Juvenal, troca o Fabiano pelo piloto do Palmeiras

Juvenal, troca o Fabiano pelo piloto do Palmeiras

Antes que outro time ameaçado de rebaixamento chegue na frente, bem que Juvenal Juvêncio, o dono todo-poderoso do São Paulo, poderia fazer uma proposta ao piloto que transporta o time do Palmeiras. Afinal, ele já conhece as rotas para todas as cidades dos times da Segundona. Pelo menos assim, o time do Morumbi pode se perder em campo, mas não vai se perder no caminho.

Depois de fazer bobagem em todas as últimas contratações de jogadores e técnicos, antes de trazer Muricy de volta, já no desespero, Juvêncio poderia assim recuperar a fama de grande negociador, um verdadeiro talento de head-hunter, famoso por comprar caro e vender barato.

Minha sugestão é trocar o piloto palmeirense pelo Luis Fabiano porque assim resolveria outro problema: não obrigaria mais o técnico a manter em campo um ex-artilheiro, que fez fama marcando gols contra times pequenos no Campeonato Paulista, e sempre sumiu na hora das grandes decisões, ora machucado, ora suspenso.

Batalhei muito aqui neste espaço pela volta do Muricy, um técnico inteligente e turrão, que agora resolveu ficar mais turrão do que inteligente, como mostrou na derrota por 1 a 0 para o Grêmio, neste domingo, no Morumbi, ao manter Luis Fabiano em campo, mesmo depois de ele levar cartão amarelo e não jogar nada, e tirar Jadson, o melhor jogador do time ao lado de Ganso. Os dois cansaram de botar o número 9 na cara do gol, mas não teve jeito.

O que deu no Muricy? Será que a companhia de Juvenal e sua turma de doutores tirou dele a velha coragem de mandar no time e botar a moçada para jogar com a faca nos dentes? Após três vitórias seguidas, o hexacampeão brasileiro está vendo de novo a vaca caminhar passivamente rumo ao brejo. O São Paulo não assusta mais ninguém, virou café com leite. Nem dá mais vontade de torcer. Melhor é trazer logo o piloto do Palmeiras.

E o Corinthians, hein? Se continuar assim, sem marcar gols e caindo de quatro diante da Portuguesa, vai acabar disputando com o São Paulo uma vaga na Segunda Divisão. Pobre futebol paulista.

 

 

 

 

14 thoughts on “Juvenal, troca o Fabiano pelo piloto do Palmeiras

  1. O futebol é uma roda gigante. No ano passado, nesta mesma época, o Palmeiras era o exemplo de diretoria imbecil e amadorística, e o SPFC era tido como exemplo de boa administração, o clube a ser imitado. Esse mundinho do futebol é uma roda gigante, hoje o bando de imbecis se mudou para o Jardim Leonor, ou eles sempre estiveram lá escamoteados pelos bons resultados?

  2. Kotscho, o problema do Fabiano é de visão.
    O Juvenal Juvêncio tem de comprar para ele óculos como aqueles do holandês Edgar Davids.
    Quem sabe ele encontre a Anhanguera e volte para Campinas de onde nunca deveria ter saído.

  3. Kotcho, bom dia,

    Concordo que a fase do Fabiano não é das melhores, mas olhe para o banco, se o Muricy tirar ele vai por quem, Aloísio?(se fosse o Chulapa dos bons tempos), Silvinho?, Negueba?, Ademilsono?… infelizmente nossa diretoria, não conseguiu trazer Vargas, Scocco e outros então até a próxima temporada temos que apoiar nosso centroavante.

    PS, time GRANDE não cai, então não se preocupe.

    Abraço.

  4. Ainda acho mais fácil o Corinthians cair do que o teu SPFC. O SP precisa ganhar 6 jogos (18 pontos) em 14 restantes… já o Corinthians precisa ganhar apenas 5; mas ainda não livrou-se nem de Tite e nem do Sheik (após o selinho na boca do amigo, o Corinthians simplesmente desabou). Tá feia a coisa pro lado dos paulistas…

  5. Kostcho, os torcedores de torcidas uniformizadas que tanto pediram o Muricy, ja estão vaiando-o. Talvez o Muricy “tenha feito como fez o Leão com os torcedores das uniformizadas do Santos”, e também “não tenha dado dinheiro para eles fazerem carnaval e estenderem uma enorme bandeira nos jogos com a foto do Muricy e gritando: P*ta que P*rio, o Muricy é o melhor tecnico do Brasil”. O fato, e eu sei que você se atem aos fatos, é que Ney Franco, que o Rogerio disse que não deixou nenhum legado ao São Paulo, ao ganhar a inedita copa do Brasil, e montar esse elenco que ontem dominou o Gremio o jogo inteiro, onde o Dida, um dos maiores goleiros do mundo de todos os tempo, foi o destaque, enquanto que o goleiro Vitalicio do São Paulo, que não foi acionado o jogo inteiro, tomou um gol no final do jogo, onde o jogador do gremio cabeciou de fora da pequena area e no canto direito, onde ele Rogerio estava; está fazendo uma bela campanha como tecnico do Vitoria, que desponta na 6ª colocação. O Luis Fabiano, está voltando de contusão, mas mesmo assim, tem mais gols que muitos atacantes que jogaram o primeiro turno inteiro. O São Paulo ganhou a maioria dos jogos que o Luis Fabiano estava em campo. O São Paulo precisa ter paciencia com ele, que ja mostrou ser um dos melhores atacantes do mundo, prova disso é que muitos times do exterior e do Brasil, ainda fazem propostas para contrata-lo. O proprio Ganso, que os torcedores de torcidas uniformizadas, ja pediram a cabeça como pediram a do Luis Fabiano; ja está mostrando bom futebol. Não duvido nada, se o Felipão, voltar a convoca-los, afinal, jogador quando é craque mesmo, recebe propostas de outros times e fazem historia na seleção. O goleiro Marcos do Palmeiras, por exemplo, “recebeu uma proposta de verdade do Arsenal da Inglaterra”, e “preferiu”, “escolheu”, ficar no palmeiras, ganhando “bem menos”.

  6. já falei sobre minha forma de torcer. Quando não é o meu Santos que joga, escolho um dos times que esta em campo e começo a torcer por ele, se marca um gol, passo a torcer para o adversário, de forma que estou sempre torcendo para o time que esta perdendo, é bem mais emocionente. Não tenho visto jogos do São Paulo com receio de me tornar sãopaulino.

  7. Kotscho
    Sou gremista e realmente não entendi a saída do Jadson, facilitou o trabalho da nossa defesa
    O Grêmio já viveu momentos semelhantes
    Com experiência, afirmo o momento é de união da torcida com o grupo e a direção
    Não aumentem a crise
    Se o time cai, no ano seguinte os jogadores estão em outro clube beijando novos escudos e nós torcedores assinando pay per view da segundona

  8. Olha Kotscho, sou um palmeirense mas não apaixonado como a maioria de corinthianos mas ficaria assim engraçado se o Corinthians voltasse prá segundona, antes de tudo peço desculpas aos torcedores da Fiel e acho que pertenço mais a torcida anti-corinthiana que ao Palmeiras. Será que é por causa da camisa ter faixas pretas que lembram poluição? Esta chocolatada que a Portuguesa deu no Corinthians mais me pareceu a uma ajudazinha da moçada do Parque São Jorge aos vizinhos do Canindé, não desmerecendo o empenho da Portuguesa que vem fazendo uma bela campanha no Brasileirão. Quanto ao São Paulo, acho que não vai cair e só precisa voltar a investir no time de base para aparecer novas promessas.

  9. O ponto, digamos, “menos forte” do mestre Kotscho, é o futebol, onde revela-se um ciclotímico torcedor. O São Paulo pela, primeira vez nos dois últimos anos, conseguiu ontem mostrar vestígios daquilo que se chamava nos bons tempos, um time de futebol, o que perdemos desde o bicampeonato ganho pelo “Burricy”, que emburreceu o São Paulo desde então, culminando com o Nei Fraco onde o time mais parecia escola de samba do oriente médio, as alas não se falavam e a bola mais parecia alegoria de mão. O horror! o Horror! Diria Kurtz, subindo o rio Pinheiros, caso São Paulo fosse o Congo. Mas ontem não, quiseram os astros que o São Paulo mostrasse lampejos de finíssimo futebol arte e conjunto, mas só para sacanear presenteou-nos com um presente de grego, a derrota, ao final da porfia. Mas tenho esperanças, parece que o “Burricy” voltou como Muricy, o menino que encantava no dente de leite do São Pulo, pela audácia, inteligência e arte. Quanto ao Fabiano e Rogério, o Fabiano só depende dele para não ser o fim de linha, falta o vigor, portanto deve passar a fazer como tantos outros e passar a jogar dentro da área, com a inteligência e senso de conclusão que preserva, senão infelizmente vai definhar. Tratando-se de Rogério, que o São Paulo tenha a sorte e a felicidade de tê-lo até o final de 2014, enquanto prepara O Substituto a Altura.

  10. “O horror! o Horror! Diria Kurtz, subindo o rio Pinheiros, caso São Paulo fosse o Congo.”
    Pegando carona no belíssimo texto do Dias das 20:15 (um dos melhores textos de comentaristas que me lembro aqui no Balaio…) nestes tristes tempos de espionagem americana até em cima de países amigos, impossível não lembrar do magnífico Marlon Brando, enterrado até o pescoço em uma curva de rio vietcong, a nos sugerir que o verdadeiro “Heart of Darkness” estava sediado em Washington. Apocalipse Now, uma magnífica adaptação do consagrado romance de Conrad, é muito mais do que apenas um filme…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *