PT enfrenta seu momento mais difícil no Encontro Nacional

PT enfrenta seu momento mais difícil no Encontro Nacional

No meio do feriadão de 1º de Maio, sexta e sábado, o PT promove seu 14º Encontro Nacional em São Paulo, no momento mais difícil dos seus 34 anos de vida. Não bastasse a enxurrada de problemas enfrentados pelo governo Dilma, tanto no campo político, com rachaduras na aliança, como no econômico, em que os índices negativos se multiplicam, agora surgem sinais evidentes de uma divisão interna, que pode prejudicar não só a reeleição da presidente, mas as chances do partido nas eleições estaduais e seu próprio projeto de poder.

O ex-presidente Lula repetiu, pela milésima vez, no final de semana, em entrevista à televisão portuguesa RTP, que não vai concorrer a nenhum cargo nas eleições deste ano e apoiará a sua sucessora: “Não vou ser candidato. Vou para a rua fazer campanha para Dilma”. Mas não adianta: a turma do “volta Lula”, que junta setores do partido mais ligados ao ex-presidente a empresários descontentes com o governo Dilma, não desiste de criticar os rumos da administração federal e alimentar o noticiário que insiste em jogar um contra o outro, na tentativa de enfraquecer ambos e, portanto, o PT.

Dilma e Lula estarão juntos no encontro, com a participação de 800 delegados, que devem aprovar as diretrizes do programa de governo da presidente para um possível segundo mandato. É a oportunidade que os dois terão para mostrar uma unidade partidária que no momento está, de fato, mais ameaçada por divergências internas, manifestadas publicamente no caso da Petrobras, do que pelos adversários na disputa eleitoral.

A esta altura, faltando pouco mais de cinco meses para as eleições, não basta reclamar do partidarismo da mídia a serviço da oposição. Sempre foi assim, mas os problemas enfrentados pelo governo e pelo partido são reais e é preciso dizer claramente o que o PT pretende fazer com a capengante economia, caso conquiste mais um mandato, que o deixaria 20 anos no poder central.

O próprio Lula, numa entrevista concedida a um grupo de blogueiros, no início do mês, cobrou da presidente o anúncio de medidas concretas para melhorar a economia, mas o governo parece travado, jogando na retranca, como se já tivesse feito tudo o que era possível para controlar a inflação e retomar o crescimento com mais força, os grandes desafios do momento, que podem ser decisivos na eleição de outubro.

Ainda nesta segunda-feira, em São Paulo, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, projetou um crescimento do PIB de apenas 2,3% este ano, abaixo da própria previsão feita anteriormente pelo governo, que já era decepcionante (2,5%). A segunda má notícia do dia, que vem se somar a todas as outras das últimas semanas, é o crescimento de 7,4% na inadimplência das empresas, em relação ao mesmo período do ano passado. E uma ala do PR já está anunciando que vai retirar o apoio a Dilma na reeleição.

Diante deste quadro desfavorável, sendo bombardeada por todos os lados, inclusive por membros do seu partido e da base aliada, o governo Dilma mantém um obsequioso silêncio, que só deverá ser quebrado pelo discurso da presidente no 1º de Maio, em rede nacional de rádio e televisão. Ministros e assessores próximos da presidente no Palácio do Planalto agora não falam mais nem em “off” quando perguntados sobre a reação do governo aos cada vez mais duros ataques da oposição.

O cenário em que os petistas se reunirão no final de semana, guardadas as devidas proporções, me lembra um pouco a crise vivida pela então prefeita de São Paulo Luiza Erundina, no final dos anos 80, que atribuía as dificuldades da sua administração ao partido e vice-versa. Depois de 11 anos e quatro meses no Palácio do Planalto, o PT se vê agora diante do dilema de defender a continuidade num país que quer mudanças, o oposto do que aconteceu na campanha de 2002, no final do governo FHC, quando Lula se elegeria presidente pela primeira vez, vencendo o tucano José Serra. A diferença é que agora o PT está no governo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

27 thoughts on “PT enfrenta seu momento mais difícil no Encontro Nacional

  1. E os petistas flertando com a verdadeira oposição em almoços e entrevistas. O candidato do PT ao governo paulista, almoçou com Frias e nesta noite vai dar a cara a bater (E vai apanhar), no Roda Viva, na emissora de Geraldo Alckmin, comandada pelo ancora/intermediador que vive a elogiar Aécio Neves.
    Pasmo com elogios a Aécio (Elogiar oque?), e pasmo com a cegueira Petista.

  2. Menor desemprego da história, programas que beneficiam milhões de brasileiros: PROUNI, PRONATEC, CIÊNCIAS SEM FRONTEIRAS, PRONAF, MINHA CASA MINHA VIDA, MINHA CASA MELHOR, LUZ PARA TODOS, PISO NACIONAL DOS PROFESSORES, MÁQUINAS ENTREGUES AS PREFEITURAS, MAIS MÉDICOS, FARMÁCIA POPULAR, BRASIL SORRIDENTE, TEMOS MUNIÇÃO PRA VENCER A ELEIÇÃO BASTA SE COMUNICAR MELHOR COM O POVO. CAMINHOS DA ESCOLA, AUMENTO DA RENDA DOS MAIS POBRES

  3. Estão colhendo o que plantou, o próprio PT criou isto e não a oposição que faz se papel de oposição. As má noticias são geradas no Planalto e fora dele.

    Não estamos bem, o Brasil quer mudanças, o “volta Lula” é fruto desta desordem política e econômica. Por não ser uma politica, não entendeu como funciona as coisas.

    Venderam a alma ao PMDB, o diabo esta cobrando, você verá o tamanho da conta do ilustríssimo Renan Calheiros, para “apoiar” o Planalto.

  4. Caro Kotscho, amigos/as

    É pena que para derrubar o PT, a nossa imprensa parcial, partidária e reacionária está quase derrubando o Brasil. Torço muito para que o Lula, com todo o seu prestígio junto ao povo e aos empresários, governe por mais 8 anos este país.

  5. Esperem até outubro!A coisa vai ficar mto pior pra Dilma.Não conheço ninguém que está satisfeito,e eu sou apolítico.Perguntem pra dona de casa o que dá pra comprar hoje com 50 reais no supermercado?A coisa só tende a piorar.Até dentro do PT a rejeição dela é enorme.Tchau Dilma sua reeleição já foi pro beleléo,vá logo vc e o PT antes que vcs terminem de quebrar o brasilzinho assim como tão fazendo com a petrobrás,kkkkk……

  6. Acho que o PT ja teve seu racha na epoca do mensalão do congresso, quando varios de seus membros sairam para formar o PSOL. Acredito que o que está acontecendo agora é apenas uma divergencia de opiniões, como ja aconteceu quando o senador Suplicy, resolveu disputar as previas com o Lula, e humildemente disse que: Se ganhasse as previas do Lula, para ser o candidato do PT à presidencia, ja iria se considerar o presidente do Brasil, porque para ele, ganhar do Lula, era muito mais dificil do que ganhar a eleição presidencial. Isso que está acontecendo no PT, é muito saudavel ao PT, porque mostra que o PT pelo menos na teoria não tem dono. O PT apesar dessas divergencias, tem sem duvidas um quadro muito forte, como nomes respeitados na vida publica, como NENHUM OUTRO PARTIDO TEM, e tem uma nova geração com muita força chegando; mostrando assim, aparentemente que haverá vida pós Lula. CONCORDO QUE O GOVERNO DILMA NÃO É UM MAR DE ROSAS, mas fica dificil para os eleitores buscarem uma opção melhor, quando A OPOSIÇÃO NÃO TEM UM PLANO DE GOVERNO. Criticar a Dilma , qualquer um consegue fazer. A oposição à Dilma, PRECISA É MOSTRAR SOLUÇÕES, apresentar um “plano de governo” e fugir desse estereótipo de novo caçador de Marajás que o Aecio vem mostrando nos horarios gratuitos, quando todo mundo sabe que o PSDB não deixou e não deixa abrir CPIs em seus governos. NÃO DÁ PRA ENTENDER quando “comparam o crescimento do Brasil com a China e com a India; porque “se a India e a China têm suas populações 5 VEZES MAIOR que a do Brasil, elas deveriam então crescer 5 VEZES MAIS QUE O BRASIL. Ou seja: se o Brasil vai crescer ou cresceu apenas 2% a India e a China deveriam crescer 10% para CRESCEREM IGUAIS AO BRASIL. Por isso acho o crescimento de 2% um numero pelo menos satisfatorio.

  7. “É GUERRA” e não ha como recuar! A Russia sozinha e DA MESMA FORMA, venceu em epocas diferentes, os maiores comandantes de exercitos do Mundo: Napoleão Bonaparte e Adolf Hitler. Quando Napoleão e Hitler invadiram Moscou, eles seguiram a Leste para a Sibéria, com a intenção de encurralar a Russia. No entanto os Russos haviam saido de Moscou para o Oeste, rumo a Europa. Quando os exércitos de Napoleão e de Hitler se deram conta da gelada em que tinha se enfiado, voltaram para Moscou: Cansados e SEM MUNIÇÃO; e se confrontaram com os Russos, descansados e COM MUNIÇÃO. Agora nesse outono com cara de inverno daqui do Brasil, o PSDB avança com a CPI da petrobras que ele tanto lutou pra criar, para tentar derrotar o PT. Pode-se dizer até que com a denuncia de mau negocio da compra da refinaria de Pasedina, o PSDB ja invadiu a Russia, e caminha para encurralar o PT na Sibéria. O PT por sua vez, ja prepara o seu contra-ataque com investigações da petrobras durante o governo do FHC do PSDB, como: a venda de ações da petrobras e os acidentes ambientais. Agora é esperar pra ver quem vai ter mais MUNIÇÃO entre o PT e o PSDB ao final da batalha da CPI da petrobras. Para os eleitores isso é otimo.

  8. PT, só tem um problema e grave: comunicação. O PIG, aperfeiçoou suas táticas e avança
    exitosamente. Candidatos ,sabemos que a oposição não tem. O risco da situação é comprovar sua debilidade com o divisionismo e sabotagem mútua, que é o passatempo preferidos das esquerdas. De resto, se Dilma vier amiúde a público,via TV e rádio,exibir os feitos do governo desmentindo a contrainformação da mídia,elege-se sem segundo turno.

    1. Nas duas eleições que o Lula venceu, ele só venceu no segundo turno, e Dilma venceu Serra no segundo turno, então se houver segundo turno, não há razão para desespero. Haverá dificuldades como houve antes, contudo podem ser superados, como foram superados o mensalão, os aloprados, a Erenice Guerra, a bolinha de papel, a questão do aborto, e pode acreditar outros desafios virão.

  9. Querido Kotscho, me desculpe mas vc está viajando, e não está sozinho, um crescimento do PIB de 2,3% para a nova realidade da economia brasileira mundial está de bom tamanho, não merecendo ser chamado de “apenas”. Em primeiro lugar o nível de vida e de consumo da população brasileira cresceu muito e não permite mais saltos sem ocasionar mais inflação, crises na balança de pagamentos, desabastecimento, crise energética, e grave danos ambientais, pois no passado no crescimento foi muito baseado na concentração de renda, nos baixos salários, e num desrespeito total ao meio ambiente, e a sociedade brasileira não aceita tanto um, como o outro, além do que estamos em PLENO EMPREGO e com a renda do trabalhador aumentando, quantos países no mundo estão nesta situação. E o Brasil não pode ser comparado com seus vizinhos, temos uma economia muito maior e muito mais complexa, não é como em alguns países que basta ter um aumento do preço do petróleo ou de outra matéria prima como o cobre para fazer subir o PIB, por que o nosso PIB tem muito peso da Indústria e dos Serviços, e nenhuma economia do planeta vai crescer como crescia até bem pouco tempo atrás, nem mesmo a China, agora mais preocupada com o meio ambiente e o social, uma economia mais equilibrada, porque o patamar da economia global mudou.
    A Presidente, o ministro da Fazenda, e vc também como muitos: “entraram na pilha” do pibinho vs pibão, que é a maior besteira, o que vale é o emprego, e a renda, e qualidade de vida, portanto estamos bem. O problema do Brasil não é economia, mas continuar melhorando a Educação, a Saúde, e o transporte de massa, com iniciativas como o Pró Uni, o Mais Médicos, e o PAC da Mobilidade, porém com mais agilidade e recursos.

  10. …Meu deus do céu…aonde esta esta crise, que contamina até pessoas como você meu Véi ??? Onde ??? Que índices estão levando os petistas a êste desespero ???Será que não percebem que o PIG, já não influência o mais humildes de nossos cidadãos, e está influenciando logo aqueles que já deveriam estar imunes às suas invencionices ??? PIB ??? Será que a taxa de desemprego e o crescimento da renda real de nossa massa de trabalhadores não mereciam ser considerados mais importante do que este coisa de PIB ???
    A grande e única crise do PT, é a crise da comunicação.
    Acho que este encontro deveria ser de comemoração, e não de falar numa crise que só existe nos esgotos de nossa grande imprensa.Se fizerem diferente, se começarem a debeter crise inventada por eles, estarão fazendo o jogo dos inimigos.
    Porque não inserirem nas propagandas da Caixa, do Banco do Brasil, ações. obras que estão sendo realizadas, sem falar no governo, só sobre as obras, e com isto chamarem as pessoas para acreditarem em seus produtos, cadernetas de poupança , seguros etc. ??? Acreditarem em seus futuros???
    Ex. para uma propanda da Caixa: Mostrar a obra de transposição do rio são francisco, enquanto isto uma voz em off: o Brasil é o único país do mundo que esta construindo dois rios, venha construir o seu futuro com uma poupança da Caixa !!! Muito melhor e mais estimulantes, que mostrar artistinhas medíocres da Globo.
    Ex. de uma para o Banco do Brasil: Mostrar todas as obras de infraesttrutura feitas para a copa, e chamar as pessoas para construiremm seus futuros com títulos de capitalizão do banco. Isto tudo nos intervalos do JN.

    1. Tá aí colega de batalhas Everaldo, voce me fez lembrar do meu ex-chefe que durante as reuniões na empresa onde me aposentei dizia: gente…dê uma sugestão, mesmo que ela seja exdrúxula mesmo que voces deram-na achando que é apenas participativa, mas…dêem sugestão pois ela pode ser a solução. No seu caso, achei sugestões maravilhosas porque o que falta no nosso governo é falta de DIVULGAÇÃO das coisas fantásticas que se faz no Brasil e o povo nada sabem. Está mais levando vantagens a oposição e a midia mal intencionada publicando factóides que o que é verdade a boa administração do governo federal.

  11. “… o que o PT pretende fazer com a capengante economia, caso conquiste mais um mandato, que o deixaria 20 anos no poder central.” Capengante economia, 20 anos no poder, Mestre, tem certeza que foi apenas o cotovelo?

  12. Calma, Kotscho… Calma! Essa ofensiva implacável da grande Imprensa tem uma razão de ser. Em primeiro lugar a questão da Copa do Mundo que pouca gente se deu conta, pode, dependendo de seu andamento, virar contra seus detratores profissionais, a Oposição e seus aliados midiáticos. Alguém se lembra dos Jogos Olímpicos de Inverno, alguns meses atrás? A Imprensa Ocidental em peso dava como certo que seria um fracasso tanto no campo esportivo como na parte organizacional; foi considerado perfeito por todos, particularmente nos Estados Unidos. Entonces… Se a Copa correr bem, mesmo que o Brasil não vença, pode se transformar num autêntico tiro no pé de quem apostou (e investiu em “protestos”…) em seu fracasso. Por sinal, estou impressionado com a febre das figurinhas que tomou conta de São Paulo… Ontem, por exemplo, dei um pulo na Cultura do Conjunto Nacional e lá dentro haviam mais marmanjos trocando figurinha do que comprando livro – um alerta perigoso para quem pensa que a população ficará indiferente à ela a hora que a bola começar a rolar. Em segundo lugar Kotscho, o Horário Eleitoral Gratuito. É fundamental, para a grande Imprensa, que Dilma e o PT estejam derrotados completamente antes que ele entre no ar. Por que? Porque aí vai entrar Lula e o PT vai poder falar livremente sobre suas realizações; e o que hoje só favorece o PSDB (essa verdadeira campanha orquestrada pela grande Imprensa contra o PT) será neutralizada. Portanto caro amigo, existe uma razão para que a grande Imprensa intensifique seus ataques (sim, ataques… o que estão fazendo jamais poderá ser considerado jornalismo de verdade e você sabe disso) pois quando Agosto chegar o jogo será outro. Forte abraço.

  13. “…em que indices (economicos) negativos se multiplicam..”

    Com todo respeito:
    A maior crise mundial desde 29, onde todos os países ricos estão estagnados.
    Brasil cresceu 2,3%, mais que todos os desenvolvidos, no G-20 só perdeu para
    a China e Coreia do Sul.
    Menor indice de desemprego da história.
    Milhões de pessoas sairam da miséria e continuam ascendendo.
    Contas públicas ajustadíssimas,publicado hoje, http://tijolaco.com.br/blog/?p=17082
    Melhoras significativas, na saude, educação, lutando contra todo o sistema antiguado.
    Obras de infra estrutura por todo o Brasil e muitas delas serão entregues em 2014,
    como refinarias, mobilização urbanas, portos,ferrovias, rodovias, etc.

    “…capengante economia…” É pura propaganda política.

  14. Caro Kotscho:
    estive afastado por motivo de saúde e agora, de volta, estou com dificuldade de ver sua coluna, a partir de Entretenimento. Qual o novo caminho?
    Abraços,
    josé maria

    1. Caro José Maria,
      os blogs agora estão na rubrica “Prisma” e o Balaio geralmente tem chamada na home. O acesso mais fácil é:
      r7.com/rk
      Abraços,
      Ricardo Kotscho

  15. Sujeira

    Alguma coisa parecia meio estranha na tal operação Lava Jato da Polícia Federal. Primeiro a suposta participação de um ex-delegado, atualmente deputado oposicionista, no vazamento de informações à imprensa. Depois a completa omissão do noticiário a respeito dos convênios assinados pela gestão José Serra, no ministério da Saúde, com o mal afamado laboratório Labogen, que teria centralizado as transações ilegais.

    Eis que agora apareceu o rabicho político-partidário das investigações. Bem na semana em que a propaganda do PT vai ao ar, criticando o desgoverno tucano de São Paulo, surge um elo “comprometedor” do escândalo com Alexandre Padilha, o pré-candidato petista no estado. Pura coincidência, evidentemente. Afinal, é a primeira vez que o nome de Serra aparece relacionado a uma investigação da PF que atinge seus adversários em pleno ano eleitoral…

    Alguém poderia até gastar neurônios debatendo a relevância da refutada indicação do tal assessor para um cargo no laboratório, sabendo o que sabemos dos bastidores da administração pública brasileira. Mas já pouco importa o grau verdadeiramente jornalístico do factóide. Estão todos em campanha: para preservar o PSDB no Palácio dos Bandeirantes vale qualquer apelação. Não há debate possível nesse festival de hipocrisias.

    Os articuladores da candidatura de Padilha podem comemorar a transformação da insignificância em mote propagandístico. É, no mínimo, um sinal de que suas pretensões incomodam a direita midiática a ponto de obrigá-la a chafurdar no ridículo.

    http://www.guilhermescalzilli.blogspot.com.br/

    1. Enganas te caro Vannelder, puro sonho de verão teu, o PT vai continuar no governo federal ainda por muitos anos. Para o governo tucano vai ser dificil o retorno e sabe o, porque? Eu lhe respondo com uma pergunta. Como um governo tucano pode comprovar a sua competencia? E eu completo; só governando mas com este governo paquiderme como o do Alckmim como exemplo? Como o governo do Aécio Neves? Acho até que por descuido eles ganhassem uma eleição, não farão a metade que o Lula e a Dilma já fizeram no governo e correm o risco de sofrerem um impeachment por descontentamento do povo aí ficando pior a emenda que o soneto. E este povo descontente fazendo manifestações com passeatas e sendo reprimidos pela policia reeditando os mesmos protestos do Egito, da Libia e outros paises do oriente médio onde tivemos centenas de mortes. É uma temeridade o retorno dos tucanos e é justamente pela insatisfação, o que estes homens podem fazer por nós? Ai sim , o pais pode se tornar o caos que todos nós tememos. Aí, caro colega Vannelder, tem que existir a responsabilidade, a consciencia de paz e ordem social, de um pais coeso, de gente feliz. O seu futuro não é o futuro que o povo almeja, o povo quer é justiça social, quer a divisão do bolo do trabalho em partes iguais entende? Sem isso caro amigão, seremos sempre um país assemelhado a um grande Haiti com grandes reservas naturais mas sem vontade de traduzir isto em bem estar do seu povo.

  16. Para começar de novo o ciclo do neo-liberalismo, ou seja privatizações, arrocho salarial e pau na cabeça do trabalhador, é tudo em beneficio do capital, o próprio Aecin já disse que não hesitará em tomar medidas impopulares

  17. Lendo o post do Kotscho me passou ao mesmo tempo pela cabeça do antigo cobertor curto, cada um puxa este cobertor pro seu lado, ou seja, puxa a sardinha pro seu prato. Eu estou ansioso para ver o governo reeditando o antigo “gatilho salarial do Sarney” é a única solução para matar literalmente a mandrágora das mil e uma cabeças de nome INFLAÇÃO. É esta arma dos poderosos, da classe empresarial, dos oportunistas de todas as classes sociais, daqueles que nem pensam no bem estar e a paz social do povo. Prá mim esta inflação cujo álibi, o motivo é a tal da lei de mercado, a tal de “oferta e procura”. Apesar da falta de chuva, coisa mais natural da época, sempre temos produção, é só utilizar a irrigação que inclusive é feita durante o inverno que é tão prejudicial a plantação quanto a falta de chuva, portanto a oferta não é causada pela falta da produção, é por um outro motivo, e você que lê ja pode ter deduzido. A tecnologia põe a disposição do agricultor muitas facilidades que torna quase impossível não produzir, é só furar um poço artesiano e tem-se água para mil e uma utilidades com a vantagem que não há fiscalização sobre o consumo. É caro abrir um poço? Não creio porque é só comparar o custo benefício. Abre-se um poço, mas ele é para toda a vida, isto é, fornece água por um tempo indeterminado. Portanto pessoal, não acreditem na tal desculpa de aleijado da oferta e procura, é coisa de oportunistas que querem faturar e derrubar o governo federal matando dois coelhos com uma só cajadada.

  18. O PT precisa se reinventar. Chega de usar a mídia como desculpa para suas incompetências, como se houvesse o tal PIG. É hora de finalmente avançar num projeto sério e de esquerda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *