que o STF já tinha decidido esta questão por ampla maioria (6 a 1), proibindo o financiamento empresarial, quando Gilmar Mendes pediu vistas e assim impediu que o processo chegasse ao final da votação.

Não é difícil entender tanto empenho da dupla em manter a situação atual, que está na raiz de todos os escândalos de corrupção de todos os governos nesta relação promíscua entre o poder público e as grandes empreiteiras denunciadas na Operação Lava Jato. Pois é exatamente daí que vem o poder do ministro e do deputado, sempre a serviço dos grandes grupos econômicos contra o interesse dos trabalhadores.

“O projeto que a Câmara mandou ao Senado mostra, na prática, um Congresso terceirizado aos interesses dos financiadores de campanha”, disse muito bem, resumindo a opera, o deputado Rubens Jr. (PC do B – MA), ao criticar o projeto de lei que permite as terceirizações também nas atividades-fim das empresas, aprovado esta semana na Câmara, como queriam as entidades empresariais defendidas por Cunha.

O Senado Federal acaba sendo o único obstáculo para impedir que o poder paralelo de Cunha e Gilmar se transforme em poder absoluto. Por isso, não contente em controlar a Câmara com mãos de ferro, a bordo da bancada suprapartidária que ajudou a eleger em outubro, agora Cunha quer mandar também no Congresso Nacional, o que provocou a imediata reação de Renan Calheiros, presidente do Senado, dando início a uma guerra verbal entre os dois caciques peemedebistas.

Renan, que não descarta segurar o texto da terceirização no Senado até o final do seu mandato na presidência, em janeiro de 2017, deixou claro: “Do jeito que foi aprovada na Câmara, a proposta representa uma “pedalada” contra os direitos dos trabalhadores. Vamos fazer uma discussão criteriosa no Senado. O que não vamos permitir é que se aprove nada contra as conquistas dos trabalhadores a toque de caixa. Essa matéria tramitou durante 12 anos na Câmara dos Deputados. No Senado, vai ter uma tramitação normal”

Cunha, retrucando, com uma ameaça: “Pau que dá em Chico também dá em Francisco. Engaveta lá, engaveta aqui. A convalidação dos benefícios na Câmara vai andar no mesmo ritmo que a terceirização no Senado. O que vamos fazer é sentar em cima das coisas deles também”.

Após ser alvo de novos protestos, que já se tornaram comuns nas últimas semanas, Eduardo Cunha disse nesta sexta-feira, em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, que não tem “medo de cara feia”. De fato, quem tem de ficar com medo de Cunha e Gilmar somos nós e a jovem democracia brasileira.

Vida que segue.

 

 

 

 

 

52 thoughts on “Até aonde vai poder paralelo de Cunha e Gilmar?

  1. Lamentavelmente, um e outro, o modo acintoso de lidar com a agenda política ou a maneira debochada de tratar a presidenta, isso tudo tem a ver com a absoluta falta de autoridade política e liderança do Executivo, que se encontra ao rés-do-chão. Se a midiocracia não deixa dúvida de que deseja a presidenta fora do Planalto, convenhamos que no Brasil, tal movimentação de forças não é novidade desde 54. O que se estranha é a passividade e a condescendência demonstrada pela corte presidencial. A questão clássica hamletiana está reposta para Dilma: ser ou não ser. Quem é Dilma, afinal? A Dilma do coração valente tornou-se a Dona Maria Mole II, a render vassalagem aos picaretas-mores do PMDB na Câmara e no Senado? Por que Dilma não se dirige a Nação para por os pingos nos is; e não para ler as abobrinhas e trelelês de João “Goebbels” Santana? Dilma tem algo a dizer ou não, que faça sentido à Nação? Se a presidenta acredita que, com a dupla Levy &Temer no Executivo e Cunha&Renan no Legislativo, vai chegar a termos razoáveis de governabilidade nos próximos dois anos para se recuperar e chegar em 2018 em condições de caminhar sem temor entre a multidão, então pode tirar o cavalinho e a tropa toda da chuva.
    Uma presidenta do partido dos trabalhadores não ter o que dizer, e mesmo temer dizer alguma coisa no dia primeiro de maio, simplesmente significa o reconhecimento explícito de que o governo continua sendo tocado pelo PMDB, mas a presidenta admitiu, tacitamente, a sua própria renúncia.

    1. Nheto, a Dilma não fala mais a nação, seja em primeiro de maio ou no dia das mães. E todos sabem o porquê. Se não bastasse os quase 50% que não lhe confiaram o voto, somados aos que votaram nela e foram enganados, além dos que preferiram anular. Tenha certeza, que os insatisfeitos com os roubos da Petrobrás, com a inflação alta, com a gasolina “Dilmisticamente” cara, entre 3 e 4 reais, os que não imaginariam mais ter aumento de mais de 50% na conta de energia, os que se incomodam com as pedaladas fiscais, com os 39 ministérios, com a triplicação do fundo partidário (para acalmar os deputados, senadores), com a indicação de um defensor do MST, o Fachin, como substituto do Joaquim Barbosa, com o dinheiro do BNDES financiando governos ditadores, como Cuba, Venezuela, entre outros… Enfim, haja panela!
      #falaDilma; #Dilmafala; #deixaDilmafalar

    2. O falastrão Netho não perde oportunidade de puxar o saco do Kotscho fazendo tabelinha nas injustas criticas a nossa presidente Dilma e seu governo, mas fingiu-se de morto no post anterior, livrando a cara de Alckmin, como de costume. Se há algo que se pode dizer em favor do Netho é que ele parece constrangido ao criticar Dilma, pois seus comentários com essa finalidade resultam insossos, enfadonhos e patéticos, mas não há como negar que alguns de seus comentários são infinitamente melhores que as asneiras do Rodrigo Espósito, Gilvanlido Costa e Luiz Carlos Velho (as baboseiras do “trio mais biruta do Balaio” são dose pra leão) que são de fazer chorar. Esses três, mais a Vera, Daiane “Firmino” Cavalcanti, Thereza Martins, J Leite, José Eduardo L Silva, “Gorge Gerônimo”, etc.. só pela misericórdia divina e olhe lá !!!!

    3. A presidente Dilma vai vir falar o que para os trabalhadores no dia primeiro de Maio? Depois que ela enfiou as mãos nos bolsos dos trabalhadores para economizar para tapar o buraco nas contas publicas que ela fez. Quem fez o rombo nas contas publicas foi o governo o governo que teria que se sacrificar para entupir o buraco. É melhor ela ficar caladinha num canto que ela ganha mais.

    4. Com doses maciças de pessimismo que o PiG inocula diuturnamente na cabeça dos coxinhas, estes não podem ficar sem tomar o anti-depressivo, quando esquecem, é um festival de bobagens que até Deus duvida.

  2. O poder dos dois vai até o ultimo gole de vinho, numa destas conversas fiadas de pessoas que ainda não conseguem perceber a capacidade da maioria da população brasileira, em ter opiniões proprias para exigir a Lei pra todos. O FHC terceirizou o Brasil: Privatizando empresas a preço de banana e com contratos unilaterais prejudiciais ao Brasil, que ele não tem como explicar; bem como adminstrando o Brasil com um ponto eletronico no ouvido, repetindo em publico tudo o que o FMI lhe ditava em OFF. O deputado Eduardo Cunha, “está se anulando como pessoa”, ao ficar seguindo normas ditadas por pessoas “com menos capacidade intelectual que ele”, e por isso “vem perdendo espaço na vida publica”. Os desejos e as manias do pequeno ditador, será que é realmente os mesmos anseios do deputado Eduardo Cunha? Será que o pastor Silas Malafaia, consegue ter argumento para convencer de fato o Eduardo Cunha? O que é mais facil: O Eduardo Cunha, convencer algum partido a lhe dar o direito de se candidatar a prefeito do Rio no ano quem vem, ou o Aecio Neves convencer o PSDB a lhe deixar ser novamente o candidato à presidencia? – Eu acredito que o Eduardo Cunha, que conseguiu convencer o PMDB e o PSDB a se unirem em torno da candidatura dele como presidente da camara, tem muito mais poder de liderança do que um pequeno Ditador, que não tem coragem sequer para encarar o povo, e dar uma resposta, como fez o Eduardo Cunha nesses varios protestos que vem recebendo em suas indesejáveis visitas aos estados. A autoconfiança do Eduardo Cunha, está virando fogo de palha. Enquanto isso a Dilma, segue firme inaugurando obras, e aproveitando nelas os rabichos da cobertura da midia, para falar ao povo, e esclarecer duvidas. Parece que depois da ultima manifestação contra a Dilma, no dia 12 de abril, onde compareceram apenas 30% das pessoas que compareceram na manifestação do dia 15 de março e que parecia mais a torcida uniformizada “bengala azul” do São Caetano, o querido azulão do ABC DM; do que propriamente uma manifestação contra uma presidente da republica; parece que não vai ter manifestação nesse mês de maio. “”E’ a terceira idade unida no terceiro turno da eleição””. -Só não vale puxar a orelha do netinho Aecio, afinal a função dos pais é Educar e as dos avós é deseducar. Se Nero pôs fogo em Roma, por que o Aecio não pode colocar fogo em Brasilia, afinal, que importancia tem Niermayer, Burlamarx e Lucio Costa no patrimonio historico da humanidade? Uma manifestação por mês contra a Dilma e o PT, está sendo pouco. Precisa ser pelo menos duas vezes por mês.

  3. Gilmar Mendes (Mentes?), foi providência de FHC. Já Cunha, esta sendo tratado pela mídia nativa e golpista, bem como pelo instituto Millenium e pela UDN com suas mais diversas ramificações, como providência divina. Para os brasileiros, ambos estão mais para Satanás e seu falso profeta, duas bestas apocalípticas.

  4. Gilmar e Cunha são o último cartucho do capital, Dantas e Industrias Químicas, esses dois não fazem outra coisa a não ser obedecer quem lhes paga, quem sabe o Moro manda quebrar o sigilo bancário do Cunha, e a Sataiagraha quebrando o sigilo bancário do Dantas, aparecerá lá o Gilmar recebendo depósitos.

    Moro existem aos montes por aí, dominados pela extrema direita e pela mídia, mas De Sanctis existem muito poucos, ha uma inversão absurda de valores hoje no Brasil.
    Continuando assim , até o Caiado vai se sentir presidenciável, e quiçás o Bolsonaro, nunca se sabe;

  5. Uai,mas ela não é a gerentona,a mãe do PAC(petrolão),a coração valente?Fala pra ela peitar o Eduardo Cunha?kkkk a Dilmentira vai dançar a música que o Ed Cunha botar pra tocar se não ela que já é um zumbi politico vai virar o fantasminha do planalto kkkk,o PT tá na lona.

  6. As expressões desses dois traduzem o que são: um parece louco, olhos aboticados, feito uma cobra pronta para dar o bote. O outro um é um fanfarrão, um debochado, um cínico de marca maior. E os coxinhas acham que o mal do Brasil é a Dilma…

  7. Espera um pouco, Kotscho, que esse tal de Cunha vai morrer na praia. E o Gilmar Dantas vai perder um precioso aliado. E sabe por que? Porque até safadeza tem limites nessa vida. Abraços.

  8. De fato Sr.Kotscho, agora podemos aquilatar o que seria a proibição de contribuições de empresas para campanhas eleitorais .Seria algo inimaginável para o PT ,pois ele não precisaria cair na luta pelo dinheiro público, que não lhe faria falta alguma, pois o que vimos na lava a jato é, exatamente isso; o PT foi buscar a grana por meios ilícitos e fraudulentos, o que lhe permitiu entornar o caixa com sobras de magnitude estelar. E os adversário —pobres coitados— teriam que esmolar financiamentos públicos racionados e fácil auditagem.
    Entendeu Sr.Kotscho.
    O financiamento público é uma farsa .Eu entendi que, se é bom para o PT é porque tem algo errado ,ilícito e maracutaioso.
    Vamos aguardar a chegada do PIZZOLATO. O Banco do Brasil escapou por pouco da triste sina da Petrobras. E a CEF, não fosse pelo seu estatuto centenário, que exige curso superior aos seu dirigentes máximo teria caído nas mão do VACCARI em 2003.

  9. …o segundo mandato de nossa presidenta esta começando agora, daí, daqui pra frente, veremos quem governa realmente o país.Até aqui, fizeram de tudo pra evitar a sua posse, mas, finalmente os derrotados começam a se submeterem ao seu poder. O elástico foi esticado ao máximo contra ela, agora que se solta, esticará a seu favor. O quanto a fizeram de mau, ela fará de bem ao nosso país, e em 2018 elegerá novamente o seu sucessor.O principal inimigo do Cunha é ele mesmo, suas chantagens infantís, logo ficarão claras aos seus cupinchas que caminhar com ele é fria, e não pagarão suas promissórias.Em menos de um ano, os coxinhas rolabostas, desparecerão de todas as redes sociais na internet, em 2018 a a Veja. a Folha, o Estadão estarão fora de circulação, a Globo em total decadência, depois desta lava jato nada mais se há o que fazer em matéria de escândalos, o pobre PSDB dividido, …é o fim definitivo de todos os golpistas.Pt saudações.

  10. O povo precisa se levantar contra essas duas feras. É preciso reagir para não ser esmagado pelos efeitos da fúria desses furacões da direita brasileira.

  11. Lindomar (25 de abril de 2015 – 16:55), enquanto voce roncava, babando sobre as páginas de sua revista predileta, Dilma trabalhava pra que pudessemos comemorar esta auspiciosa notícia: “Fitch mantém inalterada nota da Petrobrás após divulgação de balanço auditado. A nota da estatal segue em “BBB” considerado SELO DE BOM PAGADOR e a agência americana de classificação de riscos decidiu retirar a nota de observação negativa, o que significa que a estatal não está mais sob revisão imediata (www1.folha.uol.com.br/mercado/2015/04/1620801)”. Continue dormindo, roncando e babando, enquanto Dilma resiste ao intenso bombardeio de gente imprestável, calhorda e covarde. Em julho, a viagem aos EUA, a convite do todo poderoso (não tão poderoso quanto Eduardo Cunha, kkkkk) presidente americano selará para sempre as pretensões da oposição coxinha em impedir que nossa impecável presidente Dilma continue a zelar pelos interesses do injustiçado, sofrido, honesto e honrado trabalhador brasileiro. Continue dormindo, roncando e babando. O país agradece.

  12. E que dizer de DILMA ROUSSEFF, Sr. Ricardo Kotscho?! Não achas que a “presidenta”, a cada vez que se mostra à frente da tv, com todo aquele lero-lero cretino, não passa também a impressão de que cada brasileiro é idiota?!

  13. O que mais me espanta, e o espanto cresce a cada dia, é que o personagem criado pelo marqueteiro do PT João Santana é uma mentira dentro de um engodo atrás de uma empulhação. Dilma gerentona? Onde, cara pálida? Eduardo Cunha, um cafajeste digno dos piores filmes B de Hollywood, deita e rola em cima da “gerentona”, impondo derrota atrás de derrota para a combalida presidente. É impressionante o que esse sujeito está fazendo e o mais surreal é ver Renan Calheiros ( sim, Renan Calheiros! ) no papel de defensor dos assalariados do Brasil. Inacreditável. Estupefaciente. Fim da várzea. Dilma Rousseff, a gerentona de araque, é a grande responsável por tudo isso que vemos no Congresso Nacional. Ao virar as costas para o PMDB, permitiu que este se vingasse colocando um canalha escolhido a dedo como Eduardo Cunha a chantegear, 24 horas por dia e 7 dias por semana, o governo. Para quem ainda não entendeu: o PMDB morde com Cunha e assopra com Renan e Temer. Refém total, portanto. Serão 4 anos terríveis até 2018. Aliás, já estão sendo. Pobre Brasil.

  14. Com a ajuda da mídia monopolizada, esses dois indivíduos agem realmente como um poder paralelo nocivo ao interesse da população, especialmente da classe trabalhadora. O Brasil, que ainda tem uma democracia jovem – Suas outras democracias que não passaram da infância em razão de serem duramente golpeadas ao menor sinal de evolução no direito dos trabalhadores – Basta observar as conquistas possíveis das ligas camponesas com Goulart na década de 1960, o que foi duramente reprimido pelo golpe orquestrado por esses mesmos que hoje tentam Impeachment infundado contra a presidência. Enfim, temos medo do pacote de absurdos que o presidente da câmara vai tentar aprovar e do que o Ministro pode ainda tentar fazer para aplicar seu veneno em tudo o que puder. Não tenho dúvidas de que o trabalhador deve pedir auxílio de forças do além, pois o retrocesso anunciado pode nos fazer voltar a 1.200 a.c, onde imperava a Lei do Talião, lei esta que respalda a suposta pena de morte defendida por alguns mentecaptos.

  15. “A presidente Dilma vai falar o que no dia 1º de Maio, depois que ela enfiou as mãos nos bolsos dos trabalhadores para tapar o buraco nas contas publicas ?” /// J. Leite, ser analfabeto é melhor que ler suas baboseiras. Dilma apenas corrigiu falhas nos programas sociais que permitiam que espertalhões recebessem de forma indevida o benefício. Dilma tem muito a dizer aos Trabalhadores, sim !!! Voce tá pior que o falastrão Netho, que já profetizou que Dilma não fará pronunciamento a nação em 1º de Maio. Deixe de ser bobo, J Leite. Voce já tá bem crescidinho pra acreditar em tudo que ouve. Façamos uma aposta: se Dilma não fizer pronunciamento, poupo-os de minhas sandices por 30 dias. Se Dilma fizer, voce e Netho (Gilvanildo, Rodrigo Popó, Thereza Martins, etc…) prometem NÃO privar o Balaio de “vossas” baboseiras por 30 meses. Combinado ? Abração (como diz meu mano Everaldo, “tem coxinha no Balaio que a gente gosta e nem sabe porquê !!!!!”), J Leite !!!

  16. “Pau que dá em Chico dá em Francisco também, com efeito em contrário.
    O que me consola, é que todo “poder” é efêmero e um dia, esses senhores prestarão contas de seus atos.

  17. Tudo que não se prova dentro das declarações de imposto de renda, deveria ser depositado na justiça até que prove o que é seu por direito. Evitaria prisões que quando soltos irão aproveitar a delícia de ser falcatrueiro. Evitaria essa política suja e sem briga pelo poder. Tudo que se descobre fora da declaração do imposto de renda e não provado que é seu, irá para leilão e devolvido a quem de direito tem. Lógico que deverá ter um limite aceitável que não se duvide das suas declarações. A contabilidade é receita, gastos e saldo. O resto é de alguém. Os laranjas deverão devolver e responder na justiça porque aceitou e aguardar a decisão do juiz.

  18. Dilma se acovardou, já sabendo que são favas contadas sua saída do governo, ou seria nao-governo? Eu aposto dois cruzeiros pela renúncia logo logo. Aguardemos…

    1. O Roney falou exatamente o que está acontecendo; o Cunha, o STF, o congresso de uma forma geral, estão forçando a Presidenta Dilma pedir a renuncia, está claro, ninguem diz que quer que ela saia, porém no outro lado da ponta, trabalham para ela pedir renuncia.

  19. Muita hora nessa calma Mestre balaieiro, afinal nada que já não tenha sido visto antes, mais precisamente em 2005, quando o judiciário seletivo tecia a farsa do “mentirão I”, de cabo a rabo, e o governo dependia do PMDB para ter maioria entre os 513 deputados da câmara e esse resolveu então, junto com a oposição, eleger como agora, o Eduardo Cunha da época, Severino Cavalcanti. A diferença é que o presidente era Lula e entre os assessores diretos não figuravam, Mercadante e Cardozo. Agora no replay, incluído o “mentirão II”, o lambanção do núcleo mole no governo deu mais trabalho ao deixar vácuo, prontamente ocupado pela oposição. Mas as coisas vão retornando aos trilhos e os sinais já indicam na economia, após o terceiro trimestre, que a má fase fará saudades no mocó do Millenium, e na política, o sinal emitido ontem, direto da academia do estádio “1º de maio”, para meio entendedor da Casa Grande, é “o horror, o horror”. O problema no Balaio é que os coxinhas aqui enviados para replicarem rolabostas e agora promovidos a reimplicantes, graças ao tal de merengue “comunicador” a soldo de Zé Bolinha & Chuchu, se já não entendem sequer a superfície dos textos, vão lá entender de sinais outros, além Balaio, para sustentarem o contraditório. Fazer o que, resta esse diálogo, puro realismo fantástico, onde nós fingimos que eles entendem, eles reimplicam e sem entender fingem. Traduzindo aos miúdos, em 2018 iniciara-se o quinto e penúltimo ciclo, o da extinção da Casa Grande no Brasil. O sexto e último ciclo, de 23 a 26, consolidará o Brasil sem Casa Grande, democrático, justo e moderno. Quem é vivo antevê, quem permanecer verá.

  20. [Um aparte direto de uma tribuna ‘suja’!
    Risos]

    ###########################

    [Mais um] Crime cometido pelo Garcia “das organizações (sic) Globo”!

    E perpetrado através de uma concessão pública do Estado brasileiro!

    Na edição de 24/04/2015 do programe-te ‘MAU Dia Brasil’ do Rádio…

    [(E)leitor(a), “Ocê” lembra daqueles R$ 86 Bilhões da Graça Foster?
    Pois bem, segundo a auditoria da Petrobras, o valor das perdas da companhia petrolífera com a corrupção foi da ordem de R$ 06 bilhões (Operação Lava Jato).
    A Petrobras informou também que a empresa acumulou prejuízo de R$ 15 bilhões em 2014…]

    … O Alexandre Garcia vomitou: “O mesmo PT que, agora, está privatizando a Petrobras [(?!)], causou à empresa prejuízo de… [Pasme] R$ 21 bilhões…”

    Ou seja:
    1- No somatório estapafúrdio do Garcia, no contexto dos R$ 06 bi, não são considerados os repasses para o PSDB, PP, PMDB, PSB…;
    2- 2- O Garcia “da Globo da ‘ditabranda’” teve o desplante de, literalmente, somar o valor das perdas com a corrupção e o valor
    dos prejuízos causados à companhia em razão de natureza diversas…

    RESCALDO: o estratagema da criminalização seletiva; atiçar mais ódio [seletivo] na população; confundir adrede e deliberadamente: ‘o [pseudo]jornalismo Penal contra o inimigo’; ‘o jornalismo que se lixe’…
    Etapas diuturnas do ‘golpe jurídico-midiático ora em curso desde o antanho do Mentirão’!

    É esse o Garcia “que nem sequer quer ouvir” em Lei dos Meios!

    É a impunidade, estúpido!

    Messias Franca de Macedo – e o ‘Observatório do PIG’! [Risos] Direto do sertão/agreste da Bahia
    Feira de Santana,
    República Desses Bananas

    1. Caro Messias,
      você insiste em enviar comentários que nada tem a ver com o tema tratado no post nem com os comentários dos demais leitores.
      Este é o último que publico fora das normas.
      Se quiser participar, precisa escrever sobre os temas do Balaio e não sobre o que quiser. Ou abrir teu próprio blog.
      Abraços,
      Ricardo Kotscho

    2. Como é deprimente uma ultrassonografia de cérebro quando sua massa encefálica deixa de ser branca e se torna vermelho. Particularmente é ainda mais lamentável por vir da minha terra!
      Mas vosso comentário é mais do mesmo das esquerda chulas de qualquer parte do mundo… Vide: Cuba, Venezuela, Bolívia, Equador, Argentina, Irã…Korea do Norte…Em comum nessas ditaduras de esquerda o ódio a imprensa. Não amigo, a culpa não é do Alexandre Garcia, Globo, Jovem Pan, Reynaldo Azevedo, a culpa é dos ladrões do seu partido e dos aliados comprados. Para seu governo, consideramos a Globo petista demais, por ser tão concedente e complacente. Só a Veja faz oposição ao governo. (lamentavelmente).
      Por essas e outras, que a luta começada em 15/03/2015, pela volta da Democracia perdida em 01/01/2003, assim, estamos apenas no 36º. Bom domingo a todos…

  21. Isso tudo que está acontecendo deve servir de aprendizado para nós consertamos as coisas a partir das próximas eleições livrar o Brasil de pessoas que lhe fazem tanto mal como o governo do PT e seus aliados de que estão tão preocupados com seus próprios interesses que nem ao menos pensa nos interesses do país . Temos livrar o país desse governo corrupto e por mais que alguém tente defender não consegue. Tomara que tudo isso sirva de lição e povo não caia mais nas falácias deste partidos , o povo já está cheio de seus desmandos que não aguenta ver mais gente como o governador Fernando Pimentel entregar uma medalha de Tiradendes a Joao Pedro Stedile isso é um tapa na cara da sociedade e mostra que eles não estão nem aí para população e sim para seus próprios interresses e ideais até acima mesmo dos interesses da nação destruindo o país é lamentável . Que Deus ilumine a população para que não caia mais na conversa desta gente que tire esse povo do poder que não tem mais nada a oferecer o único objetivos deles é se manter no poder sem respeitar a ética , a democracia e os bons costumes .

  22. Sobre o seu post, o ex-presidente do PSB, sr. Roberto Amaral, fez um artigo sobre o mesmo tema publicado no site do blogueiro Rodrigo Vianna. Além de Cunha e Gilmar, Amaral cita a Globo e o juiz moro como os que governam a República atualmente. Realmente, lendo seu post e o artigo do sr. Amaral tem-se a impressão de que Dilma assiste a tudo como uma mera espectadora do “governo” exercido por esses 4 “notáveis”. Mas será que é assim mesmo? Dilma é muito inteligente e uma pessoa muito perspicaz, RK. E é mineira. Quem duvida da capacidade de Dilma de se “desengessar” das armadilhas que lhe armam pode pagar mico mais pra frente. E para aqueles que ficam torcendo por sua renúncia, há uma frase da Dilma que era muito publicada no site osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br: “Eu não fujo quando a situação fica difícil”. Eu,realmente torço por Dilma para que ela faça um ótimo governo, apesar da torcida contra ela. Quem a conhece sabe que ela possui uma força interior inabalável. Prova disso foi a humilhação que ela teve que suportar ao ver uma elite asquerosa mandá-la para aquele lugar no Itaquerão perante o mundo inteiro. Por muito menos, acho que tem muito marmanjo que sairia do estádio bufando e desapareceria por algum tempo sem ter coragem de aparecer em público. Pois no dia seguinte, Dilma fez o seguinte discurso: “Não vou me deixar perturbar, não vou me deixar, portanto, atemorizar por xingamentos que não podem ser sequer escutados pelas crianças e famílias. Na minha vida pessoal, quero lembrar que enfrentei situações do mais alto grau de dificuldades. Situações que chegaram ao limite físico. O que suportei ao longo da vida não foram agressões verbais, foram físicas. Suportei agressões que considero quase insuportáveis e nada me tirou do meu rumo”. É isso aí Dilma! E como bem disse o blogueiro Miguel do Rosário: Governar o Brasil não é para amadores, não!

    1. Carissima Helena, a nossa notável Presidenta Dilma está dando corda prá estes “notáveis” impostores, se enforcar. Com individuos como eles a gente não perde tempo, logo, logo, prá nossa alegria eles serão até culpados pelo prejuizo da Petrobras, espere um pouquinho mais.

  23. …estas duas figuras, são a cara do país que os coxinhas defendem e querem de volta. Por quinhentos anos administraram o nosso povo, e o que nos deixaram como herança ??? Uma característica tipicamente coxinha, é não se envergonharem de seus mau caratismos.O pior subproduto das administrações petistas, foi o reaparecimento deste tipo de gente no meio de nossa sociedade.

  24. Artigo ridículo. Parabéns ao Gilmar Mendes. Só um Supremo bolivarianamente dominado por advogados do Partido e gente que teve o desplante de dizer que a quadrilha do Mensalão não era quadrilha pode querer usurpar o direito do Congresso definir como deve ser o financiamento de campanha. A Dilma não corrige a tabela do IR porque precisa fazer caixa, mas doou quase 1 bi para as campanhas e, pela vontade do PT, desviaria dez vezes mais para o tal financiamento público que, ao contrário do que se diz cinicamente, jamais impediria os desonestos de fazerem esquemas como o Petrolão e tantos outros. Claro que, cortando as doações legais, o beneficiado seria aquele que domina os esquemas ilegais. E domina também os repasses através de sindicatos que não precisam dar satisfação do dinheiro que usurpam. Ou pode ser ajudado por ditaduras que exploram mão-de-obra terceirizada retendo até 70% dos valores pagos.

  25. Prezado Kotscho: De fato, como você bem colocou “quem tem de ficar com medo de Cunha e Gilmar somos nós e a jovem democracia brasileira.” Mas o que acontece, como bem disse o fotógrafo Sebastião Salgado é que “Pela primeira vez, os que estão no governo não são os mesmos que dominam os meios de comunicação e por isso há informação sobre corrupção. Pela primeira vez, os corruptores estão pagando. Antes, só alguns intermediários eram acusados de corrupção. O Brasil já é um grande país e está cada vez mais sério.”

  26. Ricardo

    ótimo texto. Mas é sempre bom saber que no Congresso atual, até os críticos do financiamento privado de campanha são financiados por empresas. O deputado Rubens Jr. (PC do B – MA), por exemplo, que o (“O projeto que a Câmara mandou ao Senado mostra, na prática, um Congresso terceirizado aos interesses dos financiadores de campanha”) recebeu apenas da JBS R$ 150 mil na campanha de 2014; mais R$ 200 mil da HRT O&G EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DE PETROLEO LTDA; e outros milhares de Reais de outras empresas… está tudo no site do TSE: http://inter01.tse.jus.br/spceweb.consulta.receitasdespesas2014/abrirTelaReceitasCandidato.action
    Pois é, além do Cunha, do Mendes, muita gente fala o que não é.
    Abraço, Thomaz

  27. Ricardo tu já devias estar acostumado com a troca *relâmpago de poder ou melhor de pudê*.
    Qualquer hora dessa o *pudê* troca de mãos,quem sabe se de uma hora para não volta novamente para os antigos donos.
    “Os únicos que não mandam nada,que são tratados como massa de manobra…como lixo:somos nós o povo.”
    A única coisa que *eu* sei é que o dinheiro dos nossos sacrificados impostos que pagamos aos nossos honoráveis *políticos*,vão sempre para os bolsos dos mesmos.
    “E o *pudê* não te preocupas,vai voltar para os mais recentes donos…é somente um mero rodízio.”

  28. Ambos não têm limites, sejam morais ou quaisquer outros. São serviçais especializados em fazer cumprir os desígnios dos donos do poder, os detentores das fortunas grandes. Até aí nada demais. Sempre foi do jogo a existência de títeres que os fios dos interesse econômicos dominantes manobram. Dilma ainda teria, diriam os fios da barba rala branca de molho, uma maneira de demarcar pontos cruciais no campo democrático-popular e honrar a biografia que a reteve no presídio entre janeiro de 70 e final de 72. As garantias e direitos trabalhistas para não permitir que o legado de Vargas, Jango e Brizola sejam levados à cucuia. A não privatização da CEF e do BB, sob o pretexto das “aberturas” de capital. A privatização da Petrobrás, por meio da mudança do regime de partilha da exploração. A revogação do fator previdenciário. O veto à terceirização aprovada na Câmara. O recolhimento atemorizado no palácio de Inverno tem sido o maior estímulo para Cunha e Gilmar explorarem ao máximo as franjas do poder discricionário de que dispõem. Dois solertes espcialistas em acomodações dos grandes interesses, quase sempre nada republicanos, não se constrangem em passar pitos e puxões de orelha no Executivo, quando não debocham, desairosamente, dele. O fato de que Dilma tenha amarelado diante dos acachapantes índices de aprovação e de rejeição do seu segundo mandato, talvez sirvam para lembrá-la de que ela dispõe de uma biografia. Muitos negam e renegam suas biografias com o tempo, mudam de lado, vendem-se, caem de boca na dinheirama ou, simplesmente, desistem. Se Dilma nada tem a ver com a lambança, nada tem a ver com os valores levados de cambulhada às arcas das campanhas eleitorais, nada tem a ver com os malfeitos da Petrobrás (e até agora, nem a PF, nem o MPF, nem o Judiciário disseram o contrário), por que Dilma não diz, alto e bom som, que os pontos anteriores serão respeitados “nem que a vaca tussa”. A única maneira de Dilma não terminar amaldiçoada como FHC é justificar sua biografia e dizer um rotundo não à agenda de Cunha e Gilmar. E pagar o preço, seja qual for, do enfrentamento com esses senhores do atraso. Nada de mais salamaleques, como Dilma já os fizera em relação a FHC, nem dos que rendeu, recentemente, em recepção privadíssima a Cunha, para um “pas-de-deux”, presenteando o antípoda com um Pera Manca tinto para o regabofes. Da companhia de Cunha e do seu apoio não podem sair coisa alguma prestável. Dilma está diante do dilema de continuar agachada e não se poder levantar mais ou levantar-se de uma vez e enfrentar a canzoada. A biografia só dispõe de espaço histórico para a segunda hipótese. Uma outra qualquer e é o fim do caminho.

  29. As vezes certos atores “quando calados são poetas”.
    Como esperado, a Dilma vai ficar caladinha (pianinho, como se diz aqui no Nordeste).
    Isso é uma frustração para mais de 70% dos brasileiros. Certamente, só as “paquitas da Dilma” tenham o que comemorar.
    Claro que o silêncio da presidenta do Brasil, que pertence ao Partido dos Trabalhadores, que fica em “pianinho” , no Dia do Trabalhador é considerado como ensurdecedor .
    Mas é um silêncio esclarecedor. Pois mostra que não tem liderança para falar à nação.
    E me recordar, que até recente, certas “paquitas” diziam que a Dilma deveria virar o “Maduro do saia” e convocar Rede Nacional ao seu bel prazer. De alguma maneira o povo adoraria! Sim, esta é uma notícia ruim…. (e nem sendo ruim, os petistas tenham o que comemorar)

  30. Victor Hugo – 25 de abril de 2015 – 20:45
    “Façamos uma aposta: se Dilma não fizer pronunciamento, poupo-os de minhas sandices por 30 dias. Se Dilma fizer, voce e Netho (Gilvanildo, Rodrigo Popó, Thereza Martins, etc…) prometem NÃO privar o Balaio de “vossas” baboseiras por 30 meses. Combinado ?”

    Pois bem. Está confirmado que Dilma não fará o pronunciamento de 1 de maio. Faça-nos o favor, Paquita da Dilma mor, Victor Hugo, a quem eu chamarei daqui para frente carinhosamente de PTuxa, desapareça por 30 dias!!!

  31. Se governar por si só não é fácil, ainda mais com dois ou mais convidados que não se esperam. São fantasmas da ópera a assustar os brasileiros. Outro dia o Cunha disse que não tem medo de cara feia, isto é o mesmo que dizer que não está nem aí com o que dizem ou o ameacem. Ele está cheio de si com o poder que roubou da Dilma e quer ser o lider, se já não é, pelo que se vê. Acontece que do outro lado tem o Presidente do Senado Renan Calheiros que já disse que vai emperrar a lei da terceirização e o Eduardo Cunha, prá não deixar prá menos, disse que vai emperrar os projetos sociais na cãmara federal. Para ferrar o povo, o que falta mais agora? Caro Kotscho, tens toda a razão, nem mesmo iniciou o governo da Dilma, trataram de esculhambar com tudo que foi árduamente feito, construído pro povo e prá nação. Foram justamente no calcanhar de Aquiles, a Petrobrás e não é que nela a Presidenta depositava as esperanças da educação, da saúde e mais alguns projetos de governo? Os culpados somos nós mesmos que de modo impensado, colocamos esta gente lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *