Por que índígenas são contra Copa? Fracasso gera conflito

Por que índígenas são contra Copa? Fracasso gera conflito

Por acaso alguma aldeia indígena foi derrubada para a construção dos novos estádios da Copa? Então o que aqueles índios armados e vestidos a caráter fantasiados para a guerra estavam fazendo lá? Nas imagens do confronto entre manifestantes e a PM nesta terça-feira em Brasília, destacam-se indígenas nativos apontando seus arcos contra os policiais, em frente ao Estádio Nacional, deixando um deles ferido. O autor do disparo foi preso e solto, logo em seguida, porque índios são inimputáveis.

A covardia dos organizadores do “Comitê Copa Pra Quem”, mais um protesto fracassado a duas semanas do início do Mundial, só pode ser comparada à da bandidagem organizada que utiliza menores para praticar crimes que ficam impunes. Como são ignorados pela população, e já não conseguem organizar grandes atos, os líderes anônimos destes vândalos agora convocam outras “categorias” para engrossar suas manifestações.

Em Brasília, de acordo com a PM, não havia mais do que mil pessoas no auge do protesto, sendo que 300 eram índios. A eles se juntou um punhado de sem-teto e, pronto, estava montada a baderna que paralisou a capital do país bem hora em que os trabalhadores tentavam voltar para casa no final da tarde.

Com o confronto armado na tentativa de invadir a área do estádio, voaram bombas de gás lacrimogêneo, de um lado, com a cavalaria da PM à frente, e paus, pedras e flechadas, do outro. Para quem quer se aproveitar da Copa no Brasil com o único objetivo de criar um clima de medo e insegurança na população, e detonar a imagem do país lá fora, foi mais um prato cheio.

Se o objetivo dos caciques era protestar contra mudanças na demarcação das terras indígenas, por que não fizeram seu protesto diante da Funai ou do Ministério da Justiça? Quem os levou a pegar uma carona no protesto contra a Copa? Ou aconteceu tudo por acaso? A este cenário de guerra juntam-se as greves selvagens que pipocam nos transportes e no ensino públicos, deixando a população a pé e os estudantes sem aulas, na antevéspera do início da Copa.

Quem ganha com isso?

 

 

 

 

 

 

 

36 thoughts on “Por que índígenas são contra Copa? Fracasso gera conflito

  1. Imagina Kotscho, deixa de ser maldoso, foi pura coincidência kkkkkk. Sem querer os índios foram pro endereço errado. Disseram pra eles que o estádio era a FUNAI. E eles acreditam pq índio no Brasil não tem acesso à internet, carros de luxo, TV paga, roupas de marca!!! Ironia a parte … só cego que não enxerga o que está acontecendo. TV Globo bate pra derrubar PT, mas assopra pra lucrar com a Copa.

  2. E’ facil entender isso, porque os indios que eram PUROS E INGENUOS na epoca do descobrimento do Brasil, começaram a conhecer melhor o homem branco e os seus mais nefastos costumes . Os presentinhos que os indios trocavam por ouro, agora viraram SUBORNOS EM TROCA DE PROTESTOS. Assim como se questiona porquê os indios estariam contra a copa, pode se questionar, POR QUE OS INDIOS SERIAM CONTRA A USINA DE BELO MONTE, que também não atingirá as terras indigenas, e LEVARÁ HOSPITAIS tanto aos indios como aos moradores das cidades proximas, que anteriormente eram obrigados a se deslocarem por cerca de 5 dias para conseguirem um atendimento medico. Aqui em São Paulo, por INCRÍVEL QUE PAREÇA TEM UNS INDIOS de verdade, que vivem na saida para Santos, e PASMEM: No mês passado eles foram fazer um protesto para a DEMARCAÇÃO DE SUAS TERRAS. No entanto, ao invés deles irem protestar NO PALACIO DOS BANDEIRANTES, cerca de 10 quilometros da aldeia deles, contra o governador Alckmin do PSDB; foram protestar no centro proximo a prefeitura, cerca de 30 quilometros da aldeia deles, contra o prefeito Haddad do PT. Dá pra acreditar que os indios não conheçam o Alckmin que está ha mais de 20 ANOS NO GOVERNO DE SÃO PAULO, e conheçam o Haddad que está ha 1 ano e meio na prefeitura? A justiça precisa agir logo, para não deixar que a mesma pratica implantada pelos MOTORISTA MERCENARIOS, que agiram a revelia da Lei, se torne UMA PRATICA DE CAMPANHA ELEITORAL, ao invés das PROPOSTAS DOS CANDIDATOS. Eh’ ACABOU O TEMPO DA INGENUIDADE DOS INDIOS. Tomara que eles resolvam ir: ao SBT, à REDE TV e à VEJA; para cobrar direitos autorais da imagem do indio da TV TUPI.

  3. Segundo o ministro da justiça, José Eduardo Cardozo, “(…) temos a sensação de que os protestos não serão como os de junho passado”. Não leu a dialética de Heráclito e prefere o vazio da retórica. Acho normal os protestos, pois há quem aprove e quem seja contra. A grande imprensa que é contra o governo do PT e fatura no evento não teve peso nas últimas três eleições e, se os governantes aprenderam, devem continuar contemplando segmentos sociais pobres e miseráveis, pois o eleitor vota em quem age concretamente e o contempla no seu cotidiano, portanto, não há formação de opinião jornalistica que diga em quem o eleitor deve votar. Fernando Haddad venceu com apoio de Lula, mas também graças ao desgaste de José Serra que mentiu (debochou) do eleitor renunciando ao cargo para ascender politicamente. No governo Dilma, quantas terras indígenas foram homologadas? quais são as ações governamentais para contemplar os indígenas? O momento é dos oportunistas que aproveitam a visibilidade do país para se manifestarem e a imprensa – que vive de manchetes – aproveita pra faturar financeira e politicamente contra o governo do PT. Politicamente, a sociedade brasileira pode aproveitar o momento da Copa pra revelar a fragilidade e ausência (até indiferença) de significativa parcela do Estado pelo contribuinte. Ontem vi alguns comentários (blog do Juca kfouri) sobre uma expressão de um componente do comitê organizador local da copa, Joana Havelanche, dizendo “o que tinha de ser roubado já foi roubado”. Onde estão os procuradores que são pagos pra proteger a sociedade de ladrões? Se essa senhora afirma (em tom de deboche) publicamente ato desses de roubo é porque ela deve saber o que está dizendo. Os protestos não são exclusivamente contra a copa, mas contra a indiferença de pessoas que são pagas (e muito bem pagas) para nos proteger e não o fazem: o que aconteceu com o procurador federal que arquivou a solicitação de investigação acerca do cartel do metrô de São Paulo? Indiferença e impunidade são dolosas à sociedade que trabalha e sustenta o Estado constituído por pessoas que não agem ou por má fé, ou por incompetência ou por razões misteriosas.

    1. “Ontem vi alguns comentários (blog do Juca kfouri) sobre uma expressão de um componente do comitê organizador local da copa, Joana Havelanche, dizendo “o que tinha de ser roubado já foi roubado”. Onde estão os procuradores que são pagos pra proteger a sociedade de ladrões?” Caro Dalvo… A fala da moça foi inteiramente descontextualizada. Ela proferiu a frase acima, tentando explicar a uma repórter a razão de Ronaldo Fenômeno ter se bandeado pros lados de Aécio. Não justifica, mas explica… E quanto ao Blog do Juca Kfouri, muito cuidado. Ele é aquele mesmo que às vésperas das “primárias” tucanos de 2010, estampou em sua coluna “esportiva” que Aécio Neves tinha o mau hábito de bater em namoradas. Ou seja… como todo Serrista enrustido, Juca está procurando alguma luz para continuar fazendo o que sempre fez, política demotucana (mal) disfarçada de esporte.

  4. O nosso querido jornalista deveria saber então que o mesmo direito que ele tem de expressar em jornais ou qualquer outro tipo de mídia os Indígenas também tem o mesmo direito. Ou eles não são Brasileiros? O melhor eles tem a coragem que muitos não tem.

  5. Prezado Kotscho: Pelo que andei lendo nos jornais essa sua colocação está certa: “A covardia dos organizadores do “Comitê Copa Pra Quem”, mais um protesto fracassado a duas semanas do início do Mundial, só pode ser comparada à da bandidagem organizada que utiliza menores para praticar crimes que ficam impunes. Como são ignorados pela população, e já não conseguem organizar grandes atos, os líderes anônimos destes vândalos agora convocam outras “categorias” para engrossar suas manifestações.” Assim, como diria a minha avó, “com o tacape dos outros é fácil”.

  6. A pelegada governista, morta de medo diante das lutas populares, já não esconde seu palavreado criminalizador e pede abertamente a repressão. Lacaios da burguesia, escribas da plutocracia, parasitam a população e ficam felizes em poder defender seus amos. O povo continuará nas ruas, para seu desespero.

    1. Leopardo, a noite todo gato é, não faz me rir que, na tentativa de atingir o Mestre, esse punhal de extremo pandego militante, enfiado até o cabo entre as minhas costelas, sem que eu queira ou consinta, doem quando rio. Não sei se também espirrei por, “pelegada governista”, “lacaios da burguesia”, “escribas da plutocracia” e “defender seus amos”, dado o volume de pó e mofo, acumulados pelo tempo que certamente não viveu. Mas tenho plena certeza que terminei a leitura gargalhando desbragadamente pela substantiva, “O povo continuará nas ruas, para seu desespero”, destinada a ferir de “morrer de rir” nosso mestre balaieiro. Assustadora a coisa, hein, Mr. Chance? Tem revolucionário imaginando fincar bandeira na queda da Senzala, patrocinado pela bastilha da Casa Grande. Não é nem mais o samba do militante doido, é o cerebelo aos pinotes, em convulsão pró-pular, sem interruptor.

    2. Tem razão parasita da Casa Grande, “o povo continuará nas ruas” !!! Inclusive elas já estão sendo pintadas de verde e amarelo para isso !!!

  7. Lembrando que os índios desembarcaram de TAM no expandido Aeroporto JK, que passou a contar com 28 novas áreas de embargue, antes eram apenas 13. Mas isso não vem ao caso, o que me pergunto é como eles pagaram estas passagens? Eles compraram via internet lá na aldeia?
    Eles se juntaram ao um pessoal oportunista (classe média estudante da UnB) que comanda o MTST aqui de BSB, que utilizam um discurso sério da moradia pra ficar causando confusão sem sentido. Hoje em Brasília tem dois programas de habitação: Minha Casa, Minha Vida e o Morar Bem, só que é burocrático, é. Mas se não for, vira bagunça! Ou seja, eles são desonestos, porque se fossem sérios estariam fazendo um acompanhamento destes programas, e se eles estão atingindo a população carente.
    O agravante é que esse pessoal oportunista e irresponsável do MTST, vem da periferia de Brasília (Sol Nascente – Ceilândia) com 8 ônibus lotados (quem paga? eu FRAGO quem paga!) , recebem um lanche (me lembra a época dos comícios do Roriz!) e fazem questão de trazer o máximo de crianças, idosos e mulheres pra serem escudos e se fazerem de vitima quando buscam o confronto com policia.
    Ontem, se junto lideranças desonestas e hipócritas, com ingênuos úteis e gente muito humilde que são usados por estas lideranças.

  8. Calma Mestre, tudo tem seu lado bom, agora faltam apenas, os religiosos, os flanelinhas, os padeiros, os feirantes e Joaquim Barbosa para fechar o mês. Em junho vem a Copa e junto, os black blocs, o PSTU, o PSOL, os Sem Tudo e quem mais puder e vier, e assim prosseguiremos até 05 de outubro, quando acontece o inicio da cerimônia de adeus à Casa Grande, com a reeleição da presidenta, após a catarse do manifesto democrático, livre, leve e solto, pelo Brasil. O riacho do Balaio volta então ao seu leito natural, sem os desinformados coxinhas replicantes do Xico, sem saraivadas de balas e puxar de peixeiras, mas com muita informação, contraditório, pimenta malagueta, cravo, canela e diversão garantida, sobretudo pela nova temporada da turma do camarote, estreando o novo muro das lamentações do Balaio, com as sessões de lamúrias e lamentos conduzidas não mais pelo “o Velho” (“Missing”), mas pelo colegiado horizontal, “Phannelder Leite Da Costa”. E vamos, que vamos, que a Copa é curta, mas a vitória é longa.

  9. Prezado Jornalista : –Continuo insistindo .Onde estão os informes transformáveis em informação ? Será que os órgãos do Gov.Fderal não acordaram ainda ?

  10. Caro Kotscho gostaria de tirar uma dúvida, esta senhora que está ao lado do indio preso por acaso e a deputada estadua Djanira do Psol do rio de janeiro? caso afirmativo o que ela estava gfazendo lá?

  11. Vamos ver muito essa tática de usar as pessoas que estão protestando pacificamente (direito democrático), para ações violentas. É o desespero da Oposição sem propostas, sem candidato, sem rumo.

  12. Todos que são contra a copa não são brasileiros. São frustados pela suas próprias ignorâncias.
    Só estão perdoados os que não gostam de futebol.

  13. Há cinco séculos os espertalhões que comandam o país cometem violência contra a maioria da população brasileira. violência na falta de atendimento médico de qualidade, falta de segurança, falta de educacao escolar de qualidade… indiferença do Estado à sociedade: ISSO É VIOLÊNCIA. Quando a população aproveita a mobilização do Pase Livre e percebe que tem poder de manifestar sua indignação, a elite mandatária (do lado de cima) diz que são baderneiros, desordeiros, etc. Demagogica e hipocritamente dizem que as manifestações são legítimas, mas sem violência, claro, causa prejuízo material. Porém, e os prejuízos morais, vidas que se vão por falta de medicos nos hospitais porque a dinheirança do erário vai para pagar “servidores” sem concurso public, corrupção, etc? E a impunidade com a eternização das pend6encias no juudiciário não é violência? Os poupadores reclamam há décadas ressarcimento de perdas na caderneta de poupança, mas os minsitros do STF tardam eternamente: isso não é violência contra a maioria? Gilmar Mendes e marco Áurelio Mello disseram em uma sessão do julgamento do mensalão do PT que julgam segundo a opinião pública, só que os poupadores reclamam contra os banqueiros, a minoria. Estamos em uma encruzilhada rica para tirarmos as hipocrisias e demagogias que emperram este país e prejudicam a maioria que sustenta no sour esse Estado ocioso, anacrônico e desonesto porque vitima milhares de pessoas honestas e trabalhadoras desde as primeiras horas do dia até a volta para casa com meios de transportes péssimos. P.S. O procurador federal já encontrou a pasta que ele esqueceu ou arquivou errado com suspeitas de rombo de 500 milhões do metro de São Paulo? 500 milhões não são 500 reais e o procurador se esqueceu enquanto o contribuinte paulistano pena diuturnamente para se locomover…

  14. Indio quer apito, o que este guapo rapaz estava fazendo lá com seu tacape e suas flechas? Agora só me faltava esta, indio fazendo protestos tambem. A oposição realmente gasta seus ultimos cartuchos antes de começar a copa porque depois srs. Marrecos…… procuram a tal de “bala de prata”. Daqui a pouco vão contratar o pagé pra fazer uma pajelnça contra o PT, me desculpem colegas mas tenho que dar gargalhada kkkkkkkk….. Até mulheres com seios de fóra já arranjaram para protestar. Como já o disseste: É PATÉTICO. O que não se faz para chamar a atenção! Porque não fazem o protesto das melancias dependuradas nos pescoços?

  15. Os índios não são contra (ou a favor) da Copa. Estão lutando pela demarcação de suas terras e contra PECs que vão permitir um avanço ainda maior de agronegócio e mineradoras sobre elas – sem que eles sejam devidamente consultados, escutados, levados em conta. E se eu fosse eles, me aliaria sim a quem quisesse apoiá-los. É bem sintomático do preconceito e da falta de compreensão do que é ser índio no Brasil, hoje, sob este governo, achar que são “ingênuos” ou deveriam ser “ingênuos como no descobrimento”. Será que é tão difícil assim ouvi-los em vez de sair catando preconceitos para explicar o que está acontecendo? Outra coisa: sobre o “ato violento”, onde vc se informou sobre isso Kotscho? O ato era pacífico até que chegou ao perímetro “proibido” do estádio e aí a polícia iniciou a violência. Vc destaca o policial que recebeu flechada. Ah, que choque!!!! Quer que eu procure a lista de pessoas que tiveram pernas quebradas, tiros de bala de borracha no olho, espancamento? Ela existe e se vc tivesse um pouco mais de vontade de compreender o que acontece teria visto – foi publicada. É realmente muito triste ver pessoas de esquerda não entendendo que é preciso ouvir as ruas e dialogar com elas. Que é preciso parar as violências contra os povos indígenas. E reduzindo tudo a “vai ter copa” “não vai ter copa” – reproduzindo a defesa dos jogos já feita, uma vez, por outros governos neste país. E é mais triste ainda ver as manifestações atribuidas a interesses excusos. Releiam seus discursos, comparem com o discurso de um governo autoritário. Sim, eu sei que é diferente. Mas o discurso do Estado é bem parecido. Não, não sou do PSOL, não, não sou pessedebista ou qualquer outras dessas merdas de direita. Sou uma daquelas que ainda acha que a esquerda vai ser dar conta. Porque se não se der, será responsável pelas consequências da falta de saída política para essas demandas todas e da frustração que isso causa.

    1. Até que enfim um comentário mais racional e sem a paixão cega político-partidaria. É mesmo, Patricia!! Amem o Brasil e não partidos políticos se quiserem construir uma sociedade melhor para todos. Com paixão por partidos nunca se tera a devida isenção para avaliar a realidade de uma forma mais racional!

    2. Cara e prestimosa colega Patrícia, realmente os indios não são a favor e nem contra a Copa porque eles não sabem sequer do porque ela se raliza aqui no Brasil, eis porque eles são imputáveis quanto às suas atitudes ocasionando a soltura do rapaz aí da foto após o ocorrido. Não existe preconceito de forma nenhuma contra estes verdadeiros donos das terras brasilis e quem expropia suas terras é a elite agrária que através dos seus capangas induzem os povos de meus antepassados à costumes alheios a sua cultura nativa (sou bisneto de indio). Estes meus antepassados querem viver livres junto a natureza e longe da nefasta presença da gente branca que tem lhe levado só doenças e destruição durante séculos. Estes que os conduziram a este
      protesto cometem um grande delito lembrando que eles são protegidos por leis apropriadas a
      sua natureza indígena. Entendemos que é necessário ouvir as ruas mas se deve fazer seus pleitos de modo ordeiro e sem destruição do bem público e privado porque fora disto fica
      caractefizado uma algazarra. Nós precisamos no mínimo ser civilizados ou mostrar ser, acolher nossos visitantes para a Copa de modo hospitaleiro e não com protestos porque eles entenderão ser sua presença desagradável a nós e nunca mais voltarão aqui. Devemos apoiar nosso principal governo, o federal na sua incansável lida de progresso que vem provocando elogios das outras nações que entendem que mudanças não se fazem do dia prá noite e se deve ouvir os pleitos e respeito às decisões da maioria e que somos ainda uma jovem nação.

    3. Então…

      . Índios não são inimputáveis e aqui há dois exemplos disso:
      1. http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2014-01/indios-presos-humaita
      2. http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2014-01/indios-presos-humaita

      . Índios não existem. Existem guaranis, yanomamis, xavantes, kaingangs, pataxós, tupinambás. Alguém sabe a diferença entre um cayapó e um xavante? Não, né? Mas sabemos a diferença entre portugueses e espanhois, franceses e belgas, alemães e poloneses. Todos europeus. Poisé. temos uma Europa dentro do Brasil, em termos de diversidade cultural, e não a conhecemos – muito menos reconhecemos.

      . Isso é uma riqueza e só existe no Brasil. Pelo menos pra quem sabe que pau-brasil, ouro, cana-de-açúcar, bauxita, petróleo e energia são riquezas, mas que cultura é riqueza também.

      . Índio não é animal pra ficar vivendo em reserva quietinho, para o desfrute dos não índios que os querem isolados, puros na natureza, para serem apreciados. Índios são gente e vivem no nosso mundo, compartilham este mundo conosco. Só não querem deixar de ser xavantes, guaranis, pataxós… (514 anos e eles não desistem. Um saco).

      . Ah, mas se usa tênis e celular não é índio! Pelamor. É japonês sem quimono? É mulher árabe sem burca? Por que nos permitimos, ainda, dizer torpes assim sobre índios?

      . Então, para falar sobre índios, acho que ao menos podemos ter a humildade e o respeito de ler um pouco o que eles dizem sobre eles. Para não dar o passo seguinte e igualmente desrespeitoso e preconceituoso de sair falando POR eles. Uma pesquisa básica na rede dá uma ideia de como é ser índio, no Brasil, hoje. E não é fácil e o estado brasileiro tem uma parte enorme de responsabildidade nisso.

  16. Nossa grande Imprensa criou o ambiente para esse tipo de situação que o PSDB, de forma criminosa, está investindo fundo. Mas repito, O PSDB, Aécio, Serra, já estariam fora de circulação há muito tempo caso não houvesse o envolvimento direto deste pseudo-jornalismo brasileiro. É gente protestando de menos para jornalista cobrindo demais. E proponho Kotscho, que fechemos a Paulista amanhã, por volta das 14:30, para que possamos chegar mais facilmente à Fundação Casper Líbero. Se ela virou passarela para mini-micro grupos a fecharem como e quando bem entendem, não vejo nada mais nobre do que fecha-la em nome do evento que homenageará o maior jornalista em atividades no Brasil. Te garanto que consigo reunir mais gente que vai ao seu evento do que esses manifestantes profissionais que a fecham com o (total) beneplácito da PM do Alckmin. E já vou avisando à PM… “Quero tapete vermelho”.

    1. Genial, Pardal… Também estarei na Casper Líbero e um aviso pra esta moçada que está com o Balaio desde sempre. Tem que enviar um email para: eventos@fcl.com.br com o seu nome completo e número do seu RG. Vamos agitar a Avenida Paulista como esse bando de idiotas que é contra a Copa (e à favor de Aécio e do PSDB) jamais viu.

  17. Os indígenas não são contra a Copa! Para com isso Kotscho! A quem você quer convencer? Os índios são contra este desgoverno federal, que os tem tratados com INDIGENTES. Qual é a política do PT para os povos indígenas? No papel uma maravilha. Na prática uma negação. O governo é tão ruim, que até os índios perderam de vez a paciência.

  18. Há duas possibilidades. Grupelhos ligados à extrema direita ou à extrema esquerda. Extrema esquerda achando que está fazendo a revolução violenta contra os poderes dominantes da burguesia – os trotskistas querem aparecer na cena política, mas acabam dando um tiro no pé. A extrema direita quer tumultuar, gerar o caos e a confusão no intuito de desestabilizar o governo. Também acabam dando um tiro no pé. Porque o povo não os vêem desta forma.

  19. Indio quer apito.
    indio quer falar.
    Indio quer saber…
    Que voces, vão fazer lá!
    – Canção dedicada à minha querida avó tupi-guarani. Obrigado vovó Escolástica.

  20. é bom nessas horas levar em conta a opinião de algum intelectual neutro e que tenha senso critico. trecho da entrevista do antropólogo Eduardo Viveiros de Castro na revista Piauí: “O PT, a esquerda em geral, tem uma incapacidade congênita para pensar todo tipo de gente que não seja o bom operário que vai se transformar em consumidor. Uma incapacidade enorme para entender as populações que se recusaram a entrar no jogo do capitalismo. Quem não entrou no jogo – o índio, o seringueiro, o camponês, o quilombola –, gente que quer viver em paz, que quer ficar na dela, eles não entendem. O Lula e o PT pensam o Brasil a partir de São Bernardo. Ou de Barretos. Eles têm essa concepção de produção, de que viver é produzir – ‘O trabalho é a essência do homem’. O trabalho é a essência do homem porra nenhuma. A atividade talvez seja, mas trabalhar, não.”

    1. O trabalho é sim, a essência do homem e de toda classe social, seja ele (o homem, gênero) rico ou pobre. Quem pensa em contrário pensa por ignorancia ou por conveniência, por defesa da classe à qual pertence, nada mais natural, afinal, vivemos num país de contrastes e miscigenação. Negar isto é negar sua descendência e portar-se como um impatrióta. O nosso suposto intelectual sociólogo, porém negando sua essência e patria apropiando-se das empresas nacionais, depositório do suor do labor do povo explorado centenas de anos, vendeu por trocados estas empresas atendendo aos anseios dos oportunistas ávidos por juntar fortunas. O bem do nosso povo criado para produzir bem estar a todos, foi transformado em monopólio e compartilhado entre consorciados amigos então do pseudo intelectual e seu povo ficou à beira do caminho como pobres inocentes, boquiabertos, inertes, amordaçados, calados, complacentes. Atribuir ao PT o arregimento dos irmãos inocentes e portanto incautos é um crime inconfeste porque viola a natureza da inocência e impõe o poder do conhecimento sobrepondo-se à baixa instrução imposta economicamente pela burguesia. Confundir atividade e trabalho é outro inoportuno preconceito pois todos tem direitos e deveres iguais, regidos pela lei magna da nação e não há distinção de raças, credos, cor nem poder economico. Ela, a lei, alcança a todos e todos tem que cumprir seus ditames e aqueles que não a cumpre, estão à margem destas regras.

  21. Nossa Oposição, com total apoio da Mídia, está apelando para algo que abominavam quando países muçulmanos faziam uso contra ameaças ocidentais… os chamados escudos humanos. Tentam, da mesma forma, usar índios e sem tetos, para tentar validar perante a Opinião Pública protestos sem a menor representação e respaldo popular. Que vergonha!

  22. Existe grana correndo. Interessados politicamente na derrubada da Dilma fazem esse jogo porco e safado. Como pensar que o PSDB não está metido nisso? Esse partido é falso e protegido pela imprensa pois da a ela o que ela quer. Ela quis que o mensalão fosse julgado para colocar o PT em saia justa e mais que de pronto o STF concordou. Enquanto isso, não se ve uma linha sobre o mensalão tucano. E o afrodescendente togado caiu fora depois do trabalho sujo ter sido realizado. Por isso tenho para mim que de um jeito ou de outro querem golpear Dilma. Concorrer ela concorre…se ganhar ela não leva. Existe um odor muito podre nos ares deste Brasil…

  23. Esses organizadores de manifestações são ardilosos. Não duvido que tenham instruído o índio a flechar o PM, para que o fato aparecesse com destaque na mídia, inclusive internacional, mostrando que, num tempo de armas atômicas, o Brasil ainda é um país de botocudos. Se alguém não sabe o que são os botocudos, pergunte ao tio Google.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *