Com Mercadante, Casa Civil terá papel mais político

Com Mercadante, Casa Civil terá papel mais político

Em matéria sobre a reforma ministerial, o Balaio antecipou na terça-feira da semana passada, uma informação que foi confirmada em Brasília nesta segunda-feira: “A principal mudança é a ida de Aloizio Mercadante para a Casa Civil, no lugar de Gleisi Hoffmann, candidata ao governo do Paraná. O atual ministro da Educação vai ter um papel mais político do que administrativo, com a missão de fazer a ponte entre o governo, o PT e os partidos da base aliada, de olho na campanha eleitoral”, escrevi no dia 14.

Dilma bateu o martelo no final de semana. A decisão foi  anunciada hoje pela presidente, no Palácio da Alvorada, em reunião com o ex-presidente Lula, da qual participaram, além de Mercadante, o chefe de gabinete da Presidência, Gilles Azevedo, e o ex-ministro de Comunicação Social, Franklin Martins.

A exemplo da função que Dilma desempenhava no governo Lula, Gleisi era uma espécie de coordenadora dos ministros, que cuidava do andamento dos projetos, em especial os ligados ao PAC. Na reforma ministerial que Dilma só deverá anunciar oficialmente no começo de fevereiro, depois de voltar de uma viagem a Davos, na Suiça, e a Cuba, que começa na quarta-feira, a Casa Civil volta a centralizar as articulações políticas, como acontecia no início do atual governo com o então ministro Antônio Palocci.

Senador eleito pelo PT de São Paulo em 2002, quando Lula venceu sua primeira eleição presidencial, Mercadante estava sem mandato ao ser nomeado por Dilma no começo do governo para o Ministério da Ciência e Tecnologia, sendo transferido para a Educação, quando Fernando Haddad deixou o posto para se candidatar a prefeito de São Paulo. Caso Dilma seja reeleita, é certo que Mercadante deverá permanecer no posto para o qual está indo agora.

Mercadante é bastante ligado a Lula, de quem foi assessor econômico nas campanhas presidenciais, e candidato a vice em 1994, desde os tempos em que o ex-presidente comandava o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Professor da PUC e da Unicamp, no ano passado, tornou-se o principal interlocutor da presidente Dilma, que agora o leva para a Casa Civil.

 

 

 

 

 

 

18 comentários em “Com Mercadante, Casa Civil terá papel mais político

  1. A Gleisi (linda) vai detonar os malditos tucanalhas do estado do Paraná
    E o Padilha fará o o mesmo aqui em SP.
    E a Dilma vai acabar com a carreira (ops) do Aécio…

  2. Companheiro Kotscho
    Penso que a presidente foi feliz na sua escolha. Pelo seu equilíbrio emocional e sua experiência política, Mercadante é o homem certo no lugar certo.

  3. OK, Kotscho…mas eu e milharesde outros professores nos perguntamos: quem será o próximo m ministro da educação? será que esse ministério é tão pouco importante que seu titular se dedica,já faz algum tempo, prioritariamente à articulação institucional do governo???

  4. Agora o governo finalmente vai deslanchar! Rapaz, o homem para quem São Paulo disse “NÃO” duas vezes seguidas vai ser a salvação da lavoura! Pra gente ver a que ponto o Brasil chegou! Pra quem achava que o governo Dilma já estava no fundo, se enganou!

  5. Esta escolha não poderia ser melhor, o Ministro Mercadante é sobrio, inteligente e sabe manobrar como ninguèm as peripecias dos senhores Ministros deste excelente governo. Na pasta da Educação ele já vinha desepenhando muito bem o seu trabalho, coisa que não se vê entre os tucanos. Quem é por acaso o secretário de educação de São Paulo? É tão inerte que nem se ouve falar nele. Nem eu sei qual é seu nome, também como vai a educação em Sampa nem se faz ser notado. Eu penso que os tucanos, como não tem figuras politicas de relevo, não pensa em outra coisa a não ser destruidor de novas promessas que surgem no PT, haja visto a campanhandesonesta que fazem contra o Prefeito Fernando Hadad, mas eu já sei o porquê; como os tucanos não conseguem apresentar alguem com inteligencia brilhante para governar, tentam matar já no nascedouro, muitos, que naturalmente se sobressai no PT, assim quem sabe seus cabeças de bagre conseguem mais chances, né não? Haja visto comprovadamente o que andam aprontando contra o andamento até natural do seu governo, inclusive notadamente após a sua caça contra os remanescentes funcionários tucanos corruptos que ainda ficaram na transição do governo Demotucano do Kassab para o do PT. Acho que esta dificuldade que ele, o Hadad é claro, vem enfrentando é vingança porque ele expoz para fóra os mal feitos deles, isto é, acabou com a mamata. A sorte deles é que a imprensa marronzinha só notificou em forma de informação apenas e nem comentou, mas se fosse um governo PTista, o mundo tinha desabado, né não reacionários tucanos?

  6. “Rapaz, o homem quem São Paulo . . . . . . vai ser a salvação da lavoura!” Fannelder, a unica lavoura que está precisando de salvação é a candidatura do Aécio. (Eu mereço !!!!)

  7. Uma coisa é certa: Com este ROLEZINHO que o Mercadante tem feito pelos ministerios da Dilma, pode-se dizer que ninguem conheça mais o governo federal do que ele. O Mercadante TEM UMA HISTORIA HONROSA, que é orgulho para São Paulo ter um politico como ele, tanto que os paulistas ja o confiaram, os muitos anos como senador do estado. Como Senador FOI UM DOS PRIMEIROS A ASSINAR O PEDIDO DE ABERTURA DA CPI do mensalão, que gerou este passo importante para a moralização do Brasil, e nessa sua fase como ministro coringa, fez um brilhante trabalho no ministerio de Ciencia e tecnologia aos repatriar os talentos brasileiros que prestavam serviços em outros países; e como ministro da Educação melhorou a fiscalização no ENEM, e cassou a inscrição no MEC de diversas universidades particulares que não ofereciam um ensino de qualidade. Por tudo isso, é que o Mercadante, como Ministro da Casa Civil, jamais poderá ser comparado a Erenice Guerra; mas sim a Gleisi Hoffmann e até a propria Dilma Roussef. Uma otima escolha da Dilma, pois a Casa Civil é um ministerio de muita proximidade com a Presidencia, e isso também poderá fazer lembrar do Mercadante da boa atuação como vice prefeito de São Paulo no mandato da Erundina; um vice participativo, que poderá contribuir ainda mais com a presidente.

  8. O colega Vannelder disse que agora o governo vai deslanchar, bem o dissestes porque até agora o governo Alckmim não saiu do lugar e está empacado no total a quase 20 anos. Quando ele foi empossado as crianças que nssceram já são adultos e não viram a banda do progreso passar. Coitadinhos, foram aducados dentro do seu governo, é porisso que hoje temos blacks blocs, rolezinhos e outros pobres enganados. Mas não tem nada não, este será seu derradeiro desgoverno, aquele da “gestão” entalada que só criou e manteve elevadas as taxas do Pedágio aviltantes, fugiu de mais algumas CPIs lá na Alesp, treme de medo do trensalão e sabe que este ano será substituido pelo Padilha. Coitado, que destino cruel, não tem mais quem lhe ajudava, o Serra e o Kassab que já são cartas fóra do baralho. Prevejo triste fim para os tucanóides porque não terão mais a quem defender aqui no blog da Democracia. O povo, já deram o NÃO bem redondo prá eles e no próximo ano o Vannelder vai sumir porque não vai dar pra postar nada contra o PT. Que pena, mas o que vamos fazer? Ainda bem que temos mais alguns meses para o catequisar, vai dar tempo, água mole em pedra dura, tanto bate até que fura.

  9. Ao mesmo tempo que libera Ministros para as eleições, Dilma já vai formatando seu 2o Mandato. Nem a grande Imprensa consegue mais ignorar o copo meio cheio, cada vez mais cheio. Não deixem de ver o link abaixo, onde a dona do Magazine Luiza, coloca os idiotas do Manhattan Connection (especialmente o idiota mór, Mainardi) em seus devidos lugares.

    http://globotv.globo.com/globo-news/manhattan-connection/v/empresaria-fala-sobre-comercio-e-economia-no-brasil/3088745/

  10. “Mundo perde 62 milhões de empregos
    Desde 2008, número de desempregados cresceu e concentração de riqueza aumentou: 85 pessoas têm renda equivalente a 50% da população global”

    Sabe a maravilha da notícia (Estadão) acima, Kotscho? Nenhum dos empregos perdidos foi no Brasil. Um “muito obrigado” aos Presidentes Lula e Dilma cairia muito bem, não?

  11. Kotscho, sua avaliação matou a pau: em ano de eleição, a Casa Civil deixa de lado um viés administrativo, gerencial e ganha um adequado tom político. O Mercadante desembarcou em Brasília em um ministério de pouca visibilidade, o que serviu também para baixar a sua famosa ‘crista’. E rapidamente se tornou um dos principais interlocutores da Dilma. Agora será um ‘gestor’ político quando a Dilma fará suas andanças pelo Brasilsão na campanha eleitoral. Bola pra frente. No mais é o velho chororô dos reacionários de plantão e as chorumelas de sempre dos trolls a soldo tucano, que começam a infestar o velho Balaio de guerra. Abs

  12. Kotscho e amigos: não podemos deixar isso passar em branco, ops…..vejam como o Aécio Neves controla a imprensa em Minas Gerais:
    PRISÃO DE JORNALISTA EM MG: A FACE CRUEL DO ESTADO DE EXCEÇÃO

    do Minas Sem Censura

    A prisão do jornalista Marco Aurélio Carone, diretor proprietário do NOVO JORNAL, ocorrida hoje revela a face mais cruel do “Estado de Exceção” implantado em Minas Gerais desde 2003.

    A prisão realizada estaria “amparada no requisito da conveniência da instrução criminal, já que em liberdade poderá forjar provas, ameaçar e intimidar testemunhas, além de continuar a utilizar o seu jornal virtual para lançar informações inverídicas”, segundo trecho do despacho da juíza Maria Isabel Fleck.

    Ora, afirma-se que um dos motivos da prisão seria evitar que ele utilizasse de seu jornal virtual para veicular supostas informações inverídicas. Se isso não for censura prévia, o que mais será? E o que é pior: a arma para se efetivar essa ação preventiva seria a prisão do acusado? Logo, todo e qualquer profissional de imprensa que ousar veicular informações previamente consideradas inverídicas pela Justiça ou pelo Ministério Público estão sob ameaça concreta em Minas Gerais.

    Não há trânsito em julgado de qualquer ação incriminando o diretor proprietário do referido jornal virtual ou mesmo daquele que seria seu suposto aliado nas ditas “acusações inverídicas”: Nilton Monteiro, conhecido por divulgar a Lista de Furnas, que – por sua vez – já foi considerada autêntica pela PF e, inclusive, já instruiu processos sobre o rumoroso caso envolvendo lideranças do alto tucanato.

    O bloco parlamentar Minas Sem Censura registra aqui duas preocupações essenciais: uma é a prática de cerceamento da liberdade de imprensa, agora – de forma inédita – corroborada pelo MP e pelo Judiciário; outra é o claro foco político envolvendo personagens que criticam, denunciam e envolvem agentes políticos diversos.

    O Minas Sem Censura apresentará requerimento à Comissão de Direitos Humanos da ALMG para a discussão e apuração, nesta Casa Legislativa, do grave fato que representa essa prisão. Serão convocados os representantes do MP, da autoridade policial que efetivou as prisões, do Novo Jornal e Sindicato dos Jornalistas.

    Belo Horizonte, 20/01/2014

  13. Caro colega Peixoto, o seu comentário junto com a informação me deixou preocupado. Enquanto lia, passou pelo meu céfebro como um raio a pergunta; ja pensou se este candidato ganha? É na certeza a volta da ditadura sem a participação dos militares, só o PIG, os magistrados, alguns é claro. Portanto temos que por as barbss de molho meu amigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *