Nelson tinha razão: idiotas estão perdendo a modéstia

Nelson tinha razão: idiotas estão perdendo a modéstia

“Existem situações em que até os idiotas perdem a modéstia”.

A imortal frase acima, claro, não é minha, mas do grande Nelson Rodrigues, que morreu em 1980, e não sabe o que perdeu de lá para cá.

Vira e mexe meu amigo Nelson Jobim cita esta frase do seu xará ao comentar os assuntos da semana nos nossos encontros aos sábados aqui no boteco da esquina de casa.

Nunca, porém, esta perfeita definição de Nelson Rodrigues pôde ser tão bem aplicada como na participação do candidato Levy Fidelix no debate entre presidenciáveis promovido pela TV Record na noite deste domingo.

Antigamente, nos tempos de Nelson Rodrigues, estes tipos eram mais discretos, andavam pelos cantos, raramente se manifestavam e jamais se candidatariam a presidente da República.

A participação deste e de outros nanicos folclóricos na atual campanha presidencial serve apenas para demonstrar a falência do sistema político-partidário-eleitoral no nosso país. É triste e preocupante.

Quem já escreveu tudo a respeito deste deprimente episódio foi meu colega Marco Antonio Araújo, em seu blog “O Provocador” (ver link), publicado nesta segunda-feira, aqui mesmo no R7. Está lá tudo o que eu gostaria de escrever sobre o assunto.

Não vou nem repetir o que o homofóbico presidenciável disse no debate. Quem tiver estômago, pode ver a barbaridade neste link:

26 thoughts on “Nelson tinha razão: idiotas estão perdendo a modéstia

  1. Discordo com o seu posicionamento ao aplicar a frase de Nelson Rodrigues somente ao candidato Levy. Deveria generalizar: todos são idiotas. Como nunca fui omisso no processo eleitoral sucessório, devo votar no menos pior, em razão de ter mais chance de governar este País com menos corrupção. O nível dos candidatos bate bem com o nível de nosso futebol.

  2. Não vi ele falar nenhuma mentira, pode ter sido de forma grosseira, mas é o que mais de 90% da sociedade pensa. Ser contra o casamento homossexual não é estimular a violência, não sou a favor, nem por isso tenho qualquer sentimento que ultrapasse o respeito a escolha deles. Numa democracia, sua essência está na escolha da maioria, se fizermos um plebiscito sobre o assunto veremos que a maioria esmagadora do povo brasileiro não concorda, então que se cale a minoria.

    1. Esse é um pensamento autoritário incompatível com a democracia.
      Calar as minorias, quando elas não desrespeitam os princípios democráticos, é o que as ditaduras fazem.
      Na verdade, é isso que as diferencia. Pense nisso…

    2. Nao Joao Almeida. O Juares tem razao nessa. O próprio conceito de democracia direciona para a “vontade da maioria”. Nao há possibilidade de consenso. Você pode argumentar sobre a forma como o problema é colocado, a falta de conhecimento (ou ignorância) do povo para decidir a questao etc como fatores de viés na decisao da maioria. Mas estas limitacoes significam outra questao. Em uma visao realista a decisao deve ser tomada com o povo existente, ignorante ou nao..pense nisso.

  3. Companheiro Ricardo Kotscho. Muito boa a sua lembrança a respeito da frase do saudoso Nelson Rodrigues.Não é possível que partidos sem nenhuma estrutura possam competir com partidos que já estão na estrada há muito tempo. As regras precisam ser mudadas. O candidato em tela, e o pastor Everaldo não possuem nenhuma condição para disputar o cargo mais importante da República. Levy Fidelis merece ser processado pelo desrespeito que protagonizou.

  4. Jornalista, me diga o que tem de irracional em afirmar que “aparelho excretor não reproduz”? até um homossexual sabe disso. Agora defender a normalidade disso ultrapassa a razão e a bioética e fixa o homem nas margens da dor e da emoção puramente sensacionalista.

    Nem o original Hedonismo grego aceitaria a condição homossexual na questão do sexo, mas no máximo na prática da amizade. O hedonismo grego é a busca do prazer em desencontro da dor. Vemos o que na atualidade em meio a homossexualidade? Busca do prazer com dor! Isso é normal? Tão normal que precisam de instrumentos artificiais pra reduzir a dor anal, onde somente há um tecido fino anti-deslizante, cheio de vasos sanguíneos e sem sensores de prazer sexual.

    Agora falta dizer que a ciência é homofóbica, sinceramente. É a verdade, nua e crua. Queria você ou não, é assim. Falando isso, eu não toquei num fio de cabelo de homossexual, e ninguém saiu chorando. Se chora, é porque ainda habita na idade da pedra, onde nem Filosofia existia e consequentemente, a ciência.

    1. ….kkkkkkk…nunca ri tanto, doidura geral, meu deus do céu, kkkk…nem o Balaio tá mais imune. Eu avisei lá atrás, vai faltar Rivotril e Lexotam domingo a noite após a apuração. Em Brasília um direitão surtou, fez um refém e quer a renúncia da DILMA, diz que vai explodir a rodoviária, o aeroporto e o escambau, se brincar o mundo,…kkkk…deus tenha compaixão destes infelizes.

  5. Kotcho, bingo………o minerin que gosta de fazer dobradinha com Levy para detonar a “guerrilheira” Dilma, sentiu o “preju”, e ja saiu com uma nota repudiando o desastrado, deixando Marina pendurada na broxa com Malafaia.

  6. O pensamento dele é o mesmo de muitos evangélicos, e de um segmento dos católicos que vem crescendo bastante, também dos radicais conservadores de todas as cores. Ele não fez nenhuma ofensa (Chegou perto). É a liberdade de livre opinião e manifestação que a constituição garante. Choca e dá nojo, mas tem um monte de gente que pensa exatamente como ele. O pior, é que quando precisam desse tipo de gente, políticos de todas as cores não sofrem nenhum mal estar em aparecer abraçados com essa escória.

  7. Mestre, boa noite,
    assisti ao debate desse domingo. Novamente percebi que uma Dilma meio truncada, sobretudo, quando o assunto foi corrupção. Não dá pra entender por que ela não cortou o Aécio com o as chaves do aeroporto de Claudio. Acho que passou da hora da Dilma questionar a suposta honestidade do tucano, já que ele gosta muito de acusa-la de ser mole diante dessa praga secular. Basta a Dilma perguntar se o Aécio não viu que a obra de vinte milhões da construção do aeroporto era nas terras da família, publicamente.
    Dilma tem que aproveitar quando a Petrobrás for invocada, para dizer dos milhões de empregos criados na indústria naval de norte a sul do Brasil, graças à empresa estatal.

  8. Mestre Ricardo,

    acho que passou da hora da Dilma assumir o compromisso com nossas crianças, dando a elas o direito de uma educação civilizada e competitiva. Pois os governos estaduais e prefeitos não tem força e nem interesse de dar as nossas criancinhas, filhas de diaristas, mecânicos, pedreiros, garis etc, uma educação verdadeira.
    O dia que isso acontecer, tenho certeza que será a maior e melhor forma de distribuir renda.

  9. A OAB já entrou com pedido de cassação da candidatura de Levy Fidelix junto ao TSE por causa de suas declarações homofóbicas no debate e a Luciana Genro do PSOL e Eduardo Jorge do PV também entraram com representação contra ele. Perdeu a compostura sr. Levy Fidelix. Espero que nunca mais se candidate a coisa alguma.

  10. Bom dia Ricardo, bom dia petralhasbalaieiros, estou aqui fazendo um cafèzinho maneiro para sair pro meu corpo-a-corpo com os eleitores que moram em um conjunto de chácaras vizinhas a uma que temos há uns quarenta quilômetros daqui, chegou a hora da onça ( DIL
    MA) beber água. SAI DAFRENTETUCANALHAS, BANDO DEvVAFABUNDOS.’

  11. Como pode um candidato ao mais alto posto do país baixar tanto o nível de um debate?Lamentável. Aproveitando a oportunidade a tucanada viram ontem , aqui em Brasília, como se comporta uma polícia bem equipada e prepara. Haja calmante para esses malucos Sr. Everaldo.

  12. Prezado Kotscho: Pelo visto não vamos ter o aerotrem. Segundo a Folha de hoje, 30/09/2014, “Para a OAB, as declarações de Fidelix no debate configuram crimes eleitorais e contra a paz pública, o que é passível de punição com a cassação do registro da candidatura.”

  13. Eu penso que este mote (motivo) não deveria nunca fazer parte de campanha para as eleições. Cada qual que faça da sua vida o que quiser, e isto, é só para começar qualquer discussâo. Religião, cor dos olhos ou da pele não tem nada a ver com administração, já o bem estar social elimina a pobresa, a fome, a segurança, a saúde, a educação. O progresso é a ferramenta do país porque é dele que vem este bem estar social que se resume em trabalho. Se eu fosse candidato, jamais discutiria este fato e simplesmente porque se trata da vida intima de cada cidadão e para isto há pessoas especializadas neste assunto e presidente tem outras atribuições muito mais importantes que este tema e incluo nisto também o aborto. O povo só obterá solução dos problemas que os aflige quando houver oportunidades de trabalho, bons salários a mão cheias em todos os campos da vida social e a isto menos o comportamento isolado de cada indivíduo que deverá se curvar perante a lei, roubou, cadeia, matou, cadeia, desrrespeitou a Constituição, cadeia e assim por diante simples assim. Todo cidadão tem por obrigação, cooperar para o progresso da nação e estar ciente que só a partir daí é que começa a colher os frutos da sua boa conduta na sociedade. Este candidato deveria isto sim, deixar de discutir estes fatos o propor ações para tirar este povo sofrido, carente, dos recursos que o trabalho proprciona mas um trabalho cheio de justiça e honestidade entre quem o opera dos dois lados, o capital e o trabalho propriamente. Então para mim esta discussão não leva a nada porque se trata da vida social comportamental de cada cidadão que se traduz em simples balela e trololó. Há coisas muito mais importantes a tratar e precisa ser discutida.

  14. Infelizmente, a inestimável liberdade de expressão não tem como lidar com o mau gosto e a ignorância ululante.
    O preço da liberdade de expressão é exatamente igual ao da nenhuma censura, ou, o bordão clássico dos 60….”é proibido proibir”.
    Bem, como diria Tancredo, quando decidiu atravessar o Rubicão e fazer do Colégio Eleitoral o campo de batalha para derrotar Paulo Maluf, logo após a derrota da Emenda Dante de Oliveira, conhecida como a Emenda das Diretas Já: “…….agora é tapar o nariz”.
    No caso do candidato inominável, além do nariz, os ouvidos também devem entrar em recolhimento compungido.

    1. Srª. Debora. Concordo com a senhora quando afirma que “ele tem esse direito garantido por lei”. Sem dúvida. A constituição brasileira só não garante o Respeito que deveríamos ter para com o direito do cidadão quando às suas opções. O respeito, minha cara Senhora, é intrínsico do ser humano.

  15. E’ a era dos anões buscando os seus minutos de fama na TV! Sou totalmente contra a censura, mas acho que “está na hora de se criar multas”, para muitas coisas. O nanico candidato Levy Fidelix, fez um comentário grosseiro e desnecessário, mas isso também não dá o direito de outros candidatos nanicos, porém com estatura maior que ele, de usarem o horário eleitoral para promover o homossexualiasmo, ao invés de apresentarem propostas para melhorar a vida de todos os brasileiros. A Record fez 2 bons debates nesse final de semana, mas infelizmente os candidatos não aproveitaram, ficaram mais preocupados em fazerem performances na TV do que em mostrar propostas. O Alckmin, por incrível que pareça, conseguiu aos 45 minutos do segundo tempo, se sair bem, por causa da “lambança” que o Skaf e o Padilha fizeram, onde o Skaf ao invés de perguntar e provocar um confronto com o Alckmin, preferiu direcionar sua pergunta ao Padilha; que por sua vez também não fez a sua pergunta ao Alckmin, e acabaram levando pra casa, a frase imponente do Alckmin de que: “os adversários se queixam da falta de debate com ele, mas quando têm a oportunidade não fazem perguntas a ele”.- E ninguém teve a coragem de falar do PCC! Já no debate dos presidenciáveis, a Marina fugiu do assunto: “dar explicações” e o Aécio fugiu do tema “corrupção” quando a Dilma o chamou pra “conversar”.

    1. Esqueceram também de falar do gravíssimo problema de racionamento d’água. Depois das eleições voces verão a chiadeira das torneiras secas. Mas até aí, já não adiantará chorar, as eleições já terão passado, portanto diz o ditado sapientíssimo: “Águas passadas, não movem moinho” e o governador reeleito fará este povão dançar “o miodinho”. Pensem muito nisto srs. eleitores, temos algumas horas para raciocinar direito. Se ODEIAM O PT, não votem no Padilha, mas façam uma renovação, chega de mesmices. No primeiro turno vou de Padilha mas se ficarem Geraldo e Scaff, pro segundo, vou ANULAR meu voto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *