Virou zona: tudo agora é motivo para protestar e fechar ruas

Virou zona: tudo agora é motivo para protestar e fechar ruas

Abro o computador na manhã desta quarta-feira e já dou de cara com uma manchete sobre o primeiro protesto do dia em que cerca de 150 manifestantes fecharam com barricadas a avenida Francisco Bicalho, no Rio, no sentido da Rodoviária para a avenida Brasil e a ponte Rio-Niterói, bem na hora do “rush”. Agora é todo dia, toda hora, em diferentes capitais brasileiras: tudo é motivo para protestar e fechar ruas e avenidas, infernizando a vida de quem precisa ir e vir do trabalho ou da escola. Virou zona.

O protesto carioca seria de moradores de um edifício invadido na região, segundo informa o portal de O Globo. O trânsito no centro da cidade virou um caos. Ontem, em São Paulo, foi a vez de uma manifestação de um grupo de professores fechar a avenida Paulista no meio da tarde quando eu tentava chegar à TV Record. Gastei o dobro de tempo e o táxi custou o dobro do que pago normalmente.

Na véspera, desfilaram pela avenida policiais federais. Em média, desde junho do ano passado, a avenida Paulista, região que concentra o maior numero de hospitais em São Paulo, é tomada por manifestantes e policiais três vezes por semana. Será que não tem nenhum outro lugar na cidade para eles se manifestarem?

No fracassado “grande protesto” contra a Copa no Brasil, no fim de semana anterior, como bem registrou aqui meu colega Nirlando Beirão, tinha mais polícia do que manifestantes e menos gente do que em jogo da Portuguesa. E já marcaram outro para o próximo dia 13. Até quando estes protestantes profissionais de todas as latitudes, com ou sem máscaras, vão ser os donos do espaço público?

E o que eles ganham com isso, além de infernizar a vida de quem não tem condições de atender às suas reivindicações salariais? É o protesto pelo protesto, assim como agora virou moda matar por matar, linchar, bater até quebrar, urinar em locais públicos, queimar ônibus, espalhar arrastões por toda parte.

Não bastassem os black blocs já fichados pela polícia e liberados no dia seguinte, ainda temos que conviver com a radicalização cada vez maior dos jornalistas “black blogs” na internet e de maluquinhas na televisão que querem ver o circo pegar fogo.

Gostaria de falar de coisas boas nesta minha volta ao Balaio, mas está difícil…

 

26 thoughts on “Virou zona: tudo agora é motivo para protestar e fechar ruas

  1. É, Ricardo, bom mesmo é um povo que fica só da casa ao trabalho, aceita todas as injustiças calados, fica só vendo novela e futebol, acha que democracia é votar a cada dois anos… Há muitos motivos para se revoltar, e não é só porque seu partido preferido está no poder que deixam de ser legítimos os protestos. Está incomodado? Imagina eles.

  2. Kotscho, transcrevo ipsis litteris o que está sendo divulgado fora dos jornais, pelas associações de moradores que fizeram o protesto do Rio:

    1) A ocupação Quilombo das Guerreiras ocupou o imóvel da Av.Francisco Bicalho n.49 no ano de 2007. O prédio, que pertencia a companhia DOCAS, estava há mais de 20 anos abandonado, entregue à sujeira, roubos e doenças. Esta ocupação , nestes anos todos, revitalizou o local e criou uma das mais fortes experiências de autogestão e vida coletiva nesta cidade.
    2) Com o processo de “revitalização” da área portuária, tocado por empresas e governos, o terreno da ocupação foi entregue ao capital privado e seus moradores conviveram diariamente com ameaças de remoção que hoje se concretizam.
    3) Durante todos estes anos a Ocupação viveu sob o massacre do Estado, passando semanas e meses consecutivos sem água e luz.
    4) Desde o ano passado a prefeitura removeu mais de 2 mil famílias e as “tacaram” nos galpões atrás da Quilombo. Agora esta mesma prefeitura DESPEJA SEUS DESPEJADOS descumprindo acordos.
    5) No final do ano passado, o próprio Estado criou uma situação onde moradores da Quilombo foram ameaçados de morte e alguns tiveram que sair de suas casas. A SEDURP anunciou que iria alugar um prédio para que a comunidade, que recusou os alugueis individuais, preferindo viver em coletivo, se transferisse para lá, mas isso novamente foi uma mentira. Nenhum prédio foi garantido, nenhuma moradia foi dada, e desde ontem os CÃES DO ESTADO jogam famílias nas ruas.”

    Pelo que é dito, fica claro que o jornal que você leu lhe deu uma informação parcial. Então pergunto: que opção estas pessoas têm, senão parar a cidade para chamar a atenção sobre o que está acontecendo? Se fazer uma manifestação nas ruas não é adequado, o que seria? Lembro que as primeira manifestações do Passe Livre, ano passado, antes de crescerem (não apenas) por causa da violência policial, pararam o trânsito do centro e transtornaram a vida de todo mundo também. E eram poucos, mas logo se tornaram muitos. Se protestar na rua não é o caminho para estas pessoas, o que seria então?

  3. E até quando eu vou aturar o governo enfiar um cabo de vassoura em nossas goelas (pra não baixar, ainda mais, o nível por aqui)? Respeito sua opinião, mas também acho que está mais do que na hora do povo respeitar o nosso direito de protestar e de se indignar com o governo brasileiro. A zona, meu caro, é o Brasil por inteiro.

  4. O POLITICAMENTE CORRETO ESTÁ ACABANDO COM O BRASIL. Esse negocio de protestar caiu na mesmice do “ROLEZINHO”. O Governador do Rio, “”FEZ O CERTO E PROIBIU OS MASCARADOS NAS MANIFESTAÇÕES””, mas de forma democratica ””NÃO PROIBIU AS MANIFESTAÇÕES””. Assim também se pode dizer dos ROLEZINHOS, afinal “OS SHOPPINGs nunca PROIBIRAM NINGUÉM DE ENTRAR, devido a SUA COR OU CLASSE SOCIAL”; e sim “PELA BADERNA QUE ALGUÉM POSSA CAUSAR”, afinal shopping NÃO É LUGAR para confraternizações de dezenas de pessoas; afinal para isso existem os: Clubes, salões de baile, praças publicas e ATÉ A CASA DE ALGUÉM DESSES DO ROLEZINHOS. O governador do Rio, proibiu as mascaras nas manifestações, por isso, “A PARTIR DO MOMENTO QUE ALGUÉM ESTAVA MASCARADO NA MANIFESTAÇÃO, ESTAVA FORA DA LEI”. A morte do cinegrafista da Band, não foi uma simples fatalidade, porque quando morreu aquele menino num campo de futebol da Bolivia, TODOS FICAMOS SABENDO do que pode causar um rojão atirado em uma pessoa, e por isso, se NÃO FOSSE o Santiago Andrade, a vitima poderia ser outra, porque eles atiraram o rojão em direção a policia; e PRA MIM: “QUEM ATIRA OU TACA PEDRA NA POLICIA É BANDIDO”. E’ preciso também que se comece a PUNIR OS ORGANIZADORES DE MANIFESTAÇÕES que permitem a presença DE PESSOAS MASCARADAS, porque eles estão no minimo sendo CONIVENTES COM O NÃO CUMPRIMENTO DA LEI. Vale lembrar que o governador Alckmin, não fez como o governador do Rio, e dessa forma os manifestantes mascarados ainda são permitidos aqui.

  5. Muitas manifestaçõs foram no embalo da primeira, em junho do ano passado. Naquela oprtunidade, o governo federal titubeou em tomar qualquer medida mais enérgica. Contemporizou. A partir de então as manifestações proliferaram em todo o país. Um inferno. Em todas elas não há povo Leia-se povão. Quem pede gratuidade nas passagens não anda de ônibus. A maioria dos protestos carece de uma maior aprofundamento, de uma visão política mais apurada. O pano de fundo de tudo isso é tumultuar, tentar desestabilizar o governo federal.
    Por que não fazem uma passeata reclamando do preço da cerveja?

  6. Como bem diz o nome do seu blog, você coloca tudo no mesmo balaio. Compara os manifestantes a assassinos e outros que tais, quando diz que agora é tudo moda.
    É preciso diferenciar, há protestos injustos e há protestos injustos.
    Quando se tem capacidade e discernimento para diferenciá-los e não se faz,fica difícil.
    Agora, realmente a sua noção de prioridade é perfeita: enquanto quem ganha mal inferniza quem não pode pagar melhor, o senhor precisou pagar o dobro de táxi? Coitado!
    Quer saber?! Proteste contra o preço dos taxistas.

  7. kkkkk…sinceramente…eu sempre esperei que o LULA e o nosso PT, fosse salvar o Brasil, fosse libertar a nossa gente de grilhões seculares, como esta fazendo. O que eu nunca iria imaginar, era, que isto fosse levar algumas pessoas à loucura, à total perda da razão.
    Alguém precisa, depois de lhes dar uma superdosagem de Gardenal, dizer aí pra Cinthia Karina, e a outros como ela, que: não somos contra manifestações, somos contra que um bando de vagabundos, desocupados, frustrados com as suas inutilidades, reunam todas as tardes para fecharem ruas, avenidas e praças, ferindo o direito de circulação daqueles que estão manifestando silenciosamente, que querem ir para suas casas. Somos contra estes merdas que só agora “não querem copa” mas ficaram calados quando do momento oportuno. Somos contra estes imprestáveis, que, incapazes de o fazer no voto usam de todos os artifícios para tirar o PT do poder. Somos contra todo tipo de joaquinismos.
    …é ou num é Vannelder ???

  8. Ok, direito de protestar, mas e o direito de chegar ao trabalho no horário? Não é possível a cada semana você correr o risco de se atrasar, e muito, porque encontrou mais um protesto pela frente. O patrão tolera, um, dois, três atrasos; no quarto é demissão. E aí, como que fica? Sobre isso esses coxinhas, filhinhos de papai, que não precisam correr atrás, não se interessam, não estão nem aí, afinal, nós somos os otários que trabalham para sustentar a cambada do governo e dos políticos do Congresso, na cabeça desses “revolucionários”. Então, tá …

  9. …pra sossegar estes malas Ricardo, nada de balas de borrachas, espreis de pimenta, sugiro usarem pó-de-mico, vai dár-lhes uma coceira violenta, e, enquanto se coçam, é só descer o cacete nos vagabundos, com vontade.
    Depois desta, só de pensarem em manifestação, já correm pra debaixo da saia da mamãe.

  10. Prezado Kotscho: Virou zona e zona da direita organizada. Não tem nada de espontâneo nessas manifestações de rua que geram quebra-quebra e todos os transtornos para população. Isso é pano de fundo para o que vem pela frente para as eleições deste ano. Estão programados protestos contra a realização da Copa no Brasil, que também me parece outro pano de fundo para preparar o campo para direita no jogo político das eleições de 2014.

  11. Quando Lula comemorou a vinda da copa para o Brasil em 2007,dizendo que não haveria um tostão de dinheiro publico não imaginava que isso iria acontecer,7 anos depois e 22 bilhõesinhos de dinheiro publico,a coisa tá bem diferente.Até os MST que é fechado com o atual governo quer invadir o palácio do planalto.A insatisfação é geral!Como explicar?Será que o MST agora é do PIG?

  12. Hora,pq protestar nós somos a Noruega segundo o PT.Tá tudo maravilhoso aqui desde que o PT assumiu.Já tô ouvindo a vaia pra Dilma na abertura da copa,assim como foi na copa das confederações e vendo a sua cara de constrangimento perante o mundo.Será que dessa vez o Blattler vai intervir?Xiiiiiiiiiii…..

  13. Concordo com seu posto RK, e lembro da baderna do MST em Brasília, financiada com dinheiro público. Aí, quando o resto da turma vê isso, acha-se no direito de fazer o que bem entende. Com o PT no governo o Brasil perdeu a autoridade e o respeito civil.

  14. …tenho um amigo psiquiatra, que descobriu uma nova maneira de aferir o estado mental de seus pacientes, ele pergunta: Tu acha que depois dos governos do PT o Brasil perdeu a autoridade e o respeito civil ??? Tu acha que a insatisfação é geral ??? Tú acerdita no mensalâo ??? Se o cara responder afirmativamente a uma destas perguntas, ele não titubeia, bota o infeliz numa camisa de força e o despacha para um sanatório.

  15. que bom que voltou… e quanto aos protestos, concordo plenamente. recentemente aqui perto de salvador, os moradores de um povoado pararam a rodovia causando um engarrafamento de cerca de 3 horas por conta de um morador que havia espancado a mulher. que nota????

  16. Prezado Kotscho.
    Eis me aqui numa tarde de maravilhosas notícias, as quais, creio, você e outros blogueiros darão repercussão, uma vez que se trata de um fato histórico e tem muito a ver com o post.
    Caro Kotsho, o ex- presidente Lula levou para Cuba em sua comitiva aquele que vai fazer a maior reforma agrária jamais vista num país Caribenho. Trata-se do mega empresário do agronegócio, Blairo Maggi. Maggi, demonizado pelas esquerdas e pelo PT ( o partido, não o governo) irá implantar uma mega reforma agrária ”inversa” em Cuba ,pois levara o processo produtivo centralizado, que aqui chamamos pejorativamente de ”latifúndio”. Raul Castro já recebeu o nosso mestre dos mestres da soja e já autorizou o início do negócio.
    Lembro, caro Kotscho, que na comitiva não estavam os nossos revolucionários de propriedades alheias.
    O sistema produtivo será inteiramente como o já conhecido e reconhecido meio capitalista brasileiro. Nada de coletivismo e outros métodos exóticos e utópicos. Lula, com seu reconhecido talento dá o passo decisivo para a descomunização plena da Ilha de Fidel.
    É como dizia Vó Filó: Não há mal que sempre dure ,assim como não bem que não se acabe”

  17. Enquanto isso Kotscho, Alckmin com o auxílio precioso da Imprensa amiga e aliada, tenta empurrar mais um factóide político goela abaixo dos paulistas. Como não tem nenhum FATO para festejar, festeja abstratamente, por ter frustrado um possível plano de uma facção criminosa que só existe pela ineficiência de sua Polícia. E ganha espaço para divulgar tal bravata… Isso sim é uma ZORRA.

    http://jovempan.uol.com.br/noticias/brasil/sao-paulo/exclusivo-alckmin-confirma-plano-do-pcc-para-resgatar-marcola-e-reforca-confianca-no-trabalho-da-policia.html

  18. E para fechar a tarde com chave de ouro, o insuspeito Estadão afirma que o Brasil obteve o 3o (terceiro) maior crescimento do PIB mundial, atrás apenas da China (hors concour…) e Coréia do Sul. Ou seja… onde está a tal CRISE? E se ela de fato existe, como estará então a CRISE do resto do mundo? Que tal fecharmos a Paulista para comemorarmos o maior crescimento econômico do mundo ocidental? Tenham todos uma ótima noite.

    http://tv.estadao.com.br/videos,PIB-SURPREENDE-E-AVANCA-23-EM-2013,227280,254,0.htm

  19. “Enquanto houver essa tremenda impunidade,essa falta de pulso(estou escrevendo *falta de pulso*) até um espirro que *alguem der* será motivo para arruaças,bandalheiras ou protestos como alguns chamam”.
    Mas sinceramente não vejo um fim para esse inferno que instalou – se no nosso país,duvido que os nossos parlamentares(em especial os que estão encastelados em Brasília)votem *leis pelo menos um pouco mais severas*.
    Afinal *ELES* não vão dar *um tiro no própio pé.
    Quando escrevo *PARLAMENTARES*,são de todas as *letrinhas*,não tem *um* sem exceção que queira colocar um pouco de ordem nesse *país das maravilhas*.

  20. Acho que o Everaldo falava sério sobre o Luiz Carlos Velho estar preparando-se para os debates aqui no Balaio, pois o Velho voltou mais impagável que nunca e na primeira participação esfaqueou nossos fígados, sem dó nem piedade. Velho, voce não toma jeito, mas se o preço a pagar pela alegria de tê-lo no Balaio é ler “disparates” como esse seu de 15h59, que seja. Abração, Velho.

  21. Pois é Helena…e o Velho Luiz Carlos, tá aí de volta, cada vez mais noiado, achando que o Blairo Maggi, vai revolucionar Cuba. A revolução Maggiana…kkkk.

  22. Prezado Kotscho.
    Sim, claro, é assim mesmo que funciona .Todos protestam contra tudo e todos. Há os protestos dos velhos radicais , geralmente oriundos do velho PT e que foram devidamente ejetados e até hoje estão à deriva e sem norte, pois o PT atual lhes tirou o palco de suas apresentações teatralizadas. Mas há os milicianos e mercenários do próprio PT atual que, açodados e estimulados pelos milhões e milhões em dinheiro público que lhes financiam podem, a qualquer momento, se quiserem, ”fechar” o país de ponta a ponta. Os milicianos, que encontram respaldo em muitos admiradores, como se observou no meu post anterior fazem, desfazem, casam e batizam e sempre haverá um recurso jurídico que garante a total impunidade dos invasores de propriedades alheias.
    Caro Kotscho, vê se você consegue sincronizar ou entender o que se passa no MST, por exemplo, pois o líder máximo, o Stédile afirmou em alto e bom som que a reforma agrária que o MST prega não vale mais nada. O Brasil Kotscho, que se orgulha de crescer em tempos de crise, deve muito deste sucesso exatamente ao agronegócio que, sozinho representa 20% do nosso PIB. Como condenar isso Kotsho? E ainda sabemos que, pelo o menos 50% da produção do agronegócio vem das médias e pequenas propriedades. Os assentamentos do MST, todos, sem exceção, fracassaram, e os assentados sobrevivem com o bolsa família; uma tragédia financiada com dinheiro público.
    O empresário que LULA levou a Cuba, o MAGGI, é o maior produtor de soja do mundo e, mesmo assim, é apenas o 3º político mais rico do Brasil. Existem três outros deputados que ostentam fortunas maiores que a do Maggi. Adivinha quem o 4º? É o mais recém convertido e aliado petista, o Maluf!
    Os dois primeiros é só consultar a FORBES.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *