Como pode um garagista ganhar mais que Dilma?

Como pode um garagista ganhar mais que Dilma?

Agora que o Portal da Transparência, graças à recém implantada Lei de Acesso à Informação, está divulgando os salários dos servidores públicos, a começar pela presidente Dilma Rousseff e seus ministros, estamos tomando conhecimento de alguns absurdos perpetrados com o nosso dinheiro, casos que já repercutiram até na revista inglesa “The Economist”.

O exemplo mais escandaloso é o de um garagista da Câmara Municipal de São Paulo, o novo marajá Alexandre Camargo Pereira, 37 anos, que os repórteres do “Estadão” encontraram trabalhando como assessor parlamentar no gabinete do vereador Juscelino Gadelha (PSB).

O salário do servidor informado pelo site da Câmara é de inacreditáveis R$ 23.206,96. Ao receber o holerite, Alexandre não estranhou os valores depositados em sua conta. Deve ter achado tudo muito normal, e não reclamou, claro. Lá na Câmara, afinal, muita gente ganha altos salários há muito tempo e ninguém pergunta nada para ninguém.

O que mais me chocou nesta história foi comparar o salário do garagista com o da presidente da República divulgado pelo Portal da Transparência. Segundo a “Folha” desta quinta-feira, a presidente Dilma recebeu de salário, para cuidar do país, exatos R$ 19.818,49 em maio.

Num país normal, nenhum servidor público poderia ganhar mais do que a presidente da República, mas os ministros Guido Mantega e Miriam Belchior, por exemplo, ganham R$ 36,3 mil por mês por participarem de conselhos de estatais.

Claro que Alexandre não é um caso único. Assim que todas as repartições públicas e casas legislativas colocarem e abrirem os dados no Portal da Transparência, poderemos constatar que os abusos constituem a regra e não uma ou outra exceção.

Na própria família do garagista há outro caso: o coordenador dos motoristas da Câmara Municipal é Joaquim Nabuco Pereira, pai de Alexandre. Salário: R$ 17 mil por mês. Os 55 vereadores da Câmara Municipal de São Paulo têm um salário mensal de R$ 7,2 mil. Tem lógica isso?

Chamados de “gatos gordos” pela “The Economist”, os garagistas da Câmara despertaram a atenção também do prefeito Gilberto Kassab, em final de mandato, já pensando numa nova ocupação após deixar o cargo. “Acho que vou arrumar um emprego de garagista na Câmara”, brincou o prefeito.

É por isso que membros do Judiciário e associações de servidores de todas as áreas resistem à divulgação de seus salários, alegando riscos à segurança, e prometem ir à Justiça. Eles devem ganhar salários tão altos e fora dos padrões do mercado que certamente temem sofrer sequestros ou pedidos de ajuda de parentes, só pode ser isso.

O leitor há de perguntar como é possível chegarmos a valores como os que são pagos na garagem da Câmara Municipal? Ninguém controla isso? Como se chega a esta verdadeira festa do caqui no uso de recursos públicos? Os repórteres Diego Zanchetta e Rodrigo Burgarelli foram atrás das respostas e levantaram a história do marajá.

Alexandre foi contratado, sem prestar concurso, em 2005, como assessor parlamentar do vereador Juscelino Gadelha, mas nunca trabalhou para ele como motorista. Gadelha é um dos poucos vereadores que dirige seu próprio carro.

Então o que faz o dito cujo para justificar salário tão alto? Definido como um “faz-tudo”, os colegas informam que ele “ajuda tanto a descarregar caixas que chegam como a elaborar ofícios”. Ah, bom, que beleza…, como diria o Milton Leite.

E o que diz o seu chefe, o vereador Gadelha? “Foi um erro, um erro meu. Eu assumi o erro. Ele vai ganhar R$ 7 mil já a partir do próximo mês. Recebeu errado uns dois, três meses. Vou resolver isso agora (…) Se ele não quiser devolver, eu vou pagar do meu bolso”.

O curioso é que Juscelino Gadelha só agora, depois de Alexandre ser encontrado pelos repórteres, descobriu que havia alguma coisa errada em seu gabinete. Não estranhou, por exemplo, a doação de R$ 2,5 mil que o garagista “faz-tudo” entregou para a sua campanha à reeleição como vereador, em 2008.

Aguarda-se agora que o Supremo Tribunal Federal, a Câmara dos Deputados e o Senado Federal sigam o exemplo do presidente da Câmara Municipal de São Paulo, José Police Neto (PSDB), e coloquem os salários de todos os seus servidores no Portal da Transparência. A lei, afinal, é para todos. A Presidência da República já tomou esta providência.

Se isto realmente acontecer, ainda teremos, certamente, grandes surpresas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

27 comentários em “Como pode um garagista ganhar mais que Dilma?

  1. O blogueiro esqueceu que é lido em todo o país.
    Sugestão: quando referir-se à Câmaras Municipais, diga à qual Câmara Municipal está se referindo. A de qual cidade.

  2. De qual cidade, estado etc. o Sr. esta falando mesmo?. É engraçado mas tenho notado um “esquecimento” de quase todos jornalistas, quando são obrigados a noticiar as “peraltices” do pessoal do sistema. Pontuais, didáticos e minuciosos mesmo, só quando os atores são do PT.

  3. “Como pode um *GARAGISTA GANHAR MAIS DO EU*?”
    “O GARAGISTA deve estacionar os automóveis(as máquinas)de ouro dos nossos *honoráveis parlamentares*.

  4. Há décadas que a Câmara Municipal de São Paulo é ampla e generosoa em empregos e salários pagos com o dinheiro do contribuinte. Culpa dos partidos que se omitem aqui e em outras instituições do legislativo (a assembléia paulista, a Câmara Federal e principalmente o Senado, um dos mais caros do planeta. E culpa da mídia que não vai atrás dos líderes partidários, das figuras mais em evidência para cobrar medidas decisivas que visem reduzir pela metade esses gastos. Nesse sentido, PMDB, PSDB, PT e outros são todos lenientes. Farei a minha parte quanto a Câmara dos Vereadores: não vou reeleger nenhum vereador como Gadelha que, no minimo, é descuidado e por isso, não merece ser vereador. Só voto em candidato que, junto com o partido, prometa publicamente que vai usar metade da verba de gabinete, vai ter metade dos funcionários a que tem direito (8 no máximo)e vai lutar para reduzir custos gerais. E vai se comprometer a trabalhar, apresentar idéias antes das eleições.

  5. O blogueiro mencionou “Estadão”, que é o apelido do jornal “O Estado de São Paulo”, as pessoas não tem a obrigação de saber, mas o jornal é bem famoso.
    Já tinha lido no Economist, o pior é que nenhuma administração conserta isso, não importa aonde no Brasil. Isso vira moeda de negociação para negociar privilégios.
    Eu acho que um presidente deveria ganhar uns 50 mil líquido, e também acho que o problema não são os salários pessoais desses políticos, o problema são esses custos com pessoal e despesas de manutenção da máquina. Um senador poderia ganhar 40 mil e ter passagens grátis em aviões de carreira, por exemplo. Sairia muito mais barato do que pagar 20 ou 30 mil de salário e dar verbas de milhões para pessoal e despesas bizarras e disponibilizar jatinhos particulares. O político tem que se misturar com o povo. Também deveriam proibir totalmente a contratação sem concurso. Se um político precisar de um assessor, ele deveria busca-lo entre os concursados.

  6. O problema não é abrir o contracheque dos servidores efetivos. Sou servidora efetiva, concursada e recebo meu modesto salário sem regalias, todo mês, assim como a grande maioria dos efetivos. O problema é abrir os salários recebidos pelos comissionados, servidores não concursados, descomprimissados com o estado, contratados pelos políticos. Absurdo!

  7. O espanto se justifica, dado o grau de exigência das atividades de um garagista e o de um presidente da república. Mas o que de fato é ganho e o que é, digamos, poupança? Presidente, governadores, prefeitos pagam alguma de suas contas? Pagam aluguéis, telefonia, TV a cabo, transporte? Pagam seus jantares? Acho que a remuneração deve ser compatível – e claramente não é. Mas deve ser definido, de forma bastante clara, o que cabe ao assalariado e o que cabe ao poder público honrar.

  8. No serviço público federal isso também se repete.Tem cargo técnico ganhando mais que de nível universitário.É pública e notória a defasagem nas Forças Armadas onde um comandante de navio ,piloto de caça ou general que comanda uma força de paz em país estrangeiro ganha menos que policial rodoviário,gráfico,técnico de banco central e por aí afora .

  9. Será que o garagista sabe de seu holerith, não existe outro ?
    O mesmo não estará sendo usando ?
    Muitos que fizeram concursos devem se perguntar, porque fiz, pra que, vale ou valeu a pena ?
    Se fuçar em outros órgãos deve ter vários garagistas em desvios de função.
    Vamos pleitear o projeto como ele é feito e foi feito, coisa digna de especialistas , anarfa não sabe fazer.
    A rádio Peão não pode se calar.

  10. Pois é, Kotscho, se o assunto são marajás, não há como deixar de lembrar do caçador de marajás das Alagoas, maior estelionato eleitoral da história desse país, perpetrado pela rede Globo. E os analfabetos de pai e mãe que cairam “que nem” pato neste grosseiro conto do vigário são os mesmos néscios que defendem hoje, com unhas e dentes, o direito da imprensa de continuarem a lhes fazer de otários. E durma com um barulho desses !!!!!!

  11. Todos partidos estão envolvidos nessa malandragem, por isso niguem
    reclama.
    È obvio que os funcionarios não recebem o valor declarado no seu
    holerite. mas sim, recebem sòmente o valor pelo seu trabalho.
    Do valor que sobra (e eu não tenho nada que ver com isso) vai para o
    partido ou para o bolso de quem o empregou.
    É facil saber, pergunte a qualquer um que receba valor alto se é o mesmo dinheiro que ele leva para sua casa para dar o leite para as
    suas crianças.
    Eu não sou obrigado a colaborar com qualquer partido dessa maneira.

  12. Eu sou servidor público e não me agrada ter a merreca que recebo escancarada pra quem quiser ver. Como a Lei é pra todos, na visão do blogueiro e de muita gente, acho que o salário dos funcionários de empresas privadas, dos artistas da TV, dos jornalistas burgueses dos grandes conglomerados de comunicação, dos boleiros milionários e dos capitães da indústria paulistinha também devem ser colocados à disposição, na janela… Sabe da história da b*nda na janela? Pois é, é como sinto que está a minha, pra quem quiser, passar a mão… Esquecem-se os defensores da moral e dos bons costumes que pra cada garagista milionário existem milhares de servidores concursados que ganham pouco, honestamente, e que têm o direito à manutenção de sua vida privada. O resto é blá blá blá de carola de paróquia do interior… Aliás, qual é sua renda mensal, ô do blog? Haveria problema em divulgá-la aqui pra nós?

  13. No Brasil de hoje, pode tudo. Resta saber se o garagista leva o dinheiro pra casa ou “racha” com alguém. Creio que o salário da Dilma é baixo, principalmente por tudo com o qual ela tem que conviver. Mas o salário do garagista, do engraxate (dá uma olhada no salário do engraxate da Câmara dos Vereadores!!!!) do pessoal do Judiciário e das pensões e aposentadorias do Judiciário, principalmente das órfãs filhas de desembargadores falecidos que não se casam no papel pra continuar recebendo R$30 ou R$ 40 mil por mês é uma tremenda vergonha para o Brasil. Essa é uma das razões pelas quais pagamos a maior carga tributária do mundo e ainda temos que ter planos de saúde escorchantes, segurança particular nas grandes cidades para os condomínios residenciais, pedágios nas estradas, escolas particulares que cobram o que querem, e outras coisinhas mais que os governos, apesar da arrecadação não nos oferecem com qualidade mínima. Viva o Brasil.

  14. ESSE ABSURDO! SEMPRE TEVE NO BRASIL, PRINCIPALMENTE NAS CAMARAS MUNICIPAIS/ASSEMBLEIAS LEGISLATIVAS DOS ESTADOS/ NOS TRIBUNAIS DE CONTAS ETC ESSE VEREADOR TERIA NA VERDADE QUE SER CASSADO.COMO VC TER ESPERANÇA NESSE PAÍS DA IMPUNIDADE? AGORA MESMO ACABEI DE VER NA TELEVISÃO, O MINISTRO STF ABSOLVENDO OS FICHAS SUJAS , VÃO TER O DIREITO DE SE CANDIDATAR NESSAS ELEIÇÃOES. PERGUNTO ESSE MINISTRO TEÓFILO DIAS É UM CIDADÃO? ELE TEM A MESMA INDIGNAÇÃO QUE O POVO BRASILEIRO TEM COM ESSE TIPO DE POLITICOS ? LOGICO QUE NÃO!!

  15. Exste dois tipos de funcionários públicos
    1) funcionários concursados. Estes são altamente preparados para exercer a profissão que estão se candidatando. Normalmente vieram de empresas privadas e estão acostumados a exercer os mais rígidos regulamentos interno e, são execrados pelos políticos e pela população.
    2) Funcionários indicados por padrinhos poderosos. estes normalmente não estão preparados para exercer os cargos que lhes são atribuídos mas, tem proteção da chefia. Na s administrações municipais os contratados ilegalmente ou indicados, normalmente domina o quadro de funcionários. Atendem muito mal a população porque não estão preparados para exercer a função.

  16. ALGUMA COISA SÓ VAI MUDAR SE TIVER PENA SEVERA PARA ESSE PILANTRAS, AGORA QUEM MUDA AS LEIS, SÃO DEPUTADOS FEDERAL E SENADORES, ALGUEM ACHA QUE ELES QUEREM UM CODIGO PENAL FORTE? LOGICO QUE NÃO!!SÓ RESTA O POVO BRASILEIRO SE MOVIMENTAR. O QUE ESSES POLITICOS FAZEM NO BRASIL, EM MUITOS PAÍSES SERIAM PUNIDO COM PRISÃO PERPÉTUA, E ATE PENA DE MORTE.COMO SERIA MARAVILHOSO, VENDO GENTE COM ESSAS SENDO ENFORCADA EM PRAÇA PÚBLICA. MAIS ISSO AQUI NO BRASIL É UMA UTOPIA.

  17. Vou sair um pouco do contexo, pero no mucho. Quando os jornalistas bradam por aí afora, que um funcionário público e um político, estão sendo pagos com “o nosso dinheiro”, acho de uma imbecilidade sem tamanho. Será que somente os políticos e os funcionários públicos estão sendo pagos com “o nosso dinheiro”, ou também não somos nós que pagamos os salários de todo mundo? Quem paga os salários dos jornalistas, não são os talespectadores da TV, que compram os produtos anunciados? E os leitores dos jornais e revistas idem? E quem paga os salários das pessoas que trabalham nos supermermados, não somos nós que compramos os produtos vendidos ali? Ou será que eles teriam salário se a gente não comprasse? E quem paga os salários, estes sim, milionários, dos apresentadores de TV, e de boa parte dos jornalistas mais destacados? E o das celebridades do cinema e da TV, se não assistíssimos a eles?
    E quem paga os salários dos trabalhadores das fábricas de automóveis, se não comprássemos os carros? Portanto, me irrita bastante quando um jornalista repete, “pagos com o nosso dinheiro”.
    Muitos jornalistas, por mais inteligentes que pareçam ser, repetem certas asneiras, partindo da ideia de que ninguém questiona nada, “pois sabem tudo”. Não é bem assim.

  18. Sra Nona, boa noite! Eu acredito que, quando um jornalista ou qualquer pessoa menciona o “nosso dinheiro”, ele está se referindo ao dinheiro que é arrecadado em forma de impostos, taxas, tributos, enfim, aqueles valores que todos nós “sem exceção” obrigatoriamente contribuímos para que retornem em benefícios à comunidade.
    Quando pagamos os salários dos jornalistas, estamos “consumindo” informações, portanto escolhemos se queremos ou não nos informar, assim como quando adquirimos qualquer produto. Temos portanto “A OPÇÃO” em adquirir ou não determinado bem ou serviço! Já com impostos é diferente. Estão embutidos em todos os produtos e serviços e vão para esses senhores e essas senhoras administrar.
    Quando fazem “lambança” com esse dinheiro, o meu, o seu, o nosso, é que causam essas “estranhezas”, só isso!
    Pagamos por um serviço e não recebemos, ou recebemos outro, ou então, um serviço de péssima qualidade. Isso se fizermos o cálculo custo beneficio.
    Como sempre dizem, temos impostos europeus e serviços africanos.
    Nada a favor dos europeus, nem contra os africanos, apenas uma constatação.

    Abraços!

    Robson de Oliveira

  19. NONA, TEM NADA A VER SEU COMENTARIO. PARECE ATE QUE VC ESTA IRRITADA COM A MIDIA, QUE SEMPRE DENUNCIA ESSE TIPO DE ABSURDO. NA INICIATIVA PRIVADA NINGUEM ROUBA O DINHEIRO DO PATRÃO, LÁ A COISA FUNCIONA. NO SERVIÇO PÚBLICO ROUBAM TODO O DINHEIRO DO POVO E NÃO ACONTECE NADA. O FUNCIONALISMO PÚBLICO E OS POLITICOS SÃO PAGO COM O DINHEIRO DO POVO MESMO!!!!!!!!!!

  20. Nona, o Robson de Oliveira sempre reclama do Victor Hugo por dar “pitaco” nos comentários dos outros. E o que faz o Robson ? Pitaco nos comentários dos outros. Nona, entendi e concordo com seu brilhante comentário. Mas não espere o mesmo dos incautos que são sempre ludibriados pela mídia e ainda lhes defendem, com unhas e dentes, esse “sagrado” direito. Estes, Nona, são sempre solícitos em ajudar a quem quer lhes fu . . E o mais estranho é que esses fanáticos seguidores da seita satânica “Adeptos do Voto Nulo”, conseguem enxergar diferenças onde não as há, como voce muito bem demonstrou. Mas partidos e políticos pra eles “é” tudo igual, não importando se estamos falando do PSOL da Heloisa Helena e DEM do Arruda e Demóstenes. É tudo igual. E durma com um barulho desses !!!!!

  21. Certos comentários me lembra a história do ovo da galinha, quem nasceu primeiro !!!!
    Os empresários que financiam as campanhas ou o setor público.
    Quem nomeia sem concursos, os representantes do povo ou dos empresários, ou os servidores públicos de carreira.
    Quem é o dono da Delta?
    Eis as questões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *