Para onde vai Eduardo Campos, pivô de 2014?

Para onde vai Eduardo Campos, pivô de 2014?

Dilma Rousseff estava reunida em audiência no Palácio do Planalto com o vice Michel Temer quando Eduardo Campos ligou para a presidente na segunda-feira, antes de conceder uma entrevista coletiva em Olinda, na sede provisória do governo pernambucano (o Palácio do Campo das Princesas está em reforma), para celebrar os bons resultados do seu PSB nas eleições de domingo.

No meio da entrevista, Dilma retornou a ligação. O governador pediu licença aos jornalistas para atender à presidente e, na volta, informou que Dilma o convidou para ir a Brasília. Na versão do Palácio do Planalto, foi Campos quem propôs um encontro com Dilma na próxima semana.

Pode parecer irrelevante saber quem ligou para quem primeiro e quem tomou a iniciativa de propor um encontro, mas o fato é que o protagonismo federal conquistado por Campos, ao levar o PSB a importantes conquistas nas eleições municipais, com um crescimento de mais de 50% em número de votos na comparação com 2008, e elegendo os prefeitos de cinco capitais, o colocou como pivô do jogo da sucessão presidencial de 2014, que já começou.

Bobagem perguntar ao governador agora para onde vai porque não vai responder e, possivelmente, ele mesmo ainda não saiba a resposta. Se souber, não vai dizer a ninguém. Eduardo Campos não tem pressa.

Ao pedir, durante a entrevista, a votação ainda este ano de um novo rateio do Fundo de Participação dos Estados, o governador pernambucano desconversou sobre a sucessão presidencial: “Isto é parte de uma pauta muito mais importante do que ficar discutindo como é que vai ficar 2014, porque 2014 só se vai saber em 2014. Não tem quem saiba antes”.

O problema é que a presidente Dilma e o PT querem definir logo com quem podem contar na base aliada para a disputa sucessória, antes de promover a reforma ministerial que vai contemplar o novo quadro partidário saído das eleições de domingo. Dilma e Lula ainda não se manifestaram sobre o resultado das eleições.

Todo mundo agora quer mais espaço no governo, a começar pelo PMDB, e é grande a lista de aliados insatisfeitos, que nas eleições municipais já apoiaram ou foram apoiados por partidos de oposição, como aconteceu com o próprio PSB.

E ainda precisa sobrar uma vaga para o recém-criado PSD do prefeito Gilberto Kassab, derrotado em São Paulo, mas que cresceu no plano nacional, conquistando quase 500 prefeituras em sua primeira eleição. Kassab, como se sabe, joga em todas, e já andou namorando com o PSB.

Enquanto Dilma e Campos não acertam as agendas, o ex-presidente Lula entra em campo e já tem agendada para esta terça-feira (30) uma reunião com Roberto Amaral, seu ex-ministro de Ciência e Tecnologia, secretário-geral do PSB e principal articulador político do partido de Eduardo Campos.

Do lado da oposição, com o eterno candidato José Serra fora de combate depois de mais uma derrota para Lula e o PT, desta vez no seu quintal paulistano, o espaço se abriu para o mineiro Aécio Neves, agora candidato natural do PSDB à presidência, que gostaria muito de ter Eduardo Campos na sua chapa.

É o sonho de uma noite de verão dos tucanos, que agora já admitem até abrir mão da cabeça de chapa. “Meu time dos sonhos reuniria Aécio e Eduardo Campos, sem importar em qual posição na chapa”, admitiu, em entrevista à Folha, o prefeito eleito de Manaus, ex-senador Artur Virgílio, certamente porque o governador pernambucano já avisou que não nasceu para ser vice de ninguém.

Por conhecer bem os dois netos, o de Tancredo Neves e o de Miguel Arraes, previ essa possibilidade semanas atrás aqui no Balaio.

A tendência no momento é Campos deixar o barco, correr para ver o que acontece, com um pé em cada canoa, até porque Aécio anda meio escondido no Senado e ainda não conseguiu ganhar a confiança da mídia e do grande empresariado paulista, que ficaram órfãos com a derrota de Serra em São Paulo. Sem opções, podem investir no PSB de Campos que surge como uma terceira via entre o PT e o PSDB.

As vitórias do PT na capital, na área metropolitana e em importantes cidades do interior paulista são um grande reforço para a campanha da reeleição de Dilma, tornando mais difícil a vida do governador Geraldo Alckmin, que agora não pode nem pensar em sair candidato a presidente, como em 2006, simplesmente porque o PSDB ficou sem ninguém para disputar o governo paulista no lugar dele. Além disso, não terá tempo para apoiar o candidato presidencial tucano, às voltas com sua própria campanha de reeleição.

Em Minas, já se fala até na possibilidade de Aécio Neves voltar a disputar o governo do Estado, indicando o atual governador, Antonio Anastasia, para uma possível chapa de Eduardo Campos.

Se Aécio não emplacar e o governador pernambucano adiar seus planos presidenciais para 2018, a reeleição pode se tornar um passeio para Dilma, a depender dos ventos da economia que hoje garantem seus altos índices de aprovação.

Caso contrário, o cenário se torna imprevisível, apesar do atual favoritismo da presidente. Em dois anos, tudo pode acontecer. E é nisso que Eduardo Campos aposta, sem pressa.

31 thoughts on “Para onde vai Eduardo Campos, pivô de 2014?

  1. Uma coisa o Sr. Campos deve ter em mente.
    O PSB não é ele.
    Muita gente que vota no PSB é um Petista descontente.
    Muita gente que vota no PSB sempre encarou com naturalidade o fato do PSB ser um partido co-irmão do PT, PCB e PC do B.
    Uma guinada para o lado do PSDB, com certeza afugenta todo este povo.

  2. Chega um momento em que precisa definir.
    se eduardo forçar muito, o padrinho Lula vai dizer pra ele e para a populaçao do nordeste que a escolha é ele (lula) ou eduardo.
    E depois será que o rabo (psb) movimentará o cachorro (psdb)?

  3. Um comentário de um analista inteligente (não elianes,doras,augustos,villas e outros mervais) que ouvi ontem. A oposição saiu menor do que entrou nestas eleições, e isto é fato, os numeros comprovam. A verdadeira oposição sairá de dentro do próprio governo. No meu entender, esta oposição será o PSB, mas somente a partir de 2018. Eduardo Campos, está valorizando seu partido, o que é perfeitamente normal, mas estará com Dilma em 2014, não se aventurará em uma campanha (mesmo com o canto de sereia do PSDB), que poderá prejudicar seu partido, seu cacife politico e sua imagem. Até 2018 haverá duas eleições ( para governadores e para prefeitos ), quando o PSB poderá aumentar sua musculatura política e assim ou coligar-se ao PT sendo o cabeça da chapa ou enfrenta-lo com muitos apoios.

  4. Campos deve ir devagar..Parte desses votos que recebeu serão seus adversários um dia.Por isso ele não deve se iliudir: quem vota no PT é linhagem pura ou pura por cruza e não de matungos que pularam a cerca

  5. Eduardo Campos tem uma dívida de gratidão com Lula, pois foi graças ao sapo barbudo, sem dedo, bêbado, analfabeto ( como os medíocres adoram chamá-lo ) que o estado de Pernambuco virou um canteiro de obras e recebeu muitos investimentos da iniciativa privada sendo alçado definitivamente como a principal metrópole do Nordeste. Mantém também ótimas relações com Dilma.

    O que ele não pode e creio que não fará, pois é um homem e um político muito ético, é se deixar levar pela grande mídia que certamente o adotará como o grande oponente do PT de Lula e Dilma, pois no PSDB esta mesma mídia sabe que não há mais ninguém que possa derrotá-los em 2014.

    Muito cuidado, Eduardo !! Muito cuidado !

  6. O PSB não pode esquecer que o PT tem o Pelé da política no banco de reserva. Se houver possibilidade de o PT não ganhar presidência com Dilma, Lula sairá como candidato e vencerá. Não consigo ver o PSB com essa força que dizem. Nem de perto. Duvido também que o PSDB abra mão para o PSB. DUVIDO. PSDB sabe muito bem que o PSB é um rival para ele e não uma aliado. Certamente vai começar agora uma tática de desgaste do PSB na mídia. Terceira via não dura. Sempre haverá o PT contra o partido da mídia. O que o PSDB faz é malandragem, querem agora isolar o PSB da base do governo e do PT, para em seguida acabar com ameça ao PSDB. O PSB sim é uma ameça ao PSDB e não ao PT.

  7. Todos está de olho na VICE do Temer, mas o PMDB tem 1.000 prefeituras, mais do dobro do PSB ou PSDB. Claro que o PT não arriscaria deixar o PDMB fora da vice. Então o candidato a presidente, se continuar favoral ao governo, pensar em 2018.

  8. O que ninguém percebeu é que o PSDB, que não tem nenhuma prata da casa, nenhuma nova revelação, não poderá contar com o Picolé de Xuxu para uma nova corrida para o palácio dos bandeirantes e o Lula estará prontinho para botar o cartão vermelho na cara deles, lá no PT não falta novas revelações e isto dependerá da desenvoltura dos trabalhos do Hadad na prefeitura. O Alckmim está preocupado porque em pouco tempo terá que fazer das tripas coração para sair com boa aceitação do público na sua “gestão”, aliás muito fraca, raquitica mesmo. Esta perda da prefeitura para eles foi um péssimo negócio porque fragilizou o partido e eles não fizeram uma renovação. Mas também que novo nome quer aparecer por este partido com a enorme rejeição que eles possuem? É o fim da linha e importante salientar que nós os bloguistas progressistas já estamos cantando esta pedra há muito tempo. Bem, eles são prepotentes e não aceitam conselhos de ninguém se julgando os sábios e no entanto só fazem besteiras. Já fizeram todos os tipos de manobras, inclusive procurando se aproximar dos trabalhadores mas definitivamente não entendem de trabalhadores, só de elite. Estão numa linha de caminho bem semelhante ao Dem que já se esfacelou e caminha solenemente para a cova. Sinceramente não há luz no fim do tunel que os tucanos se enfiaram e não tem volta e isto, é ótimo para nós que no futuro não teremos mais oposição suja. O governador de Pernambuco está ainda no inicio da construção do PSB e boa parte do seu ainda incipiente sucesso é graças ao Lula e a Presidenta Dilma que investem maciçamente no estado e quem nunca ouviu falar no porto de Suipe? Nos estaleiros que já fabricam navios de grande porte? E isto, unica coisa mais acentuada que sei sobre ele, é que é neto do Miguel Arraes. Ele não poderá jamais esquecer porque se pender pelo lado dos tucanos será considerada uma grande traição e lhe custará a destruição de tudo que conseguiu fazer até agora. portanto ele tem tempo para pensar e não pode dar o passo errado. O PT tem caminho aberto adiante, verdadeiro céu de brigadeiro para voar livre, leve e solto.

  9. Porém, ai porém….
    Se Dudu botar o nariz pra fora e com apoio tucano e do millenium colocar a continuidade em risco, a Suderj anunciará:
    Sai Dilma e entra Lula.
    E mais não precisa ser explicado.

  10. O que é bom para maioria do povão como está sendo deve continuar, se o candidato não for Lula lá, ou indicado por ele, não voto em níguém, não quero ter experiência e conivencia de votar errado ou trocar o certo pelo duvidoso, o povo não merece voltar ao sofrimento do passado antes de Lula, merece as glorias do presente e do futuro na éra Lula e não tem converça, qualquer coisa diferente do que está sendo feito será um caos, não querendo ser pessimista, e sim um realista.
    E finalmente um recado para os 5%, quando é que a fixa vai cair.

  11. Concordo plenamente com você, Alexandres Dumas. Já até comentei aqui, uma nota que li no site de Luis Nassif,dando conta que Kassab estaria “negociando” com Eduardo Campos, uma provável fusão dos partidos PSD e PSB. Como você disse, gostamos do PSB, porque é o partido que mais se aproxima do jeito de governar, do PT. Porém, contudo, todavia, uma guinada de Eduardo, para a direita nesse momento, pode transformá-lo em apenas um nordestino com ambição política muito maior do que o seu cacife eleitoral permite. Outro disparate que anda circulando por alguns sites, é o de que Aécio também foi um grande vencedor nessas eleições. Como vencedor? Quem garante que foi a sua ajuda que elegeu Márcio Lacerda, se este já havia sido eleito numa parceria com o PT, e fez um bom governo? E se foi a sua ajuda, é bom que ninguém se esqueça, que Lacerda é do PSB, e que, por falta de quadros no seu partido, Aecinho praticamente não teve outra escolha. Como se não bastasse, o PT cresceu mais em Minas Gerais, do que o PSDB de Aécio. Por fim o neto de Tancredo ainda não deu o seu recado no Senado, nem disse para que veio.

  12. Alguem acredita que Eduardo Campos trocará dois pássaros na mão por um tucano enfermo em queda livre ? Só analfabetos de pai e mãe que acreditam em Demóstenes Torres, Aécio Neves, Geraldo Alckmin, Celso “fogo de palha” Russomano, mensalão, STF, etc . . . acreditam que o PSB vai aliar-se a pilantras profissionais, especialistas em roubar dos pobres pra distribuir aos ricos, quando pode fazer história ao lado de Lula, Dilma e Haddad. Mas sonhar é permitido e não paga imposto. ///// Lula e Dilma, quando em viagem pelo Brasil pra inaugurar obras importantes levem Haddad e o apresentem ao eleitor brasileiro como o “Principe Valente” que derrotou o “coiso”. E em 2018 é só correr pro abraço e convidar o Victor Hugo pra subir a rampa do Planalto. Tô errado, Everaldo ?

  13. Ricardo voce disse tudo neste trecho:”Se Aécio não emplacar e o governador pernambucano adiar seus planos presidenciais para 2018, a reeleição pode se tornar um passeio para Dilma, a depender dos ventos da economia que hoje garantem seus altos índices de aprovação.”
    …é isto que vai acontecer…pode anotar.

  14. Caro paulistano, paulista e são paulino. Boa noite!

    É empreendimento difícil, mas não custa berrar: “quando é que vamos ter massa crítica para deixarmos de ser pautados pela midia derrotada?”

    PSB afastado do PT em nível nacional só faz sentido para os propósitos inconfessáveis do Quarto Poder.

    E. Campos – não quero aqui subestimar sua força -teria de fato condições políticas e eleitorais para concorrer contra um projeto global (não me refiro àquela estação de TV assim assim) do qual ele mesmo é sócio, mas minoritário?

  15. Meus sonho é o vampiro , que disse que saiu revigorado da eleição candidatar. Será o presente do céu, pois não precisaremos fazer nem campanha só a rejeição , do zé bolinha , fará novamente a sua derrota.
    E não podemos esquecer que temos O Zape ( Lula) e o 7 de Copas(Dilma) na mão , e a oposição tem o PIG ee nada mais.

  16. espero que o psb não dê uma guinada à direita – acho ótimo ter opção além do pt, pois nem sempre o pt apresenta candidaturas ou coligações que agradam a todos. a entrevista de eduardo campos ao mino duas semanas atrás mostrou sua vontade de continuar com dilma até 2014. vai mais forte agora, depois do 2. turno, mas acho que está se preparando para 2018. minha preocupação agora é com bahia 2014 (e, kotscho, semi-baiana e são paulina, ainda estou chateada com sua comparação de nelson com serra rsrrs…).

  17. Vítor Hugo meu irmão, parece que ainda não caiu a ficha do pessoal, o Haddad, sucederá LULA e DILMA, na direção política do Brasil nos próximos vinte anos. O Haddad será a maior repentina revelação política de nossa história. Será que não perceberam ainda o potencial do Haddad ??? Antes de meados do ano que vem eles vão, começar a conhecer o Haddad…o Haddad é féra…o Haddad é o Neymar da política, o nosso Neymar. É o maior presente que LULA nos deu. È bom o Eduardo ir conversar com o Haddad, quem sabe ele lhe passa o bastão em 2018, para te-lo em 2026.Eu disse: quem sabe ?

  18. Para Paulo Barbosa…
    “O que é bom para maioria do povão como está sendo deve continuar, se o candidato não for Lula lá, ou indicado por ele, não voto em níguém”

    …voc^e deveria ser professor de escola prim’aria para ensinar aos seus pupilos como se pensar critica e racionalmente. “Parab’ens” pelo seu grande exemplo….vergonhoso….

  19. Impressionante o tiroteio da mídia peéssedebista (isto é toda a midia)
    completamente aturdida depois da derrota do asu líder em São Paulo. Parece formigueiro quando se pisa em cima…é ormiga corendo pra todo o lado sem saber aonde ir. Os analistas ofendem o Haddad, ja qurem colocar o Aécio em 2014 mas recuam e mudam para o Eduardo Campos, montam numeros para mostrarr que o PSDB
    ainda elegeu em cidades imporantes, enfim um zoada desperada dessa vergonhosa e imoral mídia tupiniquim.

  20. Feedback para Joao Lira Cardoso – 31/10/2012 – 00h19…voc^e deveria ser professor de escola prim’aria para ensinar aos seus pupilos como se pensar critica e racionalmente. “Parab’ens” pelo seu grande exemplo….vergonhoso….
    SR. João Lira Cardoso obrigado pela indicação, mas não tenho competência para tanto nesse honrando cargo de professor primário, jamais conseguirei tirar seu lugar.
    Digo o porquê.
    Fiz o ginásio estadual no seu governo PSDB em que para aumentar o percentual de aprovação das escolas estaduais, o aluno passa sem saber nada, isto é passa de um ano para outro.

  21. Everaldo, concordo literalmente com você. A impressão é a de que a estrela de Haddad não vai parar de brilhar por tão cedo. É preparado, é fiel ao jeito de governar de Lula e Dilma, é calmo, sereno, mas não tem medo de enfrentar cara feia quando o momento exige. Eu diria que Haddad é uma junção do estilo forte de Dilma, com o estilo negociador, competente e carismático de Lula. Cristo do céu, são tantos os adjetivos, e para completar ainda é um “gatérrimo”. Até um cientista destacou esse último adjetivo. Acho que Lula vai terminar criando uma constelação.

  22. “SR. João Lira Cardoso obrigado pela indicação, mas não tenho competência para tanto nesse honrando cargo de professor primário, jamais conseguirei tirar seu lugar”…a admissao da incompet^encia ‘e o primeiro passo para o melhoramento pessoal…s’o um adendo..nao sou nem psdb nem pt…sou s’o um “rapaz latino americano com…”

  23. Sinceramente…a idade das trevas perdurar’a no Brasil…fui muito feliz em sair do pa’is para que meus filhos tivessem melhores condicoes, principalmente morais e intelectuais. Infelizmente, vejo uma atmosfera densa, vil e mal’efica em que nao h’a espaco para o desenvolvimento do esp’irito racional e cr’itico….atualmente todo o pensamento ‘e suportado por coisas vindas das entranhas….bandeiras, ‘odio contra partido x ou y, emocao, l’agrimas….e falta de racionalidade, objetividade, transpar^encia e moralidade. Eu nao tenho o direito de sacrificar meus filhos num ambiente nefasto como esse.
    O Brasil chegou em um est’agio como o daquele tipo de “corno que nao acredita”…todo mundo d’a um toque que algo est’a errado, que est’a sendo tra’ido…..mas o corno nunca acredita…s’o vendo..
    Boa sorte a voc^es..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *