Roberto Carlos é um sedutor ou conquistador?

Roberto Carlos é um sedutor ou conquistador?

Manhã de quarta-feira nublada em São Paulo, véspera de Natal.

Pois é, ontem me despedi de vocês, dando por findos os trabalhos deste ano, mas já estou aqui de novo. Fiquem tranquilos: não vou aborrecer ninguém falando do ministério X-Tudo do governo Dilma 2, tema da conversa com Heródoto Barbeiro e Nirlando Beirão, no Jornal da Record News desta terça-feira (ver link no site do JRN, aqui ao lado, na coluna da esquerda do blog).

Acho que já não consigo passar um dia sem escrever, virou costume  _ ainda mais, depois de assistir ao emocionante especial natalino de Roberto Carlos. Faz uns 40 anos que não perco este programa por nada no mundo, quase o mesmo tempo em que vivo com a mesma mulher, a Marinha, que também é dos tempos da Jovem Guarda, embora não pareça.

Quando nos casamos, lá no distante ano de 1972, tínhamos os dois a coleção completa dos discos deste cantor e, até hoje, não entramos num acordo. Namoramos muito ouvindo Roberto Carlos nos drive-in da época (espécie de motel dentro do carro) e, depois, em nossa casa. E ainda não entramos num acordo. Afinal, Roberto Carlos é um sedutor ou um conquistador?

Nem sei direito qual é a diferença, mas tanto no disco como na televisão “esse cara” tem o dom de seduzir e conquistar. Ninguém consegue ficar indiferente ouvindo suas músicas, mesmo quem não gosta dele.

Na primeira metade dos anos 1980, quando era repórter da Folha, pedia ao pessoal da Ilustrada para escrever a crítica do programa anual dele na TV Globo. Escrevia sempre mais ou menos a mesma coisa, porque este show natalino também é imutável, tão previsível como a chegada de Papai Noel _ e , agora, de Paul McCartney.

Aliás, estes dois parecem ter o mesmo gosto pela eternidade, não são simples mortais como nós. Naquela época, pegava até mal um repórter do primeiro caderno como eu escrever sobre um cantor como Roberto Carlos, ainda considerado brega pelos intelectuais do andar de cima e os heróis da resistência, que ainda sonhavam com a revolução.

Eram tempos de governo militar e de lutas pela redemocratização do país, nas quais eu estava engajado até o pescoço. E daí? O que tinha uma coisa a ver com a outra? Mas eu era mesmo, e não escondia, muito fã dele, como antes fui de Moacir Franco, Mazzaropi e Tonico e Tinoco, e sou até hoje.

No show desta terça-feira, como em todos os outros, Roberto Carlos não quis brilhar sozinho no palco. Fez parcerias com o galã de novela Alexandre Nero, a belíssima ninfeta Sophie Charlotte e a nossa querida Alcione, cantando suas músicas em várias línguas e lembrando outros tempos.

Sedutor ou conquistador? Tanto faz, pois todo fim de ano é muito bom ouvir Roberto Carlos para lembrar os bons tempos vividos e sonhar com os próximos que virão. E é melhor ainda viver mais esta noite ao lado da mesma mulher, avó dos meus cinco netos, um mais bacana que o outro.

Como vocês sabem, passatempo de casal antigo é um ficar enchendo o saco do outro e discutir por bobagens como essa. É a hora de lembrar que sobrevivemos juntos a mais um ano, gostando das mesmas músicas. Tudo tem seu tempo e sua hora. Hoje prefiro falar de Roberto Carlos e, por isso, deixo publicada esta palpitante polêmica para os leitores debaterem nestes dias de folgas e festas de fim de ano. Quem é “esse cara”, afinal?

Agora, vou cuidar de preparar o meu tender e prometo dar uma folga para vocês até o próximo dia 6. Cubram-se de glórias e divirtam-se!

 

 

 

 

49 thoughts on “Roberto Carlos é um sedutor ou conquistador?

  1. Permito-me discordar de Ricardo,pela primeira vez.Dilma vai nos empurrar Ellen Gracie em um tal Comitê da Petrobras.Deve aproveitar o embalo e nomear Roberto Carlos como Ministro da Cultura.Não estou entendendo mais nada.Jacques Wagner na Defesa.Putsgrilla,um ano para ser esquecido.O diabo é que com esse Ministério,2015 prenuncia-se bem pior.Boas Festas.

  2. Kotscho, gosto das canções antigas de RC (Homem mau, Proibido fumar, Ano Passado, etc….). Mas se há algo insuportável na TV aberta, é esse show natalino. Poderia ser menos brega, mas a Globo tem um Toque de Midas singular: tudo que toca, estraga. Veja por exemplo o prêmio “Mario Lago” concedido a William Bonner que enojou a própria filha de Lago. As palavras são dela mesma e podem ser conferidas nos portais da Internet. Então, Kotscho, preferiria um “especial” de fim de ano com os grandes Renato Teixeira/Almir Satter, Geraldo Vandré, Zé Ramalho, Belchior (autor das obras primas “Conheço meu lugar”, “Ypê”, “Pequeno Mapa dos Tempos”, etc…), Milton Nascimento, Chico Buarque, etc…. Boas Festas a todos do Balaio.

    1. Nem sedutor, nem conquistador, marqueteiro. O Victor Hugô queria mesmo é um show de fim de ano com o Ton Zé patrocinado pela Coca Cola. Feliz Natal Victor, bom passeio na posse da madama presitenta. kkkk. Feliz Natal Kotscho!

    2. José Eduardo, feliz natal, de coração, pra voce e familia. Não canso de repetir: não tenho inimigos no Balaio. Se a recíproca não é verdadeira, lamento.

  3. …meu querido Véim, sinto contrariá-lo neste momento, mas para mim, que também sou fã das músicas do Roberto, ele não passa de um vaidoso incorrigível, e até mesmo inconsequente, pois já podia ter dado um basta neste casamento com a Globo, e, todos os anos fazer o seu programa de natal em emissoras diferentes, independente de suas posições políticas. Deveria, antes de morrer abraçado a esta emissora, depois de ter conquistado todos os instrumentos que proporcionam o poder da liberdade a qualquer pessoa, deixar de mandar “tudo o mais ir para o inferno”.Isto não é xiitismo político ideológico, pois sou fã deste fela da mãe.

  4. …agora…diz aí pra gente, um presentinho de Natal pra estes pobres balaieiros: naquele encontrão que tivemos aí, e no qual a dona Mara também estava, dava pra ver o carinho, mesmo no olhar, que ela dadicava a voce, diz aí: qual é o segredo para se manter uma mulher como dona Mara apaixonado por tanto tempo ??? Quem sabe um livrim sobre este tema, faça mais sucesso do que todos os que já escreveu, né não Vítor Hugo ???

  5. Então tá. Ô Ricardo assim não pode assim não dá. País surrealista o nosso. O “rei da juventude”
    tem 70 anos, ele está mais para cantor da menopausa. Não posso deixar de reconhecer que o
    cara conseguiu inventar uma fórmula para produzir sempre a mesma música. Ricardo, nem sedutor, nem conquistador, o “Cara” sempre foi um grande comerciante e isso ninguém pode
    negar.

  6. Prezado Kotscho. Gosto não se discute. Mas não ha duvida que RC é um dos grandes talentos da musica de nosso tempo, merecidamente reconhecido, e carinhosamente conservado pelos seus admiradores. Ele não é Rei sem justo motivo. Ficaria feliz porem, se varios outros grandes artistas brasileiros tivessem o mesmo reconhecimento popular como os citados acima pelo Victor Hugo.
    Feliz Natal.

    1. Abraço forte fortíssimo, meu querido e amigo de fé, Maurício. Feliz Natal para você e para a sua família. /// Vamos torcer positivo pela nossa querida Dilma. /// Valeu !

  7. Everaldo, escrevo este em retribuição ao seu comentário de 12:43: o último post do Blog da Cidadania propõe no título a pergunta: “Jesus é Petista ou Tucano ?” Muitos discorreram sobre o texto e um participante enviou essa: “Se Jesus voltasse certamente seria Petista, pois se fosse tucano jamais seria preso e a vontade do Pai não se cumpriria”. Abração, meu mano. Que em 2015 o Balaio continue contando com suas imprescindíveis e impagáveis participações.

    1. Com todo o respeito, caro Kotscho, mas nem o IBOPE velho de guerra concorda contigo… Bom Natal, velho. ////////////////////// E foi também a menor audiência da história do programa: 21 pontos no Ibope. Desde 2000, o Rei perdeu metade do público: de 41 pontos o Ibope desceu a 21.

      Vale destacar que, antes de 2000, as audiências frequentemente superaram 40 pontos.

      Abaixo, os índices a partir de 2000.

      2000 – 41 pontos
      2001 – 28 pontos
      2002 – 30 pontos
      2003 – 31 pontos
      2004 – 32 pontos
      2005 – 32 pontos
      2006 – 30 pontos
      2007 – 26 pontos
      2008 – 25 pontos
      2009 – 24 pontos
      2010 – 24 pontos
      2011 – 22 pontos
      2012 – 29 pontos
      2013 – 26 pontos

    2. …( falando sòzinho )…é brincadeira, o cara acha que meus comentariozinhos são impagáveis e ainda tem mulher oque o chama de queridão, e lhe manda grande beijo…que qui tá qcontecendo com as mulheres de hoje em dia ??? Eu sim é que tenho que lhe mandar um grande beijo.Grande beijo Vitão !!!

  8. Roberto Carlos é igualzinho ao Volks fabricado nos anos 60,70,80,90.Só mudava o ano,a cara era a mesma.Ricardo deve estar de porre até agora,pior que ele só porre de Sangue de Boi,garrafão de 5 litros.Tem coisa pior,é só lembrar de Gilmar Mendes,Joaquim Barbosa,Luiz Mato no Peito Fux,(a verdade é uma quimera)Azevedos,Nunes,Bonners,Pereiras,Garcias,Leitoas,Pondés,Jabors,Neumanes,Humbertos,Motas,Souzas,Sampaios,Nuness,Diass,Virgilios,Camposs(in memorium),Coutos,Imbassais,Buenos,Mendonças,Caiados,Bolsonaros, Villas,Magnollis,FHC’S,Serras,Aecios,Freires,Marinas,Everaldos,Fideliss,e outros menos votados.Duvido,incluindo aí os já citados,se tem coisa pior de que uma noite de Natal,assistindo a TV Globo, Roberto Carlos cantando o mais do mesmo(bicho,a piadas mais sem graça,que as de Ari Toledo,sensacional,felomenal,e outras coisitas mas),tomando um garrafão de 5 litros de vinho Sangue de Boi doce e quente, ovo cozido como tira gosto.Tem ou não tem Sr.Kotscho?

  9. Sempre me pergunto onde estava o cara em 1964.
    Isso vale para RC e para qualquer um.
    Dependendo da resposta, nem é preciso perguntar mais, coisa alguma.
    Simplista, sim; mas suficiente para errar menos.
    Da mesma forma pergunto em quem o cara votou em 1989.
    Da mesma forma, segundo a resposta, a conversa não tem seguimento.
    Simples assim; até hoje erro bastante, porque desde 64 e 89 o mundo mudo e as pessoas mudaram um bocado.
    E muita gente que não apoiou o golpe, nem votou em Collor, também meteu os pés pelas mãos desde aquela época. Isso está mais do que claro desde 2003.
    Mas que se erra menos, em amplitude e profundidade fazendo uso das duas indagações, isso também é pura verdade.
    Já quanto a RC, sempre achei um chato depois que mandou tudo para o inferno.
    Hoje, embora indiferente, não aguentaria o “tour de force” para ouvi-lo durante tanto tempo, sobretudo nesses especiais natalinos.
    Preferiria que as nossas teles homenageassem a nossa última Diva, a insuperável Bibi Ferreira.
    Quem a viu cantando Piaf e Sinatra, do alto dos seus 90(noventa) anos, durante mais de uma hora, sem intervalo, fica de boca aberta.
    Só no Brasil trata-se tão bem os medíocres, e tão mal as genialidades.
    Ah, “o Brazil não conhece o Brasil”….
    Em tempo, sem ofensas ao Kotscho que embalou suas alegrias com o “rei”, os meus sinceros votos de boas festas entre os seus entes queridos e um 2015 menos ruim do que o ministério da Dilma promete.

  10. E eis que venho ao “Balaio” e me deparo com um presente de Natal. /// Mais um texto ! /// Eu , que pensava que só iria ler texto novo dia 6 de janeiro, pude ler esse “presente natalino” : um texto sobre o Roberto Carlos. /// A trajetória do Roberto mostra que ele é um bom cantor e um excelente diplomata. Poucos souberam extrair, no tempo certo, as oportunidades pelo caminho. ///Depois da desclassificação do futebol brasileiro na Suíça em 1954, O Brasil ganha na Suécia e a população vê nisso a ligação inevitável entre as transformações trazidas com o governo de JK. Um sentimento novo surge com a mistura de música nostálgica, ao mesmo tempo romântica e com traços da batida do samba… Era uma bossa… Era uma “bossa nova”. //// O sucesso da bossa foi fulgurante, tendo, inclusive muita aceitação internacional. O bicampeonato de futebol , no Chile, em 1962, Maria Esther Bueno e a conquista da Palma de Ouro, em 1962, pelo filme brasileiro dirigido por Anselmo Duarte “O Pagador de Promessas”, em Cannes, foram o tempero necessário ao que hoje se denomina por “exposão musical”. /// Nesse caldo, surgem músicas de cunho social apresentadas em grandes “Festivais de Música”, principalmente os da TV Excelsior e TV Record. /// Houve vários, mas os líderes dessas composições se destacam nas pessoas de Sérgio Ricardo, Gilberto Gil, Chico Buarque de Holanda, Caetano Veloso, Geraldo Vandré, Teo de Barros, Torquato Neto, Heraldo do Monte, Airto Moreira e Hilton Acioli. //// Com a “revolução” ( golpe de Estado militar ), vem a maior difusão de cantores americanos de rock através e a criatividade inerente ao nosso povo faz surgir o “rock brasileiro”. Um dos principais incentivadores e articuladores do “rock brasileiro” na mídia foi o compositor e radialista Carlos Imperial que fundou em 1958 o “Clube do Rock”, no Rio de Janeiro, onde se apresentavam e se reuniam os amantes do rock em geral. Nesse clube iniciaram suas carreiras Roberto Carlos e Erasmo Carlos. /// O movimento intitulado “Jovem Guarda” , iniciado em 1965, com Roberto, Erasmo e Wanderléa foi uma decorrência natural do “Clube do Rock”. /// Portanto Roberto é tão conquistador quanto sedutor, pois ambos são dons de quem sabe ser diplomata. /// Termino, informando que gravei um vídeo de feliz natal ao “Balaio”, como um todo, e coloquei esse vídeo no You Tube, no meu canal: SERGIO GOVEA. /// Como não poderia deixar de ser, dedico este comentário natalino a: Roberto, Erasmo, Wanderléa, Os Vips, Ronnie Von, The Fevers, Renato e seus Blue Caps, Leno e Lílian, Jerry Adriani, Wanderley Cardoso, Sérgio Reis, Eduardo Araújo, Arthurzinho, Ed Wilson, Evinha, Martinha, Lafayette, Vanusa, Golden Boys, Deny e Dino, Sérgio Murilo, George Freedman, Trio Esperança, Os Incríveis, e à lendária TV Record . É isso aí. Feliz Natal a todos. Saúde e paz.

    1. Meus respeitos prezado Sergio. Seu comentario mostra bem o panorama da musica brasileira dos ultimos 50 anos. É uma explosão de criatividade. Tiro meu chapéu pros musicos do Brasil. Tem pra todo gosto. Gostaria de lembrar que o musico também precisa ir ao mercado fazer compras e sustentar sua familia. Vivemos em um país capitalista e todos nós temos de vender nossas habilidades pra ter o pão de cada dia. Grande abraço. Feliz Natal.

    2. …bacana Sérgio…bacana. Fui lá em seu canal, adorei, voltarei nele outras vezes. Tentei deixar um comentário, porém a página de comentários não abria em meu PC. Parabéns também pela filha linda que tem. Feliz Natal.

    3. …uma das diferenças mais marcantes entre uma pessoa de esquerda e uma pessoa de direita é a seguinte: Quando uma pessoa de direita vê alguém se embriagando, drogando, a vê como um irresponsável, um fraco, ou como alguém que curte o que o seu dinheiro pode lhe proporcionar; quando vê um intelectual esnobando seus conhecimentos o tem como modelo a ser seguido pelo filho, quando vê as igrejas lotadas de fiéis, vê ali pessoas ordeiras cultuando o seu Deus; o de esquerda quando vê idênticas situações, vê ali pessoas tão frágeis quanto ele, buscando subterfúgios para suportar suas solidões interiores, suas angústias existenciais e emocionais, e por isto se solidariza com elas. Meu querido irmão Vitor Hugo, estava em algum lugar do rascunho da Bíblia e que alguém esqueceu de transcrever , que Cristo era de esquerda, pois ninguem de direita multiplicaria os pães para alimentar, de graça os pobres, e seu Pai, um esquerdopata convícto pois poderia ter colocado o coração do lado direito, né não ???. PS. gosto de ver estas palavras que aparecem para a gente enviar os comentário e comparar com o que acabamos de escrever, agora surgiu “caim agarre”, pode ???

  11. Caro Kotscho,é verdade que gosto não se discute,mas se ao invés de jornalismo politico,você tivesse escolhido “crítica musical” com certeza estaria passando sérios problemas financeiros.
    De resto é desejar um feliz natal e próspero ano novo a todos e que venha 2015 com muita PAZ E SAÚDE.

  12. Pra quem gosta de musica romântica vai ai uma dica: entrem no site da Celia Vaz, e confiram o arranjo feito por ela para a musica “Razão de Viver” (Eumir Deodato/Paulo Sergio Valle), na voz da indescritível, sensacional Wanda Sá. Não me responsabilizo pelas travessuras do casais apaixonados!

  13. Engraçado… Mas tive a sensação oposta do nosso Mestre e Gurú Kotscho. Mas, cada cabeça uma sentença e se eu acho que RC está mais chato e decadente do que nunca mas RK acha o contrário, a razão com certeza está com ele. Bom Natal a todos…

  14. Kotscho e amigos, entristece muito ver que o Brasil não sabe reverenciar seus cidadãos verdadeiramente ilustres. Mas é Natal, então, em homenagem aos Balaierios, em especial a Marita Cavalcanti, publico abaixo este poema do Mestre Victor Hugo (Victor-Marie Hugo – 26 de Fevereiro de 1802, Besançon-França / 22 de Maio de 1885, Paris-França)

    O Homem e a Mulher ///

    O homem é a mais elevada das criaturas;/
    A mulher é o mais sublime dos ideais./
    O homem é o cérebro;/
    A mulher é o coração./
    O cérebro fabrica a luz;/
    O coração, o amor./
    A luz fecunda, o amor ressuscita./
    O homem é forte pela razão;/
    A mulher é invencível pelas lágrimas./
    A razão convence, as lágrimas comovem./
    O homem é capaz de todos os heroísmos;/
    A mulher, de todos os martírios./
    O heroísmo enobrece, o martírio sublima./
    O homem é um código;/
    A mulher é um evangelho./
    O código corrige; o evangelho aperfeiçoa./
    O homem é um templo; a mulher é o sacrário./
    Ante o templo nos descobrimos;/
    Ante o sacrário nos ajoelhamos./
    O homem pensa; a mulher sonha.
    Pensar é ter , no crânio, uma larva;
    Sonhar é ter , na fronte, uma auréola.
    O homem é um oceano; a mulher é um lago.
    O oceano tem a pérola que adorna;/
    O lago, a poesia que deslumbra./
    O homem é a águia que voa;/
    A mulher é o rouxinol que canta./
    Voar é dominar o espaço;/
    Cantar é conquistar a alma./
    Enfim, o homem está colocado onde termina a terra;/
    A mulher, onde começa o céu./

    1. graaande Vítor Hugo ( ambos ). Pois é Vítor, outra diferença entre o cara de esquerda e o cara de direita é que o direitão destesta poetas abomina a poesia, já os de esquerda amam a poesia e reverencia os poetas.A poesia é o alimento da alma,e isto explica porque são uns isto são uns desalmados.

  15. Pela ré da carruagem, nessa noite de terça, Mestre balaieiro certamente chegou em frente ao portão. Desde que o proíbem fumar e resolve desejar que tudo mais vá pro inferno, Roberto Carlos passa a ser o PMDB da musica popular brasileira. Faz tudo sempre igual em termos de composição, aparece apenas a cada eleição, digo, final de ano, para garantir participação e recursos à vida que segue, conseguindo assim, fugir da fadiga e permanecer sempre nas paradas, com sucesso.

  16. Caro Ricardo,
    Sou seu admirador incondicional, por sua postura política, profissional, moral e intelectual. Mas ser fã de Roberto Carlos e de Moacir Franco, é dose. Mas, afinal, ninguém é perfeito.
    Feliz Ano Novo.

  17. Pra mim, nem uma coisa nem outra. É um chato, que já deu tudo o que tinha de dar, e ainda insiste. Segundo Zé Simão, Roberto Carlos cantou “Jesus Cristo, eu ainda estou aqui”

  18. Eu também sou fã do RC, desde quando ele apareceu. Eu era criança ainda mas adorava o RC. Só não acompanho mais com tanta assiduidade sua carreira mas continuo fã de suas músicas antigas do tempo da jovem guarda e de sua fase mais madura. Só não me perguntem sobre suas últimas músicas pois, sinceramente, não sei nada sobre elas. Fiquei sabendo do fiasco de sua campanha publicitária, nada convincente, com a Friboi. Mas ninguém é perfeito, né? RC terá sempre um espaço no meu coraçãozinho e pra mim ele será sempre um sedutor de primeira. Valeu, RC! E quero que toda a oposição a Dilma “vá pro inferno”! E dia 1o. de janeiro estarei lá na posse de Dilma, de corpo ausente mas de coração presente. E que estejamos todos espertos para desarmar toda e qualquer tentativa de golpe contra seu governo. Vai ser a força das redes sociais, cada vez mais presente e pulsante para apoiar o governo PT. Valeu Dilma! Valeu Lula! E VIVA O PT!

  19. Tenho a mesma doença de Nezinho do jegue. Quando estou lucido não gosto do RC. Quando estou de porre como agora, peço licença a todos para cantar no Balaio: “quando eu estou aqui/vivendo este momento/lindo….
    Eta mundo véio.

  20. Ai, Kotscho: que vinho é esse que você tomou? Da pior qualidade. Roberto Carlos não passa de um chato de galochas, como se dizia no meu (nosso) tempo. Duvido que a Madame aí goste dele. Por favor, esquece comentários sobre música de 2015 em diante. Feliz Ano Novo!

  21. “Ricardo,para mim *esse Senhor não é um sedutor e nem um conquistador*.”
    Até que *eu* gosto de umas musiquinhas dele,só não gosto de vê – lo cantar ou seja de vê -lo no palco ou algo que o valha.rsrsrs….

  22. Caro Ricardo, quero sugerir um tema: estrelas do futebol de hoje e as meninas que adoram estes atletas (antigamente chamadas de “Marias Chuteira”), comparando-as ao futebol do “insuperável’ Didi e sua Guiomar, que com todos os preconceitos acompanhou a Copa de 1958 na Suécia.

  23. Quer dizer Ricardo,que não conta Roberto Carlos unha e cutícula com a Ditadura Militar.O pau cantava e cantava feio nos porões das trevas,Roberto Carlos foi chamado para falar sobre o que achava,cinicamente respondeu “sou Vasco da Gama”.Nunca esqueci isso.A Globo exibiu uma mini série sobre Tim Maia.Nelson Mota,até hoje ainda não entendi porque tornou-se um Lobao II,deve ser pelos mesmos motivos deGabeira,atuou como âncora da mini série.Por mais que tentasse,não consegiu esconder que Roberto Carlos nunca ajudou quem quer que seja.Tim Maia morreu xingando ele,tudo que é nome impublicáveis.Disso eu sei.Sou fã de Tim Maia.Roberto Carlos e Bush Junior,não tem diferença,ambos da extrema direita religiosa.Roberto pertence à extrema direita da democracia cristã italiana.

  24. Aliás tenho uma sugestão.O pau cantou entre Martha Suplicy,uma sociopata,Ana Holanda,uma inocente inutil, e Juca Ferreira,o desmantelado,ex’s e atual Ministro da Cultura.Para acabar essa baixaria toda,Roberto Carlos para Ministro da Cultura.Entre mortos e feridos,salvariam-se todos.Menos eu.

  25. ´Magina!
    Nao, dermeval e amigos. Era apenas desejavel e bom teria sido que ele se tivesse somado a resistencia ou a pontos emblematicos dela. Até foi pedido isso ocasionalmente. Nao aconteceu, tem mil variaveis, sei lá nao podemos sentenciar…
    Porem isso nao deslustra em nada sua qualidade e meritos de artista, sua ascençao pelas veredas do entretenimento das multidões e seu show biz. E sua irrenovavel mesmice.Tem muita gente que apreciava e aprecia.

  26. Augusto 2,me refiro ao caráter dele.Segundos alguns,de péssima qualidade.A última dele,aprontou bonitinho para cima de Chico,Gil e Caetano(esse é parecido com ele,se merecem),e uma penca de artistas menos votados,sobre esse negócio de direito autoral.Na hora que a jiripoca piou,saiu de fininho,deixou a turma com a brocha nas mãos.A turma chiou feio.Tem um cifrão nos olhos.Alem do mais é um autoritário por natureza,nunca deixou que se publicasse nada a seu respeito,exceto as missas encomendadas.Dificil,muito difícil,dificílimo,separar o homem do artista.Pelo menos para mim.

    1. Pois é, meu caro Enio, mais um ano que se vai, e não volta.
      Cada ano que passa, pra mim dá uma sensação de vitória e renova as esperanças de que o próximo seja melhor. Tem sido assim.
      A partir de amanhã, começa tudo outra vez.
      Forte abraço,
      Ricardo Kotscho

    2. Olha o ato falho:
      “A partir de amanhã/vou fazer o café pra nós dois….”
      “Começa tudo outra vez/você foi, o msior dos meus casos…”
      O RC é subliminar. Entranha no subconsciente.
      Abraço.

  27. Se chorei ou se sorri , o importante que emoções eu vivi. Estive na posse da Dilma e me lembrei de todos vocês. Um abraço a todos e Feliz 2015 .

  28. Esse comentário de Mauiricio(04/01/15 as 09:03), me doeu na região situada entre o fígado e alma,como diz o não menos importante Mino Carta.Se está de gozacao não sei.Jesus Cristo,que RC adora tanto,quando crucificado,disse ” Meu reino não e desse mundo”.Nem o meu,com certeza.Aproveito para desejar a Ricardo,Mariana e toda família,um ano novo com saúde,paz e prosperidade,sem deixar de registrar que,o último comentário de Ricardo do ano que já foi tarde,também me doeu na região situada entre o intestino e além d’alma.Essa é da minha lavra.

    1. Peço desculpas, prezado Dermeval. Foi apenas uma brincadeira com o Ricardo.
      Porem, meus comentários referem-se ao artista e não a pessoa. Apesar de não ser seu fã, reconheço nele muitas qualidades como cantor e compositor. Como musico, sou obrigado, sempre a observar o trabalho do artista.
      Abraço.

  29. Meu ultimo comentário foi guilhotinado,porque não disse amém a quem gosta de Roberto Carlos.Ou vamos por assim dizer,fiz uma crítica ao comentário de Ricardo,cheio de elogios ao RC.Comecamos otimamente 2015.Nao sabia que,contrariando o comentarista do blog,a tesoura come solta por aqui.Por essas e outras,aposto minha cabeça que “esse ano não vai ser igual aquele que passou”,vai ser pior.E eu aqui,perdendo meu tempo,falando de um dos piores caráter da música brasileira.Falam tanto de Roberto Marinho,por ter sido um sido um sustentáculo da Ditadura Militar,inclusive eu e Ricardo,mas o outro Roberto,o Carlos,façamos de conta que ele só é vascaíno.Diria um outro do outro,faz sentido.Um horror.

  30. Ricardo,me permita invadir o espaço de Roberto Carlos.A Veja,quero dizer a Editora Abril,foi cortada ao meio.A metade do prédio que ocupava,foi devolvido ao fundo de pensão Previ,proprietaria do monstrengo.Eu que pensei errado,que 2015 ia ser um ano ruim.Taí uma excelente noticia.Até o final do Governo Dilma,entregam a outra metade,e aí, era uma vez uma Veja.

  31. Ricardo,estou ansioso,bota ansioso nisso,esperando seu primeiro comentário do ano,que espero seja sobre esse ministério de Da.Dilma.Por incrível que possa parecer,sobre esse assunto,tenho minha resposta na ponta da língua,aliás das mãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *