Quer comprar uma rua? Fale com Kassab

Quer comprar uma rua? Fale com Kassab

Faltando pouco mais de um mês para passar o cargo ao prefeito eleito Fernando Haddad, Gilberto Kassab anda fazendo algumas coisas estranhas que estão revoltando os moradores atingidos e chamando a atenção do Ministério Público de São Paulo.

Ao apagar das luzes da atual administração, o prefeito em final de mandato colocou à venda uma rua no Itaim-Bibi e está remanejando os moradores de áreas próximas a 14 empreendimentos imobiliários em fase de lançamento no polo comercial da avenida Chucri Zaidan, no Campo Belo.

A remoção dos favelados está sendo investigada pela Promotoria de Habitação e Urbanismo de São Paulo, segundo Janaina Garcia, do UOL, para saber se as famílias estão tendo assistência e sendo levadas para habitações sociais próximas de onde moravam.

“Pela lei que a criou, a operação urbana precisa prover estas habitações às famílias removidas dentro da sua área de abrangência. O que verificamos é que o poder público está tentando tirar familías que moram em favelas de todo o entorno da Chucri Zaidan para jogá-las em outro extremo desse perímetro, no Jabaquara”, disse o promotor José Carlos Freitas.

Em setembro, o promotor pediu à Prefeitura informações sobre a assistência dada aos favelados no processo de transferência e concluiu que “o programa político hoje é de expulsão dessas famílias. Transferir essas pessoas para longe dali é mais gasto público com infraestrutura e mais bolsões de pobreza que tradicionalmente se formam”.

O caso da venda da rua Oswaldo Imperatrice, no Itaim-Bibi, foi denunciado pelos repórteres Diego Zanchetta e Valéria França, na edição do “Estadão” desta quinta-feira.

A rua de 589 metros quadrados, travessa da Leopoldo Couto de Magalhães, será colocada à venda por R$ 5,83 milhões, bem abaixo do valor de mercado, segundo a Sociedade Amigos do Itaim-Bibi, que ameaça entrar na Justiça contra a Prefeitura.

“É uma negociação malfeita, que prejudica os cofres públicos”, disse Marcelo Motta, o presidente da entidade”. Segundo a Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio o metro quadrado na região vale pelo menos o dobro do valor pedido pela Prefeitura, que é de R$ 9.900.

O vereador Ricardo Trípoli, líder do atual prefeito na Câmara Municipal e futuro secretário do Verde e Meio Ambiente da administração Fernando Haddad, informou que Kassab pretende vender mais 20 áreas públicas até o final do ano.

É o caso de se perguntar as razões que levam o prefeito Gilberto Kassab, que está no cargo desde 2006, a fazer estas vendas de patrimônio público justamente agora em seus últimos dias de administração.

Não seria mais razoável esperar a posse do novo prefeito para ele decidir se estas medidas atendem aos interesses da cidade ou apenas de grupos econômicos?

 

 

 

 

 

 

 

 

14 thoughts on “Quer comprar uma rua? Fale com Kassab

  1. E os moradores do Jabaquara vão pra onde, quando for ampliado aguas spraidas rumo a Imigrantes no jabuca, com mais de 1 milhão de habitantes e totalmente congestionado sua vias, não falando em metrô e onibos lotados.
    Homem de visão o ex governador de S.P. Figueiredo Ferras dizia na decada de 60, S.P tem que parar de crescer.
    E Maluf queria mudar a capital para o interior, será que ele não estava certo!!!!

  2. Ricardo uma correção ao seu comentário.
    Campo Limpo fica no extremo Sul, entre Br 116 e Sto Amaro, e não deve ter muito interesses relevantes em empreendimentos, no caso é Campo Belo, esse sim, é da elite, ao lado da rede da Globo.

  3. Aliás, o Kassab após entregar o cargo na virada do ano para Haddad, se quiser, não fica desempregado nem um dia. Viram o tamanho da barriga dele? O que é aquilo… Kassab para Rei Momo já!

  4. Por que o bloguista inexplicavelmente não comenta nada sobre Rosemary e o possível envolvimento do ex-presidente Lula em algumas operações ilícitas? Aonde está a sua imparcialidade de jornalista?

  5. E a histeria da mídia querendo pegar Lula de qualquer maneira, Kotscho? Depois que alguém aventou que ele poderia sair para Governador de SP em 2014, a velhíssima mídia perdeu completamente o eixo… A manchete do portal da Globo beira o ridículo: “Ex-assessora da Presidência tratou de cargos em e-mail”. Ora bolas, de que cargos ela tratou? Fez algo errado ou não? Qual é, afinal, a implicatura da chamada? Mistério… o importante é tentar, como eles vem tentando nos últimos 10 anos, desconstruir Lula que, quanto mais apanha, tal como o fermento, mais cresce…

  6. Não era o caso da equipe do novo prefeito e o próprio Haddad manifestarem-se publicamente? O tal controlar continua no próximo ano, e será mesmo que acaba? Esse negócio de ter qualquer na base de apoio vai dar nisso, ou seja omissão.

  7. Se é possível vender a rua, tudo bem.
    Só que, em primeiro lugar, deve ser atendido o interesse e bem estar da população.
    E tratando-se de São Paulo, qualquer rua fechada, prejudica toda a cidade.
    Porém, de estranhar, realmente, que o cara saindo da prefeitura, agora resolveu vender bens públicos. E aí joga a pobreza para longe.
    Vem a calhar o teu post Kotscho, com o que acontece com as ilhas do ex-senador Miranda no litoral paulista.
    Acho que está mais do que na hora de acabar com aquele “paraisote” da Ilha das Cabras.
    A licença acabou, e terra pública não confere direito de prescrição aquisitiva por usucapião.
    A ilha é do povo brasileiro.
    O Ministério Público precisa agir e o cara tem que desocupar a ilha.
    Deixa o mato tomar conta para que a ilha volte a situação original. Nem que leve quinhentos anos; mas que o mato vai dar jeito, vai!
    Olha Kotscho, gostaria até de saber de tua opinião e tuas sutís particularidades sobre o caso.
    Bom final de semana!

  8. Na verdade Kassab já tem emprego garantido. Ele e todo o PSD, remanescentes de partidos como DEM e PSDB, que tanta ânsia de vômito davam nos petistas em tempos atrás, desembarcarão no Governo Federal. Kassab inclusive já tem um leque de ministérios oferecidos por Dilma e analisa qual deles irá querer. Além disso, já há um enendimento prévio dele com o PT para compor apoio na Câmara dos Vereadores de SP em troca de alguns cargos na Prefeitura. Quer dizer, na hora da eleição o cara não serve pra nada. Depois da eleição serve pra tudo. Aproveito para citar mais dois exemplos clássicos: Eduado Paes e Gustavo Fruet que na época em que se descobriu o Mensalão do PT (o maior escândalo de corrupção nunca antes visto na história deste país) bateram até não poder mais no Lula e tem hoje apoio irrestrito do PT. Enquanto isso o PIB no Brasil cresce 0,6% no último trimestre; o país é o penúltimo lugar em recente pesquisa sobre a avaliação da Educação Mundial (ficando na frente apenas da Indonésia); em pesquisa do PNUD/ONU os brasileiros vivem mais situações desagradáveis quando precisam de atendimento de saúde, etc. E a pergunta é: o que a Dilma fez de marcante nesses 2 anos de Governo, além de ter que demitir gente corrupta que ela mesma nomeou ou permitiu que pemanecessem nos cargos?

  9. O Vannelder é admirador ardente de políticos como Maluf, Collor, Sarney, Temmer, Serra, Kassab, etc . . . pois eram todos adversários ferrenhos do PT até 2002. Como a mesa virou em 2003 e seus ídolos bandearam-se para nosso lado, o Vannelder, cego de paixão, culpa o PT por seduzi-los. Vannelder, deixe de conversa fiada e dê logo sua opinião sobre o tema proposto, ou seja, a venda de ruas no final de mandato de Kassab. E ainda quer ser levado a sério !!!! Eu mereço !!!

  10. “Até onde *EU* estou sabendo o Sr.KASSAB KASSETA está com a Sr.DILMA *e não abre* no projeto da reeleição dela,inclusive se o *tio FUNÉRIO não tivesse se candidatado a PREFEITO,o Sr.KASSAB KASSETA seria *cabo eleitoral de carteirinha do MORENO FORTE,BONITO E SENSUAL”.
    Ah! Ricardo por que tu estás falando mal dele?
    JUDIAÇÃO!!!!!!
    Ô DÓ!!!!!

  11. Aqui em Osasco, na estação Comandante Sampaio da Fepasa. Tem um Terreno grande que, antes a metade era uma praça e o restante era estacionamento. Os trabalhadores vinham de caro e deixavam estacionado la. A tarde pegavam para voltar para casa. Não pagavam nada por isso. O prefeito eleito do PT destruiu a praça e transformou todo o terreno em estacionamento e entregou para uma empresa privada. Hoje o trabalhador que quiser deixar o carro estacionado la tem que pagar R$ 12,00 por por um periodo de ate 12 horas. Este é o jeito PT de governar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *