Tragédia mostra força e união dos americanos

Tragédia mostra força e união dos americanos

Nenhum país está livre de atentados terroristas e de malucos que saem às ruas para matar por matar, atirando contra estudantes, o papa João Paulo 2º ou o John Lennon. O que varia é a forma que as nações encontram para reagir àqueles que atentam contra a vida ou a liberdade dos seus cidadãos. O desfecho da tragédia de Boston na noite desta sexta-feira (19), que o mundo todo assistiu ao vivo pela televisão, serviu para mostrar a força e a união de um povo quando se vê ameaçado em sua integridade.

Podem falar o que quiserem dos Estados Unidos e das mazelas do império americano, mas foi comovente ver toda uma nação empenhada em encontrar os autores dos ataques a bomba na Maratona de Boston e em mandar um recado ao mundo: aqui, na nossa democracia, isso não pode acontecer, e não podemos deixar que este crime fique impune.

Do presidente Barack Obama, que desde o primeiro momento na segunda-feira assumiu o comando das operações e foi a Boston dar apoio às vítimas, aos 9.000 policiais mobilizados que colocaram suas vidas em risco e a todos os anônimos que procuraram colaborar com os órgãos de segurança, nenhum americano ficou indiferente.

Desde a identificação dos dois suspeitos e à caçada que se seguiu até a morte de um dos irmãos Tsarnaev e à prisão do outro, quatro dias se passaram com o país em suspense, sem que nenhuma das garantias  individuais fosse arranhada e inocentes colocados em perigo.

A população comemorou nas ruas a vitória contra a violência, o triunfo da civilização sobre a barbárie e, ao final, o presidente Barack Obama resumiu o que mais preocupa os americanos sobre os atentados: O que leva a estes crimes e como evitá-los daqui para a frente?

Com serenidade e firmeza, Obama disse que “as famílias daqueles que morreram e os feridos merecem respostas”. O próprio presidente se perguntou: “Evidentemente, permanecem muitas questões sem resposta, entre elas, porque dois jovens estudantes no seio das nossas cidades e de nosso país recorreram a tal violência? Como planejaram e executaram estes atentados? E se receberam a ajuda de alguém?”.

A única certeza para o presidente é uma só: “Eles fracassaram porque os americanos se negaram a ser aterrorizados”.

E aproveitou para fazer um apelo aos americanos para que não vejam em cada estrangeiro um inimigo, como costuma ocorrer nestes momentos de revolta sempre que imigrantes se encontram envolvidos em atos de violência como aconteceu com os irmãos de origem tchetchena em Boston.

No momento mais importante da fala em que saudou o trabalho da polícia, Obama insistiu num ponto: “É importante que sigamos acolhendo as pessoas de todo o mundo. O espírito americano inclui manter-se fiel à diversidade que nos faz fortes. Temos de manter este espírito”.

O que os Estados Unidos não podem mais adiar é o interminável debate sobre a fabricação, o controle e o uso de armamentos, que ainda divide republicanos e democratas, e alimenta as cíclicas ondas de violência que assolam a grande nação americana, além de municiar as guerras mundo afora.

46 thoughts on “Tragédia mostra força e união dos americanos

  1. ….tú escreveu isto pra nos provocar ??? Foi ???
    Porque, o que eu vi, foi um povo amedrontado, frágil (apesar de todo aparato de segurança que dispõem ), no salve-se quem puder, correndo com medo deles mesmo, deixando pra trás as vítimas.
    O Obama falou também que escolheram a cidade errada para o atentado, como se dissesse que, as cidades certas para tal, seriam quaisquer uma da Coréia do Norte, do Irã, do Afeganistão, da Venezuela, da Síria, nunca uma Boston.
    Apesar de me condoer com as inocentes vítimas, chorei com a imagem daquele garotinho, não posso fechar os olhos para os “pecados” cometidos pela elite conservadora anericana. No fundo mesmo Ricardo, grande maioria desta gente, adora este tipo de acontecimento, pois podem sentir o prazer, o gozo, de aumentarem o seu ódio aos imigrantes que para ali vão. Aquela elite, não o seu povo comum, odeia todo o resto da humanidade. Por exemplo: nunca cobraram dos sheiks da Arábia Saudita, que aplicassem o dinheiro que pagam pelo petróleo, em melhoria de vida do povo daquele país. O que lhes importam é que seus filhos playboizinhos, possam ter gasolina para pisar fundo nos aceleradores de seus carrões turbinados. Quando empregaram seu poder bélico para defender a democracia e a justiça social, em algum país que não tenham interesse ??? Querem a derrocado do regime cubano, não mais por questão idiológica, mas sim para entregá-la ás suas máfias do entretenimento. São hipócritas por natureza.
    Nove mil policiais para encurralar e prender dois garotos, graaaaande poderio, não ???
    Quem vai nos dizer que estes rapazes foram realmente os culpados, a CIA??? O FBI ??? Quem??? Pois deixaram o segundo pronto para morrer !!!
    O que eu não vi Ricardo, foi os vagabundos lacaios e lambe-rolas dos yanquees, cobrarem do governo americano segurança para o seu povo, como fazem ao nosso governo.
    Com todo o aparato que deteem, não poderiam ter espalhado em todo o percurso da maratona, câmeras para inibirem a ação destes “ teroristas (?)”, e não ficarem dependendo de imagenzinhas de celulares que algum besta tenha gravado ???
    Sinceramente Ricardão, se tu escreveu este para nos provocar…valeu, mas, se é esta mesmo a tua visão…sei não Véim…tú ta precisando de uma reciclagem…urgente.
    OH !!! Vitor Hugo !!! Que qui tu acha ???…o Véim tá ou num tá ???

  2. …a economia estagnada, empregos sendo disputado a tapa, grupos organizados contra a imigração…” teoria conspiratória ” é não admitir que há mais coisas entre o céu e a terra neste episódio, só um besta acabrestado pode deixar de pensar nisto.
    tudo indica que estes dois rapazes…”entraram de gaiato no navio”
    …o cara ser besta de graça, vá lá, mas…pagar pra ser besta, aí é demais.

  3. Aqui também o povo está unido contra o crime e exige punição para o criminoso. 93% da população quer a redução da maioridade penal para os crimes de mortes, estupros e outros crimes violentos. Os políticos brasileiros que são retrógrados. Eles podem defender pena leve para criminosos. Eles andam cercados de seguranças pago com o nosso dinheiro. Só andam em carros brindados. eles podem defender bandidos. Afinal, bandidos também votam.

  4. Amigo Everaldo, é o que eu sempre digo aqui mesmo… O kotscho adora dar uma no cravo e outra na ferradura. Acho que ele ficou comovido com a tentativa de assalto à filha do vice-governador, seu amigo, e resolveu jogar uma pipoquinha para a extrema-direita. Kotscho, meu filho… enlouqueceste? Está na cara que o roteiro (pergunta pro teu genro, o Bráulio, cobra no assunto) segue o mesmo padrão básico das últimas armações americanas para, então, invadirem um país cheio de petróleo ou então implementarem leis anti-imigração. Qual será a bola da vez? Veja que as mesmas forças midiáticas – incluindo a desavergonhada velha mídia brasileira – estão agindo da mesma forma… antes mesmo de checar fontes, jorram notícias super convenientes aos interesses do Império. Uma vergonha, Kotscho… e você, ingenuamente, embarca nessa. Tenha dó…

  5. Inegável a superioridade cívica do povo americano. Tomara tivéssemos um décimo do seu patriotismo, solidariedade e união em tempos difíceis. Os americanos não precisam cobrar segurança de seu governo, como disse Everaldo abaixo, porque eles já tem um governo que se adianta a qualquer problema, inúmeros prováveis ataques já foram preventivamente anulados antes que se concretizassem e sem que o povo sequer suspeitasse. Everaldo também expõe uma grande incoerência do antiamericanismo ao querer que os governos árabes prestem contas do dinheiro do petróleo, para depois acusar os americanos de intervencionistas.
    Depois do ataque à maratona, inúmeros corredores continuaram correndo rumo aos hospitais para doar sangue, inúmeros espectadores socorreram as vítimas inclusive tirando seus casacos para cobrir os que tinham frio e seus cintos para torniquetes.
    Tolo quem pensa que o FBI dispunha apenas de imagens de celulares, os vídeos constantes das investigações não foram divulgados aos público para não despertar sede de vingança da população contra os suspeitos.
    Não discuto aqui os erros ou acertos da política externa americana, mas sua política interna e seu povo são inegavelmente um exemplo, por isso despertam inveja e ódio naqueles que não o são.
    Lá, se 93% da população for a favor de uma determinada mudança de lei, ela acontece. Lá, tragédias recorrentes como a da região serrana do Rio jamais aconteceriam, pois o governador já teria sido deposto e muito menos re-eleito. Lá não se tolera políticos ineficientes.
    Terminando com uma comparação bem mais singela, o time de beisebol de New York, os Yankees, são rivais históricos do Boston Red Sox. Pois no último jogo no estádio dos Yankees, um telão na fachada exibia os dizeres “We Are Red Sox” e sua torcida cantou a música tema dos Sox antes do jogo. Aqui, onde as torcidas são separadas por alambrados e cordões policiais, onde a vida do torcedor rival vale muito pouco, alguém imaginaria isso ?
    O brasileiro faria muito melhor se tivesse a humildade de tentar aprender alguma coisa com eles, ao invés desse antiamericanismo infantil e retrógrado.

  6. “Lá, se 93% da população for a favor de uma determinada mudança de lei, ela acontece”

    Perfeito, Daisy das 16:18… Mas somente se os 93% forem expressos em plebiscito (que sempre são lançados paralelamente às grandes votações) e não por uma pesquisa feita pelo DATAFOLHA. Sempre que for usar este número, dos 93% a favor da mudança da maioridade penal, não se esqueça de mencionar: segundo o DATAFOLHA. Caso contrário fica parecendo que 93% dos brasileiros de fato querem esta mudança…

  7. Concordo com grande parte da sua mensagem neste texto sobre a união doa americanos em defesa da liberdade,da democracia e da lei.Mas,não entendo como um evento público não tem o rigor na questão da segurança(apesar do grande número de câmaras e policiais) – Duas mochilas são colocadas em posições estratégicas – E bem visualizáveis,não despertaram qualquer supesita das autoridades responsáveis pela segurança daquela área, com imenso cotingente de pessoas a assistir a competição.Talvez, a vigilância nos EUA,seja bem maior nos portos, aeroportos e fronteiras,que dentro do próprio país.Já deveriam ter observado – Existem os terroristas externos e so “domésticos”.

  8. A democracia americana é cuidada pelo povo americano. Lá não tem nenhum partido político idiota tentando ensina-los o que é democracia. Vivi muitos anos no Texas, em Austin, onde a população tem liberdade para comprar as armas de fogo que quiserem. O índice de assaltos nas ruas e invasões de propriedades privadas é praticamente “zero”. Ninguém briga no trânsito. Sabe porque?? Porque todo mundo sabe que dentro de uma propriedade privada ou dentro de um automóvel com uma família dentro, existe 95% de possibilidades de haver armas para defesa e, por cultura, todos sabem atirar com armas de fogo e não tem nenhum escrúpulo em “queimar” quem ameça sua família. Assim como existem estados americanos que sequer permitem o porte de armas de fogo. Quem for pego armado vai pra cadeia. Questão cultural respeitada nos EUA. Mas, em todos os estados americanos eles consideram que “bandido bom é bandido morto e enterrado em pé pra não ocupar muito espaço”. Temos muita coisa a aprender com o povo americano não com o governo americano.

  9. Everaldo e amigos do Balaio. Passei por uma cirurgia a laser nos olhos. Então, perdoem pelos erros neste e nos próximos. Everaldo, já está virando lugar comum meus elogios a seus textos criativos, brilhantes e corajosos. Neste último voce demonstrou toda a sua corajem. Parabens ao Kotscho por te-lo publicado sem ressalvas. Voce foi direto ao ponto. O povo americano não tem nada a ensinar a ninguem. Talvez num passado remoto, hoje não mais. São manipulados já no utero materno. Discordo frontalmente do comentário do Kotscho. Nem perderei tempo falando do “povão” americano, pois podemos resumi-lo na figura deprimente de seu presidente. Barack Obama é a maior fraude eleitoral da história da civilizção ocidental. Milhões pelo globo depositaram suas esperanças na eleição de Obama e sentem-se frustrados e enganados, pois Obama é apenas mais inteligente e comedido em seus bláblábláblás oficiais, porém tão desprezível quanto Busch. A eleição de Obama mais parece um golpe da elite racista americana contra os negros americanos, pois Obama não passa de boneco de ventriloquo, um marionete nas mãos dos poderosos capitalistas americanos. Imaginem se Obama atrever-se a dizer que o futuro da humanidade depende de encontrarmos uma alternativa ao capitalismo americano, pois escassearam as nações disponíveis para pilhagem !!! Façam suas apostas. Quantos dias duraria na presidência da maior “Democracia” do Planeta ? Parabens, Everaldo, pela corajem, pois só tontos acreditam que estes atentados não foram planejados, financiados e executados pelos prórpios detentores do poder, do verdadeiro poder, nos EUA. Querem saber quem planejou tudo ? Simples: descubram quem ganhou com eles !!! Obama já capitalizou com seus discursinhos manjados e os empresários da industria anti-terrorismo ganhou novo alento e novos contratos com a Casa Branca. Que venha o próximo atentado e que Deus tenha piedade dos que estiverem na hora e lugar errados. Kotscho, minhas considerações por ter publicado, na íntegra, o sempre estupendo comentário do Everaldo. Repito: este é o melhor blog da Rede gaças ao Everaldo, Enio, Pardalzinho, Mr Chance, e tantos outros que tenho o privilégio de chamar de meus amigos, irmãos mesmo, de Balaio. Boa noite e ótimo domingo a todos.

  10. Pardalzinho – 17h17 : Se os 93% são do Datafolha e Uol ou se são dos brasileiros, realmente não tem como se saber, pois aqui o governo não faz plebiscitos. Aqui o governo não quer saber qual é a vontade do povo. Aqui o povo só interessa ao governo nas eleições. Aqui o governo nos trata como incapazes a ser tutelados. Por desdém ou por medo de ter que servir e não ser servidos.

  11. Pardalzinho. Pois então que se faça o prebiscito, não só sobre a redução da maioridade penal mas, também sobre a pena de morte. Se a vontade da maioria vencer que se faça a lei. Nós vivemos em uma democracia e, na democracia a vontade da maioria é soberana. Essa historia de ouvir o secretario de direitos humanos, o ministro da justiça, alguns advogados sociólogos e políticos esta errado. O povo já não aguenta mais a violência no país. São Paulo ainda é o estado menos violento. Os outros estados é muito mais violento.

  12. O que é isso companheiro Kotscho, saudades das matinês com o John Waine, é? Faz tempo, né? Não havia ainda os drones e as assassinas mortes equivocadas e colaterais que provocam.
    Mas como ensina o presidente do Equador, o Rafael Correa, “nos Estados Unidos não tem embaixada americana”, a mídia não é de oposição e a liberdade é de imprensa, não de empresa.
    Sem esquecer ainda que esse negócio de bombas para eles, apenas é bom quando explodem nos outros.

  13. “A caça ao jovem de origem chechena de 19 anos, Dzhokhar Tsarnaev, que estava sendo procurado desde a madrugada de sexta-feira, acaba de ser preso. Foi a primeira caça global transmitida online e por todas as mídias eletrônicas. Foi tão global que a novela da Globo foi interrompida pra que se informasse que a polícia dos EUA acabara de informar pelo twitter que o jovem tinha sido preso.

    O atentado a Boston é condenável. Como todos os atentados do mundo. A ação do FBI, porém, é um marco. A partir de agora não basta matar e assassinar suspeitos. A polícia dos EUA quer hollywoodizar suas ações. Quer estar na moda. Quer fazer sucesso. Quer botar banca.

    Quem faz este tipo de papel em geral não é quem tem poder, mas quem precisa mostrar que tem poder. Ou quem já teve e está perdendo.

    Um suspeito. Milhares de policiais. Milhares de jornalistas. Um suspeito.

    A ação de caça do FBI e da polícia de Boston ao jovem de 19 anos não é uma demonstração de força. Este show é uma declaração de fraqueza. ” Renato Rovai do Blog do Rovai

  14. Querida Daisy, das 19:48… Não era para ficar brava. Sabe por que não dá para confiar no DATAFOLHA da Folha e do UOL? Porque nem eu e nem você sabemos como o questionário foi montado e de que forma foi conduzido. Veja, não estou dizendo que ele não existiu e nem que o resultado foi inventado; nada disso. Mas digamos que antes da pergunta-chave (você é contra ou a favor…) viesse essa: “Caso seu filho ou parente muito próximo, tivesse menos de 18 anos e tivesse cometido um ato considerado fora da lei, você acha que ele deveria ser tratado e preso como um criminoso comum?”. Entende o que estou falando, Daisy? Se logo após um crime bárbaro, envolvendo vítimas que interessem à velha mídia repercutir (porque sabemos que o que acontece com gente pobre da periferia apenas vira estatística…) e um Instituto de Pesquisa faz a pergunta à queima-roupa, o resultado é bastante previsível. Esse é o espírito de um plebiscito, decidir o que o povo quer mas sem a pressão da mídia em cima de um acontecimento envolvido por forte emoção causada por ela mesmo – a isso dá-se o nome de manipulação da opinião pública. E só mais um detalhe, querida… Não te parece muito estranho que quando existe uma forte escalada da violência no Estado mais forte da Federação, a velha mídia se volte contra a Constituição e não contra o Governador deste Estado? Pense nisso…

  15. Obama devia perguntar porque seu pais é alvo de tanta violência e se vale a pena continuar neste caminho. O resto é conversa mole para boi dormir.

  16. A contabilidade estadunidense é macabra. Os drones são armas desse estado terrorista e não há matérias indignadas registrando as mortes por este meio. Afinal, os EUA têm seus negócicos, que precisam inflar a coluna de ativos.

  17. Johnny escreveu 19h25: “A democracia americana é cuidada pelo povo americano. Lá não tem nenhum partido político idiota tentando ensina-los o que é democracia.” Agora vejamos a lista de partidos americanos e comparemos com a afirmação do Johnny:
    Partido Independentista Portorriquenho (PIP)/
    Partido Independentista do Alasca/
    Partido Aloha Aina do Havaí/
    Partido Primeiro da América/
    Partido da Herança Americana/
    Partido da Independência Americana/
    Partido Independentista Americano/
    Partido Reformista Americano/
    Partido Patriota Americano/
    Party of the American Knavery/
    Charter Party of Cincinnati, Ohio/
    Partido Comunista dos Estados Unidos/
    Partido Comunista Operário da América/
    Orthodox of the Eastern Church American Party/
    Partido Conservador de Nova Jérsei/
    Partido Conservador de Nova Iorque/
    Partido Conservador do Texas/
    Partido Constitucionalista/
    Partido Plutocrático Inglês/
    Partido Oligárquico Americano/
    Sovereign’s Party/
    Partido da Nova Ordem Católica Teocrática Norte-Americana/
    Partido Multiculturalista de Illinois/
    Partido da Ação constitucional/
    Covenant Party (Northern Mariana Islands)/
    Partido Falconista/
    Partido Reacionário Conservador Liberal-Democrata Americano/
    Partido dos Valores Familiares/
    Partido Socialista da Liberdade/
    Grassroots Party/
    Partido Verde dos Estados Unidos/
    Partido Independentista de Minesotta/
    Partido da Independência Americana/
    Partido do Movimento dos Cidadãos Independentes (US Virgin Islands)/
    Partido dos Trabalhadores/
    Liberal Party (New York State)/
    Partido da Liberdade e União/
    Partido da Montanha (West Virginia)/
    Partido da Lei Natural dos Estados Unidos/
    Partido Novo/
    Partido Novo Progressista de Porto Rico/
    Partido da Nova União/
    Partido do Direito à Vida de Nova Iorque/
    Partido da Paz e Liberdade dos Estados Unidos/
    Partido da Escolha Pessoal/
    Partido Popular Democrático de Porto Rico/
    Partido Populista (Nader 2004-affiliated, unrelated to earlier so-named parties)/
    Partido Progressivo de Vermont/
    Partido das Proibições dos Estados Unidos/
    Partido Independentista Portorriquenho/
    Partido Reformista dos Estados Unidos/
    Partido Republicano Moderado (Alaska)/
    Partido Comunista Revolucionário/
    Partido da Ação Socialista/
    Catholic Party of America/
    Partido da Ação Renovadora Nacional Comunista/Leninista Americana/
    Partido da Alternativa Socialista/
    Partido da Igualdade Socialista/
    Partido Socialista dos Trabalhadores da América/
    Partido Socialista dos Estados Unidos/
    Partido Socialista dos Trabalhadores/
    Partido Sulista/
    Partido da Independência Sulista/
    Partido da Liga Espartacista/
    Partido dos Cidadãos Unidos/
    Partido Pacifista dos Estados Unidos/
    Partido “Nós, o povo”/
    Partido dos Trabalhadores do Mundo/
    Partido Trabalhista dos Estados Unidos/
    Partido das Famílias Trabalhadoras. E o Johnny tambem disse no mesmo comentário: “Vivi muitos anos no Texas, em Austin, onde a população tem liberdade para comprar as armas de fogo que quiserem. O índice de assaltos nas ruas e invasões de propriedades privadas é praticamente “zero”. Ninguém briga no trânsito. Sabe porque?? Porque todo mundo sabe que dentro de uma propriedade privada ou dentro de um automóvel com uma família dentro, existe 95% de possibilidades de haver armas para defesa e, por cultura, todos sabem atirar com armas de fogo e não tem nenhum escrúpulo em “queimar” quem ameça sua família.” Pois é, Johnny, e quando maníacos armam-se até os dentes, invadem escolas e matam dezenas de crianças é só colocar a culpa num terrorista checheno, afegão, iraniano (qualquer muçulmano serve), etc . . . Johnny, não é a liberdade de portar armas que garante esses numeros mais que enganosos citados por voce não, meu fíi. Fosse essa a solução, bastava o governo Alckmin criar o bolsa armamento, distribuir uma arma para cada cidadão e os indices de criminalidade no estado de São Paulo despencariam.!!!! Procure olhar o problema de forma mais abrangente. Afinal, voce viveu muitos anos em Austin, Texas !!!! (Eu mereço !!!!!)

  18. Bom dia Ricardo, Vítor Hugo, meu irmão Ênio, Pardalzim, Mr. Change, J.Leite, Seramante, e demais Balaieiros.
    Tô aqui só o bagaço, depois de uma noite de forró no Nova Edição ( nem sei porque este nome para aquela casa de dança, pura gozação, pois o mais novo dos freqüentadores há muito passou dos cinqüenta ) ao som do “D´assis e seus Dartagnans”…é ruim heim ???. A Jandra, minha mulher ( petralha não tem esposa, petralha tem mulher, esposa é coisa de tucano vagabundo ), me explorou ao máximo nesta noitada. Tô desconfiado que ela arrumou outro e quer me tirar de campo por exaustão física, mas….a neguinha quebrou a cara, pois dei conta do recado direitinho, ela é que se vire para agüentar os dois, ajoelhou tem que rezar…né não ???
    Bom dia amiga Nona, este roteirinho é pra você que tem tudo para ser uma grande cineasta, não precisa me remunerar, peço apenas que no final do filme coloque:” esta obra não tem nada de ficção, é a dura e cruel realidade”
    1-em um certo país, um grupo de xenófobos, aliados a produtores de armas, fazedores de guerra, resolvem a todo custo, implantar seus interesses.
    2- para isto, tramam um atentado, a explosão de duas bombas, em um acontecimento esportivo, em uma de suas grandes cidades, para terem o apoio público.
    3- selecionam um imigrante com perfil compatível com a trama.
    4-encontram um estudante universitário muçulmano, mais do que perfeito, pois tem um irmão, que facilmente desempenharia a função de levar uma das bombas. Seriam necessárias pelo menos duas, para dar a conotação de atentado organizado, e justificar as futuras ações dos produtores de armas.
    5- contratam um atorzinho de quinta categoria, que se passa por muçulmano e se aproxima do estudante escolhido para o ato de explodir as referidas bombas.
    6- o atorzinho, bem treinado, convence o estudante a fazer o planejado em nome de Alá.
    …daí pra frente, você completa o roteiro…falô ???
    AH! Sim !!! Para “ o retorno” , depois lhe passo um roteiro, sobre como as empresas, especialmente as tv(s) do PIG, criam audiência, sem gastarem um tostão, e faturam horrores com os horrores que planejam. Lembra daquele caso do sequestro da adolescente Eloá ??? Do caso Nordoni ??? Já sacou ???
    Pois é neguinha…tú só não vai ganhar um Oscar, porque eles não premiam este tipo de roteiro, viu ??? Mas vamos comer um vatapá porrêta, com muito mais camarão.

  19. …( falando sòzinho )…kkkkkkkkkkkk…este Vítor Hugo é cruel demais…este cara deveria estar no governo, a DILMA deveria o contratar só pra cuidar de seus adversários…coitados.
    Ô Vítor !!! Tu viu aí ??? A Daisy aí em baixo, vai morrer acreditando que os sheiks árabes contrariariam um desejo americano…pode ???
    Quê qui passa na cabeça desta criatura ??? Heim ??? Tá ou num tá com psiquicodependência ??? A popular ” Sindrome de Senzala ” ???

  20. O Pardal matou à pau… Disse exatamente o que eu estava pensado o tempo todo; por que Alckmin, quando a violência cresce em SP, é sempre poupado pelo PIG? Mas que cara de sorte, não?

  21. Caro companheiro Victor Hugo,
    Voce está feliz não??? Voltou cheio de felicidade não?? Parabéns pelas constatações brilhantes sobre a sociedade americana pois afinal de contas todos lá são enganados o tempo inteiro. Imensidão de partidos políticos e apenas 2 disputam as eleições verdadeiramente!!! E você viveu lá né palhaço. Você conhece os americanos não??? Paspalho. Vá checar antes de dizer besteiras paspalho bem mandado pelo chefe da militância!!!

  22. Pardalzinho das 7h31 – Não fiquei brava, apenas inconformada. Quanto a redução da maioridade penal, se um dia vier, acredito que deve ser válida para o meu filho, o seu, ou de qualquer pessoa. Quanto a oportunidade certa para o plebiscito, estou cansada dessa conversa do governo de que não se deve decidir sob forte emoção, pois este não decide nunca, nem sob emoção alguma.
    É muito louvável falar em investir em educação, socialização, fazer passeatas pela paz, soltar pomba branca na praça, etc., mas enquanto isso a impunidade grassa, os legisladores se omitem e muitas vítimas ainda virão.

  23. Everaldo, a Daisy deve ser muito novinha ainda, mas já provou seu valor ao iniciar sua (faço votos) longa participação no Balaio. Então, vamos dar-lhe as boas vindas contando-lhe sobre o “Atentado do Rio Centro” ocorrido durante a ditadura militar pra que ela faça uma analogia com os atentados de Boston: Daisy, lá pelos anos 70 o governo militar planejou o seguinte ato macabro: explodir duas bombas no Rio Centro, onde os trabalhadores se reuniriam em comemoração ao 1º de maio. Haveria shows com músicos como Moraes Moreira e outros e o idéia era explodir as bombas, gerar tumulto e mortes e culpar os comunistas comedores de criancinhas pelo atentado. Mas algo saiu errado e a bomba explodiu no colo dos dois militares no interior de uma automóvel Puma, o esportivo mais desejado na época. Um deles morreu na hora. Seus intestinos desintegraram-se e seus genitais foram encontrados sobre o capô de outro carro a vários metros de distância do local da explosão. O motorista sobreviveu, mas foi preciso recolocar seus intestinos de volta á cavidade aberta em seu abdomem. Pode conferir tudo no Google e caso deseje aprofundar a pesquisa descobrirá que foi o governo americano que planejou, financiou e executou o golpe militar que implantou o regime de terror no Brasil e fez com que estagnassemos durante mais de 50 anos se incluirmos aí os catastróficos governos de Collor, Sarney e FHC que sucederam a ditadura militar. Daisy, voce não vai “perder” mais que 20 minutos que serão decisivos para sua formação de cidadã conciente de seu direito de ser bem informada pelos meios de comunicação. Mas se quiser continuar alienada como o Johnny, Vannelder, Luiz Carlos Velho e outros frequentadores do Balaio a escolha é sua. Tenho certeza que esse texto será de grande importância pra muitos jovens do Balaio. Boa sorte a todos. E perdoem pelos erros, pois, como já foi dito, estou recuperando-me de cirurgia Laser nos olhos.

  24. Johnny, em apenas 5 linhas voce repete a mesma pergunta sem sentido (sobre minha felicidade) duas vezes, insulta-me inúmeras vezes e chama-me de paspalho repetidas vezes. Em apenas cinco linhas, Johnny. Depois voce escreve um texto inteligente, com argumentos, Ok, cowboy texano ? Abração, Johnny. (Eu mereço !!!!!)

  25. Victor Hugo – 15h26 – Grata pela sugestão da busca no Google, mas conheço bem a estória do Riocentro, até os detalhes mais mórbidos dos intestinos expostos, e as teorias conspiratórias do envolvimento americano no golpe militar de 64 e consequente período de ditadura. Mas este é um outro capítulo, que no meu entender, não vem ao caso agora, pois (atenção!):
    O texto do Kotscho, muito bom por sinal, tanto pela isenção quanto pela descrição dos fatos, se refere ao povo americano e foi sobre ele que eu comentei. Caso você não tenha lido com atenção, pinço uma frase do meu comentário original: “Não discuto aqui os erros ou acertos da política externa americana, mas sua política interna e seu povo são inegavelmente um exemplo, por isso despertam inveja e ódio naqueles que não o são”.
    Resumo da ópera: se formos julgar um povo pelo seus governantes, então teremos que admitir que eu, você e todos os brasileiros, somos corruptos, mensaleiros, oportunistas, demagogos, golpistas, ineptos, etc. etc….
    Finalizando minha participação, agradeço suas boas-vindas, mas só entrei por este texto do Kotscho e para testar a democracia e o bom diálogo deste blog. Desculpem minha invasão no grupo.

  26. Prezado RK, realmente seu texto é claro, inteligente e óbvio. Lamentavelmente, prezados Johnny e Daisy, alguns frequentadores deste blog são desprovidos de toda coerência, e despejam comentários raivosos, desfilando uma quantidade absurda de afirmações lunáticas, já característico de um estágio avançado de senilidade. Para estes, Cuba e Venezuela são as melhores nações da Terra. Para eles os EUA são desprezíveis. Sabe qual é o recalque? É que eles sabem que o esquerdismo barato, populista e demagogo que tanto defendem, nunca se criaria num país como os EUA. É patético.

  27. Bom dia Ricardão!!!…pois é rapaz, o ser humano é mesmo enigmático. Acho que Deus ao criar o homem, para externar a sua suprema humildade, sua parcela de imperfeição, deixou a possibilidade de que nascessem certos tipos de pessoas.
    Vê aí a Daisy ( tinha que ser com y ), vem aqui com o seu ar de superioridade ao defender a sociedade americana, nos considera agressivo e depois nos dá baibai, com aquele narizinho empinado de atriz de roliúde.
    Antes de sair Daisy, nos diz aí: Tú considera o povo americano grande por ter como único objetivo manterem permanentemente cheio seus intestinos, ou por não terem levado o Bush e sua gangue, aos tribunais por terem inventado a invasão do Iraque, sacrificando milhares de inocentes, apenas para beneficiar os seus cupinchas ??? Tú acredita que a grande(?) CIA não sabia que o Sadam não tinha nem um traque para explodir numa noite de São João ???
    Antes de ir Daisy, saiba que gostei muito de você, desconsidere a minha forma grosseira de externar o meu amor, que poderá ser ainda maior, se você, antes de nos deixar, enumerar algumas das qualidades do povo americano que a leva a o considerar tão grande.

  28. Caramba, alguns delirantes comentários deste post me fazem lembrar as primeiras linhas da música Brain Damage do Pink Floyd: ‘ O Lunático está no gramado, o lunático está na minha sala’.

  29. O prefeito de Boston, disse que não será possivel interrogar o segundo rapaz, porque ele foi baleado com um tiro na garganta…NA GARGANTA ???
    Seis mil policiais, da polícia mais preparada do mundo, precisaria dar um tiro “na garganta” de um jóvem encurraldo no porão de uma barca para prendê-lo ???
    Não nos surpreendamos se ele sobreviver com os braços decepados, totalmente incapaz de nos comunicar a verdade, e ser guardado apenas como um troféu intimidativo. Hitler frente á elite conservadora americana, era um aspirante a anjo.
    …e o Vannelder nos considera lunáticos, por ter outra versão dos fatos.
    …( falando sózinho ) …sei não viu, mas acho que o tal do Gaspari, criou o Eremildo inspirado no Vannelder.

  30. acredito , rK, que voce tem muita informaçao,do mundo todo, e de fontes muito boas. Então é crivel q deveria ter adicionado restriçoes. E pingos nos ii. E nao só o feed back á ja existente e bem nutrida paranoia.
    A midia nao deu coisas estranhas ali, nem tampouco os antecedentes.
    Triunfo da civilizaçao sobre a barbarie” Povo q nao descansou enquanto” etc. “Serenidade e firmeza”.. Com base no brutal fato real, a cara,palavras e jeitao de pres Obama eram boa mise en scene politica. E que magnifica promoçao da homeland security!
    Serenidade e firmeza foi o que mostrou Nicolas Maduro, após as oito mortes por ataques, digamos , de barbárie terrorista, depois de sua vitoria nas urnas. E a midia nao descansou enquanto nao encobriu isso com ‘nao-reconhecimentos’ e variaçoes. E pode apostar que outros detalhes diferentes surgirão sobre Boston. Porque ja é do script.

  31. Victor Hugo, não precisa mais me dizer de onde você tirou esta lista de partidos políticos americanos. Eu fui no ‘Pai dos Burros Virtuais” – o Google – e vi lá sua lista.

  32. O povo brasileiro também é solidário. No caso de tragédias, que no Brasil não são poucas. É incêndio em favelas, desabamentos de morros e outros, além de um corpo de bombeiros muito bem preparados e sempre prontos para socorrer as vitimas, o povo também se une para socorrer as vítimas. A diferença é que lá o povo é treinado para se defender. Se for preciso até usar arma de fogo para enfrentar o bandido. Aqui o cidadão honesto é treinado para entregar tudo o que tem aos seus agressores. La se um politico tem um caso extra conjugal ele é obrigado a renunciar e nunca mais se reelege porque a pressão do povo é grande. Aqui mesmo com o caso do mensalão, os políticos afetados consegue 97% de aprovação, fosse lá estariam vendo o sol nascer quadrado e nunca mais se reelegeriam. Aí está a diferença entre o povo brasileiro e o povo americano. Se o Lula indicar um poste para candidato a qualquer cargo o poste se elege.

  33. Prezado RK. Hoje, 22 de abril, data do descobrimento de nosso país, saiu o acórdão do STF sobre o processo do Mensalão – o maior escândalo de corrupção nunca antes visto na história do Brasil. É bem significativa esta data. Eu renovo minhas esperanças de que o Brasil está se redescobrindo. Redescobrindo seus valores e princípios. Redescobrindo que já é hora de provar que o crime não compensa. Que esta quadrilha de corruptos, mesmo liderada e composta pelos filhos mais cínicos que já nasceram nesta nação, terão o destino justo da cadeia, para pagarem pelos seus crimes. Ao ver nos jornais e televisão o ministro Joaquim Barbosa recebendo a maior comenda mineira, alusiva a Tiradentes, percebo que os ideais de um povo pacífico, honesto, trabalhador, regido pela verdade e pelo interesse em favor do bem comum, ainda estão vivos e fortes.

  34. RGS 18h19, de coração, muito obrigado. J Leite, voce, isso mesmo, VOCE, J Leite, é o melhor exemplo de brasileiro tolo citado aí em seu texto de 11h09, pois não se cança de repetir as baboseiras que lê e ouve na Folha, Veja e Globo sobre o mensalão do PT, mas esquece-se do anterior e original mensalao, o tucano de Eduardo Azeredo e seu tesoureiro de campanha, Marcos Valério. J Leite, quando o povo reelegeu FHC, apesar da compra de votos da emenda da própria reeleição e da privataria voce aplaudiu. Quando o povão elegeu Serra governador depois de registrar em cartório e em rede nacional de TV que cumpriria o mandato de prefeito até o fim voce comemorou. Quando Alckmin reelegeu-se repetindo falsas promesas de rever tarifas de pedágio e apesar de ser o abafador-mor de CPI’s de corrupção (segundo a própria Folha de São Paulo) voce soltou rojões. Mas quando esse mesmo povo elegeu um governo Petista comprometido com o combate a fome e desemprego voce vem com essa conversa sórdida de que o povo brasileiro é burro. J Leite, vou concordar com o péssimo juizo que voce faz do povo brasileiro, mas deixo claro que restrinjo esse péssimo juizo apenas a uma pequena parcela desse povo da qual VOCE é o melhor exemplo e não ultrapassa 3% do total. Abração, J Leite.

  35. Fico pensando o que nós brasileiros queremos ser quando crescermos. Qual é a ideia de sociedade e civilização organizada que desejamos ser neste utópico sonho de corrigirmos tudo de errado que há no Brasil. Queria ou não, estamos seguindo atrás dos norteamericanos. Tudo que ocorre lá de desenvolvimento ou consumismo é o que nossa juventude mais almeja. Eu lamento muito por isso. Nos E.U.A. a criminalidade, por exemplo, é igual ou pior que aqui. Lá também existe invasão de domicílios, assaltos a mão armada no armazém da esquina, gangues trocando tiros na periferia ou prisões lotadas de todos os tipos de marginais. Na educação, eles têm uma juventude alienada sobre a história passada e atual do mundo. Na cabeça desses jovens só tem “facebook”, “games” e subcelebridades. Por aqui seguimos no mesmo caminho. Mas EU TENHO NOJO daquele país. NÃO SERVEM DE EXEMPLO PRÁ NINGUÉM. Precisamos urgentemente mudar o modelo de cultura e sociedade que queremos para nossos netos. (para os filhos não dá mais).

  36. Nenhuma garantia individual arranhada? Não concordo. A história está muito mal contada, cheia de furos e os ferimentos do primeiro suspeitos são estranhos demais. Sinto tristeza pelas vítimas, mas essa loucura dos americanos por terrorismo destrói o próprio país.

  37. O povo americano já não aguenta mais terrorismo e tanto é que só depois em que prenderam o segundo terrorista do atentado é que começaram a especular o que poderá acontecer com ele e estão aguardando a sua melhora, já que foi alvejado durante a sua captura.
    A tv local de Nebraska está noticiando mais o julgamento do caso da jovem Jodi que matou seu namorado com um tiro e cortou seu pescoço de orelha a orelha e em cortes noticia o andamento da situação do terrorista e paralelamente comenta o estado de saude das mais de 50 vitimas que estão hospitalisadas entre as quais uma dançarina que perdeu os membros inferiores e ainda há dois em estado critico. Seus parentes estão agora sendo perguntados sobre como viviam, seus costumes e até já mostraram na tv a esposa do outro terrorista, irmão mais velho que morreu durante a sua caçada. Pelo que vi, são muçulmanos embora são de decendencia chechenia surpreendentemente não sendo árabes. Bem, o povo reagiu de forma esperada e até aplaudiu a ação policial e desde o começo a imprensa os tratava como suspeitos e como reagiram à prisão, sofreram a ação energica da policia. Mas todos os dias há intensa notificação dos dois casos de forma bem comentada e as demais noticias internacionais ficam em breves informações como por exemplo o terremoto na China noticiado só em um flash e nada mais. O povo americano vive alienado das demais noticias e aqui fica sendo uma espécie de uma ilha onde só o noticiário local tem prioridade.

  38. “Nenhum país está livre de atentados terroristas e de malucos que saem às ruas para matar por matar, atirando contra estudantes, o papa João Paulo 2º ou o John Lennon. O que varia é a forma que as nações encontram para reagir àqueles que atentam contra a vida ou a liberdade dos seus cidadãos. O desfecho da tragédia de Boston na noite desta sexta-feira (19), que o mundo todo assistiu ao vivo pela televisão, serviu para mostrar a força e a união de um povo quando se vê ameaçado em sua integridade.

    Podem falar o que quiserem dos Estados Unidos e das mazelas do império americano, mas foi comovente ver toda uma nação empenhada em encontrar os autores dos ataques a bomba na Maratona de Boston e em mandar um recado ao mundo: aqui, na nossa democracia, isso não pode acontecer, e não podemos deixar que este crime fique impune.”

    Vá escrever isso para milhares de familias destroçadas no Iraque Afeganistão Iêmem etc. Crianças mortas não americanas indignam menos pelo visto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *